Você está na página 1de 2

ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM INVERSOR VSI

Marina Luiza Santos Ribeiro


RESUMO
Este trabalho apresenta os resultados da simulação de um inversor de VSI de 460V 60Hz para alimentar um motor
de indução 460V – 60Hz de 100kVa com saturação magnética observando o THD das tensões de fase, linha e da
corrente com velocidades diferentes.

INTRODUÇÃO
O Total Harmonic Distortion(THD) em português distorção harmônica total são dados associados com as
deformações nas formas de onda das tensões e corrente em relação à onda senoidal da frequência nominal.
A velocidade síncrona do motor de indução pode ser controlada variando a frequência da tensão de armadura
aplicada, porém para manter a densidade de fluxo constante, ou com a mínima variação, a tensão de armadura deve
variar a fim de manter a relação voltz por hertz constante. Todavia, nessa simulação existirá apenas a variação da
frequência fazendo com que densidade de fluxo diminua, acarretando a redução do valor do torque máximo do motor
DESENVOLVIMENTO
Com o controle da tensão via modulação PWM, a tensão de entrada de entrada pode ser encontrada com
3 ma
VLL RMS = � � Vdc
fórmula: 2 2 , onde ma é amplitude de modulação que no problema foi utlizada a 0,9, com a
necessidade de entrada do motor ser 460 V, a entrada do sistema será . Vdc 834,64 V
A carga escolhida foi o que o torque varia linearmente com a rotação, T = k r w . Para encontrar o kr , o
100e3VA T
torque nominal Tn = = 530,52 . Portanto, a constante deve ser kr = n2 = 1, 49e -02
188,5rpm w
O circuito foi projetado para ser um circuito aberto, a frequência foi variada a cada simulação, segue a figura
abaixo com o sistema projetado.

Figura 1 - Sistema em estudo

RESULTADOS
Segue os gráficos da velocidade do rotor em rpm, tensão de entrada do motor fase neutra e fase fase, junto
com a corrente de entrada. É possível perceber uma semelhança da corrente com uma onda senoidal, isso se deve a
caracteristica altamente indutiva de um motor de indução, fazendo que o THDs da corrente seja menor comparando
com as tensões, provado pelo gráfico 4 onde compara-se as três medições.
O gráfico da evolução das THDs com a velocidade segue mostrado no gráfico 4. As tendências ficaram muito
assemelhado a uma parábolas onde o menor pico de thd é na região de frequência nominal do motor.
2

Gráfico 1 - Frequência 30Hz Gráfico 2 - Frequência 60Hz

Gráfico 3 - Frequência 90 Hz

Gráfico 4 - THD x Rotação

CONSIDERAÇÕES FINAIS
O aumento da frequência da tensão aplicada ao estator do motor aumentou o tempo de estabilização do
motor na velocidade nominal, fazendo com a corrente oscile com valores de picos maiores, comparado com o
nominal, por um tempo maior, desgastando a máquina. Com frequência menores que a nominal, o motor partiu
rapidamente, porém manteve sua corrente elevada toda a simulação, isso se deve as baixas reatâncias provodas
pela baixa frequência aplicada. Assim é uma desvantagem manter esses frenquencias inferiores a nominal por longo
periodo.
Analisando o gráfico dos THD, o mesmo fenômeno ocorre para as três medições. Uma menor geração de
harmônico ocorrem nos valores nominais. Portanto, para uma melhor qualidade de energia é necessário que os
equipamentos trabalhem em seus valores nominais.
REFERÊNCIAS
[1] Bose, Bimal K., and Bimal K. Bose, eds. Power electronics and variable frequency drives: technology and
applications. New York: IEEE press, 1997.
[2] Mohan, Ned, and Tore M. Undeland. Power electronics: converters, applications, and design. John Wiley & Sons,
2007.
[3] Pomilio, José Antenor. "Eletrônica de potência." (1995).