GEOMETRIA ANALÍTICA

ESTUDO DA RETA PLANO CARTESIANO

PAR ORDENADO: Grupo ordenado de dois elementos: ( x , y ) x ± abscissa y ± ordenada COORDENADAS SOBRE UMA RETA: Existe uma relação biunívoca entre os pontos de uma reta e os números reais. A cada ponto corresponde um número real e vice versa. RAZÃO DE SECÇÃO OU RAZÃO DE SECCIONAMENTO Dados três pontos A, B e C, com ( A { B { C ) , chama-se de razão de secção do segmento AB pelo ponto C o número real r tal que:

O baricentro divide cada mediana em dois segmentos tal que o maior é o dobro do outro.

¨x x x y  y  y ¸ G !

B e C estão alinhados. ¯ ya  yb ±m ! y ° 2 BARICENTRO DE UM TRIÂNGULO: Mediana: Segmento que vai de um vértice do triângulo até o ponto médio do lado oposto a este vértice.y3). g . yg ! © A B C . B(x2. Baricentro: É o ponto de encontro das três medianas de um triângulo Ou CONDIÇÃO DE ALINHAMENTO ENTRE TRÊS PONTOS: Dados três pontos A(x1.y1).y2). A B C ¹ x 3 3 º ª DISTÂNCIA ENTRE DOIS PONTOS: (uma dimensão) d ! ( xa  xb ) 2 AB do extremo A até o " corte" C r! ! CB do " corte" C até o extremo B PONTO MÉDIO DISTÂNCIA ENTRE DOIS PONTOS: (duas dimensões) Relembrando: Teorema de Pitágoras d ! ( xB  x A ) 2  ( yB  y A ) 2 x  xb ® xm ! a ± 2 PONTO MÉDIO: M = (xm . tais pontos formam um triângulo   xB yB . ym). C(x3. se somente se: x1 ! x2 x3 x y y1 1 y2 1 ! 0 y3 1 xA yA !0 D! xA yA Caso contrário. A.

yC). temos: S! 1 ( 2 xA yA tgE ! m   m ! yb  y a (y a  m! ! b xb  xa (x Onde ( ! xA yA xB yB xC yC RETAS PARALELAS: ÁREA DE UM POLÍGONO: Para calcularmos a área de um polígono de n lados é suficiente calcularmos a soma das áreas dos n ± 2 triângulos resultantes da decomposição do polígono. ¡ ¡ a { 0 ou b { 0 b! T T 1  a   tgb ! tg(  a) ! cot ga   tgb !  @ 2 2 tga s ! 1 r . é obtida através da seguinte expressão: COEFICIENTE ANGULAR: Chamando tg E ! m . yb): PERPENDICULARISMO: x xa xb y 1 ou ya 1 ! 0 yb 1 xa ya xb yb x y xa ya !0 ax +by + c = 0 EQUAÇÃO REDUZIDA DA RETA: Da equação geral temos que ax + by + c = 0.by = ± ax ± c by !  ax  c   y !  ÁREA DE UM TRIÂNGULO: ax c  . yA). mr ! ms S ! S1  S 2  S3  S4 EQUAÇÃO GERAL DA RETA: Equação da Reta que passa por dois pontos A=(xa. B = (xB. chamando b b  a c ! m e  ! n . ya) e B=(xb. daí OBSERVAÇÃO: Retas paralelas aos eixos e retas que passam pela origem não possuem equação segmentária. teremos a equação reduzida da reta: b b y ! mx  n m ± coeficiente angular n ± coeficiente linear A área S de um triângulo de vértices A = (xA.yB) e C = (xC.

