'Água que verte da estátua de Chico Xavier não é milagrosa, diz filho do médium.

Admiradores do religioso passam o líquido no corpo em busca de cura. Água já teria sido vendida a turistas; federação espírita condena prática.
Glauco Araújo do G1, em Uberaba (MG).

Distante da filosofia espírita, admiradores de Chico Xavier buscam a estátua do médium, que fica do lado de fora do túmulo dele no cemitério São João Batista para encontrar as gotas d'água que vertem esporadicamente da peça de bronze. A doutrina espírita não acredita em milagres, mas Chico Xavier também ficou conhecido por agregarem espíritas e católicos. Após o culto em celebração do centenário dele, nesta sexta-feira (2), em Uberaba (MG), muitas pessoas permaneceram no local em buscas das referidas gotas, já consideradas curadouras. "A água que verte da estátua de Chico Xavier não é milagrosa. Não tem de verdade nisso. Estão explorando a fé das pessoas. Quero aproveitar o centenário para desmistificar o que às pessoas procuram nesta estátua", disse Eurípides Higino, filho adotivo do médium.

Admiradores de Chico Xavier tentam encontrar gotas d'água que vertem de estátua do médium (Foto: Glauco Araújo/G1) As demonstrações de fé são das mais variadas. Tem mãe que obriga o filho a encontrar a água e passar imediatamente em alguma parte do corpo adoecida, homens que rezam para que a água verta da peça naquele momento para e que assim possam testemunhar o feito, além de outras que passam à mão na estátua e saem sorridentes com a sensação de ter conquistado algo espitualmente elevado. Higino afirmou ao G1 que a água que escorre pela estátua é fruto da umidade da peça após ser lavada, o que é feito rotineiramente. Além disso, muitas flores, ainda molhadas por conta da rega, são colocadas ao redor da estátua, o que pode provocar o escorrimento da água na imagem. "Não posso permitir que associem o espiritismo a uma coisa como essa." O filho de Chico Xavier relatou ao G1 que uma florista teria vendido algumas garrafas com essa água para um turista português, que chegou a morar em Uberaba por cerca de três meses para conhecer o trabalho de Chico Xavier. "O rapaz estava com alguma

O escorrimento tem cerca de três centímetros de comprimento e é transparente. Para Marta Antunes Moura. pois há uma gota escorrida de adesivo usado para colar os óculos da estátua. a água verteria do peito direito. e do pescoço da estátua do médium. De qualquer forma. que elas busquem sua fé da melhor maneira. se essas pessoas encontram a fé nessa água." Discípulos de Chico Xavier passam à mão onde água verte da estátua do médium (Foto: Glauco Araújo/G1) Segundo os mais crédulos. diretora da Federção Espírita Brasileira (FEB). mas não confio que se trate de uma verdade." . de ter sua fé individual.enfermidade e tentou buscar a cura em Uberaba e acabou voltando com essa falsa água milagrosa. "Cada um tem o direito de ter sua interpretação. A segunda hipótese é mais fácil de explicar. perto da gola do paletó. o que leva muitos admiradores do médium a acredita que se trata da água milagrosa. disse que cada um terá sua interpretação sobre a água que verte da estátua de Chico Xavier. a fé transporta montanhas e.