P. 1
Centro esportivo na periferia de Salvador SESC São Caetano-Érica Bastos

Centro esportivo na periferia de Salvador SESC São Caetano-Érica Bastos

|Views: 2.088|Likes:
Publicado porÉRica BaSTos
Trabalho final de graduação projeto de um centro esportivo no bairro de São Caetano: participação, cidadania, periferia, arquitetura. Autora Érica Bastos. Se interessar, me deixe um recado, obrigado.
Trabalho final de graduação projeto de um centro esportivo no bairro de São Caetano: participação, cidadania, periferia, arquitetura. Autora Érica Bastos. Se interessar, me deixe um recado, obrigado.

More info:

Published by: ÉRica BaSTos on Jan 07, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/23/2013

pdf

text

original

SESC SÃO CAETANO

SESC SÃO CAETANO
COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

SESC SÃO CAETANO

SESC SÃO CAETANO
COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE ARQUITETURA

ÉRICA LIMA BASTOS
ALUNA ORIENTADA

ELYANE LINS CORREA
PROFESSORA ORIENTADORA

JOSÉ FERNADO MINHO MÁRCIA FREIRE
(ARQUITETO CONVIDADO) MEMBROS DA MESA

SALVADOR, DEZEMBRO DE 2008

SESC SÃO CAETANO

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

AGRADECIMENTOS
A Deus por me dar à força necessária para alcançar esse objetivo, a minha família pelo apoio, aos amigos e colegas pela amizade, ajuda e incentivo, aos colegas de trabalho pela compreensão, aos moradores São Caetano pela paciência e disponibilidade em ajudar, aos funcionários das bibliotecas que visitei pela essencial ajuda, e aos professores que tive no meu percurso que me incentivaram a busca pelo conhecimento, obrigado por dividir sua experiência, a professora Elyane Lins pela oportunidade de aprender mais um pouco, agradeço àqueles que me mostraram de algum modo que aprender é principalmente amadurecer.

SESC SÃO CAETANO

SESC CAETANO SÃ CAETANO SESC SÃO

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

“Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia, Eu não encho mais a casa de alegria. Os anos se passaram enquanto eu dormia, E quem eu queria bem me esquecia. Será que eu falei o que ninguém ouvia? Será que eu escutei o que ninguém dizia? Eu não vou me adaptar.” Arnaldo Antunes

SESC SÃO CAETANO

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

SUMÁRIO
PERIFERIA
INTRODUÇÃO OBJETIVOS JUSTIFICATICA LOCALIZAÇÃO EVOLUÇÃO DA OCUPAÇÃO TOPOGRAFIA ACESSIBILIDADE EQUIPAMENTOS PESQUISA COM MORADORES ANÁLISE DO PROBLEMA ESPORTE NO BAIRRO PROJETOS REFERENCIAIS TERRENO PROGRAMA ESTUDOS PRELIMINARES 3 4 5 9 11 12 13 14 15 17 18 20 24 26 27 29 31 32

SÃO CAETANO

ESPORTE E LAZER

SESC SÃO CAETANO

BIBLIOGRAFIA ANEXOS
PLANTAS

SESC SÃO CAETANO
1

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

INTRODUÇÃO
ESPORTE E LAZER NA PERIFEIRA
O esporte na periferia tem papel essencial no lazer da população, fazendo até parte da cultura local, o futebol nos campos de várzea disseminados em vários pontos da cidade, onde são disputados os “bábas”, que garantem a diversão de boa parte da população masculina que disputa as partidas de todas as maneiras possíveis. Uniformizados, sem camisas, calçados com chuteiras de última geração ou de pé no chão, os jogadores perdem a preocupação com a vestimenta quando a bola rola no gramado ou no chão batido. As crianças disputam a quadra escolar, aguardam ansiosas pelo momento de jogar mais uma partida, o esporte empolga. As famílias procuram colocar as crianças em atividades extras, para preencher o tempo livre, onde elas podem ficar longe de perigos e confusões.

