Você está na página 1de 43

APOMETRIA, UMA TERAPIA DE LIBERTAÇÃO ESPIRITUAL

Ao longo da existência de um espírito de acordo com suas necessidades reencarna


muitas vezes: 10, 100, 1000. Para cada encarnação um teatro daquela vida é montado: Pais,
irmãos, amigos, inimigos, parentes, etc. Transcorridos uns cem anos todo aquele grupo já não
estará mais na carne. Pelas suas afinidades eles novamente se reunirão, agora na
espiritualidade. Daí passarão ao resgate e reencontro daquela encarnação.
Em função do processo evolutivo e da necessidade do espírito, eles, individualmente,
iniciarão a nova etapa da reencarnação. Passado alguns tempos, possivelmente todos
participantes daquele teatro citado, reencarnaram.
Novamente transcorridos uns 100 anos dessa última encarnação, todos já terão
encarnados.

CENAS QUE PODERIAM SER DAS VÁRIAS VIVÊNCIAS

De acordo com as suas necessidades eles irão compor 10, 100 ou 1000 reencarnações,
porque a finalidade do espírito é a sua evolução pelo resgate de seus erros.
Com o aprofundamento nos problemas da entidade em tratamento, estamos descobrindo
que para cada encarnação em que uma vivência nova surge na terra, para cada desencarne
também surge uma vivência nova, só que na espiritualidade. Uma vivência nova que é o fruto
da última vivência na Terra.
Partindo desse princípio, cada um de nós temos centenas de vivências na espiritualidade
e para cada nova vivência nossa na Terra quando esta vier a desencarnar, uma nova vivência
na espiritualidade será criada (digamos assim) e que chamaremos de fragmento de
consciência. Para alguém encarnado hoje, as suas vidas pretéritas não vieram com ela como
se pensa até então. Elas permanecem no seu teatro vivido enfrentando os mesmos traumas e
problemas até que o perdão e o arrependimento se instale em seu coração por alguma forma.
Ainda ele continuaria em atividade só que a partir de então, sob uma nova diapasão, e que
acreditamos resgatado aqueles problemas daquela vivência ou com aquele ser. A doutrina e os
terapeutas de vidas passadas tratam esses casos como fichas de memórias, disquetes,
arquivos, etc, mas sem nenhuma vida presente, sem nenhuma atuação presente, data vênia
desses entendimentos, cremos e temos vistos que eles estão vivos e bem vivos. Porque
entendemos que não seriam simples arquivos de memória, porque eles atuam também no
presente, obsediando (os com problemas) e ajudando (os em boas condições). Temos visto
que nos trabalhos de doutrinação ao trazermos essas entidades e elas estão praticando danos
a seres encarnados e desencarnados.
Entender que o ser encarnado está resgatando (na mesma vida) todo seu pretérito é jogar
carga demais em cima do ser. Cremos que ele não resiste. Cabe então a pergunta: Uma
encarnação é para resgatar o que?
a) só uma vida passada?
b) só uma situação passada?
c) ou todas as vidas e situações e erros passados?

Se uma reencarnação é para resgatar tudo de uma só vez, então bastaria uma vida
monástica, dedicada ao próximo, de caridade para resgatarmos nosso passado e
ascensionarmos ao Senhor? Muita pretensão.
Todo esse arranjo espiritual é controlado por uma Administração Sideral, segundo
Ramatis.
Uma nova reencarnação é decidida em função das necessidades de evolução do espírito
uno que sofre os problemas daquelas centenas de vivências bem ou mal vividas e busca o
reencarne de uma das vivências que já esteja preparada, isto é, em processo de
arrependimento, sendo certo que é sempre uma de cada vez.
Uma reencarnação e as outras podem estar em diversas situações conforme seja seu
estado: doente, ferida, em ótima situação, presa no umbral, enterrada no fundo do oceano, etc.,
isto é, em uma infinidade de situações normalmente sofridas. Nem todas foram más, porém
todas tiveram problemas de maior ou menor monta.
Alguma vivência mais forte pode se rebelar contra a atual encarnação e lutar contra ela
para até tomar seu lugar (Eu mesmo já tratei, pelas técnica da Apometria, uma vivência minha
cujas informações não coincidiam, até que a entidade explicou que aquela vivência não era
dele, ele a tinha tomado para si e vivido pelo outro. Como isso pode ocorrer é o que a
psicologia chama de múltiplas personalidades, sendo que pela fraqueza do ser, uma das
vivências passa a comandar as suas ações. O ser não reagiu aos pulsões de fala Szondi, e
uma das chamadas múltiplas personalidades dominou-o, passando, daí em diante, a comandar
aquela encarnação. Na Apometria esse distúrbio é chamado de Linha de Desarmonia conforme
descreveu Godinho em sua belíssima obra Desvendando o Psiquismo (pg. 37):
Outra descoberta interessante feita através da técnica do Desdobramento Múltiplo foi o
que chamamos de “Linhas de Desarmonia ou Rebeldia”, que são agrupamentos maiores ou
menores nos Níveis Conscienciais rebelados, formando associação e agindo de forma
antagônica em relação à proposta encarnatória. Essa proposta é o delineamento que o ser traz
em si para a vida atual ou que deseja imprimir como propósito desta existência.”

FRAGMENTOS DE CONSCIÊNCIA

Para as vivências passadas de nós mesmos que temos observado (centenas delas)
podemos chamar de fragmentos de consciência, pois quase sempre estão em desalinho com a
sua rota evolutiva, isto é, agarrado a algum fato ocorrido. Esclarecido tais questões pelos
trabalhos de Apometria (quase sempre de forma dolorosa), aquela parte da consciência se
reacopla ao ser reencarnado e quando desencarnado irão se reacoplar ao espírito uno nas
regiões cósmicas.
Um fato bem interessante para ilustrar: Um certo dia amanheci com torcicolo e como
entendendo que todo problema físico é antes de tudo um problema espiritual, fiz um trabalho
de desobsessão e incorporou uma vivência minha de árabe e que viveu no Iraque atual. Era
um grupo de aproximadamente 15 pessoas, as quais também foram trazidas para tratamento.
Num dado momento comecei a sentir dificuldades em transmitir energias para o aquele grupo.
Fiz uma vibração para identificar a causa da dificuldade e a médium viu uma corda muito
grossa amarrada àquele grupo. Busquei identificar de onde vinha aquela corda e me deparei
com um outro grupo de mais ou menos 35 pessoas como os responsáveis. Com muita
dificuldade identifiquei o líder daquele grupo e o trouxe para incorporação. Era um chefe tribal
judeu vivendo na região da Palestina em época antes de Cristo. Qual não foi minha surpresa
ao constatar que aquela vivência também era minha mas com mais ou menos mil anos de
diferença mas guerreando as duas. Nesse momento tive a intuição de juntar aqueles dois
grupos que viveram em mil anos de diferença de tempo mas que se encontravam agora juntos
e cujos líderes eram vivências minhas, uma de árabe e uma de judeu. Para aplacar a ira um do
outro fiz ver aos dois que éramos a mesma pessoa nós três, ai agora incluindo essa minha
vivência atual como filho de árabe que sou. Para isso aproximei os dois (o árabe e o judeu) e
mostrei que ora podemos ser árabe e ora podemos ser judeu, então como quando encarnado
como árabe posso odiar um judeu e vice-versa. Eles aceitaram os argumentos então pedi para
os dois grupos se reunirem, no que fizeram muito cautelosos. Foram saindo de suas posições
de defesa e se reuniram em uma clareira. Ao ver os grupos reunidos não consegui conter as
lágrimas, então convidei-os a formar um grupo na região da Palestina que pudesse agregar
outras entidades desencarnadas interessadas na paz para aquela região. Um grupo para onde
também pudessem ser levados em desdobramento os encarnados que ainda vislumbrasse que
a paz entre árabes e judeus é possível. Como exemplo ficaria a de que fui árabe muitas vezes
e também fui judeu muitas vezes. Passados 4 dias ao fazer uma seção de acupuntura para a
região do torcicolo o terapeuta me falou: Faiçal, você vem sempre acompanhado de uma
entidade, mas hoje você veio com 4, o que aconteceu? Contei o ocorrido sobre os grupos de
árabe e judeu e ele estarrecido falou : Então são eles que estão aqui – O Faiçal judeu se
chama Moisés e o Faiçal árabe se chama Mahmud este tem um ajudante mas tem também um
velho de barbas brancas. Eu disse : Pergunte se o nome dele é Saeed ! Ele confirmou e
adiantou que aquele grupo já tinha crescido muito e que iria crescer ainda muito mais. Esclareci
que Saeed é um médico Palestino que viveu no ano de 1417 e que se apresenta como meu
orientador nos escritos de Apometria.
Pelo que podemos observar, apesar de todos terem reencarnado e estarem agora
cumprindo outro resgate, aquele grupo de espíritos mantêm uma espécie de imagem ou
lembranças daqueles momentos que formam um nível de cada uma daquelas vivências, cujos
espíritos são unos. Esses fatos são facilmente comprovados se aplicando as técnicas da
Apometria de desdobramento e dissociação. A doutrinação, deve ir buscar os segredos mais
íntimos do ser, que é onde estão as raízes dos problemas, e aí ajudá-lo a encontrar sua paz
espiritual e a cura de seus males. Então, curados estão, o encarnado e o desencarnado.
Assim, cumpre a Apometria a tarefa de ajudar os seres, em uma encarnação , a se
ajustarem com seus milhares de inimigos de centenas de encarnações, dando um salto em seu
processo evolutivo, porque o ajuste para o espírito desencarnado e muito mais fácil do que
para o encarnado, dado que para os espíritos encarnados e em débito, a situação em que se
encontram é péssima e a ajuda das técnicas da Apometria permite que ele veja “a luz no fim do
túnel” e saia daquele círculo vicioso de vítima/algoz.
O Grupo originalmente formado pelo grupos do Mahmud e Moisés hoje já contam com
mais de 10 milhões de participantes e que estão autuando na região para amenizar ou acabar
os efeitos desastrosos da guerra

A GUERRA DO APOCALIPSE

Dr. Lacerda em sua obra Energia e Espírito, às fls. 34 deixa bem claro as funções das
técnicas da Apometria que consistiria dentre outras coisas em “ capturar obsessores e destruir
suas bases nos umbrais”:
A atuação desse volumoso fluxo de forças (Apometria) permite que se façam verdadeiros
milagres entre os espíritos, quando convenientemente aplicadas.
Por outro lado, o simples fato de tomarmos a iniciativa das ações, faz com que nos
dirijamos diretamente sobre os focos maléficos dos casos em tratamento, saneando grandes
concentrações de energias magnéticas deletérias. Ao mesmo tempo, podemos capturar
obsessores, malfeitores, “exus”, delinqüentes de toda ordem, assim como subjugar os
temíveis magos negros e neutralizar exércitos arregimentados para a prática de toda
espécie de atrocidades.
E não é somente a captura dessas entidades dedicadas ao mal que vale, pois
podemos, também, destruir suas bem-organizadas bases operacionais do Umbral,
verdadeiras fortalezas, donde partem para suas ações nefastas, grandes levas de
malfeitores, através da emissão, da nossa parte, de poderosos fluxos de energia altamente
destrutivos para essas organizações.
Dr. Lacerda ainda às fls. 35 do mesmo livro nos fala da guerra contra as trevas : “
sobretudo agora, que esses seres espiritualmente inferiores estão sendo libertados por
um pouco de tempo, conforme o Apocalipse”. E nós, de nossa parte, temos visto em nossos
trabalhos de Apometria a presença de seres malignos de outros planetas e seres cruzaldinos,
que são os filhos de Lúcifer, que estão em uma guerra para destruir o reinado de Jesus. As
técnicas de Apometria nos permite empreender ações mais robustas, efetivas e objetivas para
destruir as fortalezas do mal e impedir o ataque desses seres terríveis.

FORTALEZAS DO MAL NAS REGIÕES UMBRALINAS

Existem Regiões Umbralinas dirigidas por sicários da Humanidade onde reina todo tipo de
perversão. Duas se destacam: As dedicadas ao SEXO e às DROGAS. É para lá que são
levadas os encarnados e desencarnados feitos prisioneiros dos desejos e dos seus verdugos.
Divaldo Franco, em sua obra Sexo e Obsessão, pelo espírito Manoel Philomeno de
Miranda, descreve o martírio do padre Mauro que, encarnado sofria o desequilíbrio da
“pedofilia” e, mesmo em momento de súplica a Jesus (pg. 29), inspirado por sua mãe já
desencarnada (pg. 32) e tendo sido atendido, com suas orações tendo chegado ao Centro de
comunicação Oracional que mandou uma equipe socorrista para a ajuda divina (pg. 32),
mesmo assim, ao se desdobrar pelo sono, teve ai seu espírito arrastado para uma comunidade
totalmente dedicada à perversão sexual (pg. 37).
No caso das drogas não é diferente, existindo nas regiões umbralinas imensos
laboratórios de preparo das drogas assim como uma infinidade de locais onde encarnados e
desencarnados se unem para uso e consumo de droga.

COMO LOCALIZAR ESSES ANTROS E DESTRUÍ-LOS


Nesses antros transitam ou vivem centenas de milhares de seres encarnados (quando
desdobrados pelo sono) e desencarnados com seus comandados e comandantes e a
espiritualidade nada pode fazer por nenhum deles, a não ser que peçam ajuda. E como o
pedido de ajuda provavelmente só partirá de uma ínfima parcela de comandados, assim os
vales do sexo e das drogas continuarão a existir arrastando almas indefesas.

COMO A APOMETRIA PODE AJUDAR


Usando as técnicas da apometria podemos identificar os comandantes e capturá-los para
poder doutriná-los, ai então, retirar todas as suas vítimas. Agora sem os efeitos das energia da
prisão em que se encontravam, lhes curar o corpo físico (que eles acham que tem) e libertá-los
das energias que lhes embriagavam. Ai está o grande efeito da Apometria nas regiões
umbralinas, pois nessas regiões vivem ou transitam essas centenas de milhares de
vitimas/algozes numa só vez podem ser retiradas do umbral e após um pequeno trabalho de
ajuda podem ser encaminhados para os hospitais da espiritualidade onde poderão continuar
seu tratamento.
Retirado as vítimas e algozes, a “cidade pode e deve ser destruída juntamente com seus
laboratórios, instrumentos de tortura, edificações, fantasias, etc., criando no lugar um jardim de
amor onde os raios do sol, a luz das estrelas e o perfume das flores sejam a marca da vitória
dos filhos de Deus contra as trevas.

Como adquirimos os vínculos


Ao longo do tempo em que permanecemos encarnados, se tivermos uma vida moderada,
amealhamos um sem número de amigos e inimigos, variando a quantidade desses em razão
de maior ou menor intensidade. Podemos assim exemplificar os inimigos:
• PEQUENA INTENSIDADE * MÉDIA INTENSIDADE
• MUITÍSSIMA INTENSIDADE * OBSESSORES EXTRA-TERRENOS
• SERES CRUZALDINOS

Os de pequena intensidade são aqueles que provocam pequenos contra tempos diários:
alguém que você fechou no trânsito, alguém que fez um trabalho para você e o resultado não
foi muito bom (pedreiro, médico, advogado,etc); alguém que furou a fila na sua frente; um carro
que lhe jogou água ao passar em uma poça na sua frente, etc. Uma infinidade de pequenas
coisas que podem vir ou não a ter rosto definido, mas que, com certeza, sua ira se voltará para
o autor. Neste caso as lembranças são muito mais fáceis de se apagarem com o tempo.
Os de média intensidade são relações que se rompidas não serão tão difíceis de se
apagarem com o tempo, mas não causam maiores problemas isto é, amigos, colegas, patrão,
vizinho.
Os de muitíssima intensidade seriam os que perturbamos por um período maior de
tempo, isto é, talvez 50 anos. Bons candidatos a esse nível seriam as pessoas com quem
temos relação muito duradoura, mesmo a distância: pai, mãe, filhos, um negócio mal feito,
amantes, traição, assassinato, etc.
Os obsessores extra terrenos são seres de outros planetas que temos observado
liderando “gangs” com objetivo de derrubar os grupos de apometria. Estes atingem mais os
dirigentes dos grupos.
Os seres cruzaldinos são seguidores de Lúcifer, podendo dele participar, como
coadjuvante, seres da Terra, por exemplo, pessoas que venderam sua alma para o Satanás a
troco de um benefício e por isso foram exilados, que estão em uma batalha corpo a corpo para
desestabilizar o reinado de Jesus. Eles tem uma hierarquia, talvez até 5º grau. Há uma
informação de que o grupo de Apometria mais atacado pelos cruzaldinos é o do Ramatis no
Rio de Janeiro.
AS CONSEQÜÊNCIAS DESSES SENTIMENTOS

No encarnado – Os sentimentos citados, como todos sabem, provocam a aproximação


de seus desencarnados afins. Vejam que é uma pessoa moderada, isto é, não matou, não
roubou, não teve amantes, não desviou a sexualidade, não foi maledicente e nem egoísta,
contudo a nossa mente faz prodígios de malabarismos para o lado das coisas erradas mesmo
orando e vigiando.
Assim passamos a sofrer a chamada obsessão dos afins e dos contrários com todas as
conseqüências daí advindas: dores, mal estares, doenças, insônia, etc, etc, etc... ., porém,
vamos tocando nossas vidinhas até o momento do desencarne.

No desencarnado – Enquanto a obsessão do encarnado se dá em um período


relativamente curto se considerarmos a mortalidade da matéria em +- 70 anos (do nascimento
até a morte), no desencarnado é para sempre ou até que o ser consiga perdoar e ser perdoado
por todos os seus verdugos. Mesmo o reencarne não o livra, porque o teatro daquela
existência, para cada um, só será desmontado quando conseguirem ser resgatados e cortados
os vínculos que os unem. Não só com os seres participantes do teatro em vida, mas também
dos novos “companheiros” que conquistou no além túmulo logo após seu desencarne. Esses
“companheiros” são os seres que o escravizam, dele se utilizando para toda a sorte, assim
como outros seres mais baixos moralmente, que ele escraviza e utiliza para continuar a praticar
suas maldades e desforras.

DAS TERAPIAS PARA CADA CASO

De acordo com cada caso que se apresenta e da intensidade do ódio no coração do ser
que nos foi trazido, devemos aplicar as seguintes técnicas de doutrinação:

Pequena intensidade
A terapia espiritual desses seres se dá, na maioria das vezes, por simples participação
nas palestras, leituras e orações nas casas espíritas.
“Divaldo Franco em sua obra Tormentos da Obsessão pelo espírito de Manoel Philomeno
de Miranda, relata às fls. 282... até o momento quando seja atendido por psicoterapia especial,
qual seja a bioenergética, por intermédio dos passes, da água fluidificada, da oração, das
vibrações favoráveis à sua restauração, a alteração da conduta mental e comportamental, que
contribuirão para anular os efeitos morbosos da incidência alienadora.”

Média intensidade
Já nesses casos, há uma necessidade de passarem pelo processo de incorporação alem
da participação nas palestras, leituras e orações nas casas espíritas.
Divaldo Franco em sua obra Tormentos da Obsessão pelo espírito de Manoel Philomeno
de Miranda, relata às fls. 282..:
“.a desobsessão, mediante cujo contributo o perseguidor desperta para as próprias
responsabilidades, modifica a visão espiritual, ajudando-o a resolver-se pela mudança de
atitude perante aquele que lhe foi adversário, entregando-o, e a si mesmo também se
oferecendo, aos desígnios insondáveis do pai criador.”

Grande intensidade
As técnicas de terapia pela apometria precisam ser aplicadas para poderem ser rompidos
os laços que unem as partes.

Obsessores extra terrenos


Com esses seres de outros planetas que temos observado liderando “gangs” com objetivo
de derrubar os grupos de apometria precisam ser usadas técnicas apométricas do caso
anterior, combinadas com as técnicas para os seres cruzaldinos e ainda um cuidado especial
com o dirigente do grupo.
Seres cruzaldinos
Aqui é um caso de técnicas e grupos especiais conforme se vê mais adiante na parte
específica.

