Você está na página 1de 46

FACULDADES INTEGRADAS CAMPO-GRANDENSES

N O T A S D E A U L A
TÓPICOS DE MATEMÁTICA DO
ENSINO MÉDIO

Alzir Fourny Marinhos

TÉCNICAS DE CONTAGEM
Desenvolveremos algumas técnicas para determinar, sem enumeração direta, o
número de resultados possíveis de um certo experimento, ou o número de elementos de
certos conjuntos.

PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DE CONTAGEM

Se um evento é composto por duas etapas sucessivas e independentes de tal


maneira que o número de possibilidades na primeira etapa é m e o número de
possibilidades da segunda etapa é n, então o número total de possibilidades de o evento
ocorrer é dado pelo produto mn.

Exemplo:
Lançando simultaneamente um dado e uma moeda, quantos são os possíveis
resultados de faces para cima?
Evento: Lançar simultaneamente um dado e uma moeda e verificar a face do
dado e a face da moeda que está para cima.
Etapas: ver face do dado; ver face da moeda.
Número de possibilidades de o evento ocorrer: Produto do número de faces do
dado pelo número de faces da moeda.

Moeda
Dado cara( C ) coroa ( K)

1 (1,C) (1,K)
2 (2,C) (2,K)
3 (3,C) (3,K)
4 (4,C) (4,K)
5 (5,C) (5,K)
6 (6,C) (6,K)

Note que a tabela assim construída apresenta todos os possíveis resultados do


experimento.
Como a matriz possui 6 linhas ( número de faces do dado) e duas colunas
( número de faces da moeda), temos o número de elementos que a compõem
como 6 x 2 = 12:
Número de resultados possíveis do dado x número de resultados possíveis da
moeda.

EXERCÍCIOS

1) Uma montadora de automóveis apresenta um automóvel em três modelos


diferentes e em quatro cores diferentes. Um consumidor que quiser adquirir esse
veículo terá quantas opções de escolha? R:12
2) Lúcia tem 2 blusas, 3 calças e 2 meias. De quantos modos diferentes ela pode
combinar as 3 peças? R: 12
3) Três estradas A, B e C conduzem ao topo de um morro. De quantas maneiras
diferentes uma pessoa pode subir e descer este morro? R: 9
4) Suponhamos que a pessoa não queira descer o morro pela estrada que subiu.
Quantos caminhos diferentes de ida e volta ele pode efetuar? R: 6
5) Quantos números naturais de 2 algarismos podem ser formados com os algarismos
1, 2, 6, 8. R: 16
6) Quantos números naturais de 2 algarismos distintos podem ser formados com os
algarismos 1, 2, 6 e 8. R: 12
7) Quantos números de dois algarismos podem ser formados no Sistema decimal?
R: 90
8) Quantos números de quatro algarismos podem ser formados no Sistema decimal?
R: 9000
9) Quantos números de dois algarismos distintos podem ser formados no Sistema
decimal? R: 81
10) Quantos números de quatro algarismos distintos podem ser formados no Sistema
decimal? R: 4536
11) Dê todos os números pares de dois algarismos que podem ser formados com os
algarismos do Sistema Decimal.
a) Podendo repetir algarismos. R: 45
b) Sem repetir algarismos. R: 41
12) Refaça a questão 11 para número de três algarismos a) 450 b) 328
13) Uma bandeira é formada por 7 listras que devem ser coloridas usando apenas as
cores verde, azul e cinza. Se cada listra deve ter apenas uma cor e não se pode usar
cores iguais em listras adjacentes, de quantos modos se pode colorir a bandeira?
R: 192
14) O código Morse usa duas letras, ponto e traço, e as palavras têm de uma a quatro
letras. Quantas são as palavras do código Morse? R:30
15) De quantos modos 3 pessoas podem sentar-se em 7 cadeiras em fila? R: 210
16) Quantos divisores possui o número 360? Quantos desses divisores são pares?
Quantos são ímpares? R: 24; 18; 6

Nos exercícios acima chamamos atenção aos exercícios 11 e 12.


Vamos fazer um exemplo:

Quantos são os números pares de três algarismos distintos? .


Devemos começar pelo último algarismo pois determina a propriedade par.
Pode ser 0, 2, 4, 6, 8.
Em seguida vamos para o primeiro algarismo.
Se não utilizamos o zero na última casa, teremos quatro algarismos. Haverá 8 modos
de escolher o primeiro algarismo, pois não podemos usar nem o zero nem o algarismo
usado na última casa; 8 modos de escolher o segundo algarismo, pois o zero pode
entrar ( de dez algarismos tiramos o algarismo da primeira e última casa).
Então: 8 x 8 x 4 = 256.
Se utilizarmos o zero teremos um algarismo na última casa; haverá 9 modos de
escolher o primeiro algarismo, pois apenas o zero não poderá ser utilizado na primeira
casa; haverá 8 modos de escolher o segundo algarismo ( de dez algarismos tiramos o
algarismo da primeira e última casa).
Então: 9 x 8 x 1 = 72.
Quantidade de números: 256 + 72 = 328.
.
PRINCÍPIO ADITIVO DE CONTAGEM

Sendo A e B conjuntos finitos, o n0 de elementos da união de A e B é dado por:


n(AUB) = n(A) + n(B) – n(A ∩ B) (O número de elementos de A mais o número de
elementos de B menos o números de elementos que foram contados duas vezes.)
Veja que se (A ∩ B) for vazio teremos n(AUB) = n(A) + n(B).

EXERCÍCIOS

1) Quantos números naturais de quatro ou cinco algarismos distintos podemos


formar com os algarismos 1,2,3,4,5,6. R: 1080
2) Quantos números de quatro algarismos podemos formar com os algarismos
1,3,4,5,6,8 de modo que o algarismo das unidades seja menor que 4 ou o
algarismo das dezenas seja par. R:
3) Quantos números de quatro algarismos distintos podemos formar com os
algarismos 1,3,4,5,6,8 de modo que o algarismo das unidades seja menor que 4
ou o algarismo das dezenas seja par. R: 228
4) Com os algarismos 1,2,3,4,5,6 quantos números de quatro algarismos distintos
podemos formar de modo que o algarismo das unidades seja par ou o algarismo
das milhares seja ímpar. R: 252
5) Com os algarismos 1,2,3,4,5,6 quantos números naturais de três algarismos
podemos formar de modo que o algarismo das centenas seja ímpar ou seja
múltiplo de 3? R:144
Atenção: O enunciado não exige que o número seja formado por algarismos
distintos.
6) Qual é o total de números pares ou múltiplos de 5, com três algarismos distintos,
que podem ser formados com os algarismos 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7? R: 186
7) Obtenha a quantidade de números naturais maiores que 34000 e de cinco
algarismos distintos que podem ser formados com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5, 6.
R: 432
8) Quantos números inteiros de cinco algarismos distintos e maiores do que 53000
podem ser formados com os algarismos 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7? R: 2160

ARRANJO

Para o número de arranjos simples (sem repetição) de n elementos tomados p a p, com a


notação A n , p , temos:

Na primeira posição: n possibilidades pois temos n elementos disponíveis.


Na segunda posição: (n-1) possibilidades pois temos n – 1 elementos disponíveis.
Na terceira posição: (n- 2) possibilidades pois temos n – 2 elementos disponíveis.
Na p-ésima posição: n - ( p – 1) possibilidades pois temos n - ( p – 1) elementos
disponíveis.

Logo pelo princípio multiplicativo:

A n , p = n . (n-1) . ( n – 2 ) . ( n – 3 ) . . . n – ( p – 1 )
A n, p = n . ( n -1 ) . ( n – 2 ) . ( n – 3 ) . . . ( n – p + 1 )

Exemplo:
Com os algarismos 1, 2, 3, 4 vamos formar números de dois algarismos, sem repetição
de algarismos:

12 - 21 24 - 42
13 - 31 34 - 43
14 - 41
23 - 32

Temos 12 números.
Veja que pelo princípio multiplicativo temos 4 x 3 = 12 números

Podemos escrever arranjo de 4 elementos tomados 2 a 2, que representamos como A 4, 2.


A 4, 2 = 4 x ( 4 – 2 + 1) = 4 x 3

FATORIAL:
É UMA REPRESENTAÇÃO MATEMÁTICA.
5! = 5 x 4 x 3 x 2 x 1.
n! = n x ( n – 1 ) x ( n – 2 ) x ( n – 3 ) x . . . x 1.
Podemos escrever 5! = 5 x 4! ou 5 x 4 x 3!

Vamos definir 1! = 1.

ATENÇÃO:

0! = 1

VEJA: n!= n x ( n – 1 )! É válida para todo n ∈N, / n ≥ 2.


Para que a propriedade valha para n = 0:

1! = 1 x (1 – 1)! = 1 x 0!
1! 1
Logo 0! = = =1
1 1

Podemos indicar A n,p por meio de fatoriais.