FIG. 1, 2 e 3; Meninos jogando bola na ladeira

SESC CAETANO SÃO CAETANO PERIFERIA SESC SÃO SESC SÃO CAETANO
3

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

O foco principal é o esporte, pois acredito nele como gerador de qualidade de vida, integração e saúde. O esporte promove cidadania e aprendizado para toda a vida. Quando os competidores aprendem a respeitar o outro e a superar seus limites, o esporte produz bons resultados em qualquer idade. A proposta de esse equipamento ser um SESC surge durante a pesquisa, da necessidade de viabilizar o projeto, pela proposta do SESC necessária para a manutenção física da edificação e do fluxo de atividades. “O SESC, mantido pelos empresários do comércio de bens e serviços, é uma entidade voltada para o bem-estar social de sua clientela. Atua nas áreas da Educação, Saúde, Lazer, Cultura e Assistência. Uma de suas características marcantes é a promoção de valores maiores, como o exercício da cidadania, o amor à liberdade e à democracia, o apoio aos menos favorecidos, oferecendo-lhes, através da educação, meios para a conquista de melhores condições de vida.” ¹ Os usuários do SESC são em sua maioria os trabalhadores do comércio de bens e serviços, seus familiares e dependentes. Abrange também a população da periferia em cidades de pequeno, médio e grande porte, que são assistidas através de parcerias com o poder público, empresas privadas, sindicatos e associações de moradores. Isso é caracterizado pelo custo das atividades, algumas são gratuitas, o sistema é viabilizado por níveis: comerciário e seus dependentes ou usuário matriculado (maiores de 60 anos, estudantes com comprovante e professores da rede pública), o sistema funciona em São Paulo, onde vemos mais de 14 unidades funcionando. Temos alguns exemplos de unidades voltadas ao lazer (SESC Piatã – Salvador); ao esporte (SESC Pinheiros – São Paulo, SESC Aquidabã - Salvador); ou unido lazer, esporte e cultura (SESC Pompéia/ SESC Santo André – São Paulo), etc.

FIG. 4; Entrada do SESC Pompéia

FIG. 5; Quadra do SESC Pompéia

FIG. 6; Piscina do SESC Aquidabã

FIG. 7; Quadra do SESC Aquidabã

¹ Extraído do site - www. sescsp.org.br

4

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

OBJETIVOS

SESC CAETANO SÃO CAETANO PERIFERIA SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

JUSTIFICATIVA
PERCEPÇÃO A escolha veio da percepção da gritante diferença entre os lugares que circulo no meu trajeto entre a faculdade e
minha casa: Federação, Campo Grande, Centro, Piedade, Nazaré, Barbalho, Liberdade, Largo do Tanque, São Caetano, Campinas de Pirajá, Marechal Rondon. Muitas vezes lugares desconhecidos por meus colegas de faculdade. A periferia do lixo na rua, do esgoto não-tratado, do engarrafamento nosso de cada dia, do barulho, de um outro modo de vida mais informal.

A partir da sensação de sentir-se parte dessa periferia que
cresce ocupando áreas, exigindo um tratamento mais próximo do reservado ao centro da cidade, surge à vontade de projetar onde percebo que é muito necessário.

Esse trabalho tem como enfoque o bairro, como espaço de cidadania, mas não tem a pretensão de solucionar todas as questões do bairro. A idéia é dar visibilidade ao lugar, propor melhorias, permitir um outro modo de ver a periferia, integrar os moradores, a partir da participação deles no processo do trabalho. Potencializar as suas qualidades como centro atrativo (comércio e serviços, educação, abastecimento, etc.) como já atua conectado aos bairros vizinhos.

Figura 8; Mapa do percurso da autora

SESC CAETANO SÃO CAETANO PERIFERIA SESC SÃO SESC SÃO CAETANO
5

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

CONCEITOS A periferia é quase sempre citada em oposição ao centro, a idéia fixa de periferia como um local distante do centro
da cidade onde o que mais chama atenção é a carência de serviços públicos, infra-estrutura, habitações precárias, desemprego e violência.

“São muitos os nomes: favela, morro, comunidade, periferia, cortiço, mocambo, palafita, vila, jardim. (...) Por toda parte, seus habitantes experimentam, em algum grau maior ou menor, alguma modalidade de estigma ou preconceito. São “áreas de risco”, lugares a serem evitados, territórios do crime, da violência, da droga. Senão isso, lugares onde se concentram a pobreza e o abandono.” ² Essas afirmações ficaram claras pra mim, no contato com os moradores, na incredulidade deles com relação às potencialidades do lugar, nos conselhos “não ande por ai com essa câmera”, “na quadra, tinha um homem morto lá ontem!”, a insegurança foi à questão mais levantada durante as pesquisas no bairro. O contraditório é que o bairro cresce, os boatos vão e voltam, as pessoas vivem e gostam do lugar, o comércio cresce e tudo continua funcionando normalmente.