DO LIVRE ARBÍTRIO

Variáveis Szondiana e Independência Relativa de Chico Xavier

Ercilia Zilli escreveu em sua obra “O Espírito em Terapia” , às fls. 28 que, segundo a teoria
Szondiana, são duas as variáveis do destino:
• LIVRE ESCOLHA
• COERCITIVO
Na livre escolha, de óbvio, o indivíduo vai decidindo o que fazer da sua vida frente às
situações que vão se apresentando. Já na variável Destino Coercitivo, de fato não realiza
escolhas, ele estabelece padrão: comigo é sempre assim , comigo é desse jeito. Aqui o
indivíduo foi levado pelos pulsões que, por sua vez, são determinados por genes específicos.
Se reagir contra esse destino, poderá realizar a livre escolha de sua forma de viver
Escreve ainda às fls. 29 que segundo Szondi, existe um plano oculto de vida que
compreende seis forças, chamadas fatores do destino: Hereditariedade; o caráter dos pulsões;
o ambiente social; o ego e o espírito.
Chico Xavier, em sua obra Missionários da Luz, ditado pelo espírito André Luiz (pg. 226),
respondendo sobre “destino pré-fixado” explicou “isso implicaria obrigatoriedade de conduta
espiritual. Naturalmente a criatura renasce com independência relativa”

Livre Arbítrio na Terapia Espiritual

No tratamento na espiritualidade, o livre arbítrio é o grande limitador. Este é o principal


motivo de que a espiritualidade precisa de nossa ajuda.
Como é sabido por todos, por exemplo, só podem ser retirados do umbral quem querendo
sair, pediu ajuda, ou teve uma intervenção muito forte a seu favor e a aceitou. Só aí é que a
equipe socorrista poderá resgatá-lo.
Porém nos tratamentos na Apometria o livre arbítrio fica meio que embotado pela força
do desejo de outras pessoas em ajudá-lo e ai as leis da apometria podem ser aplicadas (estado
de exceção momentâneo).
Nesse breve período de exceção os obsessores são conduzidos até os locais de trabalho
ou a equipe socorrista vai até eles e se não aceitarem se modificar seus comportamentos, são
subjugados para que a equipe socorrista possa fazer seu trabalho. Se são, na maioria das
vezes, trazidos a força, é para receberem o tratamento completo, cujas técnicas serão aqui
descritas.
Dentro do entendimento de que temos vários níveis de obsessores, entendemos que, pelo
livre arbítrio, só virão espontaneamente aqueles obsessores já “tocados nas cordas do
arrependimento dos seus corações”. Porem os obsessores mais empedernidos não virão
espontaneamente. Nesse caso a espiritualidade nada poderá fazer. Ai se encontra a maior
utilidade da Apometria, pois aplicando suas leis, podemos fazer aquilo que a espiritualidade
não pode fazer por total obediência ao “ livre arbítrio “ dos seres, que é trazer os espíritos para
serem tratados com conseqüente cura da pessoa que busca o auxílio. A partir daí, esta pessoa
ficará mais livre para sua reforma íntima, freqüentar uma casa religiosa e praticar o evangelho
no lar.

O LIVRE ARBÍTRIO SEGUNDO RAMATÍS

Ramatís, em sua obra Fisiologia da Alma psicografada por Hercílio Mães, pg. 261,
respondendo a indagação sobre o livre arbítrio, assim se posicionou:
PERGUNTA: - Mas é fora de dúvida que, se nós sofremos limitações impostas pelo
determinismo cármico do planeta em que habitamos, o nosso livre arbítrio se torna inútil;
não é assim?
RAMATÍS: - .Aquilo que considerais um determinismo implacável, a tolher o vosso livre
arbítrio, é apenas o equipo de leis que emanam do espírito planetário do orbe terráqueo e lhe
regulam tanto o ajuste planetário como o crescimento harmonioso de sua humanidade.
Quando vos ajustardes a essas leis evolutivas e só souberdes operar em vosso
benefício espiritual, sem entrardes em conflito com a coletividade, ser-vos-á facultado o
exercício do livre arbítrio de modo ilimitado.

PERGUNTA: - Uma vez que é a nossa irresponsabilidade que nos reduz o uso do
livre arbítrio, como poderíamos exercê-lo de modo mais amplo?
RAMATÍS: - É Jesus quem melhor responde a essa vossa indagação, quando estabelece
a regra: "Procurai a Verdade e a Verdade vos libertará". Quando ele nos advertiu de que o seu
reino não era do mundo material de César, mas sim o reino do espírito eterno, também induziu-
nos a crer que o livre arbítrio humano aumenta à medida que o homem se liberta da
escravidão das formas e vive mais devotado ao mundo espiritual, onde a sua vontade
angeliza da pode-se exercer de modo ilimitado.

Melhor explicado não poderia ser. Pelas palavras de Ramatís e Chico Xavier, a
“independência é relativa” e “aumenta à medida que o homem se liberta da escravidão
das formas e vive mais devotado ao mundo espiritual”.
E os seres empedernidos, encarnados e desencarnados? Disporiam eles do pleno livre
arbítrio? Claro que não. Portanto, quando estes se apresentam nos centros espíritas e grupos
de apometria devem receber todo tratamento, usando todos os conhecimentos disponíveis,
quer eles queiram ou não. As conseqüências para os trabalhadores da seara espírita fica a
seguinte reflexão :
• temos que desenvolver novas técnicas;
• temos que aplicá-las e não despachar o ser de volta para a espiritualidade para
somente lá ser tratado. Não, NÓS É QUE TEMOS QUE APLICAR AS TÉCNICAS E
NÃO SOBRECARREGAR A ESPIRITUALIDADE.

DO MERECIMENTO
Muito se tem falado do “merecer ou não merecer”. Mister se faz explicar mais detalhado o
merecimento.
AJUDA É PARA OS DESENCARNADOS
Os processos de ajuda se dirigem às pessoas que procuram um apoio espiritual em uma
religião qualquer em busca de um lenitivo.
Se apresentam portadores de toda sorte de problemas, desde a mais simples indisposição
até casos de completa imbecilização.
Em face dessa busca pelas pessoas, abre-se a possibilidade de os desencarnados
ligados a eles também se apresentarem para receber ajuda.
No encarnado o problema se apresenta de maneira orgânica (dores, mal-estar, doenças,
etc.) e de desequilíbrio mental. Como sabemos, os sintomas orgânicos devem ser tratados pela
medicina humana e o desequilíbrio mental por orientação e evangelhoterapia.

DOIS PACIENTES

Quando falamos que “tem a haver o merecimento” parece que estamos nos referindo ao
merecimento do paciente que se apresenta no trabalho de cura na casa espírita pedindo algum
tipo de ajuda. Porem se formos examinar com maior acuidade veremos que há 2 tipos de
merecimento em jogo:
a) O do paciente encarnado.
b) Os dos irmãozinhos desencarnados que acompanham aquele ser.

MERECIMENTO DO PACIENTE ENCARNADO


Claro que nunca se fala no merecimento, mas sempre fica a condicionante de que “se ele
tiver merecimento poderá ser ajudado”. Não podemos esquecer que os trabalhos espirituais
quando se manifestam, Já deixaram suas marcas no corpo físico pelo canal de ligação que é o
Duplo Etérico, e este só poderá ser tratado pela medicina da terra. E, cármico ou não, o
problema poderá ser minimizado ou extirpado pela medicina independente do trabalho
espiritual de doutrinação. O processo de cura espiritual de um problema físico se dá pela
energia e harmonização não pela doutrinação, esta é um complemento, pois pode provocar o
afastamento dos obsessores, o que viria facilitar o processo de cura.

Então temos de:


- afastar os obsessores.
- energizar e harmonizar as regiões e órgãos atingidos com passes magnéticos.

Onde então se aplica o merecimento?


Afastar os obsessores: Depende destes.
Receber os passes magnéticos: é uma situação passiva de receber.
Não há então que se falar em merecimento do paciente encarnado fora do ambiente da
doença regeneradora pelo carma, que é uma outra questão.

Do merecimento do Paciente Desencarnado.


Para este sim é que é dirigido todo processo de cura, porque para o encarnado a ajuda
vem pelo afastamento de seus obsessores e dispersão das energias deletérias provindas do
processo obsessivo. A cura efetiva este deve buscar na medicina material.

Do processo de cura do doente desencarnado


Diferentemente do doente encarnado, para o desencarnado é bem mais rápido seu
tratamento, pois nesses casos concorrem todos os participantes do teatro: quem quer sua
cura e quem quer sua destruição.
O tratamento tem que levar em conta todo o teatro, cortando os vínculos com quem quer
sua destruição (ajudando-os também para que eles não façam pressão contra o doente) e
pedindo ajuda a quem quer sua cura. Normalmente quem quer sua cura é um ente muito
querido: mãe, pai, esposa, avô, etc.
Os problemas podem ser apenas distúrbios psicológicos ou reflexos de alguma doença no
físico, contraída quando da sua última encarnação. Todos eles, além dos tratamentos
específicos exigem uma reconstrução dos fatos de sua encarnação que causaram aqueles
problemas, isto é, devemos apagar aquelas más ações e reescrevê-las com a ótica do amor,
aplicando todas as técnicas de doutrinação que a Apometria possibilita.
Enquanto ainda houver reflexo de alguma doença temos que ter em mente que esta NÃO
SERÁ TOTALMENTE DEBELADA enquanto o arrependimento, amor e o perdão não se
instalarem definitivamente no coração do ser, temos de buscar os obstáculos e removê-los até
a cura total.
Para remoção dos obstáculos devemos pedir ao paciente concentração no que pode vir a
estar dificultando sua cura (pode ser um sentimento negativo ou um obsessor). Caso o
obstáculo seja um pensamento negativo podemos pedir que apague-o e reescreva a mesma
cena com amor. Se for um obsessor precisamos trazê-lo para incorporação e tratá-lo.
A experiência nos mostra que dessa forma a cura é completada e a entidade pode ser
encaminhada para repouso e completa recuperação na espiritualidade onde se ocupara de
alguma pequena atividade acompanhado da evangelhoterapia.

A fixação do desencarnado com seus obsessores


Divaldo Franco em sua obra Tormentos da Obsessão pelo espírito de Manoel Philomeno
de Miranda, relata às fls. 159 que os vínculos energéticos precisam ser cortados para que o ser
possa ter forças de resistir aos chamamentos de volta:
“Eurípedes, tomando a palavra, sintetizou o programa a ser desenvolvido:
- A transferência do nosso querido paciente para este recinto não rompeu os
vínculos energéticos mantidos com alguns dos verdugos que o retinham na furna de
aflições. Foi deslocado espiritualmente sim, mas as fixações psíquicas encontram-se-lhe
imantadas através do perispírito denso de energias morbosas.
Iremos tentar deslocar algumas das mentes que prosseguem vergastando-o, atraindo os
seus emissores de pensamentos destrutivos a conveniente e breve diálogo, para, em ocasião
própria, torná-lo mais prolongado, mediante cuja terapia procuraremos liberá-lo das camadas
concêntricas de amargura e de culpa, de necessidade de punição e de fuga de si mesmo, até o
momento de o despertarmos do sono reparador que lhe foi imposto por força das
circunstâncias.”
O trabalho de desobsessão realizado por Eurípedes Barsanulfo foi explicado às fls. 168
por Dr Ignácio Ferreira, médico uberabense diretor do Sanatório Esperança, erguido na
espiritualidade por Dr. Eurípedes Barsanulfo:
“Realizamos, há pouco, uma atividade não comum na área dos fenômenos mediúnicos,
conforme o habitual entre os encarnados. Trata-se de uma experiência específica para
distúrbios profundos, que se fixaram no recesso do perispírito de Ambrósio, alcançando as
delicadas tecelagens mentais do espírito , que lhe sofrem as conseqüências danosas.
O objetivo inicial era romper a fixação mental de um dos seus adversários, o que foi
conseguido graças a psicofonia atormentada, retirando as energias que lhe estavam imantadas
e, momentaneamente transferindo-as para a médium. Desligado psiquicamente da sua
vitima, o retorno se lhe tornará mais difícil, especialmente quando o paciente despertar com
outras disposições mentais, não mais facultando campo vibratório para sintonia com esse teor
de energia”
Pelo relato vemos a aplicação de uma técnica muito sutil e não usual nos tratamentos dos
centros espíritas. Ainda Dr. Ignácio Ferreira, às fls 42, relata fato dele em vida no centro
espírita:
“ Um rapaz viciado em bebidas dava muito trabalho como bêbado e como paciente de
desobsessão e a própria espiritualidade já afirmara que “somente esforço do paciente poderia
modificar os planos de vindita elaborado por seus desafetos, o que parecia difícil... ”.
Após duas semanas o rapaz foi assassinado por outros companheiros de infortúnio. Após
o trágico desfecho, as fls 55, Dr. Ignácio Ferreira relata que os dirigentes do centro espírita se
teria falhado a ajuda espiritual ou por qual razão não nos foi possível aprofundar terapias
mais eficientes?

NOÇÕES BÁSICAS E AS LEIS DA APOMETRIA

APOMETRIA SEGUNDO RAMATIS: Apometria é uma técnica que permite com razoável
facilidade, a um grupo de médiuns treinados, a indução para estados de desdobramento dos
corpos mediadores; em especial o etérico, o astral e o mental. É também importante ferramenta
de criação de campos de força. Não basta somente o conhecimento da técnica em si, mas é
fundamental a egrégora que se forma durante os trabalhos, pois, é proveniente de cada elo da
corrente, a sustentação mental para que“ o lado de cá” possa agir em padrões vibracionais,
que normalmente exigiriam grande dispêndio de energia e esforço das falanges socorristas,
que dão apoio a esses trabalhos de cura desobsessivos.
COMO COMEÇOU - Em 1965, o Dr. José Lacerda de Azevedo, médico do Hospital
Espírita de Porto Alegre RS, tomou conhecimento de uma técnica que o porto-riquenho Luiz
Rodrigues, estaria aplicando no Rio de Janeiro, com certos resultados, à qual teria dado o
nome de Hipnometria
AS LEIS DA APOMETRIA – Imediatamente Dr. Lacerda iniciou as experiências e
registros, usando a sua própria esposa, médium sensitiva, dentro dos trabalhos do
Hospital Espírita de Porto Alegre, concluindo por elaborar as 13 leis da Apometria.
ORIGEM DO NOME - O nome Apometria é de origem Grega, onde: apo = fora de;
distante de; metron (metria) = medida; distância. Resumindo: Apometria significa
desdobramento
Na lei geral (Lei do Desdobramento Espiritual) se baseia a Apometria:
AS 13 LEIS DA APOMETRIA
Extraído do livro de José LACERDA de Azevedo, in ESPIRÍTO / MATÉRIA.
NOVOS HORIZONTES PARA A MEDICINA.

Primeira Lei: LEI DO DESDOBRAMENTO ESPIRITUAL


1. Enunciado:
Toda vez que, em situação experimental ou normal, dermos uma ordem de
comando a qualquer criatura humana, visando à separação de seu corpo espiritual -
corpo astral - de seu corpo físico, e, ao mesmo tempo, projetarmos sobre ela pulsos
energéticos através de uma contagem lenta, dar-se-á o desdobramento completo dessa
criatura, conservando ela sua consciência.
2. Técnica:
Nesta lei geral se baseia a Apometria. No campo dos fenômenos anímicos a técnica de
sua aplicação representa uma verdadeira descoberta. Ela possibilita explorar e investigar o
plano astral, com bastante facilidade. Não dá condições, é evidente, de nos aprofundarmos até
abismos trevosos do interior do planeta, nem nos permite a ascensão a píncaros espirituais,
mas com ela podemos assistir os desencarnados na erraticidade, com vantagens inestimáveis
tanto para eles como para os encarnados que lhes sofrem as obsessões.

A técnica é simples. Com o comando, emitem-se impulsos energéticos através da


contagem em voz alta - tantos (e tantos números) quantos forem necessários. De um modo
geral, bastam sete, ou seja, contagem de 1 a 7.

Segunda Lei: LEI DO ACOPLAMENTO FÍSICO


1. Enunciado:
Toda vez que se der um comando para que se reintegre no corpo físico o espírito de
uma pessoa desdobrada, (o comando se acompanhado de contagem progressiva), dar-
se-á o imediato e completo acoplamento no corpo físico.
2. Técnica:
Se o espírito da pessoa desdobrada estiver longe do corpo, comanda-se primeiramente a
sua volta para perto do corpo físico. Em seguida, projetam-se impulsos (ou pulsos) energéticos
através de contagem, ao mesmo tempo em que se comanda a reintegração no corpo físico.
Caso não seja completa a reintegração, a pessoa sente tonturas, mal-estar ou sensação
de vazio que pode durar algumas horas. Via de regra há reintegração espontânea e em poucos
minutos (mesmo sem comando); não existe o perigo de alguém permanecer desdobrado, pois
o corpo físico exerce atração automática sobre o corpo astral. Apesar disso, não se deve deixar
uma pessoa desdobrada, ou, mesmo, mal acoplada, para evitar ocorrência de indisposições de
qualquer natureza, ainda que passageiras. Assim, ao menor sintoma de que o acoplamento
não tenha sido perfeito, ou mesmo que se suspeite disso, convém repetir o comando de
acoplamento e fazer nova contatem.
Pelo que observamos em milhares de casos, bastam 7 a 10 impulsos de energia
(contagem de 1 a 7, ou 10) para que se opere tanto o desdobramento como a reintegração no
corpo físico.

Terceira Lei: LEI DA AÇÃO À DISTÂNCIA, PELO ESPÍRITO DESDOBRADO


1. Enunciado:
Toda vez que se ordenar ao espírito desdobrado do médium uma visita a lugar
distante, fazendo com que esse comando se acompanhe de pulsos energéticos através
de contagem pausada, o espírito desdobrado obedecerá à ordem, conservando sua
consciência e tendo percepção clara e completa do ambiente (espiritual ou não) para
onde foi enviado.
* Nota importante: esta Lei é aplicada, de ordinário, em sensitivos que conservam a
vidência, quando desdobrados.
2. Técnica:
Ordena-se ao médium desdobrado a visita a determinado lugar, ao mesmo tempo em que
se emite energia com contagem lenta, Ele se desloca seguindo os pulsos da contagem, até
atingir o local estabelecido. Como permanece com a visão psíquica, transmite, de lá,
descrições fiéis de ambientes físicos e espirituais, nestes últimos se incluindo a eventual ação
de espíritos sobre encarnado.
Este tipo de desdobramento exige certos cuidados com o corpo físico do médium, que
deve ficar em repouso - evitando -se até mesmo que seja tocado.

Quarta Lei: LEI DA FORMAÇÃO DOS CAMPOS-DE-FORÇA


1. Enunciado:
Toda vez que mentalizamos a formação de uma barreira magnética, por meio de
impulsos energéticos através de contagem, formar-se-ão campos-de-força de natureza
magnética, circunscrevendo a região espacial visada na forma que o operador imaginou.
2. Técnica:
Mentalizamos fortemente uma barragem magnética e projetamos energias para sua
concretização, através de contagem até sete. Há de se formar um campo-de-força simples,
duplo ou triplo, e com freqüência diferentes - conforme desejarmos. A densidade desses
campos é proporcional à força mental que os gerou. Costumamos empregar esta técnica para
proteger ambientes de trabalho, e, principalmente, para contenção de espíritos rebeldes.
Os antigos egípcios eram peritos nessa técnica, pois seus campos-de-força duram até
hoje, conforme temos verificado. Usavam-nos para proteção de túmulos, imantação de múmias
e outros fins.
A forma do campo tem grande importância, pois os piramidais, mormente os tetraédricos
(poliedros de quatro faces), têm tamanha capacidade de contenção que, uma vez colocados
espíritos rebeldes no seu interior, eles não poderão sair - a menos que se lhes permita. Dentro
desses campos, tais espíritos podem ser conduzidos para qualquer lugar, com toda a
segurança e facilidade.
Descobrimos que os ângulos diedros (ângulos retos das bases das pirâmides) das
pirâmides têm propriedades especiais: dificilmente se rompem e, assim mesmo, por ação de
energias que, via de regra, esses espíritos não possuem.

Quinta Lei: LEI DA REVITALIZAÇÃO DOS MÉDIUNS


1. Enunciado:
Toda vez que tocarmos o corpo do médium (cabeça, mãos), mentalizando a
transferência de nossa força vital, acompanhando-a de contagem de pulsos, essa
energia será transferida. O médium começará a recebê-la, sentindo-se revitalizado.
2. Técnica:
Pensamos fortemente na transferência de energia vital de nosso corpo físico para
organismo físico do médium. Em seguida, tomamos as mãos do médium ou colocamos nossas
mãos sobre sua cabeça, fazendo uma contagem lenta.
A cada número pronunciado, massa de energia vital - oriunda de nosso próprio
metabolismo - é transferida de nosso corpo para o médium. Usamos essa técnica,
habitualmente, depois dos passes magnéticos em pacientes muito desvitalizados.
Ela nos permite trabalhar durante quatro a cinco horas consecutivas, sem desgaste
apreciável. De trinta em trinta minutos costumamos transferir energias vitais para os médiuns,
que desse modo podem trabalhar sem dispêndio de forças.

Sexta Lei: LEI DA CONDUÇÃO DO ESPÍRITO DESDOBRADO, DE PACIENTE


ENCARNADO, PARA OS PLANOS MAIS ALTOS, EM HOSPITAL DO ASTRAL.
1. Enunciado:
Espíritos desdobrados de pacientes encarnados somente poderão subir a planos
superiores do astral se estiverem livres de peias magnéticas.
2. Técnica:
E’ comum desdobrar-se um paciente a fim de conduzi-lo ao plano astral superior (para
tratamento em hospitais) e encontrá-lo, já fora do corpo, completamente envolvido em sudários
aderidos ao seu corpo astral, laços, amarras e toda a sorte de peias de natureza magnética,
colocadas por obsessores interessados em prejudicá-lo.
Nesses casos, é necessária uma limpeza perfeita do corpo astral do paciente, o que pode
ser feito, e de modo muito rápido, pelos espíritos dos médiuns desdobrados. Se estes não
puderem desfazer os nós ou não conseguirem retirar esses incômodos obstáculos, o trabalho
será feito pelos socorristas que nos assistem.
Note-se que os passes habitualmente ministrados em casas espíritas são ineficazes
nesses casos, pois age apenas sobre a aura do paciente, e mais no campo vibratório.
Com freqüência, fornecemos energias aos médiuns desdobrados, para que possam retirar
do paciente essas peias e o material mais pesado. Lembramos que é sempre através de
contagem que se transfere qualquer forma de energia.

Sétima Lei: LEI DA AÇÃO DOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS SOCORRISTAS


SOBRE OS PACIENTES DESDOBRADOS.
1. Enunciado:
Espíritos socorristas agem com muito mais facilidade sobre os enfermos se estes
estiverem desdobrados, pois que uns e outros, dessa forma, se encontram na mesma
dimensão espacial.
2. Técnica:
Estando os pacientes no mesmo universo dimensional dos espíritos protetores (médicos,
técnicos e outros trabalhadores), estes agem com muito mais profundidade e rapidez. Os
diagnósticos tendem a ser mais precisos e as operações cirúrgicas astrais também são
facilitadas pois quase sempre o espírito do paciente é conduzido a hospitais do astral que
dispõem de abundante equipamento, recursos altamente especializados, com emprego de
técnicas médicas muito aperfeiçoadas.
A apometria, desdobrando os pacientes para serem tratados, concorre decisivamente
para o êxito de seu tratamento espiritual - e poderá se constituir em importante esteio no
tratamento dos espíritos. Não está longe o dia, acreditamos, em que a Medicina será integral:
enquanto médicos encarnados tratarem das mazelas físicas, seus colegas desencarnados se
encarregarão das enfermidades do espírito, encarnados e desencarnados trabalhando juntos.
Como a maioria das doenças, talvez 80% delas, começam no corpo astral, bem se pode
imaginar a extensão das aplicações da apometria, especialmente no campo das doenças
mentais. Nessas, a terapêutica é grandemente facilitada, pois é viabilizado o tratamento e
afastamento dos obsessores, causa mais freqüente das psicopatias.

Oitava Lei: LEI DO AJUSTAMENTO DE SINTONIA VIBRATÓRIA DOS ESPÍRITOS


DESENCARNADOS COM O MÉDIUM OU COM OUTROS ESPÍRITOS DESENCARNADOS,
OU DE AJUSTAMENTO DA SINTONIA DESTES COM O AMBIENTE PARA ONDE,
MOMENTANEAMENTE, FOREM ENVIADOS.
1. Enunciado:
Pode-se fazer a ligação vibratória de espíritos desencarnados com médiuns ou
entre espíritos desencarnados, bem como sintonizar esses espíritos com o meio onde
forem colocados, para que percebam e sintam nitidamente a situação vibratória desses
ambientes.
2. Técnica:
Quando se quiser entrar em contato com desencarnado de nível vibratório compatível com
nosso estado evolutivo, presente no ambiente, projeta-se energia em forma de pulsos rítmicos,
ao mesmo tempo em que se comanda a ligação psíquica.
Por esta técnica se estabelece a sintonia vibratória entre sensitivo e desencarnado,
facilitando grandemente a comunicação. Ela abre canal sintônico entre a freqüência
fundamental do médium e do espírito.
Emitidos por contagem, os pulsos energéticos fazem variar a freqüência do sensitivo do
mesmo modo como acontece nos receptores de rádio, quando giramos o dial do capacitor
variável até estabelecer ressonância com a fonte oscilante (estação) que se deseja.
Se o espírito visitante tiver padrão vibratório muito baixo ou se estiver sofrendo muito, o
médium abaixa sua tônica vibratória ao nível da entidade, e fica nessa situação até que ela se
retire. Tão logo aconteça desincorporação, devemos elevar o padrão vibratório do médium. Se
isso não for feito, o sensitivo ficará ainda por algum tempo sofrendo as limitações que o espírito
tinha, manifestando sensações de angústia, opressão, mal-estar, etc., em tudo semelhante as
da entidade manifestada.
É comum verem-se médiuns saindo de sessões espíritas se queixando de que se sentem
mal, psiquicamente esgotados e até doentes, o que denota a má condução dos trabalhos
espirituais. Com efeito, isso só acontece porque os médiuns, tendo ficado por algum tempo em
sintonia com espíritos sofredores, não desfizeram a ressonância vibratória quando da saída
deles. Em trabalhos bem orientados, com freqüência o plano espiritual usa o recurso de
incorporar, ao final das sessões, um guia em um dos médiuns, para processar a limpeza
vibratória. (Esse, por sinal, é procedimento costumeiro nos trabalhos de Umbanda.).
Em trabalhos de desobsessão, as circunstâncias muitas vezes fazem com que seja
necessário levar espíritos rebeldes a confrontar-se com situações constrangedoras do Passado
ou Futuro, de modo a esclarecê-los. Estes nossos irmãos revoltados costumam não aceitar
esse constrangimento, talvez porque não queiram se reconhecer como personagens dos
dramas escabrosos que lhes são mostrados - avessos que são às admoestações, ainda que
amoráveis.
Nesses casos, procuramos fazer com que sintam o ambiente, isto é, entrem em
ressonância com as vibrações opressivas que desencadearam no passado, para que possam
bem compreender.
Tema 8, fl.2 (cont.) a desarmonia que geraram e suas conseqüências. Tão logo
projetamos energias em forma de pulsos, por contagem, a sintonia se estabelece.
E haverá de permanecer até que o campo vibratório se desfaça, por ordem do operador,
com a volta da entidade ao Presente. Quando isso ocorrer, nosso irmão revoltado se pacificará,
completamente esclarecido.
Não poderia ser de outra forma: a transformação espiritual é automática quando ele vê as
cenas e as sente, revivendo-as.

Nona Lei: LEI DO DESLOCAMENTO DE UM ESPÍRITO NO ESPAÇO E NO TEMPO.


1. Enunciado:
Se ordenarmos a um espírito incorporado a volta a determinada época do Passado,
acompanhando-a de emissão de pulsos energéticos através de contagem, o espírito
retorna no Tempo à época do Passado que lhe foi determinada.
2. Técnica:
Costumamos fazer o espírito regressar ao Passado para mostrar-lhe suas vivências, suas
vítimas, sua conduta cruel e outros eventos anteriores à existência atual, no objetivo de
esclarecê-lo sobre as leis da Vida.
Há ocasiões em que temos de lhe mostrar as injunções divinas que o obrigam a viver em
companhia de desafetos, para que aconteça a harmonização com eles, além de outras
conseqüências benéficas à sua evolução. O conhecimento, aqui ou no plano espiritual, é Luz.
Tão logo se esclarece, sentindo, sobre o funcionamento da Lei do Karma, qualquer sofredor
desencarnado dá um passo decisivo em sua evolução, pois se elucidam suas dolorosas
vivências passadas com todo o cortejo dos não menos dolorosos efeitos.
Também usamos essa técnica, e com grande proveito, para conduzir magos negros ao
Passado, a fim de anular os campos energéticos que receberam em cerimônias de iniciações
em templos.
Décima Lei: LEI DA DISSOCIAÇÃO DO ESPAÇO / TEMPO
1. Enunciado:
Se, por aceleração do fator Tempo, colocarmos no Futuro um espírito incorporado,
sob comando de pulsos energéticos, ele sofre um salto quântico, caindo em região
astral compatível com seu campo vibratório e peso específico kármico (Km) negativo -
ficando imediatamente sob a ação de toda a energia Km de que é portador.
2. Técnica:
Chamamos de Km o peso específico do karma do indivíduo, isto é, a energia kármica
negativa de que está carregado. Constitui a massa kármica a resgatar, de uma determinada
pessoa; por ser assim individual, consideramo-la específica. O fator ‘m’ indica a massa
maléfica desarmônica.
Esta lei é importante porque nela se baseia uma técnica para tratamento de obsessores
simples, mas renitentes.
Observamos que um espírito, ao ser dissociado do espaço em que se encontra, através
da aceleração do fator Tempo, dá um verdadeiro salto quântico (à semelhança dos elétrons,
nos átomos). O afastamento do espaço normal não acontece de maneira progressiva, e sim por
saltos, até que consegue instalar-se num espaço do futuro hostil. (Espaço freqüentemente
ocupado por seres horrendos, compatíveis com a freqüência vibratória do recém-chegado
viajante).
Nesses casos de dissociação do Espaço-Tempo ocorre fenômeno sobre-maneira
interessante. Ao acelerar-se o Tempo, a carga kármica a resgatar - que normalmente seria
distribuída ao longo do Tempo, 300 anos, por exemplo - fica acumulada, toda ela e de uma só
vez, sobre o espírito. Esta é a causa da sensação de terrível opressão, de que começa a se
queixar. Deste incômodo, mas momentâneo mal-estar pode nos servir, apresentando-as como
provas das conseqüências dos seus atos e de sua repercussão negativa na harmonia cósmica.
A técnica é muito simples: projetamos energias magnéticas por pulsos rítmicos e através
de contagem, sobre o espírito incorporado, ao mesmo tempo em que se lhe dá ordem de saltar
para o Futuro. (Esta técnica só deve ser usada em espíritos desencarnados, visando a
esclarecê-los).
O salto quântico acontece imediatamente, e o espírito passa a se ver no novo ambiente,
sentindo-lhe a profunda hostilidade. Dá-se o abrupto encontro com toda a massa kármica
negativa, com grande incômodo para o culpado.
Devemos ter muito cuidado com o espírito, durante este encontro. Se o desligarmos do
médium de repente, sem preparação, será literalmente esmagado pelo campo energético
acumulado. Seu corpo sofrerá destruição, transformando-se em “ovóide”. Para desligar o
espírito do médium, devemos fazê-lo, antes, retornar lentamente para a época presente.
Esse processo é fácil de ser entendido. Ao ser projetado para o futuro, o espírito passa a
viver em uma nova equação de Tempo, de vez que o Futuro ainda não foi vivido por ele, mas
seu Karma negativo (Km) continua a sobrecarregá-lo. Como este Km ainda não foi resgatado,
também não foi distribuído ao longo do Tempo: fica condensado e acumulado sobre seu corpo
astral, comprimindo-se, de repente, ao desligarmos do médium, toda a massa negativa (ainda
não espalhada em outras reencarnações) precipita-se sobre ele de uma vez só. E ei-lo
reduzido a “ovóide”.
Explicamos melhor. E’ como se esse espírito possuísse um caminhão de tijolos a ser
descarregado ao longo de sucessivos amanhãs, mas que tivesse atirado toda essa carga de
uma só vez, sobre sua cabeça - por acidente. O esmagamento seria inevitável.

Décima Primeira Lei: LEI DA AÇÃO TELÚRICA SOBRE OS ESPÍRITOS


DESENCARNADOS QUE EVITAM A REENCARNAÇÃO
1. Enunciado:
Toda vez que um espírito desencarnado possuidor de mente e inteligência bastante
fortes consegue resistir à Lei da Reencarnação, sustando a aplicação dela nele próprio,
por largos períodos de tempo (para atender a interesses mesquinhos de poder e
domínio de seres desencarnados e encarnados), começa a sofrer a atração da massa
magnética planetária, sintonizando-se, em processo lento, mas progressivo, com o
Planeta. Sofre apoucamento do padrão vibratório, porque o Planeta exerce sobre ele
uma ação destrutiva, deformante, que deteriora a forma do espírito e de tudo o que o
cerca, em degradação lenta e inexorável.
2. Técnica:
A adaptação ao meio é da dinâmica da Vida. Dela, de seus vários níveis de complexidade
e de degraus evolutivos se ocupam as ciências biológicas. Mas a fonte da Vida é o Espírito. E o
meio do Espírito é a Eternidade. Cada vez que reencarna - mergulhando num determinado
Tempo do Planeta, de um certo país, de uma comunidade, família e humanos com quem irão
conviver - a cada nova germinação na matéria o espírito tem um reencontro com cósmicas e
eternas opções.
Ou evolui, aumentando a Luz de si mesmo, que conquistou através de anteriores
experiências na noite dos tempos, ou involui, fabricando suas próprias sombras e as dores e
horrores que terá de suportar para reajustar-se à Harmonia Cósmica, que perturbou. De
tempos em tempos, de ciclo em ciclo, passos grandes ou pequenos vão sendo dados. E o
Espírito sempre avança, embora eventuais retrocessos.
Quando um ser humano se atira a variados crimes, perversões e vícios, de modo a
retroceder alguns degraus na evolução, sabe-se que ele sentirá, ao desencarnar, todo o fardo
das conseqüências. Seu espírito tomará a forma adequada ao meio que ele próprio se
construiu: terá um corpo astral degradado, disforme, monstruoso. Será um eu, por exemplo. E,
ao ver que outros companheiros, esbeltos quando encarnados, se transformaram e tomaram a
aparência de animais, compreenderá que a degradação de sua forma está acompanhando a
degradação espiritual. As lendas de homens que se transformam em animais (zoantropia) têm,
no astral, permanente realidade.
Mas tais fenômenos de deterioração da forma, sendo relativamente rápidos, também são
passageiros. Vistos da Eternidade, têm a duração de uma moléstia curável. O espírito, mais
tempo ou menos tempo, reintegra-se ao fluxo reencarnatório e assim, vivendo e morrendo,
vivendo e morrendo, reconquista o Caminho perdido.
Muito mais séria - porque irreversível - é a pavorosa deformação que sofrem os espíritos
que transgridem sistematicamente a Lei da Reencarnação. Não é fenômeno comum, pois
somente entidades sumamente negativas e dotadas de mente poderosa - como, por exemplo,
os magos negros - têm condições e temeridade bastantes para desprezar e recusar a Vida.
Observamos cuidadosamente, por cerca de cinco anos: espíritos que evitam por todos
os meios reencarnar, chegando a sustar a própria reencarnação durante tempo tão dilatado
que vai a milênios, começam a sofrer uma sutil, quase imperceptível mas lenta e inexorável
ação do magnetismo do Planeta - coercitivo e primário.
O corpo astral se corrói e desgasta, o espírito perde a aparência e estética normais e vai
se transformando num ser repelente. Este processo tem semelhança com o envelhecimento de
uma casa em que a ação do Tempo vai produzindo sinais de progressiva ruína, como o
deslocamento de paredes, rachaduras, perda de reboco, etc. Tão lenta é essa degradação que
nem mesmo o espírito que a padece costuma percebê-la. O que é de suma gravidade, já que a
deformação, segundo tudo indica, não tem reversão. Já observamos muitos magos negros com
estes sinais de decadência. Mais de trinta casos.
Ninguém burla as Leis Divinas impunemente. Quem se contrapõe ao ciclo das
encarnações, repelindo oportunidades evolutivas; quem abomina, como repugnantes, as
experiências na carne; quem prefere as ilusões do Poder, através do domínio tirânico de seres
encarnados ou desencarnados (ou de vastas regiões do astral inferior), aferra-se,
inconscientemente e automaticamente, à massa do Planeta. E se afunda nele, em trágico
retrocesso.
Este fenômeno só acontece com espíritos detentores de inteligência e poder mental
suficiente para sustar as próprias reencarnações durante séculos. Espíritos inteligentes. De
grande poder mental. Mas inferiores, pois ainda sujeitos à roda das encarnações e
dependentes delas para subir na escala evolutiva. Nos espíritos superiores que, por mérito
evolutivo, não mais precisam encarnar, esse tipo de degradação jamais acontece. Eles estão
redentos: escapam ao magnetismo do Planeta em razão do grau de desmaterialização que já
atingiram.
Temos aprendido que o conhecimento dessa Lei de Ação Telúrica é da mais alta
importância. Ela nos enseja profundas lições espirituais ao desvelar a evolução dos seres. E
esclarece, também, esses espíritos endurecidos, envelhecidos no Mal através do poder
maléfico de suas mentes.
A importância da Lei nos leva a ilustrá-la com a apresentação de um caso. Esperamos
que fiquem bem claros, assim, os detalhes da técnica de sua aplicação.

Décima Segunda Lei: LEI DO CHOQUE DO TEMPO.


1. Enunciado:
Toda vez que levarmos ao Passado espírito desencarnado e incorporado em
médium, fica sujeito a outra equação de Tempo. Nessa situação, cessa o desenrolar da
seqüência do Tempo tal como o conhecemos, ficando o fenômeno temporal atual
(Presente) sobreposto ao Passado.
O deslocamento cria tensão de energia potencial entre a situação presente e os
deslocamentos para o Passado. Enquanto o espírito permanecer incorporado ao médium, nada
lhe acontece; apenas passa a viver e vislumbrar a nova situação ambiental que lhe foi imposta.
No entanto, se for bruscamente desligado do médium, sai do campo de proteção do mediador e
fica como que solto na outra dimensão espaço-temporal. Recebe em cheio, então, a energia
potencial criada pelo deslocamento.
Essa energia é suficientemente forte para destruir sua estrutura astral através do choque
que se produz. E ele se reduz a ovóide, vestido apenas por suas estruturas espirituais
superiores: corpos átmico, búdico e mental superior.
Para que um espírito não sofra tal agressão quando submetido a tratamentos no Passado,
é necessário trazê-lo lentamente de volta ao Presente, através de contagem regressiva.
2. Técnica:
É a mesma descrita em leis anteriores: emprego de pulsos energéticos através de
contagem.

Décima Terceira Lei: LEI DA INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS, EM


SOFRIMENTO, VIVENDO AINDA NO PASSADO, SOBRE O PRESENTE DOS DOENTES
OBSIDIADOS.
1. Enunciado:
Enquanto houver espíritos em sofrimento no Passado de um obsediado,
tratamentos de desobsessão não alcançarão pleno êxito, continuando o enfermo
encarnado com períodos de melhora, seguidos por outros de profunda depressão ou de
agitação psicomotora.
2. Técnica:
Em Primeiro lugar, procede-se ao atendimento dos obsessores que se encontram em
volta do paciente, retirando-os para estâncias do astral especializadas no tratamento de tais
casos.
Nunca se deve esquecer que obsessor, ou qualquer sofredor, só se atende uma única
vez. Se bem feito o tratamento, com assistência espiritual devida, todos os espíritos malfazejos
são retirados definitivamente - num único contato. Deixar obsessores soltos, após breve
esclarecimento evangélico (como se faz em sessões kardecistas), é um erro. Não é com um
simples diálogo de alguns minutos que se demovem perseguidores renitentes (ou magos
negros). Reafirmamos: esse procedimento clássico torna o trabalho inócuo. E até prejudicial. A
remoção de todos esses seres pode ser feita em algumas sessões.
Se o doente, depois, não apresentar melhoras definitivas, devemos dar início ao estudo
de suas encarnações anteriores. Para tanto, abrimos as freqüências dessas encarnações, para
atendimento aos espíritos que estacionaram no Tempo. Todos eles, quase sempre, são
profundos sofredores. Alguns ainda se encontram acorrentados em masmorras, outros vivem
em cavernas ou se escondem em bosques, temerosos, famintos, esfarrapados. Eles maldizem
quem os prejudicou, formando campos magnéticos de ódio, desespero e dor, profundamente
prejudiciais.
Quando o enfermo encarnado recebe o alívio que se segue ao afastamento dos espíritos
mais próximos - os que estão na atual encarnação - esse alívio não se consolida porque as
faixas vibratórias de baixa freqüência, oriundas do Passado, refluem e se tornam presentes,
por ressonância vibratória.
O enfermo encarnado, partícipe ou causante daqueles passados barbarismos, continua a
receber emanações dessas faixas de dor e ódio. Sente, também ele, íntima e indefinida
angústia, sofrimento, desespero. E somente terá paz se o Passado for passado a limpo.
De encarnação a encarnação, vai-se limpando essas faixas do Passado. Espíritos
enfermos, dementados e torturados, são recolhidos para o Tempo presente e internados em
Casas de Caridade do astral, para tratamento eficiente. E ao final, quando o enfermo
encarnado manifesta sinais de que sua cura se consolida, o persistente trabalho de
desobsessão - aprofundando-se no Passado - terá conduzido à regeneração e à Luz centenas,
quando não milhares de irmãos desencarnados.
APOMETRIA COLETIVA
Apometria Online

A APLICAÇÃO DAS LEIS DA APOMETRIA SEGUNDO


NOSSA VIVÊNCIA DIÁRIA DESDE 2.001

O PASSADO... PRESENTE E O FUTURO...

Parece um tabu... mas minha opinião e minhas observações me levam a conclusão de


que podemos sim interferir no passado e futuro... da mesma forma que podemos fazê-lo no
presente... Não é coisa complicada ... nem bicho de sete cabeças... Temos de partir de um
mundo mais dinâmico... lembrando a física quântica... e principalmente afastando nossos
dogmas e preconceitos ao desconhecido... Como pode ser? - Primeiro temos de entender que
o passado, presente e o futuro coexistem simultaneamente... que os anos de nossa existência
não é uma reta... e que nosso Pai Celestial sempre nos permite uma nova oportunidade de
modificarmos, de reescrevermos nossa trajetória de vida... e que o Pai, quando pedimos
perdão,... apaga nossos erros... não os deixa escritos lá no passado... nem vamos pagar por
ele no futuro...

INSTRUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SE PRATICAR APOMETRIA

A primordial finalidade da apometria é a de levar-nos ao contato com nossa “alma eterna”


afim de que retornemos na trajetória da casa de nosso Pai Eterno. Uma das formas que temos
é pela via de irmos nos harmonizando com nossas vidas passadas. E essa harmonia ocorre na
medida em que temos essa oportunidade aumentada exponencialmente pelo uso da técnica da
apometria quando esta é praticada com vistas a se encontrar a Raiz do Problema, não
vinculado a entidade obsessora (que muitas vezes não tem nem consciência porque e para que
pratica tal ato) que nos atinge de pronto. No nascedouro da questão, de onde partiu a primeira
ordem para um determinado processo obsessivo ser perpetrado é que se encontram as
respostas para nossos anseios.
Nosso ciclo de reencarnações só cresce, porque não sabemos do caminho da Libertação
de nossas almas que se encontram presas nas profundezas onde o mal impera. Simples é a
estrada, simples é a solução. Mas teimamos em não ver e em não aceitar. A estrada é a busca
da harmonia de nossas vidas passadas e a solução está nas pequeninas palavras: PERDÃO,
AMOR e ARREPENDIMENTO. Arrepender e pedir perdão. Deixar o amor entrar em seu
coração e aceitar o pedido de perdão. Para isso precisamos apenas tocar nossa “alma eterna”,
ai sim podemos iniciar o nosso retorno a casa de nosso Pai Celestial, pois, ainda segundo
Pietro Ubaldi em sua belíssima obra “A Grande Síntese”, item nº 4: Essa parte de vós mesmos
está imersa em trevas, pelo menos, assim é para a grande maioria dos homens que, por
conseguinte, nega; sendo maioria, faz e impõe a lei.
Para participar da Apometria e portanto de nosso processo de libertação, somente
precisamos de FÉ e AMOR. Pensar que o conhecimento (estudar apometria para só depois ir
trabalhar com apometria) possa trazer mais avanços é uma inversão dos fatos. O
conhecimento científico pode ser adquirido a qualquer tempo (quando houver
interesse/necessidade). Podemos ir adquirindo aos poucos na medida em que vamos nos
harmonizando pelas práticas da apometria. O conhecimento não traz nem a fé nem o amor e
esses são os únicos predicados necessários... pois praticando a Apometria vamos nos
equilibrando e harmonizando e nos equilibrando e harmonizando encontramos a fé e com fé o
amor toma conta de nosso coração.
O conhecimento não é mal, apenas não conseguimos atingir o bom conhecimento
simplesmente pelo “estudo teórico sistematizado”. O “bom conhecimento” pode ser vislumbrado
pela intuição, pelo refluir das palavras amorosas dos “espíritos consoladores” em nossas
mentes, pois, segundo a obra “A Grande Síntese”, precisamos atingir a nossa consciência
latente (que é a verdadeira alma eterna) para termos os meios perceptivos para podermos
conseguir deixar fluir “as palavras de Deus” em nós: A essa consciência mais profunda
pertence aquela intuição, é o meio perceptivo e a ele é necessário poder chegar, como
vos disse, para que vosso conhecimento possa progredir e para atingir essa consciência
latente, segundo a obra “Os Prazeres da Alma” pelo Espírito Hammed, temos de silenciar
nossa mente: A criatura que interioriza e aquieta a mente, silenciando sua intimidade, faz com
que seu reino interior assemelha-se a um “sereno desfiladeiro”, onde surgem as mensagens
inarticuladas da alma – são manifestações dos “ecos transcendentais” do Universo. “Nesse
“estado interior”, onde impera a quietude e a tranqüilidade, o indivíduo tem um encontro
consigo mesmo, com sua mais pura essência – o Espírito”. E isso não se consegue com o
estudo, mas sim com a fé e o amor e estes só desabrocham com a intensa participação nos
trabalhos de apometria. Não se esqueçam que esse é um processo dolorido, que mexe com
nosso Ego e assim “ele” irá reagir procurando de toda forma nos afastar da apometria, mesmo
que para buscar algo mais light, desde que não mexa com “ele”.

COMO NOS CONECTAMOS PARA FAZER APOMETRIA ONLINE


O grupo se reúne pela internet usando primordialmente o Skype (um sistema de voz na
internet que permite a conexão simultânea de até 10 pessoas), cada um na frente de seus
micros e quando entram em conexão cada um recebe um conector na nuca e no coronário
onde formam a rede de conexão todos desdobrados. Não existem barreiras, todos flutuamos
ligados por esses conectores com o dirigente no centro como se fosse o grande gerador e dele
partem esses conectores.

COMO ACONTECE A VIAGEM ASTRAL

O agregado humano compõe a estrutura do espírito encarnado no Planeta, permitindo a


integração total entre a matéria e a energia vibracional elevada, situada nas esferas de nossa
morada definitiva.
Formados por vários corpos com denominações, singularidades e papéis exclusivos onde
se manifestam os atributos do espírito, tais como: religiosidade... domínio... poder... etc...
Possuímos corpos materiais como o Corpo Físico e o Duplo Etérico e os corpos
espirituais: Corpo Astral, Corpo Mental Inferior e Superior, Búdico e Átmico, cada qual vibrando
numa freqüência e dimensão específica
Pela manifestação de nossa vontade e também pela suas necessidades ele se desdobra
(separa) do nosso bloco do eu hoje e viaja e depois volta... A maioria das pessoas nem toma
conhecimento dessas viagens... a viagem astral é feita exatamente com o corpo astral...
Quando você viaja na estória de uma leitura de um bom livro... você esta fazendo uma
"viagem", há um "desdobramento" de seus corpos...
Você mergulha na estória... passa a viver a vida dos personagens...
Assim é com a nossa Viagem Astral... Eu vou postando um texto... e o grupo interage
com ele... mergulham no texto... como se fossem lendo um bom livro...
Nessa “viagem” você interage com outras vidas passadas suas... onde estão localizados
nossos problemas de hoje... os problemas estão lá mas vibram e nos atrapalham... prejudicam
o nosso hoje... nos trazendo toda sorte de infortúnios, desavenças, problemas, doenças, mal
estar, etc...
Essa viagem não é feita com a razão ou por percepção e de uma forma intelectual,
racional... Não... Ela é feita com a vibração das cordas mais sutis do coração...
A apometria nos permite "viajar" de encontro a essas vidas passadas e modificar os
acontecimentos através do perdão e do arrependimento... modificado os sentimentos que
vibravam nesse passado, modificado está o presente e o futuro... modificado para uma vida
melhor, mais harmônica e amorosa...
Nem todos conseguirão visualizar essa viagem... mas todos certamente viajarão...
visualizar a “viagem” é um dom que nem todos possuem mas que não os impede de “viajar”.

VEÍCULO DE DESLOCAMENTO PARA OUTROS MUNDOS


MERKABAH

Como falei no texto: “A chave da questão é a Sintonia Fina, com ela o grupo consegue
formar um veículo que irá variar, de acordo com o local da fonte emissora daquela energia, a
ser trabalhado em determinado dia. Esse veículo levará o grupo até o objetivo, quando então, o
grupo desligará a fonte emissora e ajudará as criaturas envolvidas. Esse local normalmente se
encontra fora do nosso sistema solar podendo ser em outros planetas, galáxias, asteróides,
etc. e as criaturas são populações locais, isto é, seres extras terrestres, mas podendo ser
também criaturas terrenas.
A formação da sintonia fina depende apenas de o grupo estar na mesma diapasão com as
seguintes máximas: um só coração e um só pensamento. E isso se consegue com a prática
de se buscar a criação do canal com a inteligência superior, que nada mais é do que exercício,
exercício, exercício...
O primeiro trabalho espiritual dentro desta ótica foi diferente. Nós não sabíamos o que
fazer e ficamos parados em concentração até que tive a intuição, de que no meio do grupo
emergiria uma outra coisa, não sabia o que, mas algo seria formado. Entendi como se fosse
um outro ser, uma mente, um radar, não sabia bem ao certo, mas sabia que algo aconteceria.
Ato contínuo, alguns membros do grupo começaram a ver algo no centro da mesa, algo
como se fosse um cérebro, ou um radar e intuíram que era “isso” que nos guiaria até o local da
fonte emissora da energia, que se consubstanciava em um ou vários sentimentos negativos.
Logo a viagem espacial se iniciou e após muitas dificuldades de concentração, que foram
sendo superadas chegamos ao local, que para nossa surpresa, era um outro planeta e com
atividade de vida.”
Ai está descrito o nosso início... ”a nossa primeira viagem”. Mas como se pode notar, até
então, não sabíamos como se daria essa viagem..Passados alguns meses, com a ajuda de um
amigo dileto, consegui entender e conhecer o veículo de nosso transporte. Na realidade é um
tremendo campo de força já estudado em tempos imemoriais. Trago aqui um texto apanhado
na internet (fonte:www.sintoniasaintgermain.com.br)
Como declarado anteriormente, Merkabah é uma energia sagrada, formada e
controlada por uma inteligência superior para identificar em qualquer dimensão aqueles
elementos de consciência que já estão prontos para a ascensão. Acredita-se que este
processo de ascensão é baseado numa razão de proporção que provavelmente atinge os
33,33%, ou um terço da população atual da Terra. Pesquisas sobre referências a este
fenômeno, registradas pelos antigos em seus escritos e memórias, parecem confirmar
este percentual e também indicar que, a menos que um terço de qualquer população
planetária tenha atingido o prescrito estado de consciência, assim tornando-se
qualificada para ascensão, a Merkabah não será ativada.
A Merkabah é constituída de através de energias exclusivas e pré-determinadas que
se movimentam em rotações opostas ou contrárias, isto é, por uma energia no vórtex,
girando no sentido horário, e outra no sentido anti-horário, que formam um portal para a
dimensão seguinte, através do qual as consciências qualificadas podem elevar-se. Uma
explanação mais simplificada é a seguinte: para que possamos nos qualificar, cada um
de nós precisa transformar o corpo material (físico) num corpo de luz, que então nos
fornecerá automaticamente a chave para a passagem através da Merkabah para o
Cinturão de Fótons (a Consciência Crística).
E é exatamente isso que nosso grupo hoje vê (para participar da apometria online pelo
skype há que se ter uma mediunidade que vai se aprimorando com a participação diária
e intensa que os membros do nosso grupo tem) nós entramos dentro de uma espécie de
cápsula e giramos em altíssima velocidade e o deslocamento acontece... muitas coisas são
observadas por onde passamos... vamos a planos superiores (para nos reabastecer de energia
e ensinamentos) e a planos inferiores (onde estão localizadas as “refinarias” dessa energias
negativas que irão abastecer as falanges do umbral – como aquela que o personagem Guido
viu e está descrita no livro do Rubens Saraceni - O Guardião das 7 Cruzes, nas folhas 20/21).
E o que seria essa cápsula que gira em altíssima velocidade???? Hoje entendo que é a
figura da MERKABAH. Com duas pirâmides sobrepostas como descrita nos tratados de
apometria de ativação dos campos de força. Elas vão se entrelaçando e formam um interior...
esse é o espaço onde ficamos acomodados no momento do transporte... A projeção dessa
figura das duas pirâmides aparecerá uma estrela de seis pontas.
O vértice do tetraedro superior termina um
palmo acima da base do tetraedro invertido e, o
vértice do tetraedro invertido termina um palmo
abaixo da base do tetraedro superior. Um tubo de
conexão corre do vértice superior ao ponto mais
baixo através dos centros principais de energia
do corpo ou, chacras. Este tubo, para seu corpo,
tem o diâmetro do círculo que você faz quando
toca seu dedo médio ao polegar. Parece um tubo
de vidro fluorescente, exceto porque ele tem uma
estrutura cristalina nas pontas que se encaixam
nos dois vértices da estrela tetraedro.
A INTUIÇÃO É FRUTO DA HARMONIA, ESTA QUEM TEM DE TEM DE SER
BUSCADA... E NÃO A INTUIÇÃO
A intuição é a coordenadora de nossos trabalhos. Ela se manifesta pela nossa harmonia.
A harmonia vem com muito apometria pra você participante do grupo. Quando digo para você
quero dizer que você é o paciente. E quando digo muita apometria quero dizer no mínimo de 2
a 3 anos (se for feita uma vez por semana). Quanto mais profunda for a apometria, mais eficaz.
A harmonia vai se instaurando devagarzinho... e a intuição fica mais clara... menos ruído na
comunicação... cada vez mais você se sente tranqüilo em relação a aceitar sua intuição... .falo
aceitar porque é difícil aceitar a intuição, pois há um estórico de se “afastar 9 verdades para
não se assumir uma mentira” que traz para dentro dos trabalhos espirituais a razão e a razão
não é fruto do amor nem tampouco nos leva aos caminhos de Deus.
A intuição, na maioria das vezes, se choca com o ego e fica difícil deixar fluir a intuição,
que dirá aceita-la... e na hora dos trabalhos espirituais... .ainda é pior... parece que abrimos os
canais errados, vem na mente tudo que não queríamos naquela hora... fica difícil tirar esse lixo
mental de nossa mente.
Por isso a HARMONIA TEM DE SER BUSCADA... E NÃO A INTUIÇÃO... a intuição é
conseqüência de sua harmonia e do grupo, com paciência e perseverança todos podemos
alcançar. Não é ficar quieto... não. Tem de trabalhar na apometria... isso quer dizer
perseverança... ter fé que tudo dará certo... e paciência para esperar a harmonia chegar... e
com ela... a intuição... .
Os grupos espirituais que atuam na solidariedade humana, buscam minimizar a dor do
próximo devem primeiro buscar a sua harmonia para depois buscar a harmonia do próximo.

QUEM FALA CONOSCO... O QUE SEJA INTUIÇÃO... .NOSSAS IDÉIAS


É difícil decifrar quando é a voz da consciência que fala conosco... Primeiro temos de
entender que muita gente fala ao nosso ouvido... o tempo todo... 24 horas.. .pode-se dizer que
eles nos comandam... Mas sempre temos o contraponto... Se falam "algo errado" no ouvido
direito... tem alguém também e simultaneamente falando "o certo" no ouvido esquerdo... E
ainda temos a "intuição" vindo de dentro de nós, de nossa alma... se contrapondo ao nosso
"ego"... A voz da intuição e a voz do ego nascem dentro de nós, não é externa... Mas ainda não
é muito difícil dizer quando é um ou o outro... o bem ou o mal... Ai temos os dois
interlocutores... porque a voz do ego e da intuição pode-se dizer que são de você mesma, de
uma só fonte: VOCÊ...
Inicia-se o nosso calvário em descobrir quando é isso ou aquilo... Se percebermos direito
veremos que a questão não é descobrir e sim escolher e ai entra o nosso livre arbítrio... esse é
nosso livre arbítrio... escolher entre aquilo que nos é colocado como opção (e não criar as
opções)... Se olhar mais de perto ainda perceberemos que é uma escolha fácil entre o certo
(nosso mentor) e o errado (um obsessor - que de cada 10... 8 são vidas passadas suas)... já
no caso de intuição x razão fica mais difícil porque vem de nós mesmo... ai a ajuda e a
respostas estarão com a busca de sua vida espiritual... busque-a e terá todas as respostas... e
o certo estará naquilo que for de direção do retorno de sua caminhada para a casa de nosso
Pai Celestial. . .

São dois os personagens que falam conosco:

primeiro = nossa consciência;


segundo = nosso obsessor/mentor;

A partir dessa realidade é que poderemos analisar melhor a situação. Muitas vezes vemos
como que "seguíssemos algo externo" Eu não diria externo, ao contrário eu digo dentro de nós.
é a nossa alma pura e nem nós temos controle sobre ela nem ela sobre nós. Ela nos intui, mas
não nos comanda. Ai exercitamos nosso livre arbítrio, decidindo a qual vamos dar ouvidos.
"Ouvir a razão é ouvir seu ego" A razão é fruto do ego. O Ego é um monstro que nos
devora, como segui-lo então?

Ouvir a consciência não é entender, é ouvir somente. E a consciência não é algo externo o
externo é o obsessor ou nosso mentor. Somos um só. Agora onde está localizada eu e
ninguém sabe.
Quanto a achar que a consciência é racional, lógico que não, ela é amor, é o Deus que
habita em nós, é a nossa mais pura essência.
Racional é o Ego ou melhor, o ego cria a razão e a lógica e tudo mais que nos dificulta
nossa caminhada em busca de nossas origens.

Não pense, apenas siga!


O raciocínio lógico e a razão são péssimas conselheiras, então siga as suas intuições sem
pestanejar. Impossível seguir o raciocínio lógico e a razão E SER FELIZ. Assim como é
impossível encontrar Deus seguindo seu raciocínio lógico e a razão.

Lógica e Razão são frutos do Ego

Para entender o Ego e analisar a sua participação na formação da lógica e da razão,


vamos ler esse texto de Pai Joaquim de Aruanda: O ego irá trabalhar diuturnamente para ele
acreditar nas verdades que serão geradas para dificultar sua prova, no exemplo, vencer o
materialismo e o orgulho.
Pai Joaquim: O ego vive para o exterior. Ele foi programado para criar verdades externas
para o espírito em prova. Você não vai conseguir se libertar do ego, mas precisa se libertar das
verdades que o ego cria para você acreditar.
Pai Joaquim: tudo o que é racional nasce do ego. Tudo o que é compreendido pela razão
provém do ego. Por exemplo: o ego vai te indicar o caminho “verdadeiro” para Deus. Mas para
se chegar a Deus é preciso andar sem caminho. Daí a importância da reforma íntima: Ela é o
libertar-se de tudo o que é racional. Por isso que é impossível destruir o ego. Quando você diz
que destruiu o ego, criou uma nova verdade racional. O que você precisa fazer é não acreditar
no ego. Acreditar nas verdades que ele tenta te impor.
Segundo Freud o Ego ou Eu é o centro da consciência,(mas não é ela) é a soma total
dos pensamentos, idéias, sentimentos, lembranças e percepções sensoriais. É a parte mais
superficial do indivíduo, a qual, modificada e tornada consciente, tem por funções a
comprovação da realidade e a aceitação, mediante seleção e controle, de parte dos desejos e
exigências procedentes dos impulsos que emanam do indivíduo. Obedece ao princípio da
realidade, ou seja, à necessidade de encontrar objetos que possam satisfazer ao id sem
transgredir as exigências do superego. O ego, diz Freud, é "um pobre coitado", estando
reprimido entre três escravidões: os desejos insaciáveis do id, a severidade repressiva do
superego, e os perigos do mundo exterior. Por esse motivo, a forma fundamental da existência
para o ego é a angustia. Se se submeter ao id, torna-se imoral e destrutivo; se submeter ao
superego, enlouquece de desespero, pois viverá numa insatisfação insuportável; se não se
submeter ao mundo, será destruído por ele. Cabe ao ego encontrar caminhos para a angústia
existencial. Estamos entre o limite do prazer (que não conhece limites) e o princípio da
realidade (que nos impõem limites externos e internos).
"Se uma criança vive totalmente sozinha, ela nunca chegará a desenvolver um ego. Mas
isso não vai ajudar" - Isso mesmo porque o ego parece aquele treinador que você está nas
últimas e ele ainda te aumenta mais o obstáculo, você quer matar o instrutor mas sabe que ele
faz para teu bem caso contrário você não superará as grandes metas.
Assim é conosco, o Ego, como disse Pai Joaquim foi programado para criar dificuldades
para nós afim de que possamos nos esforçar para alcançar nossas metas, SÓ QUE
PASSAMOS A ACREDITAR NO EGO E ESQUECEMOS DE SUPERAR OS OBSTÁCULOS
QUE ELE NOS COLOCA. Esses obstáculos atendem pelo nome de: orgulho ferido, vaidade,
verdade absoluta, razão, etc.
Assim com um entendimento da ciência e da espiritualidade podemos analisar a
afirmação do tópico.

E analisar o tópico a luz da nossa consciência, como seria?


Podemos fazer a seguinte experiência (não que não sejamos capaz de analisar por nós
mesmos) em frente ao computador leia a pergunta do tópico, feche os olhos e veja/sinta/deixe
fluir/ não obstaculize o que a sua voz interna te diz. Essa voz te dirá por uma forma impositiva:
Faça isso; Isso é isso ou aquilo, coisas assim. Podes também simplesmente por a mão no
teclado e deixar as palavras, mesmo que em um primeiro momento pareçam desconexas, irem
fluindo, vá escrevendo, não censure, não tente analisar o que está escrevendo ou pensando,
apenas escreva, como uma psicografia, também não tenha medo de um obsessor se apoderar
de você e escrever besteiras . . . .Apenas ouça e deixe fluir a voz da sua consciência, essa que
se contrapõe à razão.
Dessa forma não use a lógica nem a razão, busque somente ouvir a voz da sua
consciência, não filtre, não faça nada alem. Siga apenas a voz doce e sua de seu coração
abençoada pela intuição amorosa que te levará aos caminhos do retorno a Casa de
nosso Pai Celestial.

Se tens fé então corte a corda


Tem aquela estorinha do cara que escalou uma montanha e a certa altura sofreu um
acidente e despencou lá de cima, quase chegando no chão a corda o prendeu e ele não
espatifou no chão, mas ficou preso pela corda e a escuridão tomava conta de tudo. Com o gelo
e a escuridão ele clamou pelo seu Deus. Em segundos ele teve uma intuição: CORTE A
CORDA ! Mas a coragem e a fé não foram o bastante e ele seguiu agarrado na corda. De
manhã foi encontrada morto. ELE SE ENCONTRAVA A UM METRO DO CHÃO.
Ele não teve fé suficiente para acreditar em sua intuição, nessa voz de nossa consciência
que fala conosco, que pode nos dirigir, que nos dá o norte da vida mas não damos ouvidos a
ela, somente quando nos interessa. Não. É para ouvir e segui-la sempre. Para o nosso grupo,
hoje OUVIR ESSA VOZ E SEGUI-LA FIELMENTE É NOSSA DOUTRINA.

