Você está na página 1de 5

RESUMO DO FILME CONVERSANDO COM DEUS

O filme narra alguns fatos da história verídica de Neal D. Walsch, autor do best-
seller “Conversando com Deus”. O filme começa mostrando o autor já bem sucedido
dando palestras sobre o livro e as conversas íntimas que ele teve com Deus e que o
levaram a uma grande transformação e a anotar o conteúdo dessas conversas que se
tornaram o livro.

Neal era um sujeito comum que levava uma vida errante sem se importar muito com
os outros ou com o relacionamento com Deus. Contudo tudo muda em sua vida a
partir do momento em que ele sofre um acidente de carro e fratura o pescoço. Ele
perde o emprego e apesar de todos os esforços ele não consegue outro. Depois de
um tempo desempregado fica sem dinheiro para pagar o aluguel ou para se
alimentar e acaba virando um mendigo e indo morar em um camping com outros
moradores de rua. Ele passa todo tipo de privações, sofre preconceitos, come restos
de comida do lixo e vive uma vida muito difícil e sofrida. Mesmo com todas as
dificuldades ele ainda consegue fazer amizade com outros mendigos, dentre eles o
Pit, que o apoia e ajuda apesar de ser mendigo e alcoólatra.

Um dia ele resolve que não iria morrer naquele lugar e decide procuar emprego
novamente nos classificados de jornal. Liga para uma rádio e como que por milagre
acha uma moça chamada Leora que se torna seu anjo da guarda e lhe ajuda a
conseguir uma entrevista para emprego. Ele conta também com a ajuda de uma das
moradoras do camping que o incentiva e arruma roupas limpas para que possa
apresentar- se bem para a entrevista. Neal consegue o emprego e as coisas começam
a melhorar em sua vida. Ele aluga uma casa e finalmente sai da rua. Desenvolve uma
boa amizade com Leora e leva uma vida normal e feliz.

Um dia a radio faliu e ele se viu desempregado novamente e entrou em desespero


com medo de ter que voltar para as ruas. Então ele começa a ter um dialogo
enraivecido com Deus questionando o porquê de estar passando por uma situação
tão difícil e para sua surpresa Deus o responde calmamente explicando tudo que ele
queria saber e ao mesmo tempo fazendo perguntas que o levavam a reflexão e a
enxergar suas próprias falhas humanas e, por outro lado, sua grandeza interior. Neal
resolve anotar todos esses diálogos e um dia os mostra para sua amiga Leora que os
acha uma maravilha e se oferece para digitá-los. E de um momento de grande
dificuldade Neal achou forcas para não apenas superar, mas ser fortalecido e ainda
escrever um livro que mudaria o rumo de sua vida e das pessoas ao seu redor.

O livro fez um grande sucesso e tocou a vida de muitos os que leram e o tomaram
como exemplo para superar suas próprias dificuldades através da fé, da confiança e
da esperança em Deus e neles próprios.

Na visão de um coach, o filme mostra como um diálogo aberto e sincero com


perguntas poderosas e desafiadoras pode transformar a vida das pessoas. Também
mostra como o coach (Deus) deve tratar seu coachee (Neal) com atenção, cuidado e
dedicação total, ouvindo suas súplicas por ajuda e o auxiliando a encontrar em si
mesmo a força e os recursos para enfrentar qualquer desafio, ter objetivos ousados
e realizá-los. Neal consegue vencer as maiores adversidades ao receber reforço
positivo e perguntas que o levaram a refletir sobre o sentido da vida e sua missão
nela. E é exatamente isso que um coach leva para seu coachee.
RESENHA DO FILME “CONVERSANDO COM DEUS”

