Você está na página 1de 3

1

“LADO A” Batacorê Ogum ! Ogunhê ! Ele pede ao sol e a lua, paranga,


Para lhe ajudar. (bis)
1-a) CHAMADA DE OGUM Ogum Dilê é de um amor a cina, Se a sua coroa é mariô. (bis)
b) PISA NA LINHA DE UMBANDA É um batatara no gongá auê, Diz Ogum é tati é tati,
c) PISA NO REINO Ó CANGIRA Ele é um santuara auê. (bis) Coroa de ouro é mariô. (bis)

Batacorê Ogum ! Ogunhê ! A Ogum Dê, Ogum é táta no arerê. 7-a) POPOLOGUNDÊ
A Ogum Dê, Ogum é táta no arerê, b) OGUM DAKE
Pedimos licença a Zambi, Ogum Dê ! (bis) c) OGUM MEGÊ
A Oxum, Iemanjá,
Para abrir nossos trabalhos, 4-a) OGUM ROMPE NUVENS Ogunhê ! Ogunhê ! Saravá Ogum !
Com a bandeira de Oxalá. (bis) b) OGUM TIBIRI
c) LOUVAÇÃO A OGUM Auê, auê, auê só Popologundê. (bis)
Saravá Ogum, Popologundê, Popologundê. (bis)
Saravá gongá. (bis) Ogunhê ! Ogunhê ! Ogum daquela, daqueleiaô,
Ogum daquela, daqueleiaê. (bis)
Saravá seu Sete Ondas, Laiá, laia, laia, laia, laia, la, la, laia, Serfo, serfo Ogum ô,
Ele é Rei é Orixá. La, laia, laia, laia, la, la, laia, laia, Vá Ogum Megê, Ogum Megê, Ogum
Saravá as Almas, Quando os clarins tocaram, Megê. (bis)
Saravá gongá. (bis) La, laia, laia, sua abadão tombou. (bis)
Ele é seu Rompe Nuvens, 8-a) OGUM VAI AO LÓ
Pisa na linha de Umbanda, Ele venceu a guerra nos campos de b) É MADRUGADA
Que eu quero ver, Humaitá. c) SEU CAVALO SELEI
Ogum Sete Ondas, La, laia, laia, laia, laia, la , la, la, laia. d) IMAGEM DE OGUM
Pisa na linha de Umbanda, (bis)
Que eu quero ver, Ogunhê ! Abenção meu Pai !
Ogum Beira Mar. Ogum, Ogum, Ogum é Timbiri,
Pisa na linha de Umbanda, Lá na mata eu vi. (bis) Mandei selar seu cavalo,
Que eu quero ver, Seu Sete Ondas, Para Ogum viajar. (bis)
Ogum Iara, Ogum Megê. Quando vem lá de Aruanda, Vai pra terra de Nossa Senhora da
Seu Cangira de Umbanda auê. Trazendo pemba pra salvar filho de Glória,
Umbanda, Ele vai, mas torna a voltar. (bis)
Pisa na linha de Umbanda, O Japonês,
Que eu quero ver, O Japonês olha as ondas do mar, É madrugada fatiada a rum,
Ogum Sete Ondas, O Japonês, Toca a alvorada,
Pisa na linha de Umbanda, Olha as ondas do mar. (bis) Que aí vai Ogum. (bis)
Que eu quero ver, O bendito louvado seja, Seu Ogum Sete Ondas,
Ogum Beira Mar. Saravá Umbanda, Saravá Ogum, Abenção meu Pai,
Pisa na linha de Umbanda, E já venceu demanda, Quem é filho de Ogum,
Que eu quero ver, Seu Ogum tocou clarim. (bis) Roda, balança e não cai. (bis)
Ogum Iara, Ogum Megê. E já venceu demanda e já tocou clarim,
E já venceu demanda, Selei, selei, seu cavalo selei. (bis)
Ora pisa no reino ó Cangira, Seu Ogum tocou clarim. Olha Ogum já vai embora,
Ora pisa no reino ó Cangira, Seu cavalo eu selei. (bis)
Ora pisa no reino ó Cangira, 5-a) OGUM DA GUIA
Táta de Umbanda ó Cangira. (bis) b) DEIXA A GIRA GIRAR “LADO B”
c) VENCEDOR DE DEMANDA
Ogunhê ! Salve seu Ogum ! 1) SÃO MIGUEL PONTO DE
Ogunhê ! Saravá Ogum ! CHAMADA
2-a) OGUM É PAI DE TODOS (Wanderley Martins)
b) LOUVAÇÃO A OGUM BEIRA MAR Quem me dera Ogum,
c) OGUM SETE ONDAS Para ser meu guia. (bis) Salve abertura dos trabalhos !
Mas ele é praça de cavalaria, Salve São Miguel !
Ogunhê ! Batacorê Ogum ! É Ordenança da Virgem Maria. (bis)
São Miguel, São Miguel,
Ogum é pai de todos, Ogum é praça de cavalaria, São Miguel está chamando. (bis)
É pai de todos, é Rei de Umbanda Ele é capitão é o maior do dia. (bis)
Quem quer Ogum a Sereia, Dai-me força oi São Miguel,
Ele dá, ele dá, ele dá. Ogum venceu a guerra, Oi pra chamar os Caboclos da
Ogum guerreou, Ogum saravou, Nos campos de Humaitá. (bis) Umbanda. (bis)
Quem quer Ogum, a de mi chorô !
Quem quer Ogum, a de mi chorô ! Cangira deixa a gira gire, 2) PONTO CABOCLO VENTANIA
Quem quer Ogum, a de mi chorô ! (bis) Cangira deixa a gira girar. (bis) (Isaura da Bahia)
Saravá Xangô ! Kaô !
Beira Mar, Beira Mar, Nos campos de Humaitá, Saravá Seu Ventania !
É Sentinela da Oxum, Ogum guerreou e venceu. (bis)
É Remador de Iemanjá. (bis) Eu sou Ventania de Umbanda, de
Suas divisas de general, Umbanda,
É cavaleiro, ele é guerreiro, Foi São José e Maria quem lhe deu. Eu sou filho redentor. (bis)
É Ordenança de Oxalá, (bis) Mas quando eu chego da Aruanda,
Ogum “despotelo odé” É para Saravá com licença de Oxalá.
Ogum Beira Mar. 6-a) OGUM OIÁ Mas quando eu chego da Aruanda,
b) OGUM GUERREIRO É pra Saravá com licença de Xangô.
No céu nasceu uma estrela, c) COROA DE OURO (bis)
Que clareia a terra e o mar. (bis)
Ogunhê ! Batacorê Ogum ! 3) SAUDAÇÃO À SÃO JORGE E
Salve Ogum Sete Ondas ! OGUM DA RONDA
Salve Ogum Beira Mar ! (bis) Ogum Oiá, (Isaura da Bahia)
Ogum Oiá é de menê. (bis)
3-a) LOUVAÇÃO A OGUM DILÊ Batacuri é de menê. Saravá Ogum ! Ogunhê meu Pai !
b) OGUM DÊ
Ogum guerreiro de Umbanda, Eu venho de alta cidade,
Seu ponto veio afirmar. (bis) Venho saudar a Terreira de Umbanda,
Av. do Riacho, 2.159 Tel. 0**51 664-2914 – Bairro Getúlio Vargas – TORRES – RS
Home Page: www.oyaigbale.hpg.com.br E-mail: oyaigbale@ieg.com.br
2
Estou saudando São Jorge Guerreiro, Não vejo terra, só vejo é mar,
E a Aldeia de Ogum da Ronda. (bis) Só vejo a sereia cantar. (bis) Saravá Caboclo Pedra Preta ! Okê
Caboclo !
4) SAUDAÇÃO À IEMANJÁ 10) PONTO DE OGUM DE RONDA Saravá Cacique da Pedra Preta ! Okê
(Domingos dos Santos) (Wanderley Martins) Caboclo !

