Você está na página 1de 9

Treinamento para

Olimpíadas de N •Í •V •E •L 3

2008
www.cursoanglo.com.br
Matemática

AULAS 10 a 12
Triângulos: Existência, Congruência e Semelhança
Conceitos Relacionados
Proposição 1 — EXISTÊNCIA DE UM TRIÂNGULO (DESIGUALDADE TRIANGULAR)
Os números reais positivos a, b e c podem ser os comprimentos dos lados de um triângulo, em uma certa uni-
dade, se, e somente se, qualquer lado é menor que a soma dos outros dois, isto é,
ab+c,ba+c e ca+b
Exemplos:
Não existe triângulo com lados me- Não existe triângulo com lados me- Existe triângulo com lados me-
dindo: 1, 2 e 4 dindo: 2, 2 e 4 dindo: 3, 2 e 4

C
2 2 2 3 2
1
A B A B A B
AB = 4
AB = 4
AB = 4

Nota: A ocorrência simultânea das três desigualdades acima é equivalente a uma só desigualdade em que qualquer
dos números a,b,c, fica compreendido entre a soma dos outros dois e o modulo da diferença entres eles. Por exemplo,
para o número real a  0, teríamos: a  b + c, b  a + c e c  a + b ⇔ |b – c|  a  b + c
Proposição 2 — MAIOR LADO — MAIOR ÂNGULO
Se dois lados de um triângulo têm medidas diferentes, ao maior lado opõe-se o maior ângulo e ao menor lado,
opõe-se o menor ângulo, e reciprocamente.
A

2 109.9°
17.0°
B C
6,43

Definição 1 — CONGRUÊNCIA DE TRIÂNGULO


Dois triângulos ABC e DEF são congruentes se, e somente se, existir entre eles uma das combinações abaixo
de ângulos congruentes e lados congruentes. Para expressar que o triângulo ABC é congruente ao triângulo DEF
usaremos ∆ABC ≅ ∆DEF
Proposição 3 — (LLL) TRÊS LADOS.

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 1• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
Proposição 4 — (LAL) DOIS LADOS E O ÂNGULO COMPREENDIDO ENTRE ELES.

Proposição 5 — (ALA) DOIS ÂNGULOS E O LADO COMPREENDIDO ENTRE ELES.

Proposição 6 — (LAA0) DOIS ÂNGULOS E UM LADO OPOSTO A UM DESTES ÂNGULOS.

Proposição 7 — DOIS LADOS E UM ÂNGULO NÃO COMPREENDIDO ENTRE ELES RETO (OU OBTUSO).


Nota: Se o ângulo compreendido entre os lados é agudo, os triângulos podem não ser congruentes. Verifique com
exemplos.

Proposição 8 — TEOREMA DE TALES.


Quando duas retas transversais cortam um feixe de retas paralelas, as medidas dos segmentos correspon-
dentes determinados nas transversais são proporcionais.

A
D
E
B

Considerando-se o exemplo da figura, tem-se:

AD AE AD AE DB EC
= , = e =
DB EC AB AC AB AC

Exemplo

A A’ AD A ’E 2 1
= ∴ =
DB EC 4 2
2 1
6 AD A ’E 2 1
D E 3 = ∴ =
AB A ’ C 6 3
4 2

B C

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 2• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
Nota: Tales era filósofo, geômetra, astrônomo, físico, político e comerciante, e acredita-se que tenha nascido no ano
625 a.C.

Se aplicarmos o Teorema de Tales num triângulo qualquer vamos obter resultados bastante interessantes e reve-
ladores sobre os triângulos. Sendo ABC um triângulo, traçamos por M, ponto médio de AB, uma reta paralela ao lado
AM AN
BC e encontramos N. Então: = . Logo, AN = NC, e N é o ponto médio do segmento.
MB NC
BC
Analogamente, uma reta passando por N paralela a AB encontramos P, ponto médio de BC: BP = PC = . Mas,
2
BC
como BMNP é um paralelogramo, MN = = BP = PC.
2

M N

B P C

Pelo mesmo raciocínio temos que NP = AM = MB e MP = AN = NC.

Proposição 9 — BASE MÉDIA


Se M e N são pontos médios dos lados AB e AC respectivamente, então o segmento MN é paralelo ao segmento
BC
BC e MN = . O segmento MN nestas condições é denominado de base média.
2

Definição 2 — SEMELHANÇA DE TRIÂNGULOS


Dois triângulos são semelhantes se, e somente se, existir entre eles uma das seguintes combinações de
ângulos congruentes e lados proporcionais:
(LLL) três lados, (AA) dois ângulos. (LAL) dois lados e o ângulo compreendido entre eles.
Dois lados e um ângulo não compreendido entre eles reto ou obtuso.
Para dizer que o triângulo ABC é semelhante ao triângulo DEF usaremos ∆ABC ∼ ∆DEF
Nota: Se o ângulo é agudo, os triângulos podem não ser semelhantes

Proposição 10 — TEOREMA FUNDAMENTAL (PARALELA A UM LADO DO TRIÂNGULO)

D E

B C
DE // BC ⇒ ∆ ADE  ∆ ABC

Se uma reta é traçada paralelamente a um lado BC de um triângulo ABC, de modo que intercepte o lado AC em E
e o lado AB em D, com D ≠ E, então ela determina um triângulo ADE semelhante ao primeiro triângulo e como conse-
qüência temos:

AD AE DE
= =
AB AC BC

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 3• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
Exemplo:
Qual será o comprimento de uma ponte que vai ser construída sobre um rio, nas condições da figura abaixo?