A n, p = n . ( n -1 ) . ( n – 2 ) . ( n – 3 ) . . . ( n – p + 1 )
( n −p)!
Multiplicando por
( n −p)!

( n −p)! n!
A n, p = n . ( n -1 ) . ( n – 2 ) . ( n – 3 ) . . . ( n – p + 1 ) . =
( n −p)! ( n −p)!

n!
Veja: Usando A n, p = mostramos que A n,n = n! ; A n, 0 = 1; An,1 = n.
( n −p)!

EXERCÍCIOS
1) Quantas palavras de 2 letras distintas podemos formar com as vogais do nosso
alfabeto? R: 20
2) Usando os algarismos 2, 3, 5, 7 e 9, quantos números naturais de 3 algarismos
distintos podemos formar? R: 60
3) Quantos anagrama podemos formar com as letras da palavra CONTAGEM?
R: 40320
4) Quantas palavras de 4 letras podemos com as letras da palavra CONTAGEM?
Quantas dessas palavras começam E? Quantas terminam com TA? Quantas
contêm a letra M? Quantas não contêm a letra M?
R:1680; 210; 30; 840; 840
5) De quantas maneiras 5 meninos podem sentar-se num banco que tem apenas 3
lugares? R: 60
6) Quantas frações diferentes e não iguais a 1 podemos escrever usando os
números 2, 3, 5, 7, 11, 13. R: 30
7) Quantos números ímpares de 4 algarismos não repetidos podemos escrever com
os algarismos 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9? R: 1680
8) Um estudante tem 5 lápis de cores diferentes. De quantas maneiras diferentes ele
poderá pintar os estados da região Sul do Brasil, cada um de uma cor? R: 60
9) Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6, quantos números de 3 algarismos distintos
maiores do que 350 podemos formar? R: 68
A n , 6 + A n ,5
10) Simplificar a expressão R: n2 – 8n + 16.
A n ,4
11) Determinar o valor de x nas equações:
a) A x – 1, 2 = 30
b) A x, 3 = x3 – 40
c) A x,2 + A x – 1, 2 + A x - 2, 2 = 20

12) Calcule quantos número múltiplos de 3, de quatro algarismos distintos, podem


ser formados com 2, 3, 4, 6, 9. R: 72
13) A segunda série do Ensino Médio tem 5 aulas diferentes por dia. De quantos
modos pode-se organizar seu horário de segunda feira, sabendo-se que a classe
tem 8 matérias? R: 6720
14) Quantos números pares de 4 algarismos, sem os repetir, podemos formar com os
algarismos 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6? R: 420
15) Num grupo de 3 meninos e 5 meninas, de quantos modos pode-se formar uma
fila onde sempre o primeiro e o último são meninos? R: 4320
16) Temos 7 livros de Matemática e pretendemos guardá-los lado a lado numa
estante. Qual o número de maneiras de que podemos dispor os livros? R: 5040
17) Uma urna contém dez fichas, que têm os números naturais de 1 a 10. Se
retirarmos duas fichas seguidas, sem repor as sorteadas na urna, quantas serão as
seqüências possíveis? R: 90
An , p +2 +An , p +1
18 ) Calcular . R: ( n – p ) 2
An , p

EXERCITANDO
VOLTANDO AO PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO
FAÇAM OS EXERCÍCIOS ABAIXO SOBRE O PRINCÍPIO
MULTIPLICATIVO.

1. ( FGV - SP ) Um restaurante oferece no cardápio 2 saladas distintas, 4 tipos de


pratos de carne, 5 variedades de bebidas e 3 sobremesas diferentes. Uma pessoa
deseja uma salada, um prato de carne, uma bebida e uma sobremesa. De quantas
maneiras a pessoa poderá fazer seu pedido ?

a. 90
b. 100
c. 110
d. 130
e. 120

2. ( ITA - SP ) Quantos números de 3 algarismos distintos podemos formar


empregando os caracteres 1, 3, 5, 6, 8 e 9 ?

a. 60
b. 120
c. 240
d. 40
e. 80

3. Do quantos modos pode vestir-se um homem que tem 2 pares de sapatos, 4


paletós e 6 calças diferentes, usando sempre uma calca, uma paletó e um par de
sapatos ?

a. 52
b. 86
c. 24
d. 32
e. 48

4. ( UFGO ) No sistema de emplacamento de veículos que seria implantado em


1984, as placas deveriam ser iniciadas por 3 letras do nosso alfabeto. Caso o
sistema fosse implantado, o número máximo possível de prefixos, usando-se
somente vogais, seria:

a. 20
b. 60
c. 120
d. 125
e. 243

5. ( CEFET - PR ) Os números dos telefones da Região Metropolitana de Curitiba


tem 7 algarismos cujo primeiro digito é 2. O número máximo de telefones que
podem ser instalados é:

a. 1 000 000
b. 2 000 000
c. 3 000 000
d. 6 000 000
e. 7 000 000
6. ( FATEC - SP ) Quantos números distintos entre si e menores de 30 000 tem
exatamente 5 algarismos não repetidos e pertencentes ao conjunto { 1, 2, 3, 4, 5,
6}?

a. 90
b. 120
c. 180
d. 240
e. 300

7. ( FUVEST - SP ) Quantos são os números inteiros positivos de 5 algarismos que


não tem algarismos adjacentes iguais ?

a. 59
b. 9 . 84
c. 8 . 94
d. 85
e. 95

8. ( GAMA FILHO - RJ ) Quantos são os inteiros positivos, menores que 1 000 que
tem seus dígitos pertencentes ao conjunto { 1, 2, 3 } ?

a. 15
b. 23
c. 28
d. 39
e. 42

9. ( UECE ) A quantidade de números inteiros compreendidos entre os números 1


000 e 4 500 que podemos formar utilizando os algarismos 1. 3. 4. 5 e 7 de modo
que não figurem algarismos repetidos é:

a. 48
b. 54
c. 60
d. 72
e. 144

10. ( UEPG - PR ) Quantos números de pares, distintos, de quatro algarismos,


podemos formar com os algarismos 0, 1, 2, 3 e 4 sem os repetir ?

a. 156
b. 60
c. 6
d. 12
e. 216

RESPOSTAS

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
E B E D A D E D C B
EXERCITANDO
VOLTANDO AO ARRANJO
FAÇAM OS EXERCÍCIOS ABAIXO SOBRE ARRANJO.

1. ( UFRN ) A quantidade de número de dois algarismos distintos que se pode


formar com os algarismos 2, 3, 5, 7 e 9 é igual a:

a. 5
b. 10
c. 15
d. 20
e. 25

2. ( MACK - SP ) Em uma sala há 8 cadeiras e 4 pessoas. O número de modos


distintos das pessoas ocuparem as cadeiras é:

a. 1680
b. 8!
c. 8.4!
d. 8!/4
e. 32

3. ( PUC - MG ) O número inteiro positivo que verifica a equação An,3 = 3 . ( n - 1 )


é

a. 1
b. 2
c. 3
d. 4
e. 5

4. As finalista do concurso Miss Universo, são Miss Brasil, Miss Japão, Miss
Venezuela, Miss Itália e Miss França. De quantas formas os juizes poderão escolher
o primeiro, o segundo e terceiro lugar neste concurso ?

a. 60
b. 45
c. 125
d. 81
e. 120

5. ( PUC - SP ) A quantidade de números de quatro algarismos distintos que,


podem se pode formar com os algarismos 1, 2, 4, 7, 8 e 9 é:

a. 300
b. 340
c. 360
d. 380
e. 400
6. A quantidades de números impares de 4 algarismos distintos, que se podem
formar com os algarismos 1, 2, 4, 7, 8 e 9 é :

a. 150
b. 360
c. 170
d. 200
e. 180

7. ( PUC - SP ) Numa sala há 5 lugares e 7 pessoas. De quantos modos diferentes


essas [pessoas podem ser colocadas, ficando 5 sentadas e 2 em pé ?

a. 5040
b. 21
c. 120
d. 2520
e. 125

8. ( UEL - PR ) Num pequeno pais, as chapas dos automóveis tem duas letras
distintas seguidas de 3 algarismos sem repetição. Considerando-se o alfabeto com
26 letras, o número de chapas possíveis de se firmar é:

a. 1370
b. 39 000
c. 468 000
d. 676 000
e. 3 276 000

9. ( PUC - PR ) O número de placas de veículos que poderão ser fabricadas


utilizando-se das 26 letras do alfabeto latino e dos 10 algarismos arábicos, cada
placa contendo três letras e quatro algarismos, não podendo haver repetição de
letras e algarismos é:

a. 67 600 000
b. 78 624 000
c. 15 765 700
d. 1 757 600
e. 5 760 000

10. ( PUC - SP ) A placa de um automóvel é formada por duas letras seguidas de 4


algarismos. Com letras A e R e aos algarismos impares, quantas placas diferentes
podem ser constituídas, de modo que a placa não tenha nenhum algarismo
repetido, e nenhuma letra repetida :

a. 480
b. 360
c. 120
d. 240
e. 200
11. ( UF - CE ) A quantidade de número inteiros compreendidos entre 30 000 e 65
000 que podemos formar utilizando-se somente os algarismos 2, 3, 4, 6 e 7 de
modo que não fiquem algarismos repetidos é:

a. 48
b. 66
c. 96
d. 120
e. 72

12. ( CEFET - PR ) A quantidade de números formados por 4 algarismos distintos,


escolhidos entre 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 que contem 1 e 2 e não contem o 7, é:

a. 284
b. 422
c. 144
d. 120
e. 620

RESPOSTAS

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12
D A C A C E D C B D B C

PERMUTAÇÃO

Ao fazermos os arranjos, sem repetição, de n elementos tomados n a n estamos fazendo


as permutações dos n elementos.
A n , n = Pn = n ! = n. ( n-1). ( n-2 ). ( n- 3) ...1.

