Você está na página 1de 63

GEOLOGIA DE ISÓTOPOS

RADIOGÊNICOS
L a b o r a tó r io d e G e o c r o n o lo g ia
U n iv e r s id a d e d e B r a s ília
Módulos Básicos L a b o r a tó r io d e G e o c r o n o lo g ia
U n iv e r s id a d e d e B r a s ília

• Introdução a Radioatividade
• Espectrometria de massa
• Diluição isotópica aplicada a geocronologia
• Métodos Termocronológicos (K-Ar e Ar-Ar)
• Método Rb-Sr
• Método Sm-Nd
• Método Re-Os
• Sistemática Isotópica U-Th-Pb Método Pb-Pb
Método U-Pb
Módulos Aplicados

• Rochas sedimentares
• Rochas Ïgneas
• Rochas Metamóficas
• Metalogênese
PRINCÍPIOS DA
FÍSICA NUCLEAR

Aplicados a Geocronologia
PRINCÍPIOS FÍSICOS DA GEOLOGIA ISOTÓPICA

O ÁTOMO

Caracterizado pelo seu núcleo e eletrosfera

Núcleo (diâmetro de 10-12cm, 10.000 vezes < que a


átomo):
Prótons (p+)- carga +1 – massa1
Nêutrons (n0)- carga neutra – massa 1

Eletrosfera:
Elétrons (e-)- carga -1 – massa 1/1840g
 Átomo neutro – número de prótons igual ao número de elétron
 Z = número atômico – número de prótons
 A = massa – prótons + nêutrons + elétrons

 Isótopos – mesmo Z e ≠ A
 Isóbaros – ≠ Z e = A
 Isótonos – ≠ Z, ≠ A e = número de nêutrons
ISOTÓPOS
Mesmo número Atômico – Diferente Massa
Atômica.

Numero Atômico = No. de Protons


Massa Atômica = No. de Protons +
No. de Neutrons
No. de Protons = Z
No. de Neutrons = N
Numero Atômico = Z
Massa Atômica = A = Z + N
2 Grupos de Isotópos

ISOTÓPOS RADIOATIVOS

 ISOTÓPOS ESTAVEIS
ISOTÓPOS RADIOGÊNICOS
Produzidos pelo decaimento de isotópos
radioativos
Pode ser radioativos ou estáveis

Isotópo Radioativo = Isotopo Pai


Isotopo Radiogenico = Isotope Filho
ISOTOPOS
RADIOATIVOS
• Transformados através de decaimento
radioativo em outros elementos
• Variações em sua abundância natural são
governadas pelo decaimento radioativo
• Geralmente se usa o par de isotópos
radioativo-radiogênico :
Rb – Sr
Sm – Nd
U, Th – Pb
Aplicações principais
Geocronologia = determinação
de idades)
Geoquímica
Traçadores:
• Evolução da Terra
Petrogênese
 Gênese de Metais
Interação Fluido-Rocha
Temperatura de formação (de minerals,
rochas, etc )
Representação do Tempo Geológico

Fonte: Plummer & McGeary


A Escala do Tempo Geológico
544 245 65
Quat. Pleistoceno 1,8
Neoproterozóico
Permiano
900
PROTEROZÓICO

Plioceno
286 5

Neogênico
Carbonífero
Mesoproterozóico Pensilvaniano Cretáceo
325 Mioceno
1600
Mississipiano 23
PALEOZÓICO

360

MESOZÓICO

CENOZÓICO
Paleoproterozóico 146

TERCIÁRIO
Oligoceno
Devoniano
2500
410 38

Paleogênico
Siluriano Jurássico
440
ARQUEANO Eoceno
Ordoviciano 208
3800 54
505
Triássico Paleoceno
HADEANO Cambriano
4500 Ma. 544 245 65
Durante o século XIX várias tentativas de quantificar o
tempo geológico

 Taxa de sedimentação
 Salinidade dos oceanos
 Resfriamento da Terra

Para resolver o problema da quantificação do tempo geológico


Utilizar um processo que:
 fosse contínuo ao longo do tempo geológico
 não fosse reversível
 não influenciado por outros processos ou ciclos
 que deixasse um registro completo, sem interrupções
• Um breve histórico sobre radioatividade

 Descoberta da radioatividade em 1896 (Becquerel)


 Em 1904 B. Boltwood demonstrou que a radioatividade poderia ser usada para
determinar tempo de formação de minerais de urânio

Foram assim abertas as portas para as “datações radiométricas”, a nova


e eficiente técnica de medir o tempo geológico.