Clara Emilie Boeckmann Vieira – Outubro, 2011

O filme Conversando com Deus é baseado em fatos reais da vida do escritor


bestselle Neale Donald Walsch, que vendeu mais de xxx milhões de exemplares. O
filme é lendo mas a história de vida do escritor é surpreendente.
Depois de um acidente, Neale fica desempregado e não consegue realocação em
nenhum lugar, apesar de ser bem qualificado. Depois de muitas tentativas perdidas,
sem dinheiro para bancar suas despesas, acaba se transformando em um mendigo,
passando fome e frio, e inúmeras situações constrangedoras. Após muito sofrimento,
consegue um emprego numa radio, faz boas amizades, mas acaba sem emprego
novamente, com a falência da rádio. Um dia, em depressão em casa, começa a ouvir
vozes, que lhe passam mensagens espirituais, que acabam compondo os seus livros
de grande sucesso.
Ao longo do filme, podem ser observadas várias cenas relacionadas a coaching
informal, e também faz refletir no aspecto espiritual da proposta do Coaching
evolutivo. Algumas cenas são apelativas e desconexas, mas as lições positivas
relacibnadas ao Coaching podem ser extraídas, como a relação de amizade com o
mendigo Pit, que mesmo sendo alcoólatra pode ajudar Neale, o apoio da amiga que
digitou os manuscritos, a atuação do Editor na venda do livro para outra grande
editora.
A reciclagem íntima do escritor é visível, que se transforma de uma pessoa sem
bases morais firmes para um homem espiritualizado, que no final aceita seu passado
e segue adiante, com seus livros que servem até hoje de conforto espiritual para
milhões de pessoas. Apesar do viés consolador e religioso da abordagem espiritual, é
melhor que o vazio materialista.

Conversando com Deus


O filme conversando com Deus conta a história de Neale, um escritor de
sucesso que viaja o mundo realizando palestras e levando a mensagem do seu
livro “Conversando com Deus”.O drama começa quando Neale sofre um
acidente de carro que lhe trouxe seriíssimas consequências. Ele fratura o
pescoço, fica desempregado e sem condições de pagar o aluguel é despejado
do imóvel ondemorava. Sozinho, sem ter com quem contar, vai parar em uma
área de camping ocupada por mendigos e passa a morar ali em uma barraca.
No início o homem tem dificuldade de se adaptar aquela durarealidade e se
pega várias vezes questionando o porquê daquelas provações. Com o passar do
tempo, ganha a amizade dos mendigos, passa a vender latas para sobreviver e
se alimenta com resto de comida.
Commuita determinação, fé e resiliência Neale afirma para si mesmo “Eu não
vou morrer neste parque” e passa a agir buscando a superação do seu objetivo.
Procura emprego em vários estabelecimentos, ouvemuitos “nãos” é vítima de
preconceito, mas mesmo assim persiste. Finalmente consegue uma
oportunidade de entrevista de emprego. Recebe a ajuda de uma amiga para se
preparar para a entrevista. A amigalhe ofereceu apoio, roupas limpas e
principalmente patrocino positivo. Ela o questiona, desafia e faz perguntas
poderosas que o motiva a ir ainda mais determinado para a entrevista.
O escritorconsegue o emprego de radialista, sai do acampamento, aluga uma
casa e quando tudo estava melhorando a empresa onde trabalha decreta
falência. Em casa, desesperado e com medo de voltar para a rua Nealcomeça a
questionar a vida e a sua realidade. Durante estes questionamentos é
surpreendido por Deus, que passa a responder as suas perguntas e começam
um diálogo. Deus não só lhe ofereceu respostas, comotambém fez muitas
perguntas poderosas, o desafiou, motivou, convidou a ir além, a fazer diferente.
Convida-o a ressignificar as experiências negativas e não mais culpar a vida
pelas sua situação,...

Depois de um acidente, Neale D. Walsch fica desempregado e não consegue realocação em nenhum
lugar, apesar de ser bem qualificado. Depois de muitas tentativas perdidas, sem dinheiro para
bancar suas despesas, acaba se transformando em um mendigo e indo morar em um parque,
onde encontrou o abandono, a miséria física e social, a solidão, a fome física, a exploração e, em
contraponto, a solidariedade dos que estavam na mesma situação. Inclusive, conquistou amigos
naquela situação. Após um longo período de miséria e decadência, Neale encontra um jornal de
empregos, liga para um classificado, conhece uma espécie de anjo para sua vida, Leora a
funcionária da Rádio, e “milagrosamente” as coisas começam a se encaixar e ele volta a
trabalhar como radialista e a vida começa a mudar. Até acabar sem emprego novamente, com a
falência da rádio.

UM DIA, EM DEPRESSÃO EM CASA, NEALE FEZ A DEUS ALGUMAS PERGUNTAS BEM


DIFÍCEIS, INDAGOU A RAZÃO PELA QUAL SUA VIDA NÃO DAVA CERTO E POR QUE
ELE MERECIA UMA VIDA COM TANTAS DIFICULDADES. TEVE INÍCIO ENTÃO UM
PROCESSO DE ANOTAÇÕES SOBRE SUAS DÚVIDAS, EM FORMA DE PERGUNTAS
IRRITADAS DIRIGIDAS A DEUS, AS QUAIS, PARA SUA SURPRESA, FORAM
RESPONDIDAS VIA SUSSURROS À SUA MENTE PROFERIDOS POR UMA VOZ
SILENCIOSA. AS RESPOSTAS QUE WALSCH RECEBEU DE DEUS SE TORNARAM A
BASE DE UMA SÉRIE DE LIVROS INTERNACIONALMENTE RECONHECIDOS, QUE JÁ
VENDEU MAIS DE 7 MILHÕES DE CÓPIAS EM 34 IDIOMAS.