EXERCÍCIOS

1) Quantos anagramas tem a palavra amor? R:24


2) Qual o número de anagramas da palavra futebol que:
a) Termina por bol? R: 24
b) Possuem a sílaba te? R: 720
c) Possuem juntas as letras f, u, t? R: 720
3) Seis pessoas sentam-se numa fileira de seis cadeiras, de modo que 3 das pessoas são
inseparáveis. De quantas maneiras distintas elas podem se sentar? R: 144
4) Dispostos em ordem crescente todos os números de 4 algarismos, obtidos com os
algarismos 1,3,5 e 7 ( sem repetir), que lugar ocupa o número 5731? R: 18 o lugar
5) Quantos são os anagramas da palavra cenoura que começam com consoante e
terminam por vogal? R: 1440
EXERCÍCIOS SOBRE FATORIAL

1. ( PUC - SP ) A expressão é igual a:

a.

b.

c.

d.

e.

2. (FMABC - SP ) Simplifique

a. 101 103
b. 102 !
c. 100 000
d. 101 !
e. 10 403

3. ( FMT - SP ) Simplificando-se a expressão , obtém-se:

a. 2
b. ( n+1) . ( n+2)
c. n . ( n+1 ) . ( n + 2 )
d. n.(n+2)

e.

4. ( PUC - SP ) Se ( n - 6 )! = 720 então:

a. n = 12
b. n = 11
c. n = 10
d. n = 13
e. n = 14
5. Os valores de x que verificam a expressão são:

a. 3 ou -6
b. 6
c. -3 ou 6
d. 3
e. -3

6. ( UFPA ) Simplificando , obtém-se

a.

b.

c.

d.

e.

7. O conjunto solução da equação (x!)2 = 36 é:

a. { 3, -3 }
b. { 6, -6 }
c. { 3, 6 }
d. { 6}
e. { 3}

8. ( FDBEF - DF ) Sendo , e tendo em vista que n > 0, o valor de n é:

a. 6
b. 8
c. 10
d. 12
e. 9

9. ( PUC - PR ) A soma das raízes da equação ( 5x - 7 )! = 1 vale:

a. 5
b. 7
c. 12
d. 3
e. 4
10. ( UEL - PR ) Se o número natural n é tal que , então n é um
número:

a. menor que 3
b. divisível por 5
c. divisível por 2
d. maior que 10
e. múltiplo de 7

11. ( CEFET - PR ) O valor de n para que é:

a. 0
b. 1
c. 2
d. 3
e. 4

12. ( FGV - SP ) A expressão , é igual a:

a. K3
b. k3 ( K - 1 )!
c. [(K-1)!]2
d. (K!)2
e. k3.[(K-1)!]2

13. ( FG - SP ) n2.(n-2)!(1-1/n) vale, para n 2

a. n!
b. (n+1)!
c. (n-1)!
d. (n+1)!(n-1)!
e. nda

14. ( CEFET - PR ) A expressão fatorada de , é:

a. 1

b.

c.
d. 3 . ( 3n + 2 ) ( 3n + 1 )

e.
15. ( PUC - RS ) A expressão ( n - 1 )! [ ( n+1)! - n!] eqüivale a:

a. n!
b. (n-1)!
c. (n+1)!
d. (n!)2
e. [(n-1)!]2

16. ( UFCE ) A soma e o produto das raízes da equação ( x + 1 )! = x ! + 6x são:

a. 3e6
b. 3e3
c. 6e1
d. 3e0
e. Nda

RESPOSTAS

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
B E C A D D E B D C A B A D D D

EXERCÍCIOS SOBRE PERMUTAÇÃO

1. ( UFSC ) Quantos números de cinco algarismos podemos escrever apenas com


os dígitos 1, 1, 2, 2 e 3 respeitadas as repetições apresentadas ?

a. 12
b. 30
c. 6
d. 24
e. 18

2. ( CEFET - PR ) Dentre as permutações das letras da palavra triângulo, o


número das que começam por vogal é:

a. P9
b. P8
c. 2 . P8
d. 4 . P8
e. 4 . P7

3. ( FUVEST - SP ) O número de anagramas da palavra FUVEST que começam e


terminam por vogal é:

a. 24
b. 48
c. 96
d. 120
e. 144
4. (CEFET - PR ) O número de anagramas da palavra NÚMERO, em que nem vogal,
nem consoantes fiquem juntas é:

a. 12
b. 36
c. 48
d. 60
e. 72

5. ( UFSC ) Quantos anagramas da palavra PALCO podemos formar de maneira que


as letras A e L apareçam sempre juntas ?

a. 48
b. 24
c. 96
d. 120
e. 36

6. ( CEFET - PR ) O número de anagramas de 6 letras que podemos formar com as


letras da palavra PEDRAS, começando e terminando com uma letra que represente
consoante, é:

a. 72
b. 480
c. 192
d. 432
e. 288

7. ( FGV - SP ) Sobre uma mesa são colocadas em linha 6 moedas. O número total
de modos possíveis pelos quais podemos obter 2 caras e 4 coroas voltadas para
coma é:

a. 360
b. 48
c. 30
d. 120
e. 15

8. ( FGV - SP ) Quantos anagramas da palavra SUCESSO começam por S e


terminam com O ?

a. 7!
b. 5!
c. 30
d. 60
e. 90
9. ( MACK - SP ) O número de maneiras diferentes de colocar em uma linha de um
tabuleiro de xadrez ( 8 posições ) as pesas brancas ( 2 torres, 2 cavalos, 2 bispos,
a rainha e o rei ) é:

a. 8!
b. 504
c. 5040
d. 8
e. 4

10. ( FGV - SP ) Uma palavra é formada por N vogais e N consoantes. De quantos


modos distintos podem-se permutar as letras desta palavra, de modo que não
apareçam juntas duas vogais ou duas consoantes ?

a. ( N! )2
b. ( N! )2 . 2
c. ( 2N )!
d. ( 2N)! . 2
e. N!

11. ( PUC - PR ) Oito políticos foram convidados a participar de uma mesa em uma
convenção. Os lugares eram contíguos e dispostos em linha, de um mesmo lado da
mesa. Sabendo que o político A não suporta o político B, não podendo sentar
juntos, de quantas maneiras a mesa poderá ser composta ?

a. 56
b. 5040
c. 30240
d. 35280
e. 40320

12. ( UEPG - PR ) Com uma letra R, uma letra A e um certo número de letras M,
podemos formar 20 permutações. O número de letras M é:

a. 6
b. 12
c. 4
d. 3
e. 8

13. ( PUC - SP ) O número de anagramas da palavra ALUNO que tem as vogais em


ordem alfabética é:

a. 20
b. 30
c. 60
d. 80
e. 100

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13
B D B E A E E D C B C D A
ARRANJOS COM REPETIÇÃO

A n , p = n . n . n . n . n ... n = n p ( Princípio multiplicativo com repetição)

EXERCÍCIO
Dado o conjunto A = { 2, 3, 4, 5 }, quantos números de dois algarismos escolhidos entre
os 4 elementos de A, pode-se formar? R: 16

PERMUTAÇÕES COM REPETIÇÃO

Seja a palavra ARARA. Se todas as letras fossem distintas teríamos P 5 = 5 ! anagramas.


Porém como existem 2 “ R ” e 3 “ A ”, teremos um número menor, representado por
P5 2 , 3 anagramas.
Supondo que as letras R fossem distintas, cada permutação daria origem a 2!
permutações.
Assim teríamos P5 2 , 3 x 2 ! permutações de 5 letras com 3 letras iguais e 2 distintas.
Supondo que as letras A fossem distintas, cada permutação daria origem a 3!
permutações.
Assim teríamos P5 2 , 3 x 2 ! x 3! permutações de 5 letras distintas.
5!
Daí P5 2 , 3 x 2 ! x 3! = 5! e P5 2 , 3 = 2!3!

