P. 1
PRINCÍPIO..

PRINCÍPIO..

|Views: 5.456|Likes:

More info:

Published by: suldamerica_suldamerica on Mar 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/03/2012

pdf

text

original

Aluno: _________________________ Profº: JEAN CARLO φsik Data: ____ /____/___ Conteúdo: PRINCÍPIOS DA ÓPTICA

01 - (UEPG PR) A ótica geométrica estuda os fenômenos luminosos sob um ponto de vista puramente geométrico, ou seja, ela não considera a natureza física da luz. Sobre a ótica geométrica, assinale o que for correto. 01. Um raio luminoso não tem existência física real. É um conceito puramente geométrico. 02. Sempre que um feixe convergente é interceptado por um sistema ótico, o ponto objeto, para esse sistema, é virtual. 04. Um meio anisotrópico é aquele no qual a luz se propaga com a mesma velocidade em todas as direções e sentidos. 08. A trajetória de um raio luminoso sofre alteração quando são permutadas as posições da fonte e do observador. 16. Quando ocorre a reflexão da luz, o raio incidente, o raio refletido e a normal ao ponto de incidência são perpendiculares entre si. 02 - (FEPECS DF) Um homem tem 1,80m de altura. A relação entre os tamanhos das imagens formadas numa câmara escura através de um orifício, quando o indivíduo se encontra, respectivamente, às distâncias de 48m e 72m será de: a) b) c) d) e) 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5

b) c) d) e)

amarela com letras pretas. vermelha com letras amarelas. preta com letras amarelas. amarela com letras vermelhas.

05 - (UEL PR) Pinhole, do inglês “buraco de agulha”, é uma câmera fotográfica que não dispõe de lentes. Consegue-se uma imagem em um anteparo quando a luz, proveniente de um objeto, atravessa um pequeno orifício. De acordo com os conhecimentos em ótica geométrica e com os dados contidos no esquema a seguir, determine a distância D, do orifício da câmera (pinhole) até a árvore.

a) b) c) d) e)

2 m. 4 m. 40 m. 50 m. 200 m.

06 - (UFSCar SP) A 1 metro da parte frontal de uma câmara escura de orifício, uma vela de comprimento 20 cm projeta na parede oposta da câmara uma imagem de 4 cm de altura.

03 - (UNESP) Um pai, desejando brincar com seu filho com a sombra de um boneco projetada na parede, acende uma lâmpada, considerada uma fonte de luz puntiforme, distante 2 metros do boneco e 6 metros da parede na qual a sombra será projetada. Admitindo que a altura do boneco seja igual a 20 cm, qual a altura da sombra projetada na parede? Faça um desenho, na folha de respostas, representando os raios de luz a partir da lâmpada até a parede e indicando a posição do boneco e a região de sombra. 04 - (UFMA) Nas comemorações dos 42 anos da UFMA, um estudante usa uma camiseta que, observada à luz do sol, apresenta-se amarela, tendo impressa no peito a palavra UFMA-42 em letras vermelhas. À noite, num recinto iluminado apenas com luz monocromática vermelha, essa camiseta será vista como sendo: a) preta com letras vermelhas.

A câmara permite que a parede onde é projetada a imagem seja movida, aproximando-se ou afastando-se do orifício. Se o mesmo objeto for colocado a 50 cm do orifício, para que a imagem obtida no fundo da câmara tenha o mesmo tamanho da anterior, 4 cm, a distância que deve ser deslocado o fundo da câmara, relativamente à sua posição original, em cm, é de a) 50. b) 40. c) 20. d) 10. e) 5. 07 - (UFAM) Um homem de altura y está a uma distância D de uma câmara escura de orifício de comprimento L. A sua imagem formada no interior da câmara tem uma altura y/20. Se duplicarmos a distância entre o homem e o orifício, a nova imagem terá altura: a) y/120 b) y/80 c) y/60 d) y/2 e) y/40

08 - (UEPB) À luz do dia, a ilustração ao lado refere-se a um jarro preto, contendo flores brancas. Com relação à cor desta figura pode-se afirmar que:

[Certa vez, perguntado qual a definição de luz] A luz... é a sombra de Deus... Albert Einstein

a)

