FESP

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ . DISCIPLINA: TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO ASSUNTO: EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA ADMINISTRAÇÃO

A ADMINISTRAÇÃO NA ANTIGUIDADE

É difícil uma retrospectiva dos primeiros passos da Administração porque os registros privilegiaram as atividades fins. Mas sem dúvida, a administração esteve presente nas ações e obras realizadas na antiguidade.       5000 A . C. – Sumérios criaram a escrituração pública. 4000 A . C. – Egípcios já tinha noções de planejamento, organização e controle. 2600 A . C. - Egípcios aplicavam a descentralização. 1490 A . C. - Hebreus aplicavam o princípio escalar e da exceção. 1100 A . C. – Chineses aplicavam planejamento, organização, direção e controle. 350 A . C. – Gregos utilizavam os métodos e as cadências.

 Rei da Babilônia, Hamurabi, estudou a programação do trabalho, controle da produção, registros contábeis, seriação lógica das fases do trabalho (analisando os tempos e as tarefas) e estabeleceu um salário mínimo.  Os Egípcios realizaram grandes obras (Ex: Pirâmide de Kheops que contém 2.300.000 blocos de pedra pesando em média duas toneladas). As evidências são de que a organização dos egípcios era rígida.  O grande trabalho de Moisés com a preparação, organização e execução do êxodo, libertando-os da escravidão no Egito.  Na China, foi feito um catálogo de todos os servidores civis descrevendo as suas atribuições e deveres com rara meticulosidade. A ADMINISTRAÇÃO ATÉ A IDADE MÉDIA • • • • • • Império Romano foi a primeira grande experiência do homem de estruturar, dirigir e controlar um vasto território. Catão e Varrão – realizaram estudos sobre a administração rural romana que são passíveis de utilização até os dias de hoje. Sistema Feudal - tinha uma organização escalar, com diversos níveis de autoridades, do senhor ao servo. Adotou a descentralização dos níveis operacionais e a centralização da autoridade máxima. 900 – livros de administração de Alfarabi já falavam das qualidades de liderança. Século XV – Arsenal de Veneza - era o maior estabelecimento industrial da época. Segundo Henry Albers o seu sistema de produção antecipou as instalações modernas da indústria de produtos alimentícios e da montagem de automóveis. Nicolau Maquiável – analisou as características do homem como animal de rapina e enunciou os seus princípios de liderança e de poder que são utilizados atualmente em muitos empreendimentos.

Bom administrador sabe conduzir tanto os negócios públicos quanto os privados.) Filósofo Grego. ADMINISTRAÇÃO RENÉ DESCARTES (1596–1650) Filósofo e físico inglês JEAN-JACQUES ROUSSEAU (1712 – 1778) KARL MARX (1818–1883) e FRIEDRICH ENGELS (1820-1895) Filósofos 4. ela talvez não tenha paralelo em todo o campo da organização. da Ordem. Segundo James O . Ela aproveitou e aperfeiçoou toda a técnica administrativa que os romanos desenvolveram para fazer administração a distância. • Princípio da Análise da Decomposição. Teoria do Contrato Social: Estado surge de um acordo de vontades. . Criador da lógica. Vários princípios da moderna Administração. • Princípio da Síntese da Composição.–322 a. estão contidos nos Princípios Cartesianos. Roma. Democracia / Anarquia). Poder Político e o Estado – fruto da dominação econômica do homem pelo homem. Antecipou com suas experiências ao Princípio conhecido em Administração como “Princípio da prevalência do PRINCIPAL sobre o ACESSÓRIO”. etc.A INFLUÊNCIA DOS FILÓSOFOS SÓCRATES (470 a. Como exemplo de eficiência e de coordenação administrativa e departamental.C.–339 a. discípulo de Platão FRANCIS BACON (1561–1626) Filósofo e estadista inglês Administração – habilidade pessoal separada do conhecimento técnico e da experiência.C. C. a Igreja Católica constitui um dos exemplos mais destacados de aplicação e funcionamento de todos os princípios de organização”. Estudou a organização do Estado e abordou as formas de governo (Monarquia / Tirania. Empregou na sua organização. como os da Divisão de Trabalho. a hierarquia de autoridade.C. Hoje a Igreja Católica tem uma organização tão simples e eficiente que sua enorme organização mundial pode operar satisfatoriamente sob o comando de uma só pessoa. Aristocracia /Oligarquia. ♦ Método Cartesiano -> Princípios : -> Princípio da Dúvida Sistemática ou da Evidência. Mooney. Teoria da origem econômica do Estado.C. INFLUÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO DA IGREJA CATÓLICA => A Igreja Católica absorveu ao longo do tempo normas administrativas e princípios de organização pública das Instituições de Estado como Atenas. Manifesto comunista – história da humanidade sempre foi a história da luta de classes. A República – forma Democrática de Governo e Administração dos Negócios Públicos. o Papa. do Controle.C. o estado maior ( assessoria) e a coordenação funcional.. “entre todas as formas de atividades humanas.) Filósofo Grego.–347 a. etc. discípulo de Sócrates ARISTÓTELES ( 384 a. • Princípio da Enumeração ou da Verificação. Muitas organizações passaram a incorporar este modelo.) Filósofo Grego PLATÃO (429 a.

A origem da Riqueza das Nações reside na Divisão do Trabalho e na especialização das tarefas (estudo de tempos e movimentos de TAYLOR). 6. após segunda metade do século XIX. Organização.) . • General Carl Von Clausewitz (1780-1831) da Prússia defendia: Disciplina como requisito básico de toda organização. • Princípio da Unidade de Comando: cada subordinado só pode ter um superior. as ORGANIZAÇÕES MILITARES também exerceram grande influência no desenvolvimento das teorias da Administração. de grandes grupos econômicos (Du Pont. As decisões devem basear-se na Probabilidade e não apenas na Necessidade Lógica O administrador deve aceitar a incerteza e planejar de maneira a poder minimizar essa incerteza. • Pensamento dos Economistas Clássicos (ADAM SMITH – 1723-1790): “A mão invisível governa o mercado”. Toda organização deve ter um Planejamento onde: As decisões devem ser Científicas e não simplesmente Intuitiva. • Imperador Frederico II da Prússia – o Grande (1712-1786): criou Estado . • Planejamento e Controle Centralizados e Operações Descentralizadas. Organização e Estratégias Militares foram utilizadas como modelo para Organização e Estratégias Empresariais. CONSEQÜÊNCIAS DA LIVRE CONCORRÊNCIA: Surgimento.INFLUÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO MILITAR NO DESENVOLVIMENTO DAS TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO: Assim como os Filósofos e a Igreja. • Escala Hierárquica – escala de níveis de comando de acordo com o grau de autoridade e responsabilidade.Maior (staff) e o Comando (linha). etc. Rockfeller. separando o Planejamento da Execução. Morgan. 7. Papel do governo (além de garantir a lei e a ordem) => só deve intervir na economia quando não ocorrer “competição livre”. Ordem e Controle de Organização. Princípio de Direção: todos devem saber o objetivo da ação. Enfatizava a importância do Planejamento. • Organização Linear: origem – Exércitos da Antigüidade e da Época Medieval. e Pregava a Livre Concorrência. INFLUÊNCIA DOS ECONOMISTAS LIBERAIS => ADMINISTRAÇÃO Para muitos autores as IDÉIAS BÁSICAS DOS ECONOMISTAS CLÁSSICOS LIBERAIS foram os germes do PENSAMENTO ADMINISTRATIVO DA ATUALIDADE.

Aplicação da força motriz à industria ( máquina a vapor ). 8. Perda de influência do Liberalismo Econômico. Crescimento das populações urbanas. caixa e distribuição).Produção em escala => levou a concentração de maquinaria e mão-de-obra. A Revolução Industrial. tear hidráulico. Provocou grandes transformações nas oficinas (que se converteram em fábricas). EVOLUÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO SISTEMA CONTROLE SOBRE O PROCESSO DE TRABALHO ARTESANAL TRABALHADOR PUTTING-OUT TRABALHADOR SYSTEM FABRIL CAPITALISTA CONTROLE SOBRE VIGÊNCIA VIG O PRODUTO DO TRABALHO TRABALHADOR CAPITALISTA CAPITALISTA PRÉ. 9 . Máquinas com incrível superioridade sobre os processos manuais. A família e alguns parentes cuidavam de tudo (produção. Aperfeiçoamento da locomotiva a vapor. Aperfeiçoamento dos navios substituindo rodas propulsoras por hélices. AS EMPRESAS DA ÉPOCA: NÃO PRECISAVAM DE ADMINISTRADORES PROFISSIONAIS Pecuárias/mineradoras/indústrias têxteis/estradas de ferro/construtoras/caça e comércio de peles/bancos (incipientes). CONFLITOS SOCIAIS => Exploração da mão-de-obra /Padrão de vida /organização do trabalho (rotina) /taxa de mais valia. O artesão e sua pequena oficina desapareceu para dar lugar ao operário. Faziam parte de um contexto predominantemente rural que não conhecia a administração de empresas. Aceleramento dos transportes e das comunicações. tear mecânico e descaroçador de algodão. invenção do telégrafo elétrico (Morse ) e invenção do telefone. 1860-1914 – 2ª Revolução Industrial ou revolução do aço e da eletricidade. pode ser dividida em duas épocas bem distintas: 1780-1860 – 1ª Revolução Industrial ou revolução do carvão e do ferro. A 1ª Revolução Industrial pode ser dividida em quatro fases: Mecanização da Indústria e da agricultura ( máquina de fiar. com a invenção da máquina a vapor por James Watt. A INFLUÊNCIA DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL.) . venda. etc. às fábricas e usinas. que teve início em 1776.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL TRANSIÇÃO PARA A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL PÓS-REVOLUÇÃO INDUSTRIAL 10. compra. nas comunicações e na agricultura. O desenvolvimento do sistema fabril. . nos transportes.

Com a ampliação do mercado e a diversificação de produtos ( para enfrentar a concorrência) a estrutura funcional começou a emperrar. . As empresas na ânsia de dominar novos mercados aumentavam instalações e pessoal além do necessário. 6. . A 2ª Revolução Industrial apresenta as seguintes características: 1.ruptura das estruturas corporativas da Idade Média. Henry Ford inicia a produção do modelo T (1908). . As empresas que eram pequenas e familiares começaram a sofrer transformações. INFLUÊNCIA DOS PIONEIROS E EMPREENDEDORES. Dominação da indústria pelas inversões bancárias.Para reduzir os custos criaram a estrutura funcional => visando coordenar a fabricação. John D. invenção do motor de combustão interna (1873). Iniciou a engenharia de grandes construções . Transformações radicais nos transportes e nas comunicações (ampliação das ferrovias. aperfeiçoamento do pneumático. 3. Na década de 1880.Surge assim a empresa integrada e multidepartamental. desenvolvimento de novo processo de fabricação do aço (1856). 2. primeira experiência com o avião (Santos Dumont). engenharia. Swift e Armous formam o truste das conservas.substituição do tipo artesanal por um tipo industrial de produção. graças a fatores. . aperfeiçoamento do dínamo (1873). O crescente domínio da industria pela ciência. A substituição do vapor pela eletricidade. . No século XIX começaram a surgir grandes inovações e mudanças que deram condições para o surgimento das Teorias Administrativas. 11. 4. construção de automóveis na Alemanha. A Organização e a empresa modernas nasceram com a Revolução Industrial. possibilitando enorme ampliação dos mercados. proveniente de trustes e fusões de empresas. a Westinghouse e General Eletric dominavam o ramo de bens duráveis. Carnegie funda o truste do aço ( 1890 ). . A substituição do ferro pelo aço. Criaram estrutura de vendas (vendedores treinados -marketing) e implantaram a organização tipo funcional. Desenvolvimento de novas formas de organização capitalista (industrial e financeiro). O capitalismo industrial dá lugar ao capitalismo financeiro. Rochfeller funda a Standar Oil ( 1865 ). Transportes e comunicações ampliou o mercado consumidor. Acumulação de capital.avanço tecnológico. O desenvolvimento da maquinaria automática e um alto grau de especialização do trabalho. vendas e finanças. 5. Separação de propriedade e direção de empresa. tais como: . Implantação das ferrovias americanas: rápida urbanização e primeira estrutura organizacional parecida com o moderno organograma. Desenvolvimento de “Holding companies ’’.A chamada 2ª Revolução Industrial é provocada por três acontecimentos importantes.

. Steel Corporation. CHARLES FRANÇA Reconstrução da sociedade industrial “falida” pela constituição de FOURIER comunidades agroindustriais autogeridas.aumento da capacidade de investimento de capital. . dando condições para o aparecimento de empresas modernas. por não estarem organizadas adequadamente.rapidez na mudança tecnológica. de produtos e nos custos. Ex: U. criação de vila operária e escolas. Fatores que contribuíram para a procura de bases científicas para a melhoria da prática empresarial e ao surgimento da teoria administrativa: disseminação do conhecimento tecnológico ( aumento do número de empresas e concorrência em escala mundial. aplicação de sistema de avaliação de desempenho. exame e execução). . chamadas de Falanstérios. A administração. Estado como coordenador de todas as atividades industriais. SAINTFRANÇA Sociedade administrada por um sistema parlamentar de 3 câmaras SIMON (invenção.S. economistas. Na virada do século XX muitas grandes corporações sucumbiram. produção e distribuição) e integração horizontal ( grande número de pequenos produtores numa combinação horizontal) tudo sob o controle de uma holding. os pioneiros e empreendedores cederam lugar para os organizadores. por sua abrangência de . Conhecimento deve governar a (1760-1825 sociedade ( Cientistas e Filósofos ).o livre comércio. Sistema coletivo de livre (Séc. - ALGUNS PRECURSORES DA ADMINISTRAÇÃO TEÓRICO PAÍS DE PRINCIPAIS IDÉIAS ORIGEM MORELLY FRANÇA Fim da más leis. XVIII) associação e cooperação. ROBERT OWEN (1771-1857) LOUIS BLANC (1811-1882) INGLATERRA FRANÇA Redução da jornada de trabalho. Treinamento do trabalhador e Racionalização do trabalho. Fim da propriedade. Precursor do sindicalismo e do cooperativismo. Criação de oficinas naturais de trabalho. propôs que as fábricas fossem administradas pelos sindicatos. Precursor do cooperativismo. Entre 1890 e 1900 – ocorreram várias fusões de empresas visando a utilização racional das fábricas e redução de preços .- A integração vertical ( controle dos fornecedores. Com isto. CONCLUSÃO: A administração de hoje é o resultado da contribuição de numerosos precursores. estadistas e empresários que no decorrer dos tempos foram desenvolvendo e divulgando as suas obras e teorias. Trabalho fonte de prazer. físicos. (1772-1837) Trabalho adequado às características de cada um. como os filósofos.

atuação. Sociologia. etc. Biologia. . Psicologia.. Economia. Matemática. utiliza-se de conceitos de quase todas as ciências tais como Estatística.