EXERCÍCIOS

1) Quantos anagramas existe na palavra louro? R: 60


2) Considerando os anagramas da palavra amamos:
a) Quantos existem? R: 180
b) Quantos começam por vogal? R: 90
3) Quantos números diferentes obtemos permutando os algarismos do número
35335? R: 10

PERMUTAÇÕES CIRCULARES

A EXPLICAÇÃO SERÁ FEITA PELO PROFESSOR:

O desenho será feito pelo professor em sala.

De quantos modos 4 pessoas podem sentar em volta de uma mesa redonda?

Fixa uma pessoa e permutas as outras. Observe que são iguais :


Então a permutação circular 4 pessoas é ( 4 – 1 ) ! = 6
A permutação circular de n é ( n – 1 ) !

EXERCÍCIOS:
1) De quantos modos diferentes 6 pessoas podem sentar em volta de
uma mesa redonda? R: 120
2) De quantas maneiras diferentes 6 crianças podem montar nos cavalos
de um carrocel, sendo que duas delas, devem estar sempre juntas?
R: 48

COMBINAÇÃO

Na Combinação de n elementos tomados p a p, os agrupamentos são formados de


tal forma que a mudança da ordem dos elementos agrupados não é considerada.
An , p
Logo C n , p . p ! = A n , p e C n , p = .
p!
n!
Podemos escrever C n , p =
( n −p )! p!

EXERCÍCIOS

1) Mostre que C n, 1 = n ; C n, 0 = 1 ; C n, n = 1.
2) Com 5 pessoas, quantas comissões constituídas de 3 pessoas podem ser
formadas? R: 10
3) Sobre uma reta, marcam-se 8 pontos e sobre uma reta paralela à primeira,
marcam-se 5 pontos. Quantos triângulos obteremos unindo 3 quaisquer desses
pontos? R: 220 triângulos
4) Numa sala, temos 5 rapazes e 6 moças. Quantos grupos podemos formar, tendo
2 rapazes e 3 moças? R 200 grupos
n(n − 3)
5) Qual o número de diagonais de um polígono convexo de n lados? R:
2
6) De um grupo de 4 rapazes e 5 moças, quantas comissões de 3 pessoas podem ser
formadas, cada comissão tendo pelo menos um rapaz? R: 74
7) De um conjunto de 12 números reais, sendo 6 positivos e 6 negativos, de
quantos modos podemos escolher quatro números cujo produto seja positivo?
R: 255

COMBINAÇÃO COMPLEMENTAR

C n, p = C n, n – p
n! n!
C n, n – p= (n −n + p )! (n − p )! =(n − p)! p! =C n , p
Exemplo: C 1000, 9 9 8 = C 1000, 2

RELAÇÃO DE STIFEL
C n , p = C n – 1 , p - 1 + C n – 1, p Exemplo: C 5, 3 = C 4, 2 + C 4, 3

EXERCÍCIO: Demonstre a relação de Stifel.

NÚMERO BINOMIAL

n 
Representa-se C n, p como   e chamamos de número binomial ( Por ser uma
 p
representação no triângulo de Pascal e no Binômio de Newton ( x + a ) n).

EXERCÍCIOS
 24   24 
1) Resolva a equação formada de números binomiais:   =  2 
 x + 12   x 
R : { -4, 3}
 5  5   6 
2) Resolver a equação formada de números binomiais:   +   =   R
 4  5   x + 2
:3

EXERCÍCIOS SOBRE COMBINAÇÕES

1. ( AMAN - RJ ) As diretorias de 4 membros que podemos formar com 10 sócios de


uma empresa são:

a. 5040
b. 40
c. 2
d. 210
e. 5400

2. ( U. VIÇOSA - MG ) Com um conjunto de 10 peças distintas, o número de grupos


diferentes, de três peças, que podem ser formadas, é:

a. 3!
b. 7!
c. 10 !
d. 720
e. 120

3. ( CESGRANRIO ) Seja M um conjunto de 20 elementos. O número de


subconjuntos de M que contém exatamente 18 elementos, é:

a. 360
b. 190
c. 180
d. 120
e. 18

4. ( UEPG - PR ) Em uma circunferência são marcados 7 pontos distintos: A, B, C,


D, E, F e G. Com estes pontos, quantas cordas podem ser traçadas ?

a. 42
b. 14
c. 21
d. 7
e. 28

5. ( ACAFE - SC ) Diagonal de um polígono convexo é o segmento de reta que une


dois vértices não consecutivos do polígono. Se um polígono convexo tem 9 lados,
qual é o seu número total de diagonais ?

a. 72
b. 63
c. 36
d. 27
e. 18

6. ( FCMSC - SP ) Num hospital há 3 vagas para trabalhar no berçário, 5 no banco


de sangue e 2 na radioterapia. Se 6 funcionários se candidatam para o berçário, 8
para o banco de sangue e 5 para a radioterapia, de quantas formar distintas essas
vagas podem ser preenchidas ?

a. 30
b. 240
c. 1120
d. 11200
e. 16128000

7. ( CEFET - PR ) Sendo A = { 1, 2, 3, 4, 5, 6 }, o número de subconjuntos de A


que tem menos de 3 elementos é:

a. 41
b. 38
c. 27
d. 22
e. 19

8. ( MACK - SP ) O numero de triângulos determinados por 7 pontos distintos, 4


sobre uma reta e 3 sobre uma paralela á primeira, é:

a. 60
b. 30
c. 20
d. 10
e. 5

9. ( CEFET - PR ) Qual é o valor de n para que ?

a. 4
b. 1
c. 6
d. 2
e. 8

10. ( CESCEA - SP ) De quantas maneiras distintas um grupo de 10 pessoas pode


ser dividido em 3 grupos, de 5, 3 e 2 pessoas ?

a. 2340
b. 2480
c. 3640
d. 2520
e. 3200

11. ( CEFET - PR ) De Uma comissão técnica formada por engenheiros e


economistas, deve Ter 5 elementos, dos quais 0elo menos 2 devem ser
engenheiros. Se são disponíveis 4 engenheiros e 5 economistas, o número possível
de comissões distintas é:

a. 18
b. 23
c. 35
d. 105
e. 240

12. ( UFSM - RS ) Uma enfermidade que tem sete sintomas conhecido é detectada
pelo médico, se o paciente apresentar 4 ou mais desse sintomas. Para que seja
feito um diagnóstico seguro, o número de combinações possíveis de sintomas
diferentes é:

a. 1
b. 7
c. 21
d. 35
e. 64

RESPOSTAS

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12
D E B C D D D B C D D E

EXERCÍCIOS SOBRE NÚMEROS BINOMIAIS


1. O valor de é:

a. 21
b. 30
c. 35
d. 40
e. 56

2. A soma dos número binomiais e é igual a :

a.

b.

c.

d.

e.

3. ( EESCU - SP ) A igualdade , é verificada para :

a. n = ( 50 ! ) ( 40 ! )
b. n= 50 ! /40 !
c. n = 2 000
d. n = 90
e. 20

4. ( PUC - SP ) Os valores de m., para os quais , são:

a. m = 1 , m = 2
b. m = 3 , m = 4
c. m = 2 , m = 5
d. m = 3 , m = 2
e. m = 1 , m = 4

5. ( CEFET - PR ) Os valores de x na equação , cujos coeficientes


binomiais são iguais, é ( são ) :
a. 2 ou 3
b. 1 ou 0
c. 0 ou 3
d. 2 ou 0
e. 4

6. ( UFCE ) A soma das soluções da equação , é:

a. 8
b. 5
c. 6
d. 7
e. 9

7. ( UM - SP ) Considere a seqüência de afirmações :

I.

II.