Conceito de radioatividade: variação


nuclear espontânea, caracterizada pela
emissão de radiações eletromagnéticas ou
partículas, ocasionando a transformação de
um nuclídeo em outro
1930 - Início do desenvolvimento de aparelho para medir razões isotópicas
(espectrômetro de massa)

Anos 50 - Físicos versus Geólogos


Surge o Mit
Método U-Pb

Anos 60 -Método K-Ar e Rb-Sr


Primeiro laboratório de geocronologia da
América do Sul (CPGeo-USP)

Anos 70 - Novos métodos


Pb-Pb e Sm-Nd

Anos 80 - Novos métodos e técnicas interpretativas

Anos 90 - Datações pontuais dentro de um único cristal


Nucleossíntese

Supõe-se que a 30 min. do Big-bang


1
H 78 %
4
He 22%
Nuclídeos de M = 254 foram criados em
diferentes estrelas com diferentes idades

Por não ter uma distribuição homogênea


estes nuclídeos pesados nõ foram gerados
no Big-bang
Nucleossíntese
He Anã Branca
(resfriamento)
H
H consumido
contração
Queima de Hélio
gravitacional
Gigante Geração de
Queima de Vermelha 108 K nuclídeos de
Hidrogênio número de
massa até 40

107 K
H consumido
contração
gravitacional
Distribuição no
espaço
Fusão do
109 K
Carbono
(Geração de
Incorporação nuclídeos
em outras 3 x 109 K pesados)
Acresções Super Nova
estrelas
gravitacionais
Exemplos Equações de Nucleossíntese

Longo tempo

1
H + 1H ⇒ 2D + e+ + ν (t/2 = 1,4 x 1010 anos)
3
He + 3He ⇒ 4He + 21H + ν (t/2 = 106 anos)

Curto tempo

12
C + 1H ⇒ 13
N+ν
13
N ⇒ 13
C + e+ + ν
13
C + 1H ⇒ 14
N+ν
14
N + 1H ⇒ 15
O+ν
16
O + 4He ⇒ 20
Ne + ν
20
Ne + 4He ⇒ 24
Mg + ν
Abundância Cósmica

Tempo x temperatura
Estabilidade dos nuclídeos
Tipos de Decaimento Radioativo

I) Beta

Z ⇒ Z+1

Z D N ⇒ N-1

P A⇒A

n ⇒ p + e-
Decaimento Radioativo:
Mecanismos
β -decay
α -decay
Positron decay
Electron capture
nuclear fission
Branched decay (ramificação)

Para os sistemas isotópicos deste


curso :
∀β - and α -decay
Exemplo de decaimento beta
Tipos de Decaimento Radioativo

II) Positron

Z ⇒ Z-1

Z P N ⇒ N+1

D A⇒A

p ⇒ n + e+
Exemplo de
decaimento
positron
Tipos de Decaimento Radioativo

III) Captura de elétron

Z ⇒ Z-1

Z P N ⇒ N+1

D A⇒A

e- + p ⇒ n
Tipos de Decaimento Radioativo

IV) Alfa

P Z ⇒ Z-2

Z N ⇒ N-2

D A ⇒ A-4

N
β-decay:

Transformation of a neutron into a proton and an electron


--------------------------------------------------------------------------------------------
ISOTOPE ATOMIC NO. Neutron no. ATOMIC Mass
(Proton no.) (Proton no.+neutron no.)
------------- ------------------- ---------------- ----------------------------------
Radioactive Z N A
Radiogenic Z+1 N-1 A
--------------------------------------------------------------------------------------------
e.g. Rb-Sr System

Radioactive (parent) Radiogenic (daughter)


87
37
Rb 87
38
Sr + β-
Exemplo de
decaimento alfa
α-decay:

• Emission of α-particles from the atomic nucleus


– α- particle = 2 protons+ 2 neutrons = 42He

-------------------------------------------------------------------
ISOTOPE ATOMIC NO. Neutron no. ATOMIC MASS
(Proton no.) (Proton no.+neutron no.)
------------- ------------------- ---------------- ------------------------------
Radioactive Z N A
Radiogenic Z-2 N-2 A-4
---------------------------------------------------------------------
e.g. Sm-Nd System

Radioactive (parent) Radiogenic (daughter)


147
62
Sm 143
60
Nd + 42He (α)
Decaimento
70
60
Número de átomos

50
40
30
20
10
0
0 1 2 3 4 5 6 7 8

Tempo (meias-vidas)

Pai Filho
Equação do decaimento
Radioativo :
Para Isotópos Radioativos (Pai) : N = N0 e -λ t

N = quantidade de isotópo radioativo (parent) num determinado tempo t


N0 = Quantidade inicial do isotópo radioativo (parent) antes de iniciar o decaimento

λ = Constante de decaimento radioativo (radioactive decay constant)


t = tempo gasto desde que iniciou o decaimento radioativo

Para isotópos Radiogênicos (Daughter) : D = D0 + D*

D = quantidade de isotópo filho (daughter)num determinado tempo t


D0 = Quantidade inicial de isotópo radiogênico no sistema

D* = Quantidade de isotópo radiogênico produzido pelo decaimento radioativo


Meia Vida
Tempo para Np ⇒ Np/2 N p0
= N p0 e −λt1 / 2
1 2
ln   = −λt1 / 2
2

ln 2 = λt1 / 2

ln 2 .693
t1 / 2 = ≈
λ λ
Equação de Decaimento
∂N p ∂N p
∂t
= −λN p ∫ Np
= −λ ∫ ∂t

ln N p = −λt + C Com t = 0 Np=Np0 então C = ln Np0

 Np 
ln 0  = −λt N p = N 0p e − λt
N 
 p
D* = N0 – N N = N0 e-λ t N 0 = N eλ t

D* = N eλ t - N D* = N (eλ t - 1)
 

D = D0 + D * D = D0 + N (eλ t - 1)
Isotopos Radioativos (parent) Isotópos Radiogênicos
(daughter)  
87
Rb 87
Sr
147
Sm 143
Nd
238
U 206
Pb
235
U 207
Pb
232
Th 208
Pb
(87Sr) = (87Sr)0 + (87Rb) (eλ (87Rb)t-1)
(143Nd) = (143Nd)0 + (147Sm) (eλ (147Sm)t-1)
(206Pb) = (206Pb)0 + (238U) (eλ (238U)t-1)
(207Pb) = (207Pb)0 + (235U) (eλ (235U)t-1)
(208Pb) = (208Pb)0 + (232Th) (eλ (232Th)t-1)
Parâmetros de Decaimento relativos
aos sistemas
Rb-Sr, Sm-Nd, U-Pb ve Th-Pb
Decay Equations Decay Half-life Referenc
Constants (y) e
(y-1) Isotope

Rb → 87Sr + β -
87
1.42 x 10-11 48.8 x 109 Sr
86

147
Sm → 143Nd + α 6.54 x 10-12 106 x 109 Nd
144

238
U → 206 Pb + 8 α 1.5511 x 10-10 4.268 x 109 204
Pb

235
U → 207 Pb + 7 α 9.8485 x 10-10 0.7038 x 109 204
Pb

232
Th → 208 Pb + 6 α 4.9475 x 10-11 14.010 x 109 204
Pb
Em geologia, uma prática comum é normalizar a abundância
dos isotópos radioativos (pai) e radiogênicos (filhos) por um
isotópo estavél do elemento radiogênico, que é chamado de
“isotópo de referência”
(87Sr) = (87Sr)0 + (87Rb) (eλ (87Rb)t-1)
Nd) = (143Nd)0 + (147Sm) (eλ (147Sm)t-1)
(143

Pb) = (206Pb)0 + (238U) (eλ (238U)t-1)


(206
D = D0 +
D*
Pb) = (207Pb)0 + (235U) (eλ (235U)t-1)
(207

Pb) = (208Pb)0 + (232Th) (eλ (232Th)t-1)


(208

(87Sr/86Sr) = (87Sr/86Sr)0 + (87Rb/86Sr) (eλ (87Rb)t-1)


