infografia

PASSO-A-PASSO
ORGANIZADO POR MÁRIO KANNO

http:// kanno-infografia. blogspot.com/

http://kanno-infografia.blogspot.com/

infografia
QUANDO FAZER UMA
POR QUE FAZER
Infográficos servem para transmitir informações de maneira visual : • O texto não é a coisa mais importante no jornal, nem a foto, nem os gráficos. O mais importante é o leitor: se a história não prende a atenção do leitor, ou ele não entende, é uma perda de tempo…pelo menos para o leitor • Algumas histórias podem ser melhor contadas de maneira visual do que com uma foto, ou um texto corrido. É aí que entram os infográficos: para sintetizar informações de maneira visual ajudando o leitor a entender ou descobrir um novo assunto • Infográficos também são úteis para dar mais dinamismo na leitura e, por que não, beleza nas páginas

• Infográficos precisam justificar sua existência. Eles não são apenas um jeito de melhorar uma página “cinza” ou cobrir a falta de uma foto

1

DICAS DE TEXTO PARA INFOGRAFIA
TÍTULOS

Use palavras que ajudem a focar a parte gráfica:

QUANDO FAZER
Para saber se sua história precisa de um infográfico considere esse pontos: • Como você contaria rapidamente sua história para um colega ou um editor? Ficaria mais fácil se você tivesse um gráfico, um esquema ou mapa para ajudar a explicar? • Palavras como pesquisa, aumento/queda, lugar, porcentagem, seqüência, pontos chave, personagens, esquema, etc. são sinais de que o texto pede um infográfico • Imagens que são impossíveis de fotografar, como o funacionmento de um prédio, problemas de saúde, questões científicas, etc. são perfeitas para desenvolver boas infografias

O QUE MOSTRAR
Se você tentar mostrar tudo, é provável que o leitor não entenda nada: • Use apenas as informações que realmente interessam: a imagem mais forte, os números mais relevantes, textos curtos e didáticos • Sempre que possível procure detalhes e/ou comparações que podem esclarecer o leitor e ser a porta de entrada para a arte. O trem de pouso do avião não funcionou? Como deveria funcionar? • Imagine como o leitor pensaria: “Qual é a novidade?”; “Do que esse infográfico está falando?”; “Por que eu devo ler isso?”; “Por onde eu vou começar a ler esse gráfico?”

COMO MOSTRAR
Considere a natureza da informação você quer transmitir: • TABELAS: são comparativas.Mostram hierarquias, categorizam, relacionam informações • DIAGRAMAS: mostram seqüências, processos, como funciona, passo a passo • MAPAS: dão a dimensão espacial. Devem ser usados sempre quando a geografia é um fator importante • LINHAS DO TEMPO: seqüência onde o fator cronológico é importante. Fotos são importantes • GRÁFICOS: organizam visualmente as grandezas mostrando crescimento ou queda, proporção, porcentagens etc.

• IMAGEM: Escollha qual forma ou imagem o leitor irá ver primeiro e tenha certeza que o título seja coerente. Se a sua arte vai mostra um trem, você ajuda os leitores se “trem” ou “ferrovia” estiverem no título • SEJA CLARO: É melhor ir direto ao assunto do que fazer o leitor quebrar a cabeça. Bons títulos podem brincar com palavras ou títulos de filme, etc. mas sem perder a clareza • INTERPRETE OS DADOS: Se apresenta um grande número de informações use um título que ajude o leitor a entender do que se trata. Ele não vai ter que checar um monte de números sem saber o que eles querem mostrar

TEXTOS

Escrever para arte é muito diferente de escrever um texto normal:
• Os texto devem ser curtos e objetivos. A idéia é que a arte seja uma leitura mais rápida. Senão, faça uma retranca com fotos, o leitor agradece • Agrupe as informações similares sob um mesmo subtítulo. Isso ajuda o leitor a ir direto onde interessa • Se tiver vários blocos de texto é melhor que eles sejam do mesmo tamanho. Fica mais fácil de deixar a arte bonita • Evite palavras longas: respectivamente, principalmente, etc. Elas podem ocupar a linha toda • Revise o texto ANTES de passar para a arte. Isso poupa um bocado de trabalho

Por Mário Kanno, baseado em textos de Monica Moses, Poynter Institute, e

http://kanno-infografia.blogspot.com/

infografia
COMO PRODUZIR UMA BOA
A IDÉIA
Nenhuma idéia é tão estúpida que não possa ser levada em conta • Discuta suas idéias: aquelas que a primeira vista não parecem muito brilhantes podem converter-se em caminhos para outras idéias melhores • Quando está buscando “idéias gráficas” faça as seguintes perguntas: - A idéia acrescenta, reforça e/ou facilita a visualização do assunto principal? - A imagem escolhida simplifica ou complica a compreensão? - A idéia faz o conteúdo da história mais relevante ou atraente? - Há informação suficiente para sustentar essa idéia?

• O texto não fica mais interessante quando há detalhes que complementam a narrativa? Isso funciona também para os infos, os detalhes enriquecem a história

2

PLANEJAMENTO
Quanto mais planejar melhor será o resultado final do infográfico • O planejamento detalhado permite que o artista e os editores possam visualizar todo o projeto de maneira mais efetiva, antecipando erros e pensando na página como um todo • Dicas - Comece o mais rápido possível - Reúna editores, artistas e fotógrafos que estarão envolvidos - Discuta o conteúdo e o enfoque do projeto - Decida qual tipo de tratamento visual funcionará melhor - Estabeleça etapas e um cronograma de trabalho

INVESTIGAÇÃO
Conseguir informação não é apenas tarefa para os repórteres • Repórteres e editores muitas vezes se queixam de ter de buscar informações sozinhos. Um bom infografista deve compartilhar essa tarefa • Em alguns casos, o infografista deve ser capaz de conseguir toda a informação, inclusive o texto • Dicas - Pesquise em fontes confiáveis - Busque informações na internet (texto e imagem) - Tire fotos - Consiga a maior quantidade de informações possível. Talvez você não use tudo, mas deve tê-las à disposição

O CONTEÚDO
Simplifique. Os infos muitas vezes têm dados em excesso ou desnecessários • Infografistas e editores devem trabalhar em conjunto sem deixar que seus egos atrapalhem. Se alguma coisa não está visualmente clara ou se a leitura está difícil, o repórter deve dizer ao infografista. Da mesma maneira, se for preciso diminuir o texto ou criar intertítulos, o repórter não precisa se ofender • Dicas - Qual o objetivo dessa infografia? - O que o leitor precisa saber está claro? - Se tiver dúvida, tire um print e peça para uma terceira pessoa ler e opinar

EDIÇÃO DE TEXTO
Não espere até o último minuto para que revisem e editem o infográfico • Corrigir um info é muito mais demorado do corrigir o texto, por isso, quando estiver em um projeto, trate de escrever e editar o texto do infográfico o quanto antes • Quando a infografia estiver pronta, envie uma versão às fontes para que elas possam checá-la. Não tenha medo de incomodar de novo se for necessário para que tudo esteja correto • Agrupe informações similares em blocos com subtítulos • Perca tempo com os títulos e subtítulos. Eles devem conduzir a leitura de forma clara e objetiva

O INFO NA PÁGINA
Pense antes na página inteira. O info vai competir com outras imagens? • Um infográfico bem desenhado não faz uma página melhor ou vice-versa. No entanto, o inverso é verdadeiro. Uma página mal resolvida pode estragar um infográfico bom e vice-versa • Infografia acompanhada de fotos requer um desenho de página que estabeleça uma hierarquia visual • O tamanho do info deve ser decidido o quanto antes. Baseie a decisão no conteúdo, privilegiando o info, a foto ou o texto da reportagem • O conteúdo visual da página como um todo é a prioridade número um

Por Jeff Goertzen, diretor de infografia da SND e infografista do diário St. Petersburg Times (Estados Unidos) – Traduzido e adptado por Mário Kanno

http://kanno-infografia.blogspot.com/

infografia
COMO ESCOLHER A MELHOR
PÁGINAS MAIS FOTOGRÁFICAS
Nas coberturas “quentes” a imagem fotográfica é mais importante, enquanto registro da notícia, do que o infografico

• Na maioria das vezes, o info não é um fim em si mesmo, mas parte de uma página ou de uma reportagem. Leve isso em conta para criar um hierarquia visual que conquiste o leitor

3

MAIS ILUSTRATIVAS
Ilustração planejada, interagindo com os gráficos e textos, permite interpretar e direcionar a leitura dos dados

PÁGINAS MAIS INFOGRÁFICAS
A infografia merece maior investimento quando o dado técnico, histórico ou científico precisa ser explicado

MAPAS
• Sua função básica é responder: onde? Podem ainda mostrar diferenças regionais, trajetos etc. Com fotos ou ilustrações seguram qualquer página
LOCALIZAÇÃO ESTATÍSTICO (onde está a (comparações notícia) geográficas)

ARTE-TEXTO
• Tem esse nome por que, quase sempre, o texto ocupa a maior parte do espaço gráfico. Use para ressaltar pontos importantes da matéria. São ótimo material de apoio para reportagens com boas fotos e, em especial, serviços ao leitor, como, “O que abre e o que fecha no feriado”
RESUMO/ LISTA/CRONO/ FRASES (destaques úteis na leitura) PERGUNTAS/ SOBE-DESCE ETC. (causas e ou efeitos) ORGANO/ TABELA FLUXOGRAMA (comparação (hierarquia/ de dados) sequência)

GRÁFICOS
• Através dos gráficos o leitor pode ter uma representação visual de maior ou menor, queda ou alta e porcentagens, comparando de imediato as grandezas em questão
LINHA (evolução de valor no tempo) BARRA (comparação ou evolução de valor) QUEIJO (distribuição dos valores no todo)

VISUAIS
• Nesse tipo de infográfico, a imagem é a informação mais importante. A parte difícil e que nem sempre a imagem visual está clara, pronta. Precisa de uma pauta bem objetiva e de mais tempo para pesquisa, produção e acabamento
PÔSTER VISUAL (por dentro de um assunto) TUDO SOBRE (grande número de informações) DIAGRAMAS ILUSTRADOS (passo a passo)

DICAS
1º Na maioria dos casos, a base do mapa já está disponível e pode ser produzida antes das informações mais quentes 2º Prédios, monumentos e tudo mais que ajude a dar vida ao gráfico e referências ao leitor são bem-vindas
Por Mário Kanno

DICAS
1º Escreva o mínimo necessário 2º Leia tudo e corte pela metade 3º Evite palavras longas (consequentemente, exemplificando). Elas podem ocupam uma linha inteira 4º Use intertítulos para agrupar 5º Se a matéria não tem foto vale a pena considerar uma ilustração METÁFORAS Números são frios, você pode esquentálos usando metáforas que, bem ilustradas, representem melhor o espírito da notícia. Exemplo: “Naufrágio da balança comercial”

DICAS
1º Escolha um gráfico principal. Faça os outros menores criando uma hierarquia de leitura 2º Localize nos gráficos os números ou datas importantes como mudanças de governo 3º Prefira verbo nos títulos. Ao invés de “A evolução da dólar” use “O dólar sobe” 4º É bom tem muitos números na hora de pensar o gráfico, mas não caia na tentação de publicar todos eles para não confundir o leitor

DICAS
1º A escolha da imagem principal é fundamental. É importante que repórter e infografistas discutam até chegar à imagem melhor represente o foco da reportagem 3º É preciso levantar a maior quantidade de informação possível, mas não para publicar, e sim para escolher quais são realmente relevantes 4º Um ou mais detalhes da imagem principal ampliados e explicados são como cerejas no bolo

http://kanno-infografia.blogspot.com/

infografia
EXERCÍCIOS
À MÃO LIVRE MAPAS
Onde fica o prédio onde você está agora? Faça um mapa Considere depois de feito: 1. Outra pessoa poderia chegar até este local se orientando apenas pelo seu mapa? 2. Há referências de locais que ilustrem e facilitem a localização? 3. É possível para alguém de fora da cidade ter uma noção das distâncias, o mapa tem uma escala em metros? 4. Onde fica o Norte? Por que o mapa foi desenhado nesta orientação e não de ponta-cabeça?

• Infográficos precisam justificar sua existência. Eles não são apenas um jeito de melhorar uma página “cinza” ou cobrir a falta de uma foto

4

PARA ENTENDER OS NÚMEROS
ILUSTRAÇÃO
Imagine que sua vida é um rio. Como você ilustraria seus pais, seus amigos, os problemas, os sucesso, o futuro… Considere depois de feito: 1. Foram usadas outras metáforas como lagos, cachoeiras, nascentes, corredeiras etc. 2. Como você colocaria este infográfico numa página 3. Usaria um acabamento mais realista ou mais figurativo para retratar. Que ilustrador você acha que seria o ideal?

CIÊNCIAS
Imagine que houve um terremoto na Turquia com 10 mil mortos, o que você colocaria no infográfico? O que poderia estar no info: 1. Mapa de localização com escala do local 2. Locais mais atingidos 3. Explicação da escala Richter 4. Explicação de placas tectônicas 5. Como acontece um terremoto 6. Tipos de terremoto 7. Ranking dos maiores terremotos em escala Richter e número de mortos

Distribua fichas como esta para cada pessoa do grupo preencher Nome Sexo Idade Região onde mora Expectativa em relação ao curso (Bom, regular, ruim ou não sabe) -Antes de começar -Hoje -Quando terminar Depois de preenchida as fichas: 1. Colocando as fichas lado a lado temos uma tabela. Use-a para obter os totais 2. Somando os totais de homens (X%) e mulheres (X%) é possível montar um gráfico de barras ou queijo 3. Criando faixas de idade (abaixo de 20 anos, entre 21 e 30 anos e acima de 30 anos) pode-se criar um gráfico de barras ou queijo 4. Através da região onde moram pode-se localizar o grupo na cidade 5. Os dados de expectativa podem ser usados para montar um gráfico de linhas Considere depois de feito: 1. É melhor usar gráfico de barras ou queijo para mostrar sexo e idade? 2. E se o nome das pessoas for importante também, o que fazer? 3. É melhor usar porcentagens ou números absolutos?

NO COMPUTADOR
Produza este mapa no computador, com um corte que mostre o prédio por dentro Que metáfora visual você usaria para ilustrar o atual governo? Faça o infográfico Pesquise na internet as informações necessárias e monte o infográfico

Por Mário Kanno

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful