Você está na página 1de 27

AUSCULTA CARDÍACA

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ
FACULDADE DE MEDICINA
Oscar César Pires
AUSCULTA CARDÍACA

• Sístole Atrial e Ventricular


• Período de contração durante o qual os ventrículos
esvaziam seu sangue para a circulação pulmonar e
sistêmica

∀ → Fração de Ejeção – fração do volume diastólico final


que é ejetado (próximo de 60% do volume – 60 a 75 ml).

∀ → Contração isovolúmica – ocorre no início da sístole


(após o fechamento das valvas A-V com ↑ da pressão
sem haver ↑ do volume).
AUSCULTA CARDÍACA
• Ausculta com estetoscópio

• Abertura fisiológica das valvas – não são audíveis pois


tem desenvolvimento lento, não produzindo som
• ESTENOSE – quando patologicamente a valva não se
abra adequadamente, produz som semelhante a SOPRO.
• Fechamento fisiológico das valvas – apresenta vibração
dos folhetos gerando sons audíveis no tórax.
• INSUFICIÊNCIA – quando patologicamente a valva não
se fecha adequadamente, produz som semelhante a um
SOPRO.
AUSCULTA CARDÍACA
→1ª BULHA (ausculta) – som resultante do fechamento das
valvas atrioventriculares (vibração de baixa freqüência –
TUM).

→ Valvas mitral e tricúspide impedem o retorno do


sangue dos ventrículos para os átrios durante a sístole.

→ Audível no 5º espaço intercostal esquerdo (linha


hemiclavicular), representa o fechamento da valva mitral
(Foco Mitral).

→ Na base do apêndice xifóide, à direita, representa


o fechamento da valva tricúspide (Foco Tricúspide).
AUSCULTA CARDÍACA

2ª BULHA (ausculta) – som resultante do fechamento das


valvas aórtica e pulmonar (estalido relativamente rápido
– TÁ).

→ Valvas Aórtica e Pulmonar impedem o retorno do


sangue das artérias aorta e pulmonar para os ventrículos.

→ No 2º espaço intercostal direito (borda esternal),


representa o fechamento da valva aórtica (Foco Aórtico).

→ No 2º espaço intercostal esquerdo (borda esternal),


representa o fechamento da valva pulmonar (Foco
Pulmonar).
AUSCULTA CARDÍACA

Áreas de Ausculta
Cardíaca

Ao P

T M
AUSCULTA CARDÍACA

Áreas de Ausculta
Cardíaca

Ao P

T M
AUSCULTA CARDÍACA

• Sopro Sistólico (1ª bulha) mais audível no Foco


Mitral corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

• Sopro Sistólico (1ª bulha) mais audível no Foco


Mitral corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
(regurgitação)
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

2) Sopro Diastólico (2ª bulha) mais audível no


Foco Mitral corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral (ejeção)
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

3) Sopro Sistólico mais audível no Foco Aórtico


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

3) Sopro Sistólico mais audível no Foco Aórtico


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica (ejeção)
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

4) Sopro Diastólico mais audível no Foco Aórtico


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica
AUSCULTA CARDÍACA

4) Sopro Diastólico mais audível no Foco Aórtico


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose aórtica
e) Provável insuficiência aórtica (regurgitação)
AUSCULTA CARDÍACA

5) Sopro Sistólico mais audível no Foco Pulmonar


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

5) Sopro Sistólico mais audível no Foco Pulmonar


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose pulmonar (ejeção)
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

6) Sopro Diastólico mais audível no Foco


Pulmonar corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

6) Sopro Diastólico mais audível no Foco


Pulmonar corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva mitral
c) Provável insuficiência da valva mitral
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
(regurgitação)
AUSCULTA CARDÍACA

7) Sopro Sistólico mais audível no Foco Tricúspide


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva tricúspide
c) Provável insuficiência da valva tricúspide
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

7) Sopro Sistólico mais audível no Foco Tricúspide


corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva tricúspide
c) Provável insuficiência da valva tricúspide
(regurgitação)
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

8) Sopro Diastólico mais audível no Foco


Tricúspide corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva tricúspide
c) Provável insuficiência da valva tricúspide
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
AUSCULTA CARDÍACA

8) Sopro Diastólico mais audível no Foco


Tricúspide corresponde a:

a) Ausculta cardíaca normal


b) Provável estenose da valva tricúspide (ejeção)
c) Provável insuficiência da valva tricúspide
d) Provável estenose pulmonar
e) Provável insuficiência pulmonar
DOENÇA CARDÍACA CONGÊNITA

Persistência do Ducto Arterial


Fluxo ↑ de sangue nos pulmões e VE (2 a 3 X)
Tratamento: ligadura do ducto
DOENÇA CARDÍACA CONGÊNITA

Tetralogia de Fallot – Shunt direito – esquerdo


⇒Aorta originando no Ventrículo Direito; C
⇒ Estenose da artéria pulmonar; I
A
⇒ CIV (comunicação interventricular); N
O
⇒ Hipertrofia de VD. S
E

Tratamento:
⇒ corrigir CIV,
⇒ ampliar a estenose da artéria pulmonar,
⇒ fechar a CIV e,
⇒ reconstruir a via de fluxo do para a aorta
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA
⇒ Condição em que o coração se torna incapaz de
bombear sangue suficiente para as necessidades do
organismo.
⇒ Causas:
a) incapacidade do músculo cardíaco se contrair
(miocardiopatia dilatada, infarto do miocárdio);
b) excesso de trabalho imposto ao coração
(hipertensão arterial, valvulopatias, moléstias cardíacas
congênitas).
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

⇒ Causa mais comum de internamento em pessoas


com mais de 65 anos de idade.

⇒ EUA – diagnosticados 400.000 novos casos por ano.

⇒ Diagnóstico – se baseia na função cardíaca e


intolerância ao exercício ou esforço.

⇒ Etiologia – cardiomiopatia dilatada, isquemia ou


infarto do miocárdio, hipertensão arterial, valvulopatias
cardíacas, cardiopatias congênitas.
Fisiopatologia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA
↓ Pressão arterial ↑ tônus simpático
(via baroceptores)

↓ FSR Débito cardíaco ↓

Insuficiência Cardíaca
angiotensinogênio
Renina Pós-carga ↑
edema
angiotensina I pulmonar ↑ PA
ECA
Pré-carga ↑
(edema de
membros inferiores)
Angiotensina II
(vasoconstritor potente)
Retenção de H2O e Na+

Aldosterona