Você está na página 1de 5

O Arcanjo Miguel pode ser Jesus Cristo? Saiba!

A opinião a este respeito se divide, mas invés de dizer que alguém pratica heresia ou alguém e satanista, ou dizer que alguém esta correto, eu convido a todos que analisem as escrituras e cheguem em uma conclusão, mas antes orem a Deus (YHWH) pedindo sabedoria e conhecimento para compreender . Abaixo esta um ponto de vista de uma pessoa que devesse ser respeitada e analisada pois veja o que o discípulo Paulo diz:

A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. 1 Coríntios 2:4-10

ARCANJO
O prefixo “Arc” significa “acima”, “superior” ou “mais importante”. A palavra “Arcanjo” ou “Arc-anjo” significa “Acima dos Anjos” ou “Líder dos Anjos”. A Bíblia só usa este título para designar um ser apenas. Esse termo nunca ocorre no plural, nem se refere a outra pessoa a não ser Miguel (2Ts. 1:7; Mt. 24:30-31; 25:31; Ap. 12:7).

Note que todas as vezes que a Bíblia mostra Miguel, ela o cita como alguém que tem superioridade sobre Satanás. Ou seja, realmente está acima de título de anjo. (Ver Dn. 10:13; Ap. 12:7; Ju. 9). Podemos notar que Ap. 12:7 menciona que “batalhavam o dragão e os seus anjos”. De modo que o Diabo não só se constitui em deus de imitação (2Co. 4:4), mas também procura tornar-se arcanjo, embora a Bíblia nunca lhe dê este título.

MIGUEL
Ocorre apenas cinco vezes nas Escrituras. Seu significado é motivo de debate. Alguns supõem que esse nome seria uma pergunta: “Quem é qual Deus?”, pois não existe ninguém que seja igual a Deus. Outros eruditos defendem que seja uma afirmação: “Aquele que é qual Deus”, pois o sufixo “el” sempre designa “Deus”, como em Daniel (Deus é Juiz), Emanuel (Deus Conosco), Ezequiel (A Força de Deus) Samuel (Chamado pelo Nome de Deus) Gamaliel (Deus me Faz o Bem). Como se pode ver, os nomes terminados com este sufixo nunca são perguntas – sempre são afirmações.

CARACTERÍSTICAS
“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia.” (Dn. 10:13) O anjo que não é identificado por nome confrontou “o príncipe do reino da Pérsia”, mas este o resistiu por 21 dias. Foi preciso que Miguel, o Arcanjo, viesse para ajudá-lo, pois somente este tinha o poder para fazer isso. O “príncipe do reino da Pérsia” simbolicamente é Satanás. Em vários textos Satanás é identificado como reinando sobre os reis ou governantes da terra (Lc. 4:5-6; Jo. 12:31; 14:30). Vemos assim que Miguel sempre teve uma luta com Satanás. E somente Jesus é quem tem a tarefa de destruí-lo (Tito 1:2). Outra evidência é o que o Dn. 2:1 declara: “Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.” Note que quando Miguel se levantar, haverá um tempo como nunca houve antes. Veja o que Jesus respondeu quando os Apóstolos pediram um sinal sobre esse tempo:

“E estando Ele sentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a Ele os Seus discípulos em particular, dizendo: Declara-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo.” (Mt. 24:3)

Repare no que disse Jesus:
“Porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.” (Mt. 24:21) Tanto na vinda de Miguel quanto na vinda de Jesus vai haver uma grande angústia e aflição como nunca houve antes. A vinda de Miguel está relacionada com a ressurreição, como diz Dn. 2:2: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.” Como todo mundo sabe, a vinda de Jesus também está relacionado com a ressurreição: “Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a Sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.” (Jo. 5:28-29 – ver 1Ts. 4:16) “Porque o Senhor mesmo descerá do céu... e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.” (1Ts. 4:16) Outra evidência é que tanto Miguel quanto Jesus recebem o título de Príncipe. Em Dn. 12:1 chama Miguel de “o Grande Príncipe” que está “a favor dos filhos do teu povo”. At. 5:31 declara que Deus elevou a Jesus “a Príncipe e Salvador”, para estar a favor dos Seus filhos, dando “o arrependimento e a remissão dos pecados.” Em Hb. 2:10 Cristo é chamado de “o príncipe da salvação deles”. Em Dn. 10:21, lemos “Miguel, vosso Príncipe”. Em At. 23:5, “o príncipe do teu povo” é a descrição para Jesus. Ele também é descrito como “o Príncipe” em Ap. 1:5, e em At. 3:15 é chamado de “o Príncipe da Vida”. Voltando ao verso de Dn. 12:1, declara-se que “naquele tempo” quando Miguel vier estar presente, todo aquele que se achar inscrito no livro da vida irá viver. (Ap. 13:8; 21:27 fala do “livro da vida do Cordeiro”). Bem como ocorrerá a Miguel, isso ocorrerá na vinda de Jesus: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de Meu Pai...” (Ap. 3:5) Sabemos que somente Deus merece adoração (Mt. 4:10). Um anjo recusa adoração, como fez o anjo Gabriel:

“E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.” (Ap. 19:10)

Miguel recebe adoração:
“Respondeu ele: Não; mas venho agora como príncipe do exército do SENHOR. Então Josué, prostrando-se com o rosto em terra, o adorou” (Js. 5:14) Miguel é descrito como tendo seus próprios anjos (Ap. 12:7). Jesus também é descrito da mesma maneira (Mt. 24:30-31). Se Jesus é superior a um Arcanjo, então a Bíblia nunca iria se referir a ele como Arcanjo. Será que a Bíblia faz isso? “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz de arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.” (1Ts. 4:16) Está muito evidente que tanto o “grande brado” quanto a “voz de arcanjo” são atributos pertencentes a Jesus Cristo, “o Senhor mesmo”.

RESUMO - CONCLUSÃO
A palavra “Arcanjo” significa “Acima dos Anjos”. Jesus está acima dos anjos. O nome “Miguel” provavelmente seja a afirmação “Aquele que é qual Deus”. Jesus é possui todos os atributos de Deus. Miguel luta com Satanás e tem poder para vence-lo (Ap. 12:7; Dn. 10:13). Jesus tem a função de destruir Satanás (Tito 1:2). Miguel tem seus próprios anjos (Ap. 12:7). Jesus é descrito da mesma maneira (Mt. 24:30-31). Quando Miguel se levantar, haverá grande aflição como nunca houve (Dn. 2:1). A mesma coisa acontecerá na volta de Cristo (Mt. 24:21) A vinda de Miguel está relacionada com a ressurreição (Dn. 2:2). Idem com a vinda de Jesus (Jo. 5:28-29; 1Ts. 4:16). Quando Miguel se levantar, viverão os que estiverem com o nome no livro da vida (Dn. 12:1). Na volta de Cristo ocorrerá o mesmo (Ap. 3:5). Miguel é chamado de “o Grande Príncipe” que está “a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 12:1). Deus elevou a Jesus “a Príncipe e Salvador”, para estar a favor dos Seus filhos, dando “o arrependimento e a remissão dos pecados.” (At. 5:31) “Miguel, vosso Príncipe”, “se levanta a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 10:21; 12:1).

Cristo, “o príncipe da salvação deles” (Hb. 2:10), “o príncipe do teu povo” (At. 23:5). Miguel recebe adoração (Js. 5:14). Adoração só a Deus pertence (Mt. 4:10). Com “voz de arcanjo”, Jesus Cristo dará um “grande brado” nas nuvens do céu (1Ts. 4:16). Amém! Glória da Deus!!! Portanto, “Miguel” nada mais é do que um nome messiânico para designar a pessoa de Jesus. Apenas um dos vários títulos que Ele recebe na Bíblia, no Antigo Testamento. E essa crença em nada prejudica a Divindade de Cristo. Fonte da matéria : http://forumevangelico2.forumeiros.com/t32-o-arcanjo-miguelseria-cristo-jesus

Presença de Deus no Sinai

No Sinai, Deus falou tão claro com os filhos de Israel que eles se assustaram, ficaram atemorizados e pediram a Moisés que ele falasse com Deus e transmitissem a eles as palavras de Deus (Ex.19:18 e 19) "E todo o povo viu os trovões, e os relâmpagos, e o sonido da buzina, e o monte fumegando; e o povo, vendo isso, retirou-se e pôs-se de longe. E disseram a Moisés: Fala tu conosco, e ouviremos; e não fale Deus conosco, para que não morramos". Observem que o povo de Deus não estava suportando a gloria de Deus, e eles pedirão para que Moises foce intermediário deles para que não morre-cem Poderá também gostar de: • • • • • •
O ANJO GABRIEL As habilidades de Anjos Caídos descritas na Bíblia Anjos podem nos ajudar? saiba! O Arcanjo Miguel pode ser Jesus Cristo? saiba! Anjos Caídos - Nomes e suas atribuições Miguel é o único chamado de Arcanjo