(143Nd/144Nd) = (143Nd/144Nd)0 + (147Sm/144Nd) (eλ (147Sm)t-1)
(206Pb/204Pb) = (206Pb/204Pb)0 + (238U/204Pb) (eλ (238U)t-1)
(207Pb/204Pb) = (207Pb/204Pb)0 + (235U/204Pb) (eλ (235U)t-1)
(208Pb/204Pb) = (208Pb/204Pb)0 + (232Th/204Pb) (eλ (232Th)t-1)
Radioativos/Radiogênicos

147
Sm 143
Nd
Rb
87 87
Sr
187
Re 187
Os
176
Lu 176
Hf
235
U 207
Pb
238
U 206
Pb
232
Th 208
Pb
K
40 40
Ar
138
La 138
Ba

Nuclídeo Abundância Nuclídeo Tipo de Constante de Meia Vida


Radioativo Natural (%) Radiogênico Decaimento Desintegração (anos) – T½
Potássio 40 0,01167 Argônio 40 Captura K 0,581 × 10-10 anos-1 1,25 × 109
Cálcio 40 β 4,962 × 10-10 anos-1
Rubídio 87 27,85 Estrôncio 87 β 1,42 × 10-11 anos-1 48,8 × 109
Samário 147 14,97 Neodímio 143 β 0,654 × 10-11 anos-1 106,0 × 109
Lutécio 176 2,59 Háfnio 176 β 1,98 × 10-11 anos-1 35,0 × 109
Rênio 187 62,93 Ósmio 187 β 1,61 × 10-11 anos-1 43,0 × 109
Tório 232 100,0 Chumbo 208 6α + 4 β 4,947 × 10-11 anos-1 14,0 × 109
Urânio 235 0,72 Chumbo 207 7α + 4 β 9,848 × 10-10 anos-1 0,704 × 109
Urânio 238 99,27 Chumbo 206 8α + 6 β 1,551 × 10-10 anos-1 4,47 × 109
Crescimento do Isotópo Radiogênico

N d* = N p0 − N p

N p0 = N p e λt

N d* = N p e λt − N p = N p ( e λt − 1)

N d = N d0 + N d* se há isótopo radiogênico no início

N d = N d0 + N p ( e λt − 1)

N d  N d   N p  λt
=   +   ⋅ ( e − 1)
N sd  N sd  0  N sd 
Aplicação no Método Rb-Sr
Rb 85Rb
87 84
Sr 86Sr 87Sr 88Sr

+1 ion +2 ion

Rb ⇒ 86Sr + e-
87
decaimento beta

   Rb  λt
=  86  +  86  ⋅ ( e − 1)
87 87 87
Sr Sr
86
Sr  Sr  0  Sr 

λ = 1.42 E-11 yr-1 t = 48.8 E9 yr


Construção da Isócrona Rb-Sr

Sr  87 Sr   87 Rb  λt
=  86  +  86  ⋅ ( e − 1)
87

86
Sr  Sr  0  Sr 

Y = Y0 + m ⋅ X

ln ( m + 1)
m = ( e − 1)
λt
t=
λ
1.000

0.950

0.900 Measured today

0.850
Sr-87/Sr-86

0.800

0.750

0.700

Initial Formation
0.650

0.600
0.00 0.50 1.00 1.50 2.00 2.50 3.00 3.50 4.00 4.50
Rb-87/Sr-86

A B C 0 Ma 500 Ma 1000 Ma 4000 Ma


Metamorfismo
87
Sr
86
Sr

87
Sr
86
Sr met

87
Sr
tign xyst tmet 86
Sr ign xyst

Hoje
Tempo Geológico
0.7250

0.7211

0.7200

0.7150

Crosta Continental [ Rb/Sr = 0.17]


0.714

Sr/86Sr
0.7100

87
0.7050

0.7045
0.7034

0.7014 0.7000
Manto [Rb/Sr = 0.03]
BABI
0.69897

0.6950
5 4.5 4 3.5 3 2.5 2 1.5 1 0.5 0

T (Ga)
Método Potássio-Argônio
K 40K 41K
39
Ar 38Ar 39Ar 40Ar
36

+1 ion

89% decaimento beta K ⇒ 40Ca + e-


40

λβ = 4.962E-11 yr-1
11% captura de electron 40
K + e- ⇒ 40Ar
λe = 0.581E-10 yr-1
Total λT = 5.543-10 yr-1
Equação da idade K-Ar