Não seguir sua consciência pode desencadear fatos negativos em nossas vidas
Não ouvir a voz da consciência pode desencadear uma série de fatos,
acontecimentos negativos, acidentes, desvio da caminho de Deus e até morte . . .
Podemos ai incluir estupros, assaltos, acidentes de trânsito, perda de emprego,
desencontro amorosos e muitos outros Existe um conflito muito grande (o grande conflito de
nossa vida) entre você e seu ego. Esse conflito não é percebido pela maioria das pessoas
porque colocam os desejos formatados pelo seu ego como se fosse dele próprio. Mas Deus em
sua infinita sabedoria nos lembra de vez em quando, através de nossa alma, que se manifesta
na forma de nossa consciência que o caminho correto está mais adiante, não é bem aquele . . .
Ai vem o conflito: Qual caminho seguir?. . . . Qual decisão tomar? Instaurado o conflito cabe a
você decidir e o melhor instrumento para te ajudar a decidir é OUVIR A VOZ DE SUA
CONSCIÊNCIA . . . Só que ela te parecerá a primeira vista uma perda . . . e ninguém quer
perder . . . Ter fé, confiança, bons pensamentos . . . te ajudam a ter calma para tomar a decisão
. . . que é tua . . . Mas os caminhos foram antes apontados por alguém . . . Querendo seu bem
ou querendo seu mal, uma decisão errada pode desencadear os erros e tragédias . . .
Ouvir a consciência não é entender, é ouvir somente. E a consciência não é algo externo.
O externo é o obsessor ou nosso mentor. Somos um só. É a nossa alma pura e nem nós temos
controle sobre ela nem ela sobre nós. Ela nos intui, mas não nos comanda. Ai exercitamos
nosso livre arbítrio, decidindo a quem dar ouvidos.
A consciência é amor, é o Deus que habita em nós, é a nossa mais pura essência.
Racional é o Ego ou melhor, o ego cria a razão e a lógica e tudo mais que nos dificulta nossa
caminhada em busca de nossas origens espirituais.

As dores e os sofrimentos nos trabalhos espirituais


Iniciada a participação na Apometria, as pessoas percebem significativas melhoras, porém
muitos reclamam que as coisas pioram em suas vidas. Debitam tal piora aos trabalhos de
apometria. Alegam que estamos nos metendo onde não devíamos; que estamos indo muito
profundo; que, por isso, o umbral está se vingando de nós, etc.
Não é bem assim.
As dores e os sofrimentos nos trabalhos espirituais são frutos da, ainda, imperfeição
humana.
Como lenitivo temos de acelerar a busca da reforma íntima. Como reforma íntima se
entenda nossas mazelas mentais, pensamentos não muito nobres.
Os trabalhos de apometria propiciam a aproximação, ainda que forçada, dos responsáveis
por esses pensamentos, levando-os a uma reflexão, agora possível pela ajuda a eles prestada.
Não fosse isso, poderíamos ter uma vida de sofrimento e sem muita esperança.
O Poder e a Bondade infinita de Deus se manifesta na forma de um processo depurativo
que é o fogo que queima só o que não presta, mas deixando marcas indeléveis no corpo
astral dos participantes dos grupos, que permitirá que dêem os passos em direção à sua
reforma íntima que não estavam conseguindo de forma consciente.
O mal estar produzido se dissipará, mas será ele o convite ao reinício da
caminhada.
ONDE SE SITUA NOSSO CAMPO DE LUTA???

Nossos trabalhos de Apometria Coletiva (apometria online) se desenrolam nos umbrais


densos, pois é ali que:
a) localizamos a Raiz do Problema (ou então em que outro lugar estariam?);
b) estão presas todas as criaturas que caem;
c) estão presas todas as criaturas que são usadas como escravos pelas comandantes de
falanges;
d) estão presas os níveis e corpos de todas as criaturas encarnadas vítimas de ataques
espirituais.
Como RESGATÁ-LAS SEM ADENTRAR NESSE AMBIENTE?
Não há como, é como querer fazer omelete sem quebrar os ovos.

A GUERRA DO APOCALIPSE
Dr. Lacerda em sua obra Energia e Espírito, às fls. 34 deixa bem claro as funções das
técnicas da Apometria que consistiria dentre outras coisas em “ capturar obsessores e destruir
suas bases nos umbrais”:
Dr. Lacerda ainda às fls. 35 do mesmo livro nos fala da guerra contra as trevas : “
sobretudo agora, que esses seres espiritualmente inferiores estão sendo libertados por
um pouco de tempo, conforme o Apocalipse”. E nós, de nossa parte, temos visto em nossos
trabalhos de Apometria a presença de seres malignos de outros planetas e seres cruzaldinos,
que são os filhos de Lúcifer, que estão em uma guerra para destruir o reinado de Jesus. As
técnicas de Apometria nos permite empreender ações mais robustas, efetivas e objetivas para
destruir as fortalezas do mal e impedir o ataque desses seres terríveis.

RESUMO DE UM TEXTO DO JS GODINHO


SOBRE O TRABALHO COLETIVO:

Olá amigos Listeiros! Paz e Luz! Estou colocando na lista um capítulo do livro
"Conflitos Conscienciais", que trata de atendimentos coletivos, coisa que fazemos há
muitos anos e que dá um excelente resultado. Abraços, Godinho.

Atendimento coletivo

Já que estamos falando de “modo de atendimento” não poderíamos deixar de falar,


também, do atendimento coletivo que realizamos há mais de dez anos e que visa socorrer
espíritos e personalidades desdobradas, ligadas às faixas mais densas do umbral planetário.
.......
Segundo nossas observações, esse trabalho é rejeitado pela maior parte dos grupos
socorristas, especialmente, por medo, desinformação e falta de organização.
Por medo, porque a maioria dos grupos socorristas temem a ação de espíritos
ameaçadores, independentemente da denominação que se lhes dêem. As condições de
trabalho, a aparência degradada, a energia negativa, a atmosfera carregada e habitantes
desequilibrados desses lugares são, por si só, aterrorizantes.
Por desinformação, porque muitos grupos não concebem e nem imaginam a existência
desses lugares e muito menos a possibilidade de se fazer esse tipo de socorro nesses lugares.
Por falta de organização, porque para esse tipo de socorro, é necessário estar organizado
e também haver um comando destemido, incentivando, permanentemente, a equipe para que
esta não se atemorize com as ameaças recebidas nem com as incorporações por vezes
vigorosas e até agressivas que ocorrem.
............
Vantagens – Podemos afirmar que o atendimento coletivo apresenta várias vantagens no
sentido de que podemos atender um grande número de pessoas e espíritos em tempo
reduzido, unir e criar a solidariedade e cooperação entre todos os grupos de atendimento da
casa.
..........
É interessante e digno de nota, o fato de que nesse tipo de atendimento são tratados
desde os médiuns, seus familiares, assistentes e cooperadores, até as mais inimagináveis
situações do mundo oculto encarnado e desencarnado. Nesse dia, a própria casa é atendida
como um todo e aqueles espíritos que se dedicam a combater os trabalhos mediúnicos e a
causa espírita ou apométrica, são encaminhados para conscientização e atendimento.
..............
Desvantagens – Por não haver o atendimento personalizado, não se poder definir com
clareza a quem se referia determinado ponto do atendimento. Tudo é realizado coletiva e
anonimamente. É o verdadeiro “um por todos e todos por um”.

Raiz do Problema – Como e porque se ir


Existem duas raiz do problema: Uma que é aquela derivada de nossas vidas passadas e
pode ser desvendada pela dissociação de níveis conscienciais, algo parecido com a TVP –
Terapia de Vidas Passadas. A outra é o que se busca com nossa técnica de identificar o
“nascedouro da decisão de se perpetrar o ataque espiritual”. Essa não necessariamente advém
de uma vida passada do paciente. Para se chegar na Raiz do Problema, segundo nossa ótica,
devemos analisar a situação feito um policial e um terapeuta.
Em uma investigação... uma cena de um crime... tudo tem de ser analisado... observado...
e com base no analisado... no visto... tendo em mente o entendimento DE QUE NO UMBRAL
NÃO TEM NINGUEM SOLTO... LIVRE... ninguém faz nada sem ser mandado, por ordem de
alguém... A partir desse entendimento passa-se a busca dos responsáveis... e das causas... AI
INICIA A DIFERENÇA... Vislumbramos duas vertentes:
a) Para uma direção... certamente vamos a níveis conscienciais da própria pessoa... onde
se situa a origem do problema que aflige aquele ser, algo parecido com a TVP;
b) para outra direção, iremos em busca do mentor intelectual da trama, o porque daquela
criatura permanecer até aquele momento presa naquele momento de sua vida, sofrendo os
traumas de então, curtindo os sentimentos negativos que envolvem aquele drama, ruminando
seu ódio, culpa, mágoa, etc. Pode ser que venhamos a encontrar níveis da mesma criatura, (a
auto-obsessão: desencarnado (ele em uma certa vida) para desencarnado (ele mesmo em
outra vida)) ou não... tudo é diferente... as energias... as causas... Dessa forma ele sofre e faz
sofrer.
Bem... utilizando as técnicas das portas... conseguimos ir em busca das causas (no
conceito Junguiano assim com Freudiano-este menos), mas também dentro de seus conceitos.
A idéia das portas poderia levar o individuo a níveis de seu inconsciente... nesse caso poderia
haver uma certa "confusão" para qual linha estou caminhando com ele, por isso tem de ter
muito refinamento no trabalho... muita atenção... principalmente muita harmonia do grupo...
porque a sutileza das energias podem nos desviar do caminho... como tentam nos fazer
desviar... se apresentando muitas hipóteses... (portas) por esse formato de trabalho... a nossa
sinalização são as energias e a intuição do dirigente.

Trabalhos com incorporação ou não


Quando o médium NÃO está incorporado, é mais fácila identificação dos caminhos que
temos que percorrer e as portas que temos de passar.
Fazendo uma figura de linguagem para mostrar mais ou menos como seria o trabalho de
se ir em busca da Raiz do Problema:
Quando uma equipe de socorro (Corpo de Bombeiro por exemplo) precisa localizar uma
pessoa perdida, ela dá uma peça qualquer dessa pessoa para um cachorro cheirar e depois o
solta. Ato contínuo o cachorro sai em uma carreira procurando localizar aquela pessoa perdida.
Ele vai cheirando tudo, procurando encontrar, no ar, o cheiro que o ligaria a aquela pessoa
perdida. A equipe de resgate acompanha tudo atentamente, ora estimulando, ora auxiliando,
isto é , "procurando entrar no clima". Até que, o cachorro, sentindo um cheiro mais forte ligando
a pessoa perdida, entra em estado de excitação (a equipe também porque sabe que estão
próximo de seu objetivo) . Por exemplo, se for uma pessoa soterrada e num determinado local
o cachorro começar a latir e arranhar o chão, as máquinas e equipamentos são imediatamente
trazidos para o local para apressar o resgate. Encontrada a pessoa perdida (soterrada, etc) e
se o local é de difícil acesso, eles tem outro tipo de cachorro que vai até o local (por ser
pequeno) as vezes levando água, alento e até puxar a pessoa para que ele possa ser
resgatado pela equipe.
Resgatada, eles dão os primeiros socorros e se a equipe estiver preparada fazem
pequenas cirurgias, depois, só depois de tudo estar bem, é que levam-no para o hospital.
Da mesma forma se processa a BUSCA DA RAIZ DO PROBLEMA. Por esse caminho
vamos atingindo os degraus da organização obsessora que afeta a pessoa... até chegar no
topo, NÃO DO PROBLEMA QUE ATINGE A PESSOA... .mas de onde partiu o desejo... a
ordem... de que aquilo fosse feito. Ai... anulado a causa, passamos a ajudar a extinguir o
efeito...
Abaixo vemos um organograma que nos foi mostrado para exemplificar de como seriam
as ligações desde o obsessor que está em contato conosco até o Mentor Intelectual do plano
urdido.

Raiz do
Problema

Entidades
subordinadas

Entidades
subordinadas

Entidades
subordinadas

Entidades
subordinadas

PACIENTE
APOMETRIA COLETIVA
(apometria online) se divide em 3 partes

Primeira Parte – Nossos Problemas;


Segunda Parte – Raiz dos nossos Problemas;
Terceira Parte – Sintonia Fina

a) – Nossos Problemas - Nesse momento são trabalhados nossos (dos participantes do


grupo) problemas pessoais afim de que nossa harmonia (individual e com o grupo) se
desenvolva mais e mais, refinando nossa intuição, permitindo, com isso, que possamos
aprofundar mais na ajuda a humanidade. Para isso convidamos tudo que esteja de alguma
forma relacionada conosco a virem participar do maior espetáculo da terra: O Circo.
Quer sejam parentes, amigos, inimigos, dores, problemas financeiros e de todo tipo, sonhos,
distúrbios de toda ordem, etc. Esse convite é feito mentalmente, com os olhos da mente. O
local que os convidamos a vir é para um circo. O porque do circo é simples: Ali é um lugar de
alegria, onde a inocência das crianças lhes dá asa para voar em seus devaneios infantis. Pode
ser um circo mambembe até um Cirque du Soleil.
Nessa fase são aplicadas as técnicas da apometria desenvolvidas para uma ajuda
completa das criaturas que foram trazidas por nossos pensamentos, para o circo, afim de que,
após receberem a ajuda, desfaçam tudo que de ruim tenham feito e transmutem os
sentimentos ruins que as envolvia.
b) – Raiz do Problema – Ultrapassada a etapa onde são trazidos e tratados os problemas
do grupo e dos demais participantes (não há limites para pedidos mas da um deve se fixar nos
seus problemas), temos de identificar RAIZ DO PROBLEMA. No umbral não tem ninguém
solto fazendo suas estripulias... Ou é líder ou liderado... ou se é as duas coisas ao mesmo
tempo... E, tal qual uma organização empresarial nossa, no umbral as falanges se organizam
por níveis de comandos, com hierarquia rígida. Dessa forma, uma ordem do comandante da
falange, na maioria das vezes, é executada por uma entidade bem abaixo de onde partiu a
ordem. Para desfazer os trabalhos, devemos seguir em sentido contrário desta até chegar onde
nasceu o desejo de se realizar aquele ato (obsessão). Para tanto devemos nos utilizar das
técnicas das portas e salões. Cada porta que ultrapassamos representa uma linha de comanda
vencida (muitas vezes em dimensões diferentes) e que estamos nos aproximando de onde
nasceu a ordem.
A partir do entendimento DE QUE NO UMBRAL NÃO TEM NINGUEM SOLTO... LIVRE e
que ninguém faz nada sem ser mandado, somente cumprindo ordem de alguém... A partir
desse entendimento passa-se a busca dos responsáveis... e das causas de todos os
problemas que foram trazidos para o circo. Utilizando as técnicas das portas e dos salões
conseguimos ir em busca das causas, encontrá-las e ajudar todos que estão envolvidos.
Assim se processa a BUSCA DA RAIZ DO PROBLEMA. Por esse caminho vamos
atingindo os degraus da organização obsessora que afeta a pessoa... até chegar no topo, NÃO
DO PROBLEMA QUE ATINGE A PESSOA... .mas de onde partiu o desejo... a ordem... o
mentor intelectual de que aquilo fosse feito. Ai... anulado a causa, passamos a ajudar a
extinguir o efeito... (por efeito entenda-se nossos problemas de qualquer ordem que se possa
imaginar.)
c) – Sintonia Fina – O poder do amor na ajuda a humanidade – Tudo que diz respeito
as duas fases anteriores foi criado, consolidado por energia negativa imantada por um
sentimento também negativo: ódio, rancor, inveja, sexo, cobiça, etc... . Existem várias fontes
que geram e emitem essas energias para o universo. Chamei esses locais de USINA
GERADORA DE ENERGIA NEGATIVA. São fortalezas imensas, muitas tem a estrutura de
uma grande cidade. São administradas como uma grande empresa, com suas linhas de
diretorias, gerencias, etc... Para sua instalação foram necessários centenas de anos. Se
especializam em uma determinada energia de um sentimento. Seus “clientes”, os chefes de
falanges, estão espalhados pelo universo. Os chefes das falanges do negativo tem suas forças
e poder baseado nessas energias e sentimentos. É com essas forças que eles mantêm coesas
as suas falanges às vezes composta de milhares de seres feitos prisioneiros. O líder capta a
energia e a repassa para sua falange, o que lhes dá energia e os mantém presos nesse circulo
vicioso. Os comandantes das grandes falanges aurem ai suas forças para manterem presos
seus escravos (espíritos decaídos).
As energias que encontramos provindas das regiões siderais não atingem as pessoas em
si. Elas têm outras finalidades, não é essa energia tão conhecida por nós. Trata-se de uma
energia que fica adstrita às falanges. É a energia que permite o aprisionamento de milhares de
espíritos em uma falange sem nada físico que o segure. Ela forma as correntes, masmorras,
roupas, armas, castelos, enfim tudo que se apresenta aos olhos dos escravos. Rubens
Saraceni, em sua obra “O Guardião das 7 Cruzes”, o personagem Guido, nas folhas 20/21
descreve como notou essas energias: “Guido notou que tudo era energia condensada, só lhe
faltando descobrir como dispersá-la. Segurando na mão a grossa corrente que o prendia pelos
tornozelos, fixou nela a sua já apuradíssima visão, e não a desviou até conseguir ver o que a
sustentava. Só depois de muito tempo observando, conseguiu visualizar que uma outra
névoa, mais compacta, sustentando-a. Seguiu o fluxo daquela névoa além das paredes
da masmorra, acompanhando-a por uma longa distância, que o levou a uma dimensão
inacreditável. Ele sabia que ali estava fora dos domínios dos espíritos humanos... ”
Existe uma fonte emitindo essas energias das quais os comandantes das grandes
falanges aurem forças para manterem presos seus escravos (espíritos decaídos).
Nossa tarefa consiste em localizar essas Usinas, destruir tudo ou entregar aos cuidados
da espiritualidade que dará outro uso ao local, dispersar as energias e capturar e ajudar o
mentor intelectual, o dono dessa estrutura.

MUDANÇA DE ENFOQUE DA APOMETRIA


Uma reflexão sobre a finalidade da apometria.
Estamos convidando os grupos que estiverem interessados em conhecer esse novo
enfoque.
Busco com essa exposição mudar essa situação. Hoje a apometria esta voltada para
ajudar o indivíduo, igualmente às casas espíritas e aos terapeutas. Busco mudar isso, porque
entendo que a apometria tem uma finalidade maior. Não é possível que a espiritualidade maior
trouxesse a apometria para nós, para ser só mais uma ferramenta (mais calibrada é claro).
Porque entendo assim? A grande imprensa já traz indícios que os desastres naturais
acontecerão com maior intensidade no período 2006-2012, inclusive, a ciência já vem
estudando essa hipótese. Nessa forma, haverá uma modificação muito grande no mapa mundi,
muitas terras serão inundadas e terras novas emergirão. Mas não haverá terra nem condições
de se alimentar a todos − 1/3 restante −, da mesma forma, que hoje se alimentam
(desperdício/carnívoras, etc.). Assim, passaríamos a nos alimentar frugalmente ou de luz
(prana). Dessa forma a apometria seria a preparação desses seres, não só para prepará-los
para ficar como também a sua alimentação.

SINTONIA FINA — O poder do amor na ajuda a humanidade


Como condição para trabalhar a Sintonia Fina, o grupo tem que praticamente se fechar e
cuidar de si. Cuidar de seus membros. Só atender gente de fora que quiser vir para trabalhar.
O tempo necessário seria de 2 a 3 anos. Com isso o grupo estaria se harmonizando, porque a
maior ferramenta desses trabalhos é a harmonia que traduzo nas seguintes palavras: UM SÓ
CORAÇÃO... UM SÓ PENSAMENTO.

A NOSSA LIGAÇÃO COM NOSSA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA COMO FONTE DE


ENERGIA PARA OS TRABALHOS ESPIRITUAIS
Ao ouvirmos nossa consciência temos um encontro conosco mesmo, com a nossa
mais pura essência – o Espírito”, pois segundo a obra “Os prazeres da Alma”, às fls. 29
Hammed afirma: A criatura que interioriza e aquieta a mente, silenciando sua intimidade,
faz com que seu reino interior assemelha-se a um “sereno desfiladeiro”, onde surgem as
mensagens inarticuladas da alma – são manifestações dos “ecos transcendentais” do
Universo. Nesse “estado interior”, onde impera a quietude e a tranqüilidade, o grupo
atuando dentro dessa condição cria um “canal de comunicação” que irá gerar um campo
de força poderosíssimo que servirá de veículo condutor para atingirmos regiões siderais
d'antes não atingidas.
E o que encontramos nessas regiões siderais? Nessas regiões vamos encontrar as fontes
emissoras de ondas de irradiação de energias negativas, ondas essas, onde as falanges do
negativo aurem forças para suas tarefas malignas.

A AMPLITUDE DOS TRABALHOS DA APOMETRIA


As ondas de energias negativas vêm carregadas ou imantadas de um sentimento também
negativo: ódio, rancor, inveja, sexo, cobiça, etc.,... As falanges do negativo aurem suas forças
aí. É com essas forças que eles mantêm coesas as suas falanges às vezes composta de
milhares de seres feitos prisioneiros. Então, uma falange busca nessas ondas que chegam até
nós e em outros planetas através dessas irradiações, e seu líder as capta e repassa a sua
falange, o que lhes dá energia e os mantém presos nesse circulo vicioso.

SINTONIA FINA – Como tudo começou


Abaixo segue um relato de como tudo começou e a formatação dos trabalhos.
A condução dos nossos trabalhos mudou muito e tudo aconteceu a partir de uma reunião
com um pequeno grupo, onde expus o que entendia de apometria. Logo que terminei, um dos
presentes me falou que ouviu tudo duas vezes, uma quando uma entidade falava ao meu
ouvido e outra quando eu falava. Aquilo me deixou intrigado, pois tinha comigo que a
inspiração do alto viria meu socorro quando eu necessitasse e não era o caso daquela hora.
A partir dai comecei a pesquisar o tema e vi que no livro dos espíritos (pergunta 495) as
entidades falam que o mundo espiritual interage conosco muito mais que possamos imaginar.
Fiquei pensando então quem sou eu, que nesse caso pareço não ter vontade própria? Se faço
a coisa certa é porque sou intuído pelos bons espíritos e se faço a coisa errada é porque me
conectei com entidades do mal! Quando era eu então? (abandonei essa elucubração por me
parecer à estória de quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha).
Abandonei a elucubração, mas não o seguinte raciocínio: Quem falava comigo? Qual a
finalidade e principalmente como ouvi-lo melhor.
Os meus pensamentos foram sendo dirigidos para a seguinte forma: Parece que é minha
consciência que fala comigo. Então como DAR OUVIDOS A ELA e como se conectar com ela?
Como ouvi-la?
Bem! Um mês se passou e eu testando as idéias em mim, junto a minha família e ao meu
grupo, sem, contudo conseguir direcionar nada. Até que um dia tive uma intuição de que essa
coisa que eu chamei de “SINTONIA FINA” (a conexão trabalhada com nossa consciência),
ficou mais claro.
Escutei assim:
Esse trabalho serve para duas coisas:
* Para a nossa vida diária;
* Nossos trabalhos espirituais.
Lendo o livro “Os prazeres da Alma” pelo Espírito Hammed, psicografado por Francisco do
Espírito Santo Neto, Editora Boa Nova, pude compreender melhor o que se passava. Assim, a
partir dessa leitura compreendi como poderia manter esse canal aberto, e com a intuição do
trabalho espiritual que poderia ser realizado com essa sintonia, que se formara e que iria me
familiarizar com a voz da consciência. O espírito Hammed orienta como aquietar a mente que é
a condição primeira para se formar esse canal de comunicação. Às fls. 29 Hammed afirma: A
criatura que interioriza e aquieta a mente, silenciando sua intimidade, faz com que seu reino
interior assemelha-se a um “sereno desfiladeiro”, onde surgem as mensagens inarticuladas da
alma – são manifestações dos “ecos transcendentais” do Universo. “Nesse “estado interior”,
onde impera a quietude e a tranqüilidade, o indivíduo tem um encontro consigo mesmo, com
sua mais pura essência – o Espírito.”
Temos de manter o canal de comunicação aberto, pois é com a intuição que nos será
transmitida no trabalho espiritual que poderemos iniciar a nossa jornada da Sintonia Fina. O
espírito Hammed na obra “Os prazeres da Alma” nos orienta como “aquietar a mente” que é
a condição primeira para se formar esse canal de comunicação.
Segundo Hammed todos nós temos um canal sapiencial que pode entrar em sintonia com
a fonte abundante da sabedoria universal. As fls. 29 ele nos previne que a inquietação bloqueia
e polui o canal de comunicação: “Na presença da inquietação e dos inúmeros anseios, a mente
apegada bloqueia a fonte sapiencial e polui a via de acesso pela qual se ausculta a Fonte da
Excelsa Sabedoria. As pessoas do mundo estão distraídas entre os eventos do passado e os
do presente, plenas de desejos pessoais que turvam e contagiam sua visão cósmica: isso as
impede de expandir e expressar, de forma espontânea e natural, sua religiosidade nata”.
Mais adiante – pgs. “30 – nos previne que haveremos de limpar nossa casa mental para
que possamos despertar nossos potenciais inatos e “ouvir” o essencial, antes oculto: “
Devemos quebrar todos os grilhões e expulsar as mil vozes que enxameiam nossa casa
mental. Assim, ficaremos limpos e desnudos, livres e despojados, libertos de tudo. Então,
haverá naturalmente, nesse “desfiladeiro interno”, o reverberar de algo essencial, antes oculto
mas agora presente, em que se percebem com clara nitidez seus recursos infinitos e sua
capacidade de despertar potenciais inatos.”
Deus está em nós; nós somos deuses. As leis de Deus, então, estão em nós, porém,
buscamos o conhecimento de Deus fora de nós, mas esse conhecimento está dentro de nós e
é lá que devemos buscá-lo. Às páginas 33 do mesmo livro o Espírito Hammed explica o por
que: “Quando desprezamos nossa fonte de sabedoria interior (propriedade inata de todos nós),
rejeitamos parte importante de nossa realidade interna, porquanto as leis de Deus estão
escritas na consciência − Questão 621 do Livro dos Espíritos”. A expressão consciência, aqui
utilizada pelos Guias da Humanidade, tem a mesma significação de Espírito, pois, se as leis
divinas estivessem simplesmente na área consciencial do ego − sensações, percepções,
emoções e motivações −, não teríamos maiores dificuldades de compreendê-la ou aplicá-las.
“Ao ignorarmos o potencial em nossa intimidade, nosso campo de visão existencial fica
obscuro e distorcido, e não conseguimos nos firmar perante a existência”.
Esse é o ato de desentranhar do mais fundo de nós o nosso próprio ser para buscar a
sabedoria existente em nosso mundo interior ou o “encontro do homem com o numinoso”
segundo Hammed – página 127: O “nume” é a essência da idéia do divino. Essa essência é
encontrada na inspiração ou intuição, enquanto sua vivência é sentida no âmago das criaturas
através de um estado afetivo de confiança absoluta na “Ordem Divina”.
Nesse estado não devemos negar ou afirmar nada, apenas esperar confiantemente,
porque o estado numinoso nos aproxima do que nos é útil e nos afastará do que não nos serve.
Esse contato se dá pelas vias do pensamento, mas devemos nos elevar acima da matéria
nos soltando e entregando nas Mãos de Divinas, quando, então, poderemos compreender as
coisas incompreendidas que nos é repassada pela Inteligência Superior. Nesse “estado”
estamos nos conscientizando de nós mesmos.
E, ainda, como um método futura segundo “a voz da consciência” e não mais pela voz da
razão que desvirtua os caminhos a serem seguidos quando se trata do rumo de suas vidas, no
caso, pelos pais, quando encaminham os filhos em busca do sucesso e não da felicidade e os
caminhos de Deus. Lembro que essa parte não teria nenhuma conotação religiosa.
como encontrar essa fonte emissora de energia negativa e como chegar até lá?
A chave da questão é a Sintonia Fina, com ela o grupo consegue formar um veículo que
irá variar, de acordo com o local da fonte emissora daquela energia, a ser trabalhado em
determinado dia. Esse veículo levará o grupo até o objetivo, quando então, o grupo desligará a
fonte emissora e ajudará as criaturas envolvidas. Esse local normalmente se encontra fora do
nosso sistema solar podendo ser em outros planetas, galáxias, asteróides, etc. e as criaturas
são populações locais, isto é, seres extras terrestres.
A viagem até o local (donde partem as energias) normalmente sofre muitos ataques, e
principalmente, enfrenta barreiras densas de energias e objetos, o que garante essa
caminhada é a harmonia do grupo.
A formação da sintonia fina depende apenas de o grupo estar na mesma diapasão com as
seguintes máximas: um só coração e um só pensamento. E isso se consegue com a prática
de se buscar a criação do canal com a inteligência superior, anteriormente explicado, que nada
mais é do que exercício, exercício, exercício...
Temos dois momentos, de ida e o de volta. Na ida não precisamos interromper a viagem
para ajudar as criaturas que irão aparece necessitando de ajuda. Elas deverão ser
simplesmente removidas para um hospital local no interior da espaçonave (a estrutura utilizada
para o deslocamento espacial do grupo). Na volta, as criaturas que foram recolhidas serão
ajudadas. Para isso o grupo irá parar onde a espiritualidade permitir dentro da linha da raiz do
problema. O encerramento é igual a todos os outros trabalhos.

EXPERIÊNCIAS REALIZADAS
O primeiro trabalho espiritual dentro desta ótica foi diferente. Nós não sabíamos o que
fazer e ficamos parados em concentração até que tive a intuição, de que no meio do grupo
emergiria uma outra coisa, não sabia o que, mas algo seria formado. Entendi como se fosse
um outro ser, uma mente, um radar, não sabia bem ao certo, mas sabia que algo aconteceria.
Ato contínuo, alguns membros do grupo começaram a ver algo no centro da mesa, algo como
se fosse um cérebro, ou um radar e intuíram que era “isso” que nos guiaria até o local da fonte
emissora da energia, que se consubstanciava em um ou vários sentimentos negativos. Logo a
viagem espacial se iniciou e após muitas dificuldades de concentração, que foram sendo
superadas chegamos ao local, que para nossa surpresa, era um outro planeta e com atividade
de vida.
“ACONTECIMENTOS DAS BATLHAS ESPIRITUAIS INEDITAS”
relatado por Newton em - 08-08-2.007

1. OBJETIVO DO RELATORIO
O objetivo deste relatório é aperfeiçoar as técnicas de resgate e transmutação de energia
segundo as varias situações que nos são vividas dentro do desdobramento em grupo, com o
aperfeiçoamento dessas técnicas, podemos treinar o nosso pequeno exército para que
obtenhamos de nos mesmo, força e destreza, dentro da eficácia na resolução dos diversos
tipos de problemas pelas quais deparamo-nos, na individualização de cada caso concreto, ou
seja, a intenção é que no estudo destes relatórios possamos utilizar-nos das diversas sub-
técnicas existentes dentro da técnica do circo, e/ou cachoeira para que melhor e mais completo
possível possam ser nossos trabalhos.
Trata-se também de uma construção do pensamento através da busca da verdade por
meio da transcendência do plano metafísico, mas que pode ser vivido no conhecimento
empírico (vivencial), assim como foi vivido, a de se observar a todas as sensações pela qual o
grupo passou durante essa vivencia, assim como: sentir cheiros, dores, forças, paz,
tranqüilidade, etc.
Sendo assim, existe a necessidade de se dar vida e aperfeiçoamento a todas as linhas
desse relatório, para que cada integrante do grupo possa contribuir com sua experiência
vivencial no momento das percepções apometricas.

2. RELATO DO DIA 08/08/2007.


O planeta Terra esta envolvido por uma grande indústria de fabricação de energias
negativas, cabos saindo por todos os cantos do planeta sendo alimentando uma grande
indústria, seguindo a convergência desses cabos, chegamos ao um grande circulo negativo
negro, algo como se fosse um campo de força protegendo aquela indústria, tentamos nos
aproximar mas não conseguimos, então os mestres através nos falaram através da intuição
que deveríamos nos unir em um só objetivo, da qual seria vasar esse campo de força, logo
depois seguindo a orientação dos mentores, nos unimos e vasamos, passamos por varias
visões, como canos, soldados guardiões, até que uma das videntes, olhou uma entrada algum
tipo de túnel, entrando pelo túnel, podemos perceber os nossos olhos arder e uma fumaça
verde estava tomando conta do local,projetamos em nos vestimos de astronautas para
continuar a investigação, logo depois nos deparamos com varias salas de controle uma atrás
da outra como se fosse uma grande centopéia, o objetivo era chegar a sala de comando,
pensamos em jogar as redes e anéis magnéticos, mas descobrirmos que se fizéssemos isso
poderíamos sofrer um grande risco visto que estávamos dentro do território deles e até então
ainda não tinham nos visto, pensamos bem e logo veio a intuição como abrir a sala de
comando se estava lacrada? Logo burlamos o sistema de segurança e convocamos a todos
para uma grande reunião imitando a voz do chefe, começou uma grande movimentação de
alienígenas, a porta principal se abriu e nos transformamos em alienígenas também para
poder adentrar sem que podessemos ser vistos, lá dentro existia uma grande mesa, e um
comandante principal que se portava de forma com uma grande barba, em frente a uma pedra
de energia vermelha, mais uma vez ficamos sem saber o que fazer, então o Faiçal entrou no
corpo do chefão, e se passando por ele, deu ordens aos seus comandados para que
acabassem de alimentar a terra com essas energia e para que fossem invertida as polaridades,
para preservação da espécie, depois de muita reluta todos resolveram obedecer,todos saíram
e cumpriram as ordens do Faiçal, levamos a entidade incoporado para as chamas sagradas, e
explodimos a pedra vermelha com muito amor e carinho.

O PROCESSO OBSESSIVO ATUANDO PELO INCONSCIENTE COLETIVO

"Ao lado desses conteúdos inconscientes pessoais, há outros conteúdos que não
provém das aquisições pessoais, mas da possibilidade hereditária do funcionamento
psíquico em geral, ou seja, da estrutura cerebral herdada. São as conexões mitológicas, os
motivos e imagens que podem nascer de novo, a qualquer tempo e lugar, sem tradição ou
migração históricas. Denomino esses conteúdos de inconsciente coletivo." JUNG, Tipos
Psicológicos, Editora Vozes/91
Segundo Jung, o inconsciente coletivo não deve sua existência a experiências pessoais;
ele não é adquirido individualmente. O inconsciente coletivo não se desenvolve
individualmente, ele é herdado. É um conjunto de sentimentos, pensamentos e lembranças
compartilhadas por toda a humanidade.
O inconsciente coletivo é um reservatório de imagens latentes, chamadas de arquétipos
ou imagens primordiais, que cada pessoa herda de seus ancestrais. A pessoa não se lembra
das imagens de forma consciente, porém, herda uma predisposição para reagir ao mundo da
forma que seus ancestrais faziam. Sendo assim, a teoria estabelece que o ser humano nasce
com muitas predisposições para pensar, entender e agir de certas formas.
De acordo com as assertivas junguianas, listamos alguns arquétipos como sinal de que
são um processo obsessivo coletivo atingindo o indivíduo dificultando seu progresso espiritual:

1) Trocar de marido é trocar de problema;


2) Filho é tudo igual, só muda o endereço;
3) Crescimento das comunidades gay’s;
4) Todo político é ladrão;
5) Machismo;
6) Liberdade sexual;
7) Independência financeira feminina

Esses conceitos, repetidos exaustivamente, fazem com que uma conexão os una com as
energias negativas. Essas energias os molda no éter com os sentimentos que os envolve,
resultando daí, o comportamento das pessoas conforme o esperado negativamente
(arquétipos). Alguns que conseguem quebrar a barreira do inconsciente coletivo e agem no
individual (passando ao largo dos arquétipos dominantes), são considerados estranhos no
ninho.

UMA REUNIÃO DE LIBERTAÇÃO COM APOMETRIA


TÉCNICA DO CIRCO

Para executar todos os passos da técnica, foi desenvolvido um roteiro da reunião de


apometria que chamei de TÉCNICA DO CIRCO.
As reuniões de apometria utilizando a TÉCNICA DO CIRCO devem seguir uma rotina e
seqüência para poderem alcançar a plenitude dos resultados desejados. Dessa forma
elencamos abaixo as rotinas e procedimentos que deverão ser usados pelas dirigentes dos
grupos e ainda alguns procedimentos especiais que poderão ser usados em caso de
necessidade. Claro que ninguém está amarrada a essa forma, todos, com o correr dos tempos
irão criando suas marcas próprias, o que é muito desejável e bem-vindo, mas antes deverão se
ater aos procedimentos passados para se familiarizarem, sentirem os resultados e depois
poderão dar seus vôos solos.
A técnica do circo foi planejada para ser aplicada em qualquer situação e por qualquer
grupo (desde que, é claro, em se tratando da 1ª e 2 ª etapa, sem incluir a Sintonia Fina). Nela
estão assentados os pilares de como entendo a Apometria, sendo que a 3ª etapa (Sintonia
Fina – Um auxilio a humanidade) só deve ser aplicada após o grupo estar em busca de sua
harmonia, isto é, compreendido que primeiro tem de cuidar de si, para, só depois ser abrir para
a ajuda fraterna.

A técnica do circo se divide em:


a) preparação do ambiente;
b) preparação dos membros do grupo;
c) montagem do circo (depois de alguns meses essa etapa pode ser resumida, podendo
os trabalhos serem iniciados com a circo já montado, inclusive com os membros do grupo já
tendo convidado os responsáveis pelos seus problemas para virem para o circo);
d) convidar os responsáveis pelos nossos problemas para virem assistir ao maior
espetáculo da terra: O circo;
e) início da função;
f) cuidar, usando as técnicas da apometria, de quem foi trazido ao circo;
g) descer com eles no umbral para libertar os que ali chafurdam por nossa conta, culpa e
ordem;
h) buscar a raiz do problema pela técnica dos salões e portas;
i) iniciar o processo de ajuda aos que foram encontrados na raiz do problema;
j) concluída a etapa de ajuda anterior aos que foram trazidos pela raiz do problema,
vamos ao umbral resgatar ali seus erros;
k) no final comandar a transformação dessa região e sair do umbral indo ao passado
onde aconteceu a vida passada dessas criaturas e buscar a harmonia e perdão recíprocos;
l) instaurada a harmonia, usando a técnica do álbum de fotografias, vamos despolarizar
os estímulos de memória ruins, até então imantados;
m) concluídos os trabalhos encaminhamos a todos para os hospitais da espiritualidade
onde irão continuar seus tratamentos.

TÉCNICA DO CIRCO – As várias etapas


leiam cada frase e mergulhem nas imagens que ela traz

preparação do ambiente
Vamos rogando a Deus a presença de nossos mentores... .e de toda a equipe da
espiritualidade que nos orienta... nos protege e nos apóia...
INICIAMOS AMONTAGEM DA PROTEÇÃO DOS TRABALHOS COM A CRIAÇÃO DOS
CAMPOS DE FORÇA E DE PROTEÇÃO
Vamos entrando em sintonia com as energias que nos envolve... .
Vamos ativando nossos campos de força e de proteção...

preparação dos membros do grupo


VAMOS ENTRANDO EM SINTONIA COM A ESPIRITUALIDADE ... .façamos uma
oração...

montagem do circo
(depois de alguns meses essa etapa pode ser resumida, podendo os trabalhos
serem iniciados com a circo já montado, inclusive com os membros do grupo já tendo
convidado os responsáveis pelos seus problemas para virem para o circo)

EM NOSSA CIDADE ESTÁ CHEGANDO UM CIRCO...


O CIRCO NADA MAIS É DO QUE UM CAMPO DE FORÇA QUE NOS PERMITE
ISOLAR AS CRIATURAS NECESSITADAS E AJUDÁ-LAS SEM QUE SEUS VERDUGOS O
IMPEÇAM

Uma comitiva entra pelas ruas da cidade anunciando a chegada do circo... convidando a
todos para virem assistir ao maior espetáculo da terra...
O circo vai se instalar em um grande terreno baldio...
Vamos iniciando sua instalação... montando as arquibancadas... o picadeiro...

convidar os responsáveis pelos nossos problemas para virem assistir ao maior


espetáculo da terra: O circo
Enquanto o circo é montado... vamos convidando as pessoas de alguma forma envolvidas
conosco... a virem participar do espetáculo...
DADO QUE TUDO É ESPIRITUAL, DE QUE TODOS OS NOSSOS PROBLEMAS TEM
SUA ORIGEM EM UMA CAUSA ESPIRITUAL, ENTÃO, DEVEMOS TRAZER TUDO QUE DE
ALGUMA FORMA ESTEVE EM CONTATO CONOSCO PARA VIREM PARTICIPAR DO
CIRCO RECEBEREM OS BENEFÍCIOS DESSE TRATAMENTO... NÃO HÁ NECESSIDADE
DE SE ESCREVER NOMES... ENDEREÇOS... TELEFONES... NOMES COMPLETOS, ETC...
BASTA PENSAR NELES USANDO OS OLHOS DA MENTE
Vamos percorrendo a cidade... .chamemos... .filhos... pais... maridos... tios... irmãos...
cunhadas... sogras... noras... .. genros... vizinhos... amigo... namorados... antigos
namorados... adversários... inimigos... desafetos...
Pensem nos seus problemas... qualquer tipo de problema:... financeiros... emocionais...
desavenças familiares... desemprego... dificuldades nos negócios... dificuldades nos estudos...
basta pensar neles... passe os olhos da mente por eles...
Vamos agora pensar e convidar para virem tb... nossos sonhos... pesadelos... insônias...
nossas dores... cansaço... mal estar... doenças... vícios... depressão... manias... síndromes...
Não só os problemas em vcs... mas tb em seus convidados do circo...
Todos nossos convidados virão ocupar seus lugares no circo... ajudem eles se
acomodarem... acharem seus lugares...
Vamos olhar ver se tem algum renitente que não quer ou não pode entrar... veja se tem
algum garoto olhando por debaixo da lona... Se tiver convide-os a entrarem...
NESSA ETAPA PODE HAVER RESISTÊNCIA POR PARTE DE ALGUMAS
CRIATURAS AO NÃO QUEREREM SE APROXIMAR DE SEUS INIMIGOS (MUITOS DOS
TRAZIDOS, OU NÓS MESMOS SOMOS VISTOS COMO INIMIGOS) NESSE CASO
DEVEMOS USAR AS TÉCNICAS DO BAMBOLÊ E DAS REDES PARA IMOBILIZÁ-LOS E
PODERMOS TRAZÊ-LOS PARA SEREM AJUDADOS...
Levem ingressos numerados e dêem para eles... levem eles para seus lugares...
acomode-os...
Os vendedores de pipoca... algodão doce... amendoim... maçã do amor... .tb vão entrar...

início da função
A bilheteria irá fechar... todos irão entrar... inclusive os funcionários...
As luzes se acendem... estão entrando os palhaços... os artistas... malabaristas...

