P. 1
Laudo Tecnico Instalacoes Eletricas

Laudo Tecnico Instalacoes Eletricas

|Views: 2.034|Likes:
Publicado pordmpengenharia

More info:

Published by: dmpengenharia on Jul 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/31/2013

pdf

text

original

SIELETRICAS

Soluções em instalações elétricas

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA DO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS

1

SIELETRICAS
Soluções em instalações elétricas
INDICE

1 2 3

OBJETIVO NORMAS APLICÁVEIS GENERALIDADES METODOLOGIA MEDIÇÕES DE GRANDEZAS ELÉTRICAS LOCAIS AUDITADOS E SITUAÇÃO ENCONTRADA RECOMENDAÇÕES CONSIDERAÇÕES DIRETRIZES GERAIS CONCLUSÃO

4 5 6 7 8 9 10

2

2. bem como efetuar medições de grandezas elétricas. 3 . Os medidores das lojas 15 a 28 encontram-se em uma sala no 1º piso de garagem próximo a entrada do bloco 2. NORMAS APLICÁVEIS. 3. GENERALIDADES. 3.9º. O Condomínio Solar das Laranjeiras é composto por 320 apartamentos. NR10 – Portaria 3214 Lei 6514/TEM e Regulamentação para Fornecimento de Energia a Consumidores em Baixa Tensão – RECON-LIGHT. medição das grandezas elétricas e detecção de problemas nas Cabines e Caixas de Distribuição de energia elétrica.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas 1. No ato da auditoria.3º. 3. foram registrados numa planilha todos os detalhes observados pelo Engenheiro Eletricista. identificando e qualificando todos os componentes apontando as necessidades de correção das inconformidades apuradas. as 28 lojas e os serviços dos blocos 1 e 2. Norma Técnica Brasileira NBR-5410 (instalações elétricas em baixa tensão). Norma Técnica Brasileira NBR-5419 (Proteção de estruturas contra descargas atmosfericas). Rio de janeiro. cada um com 160 unidades residenciais e 28 lojas sendo atendido pela concessionária LIGHT S/A em 220/127 Volts.13º. Também no 1º piso próximo a entrada do bloco 1 encontrou-se uma cabine de distribuição composta por 14 blocos fusíveis compostos com fusíveis cartucho de 100 A. Laranjeiras.12º. O Condomínio Solar das Laranjeiras está situado a Rua das Laranjeiras nº 43.2. 2º. divididos em 2 blocos. Nesta mesma cabine tem bloco fusível NH que alimentam as lojas 15 a 28. chaves e equipamentos das lojas 1 a 14. Dentro da cabine de força temos o ramal de ligação LIGHT composto por 4 conjuntos de cabos de 300mm2 fixadas numa chave tipo faca trifásica acoplada ao disjuntor geral de 4000 A.5º. Nesta sala tem uma cabine de distribuição com blocos fusíveis compostos por fusíveis cartucho de 100 A que alimentam os andares do 2º ao 17º do bloco 2.7º.15º. Ao lado da cabine de força tem uma sala com os medidores. aferindo sua conformidade com as normas técnicas aplicáveis. O procedimento utilizado na elaboração deste Laudo Técnico foi o de registrar através de imagens todos os componentes do sistema.14º. 4. 3. Na saída do disjuntor geral tem barramentos que alimentam os apartamentos dos blocos 1 e 2. 3. com frente para a rua das Laranjeiras.6º.1. METODOLOGIA. A Cabine de Força está localizada no 1º piso de garagem do prédio. tendo à entrada de Força Trifásica do tipo Subterrânea.16º e 17º e 2 blocos fusíveis com fusíveis cartucho de 200 A do 8º e 11º andar.10º. apontando soluções técnicas para os problemas elétricos encontrado. respectivamente dos andares. OBJETIVO. Elaboração de Laudo Técnico de Avaliação apresentando a situação atual na qual se encontra as instalações elétricas de entrada de energia elétrica do Condomínio Solar das Laranjeiras.4º.3. O laudo Técnico foi elaborado identificando cada componente através de imagem e comentando as inconformidades segundo as Normas Técnicas aplicáveis. no lado do bloco 1.4.