Saravá Iemanjá ! O Doía ! Saravá Ogum de Ronda ! Ogunhê meu Caboclo da Pedra Preta,
Salve a Sereia do mar ! Pai ! Ele gosta de ver tinir,
Quem não gosta de Umbanda,
Vamos Saravá Mãe Iemanjá, Ogum de Ronda, salve Ogum de O que vem fazer aqui. (bis)
Vamos todo mundo, Ronda,
Jogar flores no mar. Salve Ogum de Ronda que acaba de Auê, auê, Caboclo,
É do mar, é do mar, é do mar, chegar, Auê, auê, eu quero ver,
Minha Mãe Sereia, Ogum de Ronda ele é guerreiro, Auê, auê Caboclo,
Papai risca ponto na pedra, Chegou neste terreiro pra seus filhos Trabalha que eu quero ver. (bis)
Mamãe risca ponto na areia. (bis) ajudar.
14) PONTO DE ENCERRAMENTO
5) PONTO DE ROMARIA (Rei Ogum de Ronda em seu cavalo (São Sebastião)
Corimbatá) branco, (Isaura da Bahia)
(Isaura da Bahia) Ele corre nas Campinas, do nosso Pai
Oxalá, Salve São Sebastião ! Salve !
Saravá Rei Corimbatá ! Salve ! Quando ele vem, vem disposto a Salve São João ! Salve !
ajudar, Salve Encerramento ! Salve !
Deus na frente paz na guia, Os seus filhos de Umbanda que estão
Ó Virgem Santa Maria. (bis) a lhe esperar. Vou fechar o meu terreiro,
Vou ver Sebastião,
Ele é o Rei Corimbatá, 11) FESTA DE ODÉ Com a licença de Deus,
Cigano da Romaria. (bis) (Wanderley Martins) Meu Padrinho é São João. (bis)

6) SAUDAÇÃO OXUM, IANSÃ E NANÃ Saravá Oxósse ! Oke Oxósse ! 15) TOQUE PRÁ SAÍDA DE YAÔ EM 3
(Isaura da Bahia) TEMPOS
Caboclinha da Jurema onde é que
Saravá Mamãe Oxum ! Aieiê Mamãe você vai ? 01-AGÔ, AGÔ, AGÔ.
Oxum ! Vou a festa de Odé no Terreiro do meu
Saravá Iansã ! Eparrê Iansã ! Pai ! (bis) Agô, agô, agô, agô,
Saravá Nanã ! Saluba Nanã ! Agô meu pai,
Na Aruanda ê, na Aruandá, No Terreiro de Umbanda,
Oi viva Oxum, Iansã e Nanã, Na Aruanda ê, Caboclinha de fé na Quem tem fé não cai. (bis)
Mamãe Sereia viemos louvar. (bis) Aruandá. (bis)
Só balança quem é filho de fé,
Oi me leva pras ondas grandes, Vai ter doce pras crianças, Quem não tem fé,
Eu quero ver a Sereia nadar, Batuque pros Orixás, Não balança mais,
Eu quero caboclinho na areia, Vai ter flor pra Iansã, Por isso é que eu peço ago,
Ai vamos brincar com Iemanjá. Perfume pra Iemanjá. Ago, ago, ago meu pai.

Aruê,ê,ê,ê,ê, aruê Mamãe é dona mar. Na Aruanda ê, na Aruandá, 02- ZÂMBI AJUDA
(bis) Na Aruanda ê, Caboclinha de fé na
Aruandá. (bis) Ajude, ajude, vamos ajudar,
7) PONTO CABOCLO SAMAMBAIA Zâmbi ajuda quem ajuda,
(Isaura da Bahia) Depois vou a cachoeira, O seu mano a caminhar. (bis)
Saravá Caboclo Samambaia ! Okê Visitar Mamãe Oxum,
Caboclo ! E depois cantar meu ponto, Cabocla, Ajuda não é só dinheiro,
Pro meu Pai Ogum Que se pode dar com a mão,
Quando tempo que eu não bambeio, Na Aruanda ê, na Aruandá, Ajuda traz amizade,
Hoje eu vim pra trabalhar. (bis) Na Aruanda ê, Caboclinha de fé na Porque vem do coração.
Aruandá. (bis)
Sou Caboclo Samambaia, Ajude, ajude, vamos ajudar,
Vim aqui pra trabalhar. (bis) 12) DEUS LHE PAGUE (Ponto Zâmbi ajuda quem ajuda,
Sou Caboclo Samambaia, Boiadeiro) O seu mano a caminhar. (bis)
Vim aqui pra Saravár. (bis) (Wanderley Martins)
Ajuda ao seu amigo,
8) SAUDAÇÃO À SENHORA Saravá subida de Boideiro ! Xetuá ! Seu vizinho, seu irmão,
SANTANA Ajuda seu inimigo,
(Isaura da Bahia) Ó Deus lhe pague Babá, ó Deus lhe Se ele lhe estender a mão.
pague,
Saravá Mãe Santana ! Salve ! Ó Deus lhe pague pela hospitalidade. Ajude, ajude, vamos ajudar,
(bis) Zâmbi ajuda quem ajuda,
Senhora Santana, Ó Deus lhe pague Cambono, ó Deus O seu mano a caminhar. (bis)
Quando andou no mundo. (bis) lhe pague,
Ó Deus lhe pague pela hospitalidade. Ajuda é um conselho,
Ela cruzou a terra, (bis) Na hora da indecisão,
E abençoou o mundo. (bis) Ó Deus lhe pague Ogã, ó Deus lhe Ajuda é um consolo,
pague, Num momento de aflição.
9) PONTO DE MARINHEIRO Ó Deus lhe pague pela hospitalidade.
(Domingos dos Santos) (bis) Ajude, ajude, vamos ajudar,
Ó Deus lhe pague Casa Santa, ó Deus Zâmbi ajuda quem ajuda,
Salve seu Marinheiro ! Salve ! lhe pague, O seu mano a caminhar. (bis)
Ó Deus lhe pague pela hospitalidade.
Ó meu Deus, mas como é triste, (bis) Zâmbi lhe deu uma vida,
Ser Marinheiro nas ondas do mar. (b is) Para outra preparar,
13) PONTO DO CABOCLO PEDRA Nada vale a sua vida,
E na proa do meu navio, PRETA Se você não ajudar.
Só vejo a sereia cantar, (Wanderley Martins)
Av. do Riacho, 2.159 Tel. 0**51 664-2914 – Bairro Getúlio Vargas – TORRES – RS
Home Page: www.oyaigbale.hpg.com.br E-mail: oyaigbale@ieg.com.br
3
Ajude, ajude, vamos ajudar,
Zâmbi ajuda quem ajuda,
O seu mano a caminhar. (bis)

Se você não dá ajuda,


Está só na multidão,
É planta que não dá muda,
É folha seca no chão.

Ajude, ajude, vamos ajudar,


Zâmbi ajuda quem ajuda,
O seu mano a caminhar. (bis)

Av. do Riacho, 2.159 Tel. 0**51 664-2914 – Bairro Getúlio Vargas – TORRES – RS
Home Page: www.oyaigbale.hpg.com.br E-mail: oyaigbale@ieg.com.br