λe
40
Ar = Ar0 +
40
( )
⋅40 K e λT t − 1
λT

1  40
Ar λ  
t=   T  + 1
λT  40 K  λe  
 
Temperatura de Retenção
1600
1400
1200
Idade K-Ar (Ma)

1000
800
600
400
200
0
1 10 100 1000 10000

Distância do contato

Hnbd Biotita Kspar


Taxas de Resfriamento

250°C
10 Ma

250°C Biotite
88 Ma

Hornblende Biotite
500°C
98 Ma losing Ar
40
Ar-39Ar

Idade Plateau
Idade (Ma)

Análises do
núcleo
Análises das
bordas

Fração de 39Ar
Método Samário-Neodímio
147
Sm 143
Nd 144Nd

+3 ion +3 ion

147
Sm ⇒ 143Nd + 4He decaimento alpha

143
Nd =  Nd  +  Sm  ⋅ ( e λt − 1)
 143   147

 144   144 
144
Nd  Nd  0  Nd 
λ = 0.654 E-11 yr-1 t = 106 E9 yr
Idade Modelo TCHUR
CHondritic Uniform Reservoir

⋅ ( e − 1)
143 143 147
Nd = Nd − Sm λt
144 144 144
Nd CHURt Nd CHURtoday Nd CHURtoday

 143 Nd 144 
 Nd sample 
ε Nd =  143 − 1 × 104
 Nd 144 
 Nd CHUR 
Reservatórios de Nd
Diagrama de Evolução Isotópica de Nd
0.514

0.513

0.512

0.511
Nd-143/Nd-144

0.510

0.509

0.508

0.507

0.506
0 0.5 1 1.5 2 2.5 3 3.5 4 4.5 5
Time (Ga)

CHUR mafic DM
Sistema U-Th-Pb
238
U 235U 232
Th 206
Pb 207Pb 208Pb 204Pb

+2 ion, +4 ion +4 ion +2 ion

238
U λ8 = 1.55125 E-10 yr-1 t½ = 4.468 E9 yr

235
U λ5 = 9.8485 E-10 yr-1 t½ = 0.7038 E9 yr

232
Th λ2 = 14.010 E-10 yr-1 t½ = 4.9475 E9 yr
234 238

Decaimento 238U
92 U U
234
91  Pa  
230 234
90 Th Th
.
89 . 
226
88 Ra
.
87 . 
218 222
86 Rn  Rn  apha decay
218
85  At    beta decay
210 214 218
84 Po   Po   Po years
Z

210 214
83  Bi   Bi   days
206 210 214
82 Pb   Pb   Pb minute or less
206 210
81 Tl   Tl
206
80 Hg
124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146

N
Equações Isocrônicas

( )
206 206 238
Pb = Pb + U e λ8t −1
204 204 204
Pb measured Pb 0 Pb

( )
207 207 235
Pb = Pb + U e λ5t −1
204 204 204
Pb measured Pb 0 Pb

208
Pb =
208
Pb + 232
Th ( e λ2t −1)
204 204 204
Pb measured Pb 0 Pb
Diagrama da Concórdia
1.2

1 U loss 4.4

4.0
0.8 tformation
3.6
Pb206/U238

3.2
0.6 Pb loss
2.8
U gain
2.4
0.4
2.0

1.6

0.2 1.2
0.8 tloss ?
0.4
00
0 10 20 30 40 50 60 70 80
Pb207/U235
Concordia Discordia
Pb comum
20

18

16
Pb-207/Pb-204

14

12
Primeval Pb

10

8
8 10 12 14 16 18 20 22 24
Pb-206/Pb-204
mu12 mu10 mu8 0 2.0 Ga 3.5Ga
Conclusões
A Geocronologia se desenvolveu paralelamente à evolução
dos conhecimentos da Física Nuclear

Os métodos de datação geocronológicos se baseiam nos


conhecimentos sobre as propriedades radioativas dos
elementos

As idades obtidas pelos métodos geocronológicos são


calculadas a partir das quantidades de isótopos radioativos e
radiogênicos presentes em rochas ou minerais.