10 m
9m
D
E

18 m

B
C

—— — —
Sendo DE // BC , temos:
AD AE 9 10
= ⇒ =
DB EC 18 x
Logo, 9x = 18 ⋅ 10
Portanto x = 20
Assim, a ponte deverá ter 20 m de comprimento.

IV. Conseqüências
Proposição 11 — TEOREMA DA BISSETRIZ INTERNA A
P é um ponto interno do lado BC. AP é bissetriz interna relativa ao vértice A
BP AB
se, e somente se, = .
PC AC

B P C

Proposição 12 — POTÊNCIA DE UM PONTO EM RELAÇÃO A UMA CIRCUNFERÊNCIA


• Se AB e CD são duas cordas de um círculo que concorrem em P (ou seus prolongamen- C B
— —
— — — — — —
tos), então PA ⋅ PB = PC ⋅ PD.
A P
D
Reciprocamente
— —
— — — — — —
Quatro pontos A, B, C, D pertencem a circunferência de um círculo se, PA ⋅ PB = PC ⋅ PD,
onde P é a intersecção das retas AB e CD. D
B
• Se P é um ponto externo a um circulo e T, A, B são pontos pertencentes a circunferência

— —
— — —
deste circulo tais que PT é uma reta tangente e PAB uma secante, então PT 2 = PA ⋅ PB O C

T P

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 4• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
Reciprocamente
D
Se três pontos P, A, B são colineares com P não entre os pontos A e B, e T um ponto B
—— —
— — —
não pertencente a reta PAB tais que PT 2 = PA ⋅ PB, então PT é tangente a
circunferência ABT. O C

A
P
T

Em Classe
1. (OBM) Sejam a, b e c números reais positivos cuja soma é 1. Se a, b e c são as medidas dos lados de um
triângulo, podemos concluir que
1 1 1
a) 0  a − b  e 0 b−c  e 0 c− a 
2 2 2
1 1 1
b) a  eb ec
2 2 2
1 1 1
c) a + b  eb+c ec+a
2 2 2
1 1 1
d) a  eb ec
3 3 3
1 1 1
e) a  eb ec
3 3 3

2. Seja ABC triângulo não isósceles de lados inteiros medindo, em cm, 4, 8 e x. Se S é a soma de todos os valores
possíveis de x, então podemos afirmar que:
a) 56 d) 60
b) 45 e) 48
c) 53
3. (OBM) Na figura ao lado A, D e B são pontos colineares. ADE e DBC são triângulos retângulos com ângulo reto
A e B respectivamente. Se ∠ADE = 75°, ∠CDB = 45°, ED = DC e AE = 5, então x + y é igual a:

a) 8 3
E
C
b) 4 3
c) 4
d) 8
e) 12 3 8

75° 45°
A x D y B

4. (Olimpíada Singapura) Na figura abaixo, ABC é um triângulo e P um de seus A


pontos internos.
Se AB = 8, BC = BP + PA, ∠BPA = 120° e ∠PBC = 60°, então PC é igual a
a) 10
b) 9
8 120° P
c) 8
d) 7
e) 6
60°
B C

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 5• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
5. (Olimpíada Colombiana) Na figura abaixo ABC é um triângulo retângulo. Inscrito neste triângulo temos o retân-
gulo HIJE de altura h.
B

H I

G F
M L

A
D E J K C

Se DEFG e JKLM são quadrados de lados a e b respectivamente, podemos afirmar que:


( a + b)
a) h = d) h = 2 (a + b)
2
( a + b)
b) h = e) h = 3 (a + b)
3
c) h = a + b
6. (OBM) No triângulo ABC, M é o ponto médio do lado AC, BP é bissetriz do ângulo ABC, BP ⊥ AP e
α = ∠ABC. Se os lados AB e BC medem 6 e 10 respectivamente, PM mede:
a) 1 B
b) 2
c) 2 – sen α
1
d) 2 − sen α 6 10
2 P