5kW Valor mínimo: 10.7 A Valor máximo: 401.25kW Valor máximo: 53.71kVAr Valor mínimo: 4.4 V 4 .2 V Valor máximo: 131.2 V Tensão C (mín) Valor mínimo: 123.6 A Corrente B (máx) Corrente B (mín) Valor mínimo: 115. Ativa Fase A (mín) Valor mínimo: 16. Ativa Fase B (mín) Valor mínimo: 13.4 V Tensão B (máx) Valor mínimo: 126.714kVAr Valor máximo: 141.3 V Valor máximo: 131.2 A Valor máximo: 627.5kW Valor máximo: 157.79kW Valor mínimo: 7.32kW Valor máximo: 205.5 V Tensão C (máx) Valor mínimo: 126.21kW Pot.8 V Valor médio: 128.8 V Valor máximo: 129.14kW Pot.2 A Corrente C (máx) Corrente C (mín) Valor mínimo: 108.8 A Valor mínimo: 61. Ativa Trifásica (máx) Pot. Ativa Fase B (máx) Pot.77L% Valor mínimo:= 84.66L% Pot.7 V Valor máximo: 130. Ativa Fase A (máx) Pot.9kVA Valor mínimo: 32. Aparente Trifásica (mín) Valor mínimo: 42. Aparente Pot. Reativa Trifásica (mín) Valor mínimo: 15.29kVAr Tensão Tensão A (máx) Tensão A (mín) Valor mínimo: 125.4 V Valor máximo: 132.65 A Valor máximo: 615. MEDIÇÕES DAS GRANDEZAS ELETRICAS INFORMAÇÕES SMD Rua das Laranjeiras 43 bloco 2 Número de série do registrador: 166 Início: Quinta 17/11/2011 13:50:59 Fim:Quinta 24/11/2011 11:20:59 Disparo: Imediato Intervalo entre registros: 30:00 Corrente Corrente A (máx) Corrente A (mín) Valor mínimo: 142.3kVAr Valor máximo: 51.21kW Valor máximo: 48.89kW Valor mínimo: 31.7kW Pot.43kW Pot.3 A Valor máximo: 435.3 A Valor mínimo: 87.68kW Valor máximo: 69.9 V Valor mínimo: 119.5 A Valor máximo: 466.6 V Valor máximo: 129.3kVA Pot.61kW Valor máximo: 55.2kVA Valor máximo: 166. Ativa Fase C (mín) Valor mínimo: 13. Ativa Trifásica (mín) Valor mínimo: 38.8 V Valor médio: 126. Ativa Pot.6kVA Valor máximo: 231.5 A Valor máximo: 614.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas 5.9 A FP Trifásico Valor máximo: 96. Ativa Fase C (máx) Pot.4 V Tensão B (mín) Valor mínimo: 123. Aparente Trifásica (máx) Pot.46kW Valor mínimo: 8.1 A Valor mínimo: 68. Reativa Trifásica (máx) Pot.857kW Valor máximo: 70.714kW Valor máximo: 68. Reativa Pot.

Ativa Fase B (mín) Valor mínimo: 7.214kW Valor máximo: 19.2 A FP Trifásico Valor máximo:= 89.1 V Tensão C (mín) Valor mínimo: 123 V Valor máximo: 128.86kW Pot.64kW Pot.9 A Corrente C (máx) Valor mínimo: 120.107kW Valor máximo: 19.3 A Corrente B (mín) Valor mínimo: 64.07kVAr Pot.5kW Pot. Ativa Fase C (mín) Valor mínimo: 7.57kW Valor máximo: 44.95 A Valor máximo: 163.07kW Pot.21kVAr Valor máximo: 30.4 V Tensão B (mín) Valor mínimo: 123.14kVAr Valor máximo: 122.36kW Pot.1 V Tensão C (máx) Valor mínimo: 125.45kVA Valor máximo: 180.1 V Valor máximo: 129. Aparente Trifásica (Max) Valor mínimo: 37.393kW Valor máximo: 19. Ativa Trifásica (mín) Valor mínimo: 23kW Valor máximo: 59. Reativa Pot.53L% Pot.3 V Tensão A (mín) Valor mínimo: 122.2 A Valor máximo: 169.1 V Valor máximo: 132.8 V Valor máximo: 131. Ativa Fase A (mín) Valor mínimo: 6. Aparente Pot.8 A Valor máximo: 467.68kW Pot.1 V Tensão B (máx) Valor mínimo: 126. Ativa Fase B (máx) Valor mínimo: 11.6kVAr Tensão Tensão A (máx) Valor mínimo: 125.29kW Pot.25kVA Valor mínimo: = 53.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas INFORMAÇÕES SMD Rua das Laranjeiras 43 bloco 1 Número de série do registrador: 166 Início: Quinta 24/11/2011 13:45:47 Fim:Quinta 01/12/2011 13:15:47 Disparo: Imediato Intervalo entre registros: 30:00 Corrente Corrente A (máx) Valor mínimo: 98 A Valor máximo: 477 A Corrente B (máx) Valor mínimo: 102.18kW Valor máximo: 136. Reativa Trifásica (mín) Valor mínimo: 15.1 A Valor máximo: 507. Ativa Fase C (máx) Valor mínimo: 12. Ativa Pot. Ativa Fase A (máx) Valor mínimo: 10.8 A 5 .8kVA Pot.85 A Valor máximo: 176. Aparente Trifásica (mín) Valor mínimo: 28.29kW Valor máximo: 50.68kW Valor máximo: 43. Reativa Trifásica (máx) Valor mínimo: 22.3kW Pot. Ativa Trifásica (máx) Valor mínimo: 30.9 V Valor máximo: 131.1kVA Valor máximo: 67.08L% Corrente C (mín) Valor mínimo: 68.3 V Pot.6 V Valor máximo: 128.1 A Corrente A (mín) Valor mínimo: 57.