III. , implica x = 2

Associando-se V ou F a cada afirmação, conforme seja verdadeira ou falsa, tem -


se:

a. F, F, V
b. F, V, V
c. F, V, F
d. F, F, F
e. V, V, V

8. ( PUC - PR ) Um colecionador possui determinado número de selos raros e


diferentes entre si. Agrupando-os 4 a 4, obteve o mesmo número de grupos que se
os juntasse 6 a 6. quantos, pois são os selos raros que o colecionador possuía ?

a. 10
b. 16
c. 36
d. 20
e. 45

9. ( MACK - SP ) Os números binomiais e são complementares, k


N e k > 3. Então k vale:
a. 6
b. 15
c. 8
d. 5
e. 10

10. ( CEFET - PR ) é o mesmo que :

a. n
b. n2 + n - 1
c. 2n
d. 2 n + 1
e. 2n + 2

11. ( MED. STA. CASA - SP ) A equação

a. não admite solução


b. admite uma solução entre 1 e 5
c. admite uma solução entre 5 e 12
d. admite uma solução entre 12 e 20
e. admite uma solução maior que 20

12. ( PUC - SP ) Se e , então é igual a:

a. 40
b. 45
c. 50
d. 55
e. 60

RESPOSTAS

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12
C D D C A B C A A D C B

BINÔMIO DE NEWTON

( x + a )2 = x 2 + 2 x a + a 2 = 1 x 2 a 0 + 2 x 1a 1 + 1 x 0 a 2 = C 2, 0 x 2 a 0 + C 2, 1 x 1 a 1
+ C 2, 2 x 0 a 2
(x + a ) 3 = x 3 + 3 x 2 a + 3 x a 2 + a 3 = 1 x 3 a 0 + 3 x 2 a 1 + 3 x 1 a 2 + 1 x 0 a 3

DESENVOLVIMENTO DO BINÔMIO DE NEWTON ( não estamos usando a


forma binomial)
( x + a )n = C n , 0 x n a 0 + C n , 1 x n – 1 a 1 + C n, 2 x n – 2 a 2 + C n, 3 x n – 3 a 3 + ........+ C n, n
x0an
EXERCÍCIOS
a) Desenvolva ( x + 2 ) 6 b) Desenvolva (x – 2 ) 6
TERMO GERAL DO BINÔMIO ( x + a ) n
T 0 + 1 = C n, 0 x n a 0
T 1 + 1 = C n,1 x n–1 a 1
T 2+1 = C n,2 x n–2 a 2
T k + 1 =C n , k x n – k a k

EXERCÍCIOS:

1) Qual o quinto termo do desenvolvimento ( x + 3 ) 5 R : 405 x


1
2) Calcule o termo independente no desenvolvimento ( x + ) 6 R: 20
x
6
3) No desenvolvimento de ( x – 2) vamos determinar o coeficiente do quarto
termo. R: -160

BINÔMIO DE NEWTON
1. ( UEL - PR ) Para qualquer valor natural de n, o número de termos do
desenvolvimento do binômio ( x + a )n é:

a. n+1
b. n
c. n-1
d. par
e. ímpar

2. ( UDESC - SC ) Sendo 125 a soma dos coeficientes do desenvolvimento de ( 2x


+ 3y ) m . O valor de m! é:

a. 6
b. 24
c. 120
d. 2
e. 3

3. Sabendo que o desenvolvimento de ( a + 3b)n+2 tem 9 termos, então n vale:

a. 6
b. 7
c. 8
d. 9
e. 10
4. ( CEFET - PR ) O 4º termo do desenvolvimento de ( x + 2 )6 é:

a. 80x3
b. 80x4
c. 40x5
d. 320x3
e. 160x3

5. ( MACK - SP ) Qual a soma dos coeficientes numéricos do desenvolvimento de

a. 256
b. 128
c. 4
d. 1
e. 0

6. ( FGV - SP ) Sabendo-se que a soma dos coeficientes do desenvolvimento de ( x


+ a )p é igual a 512, p vale:

a. 8
b. 6
c. 9
d. 12
e. 15

7. Qual é o valor do produto dos coeficientes do segundo e do último termo do


desenvolvimento ( x - 1 ) 50 ?

a. 2500
b. -50
c. -61250
d. 100
e. 61250

8. ( FGV - SP ) A soma dos coeficientes numéricos do desenvolvimento de

é igual a:

a. 1024
b. 1024-1
c. 512
d. 310
e. 512-1

9. Sabendo-se que , pode-se


dizer que ( a + b )2 é igual a:

a. 144
b. 4
c. 36
d. 64
e. 16

10. ( MACK - SP ) No desenvolvimento de ( 2x - y )5 . ( 2x + y )5, a soma dos


coeficientes numéricos vale:

a. 3
b. 9
c. 27
d. 81
e. 243

11. ( P. ALEGRE -MG ) Sabendo-se que o desenvolvimento de tem 8


termos, então o 3o termo vale:

a. 21x2
b. 0
c. 21x9
d. 10x4
e. 35x4

12. ( ACAFE - SC ) Desenvolvendo o binômio ( x2 - 2 )5, temos (x2 - 2 )5 = x10 +


m.x8 + 40x6 - 80x4 + 80x2 + n, portanto, m + n é:

a. 48
b. 42
c. -9
d. -42
e. -48

13. ( EMF - PR ) Se o desenvolvimento de ( 2x + y )6 é ( 2x +y)6 = 64x6 +


192x5y + ax4y2 + ...+ bxy5 + y6, então a razão a/b vale:

a. 5
b. 20
c. 2
d. 1
e. 10

14. ( CESCEM - SP ) O valor numérico do polinômio x4 - 4x3y + 6x2y2-4xy3 + y4

quando e é igual a:
a. 2/5
b. 3/5
c. 16/5

d.

e.

15. ( UFSC - SP ) A soma :

a. é o número de arranjos de 20 objetos 2 a 2


b. é maior que 20
c. vale 0
d. é um número impar
e. é o número de partes de um conjunto com 20 elementos

BINÔMIO NEWTON

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15
A A A E D C B A E E C D B C C

BINÔMIO DE NEWTON

1. O desenvolvimento de ( 2x2 - y )n tem 6 termos. O terceiro termo é:

a. -80 x6y2
b. 80 x3y2
c. 80 x2y3
d. 80 x6y2
e. -80 x2y3

2. ( UFMA ) O quarto termo no desenvolvimento de é:

a. 20x3
b. 12x2
c. 15x-6
d. 6x-6
e. 2x3
3. ( FGV ) O sexto termo do desenvolvimento de é:

a. 8064
b. 13440x2
c. 3360x-2
d. 13440x-2
e. 8064x2

4. ( UFES ) Qual é o termo central de ( x - 3 )6 ?

a. -540x3
b. -3240x3
c. 3240x3
d. 540x3
e. 540x4

5. ( UECE ) O coeficiente de x4 no desenvolvimento de ( 2 + x )5, é igual a:

a. 160
b. 80
c. 40
d. 10
e. 5

6. ( MACK - SP ) No desenvolvimento de ( x + 3 )6, o número de termos com


coeficiente par é:

a. 3
b. 4
c. 5
d. 6
e. 2

7. ( UNESP - SP ) O termo independente de x no desenvolvimento de é


igual a:

a. 30
b. 15
c. 4
d. 0
e. 1

8. ( PUC - RS ) O coeficiente de x2 no desenvolvimento de é:

a. 15
b. 60
c. 160
d. 192
e. 240

9. ( UFCE ) O coeficiente de x15 no desenvolvimento de ( x2 + x-3 )15 é:

a. 455
b. 500
c. 555
d. 643
e. 545

10. ( MACK - SP ) O coeficiente do termo em x-3 no desenvolvimento de


é:

a. 1
b. 6
c. 10
d. 15
e. inexistente

11. ( FGV - SP ) No desenvolvimento de , o coeficiente do termo que


contém o fator de y4 é:

a. 105/64
b. 105/32
c. 210
d. 210/32
e. 105/124

12. ( UFGO ) No desenvolvimento de , a ordem e o coeficiente do termo


em x2, são, respectivamente:

a. 5o e 15
b. 6o e 18
c. 4o e 20
d. 7o e 14
e. não existe

13. ( PUC - PR ) O termo médio do desenvolvimento de é:

a. 0
b. -126
c. 252
d. 126
e. -252
14. ( PUC - SP ) O desenvolvimento de ( y - 2 )7 possui :

a. 7 termos
b. 560 por coeficiente de y3
c. coeficiente negativo se o expoente de y for ímpar
d. coeficiente de y6 igual ao coeficiente de y
e. 6 termos

15. ( MACK - SP ) O 4O termo do desenvolvimento de ( a + b )6 é 540. Se ( a + b )5


= 210 então | a - b | vale:

a. -3
b. 3
c. 4
d. 2
e. 7

16. ( PUC - SP ) No desenvolvimento de ( x + 1 )10 segundo as potências


decrescentes de x, o seu 7o termo é:

a. 210 x4
b. 120 x7
c. 120 x4
d. 210 x3
e. 120 x4

17. ( BAGË - RS ) A soma dos coeficientes do desenvolvimento ( a + b )x é 2048.


Qual é o valor de x ?

a. 11
b. 10
c. 20
d. 8
e. 7

18. O termo independente de x no desenvolvimento de é:

a. -672
b. 84
c. 672
d. -84
e. -336

19. ( FGV - SP ) No desenvolvimento de , para que o coeficiente do termo


em x4 seja 15, K deve ser igual a:
a. 1/2
b. 2
c. 1/3
d. 3
e. 4

BINÔMIO NEWTON

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
D A A A C A B E A D B C E B D A B A A

PROBABILIDADE

Experimento Aleatório ou ao acaso – São aqueles que têm resultados imprevisíveis.


Espaço Amostral – É o conjunto de todos os possíveis resultados do experimento.
Evento- é um subconjunto do espaço amostral ( uma ocorrência que está no espaço
amostral).

