P. 1
Movimentos Sociais No Brasil

Movimentos Sociais No Brasil

|Views: 224|Likes:
Publicado por125gui

More info:

Published by: 125gui on Aug 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/02/2014

pdf

text

original

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, também conhecido pela sigla MST, é um movimento social brasileiro de inspiração marxista cujo objetivo é a implantação da reforma agrária no Brasil. Teve origem na aglutinação de movimentos que faziam oposição ou estavam desgostosos com o modelo de reforma agrária imposto pelo regime militar, principalmente na década de 1970, o qual priorizava a colonização de terras devolutas em regiões remotas, com objetivo de exportação de excedentes populacionais e integração estratégica. Contrariamente a este modelo, o MST declara buscar a redistribuição das terras improdutivas. Uma das atividades do grupo consiste na ocupação de terras improdutivas como forma de pressão pela reforma agrária, mas também há reivindicação quanto a empréstimos e ajuda para que realmente possam produzir nessas terras. Para o MST, é muito importante que as famílias possam ter escolas próximas ao assentamento, de maneira que as crianças não precisem ir à cidade e, desta forma, fixar as famílias no campo. A organização não tem registro legal por ser um movimento social e, portanto, não é obrigada a prestar contas a nenhum órgão de governo, como qualquer movimento social ou associação de moradores.

Movimento dos Trabalhadores Sem Teto - MTST
O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) surgiu em 1997 da necessidade de organizar a reforma urbana e garantir moradia e a todos os cidadãos. Está organizado nos municípios do Rio de Janeiro, Campinas e São Paulo. É um movimento de caráter social, político e sindical. Em 1997, o MST fez uma avaliação interna em que reconheceu que seria necessária uma atuação na cidade além de sua atuação no campo. Dessa constatação, duas opções de luta se abriram: trabalho e moradia. Estão em quase todas as metrópoles do País. São desdobramentos urbanos do MST, com um comando descentralizado. As formas de atuação variam de um movimento para outro. Em geral, as ocupações não têm motivação política, apenas apoio informal de filiados a partidos de esquerda. O objetivo das ocupações é pressionar o poder público a criar programas de moradia e dar à população de baixa renda acesso a financiamentos para a compra de imóveis. Atualmente, o MTST é autônomo em relação ao MST, mas tem uma aliança estratégica com esse.

Muita gente não associada à contracultura considerava os cabelos compridos uma ofensa. a qual criticava o uso de armas nucleares. em parte por causa da . o militarismo. uma das bandeiras do I Fórum Social Mundial. As questões ambientais. as corporações industriais. e a emancipação sexual eram idéias respeitadas recorrentemente por estas comunidades. É um espaço internacional para a reflexão e organização de todos os que se contrapõem à globalização neoliberal e estão construindo alternativas para favorecer o desenvolvimento humano e buscar a superação da dominação dos mercados em cada país e nas relações internacionais. muitos jovens passaram a contestar a sociedade e a pôr em causa os valores tradicionais e o poder militar e econômico. o capitalismo. A luta por um mundo sem excluídos. embora o movimento tenha tido muita força em países como o Brasil somente na década de 70. Uma das frases ideomáticas associada a este movimento foi a célebre máxima "Paz e Amor" que precedeu á expressão "Ban the Bomb" . resistência que culmina em nossos dias com o movimento irmanando milhões de cidadãos e não-cidadãos do mundo inteiro contra as conseqüências da mundialização do capital. hippie) eram parte do que se convencionou chamar movimento de contracultura dos anos 60 tendo relativa queda de popularidade nos anos 70 nos EUA. e/ou as religiões das culturas nativas norteamericanas e estavam em desacordo com valores tradicionais da classe média am ericana e das economias capitalistas e totalitárias. Nos anos 60. Seu slogan é Um outro mundo é possível. patrocinada por organismos multilaterais como o Fundo Monetário Internacional (FMI). bem como todas as guerras. Eles enxergavam o patriarcalismo. a prática de nudismo. Esses movimentos de contestação iniciaram-se nos EUA. Adotavam um modo de vida comunitário. Movimento Hippie Os "hippies" (no singular. Como grupo.Fórum Social Mundial . o Banco Mundial (BM) e a Organização Mundial do Comércio (OMC). o poder governamental. tem suas raízes fixadas na resistência histórica dos povos contra todo o gênero de opressão em todos os tempos. entre outros. e que não tinha legitimidade. abraçavam aspectos de religiões como o budismo. hinduismo. o autoritarismo e os valores sociais tradicionais como parte de uma "instituição" única. tendendo a uma espécie de socialismoanarquista ou estilo de vida nômade e à vida em comunhão com a natureza. negavam o nacionalismo e a Guerra do Vietnã. com objetivo de elaborar alternativas para uma transformação social global. usam cabelos e barbas mais compridos do que era considerado "elegante" na época do seu surgimento.FSM O Fórum Social Mundial (FSM) é um evento altermundialista organizado por movimentos sociais de diversos continentes. impulsionados por músicos e artistas em geral. Os hippies defendiam o amor livre e a não-violência. os hippies tendem a viver em comunidades coletivistas ou de forma nômade. vivendo e produzindo independentemente dos mercados formais. a massificação.

a histórica resistência da União Nacional dos Estudantes (UNE). pela proteção de mulheres e garotas contra a violência doméstica. nos primórdios desse movimento. todas preocupadas com as questões relacionadas às diferenças entre os gêneros. e todas as outras formas de discriminação. a história do feminismo pode ser dividida em três "ondas". . dada a origem dos sujeitos envolvidos. que. direitos ao voto). A teoria feminista surgiu destes movimentos femininos. A primeira teria ocorrido no século XIX e início do século XX. Sua ação histórica e sociológica tem sido a de absorver e radicalizar tais tensões. Envolve diversos movimentos. Movimento Estudantil O movimento estudantil. direitos de propriedade. no Brasil. a história feminista e a crítica literária feminista. sob a conjuntura da ditadura militar. em sua maioria. às vezes por acharem "anti-higiênicos" ou os considerarem "coisa de mulher". esse movimento inicia um processo de reorganização.atitude iconoclasta dos hippies. De acordo com Maggie Humm e Rebecca Walker. é um movimento de caráter social e de massa. como entidade representativa dos estudantes. como a única força não institucionalizada de oposição política. teorias e filosofias. é exemplar. a segunda nas décadas de 1960 e 1970.já que o corpo discente se renova periodicamente nas instituições de ensino. Sua grande capacidade de organização e arregimentação foi capaz de colocar cem mil pessoas na rua. embora não seja considerado um movimento popular. Em 1967. e a terceira teria ido da década de 1990 até a atualidade. É a expressão política das tensões que permeiam o sistema dependente como um todo e não apenas a expressão ideológica de uma classe ou visão de mundo. e se manifesta em diversas disciplinas como a geografia feminista. quando da passeata dos cem mil. pertenciam. a chamada classe pequeno burguesa. A história mostra como esse movimento constitui força auxiliar do processo de transformação social ao polarizar as tensões que se desencadearam no núcleo do sistema dependente. O movimento estudantil é um movimento social da área da educação. Caracteriza-se por ser um movimento policlassista e constantemente renovado . pelos direitos ao aborto e pelos direitos reprodutivos (incluindo o acesso à contracepção e a cuidados pré-natais de qualidade). Ademais. filosófico e político que tem como meta os direitos iguais e a proteção legal às mulheres. incluindo a licença-maternidade e salários iguais. pelos direitos trabalhistas. e advogam a igualdade para homens e mulheres e a campanha pelos direitos das mulheres e seus interesses. em 1968. Movimento Feminista O Feminismo é um discurso intelectual. no qual os sujeitos são os próprios estudantes. pelo direito da mulher à sua autonomia e à integridade de seu corpo. o assédio sexual e o estupro. O movimento estudantil é o produto social e a expressão política das tensões latentes e difusas na sociedade. As ativistas femininas fizeram campanhas pelos direitos legais das mulheres (direitos de contrato.

além de causarem prejuízos econômicos. no Rio de Janeiro e São Paulo. Visto que os escravos eram tratados como propriedade privada. . fugas e insurreições. até a Abolição da Escravatura em 1888. estes movimentos eram quase sempre clandestinos e de caráter radical. particularmente aqueles surgidos a partir da redemocratização pós-Segunda Guerra Mundial. ameaçavam a ordem vigente e tornavam-se objeto de violenta repressão não somente por parte da classe senhorial. mas também do próprio Estado e seus agentes. Contudo. posto que seu principal objetivo era a libertação dos negros cativos. Movimentos sociais expressivos envolvendo grupos negros perpassam toda a História do Brasil.Movimento Negro Movimento Negro (ou MN) é o nome genérico dado ao conjunto dos diversos movimentos sociais afro-brasileiros.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->