cuidar, usando as técnicas da apometria, de quem foi trazido ao circo


A PARTIR DE AGORA SERÃO USADAS VÁRIAS TÉCNICAS DE AJUDA E O
DIRIGENTE DEVERÁ ESTAR ATENTO PARA AS REAÇÕES... TRANSFORMAÇÕES...
RESISTÊNCIAS QUE AS CRIATURAS TRAZIDAS ESTÃO SENTINDO, DEVENDO OS
MEDIUNS DE VIDÊNCIA IREM RELATANDO O QUE ESTÃO VENDO.
Lá no alto da lona do circo tem um cristal... o sol bate nesse cristal e derrama um arco íris
sobre todos...
O arco íris vai entrar pelo chacra coronário... e quebrar os bloqueios energéticos...
É lançada uma nuvem de água... todos podem beber dessa água... lavar suas dores...
cansaço... mal estar...
Dêem de beber a essas criaturas... aparem a água com as mãos formando uma
conchinha e dêem para elas beberem...
Uma luz violeta vai abrir a caixa craniana de todos... queimar os aparelhos... .chips... e
dissolver as energias deletérias...
Vamos projetar a célula tronco do lado direito/esquerdo e occipital do cérebro e vamos
substituir todas células cansadas... e queimadas... e malsãs...
Vamos tb refazer as sinapses e as vias expressas neurológicas (que são um monte de
sinapses se juntando) que é por onde transitam nossas idéias e intuições...
Uma luz laranja vai reorganizar o banco de memória... e desobstruir o fluxo do
pensamento...
Vai tb limpar e alinhar os chacras...
Vai tb limpar e restaurar os cordões de prata...
AS LIGAÇÕES SE DÃO POR INTERMÉDIO DE UM TIPO DE CORDÃO ALGO
PARECIDO COM UMA MANGUEIRINHA FININH, UM CORDÃO UMBELICAL, POR ONDE
TRANSITAM AS ENERGIAS NEGATIVAS QUE MANTEM PRESOS ALGOZ E VÍTIMA...
ESSA LIGAÇÃO TEM DE SER CORTADA (quando puder ser cortada) E LIMPA,
DESOBSTRUÍDA (quando não puder ser cortada deverá ser limpa)
Vamos agora cortar os cordões de ligação que puderem ser cortados... para isso
mentalizem uma espada e cortem os cordões...
E os que não puderem ser cortados, vamos limpar... .vamos fazer uma diálise neles...
Vamos mentalizar uma cadeira de hemodiálise e acomodar as criaturas...
Vamos conectar todos os cordões de ligação para fazer uma limpeza completa
VAMOS MENTALIZAR 3 CRISTAIS... .representando o ARREPENDIMENTO... o
PERDÃO... e o AMOR...
Vamos colocar esses cristais no coração de toda a platéia... de todos os nossos
convidados... amigos e inimigos... indistintamente...
Coloquem os cristais e façam uma ave maria... para ajudar ainda mais vamos pedir a
presença de uma pessoa que muito ama a cada um...
SETE CHAMAS SAGRADAS: USAMOS A SIMBOLOGIA DAS CORES E DAS
CHAMAS NA FORMA DE UMA PROCISSÃO... DA ROMARIA... PARA PODERMOS
CONDUZIR AS CRIATURAS, AGORA JÁ MAIS OU MENOS RECUPERADAS, A UM
PROCESSO PARA QUE DESFAÇAM... DESMANCHEM TUDO QUE ESTIVEREM FEITO DE
RUIM, PARA QUE JOGUEM FORA SUA ANTIGAS ATITUDES E SE TRANSFORMEM... É O
PROCESSO MAIS IMPORTE DE TODO O TRABALHO... DEMANDA MUITA HARMONIA E
EMISSÃO DE SENTIMENTOS AMOROSOS POR PARTE DO GRUPO...
Nossos sentimentos negativos agem como se fossem um monstro dentro de nós...
Como que devorando as nossas entranhas... devorando o que temos de bom... A
CENTELHA DIVINA... vamos lutar contra isso...
Para isso, vamos pedir a eles (eles que na maioria das vezes somos nós mesmos por
nossas vidas passadas) para desmancharem tudo que tiver de ruim... os malfeitos...
Vamos acender sete chamas sagradas e colocar na forma de um aspiral ascendente...
com a chama violeta bem no topo...
Peçam a todos para entrarem nessas chamas sagradas... caminhando no aspiral... até
chegar na chama violeta... como se fosse uma romaria...
Na medida em que forem caminhando nessas chamas sagradas, peçam para todos
jogarem as coisas erradas nessas chamas que serão queimadas... transmutadas...
Todos podem passar por dentro dessas chamas... queimem tudo... desmanchem tudo:
Maus pensamentos... maus sentimentos...
Vamos mentalizar uma criança em nossos colos... um bebe que esta adormecido...
precisando de aconchego... de amor... e do silêncio de nossas mentes...
VCS VÊEM ALGUÉM QUE NÃO QUEIRA DESMANCHAR... QUE RELUTA???
Se tiver... vamos ajudá-lo... Dêem o exemplo para eles, mostre como fazer para se
livrarem dos maus pensamentos... dos erros...
Pensem em seus defeitos e dificuldades... .vcs os conhecem bem... entrem em sintonia
com eles...
AGORA JOGUE-OS NAS CHAMAS SAGRADAS...
Vamos todos aumentar o poder das chamas sagradas... VAMOS INICIAR UMA AVE
MARIA... .

descer com eles no umbral para libertar os que ali chafurdam por nossa conta,
culpa e ordem
Vamos resgatar as criaturas que foram usadas para esses malfeitos... PARA ISSO
VAMOS DESCER NO UMBRAL protegidos por um manto...
UMA BOLA DE FOGO VAI NA FRENTE QUEIMANDO TUDO... UMA ONDA DO MAR
VEM ATRAS LAVANDO TUDO... e resgatando as criaturas... .
PORQUE DESCER NESSES ABISSAIS LOCAIS? PORQUE É AI QUE SE
ENCONTRAM AS CRIATURAS QUE DE ALGUMA FORMA FORAM UTILIZADAS POR NÓS
(EM ALGUMA VIDA MESMO APÓS O DESENCARNE NOSSO) E TEMOS DE RESGATÁ-
LAS PARA QUE POSSAMOS NOS ARREPENDER DE NOSSOS ATOS, PEDIR PERDÃO E
ACEITAR OS PEDIDOS DE PERDÃO E NOS RECONCILIARMOS PARA QUE POSSAMOS
SEGUIR NOSSA CAMINHADA NA DIREÇÃO DO RETORNO A CASA DE NOSSO PAI
CELESTIAL.
QUE NÚMERO VEM NA MENTE DE VCS??????
Vamos descer nessas dimensões do umbral profundo... para resgatar os que ai estão por
nossa culpa e ordem...
USAMOS TRÊS SÍMBOLOS PARA ESSE PROCESSO: O FOGO... A ÁGUA... E AS
CORES... O A BOLA DE FOGO É O FOGO TRANSFORMADOR E LIBERTADOR QUE
QUEIMA AAS ENERGIAS NEGATIVAS DO LOCAL PERMITINDO A SUA
REGENERAÇÃO... A ÁGUA LAVA A SUJEIRA PERMITINDO UMA MELHOR
VISUALIZAÇÃO DE COMO ERA ESSE LOCAL... AS CORES QUE VEM DENTRO DAS
BOLHAS DE SABÃO FORMANDO UM CAMPO DE FORÇA E UM PROCESSO
REGENERADOR PELO USO DAS CORES...
A bola de fogo irá na frente queimando as energias... desfazendo tudo...
Mentalizem bolhas de sabão que vão envolver as criaturas que ai estão e vai retirá-las
dai... resgatando todos...
Milhares de bolhas de sabão com um arco íris dentro vão até essas criaturas...
envolvendo uma a uma... e as retirará dessa região...
A água do mar vem lavando... e recolhendo todos... todos serão retirados em fila...
RETIRAR ESSAS CRIATURAS DO UMBRAL É UM PROCESSO DIFÍCIL E QUE
DEMANDA MUITA ENERGIA DO GRUPO E TAMBÉM MUITA OBSERVAÇÃO SE NÃO HÁ
OUTROS PORTAIS ABERTOS... CRIATURAS ENCRUSTRADAS NAS ROCHAS...
Todos que foram retirados do umbral irão passar pelos chuveiros coletivos onde serão:
banhados, agasalhados... alimentados... .restauradas suas formas humanas...
Também serão cortados os cordões de ligação que tiver de ser cortados, limpos os
cordões que puderem ser limpos e liberados para espiritualidade...
SINTAM SE AINDA TEM ALGUMA COISA FICANDO PARA TRAS... ESQUECIDA... se
tiver vamos buscá-la...

buscar a raiz do problema pela técnica dos salões e portas


USANDO NOSSA ENERGIA MENTAL PELO PODER DA AGLUTINAÇÃO DE NOSSOS
PENSAMENTOS PRODUZIMOS UM CAMPO DE FORÇA QUE ROMPE BARREIRAS E
DIMENSÕES E PODEMOS BUSCAR A RAIZ DO PROBLEMA PARA ISSO UTILIZAMOS A
TÉCNICA DOS SALÕES E PORTAS QUE ROMPEM DIMENSÕES E PORTAIS
Em contato com essas energias... VAMOS ENTRAR EM UM GRANDE SALÃO...
Nesse salão tem muitas portas... uma vai se destacar... VAMOS ENTRAR NELA...
Vamos chegar em outro GRANDE SALÃO... e nesse salão tem muitas portas... uma vai
se destacar... VAMOS ENTRAR NELA...
Nesse salão tem muitas portas... uma vai se destacar... VAMOS ENTRAR NELA...
Vamos chegar em outro GRANDE SALÃO... e nesse salão tem muitas portas... uma vai
se destacar... VAMOS ENTRAR NELA...
PARA SE IMOBILIZAR, CAPTURAR E AJUDAR OS RESPONSÁVEIS, USAMOS A
TÉCNICA DO BAMBOLÊ E DAS REDES... PARA O SUCESSO DESSA EMPREITADA
TEMOS DE NESSE MOMENTO TER MUITA HARMONIA... FÉ E AMOR EM NOSSOS
CORAÇÕES
Mentalizem 3 anéis tipo bambolê e tb redes de gladiador... energize-os... vamos colorir
tb...
Contem até 3 e lancem esses anéis e redes no espaço vazio...
Abaixem uma grande rede que vai cobrir todo o salão... envolvendo a todos...
A TÉCNICA DA CACHOEIRA NOS PERMITE AJUDAR AS CRIATURAS TRAZIDAS...
AS ÁGUAS PROVOCAM UM EFEITO MÁGICO NESSAS CRIATURAS... AO BEBEREM E
SE LAVAREM NESSAS ÁGUAS O PODER DE DEUS SE MANIFESTA EM SUA PLENITUDE
PERMITINDO QUE AS ENERGIAS AMOROSAS E OS BONS SENTIMENTOS POSSAM
ADENTRAR A ESSES CORAÇÕES ATÉ ENTÃO EMPEDERNIDOS
Vamos levar os que foram pegos nos anéis e na rede para cachoeira...

iniciar o processo de ajuda aos que foram encontrados na raiz do problema


Deixem a água da cachoeira cair sobre eles...
Dêem água para eles beberem...
Lá do alto da cachoeira tem um cristal... o sol bate nesse cristal e derrama um arco íris
sobre todos...
Uma luz violeta vai abrir a caixa craniana de todos... queimar os aparelhos... .chips... e
dissolver as energias deletérias...
Uma luz laranja vai reorganizar o banco de memória... e desobstruir o fluxo do
pensamento...
Vai tb limpar e alinhar os chacras...
Vai tb limpar e restaurar os cordões de prata...
Vamos projetar a célula tronco do lado direito/esquerdo e occipital do cérebro e vamos
substituir todas células cansadas... queimadas e malsãs..
E vamos tb refazer as sinapses... e as vias expressas neurológicas (que são um monte de
sinapses se juntando), que é por onde transitam nossas idéias e intuições...
Vamos cortar os cordões de ligação que puderem ser cortados... os que não puderem ser
cortados, vamos limpar... .vamos fazer uma diálise neles...
Vamos mentalizar uma cadeira de hemodiálise, acomodar as criaturas... conectar todos os
cordões de ligação para fazer uma limpeza completa
VAMOS MENTALIZAR 3 CRISTAIS... .representando o ARREPENDIMENTO... o
PERDÃO... e o AMOR...
Vamos colocar esses cristais no coração de toda a platéia... de todos os nossos
convidados... amigos e inimigos... indistintamente...
SETE CHAMAS SAGRADAS: USAMOS A SIMBOLOGIA DAS CORES E DAS
CHAMAS NA FORMA DE UMA PROCISSÃO... DA ROMARIA... PARA PODERMOS
CONDUZIR AS CRIATURAS, AGORA JÁ MAIS OU MENOS RECUPERADAS, A UM
PROCESSO PARA QUE DESFAÇAM... DESMANCHEM TUDO QUE ESTIVEREM FEITO DE
RUIM, PARA QUE JOGUEM FORA SUA ANTIGAS ATITUDES E SE TRANSFORMEM... É O
PROCESSO MAIS IMPORTE DE TODO O TRABALHO... DEMANDA MUITA HARMONIA E
EMISSÃO DE SENTIMENTOS AMOROSOS POR PARTE DO GRUPO QUE NESSE
MOMENTO DEVE SE MANTER EM ORAÇÃO CONSTANTE...
Vamos acender sete chamas sagradas... peçam a todos para entrarem nessas chamas...
caminhando no aspiral...
Na medida em que forem caminhando nessas chamas sagradas, peçam para todos
jogarem as coisas erradas nessas chamas... que serão queimadas... transmutadas...
Dêem o exemplo para eles, mostre como fazer para se livrarem dos maus pensamentos...
Pensem em seus defeitos e dificuldades... .vcs os conhecem bem... entrem em sintonia
com eles... AGORA JOGUE-OS NAS CHAMAS SAGRADAS...

concluída a etapa de ajuda anterior aos que foram trazidos pela raiz do problema,
vamos ao umbral resgatar ali seus erros
Vamos resgatar as criaturas que foram usadas para esses malfeitos... PARA ISSO
VAMOS DESCER NO UMBRAL protegidos por um manto...
UMA BOLA DE FOGO VAI NA FRENTE QUEIMANDO TUDO...
UMA ONDA DO MAR VEM ATRAS LAVANDO TUDO... e resgatando as criaturas... .
PORQUE DESCER NESSES ABISSAIS LOCAIS? PORQUE É AI QUE SE
ENCONTRAM AS CRIATURAS QUE DE ALGUMA FORMA FORAM UTILIZADAS POR NÓS
(EM ALGUMA VIDA MESMO APÓS O DESENCARNE NOSSO) E TEMOS DE RESGATÁ-
LAS PARA QUE POSSAMOS NOS ARREPENDER DE NOSSOS ATOS, PEDIR PERDÃO E
ACEITAR OS PEDIDOS DE PERDÃO E NOS RECONCILIARMOS PARA QUE POSSAMOS
SEGUIR NOSSA CAMINHADA NA DIREÇÃO DO RETORNO A CASA DE NOSSO PAI
CELESTIAL.
QUE NÚMERO VEM NA MENTE DE VCS??????
Vamos descer nessas dimensões do umbral profundo... para resgatar os que ai estão por
nossa culpa e ordem...
USAMOS TRÊS SÍMBOLOS PARA ESSE PROCESSO: O FOGO... A ÁGUA... E AS
CORES... O A BOLA DE FOGO É O FOGO TRANSFORMADOR E LIBERTADOR QUE
QUEIMA AAS ENERGIAS NEGATIVAS DO LOCAL PERMITINDO A SUA
REGENERAÇÃO... A ÁGUA LAVA A SUJEIRA PERMITINDO UMA MELHOR
VISUALIZAÇÃO DECOMO ERA ESSE LOCAL... AS CORES QUE VEM DENTRO DAS
BOLHAS DE SABÃO FORMANDO UM CAMPO DE FORÇA E UM PROCESSO
REGENERADOR PELO USO DAS CORES...
A bola de fogo irá na frente queimando as energias... desfazendo tudo...
Mentalizem bolhas de sabão que vão envolver as criaturas que ai estão e vai retirá-las
dai... resgatando todos...
Milhares de bolhas de sabão com um arco íris dentro vão até essas criaturas...
envolvendo uma a uma... e as retirará dessa região...
A água do mar vem lavando... e recolhendo todos... todos serão retirados em fila...
RETIRAR ESSAS CRIATURAS DO UMBRAL É UM PROCESSO DIFÍCIL E QUE
DEMANDA MUITA ENERGIA DO GRUPO E TAMBÉM MUITA OBSERVAÇÃO SE NÃO HÁ
OUTROS PORTAIS ABERTOS... CRIATURAS ENCRUSTRADAS NAS ROCHAS...
Todos que foram retirados do umbral irão passar pelos chuveiros coletivos onde serão:
banhados, agasalhados... alimentados... .restauradas suas formas humanas...
Também serão cortados os cordões de ligação que tiver de ser cortados, limpos os
cordões que puderem ser limpos e liberados para espiritualidade...
SINTAM SE AINDA TEM ALGUMA COISA FICANDO PARA TRAS... ESQUECIDA... se
tiver vamos buscá-la...
no final comandar a transformação dessa região e sair do umbral indo ao passado
onde aconteceu a vida passada dessas criaturas e buscar a harmonia e perdão
recíprocos
Nesse local irá abrir o sol da manhã e se formará um grande jardim... mata... uma praia...
cachoeira... muitos animais... flores...
Vamos saindo do umbral...
Vamos ao passado das criaturas...
ESSE PROCEDIMENTO DE IR AO PASSADO (quando essa vida se encontrava na
carne) E DEPOIS VOLTAR AO PRESENTE (nos dias de hoje) LEVA EM CONTA DE QUE,
APÓS O DESENCARNE, PELOS SENTIMENTOS NEGATIVOS QUE CURTE, ESSA VIDA
FICA IMANTADA NESSE QUADRO PROVOCANDO TODA SORTE DE PROBLEMAS A
VIDA ATUAL MAS TAMBÉM ATUA NO PRESENTE, NOS DIAS DE HOJE COMO
OBSERVAMOS NAS NOSSAS REUNIÕES DE APOMETRIA.
Ai nesse passado vai cair uma chuva de prata sobre todos... .
Também vai cair uma chuva de pétalas de rosas...
Um círculo de luz irá envolver a todos...
TODOS IRÃO SE HARMONIZAR... SE PERDOAREM...
Vamos colocar no coração de todos... os cristais do arrependimento... do perdão e do
amor...
Esfreguem os cristais nas suas mãos... .até que eles virem um pó... e ai assoprem na
direção de todos...
Façam isso várias vezes...
Percebam a reação deles... estão conseguindo se perdoarem????
Agora o sol irá se abrir... o sol da manhã anunciando um novo dia para todos... sem
doenças... sem pestes... sem mal cheiro... sem lama fétida... sem prisões...
Um lindo jardim esta se formando... muitas flores... pássaros... animais... rios... cascata...
tranqüilidade... fé... amor... esperança.
O arrependimento o perdão e o amor se instaurando no coração de todos

instaurada a harmonia, usando a técnica do álbum de fotografias, vamos


despolarizar os estímulos de memória ruins, até então imantados
VAMOS AGORA VOLTAR AO PRESENTE...
Ai no presente... vamos entregar um álbum de fotos para eles... .eles podem rasgar e
queimar as fotos que não querem mais...
Vamos tb entregar uma caixinha de fotos que estava esquecidas... com elas eles podem
restaurar o álbum...

concluídos os trabalhos encaminhamos a todos para os hospitais da espiritualidade


onde irão continuar seus tratamentos
Vamos vibrar o amor no coração de todos para que possam atrair outras vidas passadas
suas ou outras situações dessa mesma vida e com elas se harmonizarem, sendo reacopladas,
formando um só bloco...
ESSES PROCEDIMENTOS LEVAM EM CONTA DE QUE UMA VIDA PASSADA NOSSA
HARMÔNICA CONSEGUE ATRAIR OUTRAS VIDAS DELA MESMO E/SITUAÇÕES DESSA
MESMA VIDA PARA SE HARMONIZAREM E REACOPLAREM EM UM SÓ BLOCO. ELAS
VÃO COMO QUE UMA ENTRANDO DENTRO DA OUTRA.
Na medida em que forem reacoplando e refazendo seus álbuns... vamos encaminhando a
todos para os hospitais da espiritualidade... onde irão continuar seus tratamentos...
Graças a Deus...

OBS.: Quando nos depararmos com entidades de alto poder mental e estivermos
tendo dificuldades de efetuar os trabalhos, devemos utilizar as técnicas abaixo:

a) BOMBARDEAR CAMPO MAGNÉTICO


Bombardear o campo magnético do ser (é uma barreira criada para ele se proteger) com
partículas sub-atômicas dirigidas ao seu conhecimento (por 3 segundos) na freqüência si-be-
mol (basta comandar a freqüência si-be-mol).
b) BOMBARDEAR COM PARTÍCULAS SUB ATOMICAS
qualquer barreira que se apresente pode ser bombardeada para ser rompida e permitir a
passagem do grupo.

c) CRIAR UM ÍMÃ COLORIDO PARA MODIFICAR A ESTRUTURA MAGNÉTICA


Agora vamos criar um grande imã colorido para modificar a estrutura magnética do ser
que o circunda como se fosse seu corpo, por fora e por dentro. O ímã formará um fluxo de
energia em direção contrária à direção das energias negativas agrupadas entre os átomos do
ser, repelindo-as e desorientando-as. A energia do ímã irá a forma de uma nuvem colorida
carregada da energia positiva.

d) INVERTER ROTAÇÃO DO SPIN


Promover a inversão do sentido da rotação dos Spins, da metade dos elétrons,
fazendo-os ter o mesmo sentido inclusive do vetor que expressa a sua energia cinética e
magnética.