Sala dos medidores e equipamentos das lojas de 1 a 14. vindo da Cabine de força.TCs de Medição do Condomínio. reaperto das conexões. Cabine de Força do Condomínio Solar das Laranjeiras DISJUNTOR GERAL TCs DE MEDIÇÃO CABOS DE ENTRADA DISJ.Entrada de Força LIGHT.Cabine de distribuição dos apartamentos do Bloco 1. GERAL BLOCO 2 E LOJAS 15 A 28 INSPEÇÃO DA CABINE DE FÔRÇA IRREGULARIDADES LEVANTADAS E RECOMENDAÇÕES NORMA APLICÁVEL Deverá ser realizada manutenção preventiva e corretiva. disjuntor geral. . cabos de saída. serviço do bloco 1. . NBR 5410 / NR10 6 . . serviço do bloco 2 e lojas de 15 a 28. . . Deverá ser realizada manutenção preventiva CABOS DE ENTRADA e corretiva.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas 6 LOCAIS AUDITADOS E SITUAÇÃO ENCONTRADA O presente trabalho foi realizado seguindo o fluxo normal de energia elétrica. Aferição com teste e ensaios de DISJUNTOR GERAL bancada. cabos de entrada. NBR 5361 Retirada da oxidação dos barramentos e bornes de entrada.cabine de distribuição dos apartamentos do bloco 2.

Instalação de placa de identificação. 3 A 14 RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas ALIMENTAÇÃO GERAL BLOCO 1 E SERVIÇO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Falta de equipamento de proteção. NBR 5410 / NR10 BLOCO FUSIVEL NH LOJAS 1 . Instalação de placa de identificação. NBR 5410 / NR10 Falta de identificação bloco 1 e serviço. Instalação de placas de identificação. 7 . BARRAMENTO E CABOS NEUTRO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto Recon Light Falta de identificação no bloco de fusível NH NBR 5410 / NR10 Falta de identificação nos cabos de neutro Recon Light RECOMENDAÇÕES Troca de bloco fusível NH por disjuntor.

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas CHAVE SECCIONADORA DA ENTRADA GERAL DE ENERGIA ELÉTRICA ‘ IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Pontos de corrosão na chave seccionadora da entrada geral de energia elétrica NBR 5410 / NR10 CABOS ALIMENTADORES DAS LOJAS 1e3 RECOMENDAÇÕES Retirada da oxidação dos barramentos e bornes de entrada. CABOS ALIMENTADORES DA LOJA 2 ( CEF ) IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Falta de equipamento de proteção NBR 5410 / NR10 Falta de identificação NBR 5410 / NR10 RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral Instalação de placa de identificação 8 . Reaperto geral dos cabos e acessórios.