a reta é tangente à circunferência.m s Se a reta (s) for paralela ao eixo y. 0).C2 r1  r2 ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA EQUAÇÃO DA CIRCUNFERÊNCIA (I) Equação reduzida da circunferência de centro C=(xc. conhecemos os pontos de interseção desta com os eixos. . existe apenas uma solução. C(4 . ¢ .  mr { ms e b{c x 2 y 2 ¤ POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE DUAS RETAS: Dadas as retas (r) y = mr.x+b e (s) y = ms.C2 r1  r 2 Eq. B(3 .Secantes: r1  r2 dC1. ou seja.Se (<0.s ! C  C' A2  B 2 x p  y p  Cxp  Dy p  F ! 0 . O(-2/3 . a reta é secante à circunferência.r ! A2  B 2 DISTÂNCIA ENTRE DUAS RETAS PARALELAS A distância entre duas retas paralelas (r) Ax+By+C e (s) Ax+By+C¶=0 é: d r . Geral : x 2  y 2  Cx  Dy  F ! 0 DETERMINAÇÃO DAS COORDENADAS DO CENTRO C=(XC.C2 " r1  r2 .-5). H(-2 .-1).Se (>0.r//s  mr = ms e b{c 1 y PERPENDICULARES .-1). não existe solução. ou seja. a reta é exterior à circunferência. 2) I(-5 . F(-5 .-1). YC) E DO RAIO (R) DA CIRCUNFERÊNCIA DADA A EQUAÇÃO GERAL: xc ! 2 . sua equação é do tipo x = k. POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE DUAS CIRCUNFERÊNCIAS . ou seja.C2 ! r1  r2 . é imediata a obtenção da equação segmentária POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE UM PONTO P=(XP. . Substituindo x e y da equação por xp e yp . .x+c. Q(0 .Interiores: d C1 . E(-1 . 1). G(-2 . D(2 . M(5/2 .O ponto P é exterior à circunferência se: 2 2 POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE RETA E CIRCUNFERÊNCIA Para avaliar a posição relativa entre uma reta y ! mx  b e circunferência de equação x 2  y 2  Cx  Dy  F ! 0 .- . S(0 . yc ! D 2 Exercício de Aplicação PLANO CARTESIANO 1. -3). yp) e a reta (r) Ax+By +C=0 é: Ax p  By p  C d P . então o ângulo é dado apenas por 1 tgU ! mr DISTÂNCIA ENTRE UM PONTO E UMA RETA: A distância entre um ponto P=(xp. temos: y PARALELAS . 5).Se (=0. 9/2). yc) e raio r: x 2  y 2  2 xc x  2 y c y  xc 2  yc 2  r 2 ! 0 Sendo : C ! 2 xc .Tangentes exteriores: d C1. J(-1 .Tangentes interiores: d C1 . existem duas soluções.0). -5). £ A partir do gráfico de uma reta.x+c. N(1 . P(2 . -1). temos que:  x  Dy  F 0.rBs  m r ! ms Dados P=(xp. ou seja.O ponto P pertence à circunferência se: ÂNGULOS ENTRE DUAS RETAS: Dadas as retas (r) y = mr. ¦ ¦¥ ¦ ¦ y y COINCIDENTES . Localize nos plano cartesiano os pontos a seguir: A(1 . 6/5). yc) e raio r: (x-x c )2  (y-y c ) 2 ! r 2 (II) Equação geral da circunferência de centro C=(xc. L(3 . YP) E A CIRCUNFERÊNCIA DE EQUAÇÃO x 2  y 2  x  Dy  F ! 0 .-3). basta procurar o número de soluções do sistema: y ® ! mx  b ¯ 2 2 x °  y  x  Dy  F ! 0 Desta forma basta avaliar o (: . e r ! xc  y c  F 2 2 POSIÇÕES RELATIVAS ¨ ¨§ ¨ © ¨ x 2 y 2  x  Dy  F " 0 . 5).C2 ! r1  r2 . 1).O ponto P é interior à circunferência se: . R(-3 .Exteriores: d C1 .r = s  mr = ms e b = c CONCORRENTES . D ! 2 y c 2 2 e xc  y c  r 2 ! F . yp) e a circunferência (C) de equação x 2  y 2  x  Dy  F ! 0 .x+b e (s) y = ms. o ângulo entre elas é tal que: mr  ms tg U ! 1  m r .2).

Três cidades A. B(2/3. 3) e F=(-2.8) e C(4.5). Estas cidades estão alinhadas. São dados: A(4.-3) 6. B(-3. Para estudar o movimento de um projétil que se desloca em linha reta. e B(-3.1). sendo A=(1. em km/s. t).1) e C(x. cujos vértices são os pontos A(0. B(-3. B(1. Os pontos A(1.3) e C(4. Qual a natureza do triângulo ABC. R: 13 12. Verificar se os pontos abaixo são colineares: a) A(3. R: (-1/2. Determinar o ponto P. R: y = 9/2 32.2).-1) 25.6) 5. B(-4.-1) sejam os vértices de um triângulo. adotando o quilômetro como unidade para dividir os eixos.5) e B(4 .6) b)A(-1.-6) e C(4. B(a + 1. Calcular a distância entre os pontos (-2 . B(2. 14.-3) e B(0. obter x de modo que A seja eqüidistante de B e C.5). percorrendo esse trecho com velocidade constante.1).1) e B(-10.3) e C(4. R: não b) A(1. B(1. 8) a origem do sistema cartesiano.1) e C(4. Dados A(x. e C(-3. Determine as coordenadas de um ponto A que pertence à bissetriz dos quadrantes ímpares. b + 4) e B(a + 2.y) sejam colineares. Dados A(-2. R: C(8. ({0 .0) 13. o ponto equidistante de A(3.-8) e B(12. a) Qual era a velocidade do projétil.-3) são colineares? R: 2 30. R: 10 9. Determinar x de modo que o triângulo ABC seja retângulo em B. Deseja-se construir entre duas cidades A e B. (UCMG) Determine t.3). Determinar y de modo que os pontos A(3. 19.-5). Calcule em cada caso a distância entre os pontos A e B: a) A(-2.-1) vértices consecutivos de um quadrado. R: sim c) A(0. -1) e C=(-4.10) 28.5). R: x = 9 22. 1) e C(4. OBS: 3.0). no trecho AB? b) Determine as coordenadas do ponto P no qual estava o projétil 25 segundos após a passagem pelo ponto A.x).1). Seja A um ponto do eixo das ordenadas.-1). sabendo que o ponto está a igual distância dos pontos B(7. 2).10) e B(4. B(4.2).2) b)A(0. B(1.4) e C(-4. 3) e B(-1 .3) 8. B(3.-2). 33.5) d) A(-2. -1)? 15.5) e C(49.4). um cientista associou um sistema cartesiano ao plano vertical que contém essa reta. Mostrar que os pontos A(-1.4) e B(3. 20.3) e C(4. DISTÂNCIA ENTRE DOIS PONTOS 7.0) e B(5. sabendo que os pontos A(1/2.5).2. respectivamente pelos pontos A(0.5) e C(6.5). CONDIÇÃO DE ALINHAMENTO 27.0) ou (-5. sabendo que é eqüidistante dos pontos A(1.0) e C(-1.-6) e D(-7. Um ponto P pertence ao eixo das abcissas e é equisdistante dos pontos M(1. Provar que o triângulo cujos vértices são A(2. 2).-6) e C(-1.5) d) A(-1. Calcular a distância do ponto P(-6 . E=(0.3).8).12) é retângulo.1). R: 10 11. -1).1/2) 26.-1). Com relação aos pontos da questão anterior. Os pontos médio de um triângulos são D = (1. Determinar o ponto P.1) e C(7.5) 24.4) e N(-1. B(2. Determinar um ponto P Ox que dista 10 unidades de (2.2) e de b(-4. B(2. representados respectivamente pelos pontos (3.-2).2) e C(-2.-2) R: 2 13  5 2 16.1).4) e D(3.0) 23. 4). 2). pergunta-se: a) Quais os pontos pertencentes ao primeiro quadrante? b) Quais os pontos pertencentes ao segundo quadrante? c) Quais os pontos pertencentes ao terceiro quadrante? d) Quais os pontos pertencentes ao quarto quadrante? e) Quais os pontos pertencentes ao eixo das abscissas? f) Quais os pontos pertencentes ao eixo das ordenadas? g) Quais os pontos pertencentes a bissetriz dos quadrantes ímpares? h) Quais os pontos pertencentes a bissetriz dos quadrantes pares? RAZÃO DE SECÇÃO / PONTO MÉDIO 4. Quanto mede a mediana AM no triângulo ABC ? Dados A(1.1).6) são colineares 34.3) e C(-1. C(-2.9) são colineares. da bissetriz dos quadrantes pares. B e C estão representadas no plano cartesiano. R: 5 10.3) R: 3 2 35. B(-3.8) c) A(0. Calcule as coordenadas dos vértices. O projétil passou pelo ponto A(3. Calcule o comprimento das medianas de um triângulo.4) e B(3. 29. R: (1.3) e B(5. Calcular o ponto médio entre os seguintes pontos: a) A(2.3). isto é. calcule as coordenadas do ponto A de forma que o comprimento do segmento AB seja igual a 5. determinar os outros dois vértices.3) e B(3. Calcular o perímetro do triângulo ABC. R: (-5. B(-2.5). b ± 8).1). que eqüidista de A(8.2). B( -3. Determinar na bissetriz do 2/ e 4° quadrante. sendo dados A(2.3) e C(7. Determinar o valor de a para que os pontos A(2. Obtenha as coordenadas dos pontos: 17.-5) c) A(8.100) são colineares? R: não 31.-2). Calcular a distância entre os pontos (1 . B=(2.-3).2). Calcular a distância entre os pontos A(a ± 3. pertencente ao eixo das abscissas. um postos de abastecimento de forma que a distância entre o posto e as duas cidades sejam a mesma e a menor possível. Determine as coordenadas do ponto P.9).4) e 10. B(3. R: x = -3 18. 10). R: (3. 2) e 50 segundos depois atingiu o ponto B(18. no plano cartesiano estariam na mesma reta? Justifique a sua resposta. Dado o ponto B(-3. No plano cartesiano qual seria este ponto e que distância há do posto a cidade B? PONTOS EQUIDISTANTES 21. Para que valores de x os pontos A(x.

-3).5) e (3.12). 55. (Fuvest-SP) São dados os pontos A(2. 3). Seja r a reta determinada por A(-5.0) d) O ponto de interseção de r com o b13. C=(3.-4) e D(0. sabendo que A é o ponto de interseção da reta 2x ± 4y + 12 = 0 com o eixo y e B é o ponto de interseção da reta 3x ± 4y ± 18 = 0 com o eixo x.5) d) A(4. São dados os pontos A(-1.-1) e é perpendicular a uma reta que forma com o sentido positivo do eixo dos X.-6). Na figura baixo.2) e é perpendicular à reta de equação 3x +4y = 4 63. B=(0. C(2. Pede-se: a) o valor de m.4) e D(0. Seja o triângulo cujos vértices são os pontos A(5. Obter a equação da reta que passa pelos pontos Q(4. 38.7).2).3) e B( -3.3) e B(8.4).4) 53. Determine o coeficiente angular das retas que passam pelos pontos A e B. R: P(1/2.0).10) e C(3.2).-1). Determinar a área do quadrilátero ABCD. B(3.3) c)A(2. 69. Encontre a equação da reta que passa pelo ponto (1. Calcule a equação da reta. Os pontos A(2. R: . R: 4 b) o ponto de interseção das retas r e s.6y ± 3x + 18 = 0 51. Dados os pontos A(1.ÁREA DO TRIÂNGULO / POLÍGONO 36. Dada a reta de equação y + 5 = 0.3/2) 50. R: . Determine as coordenadas de P.0). São dados os pontos A(-1.2). Seja uma reta r que passa pelo ponto A(1. Determine k. Calcule a área do triângulo de vértices A(4.1) 43.1) e B(9. C(2.1) e faz um ângulo de 45° com a reta s. Determine o ponto P pertencentes às retas AB e CD. -5/2) c) O ponto de interseção de r com o eixo 0x.-5).m) e B(n. um ângulo cuja tangente é 5/2. determine a equação da reta perpendicular à reta dada e que passa pelo ponto (-2.4) e B(2. nos seguinte casos abaixo. de equação x ± 2y + x = 0.2). A mediatriz do segmento AB encontra o eixo y no ponto P.3) e C(3. Encontre o ponto de intersecção das retas y = x ± 1 e y = . encontre a equação da reta suporte do lado y! 2x 4  OK 3 5 3x 3  3 e y !  x  3 com o eixo x. o ponto cuja distância ao ponto C(-4. R: 13/2 37.3. 70. R: (1. 40. (PUC-RS) Determine a equação da reta perpendicular à reta de equação 2x + 3y ±6 = 0 no ponto em que esta intercepta o eixo das abcissas.4) e B( 2. Encontre o valor da área do quadrilátero representado na figura abaixo: R: 21.4). determinar a equação da mediatriz desse segmento. 5) e D=(4.5): a) Ache a equação da reta AB. 48. R: (-8. que passa pelo ponto P(1/2. Calcule a área desse quadrilátero.0). B(1. Determine as equações das retas suporte dos lados desse triângulo. R: y = 3x + 2 61.2). Para que valor de a as retas r: 3x + 2y ± 1 = 0 e s: ax + 5y + 3 = 0 são paralelas? 59. A reta r = 3x ± my + 6 = 0 é perpendicular à reta s que passa pelos pontos A(-1. R: 4y ± 2x ± 6 =0 b) O ponto de abcissa ±8 pertencente a r. 57. 5x + y ± 27 = 0 49. O ponto M1 é o ponto médio do segmento AB e o ponto M2 é o ponto médio do segmento CD. Dados A(2.1). Sejam A e B.1).3) e R(0. R: x + y ± 7 = 0 42. b) Ache a equação da mediatriz do segmento AB .5x + y + 5 = 0 45. B(6. respectivamente os pontos de interseção das retas y ! AB e a equação da mediana relativa ao vértice C. B(0.5) e é paralela à reta y = 3x + 1. R: EQUAÇÃO DA RETA 41.2).3) e) Em r. Determinar a equação da reta que passa pelo ponto A(3.1) 44.2) são vértices de um triângulo ABC. dados A(1.-7).4) e B(3. 2) e é: a)Paralela a (r) 4x-2y+5=0? b)Perpendicular a (s) 2x+6y+5=0? c)Concorrente a (r) e (s)? 68. 0). R: (3.1). sabendo que a inclinação da reta que passa pelos pontos A(k. R: 9 OK 65.2) pertencem a reta 2x ±3y = 4.39/25) 60.4). R: (2/25. Escreva a equação da reta.3). Determine o ângulo agudo formado pelas retas r: 2x ±y + 1 = 0 e 3x + y ±2 = 0 56. Calcule a distância entre A e B. 47. 54.-4) é de 45°.3). 67.-5) e é paralela à reta de equação 8x ±2y +1 = 0 62. Encontre a equação da reta que passa pelos pontos A e B. 66. Determine a equação da reta suporte da altura relativa ao lado BC. B(-3.2) b) A(3. Dados os pontos (2. Determine a equação da reta que passa por M1 e M2. Determinar a equação da reta que passa pelo ponto A(-3.-1) e B( 4. C(1. Consideremos a reta que passa pelos pontos A(1. (FGV-RJ) Os pontos A(-1.-1) e B(-1. Determine o coeficiente angular e o coeficiente linear dessa reta.3) e B(2. Manoel CONDIÇÃO DE PARALELISMO / PERPENDICULARISMO 58. calcule a área do triângulo ABC. B(5. C(1.4) e B(-2.-1). C(4. 71.5 52.4) e D(0. 0).0).2) seja igual a 5 46. a) A((-1. B(-2. obter: a) A equação de r.1) e D(-2. Determinar a interseção das retas x + 2y =3 e 2x + 3y = 5. R: (.7).10). Determine a área de um quadrilátero cujos vértices são os pontos A=(0. COEFICIENTE ANGULAR que C é o ponto de interseção das retas. Qual é a equação da reta (t) que passa por A=(2. 39.x + 3. Seja o quadrilátero cujos vértices são os pontos A(4. R: (2. sabendo que seus vértices são os pontos A(2. B(6.3) e B(-1. C(-5. sabendo 2 4 64. R: 6x ± 4y + 4 = 0. Determine a equação da reta r.d).

um quadrado. a) Obtenha uma equação da reta r que contém a altura relativa ao vértice b) Determine o ponto H do lado BC que pertence à reta r obtida no item a. A mediatriz do segmento AB encontra o eixo dos y no ponto de ordenada igual a: a) 20 b) 21 c) 22 d) 23 e) 24 82. B e C e o baricentro G do triângulo ABC. Seja M(2. respectivamente dos lados AB. Obter uma equação geral da reta s que passa pelo ponto P(2. (Fuvest) São dados os pontos A(1. B(3.6) e C(8.0) já estavam ligados por uma estrada reta totalmente pavimentada. Uma reta r determina. 8) e C(-1. R: A(1. ele 85. como mostra a figura abaixo. no primeiro quadrante do plano cartesiano. (UFMG) Seja P(a. Quando a gruta da onça ³G´ foi descoberta. O prefeito desejando interligar esses três pontos imagina construir um trecho de estrada reto e com o menor comprimento possível unindo a gruta com a estrada já existente. O ciclista A segue a trajetória descrita pela equação 4y ± 3x ± 7 = 0 e o ciclista B. c) Calcule a medida da altura relativa ao vértice A. Próximo ao litoral. C(-5. As trajetórias estão no mesmo plano e a unidade de medida de comprimento é o quilômetro.-5). O cateto que passa por B é paralelo à reta 3x ± 4y + 2 = 0. 9 2 8 10 2 b) 3 3 4 c) 3 2 d) 10 e) GERAL RETA 74. ) Os vértices de um triângulo são os pontos A(0. Pergunta-se: a) quais as coordenadas do ponto Q distinto de P. Onde a estrada do rei corta a estrada dos príncipes. A equação da reta s que passa por P e é perpendicular a r é: a) x + 2y ± 3 = 0 b) x ± 2y = 0 c) 2x ± y = 0 d) 2x + y ± 3 = 0 e) 2x + y + 3 = 0 81. sabendo-se que as medidas estão em quilômetros. visualizamos uma ilha em que está sendo .2) pontos médios. Determinar uma equação da reta r que passa pelo ponto P(-1. O prefeito de uma cidade do interior do Estado estava com um sério problema. Determinar o ponto de interseção das diagonais e o 4° vértice.1) 79. um triângulo isósceles cujos vértices são a origem do sistema cartesiano e os pontos onde a reta intercepta os eixos Ox e Ou. As retas cujas equações são r: x + 3y = 5 e s: x + 3y = 0 são paralelas.1) no mesmo instante e com velocidades de módulos constantes.1) um ponto da reta r de equação 4x ± 2y ±2 = 0. de fato. cuja equação é y ± 4 = 2(x ± 9/2). R: (1.-1). Determine as equações das retas suportes dos dois catetos. Seja A(3. (Ufpa±2005)Um arquiteto gostaria de construir um edifício de base quadrada em frente à praia.-1) e (-3. (UFRS) A tangente do ângulo agudo formado pelas retas x ± y + 2 = 0 e 3x + y + 1 = 0 é: a) 1/2 b) ±2 c) 2 d) ± 4 e) 4 83. Se a área desse triângulo é 18. de tal forma que uma das diagonais de sua base fosse paralela à orla.-3) e C(-1. onde a estrada da rainha corta a estrada dos príncipes existe o um pinheiro. onde haverá cruzamento das duas trajetórias? b) se a velocidade do ciclista A for de 20km/h.-3). os dois pontos turísticos mais conhecidos da região P1: (4. 84.1) e B(9. do pinheiro ou do cedro? 88. Num triângulo retângulo ABC de hipotenusa BC tem-se: B(1.DISTÃNCIA DO PONTO A UMA RETA 72. de equação 2x + 4y = 25 existe um cedro.9) e P2: (16. 9). que é op eixo x. BC e AC de um triângulo. corta a estrada da rainha. a trajetória descrita pela equação x 2 + y 2 ± 6x ± 8y = 0.1) à reta y = x é: a) 20 b) 10 2  6 c) 10 2  5 d) 10 5  3 e) 10 5  2 73. existe um jacarandá. conforme ilustração abaixo. A figura a seguir é a representação cartesiana de uma estrada litorânea em que se encontra uma estação de rádio ³S´. Faça um esboço gráfico. onde a estrada do rei. Em uma encruzilhada. Em um reino existem três estradas: a estrada do rei. 76. 5/3) 80. Determinar A.4) e P(-2.-2).1) e C(3. a estrada da rainha e a dos príncipes. Na estrada dos príncipes entre o jacarandá e o pinheiro. de modo que o quadrilátero ABCD seja. Se imaginarmos uma reta unindo o cedro e o tesouro e o tesouro. 86. (Unicamp-SP) Os ciclistas A e B partem do ponto P(-1 .6) e é paralela à reta 4x + 2y ± 1 = 0 78. ela é perpendicular à estrada dos príncipes. Determine as coordenadas dos outros dois vértices. Utilizando um sistema de coordenadas cartesiano. B(3. então qual é a equação da reta? 75. A distância entre elas vale? a) determinou que os vértices da base que determinam a diagonal paralela à orla deverão ser A(2. (Cesgranrio) A distância do ponto ( 20 2  1. B(5.7).1). interpretando o problema e diga se o tesouro está mais próximo do jacarandá. qual deverá ser a velocidade do ciclista B para que cheguem no mesmo instante ao ponto Q? 87. 6). Calcule o comprimento desse trecho. está enterrado um tesouro.2).3) vértices de um paralelogramo ABCD.3) e é perpendicular à reta r: x + 2y + 5 = 0 77. N(-1.3). G(1/3.

7) e raio 2 92. Seja a circunferência (I) x2+y2-2y-8=0. 108. Achar a equação da circunferência que passa pelos pontos A(0.  ¹ © 2 2¹ º ª d) © b) ( 2  3.2) e raio (2.1) 95. Determinar a equação da circunferência de centro (0. Determine a posição dos pontos A=(3. a) 2 b) 3 c) 2 d) 3 e) 4 93. Determinar o centro da circunferência que passa pelo ponto (1.1) e C(1. a)obter o centro e o raio da circunferência. Encontre os valores de p.-2) e B(2.1 = 0 no centro de uma circunferência de raio unitário. 91. Qual o raio da circunferência dada pela equação x2 + y2 ± 2x ± 4y = ± 3. Se o custo de instalação do cabo em terra é de R$10. Obtenha a equação da circunferência que passa pelo ponto (10.5) e B(0. 1). Determinar a equação da circunferência com centro no ponto C(4. Determinar a equação da circunferência que tem centro na reta r de equação x ± y ± 4 = 0 e passa pelos pontos A(0.-1) 103. a) obter o centro e o raio da circunferência. de centro (3. passando por ³Q´ e ³P´ até a estação ³M´. 90. Determinar a equação de circunferência que passa pelos pontos A(0. 109.00 por metro e o custo de instalação do cabo submerso é de R$ 20. Qual a equação da circunferência que tem raio 3 e tangencia os eixos coordenados? 104.0) e raio 2. A circunferência de centro (1.-2). 97.4) e tem o centro sobre a reta de equação x = 2. 100.0). Determine a equação da reta que passa pelo centro da circunferência de equação 2x2 + 2y2 + 4x + 1 = 0 e é perpendicular à reta de equação x + 2y . (s) y=-3x+2 e (t) y=3 em relação à circunferência (c) x2+y2-4x-2y-4=0? 99. Qual é a equação da circunferência? 106. (UFRS) O valor de k que transforma a equação x2 + y2 ± 8x + 10y + k = 0 na equação de uma circunferência de raio 7 é: a) ±4 b) ±8 c) 5 d) 7 e) . 102. 107.0).-8) e B(6.  2 ¹ º ª e) . Determine o custo total de instalação de rádio até a estação experimental.2) e tangencia os eixos coordenados. e a reta de equação y = x. (UEPA) Considere a circunferência de equação x 2  y 2  4 x  6 y  12 ! 0 . Obter o centro C e o raio da circunferência de equação x2+y24x-2y-4=0.1) e C=(2. Sendo A(-1. A comunicação entre essas estações será através de fibra óptica que deverá partir de ³S´.-2).00 por metro. As retas de equações 5 passa pelo ponto x y  ! 1 e y = x + 2 interceptam-se 2 3 CIRCUNFERÊNCIA 89. 98. b) Achar o comprimento da corda que a reta determina na circunferência 94.5) ou (1. e a reta de equação y = x.construída uma estação experimental de biologia marinha. Determinar a equação da circunferência de centro C(2. Qual a equação da circunferência. que passa pela origem? 110. B=(3. (UEPA) Considere a circunferência de equação x 2  y 2  4 x  6 y  12 ! 0 . 3). (ITA-SP) O ponto da circunferência x2 + y2 + 4x + 10y + 28 = 0 que tem ordenada máxima é: a) © ¨ 2 9¸  2.3) e que passa pelo ponto P(-1.-1) tem raio 5 e tangencia o eixo das abcissas? 105. 24) Qual é a posição das retas (r) y=2x+4. ilustrada por ³M´.-1). Obtenha a equação da circunferência. 101. 1¹ ª 10 º ¸ ¨ 2 ¹ © 2  2. B(-1. R: (5.p).5 112.1) e B(1.2). Os pontos A e B são extremidades do diâmetro de uma circunferência. Qual é o lugar geométrico de todos os pontos eqüidistantes de (r) y=2x+10 e (s) y=2x+2? 96. b)Achar o comprimento da corda que a reta determina na circunferência 111.1) c) ¸ ¨ 3 ©  . Achar a equação da circunferência cujas extremidades de um diâmetro são os pontos A(0.

(OSEC-SP) Num sistema cartesiano ortogonal.2) e passa por P(4. O resultado de a + b + c é: a) ±2 b) ±1 c) 0 d) 1 e) 2 114. 4 113. na qual está inscrito um quadrado de lado a é: a) . a equação da circunferência de centro C(3.4). em que A(0.0) e B é o centro da circunferência x2 + y2 ±2x ± 4y = 20. (FEI-SP) A circunferência de equação x2 + y2 +ax + by + c = 0 tem por centro o ponto Q(3.3) e é perpendicular à reta AB. Então a equação de s é: a) x ± 2y = ± 6 b) x + 2y = 6 c) x + y = 3 d) y ± x = 3 e) 2x + y = 6 115. (Fuvest-SP) A reta S passa pelo ponto (0.2). 2.

x  3  .

y  2 ! 4a 2 2 2 2 2 2 b) .

x  3  .

y  2 ! 2a c) .

x  2  .

y  3 ! a 2 2 2 d) .

x  3  .

y  2 ! 2 2 e) .

x  3  .

M é o ponto médio de CB e DE é perpendicular à AB.-1) e C(5.1) e (6.2).y  2 2 2 a2 2 a2 ! 4 116. então o comprimento de DE é: .5) são vértices de um quadrado. (UFOP-MG) Na figura. C é o centro da circunferência. (2. Se A(1.1).5). A circunferência inscrita nesse quadrado tem equação: a) x2 + y2 ± 2x ± y + 14 = 0 b) x2 + y2 ± 2x ± 5y + 21 = 0 c) x2 + y2 ± 8x ± 6y + 21 = 0 d) x2 + y2 ± 6x ± 4y + 11 = 0 e) x2 + y2 ± 6x + y + 11 = 0 117. (unifor-CE) Os pontos (2. (6.

Traça-se. de equação y = 2x + 3. Esse ponto pode ser: a) . a reta t tangente à circunferência citada.126. A reta s. A equação da circunferência de centro (2.1) é o centro de uma circunferência e P(3. (FEI-SP) O comprimento da corda que a reta de equação y = x determina sobre a circunferência de equação (x ± 2)2 + (y + 2 )2 = 16. (ITA-SP) A distância entre os pontos de interseção da reta x y  ! 1 com a circunferência x2 + y2 = 400 é: 10 20 a) 16 5 5 7 b) 4 5 c) 3 3 d) 4 3 e) a) 5 3 34 b) 5 3 2 c) 5 5 d) 5 5 2 e) 118. por P. tangencia a circunferência no ponto P. perpendicular à reta r.7 é: a) x2 + y2 ± 4x + 6y + 3 = 0 b) x2 + y2 + 4x ± 6y ± 3 = 0 c) x2 + y2 ± 4x ± 6y ± 3 = 0 d) x2 + y2 + 4x + 6y ± 3 = 0 e) nda 119. O coeficiente angular de t é: a)  1 3 b) 2 c) ±3 d)  1 2 e) ± 1 120. na unidade de comprimento é: a) 2 5 2 b) 2 2 c) 3 2 d) 4 2 e) 121. e a circunferência de equação x2 + y2 = 10. (FEI-SP) O ponto C(2. (FGV-SP) considere a reta r.-3) tangente à reta 3x +y = .4) é um ponto pertencente a essa circunferência.

2 . a equação de P é: a) 4x2 + 4y2 ± 12x ± 12y ± 9 = 0 b) 4x2 + 4y2 + 12x ± 12y ± 9 = 0 c) 4x2 + 4y2 ± 12x + 12y ± 9 = 0 d) 4x2 + 4y2 + 12x ± 12y + 9 = 0 e) 4x2 + 4y2 ± 12x + 12y + 9 = 0 123. tangencia o eixo x e a reta de equação 4x ± 3y = 0. de equação x2 + y2 + 4x = 0. A equação da reta paralela a reta r e que contém o centro de P é: a) x ± 3y + 2 = 0 b) x ± 3y ± 1 = 0 c) x ± 3y ± 2 = 0 d) x + 3y ± 1 = 0 e) x + 3y + 2 = 0 124. 2  1 122. localizado no primeiro quadrante.2 2 2 .3) é: a) 4x + 4y ± 25 = 0 b) 3x + 4y ± 25 = 0 c) 4x ± 3y + 25 = 0 d) 3x ± 4y + 25 = 0 e) 3x + 4y = 0 125. (USTJ-SP)A equação da reta tangente à circunferência x2 + y2 ±25 = 0. (UNE ±BA) São dadas a reta x ± 3y + 1 = 0 e a circunferência P . Então a abcissa do centro dessa circunferência é: a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 d) . (Unifor-CE) Uma circunferência P é tangente aos eixos coordenados e à reta de equação x = 3. Se o centro de P pertence ao quarto quadrante. (Fuvest-SP) Uma circunferência de raio 2. no ponto de coordenadas (4.

3 1 e)  . .

2 2  3 . b) 2.

6 . c)  2.

.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful