Você está na página 1de 33
PQI 2408 Simulação de Processos da Indústria Química Ardson dos Santos Vianna Júnior - ASVJ
PQI 2408 Simulação de Processos da Indústria
Química
Ardson dos Santos Vianna Júnior - ASVJ
e-mail: ardson@usp.br
Aula 5 – Reciclo e convergência PQI 2408 Simu ação Química l d e Processos
Aula 5 – Reciclo e convergência
PQI 2408 Simu ação
Química
l
d
e Processos
d
a In
stria

sumário

1.

2.

3.

4.

Objetivos Análise preliminar Teoria Aplicação

Objetivos Análise preliminar Teoria Aplicação
Objetivos Análise preliminar Teoria Aplicação
Objetivos Análise preliminar Teoria Aplicação

1. Objetivos

Avaliar um fluxograma com reciclo Compreender corrente de corte (tear stream) Usar sequencia de fluxograma Compreender convergência de bloco

2. Avaliando o fluxograma 7-TOPO TORRE 9-FUNRES 1-ALIMEN TROCADOR 3-VFLASH MISTURA 6-E-COLU 2-E-FLAS 8-FUNDO
2. Avaliando o fluxograma
7-TOPO
TORRE
9-FUNRES
1-ALIMEN
TROCADOR
3-VFLASH
MISTURA
6-E-COLU
2-E-FLAS
8-FUNDO
FLASH
5-GLICOL
4-LFLASH

2.1 Avaliando o fluxograma

Extrações sucessivas

Alimentação: água+metanol+etanol, 165°F e 15 psia

2.1 Avaliando um fluxograma

Extrações sucessivas

Alimentação: água+metanol+etanol, 165°F e 15 psia Aquecer com corrente do fundo Flash Destilação

3. Como resolver?

Solução sequencial modular Reciclo

Corrente de corte Sequência convergência

3. Convergência de bloco - passos

1. Escolha de corrente de corte

2. define um bloco de convergência

3. Variáveis manipuladas

4. Estimativas iniciais

3.1 Correntes de corte

É o ponto de partida para a solução numérica Estão associadas com o reciclo Item: Convergence Pode ser especificada

3.1 Avaliando o fluxograma 7-TOPO TORRE 9-FUNRES 1-ALIMEN TROCADOR 3-VFLASH MISTURA 6-E-COLU 2-E-FLAS 8-FUNDO
3.1 Avaliando o fluxograma
7-TOPO
TORRE
9-FUNRES
1-ALIMEN
TROCADOR
3-VFLASH
MISTURA
6-E-COLU
2-E-FLAS
8-FUNDO
FLASH
5-GLICOL
4-LFLASH

3.2 Sequencia do fluxograma

Escolhida a corrente de corte Sequencia Item: Nesting order

Outro fluxograma

Outro fluxograma

3.3 Variáveis manipuladas

Corrente: composição, pressão e temperatura

2.4 Correntes de corte

Estimativa inicial: como obter?

Ferramentas do Aspen

Corrente de corte Sequencia de cálculo

Número de iterações Erro/tolerância Método numérico

Parâmetros no painel de controle

4. Teoria

Sequencia de solução Matriz de incidência Métodos numéricos

4.1 Sistema de equações

4 a 2 + 2f = ρ – h 3 + a b = f – g – 2e 2 c + d = a – exp(f) + g.P b = p + f/2 2 a = 4 h/e C + 2 e = b – g + f 2 + P 2 f h = b + 2 ρ + 2 exp(b) = 4 + d

4.1 Sistema de equações

Método sequencial: explora a esparsividade do sistema

A estrutura pode ser representada por uma matriz de incidência

Algoritmo de Ordenação de Equações (AOE)

4.2 Matriz de incidência

4 a 2 + 2f = ρ – h 3 + a b = f – g – 2e 2 c + d = a – exp(f) + g.P b = p + f/2 2 a = 4 h/e C + 2 e = b – g + f 2 + P 2 f h = b + 2 ρ + 2 exp(b) = 4 + d

4.2 Sequência - teoria

1. Algoritmo de Ordenação de Equações (AOE)

1. Equação com 1 incógnita: resolver

2. Variável que só aparece em 1 equação, só pode ser calculada nesta equação

3. Variáveis que formam um ciclo

1. Sequencialmente: abertura de anel

Só considera as informações, ignora a forma funcional

4.3 Métodos numéricos

Direct Wegstein Newton Broyden

Direct = iterações sucessivas

Direct substitution or successsive substitution (Reklaitis, 1986)

X k+1 = G(X k )

Raiz de f(x) = x - sen(x), x k+1 = sen(x k ), estimativa inicial

Direct = iterações sucessivas

Convergência lenta mas segura Aplicar caso os outros métodos sejam instáveis.

Wegstein

Default: mais rápido e robusto

Extrapolação do método das iterações sucessivas Não são consideradas as interações entre as variáveis, logo não é adequado para variáveis fortemente correlacionadas

Wegstein

X k+1 = q X k + [(1-q) G(X k )] , q é uma relaxação

q=0, iterações sucessivas q=1, não evolui o processo

Aspen: limite inferior = -5 Aspen: limite superior = 0

Newton

Solução de sistema de equações não lineares

Calculo de derivadas Especificações interrelacionadas

Broyden

Método de quasi-Newton Aproxima as derivadas por linearização

Bom para múltiplas correntes de corte

5. Aplicação

Estratégias

Do mais simples para o mais complicado Boa estimativa inicial Verificar as propriedades físicas Avalie o fluxograma

6 Aplicação

O processo de produção do cumeno a partir do benzeno e propileno é representado pelo diagrama abaixo:

6 Aplicação O processo de produção do cumeno a partir do benzeno e propileno é representado

Controle da convergência no Aspen

Sequencia de cálculo Corrente de corte Número de iterações Erro/tolerância Método numérico

Parâmetros no painel de controle

Exercício

Questionamentos

Mensagens? Por que alguns blocos têm fluxos iguais a zero? Quais variáveis de corte são escolhidas pelo Aspen? Quais as outras possibilidades?

Recomendações

Insira estimativas iniciais

Conclusão - Proposta

Avaliar fluxograma Gerar estimativa inicial Rodar programa com defaults Aumentar o número de interações Mudar o método numérico