SALA DOS MEDIDORES DAS LOJAS 1 A 14 CAIXA DE DISTRIBUIÇÃO LOJAS 4 a 14 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Na Caixa de distribuição falta identificação de neutro das lojas e organização dos condutores gerais Recon Light RECOMENDAÇÕES Limpeza. 9 . reaperto das conexões.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas BARRAMENTO GERAL IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Pontos de corrosão no barramento geral NBR 5410 / NR10 RECOMENDAÇÕES Retirada da oxidação dos barramentos e bornes de entrada. organização dos condutores e identificação de neutro.Reaperto geral dos cabos e acessórios.

LOJA 4 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto loja 1/3 Recon Light Loja 4 . Solicitação de aumento de carga a concessionária Light. 10 .disjuntor geral maior do que a capacidade de corrente do medidor Recon Light RECOMENDAÇÕES Troca da chave com fusíveis por disjuntor. ou troca do disjuntor.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas CAIXA ECONOMICA FEDERAL IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto Recon Light LOJA 1/3 RECOMENDAÇÕES Troca da chave com fusíveis por disjuntor.

Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. 11 . Troca de disjuntor bipolar para monopolar e colocação de conector ao neutro.Condutor neutro não pode ser seccionado por equipamento de proteção. LOJA 8 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 5 LOJA 6 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 5 . Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.Equipamento de proteção obsoleto e fora de capacidade de carga. Recon Light Loja 6 .

Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída Refazer emenda com conector apropriado. LOJA 12 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais.Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light Loja 10 .SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 9 LOJA 10 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 9 . Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída LOJA 14 12 .Emenda do fio neutro com mau contato.

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 14 . 13 . CABINE DE DISTRIBUIÇÃO BLOCO 1 E SERVIÇO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto Recon Light RECOMENDAÇÕES Troca do bloco fusível por disjuntor compatível com os condutores de entrada e saída. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais.

SERVÇO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto Recon Light Banco de capacitores Recon Light LOJA 15 RECOMENDAÇÕES Troca da chave com fusíveis por disjuntor compatível com os condutores de entrada e saída.disjuntor está com um(1) borne danificado Instalação de um novo disjuntor geral Recon Light Loja 16 .Equipamento de proteção acima da Instalação de disjuntor geral compatível com os capacidade de corrente dos condutores gerais. LOJA 16 BLOCO 2 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA RECOMENDAÇÕES APLICÁVEL Loja 15 .SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas MEDIDOR DE SERVIÇO BLOCO 1 BANCO DE CAPACITORES BLOCO 1. Verificação do funcionamento do Banco de capacitores. condutores de entrada e saída Recon Light 14 .

Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais de entrada. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída 15 .Equipamento de proteção obsoleto e Instalação de disjuntor geral compatível com os acima da capacidade de corrente dos condutores condutores de entrada e saída gerais. Recon Light LOJA 18 A IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 18 A .SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 17 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA RECOMENDAÇÕES APLICÁVEL Loja 17 .

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 19 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 19 .Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.Equipamento de proteção obsoleto e acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída LOJA 20 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 20 . 16 .

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 21 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 21 . LOJA 22 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 22 .Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. 17 .Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.

Equipamento de proteção obsoleto e acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. LOJA 24 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 24 .SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 23 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 23 . 18 .

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas LOJA 25 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 25 . LOJA 28 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Loja 28 .Equipamento de proteção acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída ou solicitação de aumento de carga.Equipamento de proteção obsoleto Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. 19 .

SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas SERVIÇO DO BLOCO 2 E GALERIA 20 .

MEDIDOR DE SERVIÇO BL2 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Medidor de serviço .SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Circuitos elétricos de serviço desabrigados de proteção mecânica. disjuntores sem identificação e sem segurança quanta a sua manipulação por pessoas não credenciadas. 21 . Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída.Equipamento de proteção obsoleto e acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de quadro de distribuição para abrigar os circuitos elétricos de serviço.

Equipamento de proteção obsoleto e acima da capacidade de corrente dos condutores gerais. CABINE DE DISTRIBUIÇÃO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas MEDIDOR GALERIA IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Medidor da galeria . Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. 22 . Recon Light RECOMENDAÇÕES Troca do bloco fusível por disjuntor compatível com os condutores de entrada e saída.

CABOS DEALIMENTAÇÃO DA CAIXA DE DISTRIBUIÇÃO LOJAS 15 A 28 . 23 . IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. estejam com o isolamento comprometido deverão ser trocados. Caso.GALERIA E SERVIÇO IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Cabos provavelmente com danos no isolamento NBR 5410 / NR10 RECOMENDAÇÕES Os cabos de distribuição de energia das lojas 15 a 28 deverão ser desligados para verificação do seu isolamento.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas PROTEÇÃO DA CAIXA DE DISTRIBUIÇÃO DAS LOJAS 15 A 28 .GALERIA E SERVIÇO .

IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Foram encontrados diversos disjuntores sem identificação do circuito que protege. ou seja. NBR 5410 / NR10 Minuterias sem utilização. 24 . No caso do condomínio não fazer mais uso das minuterias.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas BANCO DECAPACITORES SERVIÇO BLOCO 2 IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Banco de capacitores Recon Light RECOMENDAÇÕES Verificação do funcionamento do Banco de capacitores. ligadas na posição direta. estas devem ser retiradas do circuito. NBR 5410 / NR10 RECOMENDAÇÕES Efetuar a identificação do quadro de distribuição.

IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Equipamento de proteção obsoleto.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Minuterias sem utilização. NBR 5410 / NR10 RECOMENDAÇÕES No caso do condomínio não fazer mais uso das minuterias. 25 . NBR 5410 / NR10 Foram encontrados diversos disjuntores sem identificação do circuito que protege. Recon Light RECOMENDAÇÕES Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. estas devem ser retiradas do circuito. ligadas na posição direta. Efetuar a identificação do quadro de distribuição. ou seja.

o fio de proteção (PE) deverá ser identificado com a cor verde-amarela ou verde na isolação. Como recomendação primordial. ligadas na posição direta. NBR5419 e NR-10.2. 7. estas devem ser retiradas do circuito. NBR 5410 / NR10 Equipamento de proteção obsoleto Recon Light RECOMENDAÇÕES No caso do condomínio não fazer mais uso das minuterias.3. o fio neutro (N) deverá ser identificado com a cor azul-clara na isolação. 7.4. 26 . com exceção das cores utilizadas para os condutores N. Instalação de disjuntor geral compatível com os condutores de entrada e saída. com base no número de circuitos com que o quadro for efetivamente equipado. Deverá ser realizada a retirada dos condutores elétricos que não estão sendo utilizados. instalar proteção de acrílico (ou metálica aterrada) para os barramentos e partes energizadas. de modo que a isolação dos cabos não fique em contato direto com os barramentos de energia. e o fio fase deverá ser identificado com qualquer cor na isolação. Todos os condutores elétricos devem ser identificados. em caso de identificação por cor. organizar os fios e trocar as chaves tipo faca com fusíveis por disjuntores e/ou substituir disjuntores danificados. colocando em risco a vida humana. realizar limpeza dos barramentos.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas IRREGULARIDADES LEVANTADAS E NORMA APLICÁVEL Minuterias sem utilização.fase. Verificar e instalar aterramentos nas portas e nas proteções dos quadros. o fio do condutor PEN deverá ser identificado com a cor azul-clara na isolação com anilhas verde amarela. 7.1. para que os mesmos não fiquem expostos. sugere-se a implantação de um programa de manutenção anual que estabeleça uma rotina específica para cada componente do sistema elétrico. A capacidade de reserva deve ser considerada no cálculo do alimentador do respectivo quadro de distribuição. Os quadros de distribuição devem possuir espaço reserva para ampliações futuras. de acordo com sua finalidade.5. ou seja. PE e PEN. em especial as NBR 5410. 7. Os cabos de distribuição de energia devem ser reinstalados. de maneira que se mantenha a integridade da instalação e a adequação da mesma às normas técnicas. Deverá ser realizada manutenção nas cabines de força e distribuição de energia elétrica dos blocos 1 e 2. substituir quadros danificados. pois uma falha da isolação (causada por rachaduras ou ressecamento) pode resultar em um curto-circuito fase. 7 RECOMENDAÇÕES 7.