TÉCNICAS ESPECÍFICAS DE LIBERTAÇÃO ESPRITUAL

A CURA ESPIRITUAL PELA ENERGIA CONSCIENCIAL

A energica cósmica é uma força neutra. Após ser absorvida pelos chacras se tornando
uma energia pessoal, anímica, ela deixa de ser uma força neutra e é qualificada com nossas
informações (qualidades, defeitos, pensamentos, sentimentos, etc.) irradiando aquilo que
somos interiormente e, a essa energia transformada, chamamos de energia consciencial.
O universo está impregnado de energia cósmica que é responsável pela vida. Essa
energia primária está difusa em todo o universo. A energia é absorvida pelos chacras e
alimenta o corpo físico energeticamente.
O pensamento, sendo uma forma de energia emitida pela alma, quando impregnado de
emoções positivas, sob a motivação da vontade e da determinação, através do querer, da
prece e da fé, centrado na ação curativa, produz o reajustamento dos elétrons no alinhamento
de maior potencial de suas órbitas atômicas, promovendo a saúde, o bem-estar, o sucesso, a
cura espiritual.
Pensamentos positivos harmonizam a estrutura dinâmica dos átomos, com a recondução
dos elétrons às suas respectivas órbitas, produzindo a harmonização do sistema energético
das células e a conseqüente recondução do seu estado normal.
Há 150 anos, quando a ciência ainda não havia formulado as bases da Teoria Quântica,
Allan Kardec escreveu no livro "A Gênese"(páginas 294-5,ítem 31), que "O espírito é o agente
propulsor que infiltra num corpo deteriorado uma parte da substância do seu envoltório fluídico.
A cura se opera mediante a substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã.

LIMPEZA E HARMONIZAÇÃO DOS CHAKRAS


E SEU REALINHAMENTO COM O EIXO REINCARNATÓRIO

Os chakras são estruturas energéticas oriundas de fontes superiores com aparência de


flores girando constantemente. A velocidade desse movimento vai indicar o grau de evolução
da criatura. Além disso os chakras mais próximos da energia do cosmo tem, normalmente,
velocidade maior que a dos chakras que se ligam com maior intensidade às energias telúricas,
que vem da Terra.
Localizam-se no duplo etérico e são responsáveis pela recepção e distribuição das
energias mentais, astrais e etéreas de acordo com a necessidade do ser. Os chakras são
capazes de alterar nossos humores e comportamentos pelas influências hormonais uma vez
que estão intimamente ligados à estrutura celular e ao sistema endócrino do homem.
Quando o paciente apresenta um problema mais complexo que se perpetua durante
meses ou até mesmo alguns anos, há necessidade de uma limpeza dos chakras através dos
seus cordões. Isso se explica pelo fato de que os cordões dos chakras possibilitam a
energização daqueles pequeninos vórtices que formam cada camada do chakra.
* Mentalizar a cor necessária para limpeza e visualizá-la no sentido da rotação do
chakra;
* Finalizando, a mesma cor no contido contrário para a exclusão das energias negativas;
* Voltando a girá-lo no sentido real para que fique harmonizado;
* FINALMENTE PULSAR SEU REALHINHAMENTO COM O EIXO REINCARNATÓRIO.

LIMPEZA, RECONSTITUIÇÃO e REORGANIZAÇÃO


DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
Condensado do livro Psicoterapia à luz da Apometria de Clécio Carlos Gomes-Pg 101
Por pulsos, e por cada cor, fazemos a abertura da caixa craniana (o sistema nervoso
central se abre como um botão de rosa), para, após, comandar:
a) desintegrar os aparelhos porventura ali colocados (luz violeta);
b) limpar o cérebro de todas as manchas escuras (luz violeta);
c) Limpar, desenrijecer e religar a glândula pineal religando-a à mente através dos
princípios eletromagnéticos do campo vital;
d) reconstituir o cérebro (luz laranja);
e) reorganizar o banco de memória(luz laranja);
f) desbloquear o fluxo de pensamento (luz laranja);
g) implantar, por pulsos, Micro-Organizadores Florais necessários.

MICRO-ORGANIZADORES FLORAIS
Diatetes ou Organizadores, são equipamentos auxiliares de cura, criados no mundo
superior, e empregados com ajuda de médiuns, podem obter seus efeitos tanto no corpo
espiritual como no corpo físico, são agentes curadores que se localizam no bulbo do corpo
espiritual colocados num somatório de energia animal do médium e da energia espiritual, que,
condensadas, fixam os aparelhos no ser que deles precisa. Sua atuação se dá através de
injeção energética, aos moldes de homeopática, no corpo necessitado, que irá absorver, aos
poucos, a energia, por isso a demora que em alguns casos pode chegar a vários anos em
atividade. Pode ocorrer uma sintonia tão perfeita entre o corpo carente e o organizador que a
energia é como que sugada em pouco tempo fazendo com que o aparelho não mais necessite
ser usado, caindo automaticamente do local aplicado, às vezes em poucas horas. A diferença
de tempo na cura está ligada ao proceder do necessitado, isto é, de acordo com sua fé e sua
maior ou menor elevação espiritual, somada ao seu desejo íntimo de se tornar um homem de
bem e praticante da caridade.
Segundo os Amigos Espirituais, os organizadores são construídos com base em moderno
microprocessador, sempre na forma hexagonal, carregando consigo a mensagem curativa que
será dinamizada pela essência floral. Unem-se, portanto, a cibernética e a tão difundida
Terapia Floral, e ainda a Apometria, cujas técnicas facilitam a implantação dos MOF. Os
fumantes e alcoólatras, a partir da instalação dos micro-organizadores, diminuem
consideravelmente o uso do vício, até sua total eliminação. É muito ativo, quando aliado à
Despolarização da Memória.

AS CONSEQUÊNCIAS DO USO DAS DROGAS E SUA LIMPEZA


Condensado do livro As Flores do Oriente psicografada por Marcio Godinho-Pergunta 32
Segundo Ramatis " As energias desses vícios se enraízam profundamente no perispírito e
muito mais no corpo, criando um elo difícil de ser rompido quando no desencarne do espírito
negligente consigo próprio. São energias que chegam a tal ponto de saturação que se tornam
como a graxa fabricada a partir de componentes do petróleo." Partindo da leitura do citado livro,
vislumbramos que com a técnica da apometria poderíamos ajudar as pessoas que estão
sofrendo desses vícios, e já estamos aplicando a seguinte seqüência: Antes de iniciar o
trabalho temos de verificar se o ser esta no vale dos vícios e dos desregramentos se
estiver, temos de resgatá-lo, após iniciar :
a) Drenar as energias deletérias provindas das drogas;
b) Limpar o Duplo Etéreo, queimando as energias e os miasmas (SÓ PARA
ENCARNADOS);
c) Desmanchar o campo de antimagnetismo para que o ser possa receber as energias
cósmicas mantendo-se em equilíbrio com o cosmo;
d) Recuperar a plenitude da capacidade dos chacras em captar energias;
e) Limpar, desenrijecer e religar a glândula pineal religando-a à mente através dos
princípios eletromagnéticos do campo vital;
f) Recuperar a sensibilidade e religando-a com as energias e intuições astrais;
g) Restabelecer as funções do sistema parassimpático;
h) Restabelecer a busca da razão através da força de vontade;
i) Restabelecer a plenitude dos reflexos;
j) implantar, Micro-Organizadores Florais necessários;;
k) Buscar para incorporação toda forma de vampiro energético que se encontrem em
simbiose, quando necessário.

AGLUTINAÇÃO DA ENERGIA CÓSMICA


Condensado do livro As Flores do Oriente psicografada por Marcio Godinho-Pg 118
As energias cósmicas, que segundo Ramatis, tiveram em Jesus seu grande exemplo de
manipulação, é uma fonte inesgotável de recursos terapêuticos e que usamos na Apometria
para:
- Melhorar o sistema imunológico / Reprogramar nossos pensamentos / Limpar,
reorganizar e harmonizar as mitocôndrias para estimular sua produção energética /
Desbloquear o fluxo de energia principalmente entre o Duplo Etéreo e o Corpo Físico, assim
como entre os outros corpos.
Para aglutiná-la temos de:
- Pulsar para aglutinar a energia cósmica;
- Direcionar a energia aglutinada para o ser;
- Envolver todos os chakras com essa energia, iniciando pelo coronário;
- Pulsar para estimular a produção energética das mitocôndrias (SÓ PARA
ENCARNADOS);
- Ativar a circulação e aglutinação dessa energia , projetando-a através de pensamentos e
atos fraternais;
- Refletir essa energia no corpo físico tornando-o mais saudável e homogêneo (SÓ PARA
ENCARNADOS);

CROMOTERAPIA MENTAL
Cromoterapia é a aplicação de cores na terapia humana e será potencializada se
comandada com feixes energia cósmica que é a energia que comandamos por pulsos para
transmutar o ser incorporado nos trabalhos de apometria:. É um método de tratamento muito
desenvolvido.
PNEUMIATRIA
É a cura pelo próprio Espírito. Consiste na técnica de guiar, o espírito em tratamento, na
busca do caminho nele próprio, fazendo com que procure - e encontre - o Cristo que reside
nele. Com uma ou duas tentativas, conseguiremos.
Pulsar para abrir seu campo de visão. Projetar sobre a cabeça do ser um campo
muito intenso de energias luminosas, , fazendo contagem pausada e mais prolongada
(até 21), em que empregamos toda a energia de nossa vontade para que ele seja
arrebatado aos planos crísticos dentro dele próprio;

ARCOS DE LUZ VOLTÁICOS


FORMAÇÃO DOS ARCOS DE LUZ
O grupo de médiuns, canaliza estas energias vindas do plano divino, transformando-as
em energias de luz viva, as quais são projetadas no paciente.
Os Arcos de Luz atingem inicialmente, os Chakras ou Centros de Força do Duplo Etérico,
o qual assimila os seus efeitos, transfere para o corpo físico, e para os Chakras dos demais
Corpos ou Níveis Espirituais (Astral, Mental Inferior ou Mental Superior).
APLICAÇÃO DOS ARCOS DE LUZ VOLTÁICOS
a) verificar se o paciente está envolvido em laços, amarras e toda sorte de peias de
natureza magnética, colocadas por obsessores ou por sua própria mente enferma, caso esteja,
faz-se necessário limpá-los. Nestes casos basta dar o comando mental, contando de 1 a 7, em
raras exceções até 21, determinando a dissolução de todas as amarras.
b) Desdobrar o paciente, pela técnica da Dialimetria (pulsando : afrouxando a coesão
intermolecular) através de contagem de 1 até 7, ocorrendo, então o afrouxamento
intermolecular, a fim de que o corpo ou área visada se torne maleável por alguns instantes.
c) Pulsar para aglutinar e canalização a energia cósmica
d) Pulsar para transformar a Energia Cósmica em ENERGIA DE LUZ VIVA (em forma de
ARCOS DE LUZ);
e) Projetamos então estes Arcos de Luz no paciente, fazendo a contagem de 1 até 10
para cada cor (AZUL / VERDE / ROSA / VIOLETA / LARANJA / VERMELHO / CARMIM /
BRANCA), neste momento, um dos componentes do grupo, fará uma oração, com o intuito de
manter o ambiente elevado.
f) Tratado o paciente, poderemos aplicar (fixar) o Micro-Organizadores Florais, conforme
autorização do mundo espiritual.
g) Por fim, por pulsos, encaminha-se o paciente para o Templo de On (Templo de Cura),
no antigo Egito.
h) Ao final, aplicamos novamente a Dialimetria, com a contagem de 7 até 0, para que a
coesão intermolecular se desfaça.
i) Após a liberação pelos Sacerdotes do Templo, é feito o reacoplamento no corpo físico
do paciente, se permanecer no Templo para tratamento, o retorno será automático.
j) Fechada a freqüência do paciente, o atendimento está encerrado.

Inversão de Spin
Temos duas formas de inverter o Spin:

1 - A primeira:
Modificando o momento angular do Spin, fazendo com que seu vetor, que é paralelo
ao vetor do Spin do núcleo, se incline em relação ao plano de órbita do elétron, e,
conseqüentemente em relação a direção do vetor do núcleo.
Conseqüências: mudança do momento angular ou cinético do elétron, afetando todo o
equilíbrio da substância da matéria, por seu efeito sobre o campo magnético do elétron.
Resultado: emissão de energia magnética não modulada com dois efeitos: nas entidades
espirituais, perda de energia e portanto de força de atuação; nas estruturas moldadas, como
bases ou aparelhos, dissociação de seus componentes por perda da energia de coesão,
ocorrendo desprendimento de "faíscas" e jatos fotônicos, já observados por médiuns videntes
que acompanhavam a operação.
2 - A segunda:
Pela inversão do sentido da rotação dos Spins, da metade dos elétrons, fazendo-os
ter o mesmo sentido inclusive do vetor que expressa a sua energia cinética e magnética.
As conseqüências são similares às relatadas na primeira hipótese, já que os vetores
todos passam a ter um só sentido com efeitos devastadores no campo magnético do átomo, da
matéria.

NOSSA EQUIPE ESPIRITUAL


Relato de Experiência por Maikel - 10 de fevereiro de 2007

Logo após um resgate bem sucedido de diversas entidades, operado pela equipe de
“apometria online”, manifesta-se o líder da equipe extrafísica (espiritual) mediante psicofonia
(incorporação) de um dos participantes (trabalhadores) a distância.
Convidado a se apresentar, ele informa que não é necessário divulgar nomes; mas que
precisamos saber que ele comanda uma equipe de aproximadamente 20 espíritos que nos
ajudam nos trabalhos de resgate no astral. Disse que, se fornecesse os nomes das
personalidades que trabalham conosco, poderíamos ficar muito impressionados e que isso
atrapalharia nossas atividades, afinal, o “ego” de todos ficaria impressionado ou envaidecido.
Mas afirmou que nós não estamos sozinhos, e que eles se fazem presentes antes, durante e
depois de nosso encontro a distância. Disse que nossa equipe, no físico, precisa da equipe
deles no astral; e que eles precisam igualmente de nós. Informou que nós temos uma
qualidade de energia, em nossos corpos – enquanto encarnados – que se faz imprescindível
para promover os resgates das entidades necessidades, nossos irmãos enfermos. Além, é
claro, da ligação que temos com nossos irmãozinhos, desde muitas vidas passadas.
Informou-nos que, muitas vezes, duvidamos de sua presença; e que a nossa falta de fé
enfraquece nossa proteção. Disse que a equipe nos protege sempre, inclusive fora das
sessões de apometria. Comentou que, se não fosse a proteção da equipe, não conseguiríamos
fazer o trabalho ou conduzir nossas atividades do dia-a-dia. Informou que precisamos, todos os
dias, nos sintonizar com “a equipe de socorro”, pedindo o seu apoio e proteção. Afirmou que,
graças aos espíritos que estão ligados ao nosso trabalho de apometria, nossas vidas são
protegidas de diversos ataques das trevas, no dia-a-dia – e isso acontece porque interferimos
nas ações de nossos irmãos que, com pouca ou nenhuma luz, insistem em perseguir os
caminhos das trevas. O fato de trabalharmos no resgate de entidades nos torna, de certa
forma, vulneráveis e, por isso mesmo, precisamos estar sintonizados com a equipe espiritual
ao longo do dia. Vigilantes e pedindo sua proteção.
Informou também que é preciso muito amor no coração para fazer este trabalho. O
conhecimento nos será passado, aos poucos, e muito mais vamos aprender; mas se não
tivermos “amor no coração”, não conseguiremos fazer este trabalho tão importante. E este
amor deve se manifestar em relação aos novos irmãos ingressantes no grupo, para ajudá-los a
fazer parte, sentirem-se bem-vindos, apoiados pelo nosso amor e compaixão.
Disse que nosso trabalho iria crescer muito, a uma dimensão que desconhecemos.
Informou que eles (equipe do astral) estão muito surpresos (de forma positiva) conosco e com
os resultados que estamos alcançando, e que isso era somente o começo. Muitos outros virão
e, por conseguinte, a equipe no astral também vai crescer. Explicou que atenderemos inúmeras
pessoas, e o impacto de nosso trabalho se estenderá a milhões de entidades. Afirmou que
estamos revolucionando, através da tecnologia.
Por fim, agradeceu nossa participação e disse que, por hora, não tinha mais nada a
acrescentar. Ao final, toda a equipe extrafísica (20 espíritos) aplaudiu, sorrindo, a equipe física,
pelo trabalho prestado. E que novos contatos acontecerão no futuro, afinal, NÃO ESTAMOS
SÓS. Fiquem com Deus.
APOMETRIA – UM TRATAMENTO DE BELEZA
Relatado por Renzo
Hoje dia 04/05/2007 as 7h30min, da manhã foi iniciado os trabalhos de apometría, nesse
horário com alguns companheiros da apometría.
Os trabalhos se iniciaram com todos os companheiros colocando as mãos em uma
grande bola de cristal, com a mente totalmente livre para alcançarmos uma viagem astral.
Após 10 ou 20 minutos de concentração me vi voando em grande velocidade e abaixo de
mim o oceano.
Essa viagem durou aproximadamente uns 30 minutos ou um pouco mais, após esse
tempo avistei uma grande ilha tentei descer mas alguma coisa me impediu de descer, nesse
momento pedi ajuda de meus companheiros da apometría para que unidos me ajudassem na
descida, na mesma hora essa energia foi quebrada e me vi com os pés num lance de areia,
senti meu corpo flutuar leve e tranqüilo me senti muito bem por estar pisando nesse local.
De repente olhando para cima vi montanhas imensas e vi também uma luz dourada e me
transportei para lá, era uma caverna. Essa luz vinha lá de dentro e na entrada existia uma
névoa com cheiro muito gostoso e fresco. Ao passar por essa névoa que parecia um grande
portal eu vi um imenso salão todo dourado e nesse salão encontrava-se centenas e centenas
de pessoas todas trabalhando elas estavam com um jaleco na cor cinza puxando para um
bege. O rosto dessas pessoas tinha um aspecto bonito e serenos com a pele rosada, percebia-
se muita tranqüilidade nessas pessoas, via-se que todos estavam muito bem. O bem estar
estava presente em todo aquele local.
Nesse momento se aproximou de mim uma pessoa com aparência com muita vida e logo
a frente vi uma grande bola de aço dourado que me chamou muito a atenção, espantado
perguntei essa pessoa o que era aquilo e ele me explicou que todas as pessoas muito
espiritualizadas um dia passaria por essa máquina. Que essa máquina fazia a renovação de
todas as células do corpo humano, onde essas pessoas alcançariam mais vida. Pedi para me
aproximar mais dessa máquina e ele me disse que se eu quisesse poderia passar por ela para
também renovar as minhas células, em seguida eu em meus pensamentos chamei os meus
companheiros da apometria e eles chegaram todos. As pessoas que estavam ao nosso redor
ficaram apreensivas pela nossa chegada sem saber como a gente havia chegado ali, fomos
bem recebidos.
Passamos todos juntos, ao entrar nessa máquina ou nesse objeto com uma grande
passagem existia uma cortina de água ou vapor, começamos a entrar e logo em seguida veio
um grande túnel todo com raios de luzes, violeta, amarela, laranja e todas as cores e uma
esteira ia levando a gente para o meio desse túnel o corpo das pessoas começaram a sentir
tremores e formigamento, a respiração ficou mais leve e mais profunda, um aroma de muitas
variedades de flores, ao chegar no final do túnel bem longe avistei muitas crianças vestidas
com uma túnica branca, quem veio nos recepcionar foi uma criança com aproximadamente 12
anos, com as vestes brancas com muitas margaridas na mãos, e sua pele era rosada como
pêssego e muito bonita, ela entregava uma margarida para cada um de nós explicando para
colocar a margarida bem próxima ao nosso peito, uma luz muito forte sai da parte central dessa
margarida e a flor desaparece, essa luz penetra em nosso corpo. Perguntei o que significava o
desaparecimento dessa flor, e ele me disse que essa flor penetrou dentro de nosso corpo
significando uma nova vida uma nova era.
Ai nossos corpos ficaram totalmente leves e ficamos todos flutuando de tão bom que era,
a nossa respiração ficou profunda e suave parecia que nossos pulmões eram novos, o tremor
de nosso corpo parecia que estávamos todos reativados e o formigamento de nossas mãos a
nossa energia estava toda equilibrada ele voltou a me falar que todo o ser humano
espiritualizado um dia passaria por essa máquina para ter várias vidas.
Para encerrar esse trabalho rezamos todos um pai nosso e uma Ave Maria em
agradecimento por essa grande viagem, informando que teremos que fazer essa passagem
pelo túnel após cada apometria, todos de mãos dadas para retirar as energias estagnadas, os
obsessores e para refazer células novas e retirar células velhas.
Acabamos e todos demos um suspiro muito leve e nos sentimos todos mudados para um
dia melhor.