Exemplo :
Experimento : lançamento de um dado e observação do n0 da face voltada para cima.
Espaço Amostral : E = { 1,2,3,4,5,6}
Evento : Ocorrência do número da face par. A = { 2,4,6}

EXERCÍCIOS

1) Seja o experimento “ registrar as faces voltadas para cima em três lançamentos


de uma moeda”. Escrever o espaço amostral. Escrever o evento “Ocorrer duas
caras”. Escrever o evento “ Ocorrer no mínimo uma coroa”.
2) No lançamento simultâneo de dois dados, um branco e um vermelho,
observando a face voltada para cima dos dois dados, determine o número de
elementos deste espaço amostral. Vamos determinar os eventos: a) Sair o
mesmo número em ambos os dados. b) Sair soma 7.
3) Escrever o espaço amostral do experimento “ anotar o sexo dos filhos de um
casal conforme a seqüência de nascimento” considerando que o casal tenha:
a) 1 filho; b) 2 filhos; c) 3 filhos.
Escrever o evento ( para 3 filhos): Ter um casal de filhos.
4) Numa urna estão 9 bolas, numeradas de 1 a 9. Sorteiam-se sucessivamente, com
reposição, duas bolas. Quantos elementos tem o espaço amostral desse
experimento? E se o experimento for sem reposição?

PROBABILIDADE P (A) E – Espaço Amostral. A – Evento.

n 0 de elementos de A
P ( A) =
n 0 de elementos deE

A cada evento { a i } formado de um só elemento de um espaço amostral


E = { a 1, a 2, a 3, . . . a n} vamos associar um número P ( a i ) de modo que:
P ( a i ) + P ( a 2) + P ( a 3 ) + . . . + P ( a n) = 1
0 ≤P(A) ≤1; P( A ) = 0 – A é evento impossível; P ( A ) = 1 – A é evento certo.
EXERCÍCIOS

1) Num lançamento de uma moeda defeituosa, a probabilidade de sair cara é o


dobro da probabilidade der sair coroa. Quais são estas probabilidades?
R: P ( cara ) = 2/3 ; P ( coroa) = 1/3
2) Três cavalos X, Y, Z disputam um páreo. Sabendo que a probabilidade de X
vencer é o dobro da probabilidade de Z e a probabilidade de y vencer e 3/2 da
probabilidade de Z. Determine estes valores. R: P ( X ) = 4/9; P ( Y ) = 1/3;
P ( Z ) = 2/9
3) No lançamento de um dado perfeito, qual a probabilidade de sair n 0 maior que 4?
R 1/3
4) No lançamento simultâneo de três moedas perfeitas, qual é a probabilidade de
serem obtidas
a) pelo menos duas caras? R : ½
b) exatamente 2 caras? R 3/8
5) Num grupo de 75 jovens, 16 gostam de música, esporte e leitura; 24 gostam de
música e esporte; 30 gostam de música e leitura; 22 gostam de esporte e leitura;
6 gostam somente de música; 9 gostam somente de esporte; 5 gostam somente
de leitura.
a) Qual a probabilidade de, ao apontar ao acaso um desses jovens, ele gostar de
música? R : 44/75
b) Qual a probabilidade de, ao apontar ao acaso um desses jovens, ele não gostar de
nenhuma dessas atividades? R : 11/75
6) Um casal planeja ter exatamente 3 crianças. Qual a probabilidade de que :
a) duas crianças sejam meninos e a outra menina? R : 3/8
b) pelo menos uma criança seja menino? R : 7/8
7) Uma urna contém 8 bolas, sendo que 6 delas foram marcadas com números pares
distintos e as duas outra com números ímpares distintos. Retirando-se
simultaneamente e ao acaso, 3 bolas, qual a probabilidade de saírem duas com
número par e uma com número ímpar? R : 15/28
8) Dentre 5 pessoas, será escolhida, por sorteio, uma comissão de 3 membros. Qual
a probabilidade de que uma determinada pessoa venha a figurar na comissão?
R : 3/5
9) Se num grupo de 15 homens e 5 mulheres sortearmos 3 pessoas para formarem
uma comissão, qual a probabilidade de que seja formada por 2 homens e uma
mulher? R: 35/76
10) Um grupo de amigos organiza uma loteria cujos bilhetes são formados por 4
algarismos distintos. Qual a probabilidade de uma pessoa, possuidora dos bilhetes
1387 e 7502, ser premiada, sendo que nenhum bilhete tem como algarismo inicial o
zero? R : 1/2268
11) Considere duas retas distintas e paralelas r e s. Sobre a reta s marcam-se 4
pontos distintos A,B,C,D e sobre a reta s marcam-se 3 pontos distintos E,F,G.
Sorteando-se um conjunto de três pontos distintos dentre A,B,C,D,E,F,G, qual é a
probabilidade desses pontos determinarem um triângulo? R: 6/7
12) Uma urna contém cinco bolas brancas, três vermelhas e duas pretas. As bolas
são retiradas ao acaso da urna, uma de cada vez, sem reposição. Qual a
probabilidade que a última bola a ser retirada seja preta? Qual a probabilidade de
que a primeira bola retirada de uma urna seja branca e última seja vermelha?
R: a) 1/5 b) 1/6

PROBABILIDADE DA REUNIÃO DE DOIS EVENTOS


P(AUB) = P(A) + P (B) – P (A ∩ B)
Se A ∩ B for vazio temos P(AUB) = P(A) + P (B).
PROBABILIDADE DO EVENTO COMPLEMENTAR
P(A) + P ( A C) = 1; P ( A C) = 1 – P ( A)

EXERCÍCIOS

1) De 10 cartões numerados de 1 a 10, sorteia-se um. Qual a probabilidade de que


ocorra o evento dar número par ou múltiplo de 3? R: 7/10
2) Lançando-se um par de dados honestos, qual a probabilidade de obter soma de
pontos igual a 7 ou igual a 11? R:2/9
3) São escolhidos aleatoriamente dois números naturais distintos de 1 a 20.
a) Qual a probabilidade de que o produto dos dois números escolhidos seja
ímpar?R: 9/38
b) A probabilidade de que o produto dos dois números escolhidos seja par é
maior ou menor que 75%? R: Maior

PROBABILIDADE CONDICIONAL.

Dados dois eventos A e B de um mesmo Espaço Amostral E, A probabilidade de


ocorrer B, tendo ocorrido A, pode ser calculada por
n( A ∩ B )
n( A ∩ B ) n( E ) P ( A ∩ B)
P ( B / A) = = =
n( A) n( A) P ( A)
n( E )
P ( A ∩ B) = P ( B /A) x P ( A ) ; P(B/A) - probabilidade condicional de B
em relação a A.
Para dois eventos independentes ( não há condicional de B em relação ao A)
temos:
P (A ∩ B ) = P(A) . P(B).

EXERCÍCIOS

1) Numa urna temos 100 bolas numeradas de 1 a 100. Sabe-se que a bola
sorteada é par. Calcule a probabilidade de ser um múltiplo de 10.
2) No lançamento de um dado, considerar os seguintes eventos:
- Sair um número menor que 5.
- Sair um número maior que 2.
Qual a probabilidade de sair um número maior que 2 sabendo que saiu um
número menor que 5. Resp ½
3) Uma caixa contém 11 bolas numeradas de 1 a 11. Retirando-se uma delas ao
acaso, observa-se que a mesma traz um número ímpar. Determine a
probabilidade que esse número seja menor que 5. Resp 1/3
4) Sorteia-se um número, dentre os naturais de 1 a 100. Qual a probabilidade de
que o número sorteado seja múltiplo de 5, dado que é ímpar. Resp 1/5
5) Dois dados foram lançados. Sabendo que caíram, nas faces voltadas para
cima, dois números pares, calcule a probabilidade de que a soma desses
números seja 6. Resp 2/9
Nessas condições, sorteando-se um aluno ao acaso do grupo total e sabendo-
se que é do sexo feminino, qual a probabilidade de que se destine ao curso de
Matemática. Resp 1/5
6) Uma urna contém precisamente sete bolas: quatro azuis e três vermelhas.
Retira-se ao acaso, uma bola da urna, registra-se sua cor e repõe a bola na
urna. A seguir, retira-se uma bola da urna e registra-se sua cor. Calcular a
probabilidade de :
i. sair uma bola azul e depois uma vermelha; Resp 12/49
ii. saírem duas bolas diferentes. Resp 24/49
2) Uma urna contém exatamente sete bolas: quatro azuis e três vermelhas.
Retira-se ao acaso, uma bola da urna, registra-se sua cor e não se repõe a
bola na urna. A seguir, retira-se outra bola da urna, registrando-se sua cor.
Calcular a probabilidade de sair uma bola azul e depois uma vermelha;
Resp 2/7

EXERCÍCIOS

1) Dez moedas são lançadas simultaneamente. Qual a probabilidade de obtermos


exatamente três caras ? 9/64;15/128; 21/256; 27/512; 33/1024
2) Em uma festa, há 15 meninas e 20 meninos. Para dançar, cada menina escolhe
um menino ao acaso e forma um par. Qual o número de pares distintos que
podem ser formados? 225; 250; 275; 300; 400
3) Um dado honesto tem suas seis faces numeradas de 1 a 6. Qual a
probabilidade de obtermos três números consecutivos em três lançamentos
sucessivos do dado. R: 1/36; 1/18; 1/9; 1/6; 1/3
4) O número 100! É divisível por 10n. Qual o maior valor possível de n?
20; 22; 24; 26; 28
5) Dos telespectadores de uma emissora de TV sabe-se que 37% vêem o
programa AAA, 53% vêem o PAULÃO e 15% vêem ambos. Escolhendo ao
acaso um telespectador da emissora, qual a probabilidade de que ele não veja
qualquer desses dois programas? 15%; 22% ; 25%; 35%; 38%
6) Seis pessoas lançam seis dados com as faces numeradas de 1 a 6. Qual a
probabilidade de obterem seis números diferentes? 6! / 66; 1/ 6!; 1/66 ; 1/6;
6!/12 6
7) Em um lote de 200 peças, existem exatamente 50 defeituosas. Retirando-se ao
acaso, sem repetição, 2 peças, Qual a a probabilidade aproximada de serem
ambas perfeitas ? 56%; 66%; 76%; 86%; 96%
8) Uma urna contém 4 bolas numeradas de 1 a 4. Retirando, sucessivamente e
com reposição, três bolas dessa urna. Qual é a probabilidade de o número da
última bola retirada ser igual à soma dos números das duas primeiras bolas?
3/32; 1/16; 9/64; 3/8; 1/2
9) Numa eleição, há sete candidatos e 120 eleitores, e cada um destes vota em um
só candidato. Qual é a melhor colocação já assegurada por um candidato que
tenha atingido 33 votos? R: primeiro ; segundo; terceiro; quarto; quinto.
10) Se um jogo de futebol termina em 4 a 3, quantos são os resultados possíveis do
primeiro tempo do jogo? 7;12;20;8;15
11) Letícia joga de qualquer maneira, na mochila com que está viajando 4 pares
de meias amarelas, 3 pares de meias azuis, 2 pares vermelhos e 2 pares verdes.
Enfia a mão na mochila sem olhar com o objetivo de retirar um par de meias
da mesma cor. Para ter certeza que atingirá seu objetivo, qual o número
mínimo de meias que deve retirar da mochila? 2; 3; 4; 5; 6
12) De quantos modos podemos distribuir cinco presentes diferentes para três
crianças de modo que cada criança receba pelo menos um presente?
6; 21; 40; 90; 150

A DISTRIBUIÇÃO BINOMIAL

Experimentos com apenas dois resultados possíveis.


Sucesso – ocorrência de um dos resultados.
Fracasso – ocorrência do outro.
Exemplo: No lançamento de um dado, ocorrência da face com número maior que 4.
Sucesso = {5, 6} ; Fracasso = {1,2,3,4}
S: Evento que ocorre quando obtemos sucesso.
F: Evento que ocorre quando obtemos fracasso.
P(S) = p – probabilidade de obter sucesso.
P(F) = q - probabilidade de obter fracasso.
q = 1 – p ( S e F são eventos complementares )

Probabilidade da ocorrência de K sucessos em n tentativas independentes.


Tentativas 1 2 3 4 . . . k k+1 k+2 k+3 . . . n
Resultado s s s s s f f f f
Probabilidade p p p p p q q q q

p . p . p . p . . .p . q . q . q . q . . .q = p k. q n - k

O número de seqüências de resultados possíveis que podemos ter, de modo que em


cada seqüência haja k sucessos e ( n – k ) fracassos, é o mesmo que o número de
todos os modos possíveis de escolha das k posições dos sucessos entre n posições
disponíveis que corresponde C n , k

Probabilidade da ocorrência de K sucessos em n tentativas independentes é


C n , k p k. q n - k
EXERCÍCIOS:

1) Lançando-se um dado 5 vezes, qual a probabilidade de dar como resultado a


face 1 exatamente 2 vezes.R: C 5 , 2 . (1/6)2 . ( 5/6) 3
2) Lançando-se 4 vezes uma moeda, qual a probabilidade de que ocorra cara três
vezes exatamente? R : ¼
3) Em cinco lançamentos de uma moeda, qual a probabilidade de obtermos duas
caras e três coroas? R: 5/16
4) Numa certa criação de cobaias, notou-se uma deficiência de vitamina A em 10
cobaias. Com certa dieta de cenouras, a probabilidade de cura é de 90 %. Dê as
probabilidades:
a) de que 10 superem o problema. R: ( 0,9) 10
b) De que só 8 recuperem. R: 45. ( 0,9) 8. ( 0 , 1 ) 2
2) Num teste de 7 questões do tipo “classificar a sentença em verdadeira ou
falsa”, qual a probabilidade de um candidato, que responde a todas ao acaso,
acertar pelo menos 6 questões? R : 1/16
3) Sabe-se que 20 % dos pacientes que se submetem a determinada intervenção
cirúrgica não sobrevivem um mês após a operação. Qual a probabilidade de
que em três casos, as três pessoas sobrevivam ao primeiro mês? R: 51,2%
4) Em certa localidade, a probabilidade de que um indivíduo contraia
determinada moléstia é 20%. Escolhendo-se ao acaso 5 indivíduos dali, qual a
probabilidade de que 3 deles contraiam a moléstia? R : 0,0512

PROBABILIDADE

1. Uma urna contem três bolas numeradas com 1, 2 e 3. Retirando-se


sucessivamente duas bolas dessa urna, obtém-se um par ordenado. O número de
pares ordenados possíveis, fazendo-se extrações com reposição, é:

a. 9
b. 6
c. 5
d. 8
e. 3

2. Uma urna contem três bolas numeradas com 1, 2 e 3. Retirando-se


sucessivamente duas bolas dessa urna, obtém-se um par ordenado. O número de
pares ordenados possíveis, fazendo-se extrações sem reposição, é:

a. 5
b. 3
c. 8
d. 9
e. 6

3. Uma urna contem três bolas numeradas com 1, 2 e 3. Retirando-se


simultaneamente duas bolas dessa urna, obtém-se um conjunto. O número de
conjuntos possíveis é:

a. 8
b. 5
c. 6
d. 3
e. 9

4. Lançando-se uma moeda usual 5 vezes, seus resultados formam uma seqüência.
O número de seqüências possíveis é:

a. 2
b. 5
c. 10
d. 25
e. 32

5. Considere o seguinte experimento aleatório: "lançar dois dados e observar os


números obtidos nas faces superiores". O número de elementos do espaço amostral
desse experimento é:

a. 6
b. 12
c. 2
d. 64
e. 36

6. Uma moeda é lançada três vezes. Vamos representar por n ( E ) o número de


resultados possíveis e representar por n( A ) o número de resultados que
apresentam apenas duas caras. Então:

a. n ( E ) = 6 e n ( A ) = 3
b. n ( E ) = 6 e n ( A ) = 4
c. n ( E ) = 8 e n ( A ) = 4
d. n ( E ) = 8 e n ( A ) = 6
e. n ( E ) = 8 e n ( A ) = 3

7. Lançando-se um dado honesto duas vezes, o número de resultados que


apresentam soma 7, é:

a. 4
b. 5
c. 6
d. 7
e. 3
8. Uma urna tem 20 bolas numeradas com 1, 2, 3...20. Sorteia-se uma bola dessa
urna. Considere os seguintes eventos:

Evento A : Ocorrência de um número primo

Evento B : Ocorrência de um divisor de 30

Nesse experimento, o número de elementos do evento A B é:

a. 16
b. 15
c. 13
d. 14
e. 12

9. Dois jogadores disputam um jogo onde é lançado, uma única vez um par de
dados. O jogador A ganha se a soma dos resultados for 6 e B, se a soma for 10.
Nessas condições, pode-se afirmar corretamente que:

a. B tem mais chance de ganhar que A


b. A não tem chance de ganhar
c. A tem mais chance de ganhar que B
d. B não tem chance de ganhar
e. Ambos tem as mesmas chances

10. Denomina-se espaço amostral ao conjunto formado por todos os resultados


possíveis de um experimento aleatório. Se um experimento consistem em se
escolherem duas pessoas, ao acaso, de uma sala contendo dez pessoas, então o
número de elementos do espaço amostral é:

a. 20
b. 19
c. 90
d. 45
e. 32

11. Num jogo, cada jogador lança um dado uma única vez. O jogador A ganha se
tirar, no seu lança, um número de pontos maior ou igual ao lance do jogador B. O
número de resultados favoráveis a A é:

a. 36
b. 18
c. 15
d. 20
e. 21

12. O número de possibilidades de escolha de 3 números naturais distintos de 1 a


10, de modo que sua soma seja sempre par, é:

a. 120
b. 220
c. 150
d. 290
e. 160

13. O número da chapa do carro é par. A probabilidade de o algarismo das


unidades ser zero é:

a. 5
b. 1/2
c. 4/9
d. 5/9
e. 1/5

14. Qual a probabilidade de se obter um número divisível por 5, na escolha ao


acaso de uma das permutações dos algarismos 1; 2; 3; 4 e 5 ?

a. 5
b. 1/5
c. 1
d. 4
e. 1/4

15. Uma urna tem 10 bolas idênticas, numeradas de 1 a 10. Se retirarmos uma
bola da urna, a probabilidade de não obter a bola número 7 é igual a:

a. 2/9
b. 1/10
c. 1/5
d. 9/10
e. 9/11

16. A probabilidade de se ter duas vezes o número 5, em duas jogadas de dado, é:

a. 1/48
b. 1/36
c. 1/24
d. 1/12
e. 1/6

17. A probabilidade de uma bola branca aparecer, ao se retirar uma única bola de
uma urna contendo 4 bolas brancas, 3 vermelhas e 5 azuis, é:

a. 1/3
b. 1/2
c. 1/4
d. 1/12
e. 1/6

18. Um jogado recebeu uma cartela com 15 números distintos entre os números 0
e 89, De uma urna contendo 90 bolas numeradas de 0 a 89, é sorteada uma bola.
A probabilidade do número dessa bola estar na cartela do jogador é:

a. 1/90
b. 1/89
c. 1/6
d. 15/89
e. 89/90

19. Jogando-se uma moeda 3 vezes, a probabilidade de se obter cara, pelo menos
uma vez é:

a. 1/8
b. 3/8
c. 7/8
d. 5/8
e. 1/3

20. No lançamento simultâneo de dois dados distintos e não viciados, qual a


probabilidade de se obter a soma dos pontos igual a 7 ?

a. 1/6
b. 5/36
c. 1/12
d. 1/18
e. 1/36

21. O senhor O . Timista enviou 150 cartas para um concurso, no qual seria
sorteada uma só carta de um total de 5500 cartas. A probabilidade dele uma das
cartas do senhor O .Timista ser sorteada é:

a. 3/55
b. 3/110
c. 1/5350
d. 1/5499
e. 1/5500

22. Se um certo casal tem 3 filhos, então a probabilidade de os 3 filhos serem do


mesmo sexo, dado que o primeiro filho é homem, vale:

a. 1/3
b. 1/2
c. 1/5
d. 1/4
e. 1/6

23. Escolhido, ao acaso, um elemento do conjunto dos divisores de 60, a


probabilidade de que ele seja primo é:

a. 1/2
b. 1/3
c. 1/4
d. 1/5
e. 1/6

24. Com os dígitos 1, 4, 7, 8 e9, são formados números de 3 algarismos distintos.


Um deles é escolhido ao acaso. Qual a probabilidade de ser ímpar ?

a. 2/5
b. 1/2
c. 10.6
d. 3/5
e. 4/5

25. Com os algarismos de 1 a 9, forma-se um número de 4 algarismos distintos. A


probabilidade de qe o número formado seja menor que 6000 é:

a. 1/9
b. 1/3
c. 4/9
d. 5/9
e. 2/3

26. Escolhem-se ao acaso dois números distintos, de 1 a 20. Qual a probabilidade


de que o produto dos números escolhidos seja ímpar ?

a. 9/38
b. 1/2
c. 9/20
d. 1/4
e. 8/25

27. Uma urna tem 100 cartões numerados de 101 a 200. A probabilidade de se
sortear um cartão dessa urna e o número nele marcado ter os três algarismos
distintos entre si é:

a. 17/25
b. 71/100
c. 14/25
d. 73/100
e. 37/50

28. Retirando-se uma carta de um baralho comum e sabendo-se que saiu uma
dama, qual a probabilidade de que a carta seja de ouros ?

a. 1/3
b. 1/4
c. 4/13
d. 1/13
e. 1/52

29. Num grupo de 60 pessoas, 10 são torcedores do São Paulo, 5 são torcedores do
Palmeiras e as demais do Coríntians. Escolhido ao acaso um elemento do grupo, a
probabilidade de ele ser torcedor do São Paulo ou do Palmeiras é:

a. 0,40
b. 0,25
c. 0,50
d. 0,30
e. 0,33

30. Uma urna contem 2 bolas brancas, 3 verdes e 4 azuis. Retirando-se uma bola
da urna, qual a probabilidade de que seja branca ou verde ?

a. 4/7
b. 3/8
c. 5/9
d. 2/15
e. 3/7

31. Uma urna contem 4 bolas brancas e 6 pretas. Retirando-se, sucessivamente e


sem reposição, 2 bolas, a probabilidade de sair bola preta e bola branca, nesta
ordem, é de:

a. 6/25
b. 1/5
c. 1/50
d. 4/15
e. 7/30

32. Um número é extraído ao acaso entre os 20 inteiros, de 1 a 20. A probabilidade


de o número escolhido ser primo ou quadrado perfeito é:

a. 1/5
b. 2/25
c. 4/25
d. 2/5
e. 3/5

33. Sorteando um número de 1 a 30, a probabilidade de que ele seja par ou


múltiplo de 3 é:

a. 3/4
b. 2/3
c. 1/6
d. 5/33
e. 1/3

34. Um juiz possui três cartões no bolso. Um é todo amarelo, outro é todo
vermelho e o terceiro é vermelho de um lado e amarelo de outro. Num determinado
lance, o juiz retira, ao acaso, um cartão do bolso e mostra a um jogador. A
probabilidade de que a face que o juiz vê ser vermelha a de a outra face, mostrada
ao jogador, ser amarela é:

a. 1/2
b. 2/5
c. 1/5
d. 2/3
e. 1/6

35. Uma roleta esta dividida em 8 partes iguais numeradas de 1 a 8. Ela é girada 3
vezes. Qual é a probabilidade de, nos três giros, ela parar em números iguais?

a. 1/512
b. 1/8
c. 1/3
d. 1/64
e. 1/72
36. Três pessoas, A, B e C, vão participar de um concurso num programa de
televisão. O apresentador faz um sorteio entre A e B e ,em seguida, faz um sorteio
entre C e o vencedor do primeiro sorteio, para decidir quem iniciará o concurso. Se
cada sorteio as duas pessoas tem a mesma chance de ganhar, qual a probabilidade
de A iniciar o concurso ?

a. 125%
b. 75%
c. 50%
d. 25%
e. 90%

37. Numa urna foram, colocadas 30 bolas: 10 bolas azuis numeradas de 1 a 10, 15
bolas brancas numeradas de 1 a 15 e 5 bolas cinzas numeradas de 1 a 5. Ao
retirar-se aleatoriamente uma bola, a probabilidade de obter-se uma bola par ou
branca é:

a. 29/30
b. 7/15
c. 1/2
d. 11/15
e. 13/15

38. Um par de dados honestos é lançado. Se os dois números que aparecem são
diferentes, a probabilidade de que ocorram, os números 2 ou 3 é:

a. 1/2
b. 2/3
c. 3/5
d. 5/9
e. 11/18

39. Dois dados não viciados distintos são lançados , e o números observados .
Pode-se afirmar que:

a. A probabilidade de se obterem números iguais é 1/2


b. A probabilidade de obter soma dos números iguais a 10 '2 1/10
c. Os números observados nunca somarão 12
d. A probabilidade de se obter 15 como soma é maior que zero;
e. A probabilidade de se obterem números iguais é 1/6

40. Uma urna contem apenas cartões marcados com números distintos escolhidos
de 1 a 9. Se, nessa urna, não há cartões com números repetidos, a probabilidade
de ser sorteado um cartão com um número menor que 500 é:

a. 3/4
b. 1/2
c. 8/21
d. 4/9
e. 1/3
41. Uma doença congênita afeta 1 em cada 700 homens. Numa população de um
milhão de homens, a probabilidade de que um homem, tomado ao acaso, não seja
afetado é:

a. Superior a 0,99
b. Igual a 0,99
c. Menor que 0,98
d. Igual a 1/700
e. 1/2 ou 50%

42. Jogando-se simultaneamente dois dados ( um dado é um cubo com as faces


numeradas de 1 a 6 ), a probabilidade da soma dos números obtidos ser par é:

a. 1/2
b. 1/3
c. 1/8
d. 1/16
e. 1/32

43. Você faz parte de um grupo de 10 pessoas, para três das quais serão
distribuídos prêmios iguais. A probabilidade de que você seja um dos premiados é:

a. 1/10
b. 1/5
c. 3/10
d. 1/3
e. 2/5

RESPOSTAS / PROBABILIDADE

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15
A E D E E E C E C D E E E B D
16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
B A C C A B D C D D A C B B C
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43
D E B E D D D C E D A A C