As flores parecerão vermelhas e o jarro preto se, dentro de uma sala escura, forem iluminados com luz vermelha. b) As flores e o jarro terão sempre a mesma cor, pois a cor é uma propriedade do corpo, independente da luz que o ilumina. c) As flores e o jarro parecerão pretos se, dentro de uma sala escura, forem iluminados com luz azul. d) Num ambiente escuro, as flores e o jarro parecerão totalmente brancos, se iluminados com luz branca. e) Num ambiente escuro, as flores parecerão vermelhas e o jarro parecerá preto, se forem iluminados simultaneamente com luz vermelha e verde. 09 - (UFPE) Uma bandeira brasileira é aberta num ambiente escuro. Quando uma luz monocromática azul incide sobre a região de tecido amarelo, o que se observa no ambiente escuro é a cor a) azul. b) amarela. c) verde. d) branca. e) preta. 10 - (UEPB) Durante o Maior São João do Mundo, realizado na cidade de Campina Grande, um estudante de Física, ao assistir a um show, decidiu observar o comportamento dos feixes de luz emitidos por três canhões, os quais emitiam luz nas seguintes cores: canhão A- luz azul; canhão B- luz verde; canhão C- luz vermelha, como mostra a figura ao lado.

O tamanho da imagem de um prédio, projetada na parte posterior de uma câmara escura, é 6,0 cm. Após afastar a câmara mais 50 m do prédio, observa-se que o tamanho da imagem foi reduzido para 2,0 cm. a) Usando a mesma câmara, qual seria o tamanho da imagem se a distância entre a câmara e o prédio dobrasse em relação à distância inicial, na qual o tamanho da imagem era de 6,0 cm? b) Qual a distância inicial entre o prédio e a câmara? 12 - (FGV) O professor pede apresentem à conclusões sobre desenvolvimento Geométrica. aos grupos de estudo que classe suas principais os fundamentos para o do estudo da Óptica

GRUPO I Os feixes de luz podem apresentar-se em raios paralelos, convergentes ou divergentes. GRUPO II Os fenômenos de reflexão, refração e absorção ocorrem isoladamente e nunca simultaneamente. GRUPO III Enquanto num corpo pintado de preto fosco predomina a absorção, em um corpo pintado de branco predomina a difusão. GRUPO IV Os raios luminosos se propagam em linha reta nos meios homogêneos e transparentes. São corretas as conclusões dos grupos: a) I e III, apenas. b) II e IV, apenas. c) I, III e IV, apenas. d) II, III e IV, apenas. e) I, II, III e IV. 13 - (FATEC SP) As figuras abaixo mostram um espelho plano E na frente do qual se encontra um objeto O e um observador P. Das alternativas abaixo, aquela que melhor representa o caminho seguido pelo raio luminoso que partindo de O atinge o observador P, por reflexão no espelho E, é

a)

b)

c)

Considerando que os três feixes de luz têm a mesma intensidade e se cruzam na posição 4, as cores vistas pelo estudante nas regiões iluminadas 1, 2 e 3 do palco, e na posição 4, são, respectivamente: a) vermelha, verde, azul e branca b) branca, azul, verde e vermelha c) amarela, vermelha, verde e azul d) vermelha, verde, azul e preta e) branca, branca, branca e branca 11 - (UNESP)
-2-

d)

e)

14 - (UFMG) Marília e Dirceu estão em uma praça iluminada por uma única lâmpada. Assinale a alternativa em que estão CORRETAMENTE representados os feixes de luz que permitem a Dirceu ver Marília.

a)

b)

c)

d) 15 - (FATEC SP) Um objeto y de comprimento 4,0 cm projeta uma imagem y’ em uma câmara escura de orifício, como indicado na figura.

que esse borrão é constituído por milhões de pontos de luz separados. Se utilizarmos instrumentos cada vez mais potentes, observaremos que as galáxias apresentam uma grande variedade de cores e luminosidades. Por exemplo: as galáxias elípticas são vermelhas, e as galáxias espirais são azuis. Sobre o assunto, assinale a alternativa correta: a) A luz azulada das galáxias espirais, cuja temperatura é mais baixa, tem freqüência mais elevada se comparada à luz das galáxias elípticas, que é avermelhada. b) A luz azulada das galáxias espirais, cuja temperatura é mais alta, tem freqüência mais elevada se comparada à luz das galáxias elípticas, que é avermelhada. c) A luz azulada das galáxias espirais, cuja temperatura é mais alta, tem freqüência mais baixa se comparada à luz das galáxias elípticas, que é avermelhada. d) A luz azulada das galáxias espirais, cuja temperatura é mais baixa, tem freqüência mais baixa se comparada à luz das galáxias elípticas, que é avermelhada. e) A luz azulada das galáxias espirais, cuja temperatura é mais alta, tem a mesma freqüência da luz das galáxias elípticas, que é avermelhada. 18 - (UNIUBE MG) Uma sala está iluminada por uma luz amarela monocromática. Se uma pessoa entrar na sala vestindo uma camisa branca e uma calça azul, as cores da roupa, vistas dentro da sala, serão: a) camisa amarela e calça preta. b) camisa amarela e calça verde. c) camisa preta e calça preta. d) camisa preta e calça verde. 19 - (EFOA MG) Três feixes de luz, de mesma intensidade, podem ser vistos atravessando uma sala, como mostra a figura abaixo.