FIG. 9, 10 e 11; Fotos do São Caetano, Boa Vista de São Caetano.

² BARBOSA, Antonio Rafael. Humanidade por excesso e as linhas de fuga que se abrem para o gueto. Revista Sexta Feira 8 Periferia. São Paulo, Editora 34, 2006.

SESC CAETANO SÃO CAETANO PERIFERIA SESC SÃO SESC SÃO CAETANO
6

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

CONCEITOS
Áreas antes chamadas pela Lei do Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo (LOUOS) de Áreas de Preservação Sócio-Ambientais (APSE), agora pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador (PDDU) de Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS), identificam bem como estão hoje espalhados pela cidade esses aglomerados informais formados principalmente por ocupações ilegais de terras públicas ou particulares. São na maioria bairros populares, mudam só a sigla, áreas consolidadas tornaram-se bairros com dinâmica própria. Não estão somente na periferia, ao redor da cidade, mas em toda a cidade.
FIG. 12; Zonas Especiais de Interesse Social – PDDU – Lei 7.400/2008

“Áreas de Proteção Sócio-Ecológica (APSE)”.
Áreas de assentamentos consolidados, de população de baixa renda que, valorizadas pelo processo de transformação urbana, ficam suscetíveis a pressões que se refletem na expulsão dessa população, e que se caracterizam por: - edificações de dimensões reduzidas; - utilização de materiais de construção de baixo valor econômico; - elevadas taxas de ocupação dos terrenos; - vias de circulação e sistema de infra-estrutura precários.” ³

³ Lei do Ordenamento e do Uso da Ocupação do Solo (Lei nº 3.377/84 – Consolidada)

SESC SÃO CAETANO PERIFERIA SESC SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO
7

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

LOCALIZAÇÃO
O bairro do São Caetano está localizado na periferia de Salvador, na Região Administrativa III (RA III), tendo como
referência ao norte o Lobato, ao sul Fazenda Grande e Liberdade, a leste a BR-324 e a oeste Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana) e Alagados. De topografia acentuada, as vias principais são localizadas na cumeada, e a ocupação se dá por toda extensão, até nas encostas mais íngremes. Denso, pertence a 2ª mais populosa região administrativa da cidade, com 212.235 habitantes em 2000, segundo dados do IBGE.

FIG. 13 ; Regiões Administrativas do Município – PDDU – Lei 7.400/2008

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC
9

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

O bairro é composto por alguns núcleos: Boa Vista de São Caetano, Capelinha, Baixa do Cacau, Baixa do Camurugipe e
Sussunga. É difícil delimitar o bairro, tendo em vista que não existe na legislação vigente delimitação por bairros em Salvador, apenas sub-distritos. O levantamento abaixo foi feito a partir dos depoimentos dos moradores, como eles denominam os lugares onde moram ou trabalham.

FIG. 14; Delimitação de núcleos sobre foto aérea – Fonte: Google Earth.

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

10

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

EVOLUÇÃO DA OCUPAÇÃO
“Para os velhos moradores do bairro, São Caetano cresceu muito, mas não lhes mudou a vida, alguns deles relembram com saudade e opinam sobre o lugar. “Isso aqui eram duas fazendas: a Boa Esperança e a Cruzeiro do Sul” relembra o aposentado Oswaldo Brito Sales, 65 anos, que mora no São Caetano há 40 anos.” 4 O bairro de São Caetano, como muitos outros de Salvador, foi formado provavelmente por loteamentos populares e áreas ocupadas ilegalmente, áreas públicas e particulares. Áreas pouco valorizadas pelo acesso difícil, que exigiam investimento em drenagem e obras viárias especiais de custo elevado. “Num processo que se desenvolvia desde a década de vinte, muitas áreas, em vários locais da periferia (como São Caetano e Liberdade), encostas e vales (como Roça do Lobo, Jequitaia e Chame-Chame, etc.) próximo ao centro da cidade que se expandia regularmente pelas cumeadas, foram lentamente sendo ocupadas por famílias que, uma a uma, construíram suas casas sem o conhecimento ou com a indiferença dos proprietários que pretendiam ver valorizados os seus terrenos com o povoamento.” 5 Algumas áreas do bairro foram literalmente invasões, identificadas por Ângela Gordilho em seu trabalho 6: Baixa do Camurugipe (1960), Jaqueira do Carneiro (1955/1960), Sussunga Nova (1959), Dique do Ladrão (Boa Vista de São Caetano, 1970), Goméia (1982), entre outras.

4 5

Jornal Tribuna da Bahia, 18/08/1987. Matéria - São Caetano precisa de mais segurança, pg 22. SOUZA, Ângela Maria Gordilho. Invasões e Intervenções Públicas: Uma política de Atribuição Espacial em Salvador, 1946 – 1989. Rio de Janeiro, IPPUR/UFRJ, 1990.

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

11

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

TOPOGRAFIA
A topografia acidentada nos leva a ocupação de encosta por habitações precárias, terrenos de pouco valor comercial,
muitas vezes correm desabamentos até numa chuva menos intensa, a dificuldade de deslocar-se, do acesso à infraestrutura, é corriqueiro para essas famílias a ameaça de perder suas casas, fato que ocorre com freqüência mesmo nos dias de hoje, esquecidos como estão pelos poderes públicos, que somente aparecem para oferecer paliativos ou remoção.

FIG. 15; Topografia acidentada da área. Preto - curvas de nível 5 em 5 metros.

FIG. 16; Ocupação na Boa Vista de São Caetano.

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

12

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

FIG. 17; Acessibilidade no bairro. LEGENDA Transporte coletivo – maioria das linhas. Transporte coletivo – poucas linhas. Automóvel – vias locais. Automóvel – vias expressas. FIG. 18; Transito intenso. FIG. 19; Moto, ônibus e carro.

13

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ACESSIBILIDADE

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

FIG. 20; Distribuição dos equipamentos. LEGENDA Escola Abastecimento Comércio e Serviços (predominante) Posto de saúde FIG. 21; Mercado – Abastecimento. FIG. 22; Comércio de rua movimentado Delegacia

14

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

EQUIPAMENTOS

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

PESQUISA COM MORADORES
pessoas foram entrevistadas na rua ou no seu local de trabalho, sendo 24 moradores e 16 trabalhavam no local.
ENTREVISTADOS POR GÊNERO

Foi realizada uma pesquisa em março de 2008, com 40 pessoas do bairro através de um questionário simples, as
ESPORTE
LAZER NO BAIRRO

43% 57%

48%
HOMENS MULHERES

43%
52%

57%

P RA TICA

NÃ O P RA TICA

NÃO TEM

TEM

MOBILIDADE NO BAIRRO

MOTIVO PARA NÃO FAZER ESPORTE
5% 5%

ESPORTES PRATICADOS FUTEBOL/FUTSAL VOLEI ACADEMIA 56% 14% CAMINHADA SKATE JUDO

18%

2% 7% 46%

A PÉ DE CARRO DE ONIBUS MOTO BICICLETA

26%

16%
A CESSO/OP ORTUNIDA DE TEM P O

10% 10%

27%

58%

NÃ O GOSTA

PONTOS POSITIVOS COMÉRCIO 8% 15% 15% 15% 5% 5% 3%
MINHA CASA/TRABALHO

PONTOS NEGATIVOS
INSEGURA NÇA

34%

OS MORADORES NÃO OPINOU FESTAS ESPORTE/QUADRA VARIEDADE ÔNIBUS PICOLÉ DA CAPELINHA

9% 9%

3% 6% 38%

TRÂ NSITO A M B ULA NTES ESGOTO

35%

BARULHO
LIXO NA RUA

SESC CAETANO SÃO SÃO SÃO SÃO CAETANO CAETANO CAETANO SESC SESC

15

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ANÁLISE DO PROBLEMA
O bairro possui um comércio de rua intenso e movimentado, tanto formal como informal, é bem servido de escolas
públicas e particulares, tem como serviços básicos, uma emergência médica e uma delegacia de policia, agência dos correios, supermercados, comercio, serviços em geral. Além da violência, a falta de infra-estrutura nas baixadas (locais íngremes com ocupação irregular) provoca problemas à comunidade como deslizamentos de encostas, acúmulo de lixo, problemas com esgoto e água. Problemas comuns a outros bairros do subúrbio de Salvador, citando dados do Ministério da Justiça, a maioria das vítimas de homicídios na Região Metropolitana de Salvador, em 2002, era do sexo masculino (94%), sendo que a maior parte das vítimas possuía entre 15 e 24 anos de idade (48%). Os homicídios em Salvador estavam concentrados nas regiões do subúrbio ferroviário, São Caetano, Cabula, Pau da Lima e Cajazeiras.

FIG. 23, 24 e 25; Prática de esporte na rua

SESC CAETANO SÃO CAETANO ESPORTE E LAZER SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

17

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ESPORTE NO BAIRRO
Os espaços para esporte encontrados foram poucos, duas quadras descobertas na Rua Argolo Pereira da Silva, área
central do bairro, muito danificada e abandonada apesar de ser uma ótima área livre, é bastante utilizada pelas crianças e jovens e algumas pessoas fazem caminhada em volta da área. Mais dois campos de futebol na Boa Vista de São Caetano, conhecido como ‘Poeirão’, apesar da iluminação precária conseguida através da associação de moradores - a comunidade dessa região o utiliza bastante. Além das crianças, os jogadores, uniformizados, disputam partidas até a noite. Restam além desses espaços, a quadra das escolas públicas, as academias, e alguns campos de futebol na área da BR-324, de difícil acesso (ver figura 30 em roxo). A carência também de áreas livres, o bairro é muito ocupado, tem pequenos largos, mas poucos espaços, além das calçadas, que favoreça a convivência.

FIG. 26; Quadra de esporte, área central. FIG. 27; Pista de skate danificada.

FIG. 28; Campo de terra batida, ao lado entulho.

FIG. 29; Campo sem iluminação.

FIG. 30; Vista aérea dos campos de futebol.

SESC CAETANO SÃO CAETANO ESPORTE E LAZER SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

18

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

Tabela 02

Município do Salvador Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano - PDDU SALVADOR: DISTRIBUIÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE LAZER POR REGIÃO ADMINISTRATIVA - 2000
Tipo Casas Culturais Horto/ Jardim B ibliotecas Casas de Espetáculo Shoppings Cinemas

RA

Popula ç ã o (ha b.)

Pra ç a s

Pa rque s

La rg os

unid . I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV XVI XVII Ce ntro Ita p a g ip e Sã o C a e ta no Lib e rd a d e Bro ta s Ba rra Rio Ve rm e lho Pitub a Bo c a d o Rio Ita p uã Ca b ula T nc re d o a Ne ve s Pa u d a Lim a Ca ja ze ira s Va lé ria Sub úrb io s Fe rro viá rio s Ilha s T ta l o 80.174 146.736 207.914 176.757 185.550 66.143 167.809 73.819 100.610 176.776 130.122 178.803 179.639 124.922 61.909 241.741 2.287 2.301.711 39 25 6 13 6 5 15 17 9 17 2 5 10 1 – 6 – 176

(m2 ) 130.701,14 42.805,84 3.400,80 2.029,20 5.468,11 8.464,30 32.533,64 72.755,20 16.802,27 122.598,88 1.424,80 5.778,00 8.927,40 4.180,00 – 8.816,80 – 466.686,38

unid . 1

( m2 )

unid . 13 3 4 3

( m2 ) 39.546,91 50.143,10 782,57 8.088,50 1.469,53 1.583,20 13.712,35

unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . unid . 1 1 1 1 6 3 2 8 24 1 10 3 3 1 1 1 4 2 1 3 2 5 4 1 1 1 1 2 1 4 18 12 1 1 4 2 6 1 8 11 3 22 16 11 7 1 1 4 1 2 4 1 1 7 4 4 2 3 2 8 14 1 6 1

110.000,00 23

1 2 3 2

250.000,00 800.000,00 4.657.600,0 0 2.550.000,0 0

5 7

4 2

12.557,70 1.591,10 1

5

1 1 750.000,00 1 2 2 12 340.000,00 9.457.600,0 68 0

366,30 1.025,00 315,00 2

1

2

131.181,2 6

4

4

23

23

43

32

4

98

9

15

33

12

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

19

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

Mirantes

Estádios

Marinas

Museus

Clubes

Praias

PROJETOS REFERENCIAIS
SESC POMPÉIA – São Paulo – SP – Lina Bo Bardi. – Programa diversificado e soluções de arquitetura engenhosas.

FIG. 31; Entrada SESC Pompéia.

FIG. 32; Rampas de acesso ao ginásio.

FIG. 33; Ginásio.

FIG. 34; Piscina aquecida.

FIG. 35; Área de convivência e leitura .

FIG. 36; Sala de oficinas de artes.

O SESC Pompéia, inaugurado em 1982, abriga em uma só unidade um programa diversificado: restaurante, choperia,
um teatro com 800 lugares, área de convivência, biblioteca, galpão, 7 oficinas de artes, 1 laboratório fotográfico, 1 piscina aquecida, 1 ginásio de esporte, 3 ginásios com 6 quadras poliesportivas, 4 salas de dança e ginástica, 5 consultórios odontológicos, bar-café e lanchonete.

SESC CAETANO SÃO CAETANO ESPORTE E LAZER SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

20

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

PROJETO PRAÇA-ESCOLA
Sec. Adjunta de Projetos Urbanos - Nova Iguaçu, Rio de Janeiro 2006 / 2007.– Paisagismo, integração com vegetação e atividades

FIG. 37; Praça-escola - vegetação e sombra.

FIG. 38; Praça-Escola – Playground .

FIG. 39; Pergula - mesa.

O projeto de praças na periferia do Rio de Janeiro buscou estabelecer uma rede de espaços livres públicos articulados
a equipamentos existentes, preferencialmente escolas públicas, esse espaço funciona como apoio as atividades das escolas que funcionam em horário integral. Insere na praça atividades esportivas, vegetação e mobiliário urbano simples, mas de modo diferenciado criando ambientes agradáveis.

SESC CAETANO SÃO CAETANO ESPORTE E LAZER SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

21

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

SESC AQUIDABÃ – Salvador, Bahia – 2005. – Atividades esportivas

FIG. 40; Sala de Artes Marciais .

FIG. 41; Ginásio – Aquidabã.

FIG. 42; Piscina.

Complexo Esportivo Presidente Nelson Antônio Daiha, conhecido como SESC
Aquidabã, que inclui o reconstruído Ginásio Presidente Orlando Moscozo, foi inaugurado em novembro de 2005. O Complexo conta com 2.920 metros quadrados de área construída, dentro dos 4.694 metros quadrados de área útil total, incluindo piscinas e estacionamento. O Complexo Esportivo está estruturado para até 600 atendimentos por dia, com cerca de 2.000 alunos matriculados, e abriga diversas modalidades esportivas, como: musculação, ginástica, ioga, natação, hidroginástica, futebol de salão, basquete, vôlei, ginástica rítmica. E ainda mais: dança, karatê, judô, capoeira e swing baiano.
FIG. 43; Cyber.

SESC CAETANO SÃO CAETANO ESPORTE E LAZER SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

22

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

TERRENO
O SESC São Caetano ocupa a área próxima ao final de linha do São Caetano, nesse terreno encontramos, uma escola
pública (Cônsul Schindler), um campo de futebol murado (particular), uma congregação de mórmons, uma igreja evangélica, um mercado com área de estacionamento e descarga (antigo Ginásio Cônsul S. S Schindler) e um terreno vazio ladeado por alguns botecos.

LEGENDA Escola pública Campo de futebol Igreja Mórmons Mercado Botecos Igreja evangélica

FIG. 44; Edificações existentes no terreno.

FIG. 45; Botecos .

FIG. 47; Ponto de ônibus e terreno vazio ao fundo.

FIG. 48; Igreja evangélica.

FIG. 49; Mercado.

FIG. 50; Campo de futebol, fundo.

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

24

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

FIG. 51; Escola Cônsul Schindler, sob platô .

FIG. 52; Igreja dos mórmons, fundo.

FIG. 53; Final de Linha de São Caetano.

prática de esporte. A retirada do mercado e das igrejas não provocaria muito desconforto à comunidade, sendo que encontramos outros mercado e igrejas bem próximas ao local, a demanda seria absorvida pelos estabelecimentos vizinhos. A proposta do SESC São Caetano é um complexo voltado ao esporte e ao lazer, com aulas de esporte e momentos de lazer livre, integrado com atividades artísticas, como oficinas, jogos e leitura. As oficinas são oportunidades para a comunidade conhecer novas técnicas, que podem gerar profissões ou negócios.

A proposta do projeto é manter a escola e viabilizar o acesso ao campo, considerando que a escola não tem área para

FIG. 54, 55 e 56; Atividades praticadas no SESC

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

25

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

PROGRAMA
Bloco 1 – Ginásio Térreo Ginásio Poliesportivo Recepção Enfermaria Vestiários Masculino e Feminino Depósito material esportivo Exame médico 1º Pavimento Vestiários - Esporte e dança Banheiros Masculino e Feminino Estar / Convivência Copa Vestiário funcionários Bloco 2 – Esporte e Dança Térreo Salas de Dança e Ginástica Salas de Capoeira Recepção Área de Convivência Lanchonete / Boteco Banheiros Depósito 1º Pavimento Salas de Dança /Multiuso Salas de Artes Marciais Banheiros Depósito Área de Convivência Bloco 3 – Ateliê e Administração Térreo Área de Convivência Recepção 6 Ateliês /oficinas 2 Salas de Informática Sala de Jogos/ Brinquedoteca Banheiros 1º Pavimento Área de Convivência Sala de Leitura Administração Coordenação Banheiros Bloco 4 - Piscina Térreo Recepção Exame médico Vestiários Piscina de Aprendizagem Deck Casa de Bomba 1º Pavimento Espaço para exposição

ATIVIDADES
Ginásio – Futebol de salão, Basquetebol, Vôlei, Handebol. Esporte e Dança – Karatê, Judô, Capoeira, Dança de Salão, Ginástica, etc. Ateliê – Artesanato, Objetos a partir da Reciclagem, Bonecos, Pintura, Desenho, Grafitte, etc. (sugeridas)
FIG. 57; Zoneamento

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

26

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ESTUDOS PRELIMINARES
O projeto do SESC se baseia na permeabilidade. Propor um espaço fluido, onde a comunidade possa desfrutar de
diversas atividades esportivas e lúdicas. Espacialmente, a implantação é feita por blocos ligados por passarelas metálicas. Essa disposição dos prédios é resultado dos fluxos de pessoas no local, partindo da rua principal: para a direita – em direção a igreja católica, posto de saúde e escolas públicas; e para a esquerda – em direção ao final de linha do bairro. Em cada bloco, a preocupação é de criar sombras, proteger as janelas e continuar os espaços, criando desse modo, espaços de convivência, dentro e fora dos prédios, que continuam na área externa. A vegetação é um aspecto importante do projeto, colaborando com a sombra e criando ambiências.

FIG. 60; Estudo volumétrico FIG. 58; Proposta inicial. FIG. 59; Proposta inicial.

FIG. 61; Estudo implantação

FIG. 62; Estudo implantação - Poente.

FIG. 63; Blocos ligados por passarelas, e pergulas.

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

27

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ESTUDOS PRELIMINARES

FIG. 64; Estudo volumétrico.

FIG. 65; Estudo volumétrico.

FIG. 66; Proposta Final.

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

28

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

BIBLIOGRAFIA
BROWN, G. Z. Sol, vento e luz: estratégias para o projeto de arquitetura. 2ª ed., Bookman, Porto Alegre, 2004. FROTA, Anésia Barros. Manual do Conforto térmico: Arquitetura e urbanismo, 2ª ed. São Paulo, Studio Nobel, 1995. GORDILHO, Ângela. E SILVA, Adriana Caula. ROLIM. Pedro. Mata Escura – Plano de intervenção. Salvador: Faufba – LABHABITAR, 2005 HOLANDA, Armando de. Roteiro para Construir no Nordeste: Arquitetura como lugar ameno nos trópicos ensolarados. UFPE. Mestrado de Desenvolvimento Urbano. Recife, 1976. LEAL, Geraldo Costa. LEAL FILHO, Luis. Um Cinema Chamado Saudade – Fotografias de Luis Leal Filho. Salvador, 1997. LOUOS – Lei de Ordenamento e do Uso da Ocupação do Solo (Lei nº 3.377/84 – Consolidada) MONTENEGRO, Gildo A. Ventilação e Cobertas: estudo teórico, histórico e descontraído. São Paulo, 1984. NEVES, Erivaldo Fagundes. Invasões em Salvador: Um movimento de conquista do espaço para morar (1946-1950). Dissertação de Mestrado, PUC, São Paulo, 1985. PDDU – Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Lei nº 7.400/2008) Prefeitura Municipal de Salvador. Informações Sistematizadas de Bairros de Baixa Renda, São Caetano (incluindo Alto do Peru, Baixa do Cacau, Baixa do Camurijipe, Boa Vista de São Caetano, Capelinha, Sussunga). Salvador, 1983. PRONK, Emile. Dimensionamento em Arquitetura, 7ª ed., João Pessoa: Editora Universitária/ UFPB, 2003. REBELLO, Yopanan Conrado Pereira. A Concepção Estrutural e a Arquitetura, São Paulo, Zigurate Editora, 2000. SEPLAM /CONDER / SEPLANTEC / Prefeitura Municipal de Salvador/ Governo da Bahia – Plano de Ocupação para a Área do Miolo de Salvador – Salvador, 1985. SANTOS, Rosângela Leal; ARAÚJO, W.T ; LAGE, C.S. Análise de Uso e Ocupação do Sítio Urbano de Salvador (BA) Utilizando Geoprocessamento. In: XXI Congresso Brasileiro de Cartografia, 2003, Belo Horizonte. XXI Congresso Brasileiro de Cartografia, 2003. SERPA, Ângelo. Cidade Popular: trama de relações sócio-espaciais. Salvador: Edufba, 2007. SOUZA, Ângela Maria Gordilho. Invasões e Intervenções Públicas: Uma política de Atribuição Espacial em Salvador, 1946 – 1989. Rio de Janeiro, IPPUR/UFRJ, 1990. SPORTING SPACES: a pictorial review of significant spaces, volume 1 e 2. Melbourne, Australia, 1999. VASCONCELOS, Pedro A. Pobreza Urbana e a Formação de Bairros Populares em Salvador na Larga Duração.

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

29

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

SITES
www.seplam.pms.ba.gov.br www.ibge.gov.br www.sesc.com.br www.sescsp.org.br www.atarde.com.br ww.culturatododia.salvador.ba.gov.br www.mp.ba.gov.br www.jauregui.arq.br/complexo_alemao www.informs.conder.ba.gov.br www.ibahia.com.br

REVISTAS
Projeto Design nº 298. Arco Editorial, São Paulo, dezembro de 2004.

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

30

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

ANEXOS
TABELA 01
PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO DO MUNICÍPIO DO SALVADOR POPULAÇÃO E DENSIDADE POPULACIONAL BRUTA SEGUNDO REGIÕES ADMINISTRATIVAS – 2000/ 2015
REGIÕES ADMINISTRATIVAS DE SALVADOR RA I - Centro RA II - Itapagipe RA III - São Caetano RA IV - Liberdade RA V - Brotas RA VI - Barra RA VII - Rio Vermelho RA VIII - Pituba/ Costa Azul RA IX - Boca do Rio/ Patamares RA X - Itapuã RA XI - Cabula RA XII – Tancredo Neves RA XIII - Pau da Lima RA XIV - Cajazeiras RA XV - Ipitanga RA XVI - Valéria RA XVII - Subúrbios Ferroviários RA XVIII - Ilhas TOTAL SALVADOR ÁREA* (HA) 698 733 954 720 1.115 584 608 1.123 1.970 4.513 1.012 1.536 2.135 1.392 3.991 2.158 2.684 3.028 30.956 POPULAÇÃO (HAB) IBGE 2000** 85.544 159.542 212.235 188.027 191.604 83.834 155.123 105.105 83.075 175.562 137.764 189.028 205.017 118.563 36.730 63.640 245.977 6.738 2.443.107 Cenário 2015*** 76.762 157.553 219.361 187.267 223.088 84.729 157.977 140.407 108.341 225.666 172.113 253.493 298.926 153.133 51.889 97.120 308.623 9.994 2.926.442 DENSIDADE POPULACIONAL BRUTA (HAB/HA) Cenário IBGE 2000** 2015*** 123 218 223 261 172 143 255 94 42 39 136 123 96 85 9 29 92 2 79 110 215 230 260 200 145 260 125 55 50 170 165 140 110 13 45 115 3 95

* Área calculada a partir da base cartográfica digital do Município do Salvador. ** Distribuição populacional realizada com base no Censo Demográfico 2000 – IBGE. *** Cenário proposto para o ano horizonte do PDDU com base em projeções demográficas, ponderadas com as diretrizes e proposições deste Plano Diretor

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO

31

COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

SESC CAETANO SÃO CAETANO SESC SÃO CAETANO SESC SÃO SESC SÃO CAETANO
32 COMPLEXO ESPORTIVO NA PERIFERIA

PLANTAS

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->