Dentro de cada um de nós há uma voz que fala a verdade. Na realidade Deus a todo o momento fala
conosco, com sinais, com expressões e dialogando, o que precisamos fazer é focar todos os
nossos sentidos em direção a Ele e ouvi-lo. Orar e refletir são parte desse contato, são formas de
chamar por Deus nos momentos de dúvida e inquietação. A cada momento do filme há uma
oração sincera, palavras de devoção, inspeção e orientação sobre como encontrar em si mesmo a
fé, o poder e a autoconfiança.

Há lições interessantes no filme como a amizade com o mendigo Pit, que mesmo sendo alcoólatra pode
ajudar Neale, o apoio da amiga que digitou os manuscritos e a atuação do editor na venda do
livro para outra grande editora. As suas respostas instigantes e desafiadoras no qual ele mostra
as pessoas que mesmo sendo imperfeitos, seus ensinos são importantes. A sugestão a mulher em
sua palestra de que se preocupar com o que pensamos de nós mesmos é mais importante do que
se preocupar com o que os outros pensam de nós.

Uma transformação íntima em Neale é visível, que se transforma de um materialista para um homem
espiritualizado, que reconhece seus erros e no final aceita seu passado e segue adiante.

Sinopse: Esta adaptação do livro de Neale Donald Walsch, que inspirou e mudou a vida de
milhões de pessoas ao redor do mundo, Conversando com Deus conta a história de quando,
no pior momento de sua vida, Walsch (Henry Czerny), fez a Deus algumas perguntas bem
difíceis.
.

Dentro de cada um de nós há uma voz que fala a verdade. As respostas que ele recebeu de
Deus se tornaram a base de um livro internacionalmente reconhecido, que já vendeu mais de
7 milhões de cópias em 34 idiomas. O filme narra a jornada de poucas e boas de Walsch que
inadvertidamente se tornou um guia espiritual. Um filme que conta sua própria história que
inspirou e transformou a vida de milhões de pessoas. Neale sofreu um grave acidente de carro
no qual quebrou o pescoço. Sem emprego, mais tarde o vemos como um mendigo sem teto,
pedindo comida e lutando para se manter vivo. Neale vai se sentindo cada vez pior e
fracassado, o que faz crescer sua raiva e amargura. A existência ou não de Deus é sua maior
questão. E ele encontra as respostas ao longo de muitas conversas.

O autor nos faz lembrar que o tempo todo Deus está conosco, dá os seus sinais e conversa
através de pessoas, veículos de comunicação, de energias, enfim, ele está presente o tempo
todo.

As dificuldades passadas por Neale foram necessárias para que ele, no momento certo,
conseguisse ouvir a voz de Deus, ter fé e acreditar que aquelas palavras salvariam não só a si
mesmo, como ao mundo todo. Como disse a personagem que fez a proprietária da editora e
que aceitou editar o livro por U$ 1.500.000,00. O poder das palavras de Deus não tem preço,
porque sua força realmente é capaz de mudar tudo.

O nosso papel aqui na Terra é buscar compreender as suas palavras e colocá-las no nosso dia
a dia, praticando o bem, dividindo a abundância, como Neale fez no filme, enfim servindo à
Deus e amando ao próximo.

Como coach devemos sempre nos lembrar que o coachee precisa de 100% do nosso
comprometimento e envolvimento e que devemos amá-lo, como irmão, filho de Deus, para
que ele possa sentir a nossa parceria, o nosso rapport de alma.

Logo no início do filme, Neale diz que se Deus pudesse falar com todos nós diria: “Vocês
entenderam tudo errado!” – esta parte me marcou, porque o ser humano demonstra nas suas
relações com o outro, com a natureza, com tudo, que seus valores estão invertidos e tudo que
Deus quer é que SEJAMOS FELIZES.

Como coach, temos este papel, fazer o coachee chegar à resultados que o tornem felizes e
para que o mesmo propague a FELICIDADE ao universo. Façamos o nosso papel, seguindo as
palavras de Deus e permitindo ouvi-lo, através de todas as coisas e pessoas do mundo