pondo em risco a vida humana. possa se ter informações rápidas a respeito da construção e funcionamento destes. Deve ser providenciado o aterramento nos locais que ainda não possuem. 7. a demanda de atendimento é de 231. Cada disjuntor deve estar protegendo um único circuito terminal. quando deveria ser disjuntor de 40 A.Valor máximo: 180. portas metálicas. alambrados e qualquer parte metálica presente na instalação devem ser executados periodicamente. 8.2. de acordo com item 7 recomendações. portas.10. Deverão ser verificados e instalados aterramentos nas caixas metálicas das máquinas e motores. quadros. Nas medições de grandezas elétricas do Condomínio encontramos: Potência Aparente do Bloco 1. 7. e deverá ser providenciada a instalação do aterramento nos locais em que não existe. Os locais de serviços elétricos. Anualmente deve ser realizada a avaliação quantitativa da resistência Ôhmica de aterramento das cabines elétricas (portas. posicionada de forma a evitar qualquer risco de confusão e. Adequação das instalações existentes. Potência Aparente do Bloco 2. Portanto. energizando as estruturas componentes inseridos nestas cabines.6. 7.9. sendo expressamente proibido utilizá-los para armazenamento ou guarda de quaisquer objetos. 7. visando à prevenção de acidentes que possam ocorrer devido a possíveis correntes de fugas.3. a fim de evitar possíveis choques elétricos em pessoas que desenvolvem suas atividades laborais neste ambiente. que possam surgir. 7.8kVA. Todos os disjuntores de um quadro devem ser identificados de forma que a correspondência entre disjuntor e respectivo circuito possa ser prontamente reconhecida. 8 CONSIDERAÇÕES 8. Pelo RECON – LIGHT para 16x(1x240)+P.1kVA. indelével.2. corresponder à notação adotada no projeto (esquemas e demais documentos). Execução das obras de modernização. 7. A cabine de força deve possuir fixado em seu interior. 7.3. Nas medições de grandezas elétricas do Condomínio constatamos que as demandas dos bloco 1 e 2 estão abaixo do limite máximo de 265.1. de acordo com o projeto elétrico. 9.2kVA. A documentação e a identificação local dos disjuntores do quadro de distribuição de energia deverão ser atualizadas. equipamentos) onde é de extrema importância esse acompanhamento. compartimentos e invólucros de equipamentos e instalações elétricas são exclusivos para esta finalidade. caso seja necessário realizar aumento de carga de alguma loja ou apartamento a instalação elétrica tem condições para tal questão. 9 DIRETRIZES GERAIS 9. Não foram identificados sistema de pára-raios e aterramento nos prédios.7.9< D < 265. 27 . O uso incorreto desses dispositivos pode acarretar em risco aos equipamentos da instalação e às pessoas que trabalham na manutenção das instalações elétricas.12.Valor máximo: 231. A verificação dos valores de resistência de aterramento de equipamentos.13. Onde são de primordial importância a interligação das partes metálicas ao sistema de aterramento. durante o período noturno ou quando houver algum desligamento não programado.1. Utilizar dispositivos de proteção (disjuntores ou fusíveis) adequados. Encontramos alguns quadros de lojas onde os condutores elétricos gerais de alimentação estão inadequados para a proteção geral dos circuitos. 9.11. Deverá ser elaborado um cronograma de adequações para que as instalações elétricas estejam de acordo com as normas vigentes. Exemplo: Disjuntor de 100 A como proteção para condutores gerais de saída em 10 mm2. previstos por norma em todas as instalações (nunca dispositivos monopolares para a proteção de circuitos polifásicos ou dispositivos multipolares para a proteção de circuitos monofásicos).SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas 7. onde em eventuais emergências e ou manutenções. Contratar serviço para executar Sistema de Proteção de Descargas Atmosféricas no prédio. escadas. diagrama unifilar de comando.1 kVA.8. alambrados. etc. A iluminação de emergência também deve ser prevista nas subestações/cabines para que se possa efetuar manutenções e/ou operações de manobra. painéis. alambrados. Essa identificação deve ser legível. 8. proteção e seccionamento.

em especial as NBR 5410. Como recomendação primordial.SIELETRICAS Soluções em instalações elétricas 10 CONCLUSÃO O presente Laudo Técnico apresentou a análise das instalações elétricas indicando as inconformidades e sugerindo recomendações para que sejam implementadas a fim de fazer com que o sistema elétrico do Condomínio Solar das laranjeiras funcione perfeitamente.1980102595 ART n° IN00732279 28 . NBR5419. Rio de Janeiro.de maneira que se mantenha a integridade da instalação e a adequação da mesma às normas técnicas. _____________________________________________ FERNANDO DE JESUS TEIXEIRA Engenheiro Eletricista CREA-RJ . sugere-se a implantação de um programa de manutenção anual que estabeleça uma rotina específica para cada componente do sistema elétrico. 20 de dezembro de 2011. NR-10 e RECON-LIGHT.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->