Você está na página 1de 1

Caridade Silenciosa

Jesus nos ensinou a necessidade da humildade em todas as situaes, e em


relao maneira como devemos praticar a caridade no foi diferente, dizendo:
no saiba a tua mo esquerda o que faz a tua direita
Por que teria imposto Jesus esta regra? esta limitao? Porque ele nos
conhece claro, sabe das fraquezas e tendncias do homem e de como este
capaz de transformar as atitudes mais belas em atos de egosmo.
Existe na sociedade uma idia geral de que no devemos ficar nos gabando
quando praticamos alguma boa ao ou algum ato de caridade, e justamente
assim que tentamos nos comportar quando nos vemos nestas situaes, mas,
infelizmente, no demora muito e o nosso orgulho rapidamente consegue falar
mais alto. Basta por exemplo uma pessoa nos perguntar se contribumos com
alguma instituio ou se exercemos algum servio voluntrio ou alguma
atividade beneficente e rapidamente, como que tentando deixar a impresso de
que tinha a inteno de permanecer no silencio e na humildade, j vamos logo
soltando uma frase do tipo: eu no gosto de ficar falando, mas eu ajudo tais e
tais pessoas... parece at que a lngua estava coando esperando a primeira
oportunidade de se gabar, se gabar com humildade claro, (risos).
...evitar divulgar o que tem feito ou tem deixado de fazer, advertindo a pessoa
que estiver lhe questionando de que no lhe faz bem sair divulgando as suas
boas aes, a menos que esta divulgao sirva apenas como forma de
encorajamento para que outras tambm se proponham a praticar a caridade e
nunca como exibicionismo, o que difcil de acontecer na prtica e um
desafio para ns mesmos discernir onde termina a nossa vontade de encorajar
boas obras e onde comea nosso orgulho.
Quem pratica a caridade no est fazendo mais do que a sua obrigao como
cristo que recebeu estes emprstimos de Deus.