O comprimento de y’ é, em centímetros, igual a a) 2,5 b) 2,0 c) 1,8 d) 1,6 e) 0,4 16 - (UNIFOR CE) Uma pessoa está a 15 m do orifício de uma câmara escura e sua imagem projetada no fundo da câmara tem 5,0 cm de altura. Para que essa imagem tenha 10 cm de altura, a pessoa deve se: a) aproximar 5,0 m da câmara. b) aproximar 7,5 m da câmara. c) aproximar 10 m da câmara. d) afastar 5,0 m da câmara. e) afastar 7,5 m da câmara. 17 - (UEL PR) A luz emitida pelo vapor incandescente de um elemento químico pode ser separada em raias de diferentes cores, com o uso de um prisma de cristal, revelando uma série de linhas que caracterizam a substância. Quando observamos o céu a olho nu, a nossa galáxia, Via Láctea, é apenas um borrão. Se utilizarmos um binóculo comum, observamos
-3-

O feixe 1 é vermelho, o 2 é verde e o 3 é azul. Os três feixes se cruzam na posição A e atingem o anteparo nas regiões B, C e D. As cores que podem ser vistas nas regiões A, B, C e D, respectivamente, são: a) branco, branco, branco, branco. b) branco, vermelho, verde, azul. c) amarelo, azul, verde, vermelho. d) branco, azul, verde, vermelho. e) amarelo, vermelho, verde, azul. 20 - (UFRJ)

No mundo artístico as antigas “câmaras escuras” voltaram à moda. Uma câmara escura é uma caixa fechada de paredes opacas que possui um orifício em uma de suas faces. Na face oposta à do orifício à do orifício fica preso um filme fotográfico, onde se formam as imagens dos objetos localizados no exterior da caixa, como mostra a figura.
o r i f í c i o 3 m

Nessa fase - que durou até 2:17 - o satélite adquiriu um tom avermelhado devido ao desvio de parte dos raios de luz na passagem pela atmosfera terrestre. (O Estado de S. Paulo, 16.05.2003, adaptado.)

h

.
6 c m

5

m

Suponha que um objeto de 3 m de altura esteja a uma distância de 5 m do orifício, e que a distância entre as faces seja de 6 cm. Calcule a altura h da imagem. 21 - (FMTM MG) O princípio da reversibilidade da luz fica bem exemplificado quando: a) holofotes iluminam os atores em um teatro. b) se observa um eclipse lunar. c) um feixe de luz passa pela janela entreaberta. d) a luz polarizada atinge o filme fotográfico. e) duas pessoas se entreolham por meio de um espelho. 22 - (UNIFOR CE) O esquema representa o alinhamento do Sol, d Terra e da Lua no momento de um eclipse.
T E R R L A A U A S O L

No fenômeno observado aproximadamente às 0:12, em uma analogia com uma sala onde a única fonte de luz é a de uma lâmpada presa ao teto, é correto associar o Sol à lâmpada da figura: a) 2, a mesa ao planeta Terra e um dos pontos C à Lua. b) 2, a mesa ao planeta Terra e o ponto E à Lua. c) 2, um dos pontos D ao planeta Terra e a mesa à Lua. d) 1, um dos pontos A ao planeta Terra e a mesa à Lua. e) 1, a mesa ao planeta Terra e o ponto B à Lua. 24 - (FUVEST SP) Uma câmera de segurança (C), instalada em uma sala, representada em planta na figura, “visualiza” a região clara indicada. Desejando aumentar o campo de visão da câmera, foi colocado um espelho plano, retangular, ocupando toda a região da parede entre os pontos A e B.

Nessas condições, a figura que melhor representa a região clara, que passa a ser visualizada pela câmera, é

Neste instante, uma pessoa situada no ponto A observará um eclipse: a) parcial da Lua b) total da Lua c) anular do Sol d) parcial do Sol e) total do Sol 23 - (FMTM MG) O Brasil pôde presenciar, durante a passagem do dia 15 ao 16 de maio, mais um eclipse total da Lua, fato comentado por todos os jornais. Observe a manchete: Céu limpo realça “show” do eclipse Em termos astronômicos, o eclipse teve início às 22:05, quando o satélite começou a entrar na zona de penumbra causada pelo bloqueio de parte dos raios do Sol. Nessa fase, o fenômeno não é percebido e praticamente não há diferença no brilho da Lua. O eclipse propriamente dito começou às 23:03, quando a Lua foi obscurecida pela umbra (sombra total) da Terra.

25 - (UEL PR) Em um dia ensolarado, você observa a sombra de uma torre projetada no chão e resolve fazer uma estimativa da
-4-

altura da mesma. Qual das alternativas apresentadas abaixo lista as grandezas necessárias para efetuar este cálculo?

perpendicularmente sobre o chão, em duas posições distintas: primeiro em P e depois em Q. A posição P está, exatamente, na vertical que passa pela fonte e, nesta posição, não há formação de sombra do lápis, conforme ilustra esquematicamente a figura.

H

a)

A distância entre você e a torre, o comprimento de sua sombra projetada no chão e o comprimento da sombra da torre projetada no chão. b) A distância entre a Terra e o Sol e o ângulo de elevação do Sol com relação à linha do horizonte. c) A distância entre a Terra e o Sol e o comprimento da sombra da torre projetada no chão. d) A sua altura, o comprimento de sua sombra projetada no chão e o comprimento da sombra da torre projetada no chão. e) O comprimento de sua sombra projetada no chão, a distância entre a Terra e o Sol, bem como a distância entre você e a torre. 26 - (FUVEST SP) Em agosto de 1998, ocorreu o último eclipse solar total do século. Um estudante imaginou, então, uma forma de simular eclipses. Pensou em usar um balão esférico e opaco, de 40 m de diâmetro, que ocultaria o sol quando seguro por uma corda a uma altura de 200 m. Faria as observações, protegendo devidamente sua vista, quando o centro do Sol e o centro do balão estivessem verticalmente colocados sobre ele, num dia de céu claro. Considere as afirmações abaixo, em relação aos possíveis resultados dessa proposta, caso as observações fossem realmente feitas, sabendo-se que a distância da Terra ao Sol é de 150×106 km e que o Sol tem um diâmetro de 0,75×106 km, aproximadamente. I. O balão ocultaria todo o Sol: o estudante não veria diretamente nenhuma parte do Sol. II. O balão é pequeno demais: o estudante continuaria a ver diretamente partes do Sol. III. O céu ficaria escuro pra o estudante, como se fosse noite. Está correto apenas o que se afirma em a) I b) II c) III d) I e III e) II e III 27 - (UFF RJ) Para determinar a que altura H uma fonte de luz pontual está do chão, plano e horizontal, foi realizada a seguinte experiência. Colocou-se um lápis de 0,10 m,
-5-

P

Q

'

Na posição Q, a sombra do lápis tem comprimento 49 (quarenta e nove) vezes menor que a distância entre P e Q. A altura H é, aproximadamente, igual a: a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m

28 - (UFMG) A figura mostra a bandeira do Brasil de forma esquemática.

Sob luz branca, uma pessoa vê a bandeira do Brasil com a parte I branca, a parte II azul, a parte III amarela e a parte IV verde. Se a bandeira for iluminada por luz monocromática amarela, a mesma pessoa verá, provavelmente, a) a parte I amarela e a II preta. b) a parte I amarela e a II verde. c) a parte I branca e a II azul. d) a parte I branca e a II verde. GABARITO: 1) Gab: 03 2) Gab: E 3) Gab: 60 cm

4) Gab: A 5) Gab: C 6) Gab: D 7) Gab: E 8) Gab: A 9) Gab: E

10) Gab: A 11) Gab: a) i = 3,0 cm b) Do item a , a distancia d inicial entre o prédio e a câmara é 25 m. 12) Gab: C 13) Gab: C 14) Gab: A 15) Gab: D 16) Gab: B 17) Gab: B 18) Gab: A 19) Gab: D 20) Gab: H = 3,6 . 10-2m 21) Gab: E 22) Gab: E 23) Gab: B 24) Gab: B 25) Gab: D 26) Gab: A 27) Gab: E 28) Gab: A

-6-

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->