1 α
e) 2 − sen  
2 2
A C
M

Em Casa
1. (Olimpíada Peruana) Seja ABC um triângulo, com a = BC, b = CA e c = BA. Se P um ponto qualquer, no interior
deste triângulo, tal que x = PA, y = PB, z = PC, então podemos afirmar:
a) a + b + c  2x + 2y + 2z
b) a + b + c  2x + 2y + 2z
c) 2x  a + b+ c
d) 2x + 2y  a + b + c

e) a + b + c 
2
3
(
x+y+z )
2. (OBM) O triângulo CDE pode ser obtido pela rotação do triângulo ABC de 90° no sentido anti-horário ao redor de
C, conforme mostrado no desenho abaixo. Podemos afirmar que α é igual a:
a) 75° B
b) 65°
c) 70°
d) 45°
e) 55° α
A C
D
60°

40°

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 6• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
3. (Olimpíada Espanhola) ABCD é um quadrado de lado 1. E e F pontos sobre os lados DC e CB respectivamente,
distintos dos vértices do quadrado e tais que: ∠EAF = 45°. Então, o perímetro do triângulo CEF, é igual a:
5
a) 1 d)
2
3
b) e) 3
2
c) 2
4. (Olimpíada Regional Mexicana) Na figura, ABC é um triângulo eqüilátero de lado 3, e a reta PA é paralela a reta BC,

— — — — —
sabendo que PQ = QR = RS, então o comprimento do segmento CS, é igual a
1
a) P A
3
1
b)
4 Q
1
c)
5 R
d) 1
e) 2
B C S

5. (Olimpíada Russa) Através de um ponto no interior de um triângulo, três retas paralelas aos lados do triângulo
são traçadas. Elas dividem os lados em segmentos de comprimentos a1, a2, a3, b1, b2, b3, c1, c2, c3, como
mostra-se na figura abaixo.

b1
a3

b2
a2

a1
b3

c3 c2 c1

Nestas condições, assinale a alternativa correta:


a) a1b1c1 = a2b2c2 = a3b3c3 d) a1b2c3 = a1b2c2 = a3b3c3
b) a1b2c1 = a2b2c2 = a3b3c2 e) a2b1c3 = a2b2c2 = a3b3c3
c) a2b1c1 = a1b2c2 = a3b3c2

6. (OBM) Na figura a seguir, ABC é um triângulo qualquer e ACD e AEB são triângulos eqüiláteros. Se F e G são os
BD
pontos médios de EA e AC, respectivamente, a razão é:
FG
1
a) D
2
b) 1
3 A
c) F
2 E
d) 2 G
e) Depende das medidas dos lados de ABC.

B C

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 7• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
7. (OBM) Uma mesa de bilhar tem dimensões de 3 metros por 6 metros e tem caçapas nos seus quatro cantos P,
Q, R e S. Quando uma bola bate na borda da mesa, sua trajetória forma um ângulo igual ao que a trajetória ante-
rior formava.
R Q

S P

Uma bola, inicialmente a 1 metro da caçapa P, é batida do lado SP em direção ao lado PQ, como mostra a figura.
A quantos metros de P a bola acerta o lado PQ se a bola cai na caçapa S após duas batidas na borda da mesa?
2
a) 1 d)
3
6 3
b) e)
7 5
3
c)
4
8. (OBM) Na figura a seguir, o pentágono regular ABCDE e o triângulo EFG estão inscritos na circunferência C0, e
M é ponto médio de BC.
A
G
α
I
B H E

M
F C0

C D

Para qual valor de α, em graus, os triângulos EFG e HIG são semelhantes?


a) 15 d) 45
b) 30 e) 20
c) 36
9. (Olimpíada Francesa) ABCD é um quadrado de lado l. D C
Dado que AE = x  l, CF = y  l, ∠EDF = ∠FDC e DE = a.
y
O valor de x + y em função de a é
a F
a) d) 2a
3
a A x E B
b) e) 3a
2
c) a
10. (OBM) Na figura, ABC e DAE são triângulos isósceles (AB = AC = AD = DE), os D
ângulos BÂC e AD̂ E medem 36° e BC = 2 cm. Nestas condições podemos afir-
mar que a medida, em graus, do ângulo ED̂C e, em cm, do segmento DC, são C
respectivamente
a) 30 e 1
b) 45 e 2
c) 36 e 1
d) 36 e 2 A E B
e) 60 e 2

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 8• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
12. (Treinamento-OBMEP) A figura mostra um retângulo KGST e um triângulo KGR. Os ângulos KRT e RGS são
congruentes.
T R S

K G

Se TR = 6 e RS = 2, qual é a área de KGR?

a) 12 d) 8 3
b) 16 e) 14
c) 8 2

13. Se P e um ponto interno a um triângulo e pertence aos segmentos AD, BE, CF conforme figura, então pode-
mos afirmar que:
A

F E

B D C

AF BD CE AF CD CE
a) ⋅ ⋅ =1 d) ⋅ ⋅ =1
FB DC EA FB BC EA

AF DC EA FB BD CE
b) ⋅ ⋅ =1 e) ⋅ ⋅ =1
FB BD EC AF DC EA

AF BD AE
c) ⋅ ⋅ =1
FB DC EC

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 9• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática