Meu Discurso Da Aula Da Saudade

Hoje nos despedimos. Percorremos um longo trajeto. Estamos reunidos em um único grupo, 246.09.07CB NOT., cuja convivência já se faz saudosa. Passamos por dificuldades, inseguranças, erros, acertos, vitórias e alegrias e nos construímos. É hora de pontuarmos uma estória. A partir de agora cada um trilhará seu caminho. Entre nós ficará a lembrança de nossos encontros e desencontros. Chegamos ao final com a consciência do dever cumprido. Fica a certeza de que cada um de nós contribuiu, mesmo que com erros, para o crescimento do outro. Idéias, temperamentos gerando divergências sempre existirão, mas agora que o colega de sala tornou-se um companheiro presente em nossas vidas, o momento é para amigos. Oferecemos à nossa amizade àqueles que nos quiseram bem, o nosso perdão àqueles que por motivos alheios à nossa vontade, não nos compreenderam nem se fizeram compreender. E os que por algum motivo deixaram-nos numa saudade antecipada, ficarão gravados num retrato sempre presente na memória. Hoje nos separamos, mas nem mesmo a despedida acompanhada da possível distância conseguirá mudar em nós a lembrança dos momentos que passamos juntos nestes anos. Ficarão as recordações das brincadeiras em sala de aula, dos risos, das reuniões do lado de fora do curso, das horas de estudo. Só quem pertenceu a tudo isso sabe do que falamos. A Turma 246.09.07CBNOT., considerada pelos professores como uma das salas mais promissoras do curso se ateve de rotina. Quase que diariamente havia uma “novidade”, seja entre os próprios colegas, seja entre os colegas e os professores. A diversidade de personalidades na sala, além de confusões rendeu também muitas gargalhadas. Colegas com os quais convivemos tantas horas e carregamos a marca das experiências em comum que tivemos. Devemos ter em mente agora, que o que vale não é o ponto de partida ou de chegada é a caminhada. Aproveitemos o restante do percurso, caminhemos de mãos dadas. Chegou a hora de agradecermos. Obrigada aos professores que nos acompanharam desde o começo do curso, aos que passaram rapidamente e deixaram também suas contribuições, aos funcionários e também a nossos familiares. Obrigada a vocês que compartilharam os prazeres e dificuldades desta jornada. Partamos confiantes em busca de nossos ideais, no exercício de nossa profissão. De tudo fica a saudade e a esperança de um novo reencontro. Nossa convivência não prescreve. Já legalizamos o coleguismo. Constitucionalizamos a união. Denunciamos a discórdia, condenamos o desalento. Julgamos o destino e absolvemos a solidariedade. A amizade está transitada em julgado. Ou bem ou mal, ou certo ou errado, nós fizemos Segurança do Trabalho.

seja lá o que for. faça alguma coisa pequena. Se você pára completamente. Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso. Começar tudo de novo. Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios. continue. A cada momento intenso e apaixonado que você dedica o seu objetivo. Devagar e sempre Na vida. O que parecia fora de alcance esta amanhã vai parecer um pouco mais próximo ao anoitecer. Continue andando e fazendo. se você continuar movendo-se para frente. Então continue andando e fazendo. Hoje neste exato momento. Vá rápido quando puder. Se você não conseguir fazer alguma coisa grandiosa hoje. é muito mais difícil. as coisas às vezes andam muito devagar. Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo. Ralph Marston .E finalizando. Pode não ser muito mas vai mantê-lo no jogo. Vá devagar quando for obrigado. Mas é importante não parar. Não desperdice a base que você construiu. convido vocês para refletirem sobre este texto como mensagem final. O importante é não parar. e qualquer um pode fazer um pequeno progresso. Mas. um pouquinho mais você se aproxima dele.

Thiago e Amailson. pelo contrário. a saudade como uma “máquina do tempo” possibilita-nos viajar no tempo.a saudade de Pernambuco inspirou um de nossos mais estimados poetas Manuel Bandeira a imortalizar em versos o seu querido Recife.Aula da saudade Meus queridos formandos esta é uma noite em que vocês. De hoje por diante. sentir com mais vigor. A saudade. que as dúvidas no exercício da profissão sejam banidas pela presença de um “passado especifico” cheio de lições de Saudade. Tudo isto para lhes mostrar. de hoje por diante. em arte. pois ela. é muito mais do que a expressão de baixa pieguice.foi a saudade do Brasil que inspirou Gonçalves Dias escrever no exílio os mais brasileiríssimos versos em “Minha terra tem Palmeiras”. Carlos. meus queridos formandos. professores e convidados celebram uma vitória. a partir de agora. teria sido impossível a José Lins do Rego escrever o “Ciclo da cana-de. Invoco para que todos vocês sintam saudade. A saudade do Brasil fez com que José Bonifácio renunciasse as vantagens que lhe foram oferecidas pela Europa e viesse a ser o grande organizador do futuro brasileiro. vivida em torno da casa-grande. parentes. aos grandes criadores e até inovadores em política. Hoje. Fabiano. Suelline. Mas como um sentimento como a Saudade pode direcionar à nossas vidas? A Saudade. lições que vocês mesmos foram atores. acima de tudo. estarão guardados para sempre em suas Memórias. Esta lembrança proporcionará a vocês. A saudade de Camões vivida nos Lusíadas revigorou o espírito coletivo de sua gente fazendo Portugal reeguer-se em 1640. pois saudade é. queridos formandos. do contrário que dizem. na presença de amigos. Saudade é a celebração de um conjunto de valores que enobrecerão cada um de vocês com relação ao que vocês mesmos construíram ao longo desses anos. o direcionamento do próprio exercício da vida profissional. que a saudade. os cerquem de criatividade e inovação.a saudade da Bahia nunca impediu Rui Barbosa de estar em dia com os saberes jurídicos de sua época e a se preocupar com o futuro brasileiro. Esta memória estará adormecida até o momento em que a Saudade provocar em vocês a inquietação da lembrança. não mata e nem é sentimento reacionário.açúcar e ter aberto um grande debate acerca do Nordeste agrário. Sentir saudade é reviver o curso em forma de aprendizado. resultado de uma experiência. o tempo que quisermos. adeptos do status quo. meus queridos formandos. agirá como um cordão umbilical que os manterá vivos e presentes. sobretudo. a presença de uma ausência. além do sentimento de pertença. A saudade nos faz refletir e. a noção de Turma e o próprio sentido que o Curso conferiu à vida de vocês. vocês deixam de ser Turma para ser Amanda. notadamente do espaço do curso. não é fraqueza de ânimo de encarar corajosamente o presente e mesmo o futuro. Como a estes autores acima citados que a “Saudade da Aula” sentida por vocês. . ao longo desses 2 anos. um sentimento rasteiro a que recorrem apenas os apaixonados ou os reacionários.. embora ausentes desse espaço. em ação social nunca lhes faltou a capacidade de encontrar na saudade estímulos para os seus arrojos de criação e para suas audácias de renovação.. desde há muito esperada.sem a saudade do tempo de sua meninice.

Mas a saudade. meus queridos formandos. mas que eternizarão em nossas vidas o brilho impregnado por cada um de vocês. Ela será para vocês o que vocês fizeram de si mesmos durante esse tempo. Sangra a partida. imprimindo e fortalecendo nossa incompletude. deixando um vazio. retalhando e fragmentado o que construímos em pouco tempo. sentir que parte da gente se vai. tolhendo a liberdade do encontro. não mente. desnuda-nos de afetividade. em nome da Saudade criadora e inovadora desejo a todos vocês um forte abraço cheio de Saudade. Ela não é mágica. a desenvolver a humanidade que vocês aprenderam. Portanto. É por isso que hoje vocês deixam de ser a Turma Concluinte para desempenhar o Ser de cada um de vocês. diferente de nós. A saudade é um bem particular carregado de sentido coletivo. Foram poucos anos de convívio. É difícil dar adeus. É chegada a hora da partida. da separação. só trará aquilo que cada um de vocês conseguiu dar a si mesmos ao longo desses anos. Muito obrigado! . A saudade.