Você está na página 1de 221

SISTEMA DE ENSINO

APRESENTAÇÃO

Esta é a programação do Sistema Objetivo Municipal de


Ensino – SOME – para a Educação Infantil, o Ensino Fundamental e
o Ensino Médio.
Nela você encontrará os assuntos a serem desenvolvidos em
cada série, bem como a descrição do material didático.
Esperamos que este manual auxilie no desenvolvimento e na
melhor organização de seu trabalho.
Para obter informações gerais ou entrar em contato
com os coordenadores, utilize os telefones do Setor de
Apoio Pedagógico – (11) 3767-5870 / 71 / 72 / 73 e
0800-7701342 – ou o e-mail apoiopedagogico@objetivo.br.

Bom trabalho!
ÍNDICE

• Educação Infantil........................................................................................................ 1

• Ensino Fundamental – 1.o ano................................................................................... 9

• Ensino Fundamental – do 2.o ao 5.o ano


Língua Portuguesa................................................................................................... 18
Matemática............................................................................................................... 42
Ciências................................................................................................................... 66
História/Geografia.................................................................................................... 75
Inglês........................................................................................................................ 82
Arte........................................................................................................................... 86
Música...................................................................................................................... 90
Educação Física...................................................................................................... 94

• Ensino Fundamental – do 6.o ao 9.o ano


Língua Portuguesa................................................................................................... 99
Matemática............................................................................................................. 112
Ciências................................................................................................................. 125
História................................................................................................................... 138
Geografia............................................................................................................... 145
Inglês...................................................................................................................... 152
Arte......................................................................................................................... 159
Educação Física.................................................................................................... 166

• Ensino Médio
Biologia.................................................................................................................. 169
Física...................................................................................................................... 176
Geografia............................................................................................................... 182
História................................................................................................................... 186
Inglês...................................................................................................................... 192
Matemática............................................................................................................. 195
Português............................................................................................................... 203
Química.................................................................................................................. 210
Educação Física.................................................................................................... 217
Educação Infantil

–1
SISTEMA DE ENSINO

1 – INTRODUÇÃO
Vocês dizem:
– Cansa-nos ter de privar com crianças.
Têm razão.
Vocês dizem ainda:
– Cansa-nos, porque precisamos descer ao seu nível de compreensão.
Descer, rebaixar-se, inclinar-se, ficar curvado.
Estão equivocados.
Não é isso o que nos cansa, e sim o fato de termos de elevar-nos até alcançar o nível dos sentimentos
das crianças.
Elevar-nos, subir, ficar na ponta dos pés, estender a mão.
Para não machucá-las.
Janusz Korczak

A Educação Infantil deve apresentar um contex- 4 selecione materiais, atividades, objetivos.


to em que a criança encontre todas as condições O processo de seleção de materiais, ativida-
para desenvolver-se como pessoa. des e objetivos ajuda a criança a se considerar
As vivências, as experiências compartilhadas, uma pessoa que pode gerar ideias e estruturar
os sentimentos, as frustrações, as ilusões da crian- o seu próprio tempo. Dá-lhe a possibilidade de
ça nessa fase da vida, se enfrentadas com a ajuda se considerar uma “pessoa que sabe fazer coi-
de pessoas adultas e de outras crianças, fazem-na sas” e é capaz de resolver problemas. Porém,
crescer, põem em ação novas capacidades para ir não basta dizer que deve fazer opções e estru-
em frente. Em resumo, fazem-na tornar-se maior. turar o seu próprio tempo. É preciso a ajuda de
Todo o nosso trabalho é pautado no respeito à adultos que induzam a tal liberdade.
criança como indivíduo livre, pensante e capaz.
Nesse processo, estaremos contribuindo para 5 adquira técnicas na utilização de instrumentos e
sua constante evolução e autonomia. equipamentos (por equipamentos entendemos
E de que forma atingiremos nossos objetivos? brinquedos de roda, estruturas para trepar, má-
Oferecendo à criança um ambiente rico de espa- quinas fotográficas etc.).
ços desafiadores que possibilitem descobertas, que Essas experiências são importantes para de-
seja criativo, dinâmico, prazeroso e, acima de tudo, senvolver as capacidades necessárias à exe-
afetuoso, onde ela possa agir e construir seus valores. cução de ações mais controladas e complexas.
Dessa maneira faz-se necessário criar condi- Auxiliam a criança a fazer coisas por si própria
ções para que a criança e a resolver problemas mais complicados, ex-
1 explore ativamente com todos os sentidos. perimentando relações de causa e efeito, além
Se o adulto respeitar o desejo de explorar da de desenvolver a coordenação das ações de
criança e compreender que essa é uma das for- movimento.
mas mais importantes de ela aprender, tomará 6 utilize os grandes músculos.
então providências para que haja amplas opor-
Uma aprendizagem com todo o corpo e, para tan-
tunidades de ação.
to, há inúmeras atividades na área de Movimento.
2 descubra relações por meio da experiência direta.
Dar as soluções de seus problemas é privar a 7 tome a seu cargo a resolução das próprias
criança de descobrir por ela mesma, o que signi- necessidades.
fica privá-la da oportunidade de aprender. Os adultos que esperam que a criança faça as
3 manipule, transforme e combine materiais. coisas por si própria, que a encorajam e lhe de-
Para a criança, o acesso aos materiais, a liberda- dicam tempo, estão estimulando, de maneira
de de manipulá-los, transformá-los e combiná-los ativa, o conceito que ela tem de si como alguém
à sua maneira e o tempo para fazê-lo são os ele- que é capaz de fazer as coisas por si mesmo,
mentos essenciais do processo de descoberta. tão bem como os outros as fazem.
2–
MATRIZ CURRICULAR
NÚMERO SUGERIDO DE AULAS SEMANAIS
ÁREA DE ATIVIDADE
ED. INFANTIL 1 ED. INFANTIL 2 ED. INFANTIL 3

Linguagem 5 5 8

Movimento 5 5 3

Natureza e Cultura 2 2 2

Matemática 4 4 4

Inglês 1 2 2

Arte 2 2 2

Música 1 1 1

Educação Física 2 2 2

Lanche e parque 15 5 5

TOTAL 37 28 29

Observações:
• As aulas, na Educação Infantil 1, têm duração de 30 minutos e, na Educação Infantil 2 e 3, de 40 minutos.
• A Educação Infantil 1 utiliza-se de dois períodos de 30 minutos cada para o parque e de um de 30 minu-
tos para o lanche. Na Educação Infantil 2 e 3 são destinados 20 minutos para o parque e outro período
de mesma duração para o lanche.
• Na Educação Infantil 2 e 3, os alunos têm aulas de Informática, que não faz parte da matriz curricular. As
aulas são dadas uma vez por semana no horário da disciplina que vai utilizar o aplicativo relacionado ao
assunto que está sendo estudado.
• A Educação Infantil 1 deve ter 40 aulas semanais e a Educação Infantil 2 e 3, 30 aulas semanais. As au-
las não computadas na matriz acima são consideradas aulas de vivências. Nelas podem ser realizadas
atividades diversas: visita à biblioteca, Dia do Brinquedo, Dia da Novidade, festas e outras.

CURRÍCULO
Com o intuito de favorecer a formação da criança, o currículo da Educação Infantil está estruturado nas
seguintes áreas de atividades:
–– Linguagem
–– Matemática
–– Natureza e Cultura
–– Arte
–– Música
–– Movimento
–– Inglês
–– Educação Física
–3
PROGRAMA
LINGUAGEM
Não basta apenas saber ler e escrever, é preciso saber fazer uso do ler e escrever, saber responder às
exigências da leitura e escrita que a sociedade faz continuamente.
Magda Soares

O trabalho na Educação Infantil é construir o ca- A organização didática a ser utilizada na Edu-
minho, as bases para que as crianças possam par- cação Infantil é a sequência didática, ou seja, o ob-
ticipar da cultura escrita de maneira crítica, saben- jetivo proposto a ser alcançado está voltado para o
do fazer uso de suas práticas sociais, participando desenvolvimento de um único conceito.
de maneira ativa, questionadora, sendo desafiadas A programação na área da Linguagem envolve
cada vez mais, a fim de compreender, interpretar, atividades variadas, com o fim de elevar níveis de
refletir, formular hipóteses, escrever e ler, mesmo letramento, desenvolver o pensamento criativo e
que não convencionalmente. crítico, o raciocínio lógico, respeitando as diferen-
Nesse sentido, um ambiente que propicie às ças e características das crianças nas diferentes
crianças possibilidades e construções para amplia- faixas etárias.
ção do letramento é de suma importância. As unidades didáticas são apresentadas em fi-
O objetivo geral da área da Linguagem é possi- chas para serem trabalhadas em sala de aula, além
bilitar o desenvovimento de competências literárias das propostas de atividades permanentes e os pro-
e linguísticas. jetos, que complementam o trabalho nessa área do
Os objetivos específicos são: conhecimento.
• compreender e produzir textos orais ou escritos, Essas atividades, apresentadas em forma de jo-
de diferentes gêneros e domínios discursivos; gos, poderão ser utilizadas várias vezes durante o
ano, de acordo com a intencionalidade educativa do
• compreender a língua como fenômeno cultural,
professor.
histórico, social, variável, heterogêneo e sensí-
vel aos contextos de uso; Os projetos deverão ser desenvolvidos conforme
sugestão apresentada nas orientações didáticas e
• ler textos literários com envolvimento da imagi-
metodológicas constantes no manual do professor.
nação e da emoção.

MATEMÁTICA
A área da Matemática tem como maior propósito desafiar a criança para a resolução de problemas, em
favor do pleno exercício do pensamento matemático.
A solução de problemas baseia-se na apresentação de situações abertas e sugestivas que exijam dos
alunos uma atitude ativa ou um esforço para buscar suas próprias respostas, seu próprio conhecimento.
O ensino baseado na resolução de problemas pressupõe promover nos alunos o domínio de procedimen-
tos, assim como a utilização de conhecimentos disponíveis, para dar respostas variáveis e diferentes.
Pozo e Echeverria, 1988
Dessa maneira, um ambiente com desafios, pos- • dimensionar o espaço estabelecendo relações
sibilidades e construções, com um professor que entre lugares, tamanhos e formas.
interaja e medeie as situações vivenciadas faz com Vale a pena destacar que a criança aprende mui-
que a criança faça relações e vá além daquilo que vê. to de Matemática também com o recurso do jogo,
Os objetivos gerais da Matemática que orientam que favorece a assimilação abrangente, a apropria-
a programação da Educação Infantil são: ção da realidade, a construção de hipóteses, o pla-
• compreender o significado do número, tendo nejamento de ações, a elaboração de soluções de
como base o sistema decimal e os conceitos de problemas para compreensão e enriquecimento das
adição, multiplicação e inversas; relações reais de interação com as outras crianças.
• compreender a medida como um número que O jogo deve ser visto pelo professor como um
representa o resultado da comparação entre suporte metodológico para o desenvolvimento de
duas grandezas da mesma natureza; sua ação pedagógica.
4–
NATUREZA E CULTURA, ARTE E MÚSICA – PROPOSTA INTERDISCIPLINAR
No processo interdisciplinar não se ensina nem se aprende: vive-se, exerce-se. A responsabilidade
individual é a marca do projeto interdisciplinar, mas essa responsabilidade está imbuída do envolvimento –
envolvimento esse que diz respeito ao projeto em si, às pessoas e às instituições a ele pertencentes.
Fazenda, 2005
Interdisciplinaridade – método de pesquisa que Especificamente a proposta interdisciplinar tem
prevê uma “conversa” entre as áreas do conheci- como objetivo que a criança se conheça e se re-
mento, com uma união de ideias ou uma reunião de conheça no tempo e no espaço, tendo como base
propósitos. o conhecimento da cultura de diferentes regiões,
Conhecimento de objetos, seres e fenômenos para sentir-se parte integrante e transformadora do
naturais, curiosidade pela natureza e soluções de universo local e da dimensão planetária.
preservação, diversidade cultural, criatividade e ex-
Integrar as áreas, definir objetivos e escolher
pressão, representação de pensamentos e senti-
mentos, bem como conhecimento da nossa história, temas para que fossem trabalhados na Educação
como ela foi escrita, sentida e criada foram dados Infantil percebendo e mantendo um único fio con-
que levaram à ideia de uma proposta interdisciplinar dutor foi a ideia central em todo o desenvolvimento
para a Educação Infantil. do projeto.

NATUREZA E CULTURA
Acreditamos que as crianças não são adultos em miniatura e sim sujeitos que possuem uma maneira
particular de significar o mundo que os cerca. Não são o "futuro" e sim o "hoje", sujeitos integrantes de
um corpo social e que, portanto, têm o mesmo direito que os adultos de apropriar-se da cultura elabora-
da pelo conjunto da sociedade, para utilizá-la na explicação e na transformação do mundo.
Fumagalli, 1998, p.15
O estudo das Ciências oferece reais condições Nessa perspectiva, espera-se que os alunos da
para o desenvolvimento pessoal e uma crescente in- Educação Infantil possam trabalhar em torno de temas
dependência e autonomia dos alunos ao provê-los que visem problematizar a realidade em que vivemos
de ferramentas para pensar e agir, de modo infor- e articular conhecimentos culturais, sociais e científi-
mado e responsável, num mundo em que as desco- cos, em diversos campos do mundo contemporâneo.
bertas científicas e os inventos tecnológicos estão É de grande importância a criança conhecer o
cada vez mais presentes. lugar onde vive, observando, registrando, buscando
O projeto curricular de Ciências deve ser capaz informações, comparando, estabelecendo relações,
de estabelecer pontes entre fenômenos e proces- discutindo semelhanças e diferenças, para que pos-
sos naturais ou tecnológicos, de um lado, e concei- sa compreender, valorizar e respeitar a diversidade
tos, modelos e teorias científicas de outro. de nossa cultura.

ARTE
Todas as áreas do conhecimento, inclusive a de A proposta da área da Arte, pautada por uma
Arte, são ferramentas para a leitura e compreensão abordagem triangular, representa um mundo de
de mundo pelas crianças. Se o trabalho educativo for possibilidades por envolver campos de conheci-
desenvolvido com uma proposta voltada para o letra- mento e focos de ação distintos, porém complemen-
mento, ele contribuirá de forma significativa para ma- tares, durante o percurso vivenciado pelos alunos.
terializar condições e alcançar resultados diferencia- Propicia o desenvolvimento de habilidades que
dos nos níveis de aprendizagem. podem ser representadas pelos verbos perceber,
A Arte – artes plásticas ou visuais, dança, teatro conceber e concretizar, como consequência do con-
e música – engloba todas as áreas do conhecimen- tato com o universo artístico e do pleno exercício do
to em seu currículo, porque diz respeito à manifesta- pensamento sobre esse importante objeto de estu-
ção do homem e identifica-o dentro de um tempo e do: a arte.
espaço próprios que nos auxiliam na compreensão
de seu desenvolvimento social e histórico.
–5
MÚSICA
Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas.
Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música.
Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas boli-
nhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramen-
tas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes.
Rubem Alves

No âmbito da Educação Infantil a linguagem musical explora possibilidades de aprendizado em que a


criança aprecia, experimenta, vivencia e constrói.

A Educação Musical deve priorizar a criação, a experimentação, a escuta criativa, crítica e transfor-
madora, a diversidade da música de outros lugares e povos, as paisagens sonoras, o canto, a dança, o
improviso e a produção de material sonoro.
Teca Alencar de Brito

A Música deve ser vista como linguagem, uma vez É necessário enfatizar que a Música é um co-
que integra aspectos afetivos, estéticos e cognitivos, nhecimento que se constrói.
além de promover a interação e comunicação social.
A programação na área da Música tem como
pontos a serem trabalhados estruturas internas, gê-
neros e recursos possíveis.

INGLÊS
A criança aprende e, ao ter contato com o mun- desenvolver propostas desafiantes, por meio das
do, constrói conceitos inimagináveis aos olhos dos quais a criança vai classificar, experimentar, com-
adultos. Seja qual for sua nacionalidade, ela apren- parar, concluir, excluir e incluir dados em diferen-
derá o idioma ao qual for continuamente exposta tes circunstâncias.
em seu meio social. Na Educação Infantil, a área de Inglês tem como
A criança deve ser exposta a situações reais de objetivo que a criança entre no universo da cultura
comunicação que envolvam contextos significantes, inglesa para desenvolver a linguagem oral, tendo
desafiadores e problematizadores. como foco processos de comunicação cotidiana.
Essas situações serão apresentadas na unidade O Inglês na Educação Infantil tem como meto-
de texto, que desencadeia diferentes atividades que dologia a resolução de problemas, forma de con-
orientam para a associação e criação de ideias pró- tribuição para que o aluno selecione informações,
ximas ou distantes do contexto inicial. identifique elementos para a tomada de decisão,
É importante lembrar que, para aprender, a crian- faça intervenções com transgressões, para que ao
ça deve estar inserida em um grupo social e ser de- final possa validar suas hipóteses acerca do assun-
safiada, de forma que possa colocar em jogo tudo o to em pauta.
que sabe sobre o assunto em discussão, trocando Em suma, o aluno vai aprender como compre-
experiências e conhecimentos entre pares e iguais. ender o mundo, tendo como ponto central a cons-
O professor é o mediador entre o conhecimen- trução de si e do seu próprio saber independente e
to e a criança, e tem a função de selecionar e autônomo.

MOVIMENTO
O termo “movimento” refere-se à alteração real observável na posição de qualquer parte do corpo.
O movimento é o ato culminante dos processos motores subjacentes.
Gallahue e Ozmun, 2001
6–
O movimento é a primeira forma de comunica- A educação pelo movimento, além do compo-
ção, expressão, intenção, reivindicação, constru- nente motor, compreende os aspectos afetivos, cog-
ção, organização, descoberta e manifestação que nitivos e sociais.
a criança encontra e apresenta na sua interação e As atividades propostas na área de Movimen-
aproximação com o mundo dos objetos, coisas e to visam possibilitar a participação ativa do aluno na
pessoas. É considerado a base fundamental, o fio construção do conhecimento através do manuseio,
condutor da proposta de trabalho, que visa ao de- exploração e observação de situações do mundo que
senvolvimento global da criança. o cerca, levando-o à aprendizagem.

EDUCAÇÃO FÍSICA
O pleno e equilibrado desenvolvimento da crian- importante seja a tentativa de realizar um gesto mo-
ça dá-se a partir da união de vários fatores, tais tor e não sua execução perfeita.
como o neurológico, o ambiental, o psicológico, o A programação em Educação Física envolve
nutricional, o afetivo, o cognitivo. Esses fatores são atividades variadas durante o ano letivo, relativas
muito favorecidos pela estimulação, vivência e ex- ao esquema corporal – corpo vivido, conhecimento
perimentação de condutas motoras. das partes do corpo, orientação e organização es-
A Educação Física procura fazer com que a paçocorporal – estruturação espacial, orientação
criança atinja, através do movimento, a autonomia e temporal, lateralidade, ginástica artística e jogos
a consciência corporal, enfatizando o respeito pelo ludomotores.
ritmo próprio de cada uma, acreditando que o mais

AVALIAÇÃO
POR QUE AVALIAR? Para isso, o importante é termos a capacidade
de sermos receptivos, de escutar, de observar, de
Nessa etapa, a finalidade básica da avaliação é perguntar etc.
que sirva para intervirmos, tomarmos decisões edu- Um instrumento útil para podermos refletir sobre
cativas, observarmos a evolução e o progresso da o que acontece na aula é o “registro diário”, no qual
criança, planejarmos e, se preciso, modificarmos se anotam as situações, as experiências e os diver-
determinadas situações, relações ou atividades. sos aspectos da caminhada do grupo, das crianças
O mais importante não é emitir um juízo, definir individualmente e de seus processos, seja no âmbi-
uma situação, mas propor hipóteses, contrastá-las to da aprendizagem seja no âmbito relacional e de
com as de outras pessoas adultas que se relacio- grupo.
nam com a criança, comprová-las e modificá-las A postura do professor em relação à avaliação
quando se considerar que não correspondem à evo- deve ser a de um educador, possuidor de uma leitu-
lução da criança. ra clara, objetiva e pedagógica.
Assim, a avaliação deve servir para a modifica- De acordo com as características de cada es-
ção e melhoria da nossa prática, de modo a esti- cola, o relatório de avaliação pode ser descritivo,
mular e favorecer o desenvolvimento e a aprendiza- retratando as descobertas, experiências, vivências
gem dos alunos. e conquistas da criança em vários aspectos, ou um
formulário com questões sobre os diversos aspec-
tos do desenvolvimento da criança, respondidas
COMO SE AVALIA? pelo professor.

Para podermos realizar uma avaliação completa Observação: em www.portal.objetivo.br, encon-


e objetiva é preciso recolher dados, observar, obter tram-se modelos de avaliação.
informações para compreender melhor as crianças
e suas necessidades.

–7
MATERIAL PEDAGÓGICO
O material pedagógico foi criado tendo como Todas as propostas apresentadas, quer na for-
subsídio o Referencial Curricular Nacional e as ino- ma de fichas, quer na de atividades, possuem ní-
vações ocorridas no campo da educação, as quais veis de exigência e complexidade condizentes com
temos sempre a preocupação de acompanhar. Com o que a criança é capaz de realizar na faixa etária
ele, fica evidente que o nosso trabalho parte da em que se encontra.
criança concreta e real e permite a ela “ler o mundo” As fichas devem ser utilizadas como atividades e
e crescer através de amplas oportunidades de ação. não como recurso para simples registros de vivências.
A parte visual foi concebida de modo adequado Em todo o trabalho buscamos ter a literatura in-
às necessidades e ao desenvolvimento das crian- fantil como apoio para desenvolvermos as ideias,
ças na faixa etária de 3 a 5 anos. A intenção de utili- sabendo que assim vamos ao encontro do interesse
zarmos o recurso das fichas é buscarmos, acima de das crianças.
tudo, provocar nas crianças, a cada proposta lança-
da, a sensação do inédito.

8–
1. ano
o

Ensino
Fundamental

–9
SISTEMA DE ENSINO

INTRODUÇÃO
Vocês dizem:
– Cansa-nos ter de privar com crianças.
Têm razão.
Vocês dizem ainda:
– Cansa-nos, porque precisamos descer ao seu nível de compreensão.
Descer, rebaixar-se, inclinar-se, ficar curvado.
Estão equivocados.
Não é isso o que nos cansa, e sim o fato de termos de elevar-nos até alcançar o nível dos sentimentos das crianças.
Elevar-nos, subir, ficar na ponta dos pés, estender a mão.
Para não machucá-las.
Janusz Korczak

O 1.o ano do Ensino Fundamental deve apresen- à sua maneira e o tempo para fazê-lo são os ele-
tar um contexto em que a criança encontre todas as mentos essenciais do processo de descoberta.
condições para desenvolver-se como pessoa. 4 selecione materiais, atividades, objetivos.
As vivências, as experiências compartilhadas, O processo de seleção de materiais, atividades
os sentimentos, as frustrações, as ilusões da crian- e objetivos ajuda a criança a se considerar uma
ça nessa fase da vida, se enfrentadas com a ajuda pessoa que pode gerar ideias e estruturar o seu
de pessoas adultas e de outras crianças, fazem-na próprio tempo. Dá-lhe a possibilidade de se con-
crescer, põem em ação novas capacidades para ir siderar uma “pessoa que sabe fazer coisas” e é
em frente. Em resumo, fazem-na tornar-se maior. capaz de resolver problemas. Porém, não basta
Todo o nosso trabalho é pautado no respeito à dizer que deve fazer opções e estruturar o seu
criança como indivíduo livre, pensante e capaz. próprio tempo. É preciso a ajuda de adultos que
Nesse processo, estaremos contribuindo para induzam a tal liberdade.
uma constante evolução e autonomia. 5 adquira técnicas na utilização de instrumentos e
E de que forma atingiremos nossos objetivos? equipamentos (por equipamentos entendemos
Oferecendo à criança um ambiente rico de espa- brinquedos de roda, estruturas para trepar, má-
ços desafiadores que possibilitem descobertas, que quinas fotográficas etc.).
seja criativo, dinâmico, prazeroso e, acima de tudo, Essas experiências são importantes para desen-
afetuoso, onde ela possa agir e construir seus valores. volver as capacidades necessárias à execução
Dessa maneira faz-se necessário criar condi- de ações mais controladas e complexas. Auxiliam
ções para que a criança a criança a fazer coisas por si própria e a resolver
1 explore ativamente com todos os sentidos. problemas mais complicados, experimentando
relações de causa e efeito, além de desenvolver
Se o adulto respeitar o desejo de explorar da
a coordenação das ações de movimento.
criança e compreender que essa é uma das for-
mas mais importantes de ela aprender, tomará 6 utilize os grandes músculos.
então providências para que haja amplas opor- Uma aprendizagem com todo o corpo e, para tanto,
tunidades de ação. há inúmeras atividades na área de Movimento.
2 descubra relações por meio da experiência direta. 7 tome a seu cargo a resolução das próprias
necessidades.
Dar as soluções de seus problemas é privar a
Os adultos que esperam que a criança faça as
criança de descobrir por ela mesma, o que signifi-
coisas por si própria, que a encorajam e lhe de-
ca privá-la da oportunidade de aprender.
dicam tempo estão estimulando, de maneira ati-
3 manipule, transforme e combine materiais. va, o conceito que ela tem de si como pessoa
Para a criança, o acesso aos materiais, a liberda- que é capaz de fazer as coisas por si mesma e
de de manipulá-los, transformá-los e combiná-los tão bem como os outros as fazem.
10 –
MATRIZ CURRICULAR
NÚMERO SUGERIDO
ÁREA DE ATIVIDADE
DE AULAS SEMANAIS
Observações:
Língua Portuguesa 8
• As aulas duram 40 minutos cada uma,
com exceção das de Língua Portuguesa
Matemática 4
e Matemática, que duram 45 minutos.
Movimento 3 • Para o lanche e o parque são destina-
dos 20 minutos para cada um.
Natureza e Cultura 2 • Os alunos têm aulas de Informática,
que não faz parte da matriz curricular.
Arte 2 As aulas são dadas uma vez por sema-
na no horário da disciplina que vai utili-
Inglês 2 zar o aplicativo relacionado ao assunto
que está sendo estudado.
Música 1 • Os alunos têm 30 aulas semanais. A
aula não computada na matriz ao lado é
Educação Física 2 considerada aula de vivência. Nela po-
dem ser realizadas atividades diversas
de Língua Portuguesa e Matemática.
Lanche e parque 5

TOTAL 29

CURRÍCULO
Com o intuito de favorecer a formação da criança, o currículo está estruturado nas seguintes áreas de
atividades:
– Língua Portuguesa – Música
– Matemática – Movimento
– Natureza e Cultura – Inglês
– Arte – Educação Física

PROGRAMA
LÍNGUA PORTUGUESA
O ensino da língua portuguesa objetiva o desen- vam e compreendam a linguagem através da obser-
volvimento da competência comunicativa do aluno. vação, reflexão, percepção, descobertas e, princi-
Assim, as atividades sugeridas nos Cadernos palmente, da ação sobre o objeto.
são desencadeadoras de reflexões sobre como a São três os objetivos principais:
língua organiza-se e articula-se para produzir dife- – desenvolvimento das habilidades comunicati-
rentes significados e emoções. São propostas que vas básicas de expressão oral e escrita;
pretendem fazer com que os alunos apropriem-se – desenvolvimento do raciocínio lógico;
da língua de maneira eficaz e gratificante, desenvol- – desenvolvimento da reflexão crítica.

– 11
Conteúdos:
1 Práticas de leitura e comunicação oral • obras de arte (pinturas)
• contos tradicionais • fotografias
• contos modernos • aula da criança (seminário)
• contos populares 2 Práticas de escrita
• histórias em quadrinhos Produção de textos:
• poemas • narrativos
• biografia • adivinhas
• anúncios publicitários • poemas
• cantigas populares • bilhetes
• adivinhações • autobiografia
• trava-línguas • informativos
• quadrinhas populares • legendas
• parlendas • paródias
• bilhetes • receitas
• listas • descrições
• piadinhas • notícias
• regras de jogos e brincadeiras • anúncios publicitários
• fábulas • histórias em quadrinhos
• textos instrucionais • cartazes
• textos informativos • convites
• textos jornalísticos: primeira página de jornal, • capas de livros
notícias, reportagens
• opinativos
• receitas
• reescrita de contos tradicionais
• cartazes
• reescrita de fábulas
• convites
• espontâneos
• capas de gibi
• capas de livro 3 Práticas de refl exão sobre a língua

MATEMÁTICA
Partindo do pressuposto de que o currículo deve reconhecer o valor social da área que pretende favo-
recer, propomos que os conteúdos, ao contemplar o estudo dos números e das operações, do espaço e
das formas, das grandezas e medidas (a partir da integração entre o campo numérico e o geométrico) e
das tabelas e gráficos, não se justifiquem apenas por sua existência na estrutura matemática, mas como
instrumentos que participam da organização da atividade humana.
Assim, na direção de estratégias e raciocínios bem elaborados, escolhemos alguns caminhos para a
produção matemática:
– a resolução de situações-problema;
– a história da matemática;
– o recurso dos jogos e
– o recurso das tecnologias da informação.
Conteúdos:
1 Números e operações • o sistema de numeração indo-arábico
• números no cotidiano • estruturas aditivas
• senso numérico • cálculo mental
• relação entre a parte e o todo • estimativas
• os sistemas de numeração na História • ideia de repartir

12 –
2 Espaço e forma 3 Grandezas e medidas
• delimitações do espaço • estimativas de medidas
• itinerários • unidades convencionais ou não (tempo, com-
• localização e pontos de referência primento, massa e capacidade)
• movimentação de objetos e mapas 4 Tratamentos da informação
• representações gráficas e maquetes • leitura e produção de tabelas e gráficos
• poliedros e corpos redondos • noção de possibilidades
• propriedades comuns e diferenças entre figu- • raciocínio da proporcionalidade
ras bidimensionais e tridimensionais

NATUREZA E CULTURA
Natureza e Cultura agrega as disciplinas de Ciências Naturais, História e Geografia. Os temas que com-
põem as unidades didáticas favorecem a obtenção de conhecimento científico e cultural, por meio da abor-
dagem de assuntos que suscitam o interesse e a curiosidade das crianças.
Conteúdos:
1 A chegada dos portugueses ao Brasil; a comer- lendas relativas ao boto-cor-de-rosa e a pesca
cialização do pau-brasil; a localização e devas- predatória desse animal
tação da Mata Atlântica e as consequências
4 O clima da região Nordeste e seus efeitos na
para o homem
fauna e flora; a adaptação do nordestino ao ciclo
2 Os mamíferos; as características da baleia-franca; da caatinga
sua migração para reproduzir; sua exploração e
5 A planície inundável do Pantanal; sua localiza-
quase extinção pelo homem
ção, as características do clima e consequências
3 A região amazônica; sua localização, clima, fau- benéficas e não benéficas para a população; as
na e flora, com destaque para a vitória-régia; as principais atividades econômicas

ARTE
Artes plásticas ou visuais, dança e teatro permitem uma integração entre os aspectos sensíveis, afetivos,
intuitivos, estéticos e cognitivos, como também a interação e a comunicação social da criança.
As atividades de Arte possibilitam experiências e vivências de apreciação, reflexão e elaboração artística.
Conteúdos:
1 Desenho e seus elementos constitutivos – linha, 8 Criação do gesto corporal em dança
ponto, figura, luz e sombra, volume, textura, 9 Os espaços para explorar na dança: baixo, alto,
princípios da perspectiva esquerdo, direito, mediano; arrastar, levantar,
2 Cores primárias e secundárias; a composição da empurrar etc.
cor; as nuances e os tons 10 Ritmo e possibilidades corporais
3 A cor e a forma como elementos constitutivos 11 Jogos teatrais – improvisação e espaço cênico
da obra 12 Paródias – a utilização do espaço cênico; a trans-
4 As técnicas de pintura: o uso de materiais secos formação do texto para a representação da paródia
e aquosos; os suportes em artes visuais; os mo- 13 Dramaturgia – a dramatização em contextos his-
vimentos no uso do pincel, do giz e do lápis tóricos; a diversidade gestual e a movimentação
5 As danças regionais corporal em espaços delimitados

6 As danças de salão ao longo do tempo e do espaço 14 Comédia – uso do humor em suas representações
15 O espaço cenográfico como limitação para o tra-
7 A dança circular (religiosa, folclórica, comemo-
balho corporal
rativa etc.); a dança como elemento da história
do homem 16 Características do melodrama
– 13
MÚSICA
Segundo o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, a música deve ser tratada como lin-
guagem. Seu conhecimento e sua prática constroem-se através das oportunidades que damos às crianças
para brincarem com os materiais e os instrumentos com que se pode fazer som musical. Deve-se considerar
que, como expressão, contribui para o desenvolvimento das outras formas de expressão, do equilíbrio, da
autoestima e do autoconhecimento, favorecendo a integração social.
Conteúdos:
1 Percepção sonora, qualidades e parâmetros do som 4 Som e silêncio
2 Timbre 5 Altura e movimento sonoro
3 Intensidade e dinâmica 6 Duração, ritmo e andamento

MOVIMENTO
“Chama-se movimento a toda a translação ou a todo deslocamento de um corpo ou objeto no espaço.
Para o corpo humano, trata-se de todo e qualquer deslocamento de um ou vários segmentos ou do corpo
em seu conjunto.” (Coste)
Conteúdos:
1 Condutas de base • Habilidades manipulativas
• Equilíbrio –– Apalpar
• Postura –– Balançar
• Coordenação dinâmica global (visual e motora) –– Bater
• Arrastar-se –– Sacudir
• Engatinhar –– Torcer
• Subir e descer Coordenação dos músculos da face
• Andar Exercícios motores orofaciais
• Correr 2 Condutas neuromotoras
• Saltar Estruturação do esquema corporal
• Pular • Imagem corporal
• Saltitar • Controle (mobilização, imobilização e relaxa-
• Saltaricar mento)
• Rolar • Conhecimento corporal
• Combinações • Lateralização
• Controle das sincinesias e paratonias
Coordenação segmentar (fina e grossa / visual
3 Condutas perceptivo-motoras
e motora)
Organização temporal
• Pintura
• Percepção da simultaneidade
• Modelagem
• Percepção da sucessão
• Desenho • Percepção da duração (agilidade etc.)
• Dobradura Organização espacial
• Recorte • Percepção de localizações
• Colagem • Percepção de direções
• Cavar e furar • Percepção de posições
• Perfuração • Percepção de relações
• Alinhavo • Percepção de dimensões e distância
• Enfiamento Observação: grande parte do conteúdo descrito foi
• Manipulação elaborada através de jogos e brincadeiras.
14 –
INGLÊS
A criança aprende e, ao ter contato com o mundo, constrói conceitos inimagináveis aos olhos dos
adultos. Seja qual for sua nacionalidade, ela aprenderá o idioma ao qual for continuamente exposta em
seu meio social.
A criança deve ser exposta a situações reais de comunicação que envolvam contextos significantes, de-
safiadores e problematizadores.
Essas situações serão apresentadas na unidade de texto, que desencadeia diferentes atividades que
orientam para a associação e criação de ideias próximas ou distantes do contexto inicial.
É importante lembrar que, para aprender, a criança deve estar inserida em um grupo social e ser desafiada,
de forma que possa colocar em jogo tudo o que sabe sobre o assunto em discussão, trocando experiências e
conhecimentos entre pares e iguais.
O professor é o mediador entre o conhecimento e a criança, e tem a função de selecionar e desenvolver
propostas desafiantes, por meio das quais a criança vai classificar, experimentar, comparar, concluir, excluir
e incluir dados em diferentes circunstâncias.
Na Educação Infantil, a área de Inglês tem como objetivo que a criança entre no universo da cultura in-
glesa para desenvolver a linguagem oral, tendo como foco processos de comunicação cotidiana.
O Inglês na Educação Infantil tem como metodologia a resolução de problemas, forma de contribuição
para que o aluno selecione informações, identifique elementos para a tomada de decisão, faça interven-
ções com transgressões, para que ao final possa validar suas hipóteses acerca do assunto em pauta.
Em suma, o aluno vai aprender como compreender o mundo, tendo como ponto central a construção de si e do
seu próprio saber independente e autônomo.
Contents:
1 Places 4 Night and day
2 Wonderful word 5 Sceneries
3 Greetings and feelings

EDUCAÇÃO FÍSICA
A Educação Física procura fazer com que a criança atinja, através do movimento, a autonomia e a
consciência corporal, enfatizando o respeito pelo ritmo próprio de cada uma e valorizando sua tentativa de
realizar um gesto motor.
Conteúdos:
1 Exame biométrico ção cíclica de certos períodos, do caráter irrever-
sível do tempo, do ritmo
2 Esquema corporal (conhecimento de si e dos
outros) 5 Lateralidade
• O corpo vivido Noção de dominância lateral (em relação aos
• Conhecimento das partes do corpo membros inferiores e superiores e aos olhos),
• Orientação espaçocorporal diferença entre lateralidade e conhecimento de
• Organização espaçocorporal esquerda / direita

3 Estruturação espacial (conhecimento do meio) 6 Ginástica artística


Conhecimento das noções, orientação espacial, 7 Jogos ludomotores
organização espacial e compreensão das rela- 8 Atletismo
ções espaciais
4 Orientação temporal (conhecimento das rela-
ções com o meio)
Aquisição de noções de sucessão dos aconte-
cimentos, da duração dos intervalos, da renova-

– 15
AVALIAÇÃO

POR QUE AVALIAR?

Nessa etapa, a finalidade básica da avaliação é nam com a criança, comprová-las e modificá-las
que sirva para intervirmos, tomarmos decisões edu- quando se considerar que não correspondem à evo-
cativas, observarmos a evolução e o progresso da lução da criança.
criança, planejarmos e, se preciso, modificarmos Assim, a avaliação deve servir para a modifica-
determinadas situações, relações ou atividades. ção e melhoria da nossa prática, de modo a estimu-
O mais importante não é emitir um juízo, definir lar e favorecer o desenvolvimento e a aprendizagem
uma situação, mas propor hipóteses, contrastá-las dos alunos.
com as de outras pessoas adultas que se relacio-

COMO SE AVALIA?

Para podermos realizar uma avaliação completa A postura do professor em relação à avaliação
e objetiva é preciso recolher dados, observar, obter deve ser a de um educador, possuidor de uma leitu-
informações para compreender melhor as crianças ra clara, objetiva e pedagógica.
e suas necessidades. De acordo com as características de cada es-
Para isso, o importante é termos a capacidade cola, o relatório de avaliação pode ser descritivo,
de sermos receptivos, de escutar, de observar, de retratando as descobertas, experiências, vivências
perguntar etc. e conquistas da criança em vários aspectos, ou um
Um instrumento útil para podermos refletir sobre formulário com questões sobre os diversos aspec-
o que acontece na aula é o “registro diário”, no qual tos do desenvolvimento da criança, respondidas
se anotam as situações, as experiências e os diversos pelo professor.
aspectos da caminhada do grupo, das crianças indi- Observação: em www.portal.objetivo.br, encon-
vidualmente e de seus processos, seja no âmbito da tram-se modelos de avaliação.
aprendizagem seja no âmbito relacional e de grupo.

MATERIAL PEDAGÓGICO
O material pedagógico do 1.o ano foi criado ten- da faixa etária de 6 anos. A intenção de utilizarmos
do como subsídio o Referencial Curricular Nacional o recurso das fichas é buscarmos, acima de tudo,
e as inovações ocorridas no campo da educação, provocar nas crianças, a cada proposta lançada, a
as quais temos sempre a preocupação de acompa- sensação do inédito.
nhar. Com ele, fica evidente que o nosso trabalho Todas as propostas feitas, quer na forma de fi-
parte da criança concreta e real e permite a ela “ler chas, quer na de atividades, possuem níveis de
o mundo” e crescer através de amplas oportunida- exigência e complexidade condizentes com o que a
des de ação. criança é capaz de realizar nessa faixa etária.
Os objetivos gerais e específicos, bem como a fun- As fichas devem ser utilizadas como atividades e
damentação das áreas e a teoria de vários aspectos, não como recurso para simples registros de vivências.
constantes no manual do professor, também tiveram Em todo o trabalho buscamos ter a literatura in-
como base os Parâmetros Curriculares Nacionais. fantil como apoio para desenvolvermos as ideias,
A parte visual foi concebida de modo adequado sabendo que assim vamos ao encontro do interesse
às necessidades e ao desenvolvimento das crianças das crianças.

16 –
Do 2. ao 5. ano
o o

Ensino
Fundamental

– 17
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
Professor,
Esclarecemos que as atividades que compõem o Caderno do aluno foram programadas para serem distribuídas em 56 aulas no 1.o, 2.o e 3.o bimestres
e 42 aulas no 4.o bimestre, já considerando um período de ajuste a ser preenchido com datas de avaliação e eventos que fazem parte da dinâmica
escolar. Assim, programe suas aulas com antecedência e bom senso, evitando qualquer espécie de acúmulo de conteúdo para o final do bimestre.

CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Capítulo 1 – Tantos nomes e outros nomes


1 Hora da história – Rumpelstiltskin, Irmãos Grimm
1 Análise e reflexão sobre a língua – Letras do nome
1 1 Análise e reflexão sobre a língua – Letras do nome
1 Hora do texto – Imagens diversas
1 Produção de texto
1 Análise e reflexão sobre a língua – Letras do nome
1 Hora do texto – Amigos do peito, Cláudio Thebas
1 Hora do texto – Amigos do peito, Cláudio Thebas
2
1 Hora do texto – Turma da Mônica, Mauricio de Sousa
1 Análise e reflexão sobre a língua – Nomes variados
1 Análise e reflexão sobre a língua – Nomes variados
1 Produção de texto
1 Com a mão na massa – Agenda telefônica
3 1 Com a mão na massa – Agenda telefônica
1 Análise e reflexão sobre a língua – Ordem alfabética
1 Análise e reflexão sobre a língua – Ordem alfabética
1 Produção de texto
1 Produção de texto
1 Hora do texto – Rato rosa, Eva Furnari
1 Hora do texto – Rato rosa, Eva Furnari
4 1 Hora do texto – Rato rosa, Eva Furnari
1 Com a mão na massa – Fantoches
1 Hora da história – Histórias de bruxas (variadas)
1 Produção de texto
1 Produção de texto
1 Caderno pautado: ver proposta no manual
1 Caderno pautado: ver proposta no manual
5 2 Capítulo 2 – Brincadeiras de todos os tempos
2 Hora do texto – Antes das fábricas de brinquedos
2 Hora do texto – Antes das fábricas de brinquedos
2 Hora da história – Pinóquio (versão de Tatiana Belinky)

18 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 2 Produção de texto
2 Com a mão na massa – Boneco
2 Com a mão na massa – Boneco
6 2 Hora do texto – Anúncios publicitários
2 Produção de texto
2 Análise e reflexão sobre a língua – Palavras
2 Análise e reflexão sobre a língua – Palavras
2 Hora do texto – Brinquedos e brincadeiras, Militão dos Santos
2 Hora do texto – Brinquedos e brincadeiras, Militão dos Santos
2 Produção de texto
7 2 Produção de texto
2 Análise e reflexão sobre a língua – Alfabeto: vogais e consoantes
2 Hora do texto – Bento que bento é o frade, Maria José Nóbrega e Rosane Pamplona
2 Hora do texto – Bento que bento é o frade, Maria José Nóbrega e Rosane Pamplona
2 Produção de texto
2 Análise e reflexão sobre a língua – Sílaba
2 Análise e reflexão sobre a língua – Sílaba
8 2 Hora da história – O valente soldado de chumbo, H. C. Andersen, cont. por R. Ash e B. Higton
2 Hora da história – O valente soldado de chumbo
2 Caderno pautado: ver proposta no manual
2 Caderno pautado: ver proposta no manual

2 3 Capítulo 3 – O circo vem aí!


3 Hora do texto – Anúncio aos quatro ventos, Jonas Ribeiro
3 Hora do texto – O circo vem aí
9 3 Hora do texto – O circo vem aí
3 Produção de texto
3 Produção de texto
3 Com a mão na massa – Dobradura do circo
3 Com a mão na massa – Dobradura do circo
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita. Palavras de uma e duas letras
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita. Palavras de uma e duas letras
10 3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita. Palavras de uma e duas letras
3 Hora do texto – Como vai, como vai, como vai? Eu vou bem, muito bem, bem, bem!
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita

– 19
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 3 Hora do texto – Suriá, Laerte


3 Hora do texto – Suriá, Laerte
3 Produção de texto
11 3 Produção de texto
3 Com a mão na massa – Aprendendo a fazer mágicas
3 Com a mão na massa – Aprendendo a fazer mágicas
3 Produção de texto
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita
3 Análise e reflexão sobre a língua – Significação do espaço na escrita
3 Hora do texto – Cartazes circenses
12 3 Produção de texto
3 Produção de texto
3 Produção de texto
3 Caderno pautado: ver proposta no manual
3 Caderno pautado: ver proposta no manual
4 Capítulo 4 – É hora de história!
4 Hora do texto – O grande rabanete, Tatiana Belinky
13 4 Hora do texto – O grande rabanete, Tatiana Belinky
4 Hora do texto – O grande rabanete, Tatiana Belinky
4 Produção de texto
4 Análise e reflexão sobre a língua – Palavras de uma ou duas letras
4 Hora do texto – O patinho feio, Marcelo Coelho
4 Hora do texto – O patinho feio, Marcelo Coelho
4 Com a mão na massa – Desenho e recortes
14 4 Produção de texto
4 Produção de texto
4 Hora do texto – O patinho realmente feio, Jon Scieszka
4 Análise e reflexão sobre a língua – Letras maiúsculas e minúsculas
4 Análise e reflexão sobre a língua – Letras maiúsculas e minúsculas
4 Hora do texto – O sapo e o boi, La Fontaine, adaptação de Lúcia Tulchinski
4 Hora do texto – O sapo e o boi, La Fontaine, adaptação de Lúcia Tulchinski
15 4 Análise e reflexão sobre a língua – Separação silábica
4 Análise e reflexão sobre a língua – Separação silábica
4 Hora da história – Fábulas
4 Hora do texto – O tênis novo do sapo, Jon Scieszka

20 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 4 Hora do texto – O tênis novo do sapo, Jon Scieszka


4 Produção de texto
4 Produção de texto
16 4 Hora do texto – O sapateiro mágico, A. Neil Lyons
4 Hora da história – O sapateiro e os anõezinhos, Laís Carr Ribeiro
4 Caderno pautado: ver sugestão no manual
4 Caderno pautado: ver sugestão no manual

3 5 Capítulo 5 – Folclore da nossa terra!


5 Folclore da nossa terra
5 Hora do texto – Parlendas / Regra de jogo folclórico
17 5 Produção de texto – Texto opinativo
5 Produção de texto – Texto opinativo
5 Produção de texto – Texto opinativo
5 Hora do texto – Capa de gibi – Chico Bento, Mauricio de Sousa
5 Hora do texto – Pra casa da Vó Dita, Mauricio de Sousa
5 Hora do texto – Pra casa da Vó Dita, Mauricio de Sousa
5 Hora do texto – Pra casa da Vó Dita, Mauricio de Sousa
18 5 Hora do texto – Pra casa da Vó Dita, Mauricio de Sousa
5 Produção de texto – Escrita coletiva: descrição de personagem folclórica
5 Hora da história – Histórias folclóricas variadas
5 Análise e reflexão sobre a língua – Tipos de balões / Onomatopeias
5 Análise e reflexão sobre a língua – Tipos de balões / Onomatopeias
5 Produção de texto – História em quadrinhos
5 Produção de texto – História em quadrinhos
19 5 Produção de texto – História em quadrinhos
5 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia – Letras C, G, Q
5 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia – Letras C, G, Q
5 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia – Letras C, G, Q
5 Hora do texto – Mitos da nossa terra (adaptação), Ingrid Bellinghausen
5 Hora do texto – Mitos da nossa terra (adaptação), Ingrid Bellinghausen
5 Hora do texto – Mitos da nossa terra (adaptação), Ingrid Bellinghausen
20 5 Produção de texto – Ficha do mito
5 Análise e reflexão sobre a língua – Pontuação
5 Análise e reflexão sobre a língua – Pontuação
5 Análise e reflexão sobre a língua – Pontuação

– 21
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 5 Produção de texto – Transcrição de “causos” folclóricos


5 Produção de texto – Transcrição de “causos” folclóricos
5 Produção de texto – Transcrição de “causos” folclóricos
21 5 Caderno pautado: ver proposta no manual
6 Capítulo 6 – Poemas de todos os jeitos
6 Hora do texto – O elefantinho, Vinícius de Moraes
6 Hora da poesia – Poemas variados
6 Hora do texto – Convite, José Paulo Paes
6 Hora do texto – Convite, José Paulo Paes
6 Produção de texto – Brincadeiras poéticas com as palavras: poema visual
22 6 Análise e reflexão sobre a língua – Brincadeiras poéticas com as palavras
6 Hora do texto – Canção para ninar gato com insônia, Sérgio Caparelli
6 Produção de texto – Poemas visuais
6 Hora do texto – Imprevisto, Luís Camargo
6 Hora do texto – Imprevisto, Luís Camargo
6 Análise e reflexão sobre a língua – Rimas poéticas
6 Produção de texto
23 6 Hora do texto – O relógio, Vinícius de Moraes
6 Hora do texto – Lira do amor romântico ou a eterna repetição, Carlos D. de Andrade
6 Hora do texto – Limeriques variados, Edward Lear e Tatiana Belinky
6 Hora do texto – Limeriques variados, Edward Lear e Tatiana Belinky
6 Produção de texto – Limeriques
6 Produção de texto – Limeriques
6 Hora da poesia – Sarau poético
24 6 Hora da poesia – Sarau poético
6 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia – A cedilha
6 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia – A cedilha
6 Caderno pautado: ver proposta no manual

4 7 Capítulo 7 – Histórias que as florestas contam...


7 Jogo – A floresta encantada
7 Contos de fada diversos
25
7 Contos de fada diversos
7 Produção de texto – nova versão para o final de um conto clássico
7 Hora da história – A bela adormecida, Jacob e Wilhelm Grimm, recontada por M. H. Penteado

22 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 7 Hora da história – A bela adormecida, Jacob e Wilhelm Grimm, recontada por M. H. Penteado
7 Hora do texto – Cachinhos Dourados, história clássica
7 Produção de texto – Escrita coletiva
26
7 Produção de texto – Escrita coletiva
7 Hora do texto – Chapeuzinho Vermelho, Jacob e Wilhelm Grimm
7 Hora do texto – Chapeuzinho Vermelho, Jacob e Wilhelm Grimm
7 Hora do texto – Chapeuzinho Vermelho, Charles Perrault
7 Análise e reflexão sobre a língua – Pontuação
7 Análise e reflexão sobre a língua – Pontuação
27
7 Produção de texto – Bilhete
7 Análise e reflexão sobre a língua – Letra H (inicial)
7 Análise e reflexão sobre a língua – Letra H (inicial)
7 Hora do texto – Não é fácil ter fama de mau, Gabriela Romeu
7 Hora do texto – Não é fácil ter fama de mau, Gabriela Romeu
7 Hora do texto – Os três porquinhos, Debi Gliori
28
7 Hora do texto – Os três porquinhos, Debi Gliori
7 Hora do texto – Os três porquinhos, Debi Gliori
7 Hora do texto – Os três porquinhos, Debi Gliori
7 Produção de texto – Continuação para a clássica história dos três porquinhos
7 Análise e reflexão sobre a língua – Caracterização de personagem
7 Análise e reflexão sobre a língua – Letra H (interno)
29
7 Hora do texto – João e Maria, Jacob e Wilhelm Grimm
7 Hora do texto – João e Maria, Jacob e Wilhelm Grimm
7 Hora do texto – João e Maria, Jacob e Wilhelm Grimm
7 Produção de texto – Elaboração do livro de histórias clássicas preferidas da turma
7 Produção de texto – Elaboração do livro de histórias clássicas preferidas da turma
30
7 Produção de texto – Elaboração do livro de histórias clássicas preferidas da turma
7 Caderno pautado: ver sugestão no manual

– 23
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
Professor,
Esclarecemos que as atividades que compõem o Caderno do aluno foram programadas para serem distribuídas em 56 aulas no 1.o, 2.o e 3.o bimestres
e 42 aulas no 4.o bimestre, já considerando um período de ajuste a ser preenchido com datas de avaliação e eventos que fazem parte da dinâmica
escolar. Assim, programe suas aulas com antecedência e bom senso, evitando qualquer espécie de acúmulo de conteúdo para o final do bimestre.

CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Capítulo 1 – Escrever para encurtar distâncias!


1 Produção de texto – Carta enigmática
1 Produção de texto – Carta enigmática
1
1 Troca de ideias
1 Hora da história – Uma história com mil macacos, Ruth Rocha
1 Hora do texto – Garrafa com mensagem cruza o Atlântico, Revista Galileu
1 Hora do texto – Garrafa com mensagem cruza o Atlântico, Revista Galileu
1 Hora do texto – Garrafa com mensagem cruza o Atlântico, Revista Galileu
1 Produção de texto – “Cápsula do tempo”
1 Produção de texto – “Cápsula do tempo”
2 1 Produção de texto – “Cápsula do tempo”
1 Análise e reflexão sobre a língua – Uso do dicionário
1 Análise e reflexão sobre a língua – Uso do dicionário
1 Análise e reflexão sobre a língua – Uso do dicionário
1 Hora do texto – Carta a Ângela, Monica Stahel
1 Hora do texto – Carta a Ângela, Monica Stahel
1 Produção de texto – Escrevendo cartas I: planejamento

3 1 Produção de texto – Escrevendo cartas I: planejamento


1 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: introdução aos estudos ortográficos
1 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: introdução aos estudos ortográficos
1 Hora do texto – As cartas de Ronroroso, Hiawyn Oram e Sarah Warburton
1 Produção de texto – Carta ficcional
1 Produção de texto – Carta ficcional
1 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: releitura com focalização
4
1 Produção de texto – Escrevendo cartas II: escrita
1 Produção de texto – Escrevendo cartas II: escrita
1 Produção de texto – Escrevendo cartas III: preenchimento de envelope
1 Hora do texto – Cartas do leitor (variadas), Revista Ciência Hoje das Crianças
1 Hora do texto – Cartas do leitor (variadas), Revista Ciência Hoje das Crianças
1 Hora do texto – Cartas do leitor (variadas), Revista Ciência Hoje das Crianças
5
1 Produção de texto – Carta do leitor
1 Produção de texto – Carta do leitor
1 Caderno pautado: ver proposta no manual

24 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 5
2 Capítulo 2 – Perguntas e mais perguntas...
2 Hora do texto – Você é curioso(a)? (teste)
2 Roda da curiosidade
2 Hora da história – Histórias variadas
2 Hora do texto – Calvin e Haroldo, Bill Watterson
6 2 Produção de texto – Curiosidades: pesquisa e produção
2 Produção de texto – Curiosidades: pesquisa e produção
2 Análise e reflexão sobre a língua – Classificação das palavras quanto ao número de sílabas
2 Análise e reflexão sobre a língua – Classificação das palavras quanto ao número de sílabas
2 Roda da curiosidade
2 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: a letra R – parte 1
2 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: a letra R – parte 1
7 2 Hora do texto – O livro dos porquês, vários autores: sinopse da obra
2 Hora do texto – Por que rimos?, Silvia Helena Cardoso
2 Hora do texto – Por que rimos?, Silvia Helena Cardoso
2 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: a letra R – parte 2
2 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: a letra R – parte 2
2 Análise e reflexão sobre a língua – Ortografia: a letra R – parte 2
2 Hora do texto – Você sabia? / Por que o beija-flor gosta de beijar as flores?, Mirela Portugal

8 2 Hora do texto – Você sabia? / Por que o beija-flor gosta de beijar as flores?, Mirela Portugal
2 Produção de texto – Você sabia?
2 Produção de texto – Você sabia?
2 Caderno pautado: ver proposta no manual

2 3 Capítulo 3 – Confabulando...
3 Apresentação
3 Hora do texto – Capa de livro e sumário
9 3 Criando textos – Escrita coletiva
3 Hora da história – Precursores fabulosos
3 Hora da história – Precursores fabulosos
3 Hora da história – Precursores fabulosos
3 Hora do texto – A Lebre e a Tartaruga, Lúcia Tulchinski
3 Hora do texto – A Lebre e a Tartaruga, Lúcia Tulchinski
3 Criando textos – Fábula em quadrinhos

10 3 Trocando ideias
3 Criando textos – Reescrita de fábula
3 Criando textos – Reescrita de fábula
3 Descobrindo nossa língua – Paragrafação
– 25
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 3 Descobrindo nossa língua – Paragrafação


3 Descobrindo nossa língua – Paragrafação
3 Hora do texto – A Raposa e as Uvas, Ruth Rocha
11 3 Criando textos – Final de história
3 Descobrindo nossa língua – Ortografia: C / QU
3 Hora da história – O Lobo e o Cordeiro – versões de M. Lobato, La Fontaine e Ruth Rocha
3 Hora da história – O Lobo e o Cordeiro – versões de M. Lobato, La Fontaine e Ruth Rocha
3 Hora da história – O Lobo e o Cordeiro – versões de M. Lobato, La Fontaine e Ruth Rocha
3 Hora da história – O Lobo e o Cordeiro – versões de M. Lobato, La Fontaine e Ruth Rocha
3 Descobrindo nossa língua – Revisão de texto
12 3 Descobrindo nossa língua – Revisão de texto
3 Criando textos – Álbum de fábulas
3 Criando textos – Álbum de fábulas
3 Hora do texto – O garoto do “Olha o lobo”, Russell Ash e Bernard Higton
3 Hora do texto – O garoto do “Olha o lobo”, Russell Ash e Bernard Higton
3 Hora do texto – O garoto do “Olha o lobo”, Russell Ash e Bernard Higton
3 Criando textos – Fábula

13 3 Criando textos – Fábula


3 Caderno pautado – ver proposta no manual
4 Capítulo 4 – Bicharada Animal
Hora do texto – As formigas se comunicam?, Débora Zanelato / Você sabia que especialistas acreditam
4
que os golfinhos têm nomes próprios como a gente?, Revista Recreio
4 Hora do texto – Diário de uma aranha, Doreen Cronin
4 Hora do texto – Diário de uma aranha, Doreen Cronin
4 Criando textos – Diário
14 4 Criando textos – Diário
4 Hora do texto – Página inicial do site da Fundação Parque Zoológico de São Paulo
4 Hora do texto – Página inicial do site da Fundação Parque Zoológico de São Paulo
4 Descobrindo nossa língua – Paragrafação II
4 Hora do texto – Mapa
4 Hora do texto – Roteiro de visita
4 Criando textos – Produção de um roteiro de visita
Hora do texto – Abraço sela reencontro ‘emocionante’ de irmãos gorilas separados por dois anos
15 4
(www.estadao.com.br)
Hora do texto – Abraço sela reencontro ‘emocionante’ de irmãos gorilas separados por dois anos
4
(www.estadao.com.br)
4 Hora do texto – Macacalho, Fernando Paixão
4 Hora do texto – Macacalho, Fernando Paixão

26 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 4 Criando textos – Texto narrativo


4 Criando textos – Texto narrativo
4 Hora do texto – Porque o cachorro foi morar com o homem, Rogério Andrade Barbosa
16 4 Hora do texto – Porque o cachorro foi morar com o homem, Rogério Andrade Barbosa
4 Hora do texto – Porque o cachorro foi morar com o homem, Rogério Andrade Barbosa
4 Hora da história – Os músicos de Bremen, irmãos Grimm
4 Caderno pautado: ver proposta no manual

3 5 Capítulo 5 – Contos de todos os cantos


5 Bem-vindo à África
5 Hora do texto – O coração do Baobá, Celso Sisto
17 5 Hora do texto – O coração do Baobá, Celso Sisto
5 Bem-vindo à América
5 Hora do texto – O rei que queria alcançar a Lua, Heloísa Pietro
5 Hora do texto – O rei que queria alcançar a Lua, Heloísa Pietro
5 Criando textos
5 Descobrindo nossa língua – Repetição de palavras
5 Descobrindo nossa língua – Repetição de palavras
18 5 Bem-vindo à Ásia
5 Hora da história – O pote vazio, Demi
5 Bem-vindo à Europa
5 Hora do texto – A casa que o Pedro fez, Mila Behrendt
5 Hora do texto – A casa que o Pedro fez, Mila Behrendt
5 Criando textos
5 Criando textos
19 5 Bem-vindo à Oceania
5 Hora do texto – A flauta mágica, adaptação de Edson Gabriel Garcia
5 Descobrindo nossa língua – GE/GI – JE/JI
5 Descobrindo nossa língua – GE/GI – JE/JI
5 Descobrindo nossa língua – GE/GI – JE/JI
5 Bem-vindo ao Brasil
5 Hora do texto – Os porcos do compadre, Pedro Bandeira

20 5 Hora do texto – Os porcos do compadre, Pedro Bandeira


5 Criando textos
5 Criando textos
5 Hora do texto – Os sete sapatos da princesa, Luís da Câmara Cascudo

– 27
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 5 Hora do texto – Os sete sapatos da princesa, Luís da Câmara Cascudo


5 Hora da história – Contos variados de Câmara Cascudo
5 Caderno pautado – Ver proposta no manual
21 6 Capítulo 6 – Medo, eu?
6 Hora do texto – Medo? Todo mundo tem!!!, Silvinha Meirelles
6 Hora do texto – Medo? Todo mundo tem!!!, Silvinha Meirelles
6 Criando textos
6 Trocando ideias – Teste
6 Hora do texto – Por que sentimos medo? Saiba tudo sobre essa reação do corpo!, Maria Carolina Cristianini
6 Hora do texto – Por que sentimos medo? Saiba tudo sobre essa reação do corpo!, Maria Carolina Cristianini
22 6 Hora do texto – Por que sentimos medo? Saiba tudo sobre essa reação do corpo!, Maria Carolina Cristianini
6 Descobrindo nossa língua – Ortografia – Sons nasais: Letras M, N e till
6 Descobrindo nossa língua – Ortografia – Sons nasais: Letras M, N e til
6 Descobrindo nossa língua – Ortografia – Sons nasais: Letras M, N e til
6 Hora da história – Contos variados
6 Hora do texto – A Coisa..., Ruth Rocha
6 Hora do texto – A Coisa..., Ruth Rocha
23 6 Hora do texto – A Coisa..., Ruth Rocha
6 Criando textos
6 Criando textos
6 Descobrindo nossa língua I – Pontuação expressiva
6 Descobrindo nossa língua II – Pontuação expressiva
6 Descobrindo nossa língua II – Pontuação expressiva
6 Criando textos
24 6 Criando textos
6 Hora do texto – Calvin e Haroldo, Bill Watterson
6 Hora do texto – O medo, Mariano Vasques
6 Caderno pautado – Ver proposta no manual

4 7 Capítulo 7 – O Universo fantástico de Monteiro Lobato


7 Hora da história – Histórias diversas, Monteiro Lobato
7 Criando textos

25 7 Jogo: Lobatices no sítio


7 Hora do texto – Narizinho Arrebitado, Monteiro Lobato
7 Hora do texto – Narizinho Arrebitado, Monteiro Lobato
7 Hora do texto – Narizinho Arrebitado, Monteiro Lobato

28 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 3.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 7 Hora do texto – Narizinho Arrebitado, Monteiro Lobato


7 Descobrindo nossa língua – Pontuação do diálogo I
7 Descobrindo nossa língua – Pontuação do diálogo I
26 7 Hora do texto – O Saci, Monteiro Lobato
7 Hora da história – Histórias diversas, Monteiro Lobato
7 Criando textos
7 Hora do texto – Lobato, o provocador da fantasia...
7 Hora do texto – Era um sítio muito engraçado, Mauricio de Sousa
7 Hora do texto – Era um sítio muito engraçado, Mauricio de Sousa
27
7 Hora do texto – Era um sítio muito engraçado, Mauricio de Sousa
7 Hora do texto – Era um sítio muito engraçado, Mauricio de Sousa
7 Hora da história – Histórias diversas, Monteiro Lobato
7 Criando textos
7 Criando textos
7 Hora do texto – Cartas a Monteiro Lobato
28 7 Caderno pautado
8 Capítulo 8 – Muito prazer, Emília!
8 Criando textos
8 Criando textos
8 Hora do texto – Reforma da Mocha, Monteiro Lobato
8 Hora do texto – Reforma da Mocha, Monteiro Lobato
8 Criando textos

29 8 Descobrindo nossa língua – Pontuação do diálogo II


8 Hora do texto – Memórias de Emília, Monteiro Lobato
8 Hora do texto – Memórias de Emília, Monteiro Lobato
8 Criando textos
8 Criando textos
8 Criando textos
30 8 Criando textos
8 Hora do texto – Memórias na estante / Sítio do Picapau Amarelo em: Bastidores
8 Caderno pautado

– 29
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
Professor,
Esclarecemos que as atividades que compõem o Caderno do aluno foram programadas para serem distribuídas em 56 aulas no 1.o, 2.o e 3.o bimestres
e 42 aulas no 4.o bimestre, já considerando um período de ajuste a ser preenchido com datas de avaliação e eventos que fazem parte da dinâmica
escolar. Assim, programe suas aulas com antecedência e bom senso, evitando qualquer espécie de acúmulo de conteúdo para o final do bimestre.

CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Capítulo 1 – História de reinos distantes...


1 Criando textos – Alfabeto encantado
1 Hora do texto – Era uma vez...
1
1 Hora da história – Contos diversos
1 Hora da história – Contos diversos
1 Hora da história – Autores e obras
1 Hora do texto – Sala Perrault
1 Criando textos – Sinopse
1 Criando textos – A Bela Adormecida no bosque
1 Gramática – Tonicidade das palavras
2 1 Gramática – Tonicidade das palavras
1 Hora do texto – Sala Grimm
1 Hora do texto – Príncipe-Rã ou Henrique de Ferro, Contos de Grimm, Trad. M. H. Penteado
1 Hora do texto – Príncipe-Rã ou Henrique de Ferro, Contos de Grimm, Trad. M. H. Penteado
1 Hora do texto – Príncipe-Rã ou Henrique de Ferro, Contos de Grimm, Trad. M. H. Penteado
1 Criando textos – Entrevista
1 Hora do texto – O outro príncipe sapo, Jon Scieska
3
1 Criando textos – Classificados
1 Ortografia – Letras E ou I no final da palavra / Letras O ou U no final da palavra
1 Hora do texto – Sala Andersen
1 Hora do texto – A roupa nova do rei, Willian J. Bennett
1 Hora do texto – A roupa nova do rei, Willian J. Bennett
1 Hora do texto – A roupa nova do rei, Willian J. Bennett

4 1 Criando textos – Conto de fadas


1 Hora da história – Uma ideia toda azul, Marina Colasanti
1 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor
2 Capítulo 2 – De poesia em poesia
2 Criando textos – De poesia em poesia
5
2 Hora do texto – Eles, os poetas...
2 Hora do texto – Poesia ou prosa? Eis a questão...

30 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 5 2 Hora do texto – Poesia ou prosa? Eis a questão...


2 Hora do texto – Onde encontramos a poesia?
2 Hora do jogo – Uma rima puxa a outra
2 Hora do jogo – Uma rima puxa a outra
2 Hora do texto – Namoro desmanchado, Pedro Bandeira
6
2 Hora do texto – Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz, Otávio Roth
2 Criando textos – Coisinhas à-toa que deixam a gente feliz
2 Hora do texto – Ou isto ou aquilo, Cecília Meireles
2 Gramática – Acentuação
2 Gramática – Acentuação
2 Hora do texto – Trem de ferro, Manuel Bandeira
7
2 Hora do texto – Trem de ferro, Manuel Bandeira
2 Criando textos – Viagem
2 Hora do texto – Pontos de vista
2 Hora do texto – O Leão, Vinícius de Moraes
2 Ortografia – EL ou ÉU em final da palavra
2 Hora do texto – Poemas visuais
8
2 Hora do texto – Poemas visuais
2 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor

2 3 Capítulo 3 – Elementar, meu caro aluno!


3 Criando textos – Regras do jogo Quem é quem na digital
3 Criando textos – Regras do jogo Quem é quem na digital
9 3 Criando textos – Regras do jogo Quem é quem na digital
3 Hora do texto – Sherlock Holmes, Marcos Rey
3 Hora do texto – Sherlock Holmes, Marcos Rey
3 Hora do texto – O incrível enigma do galinheiro, Marcos Rey
3 Hora do texto – O incrível enigma do galinheiro, Marcos Rey
3 Criando textos
3 Criando textos
10
3 Gramática – Substantivos
3 Gramática – Substantivos
3 Criando textos – Escrevendo uma história de investigação (parte I)
3 Criando textos – Escrevendo uma história de investigação (parte I)

– 31
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 3 Trocando ideias
3 Hora do texto – Os três homens atentos, Regina Machado

11 3 Hora do texto – Os três homens atentos, Regina Machado


3 Criando textos – Escrevendo uma história de investigação (parte II)
3 Criando textos – Escrevendo uma história de investigação (parte II)
3 Criando textos – Escrevendo uma história de investigação (parte III)
3 Ortografia – Letra Z (parte 1)
3 Ortografia – Letra Z (parte 1)

12 3 Ortografia – Letra Z (parte 1)


3 Criando textos
3 Criando textos
3 Criando textos
3 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor
4 Capítulo 4 – Abrem-se as cortinas...
4 Apresentação
13
4 Teatros ao redor do mundo
4 Teatros ao redor do mundo
4 Hora do texto – Pequena história do teatro ocidental, Tania Brandão
4 Hora do texto – Pequena história do teatro ocidental, Tania Brandão
4 Hora da história
4 Hora do texto – O rapto das cebolinhas, Maria Clara Machado
4 Hora do texto – O rapto das cebolinhas, Maria Clara Machado
14 4 Hora do texto – O rapto das cebolinhas, Maria Clara Machado
4 Criando textos
4 Criando textos
4 Gramática – Substantivos e adjetivos
4 Gramática – Substantivos e adjetivos
4 Gramática – Substantivos e adjetivos
15
4 Hora do texto – Os viajantes e o urso, Esopo
4 Hora do texto – Os dois viajantes e a onça, José Carlos Aragão
4 Criando textos

16 4 Criando textos
4 Criando textos

32 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 4 Criando textos

4 Ortografia – Letra Z (parte 2)


16
4 Ortografia – Letra Z (parte 2)

4 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor

3 5 Capítulo 5 – Tantas lendas...

5 Apresentação

5 Atividade inicial – Circuito


17
5 Criando textos – Registro do circuito

5 Hora da história – A menina que caiu do céu, Heloisa Prieto

5 Hora do texto – Como nasceram as estrelas, Clarice Lispector

5 Hora do texto – Como nasceram as estrelas, Clarice Lispector

5 Gramática – Artigos

5 Gramática – Artigos

5 Hora do texto – A lenda do guaraná, Roberval Cardoso


18
5 Hora do texto – A lenda do guaraná, Roberval Cardoso

5 Hora do texto – A lenda do guaraná, Roberval Cardoso

5 Hora do texto – A lenda do guaraná, Roberval Cardoso

5 Criando textos – Explicação de fatos

5 Criando textos – Explicação de fatos

5 Hora do texto – O Barba-Ruiva da Lagoa Paranaguá, Elias José

19 5 Hora do texto – O Barba-Ruiva da Lagoa Paranaguá, Elias José

5 Ortografia – X ou CH?

5 Ortografia – X ou CH?

5 Ortografia – X ou CH?

5 Ortografia – X ou CH?

5 Hora da história – O rei Artur e os cavaleiros da Távola Redonda, Rosalind Kerven

5 Hora da história – O rei Artur e os cavaleiros da Távola Redonda, Rosalind Kerven

5 Hora do texto – O choro dos ipês


20 5 Hora do texto – O choro dos ipês

5 Criando textos – Escrita da lenda

5 Criando textos – Escrita da lenda

5 Criando textos – Escrita da lenda

– 33
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 5 Criando textos – Revisão


5 Hora do texto – Lendas urbanas
5 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor
21
6 Capítulo 6 – Vida de herói
6 Hora do jogo – Batalha dos heróis
6 Hora do texto – Guinness elege “ligre” de 418 kg e 3 m de comprimento o maior felino do mundo, reportagem
6 Hora do texto – A competição, Neil Philip
6 Hora do texto – A competição, Neil Philip
6 Gramática – Pronomes
6 Gramática – Pronomes
22 6 Criando textos – Folheto informativo
6 Criando textos – Folheto informativo
6 Criando textos – Cartaz
6 Ortografia – Outros sons do X
6 Ortografia – Outros sons do X
6 Ortografia – Outros sons do X
6 Criando textos (parte 1) – Criando um super-herói
23
6 Criando textos (parte 1) – Criando um super-herói
6 Criando textos (parte 1) – Criando um super-herói
6 Criando textos (parte 2) – Características dos quadrinhos
6 Criando textos (parte 3) – A história em quadrinhos
6 Criando textos (parte 3) – A história em quadrinhos
6 Criando textos (parte 3) – A história em quadrinhos

24 6 Hora do texto – Herói por acaso, Ricardo Gallo


6 Hora do texto – Herói por acaso, Ricardo Gallo
6 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor

4 7 Capítulo 7 – Extra! Extra!


7 Apresentação
7 Atividade inicial
25
7 Hora do texto – Gráficos diversos
7 Hora do texto – Gráficos diversos
7 Hora do texto – Gráficos diversos
7 Hora do texto – Jornais diversos

34 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 7 Capa de jornal
7 Capa de jornal
7 Criando textos
26
7 Gramática – Verbos
7 Gramática – Verbos
7 Trocando ideias
7 Hora do texto – Osso de dinossauro é o equivalente ao de 14 elefantes africanos
7 Hora do texto – Osso de dinossauro é o equivalente ao de 14 elefantes africanos
27
7 Ortografia – Terminações OU / OL, EU / EL, IU / IL
7 Ortografia – Terminações OU / OL, EU / EL, IU / IL
7 Ortografia – Terminações OU / OL, EU / EL, IU / IL
7 Criando textos
7 Criando textos
28 7 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor
8 Capítulo 8 – O jornal é nosso!
8 Hora do texto – Como funciona uma redação de jornal?, Luiza Wolf
8 Jornal mural
8 Hora do texto – Vida no quintal, Gabriela Romeu
8 Hora do texto – Mergulho profundo, Gabriela Romeu
8 Criando textos – Entrevista
29
8 Criando textos – Entrevista
8 Gramática – Verbos: flexão e concordância
8 Gramática – Verbos: flexão e concordância
8 Criando textos
8 Ortografia – AM ou ÃO no final das palavras
8 Ortografia – AM ou ÃO no final das palavras

30 8 Criando textos
8 Criando textos
8 Caderno pautado: ver proposta no manual do professor

– 35
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
Professor,
Esclarecemos que as atividades que compõem o Caderno do aluno foram programadas para serem distribuídas em 56 aulas no 1.o, 2.o e 3.o bimestres
e 42 aulas no 4.o bimestre, já considerando um período de ajuste a ser preenchido com datas de avaliação e eventos que fazem parte da dinâmica
escolar. Assim, programe suas aulas com antecedência e bom senso, evitando qualquer espécie de acúmulo de conteúdo para o final do bimestre.

CAD. SEM. CAP. PROGRAMA


1 Esta língua que falamos – Atividade inicial
1
1 Esta língua que falamos
1
1 Hora do texto – Comunicação, Luís Fernando Veríssimo
1 Hora da história – Zabeidas, trolas, pimoras, gripas, Regina Machado
1 Hora da história – Zabeidas, trolas, pimoras, gripas, Regina Machado
1 Hora do texto – Grafites
1 Hora do texto – História da escrita, Lia Zatz (introdução)
2
1 Hora do texto – História da escrita, Lia Zatz
1 Criando textos – Resumo
1 Criando textos – Resumo
1 Trocando ideias
1 Trocando ideias
1 Trocando ideias
3 1 Gramática – Marcas de oralidade
1 Gramática – Marcas de oralidade
1 Hora do texto – Por que temos sotaque?, José Pereira da Silva
1 Hora do texto – Por que temos sotaque?, José Pereira da Silva
1 Ortografia – Escrevo como se fala?
1 Ortografia – Escrevo como se fala?
1 Ortografia – Escrevo como se fala?
4 1 Trocando ideias
1 Hora do texto – e.gírias
1 Criando textos
1 Criando textos
1 Caderno pautado: ver proposta no manual
2 Zukatuka Langwang? – Atividade inicial
2 Zukatuka Langwang?
5 2 Criando textos
2 Criando textos
2 Teste: Qual é seu estilo de aventura?
2 Criando textos

36 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA
2 Hora do texto – Caça ao tesouro, Laura, Tamara e Marininha Klink
1
2 Hora do texto – Caça ao tesouro, Laura, Tamara e Marininha Klink
2 Criando textos
6 2 Criando textos
2 Criando textos
2 Criando textos
2 Hora da história
2 Gramática – Encontros vocálicos e consonantais
2 Gramática – Encontros vocálicos e consonantais
7 2 Hora do texto – Mosqueteiros e guardas, Alexandre Dumas
2 Hora do texto – Mosqueteiros e guardas, Alexandre Dumas
2 Hora do texto – Mosqueteiros e guardas, Alexandre Dumas
2 Criando textos
2 Criando textos
2 Ortografia – o som |s|
8 2 Ortografia – o som |s|
2 Ortografia – o som |s|
2 Atividade de encerramento do capítulo
2 Caderno pautado: ver proposta no manual

2 3 Propaganda, a alma do negócio


3 Hora do texto – A publicidade, Alexia Delrieu e Sophie de Menthon, Ática
3 Hora do texto – A publicidade, Alexia Delrieu e Sophie de Menthon, Ática
9 3 Hora da história – No tempo em que a televisão mandava no Carlinhos, Ruth Rocha
3 Hora do texto – Propagandas diversas
3 Hora do texto – Propagandas diversas
3 Hora do texto – Propagandas diversas
3 Criando textos (parte 1)
3 Criando textos (parte 1)
3 Criando textos (parte 1)
10 3 Criando textos (parte 1)
3 Hora do texto – Camelô caprichado, Cecília Meireles
3 Hora do texto – Camelô caprichado, Cecília Meireles
3 Gramática – Dígrafos

– 37
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 3 Gramática – Dígrafos
3 Criando textos (parte 2)
3 Criando textos (parte 2)
11 3 Criando textos (parte 2)
3 Criando textos (parte 2)
3 Ortografia – DEZ / DES no início da palavra, S e Z no final das palavras
3 Ortografia – DEZ / DES no início da palavra, S e Z no final das palavras
3 Criando textos
3 Criando textos
12 3 Criando textos
3 Caderno pautado: ver proposta no manual
4 O fantástico Sr. Roald Dahl
4 Texto: Notícia do jornal – Trocando ideias
4 Hora da história – A fantástica fábrica de chocolate, Roald Dahl
4 Hora da história – A fantástica fábrica de chocolate, Roald Dahl
13 4 Criando textos – Construindo minha história (parte 1)
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 1)
4 Gramática – Preposição
4 Gramática – Preposição
4 Hora do texto – Sinopses variadas
4 Hora do texto – Sinopses variadas
14 4 Criando textos – Construindo minha história (parte 2)
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 2)
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 2)
4 Ortografia – Palavras com o mesmo som, mas com grafia e significados diferentes
4 Ortografia – Palavras com o mesmo som, mas com grafia e significados diferentes
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 3)
15 4 Criando textos – Construindo minha história (parte 3)
4 Ortografia – Ditado em duplas
4 Ortografia – Ditado em duplas
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 4)
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 4)
16 4 Criando textos – Construindo minha história (parte 5)
4 Criando textos – Construindo minha história (parte 5)

38 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 4 Criando textos – Construindo minha história (parte 5)


4 Criando textos – Construindo minha história (parte 5)
16
4 Hora da História – As bruxas, Roald Dahl (fragmento)
4 Caderno pautado: ver proposta no manual

3 5 Mitologia grega: deuses, heróis e suas histórias


5 Afinal: quem é quem?
5 Hora do texto – Uma aventura puxa a outra, Monteiro Lobato
17
5 Hora do texto – Uma aventura puxa a outra, Monteiro Lobato
5 Hora da história – A caixa de Pandora, Eric A. Kimmel
5 Hora da história – A caixa de Pandora, Eric A. Kimmel
5 Criando textos – Seminário (parte 1)
5 Criando textos – Seminário (parte 1)

18 5 Gramática – Advérbio e locução adverbial


5 Gramática – Advérbio e locução adverbial
5 Criando textos – Seminário (parte 2)
5 Criando textos – Seminário (parte 2)
5 Criando textos – Seminário (parte 3)
5 Criando textos – Seminário (parte 3)
19 5 Hora do texto – Teseu e o Minotauro, Heather Alexander
5 Hora do texto – Teseu e o Minotauro, Heather Alexander
5 Hora do texto – Teseu e o Minotauro, Heather Alexander
5 Criando textos – Seminário (parte 4)
5 Criando textos – Seminário (parte 4)
5 Criando textos – Seminário (parte 4)
5 Criando textos – Apresentação do seminário
20 5 Criando textos – Apresentação do seminário
5 Criando textos – Apresentação do seminário
5 Criando textos – Apresentação do seminário
5 Criando textos – Autoavaliação
5 Ortografia – Palavras com NS e NÇ
5 Ortografia – Palavras com NS e NÇ
21 5 Caderno pautado
6 Histórias das mil e uma noites...
6 Criando textos

– 39
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 21
6 Criando textos
6 Hora do texto – E, no Oriente...
6 Hora da história – Sherazade, Arnica Esterl
6 Hora da história – Sherazade, Arnica Esterl
6 Criando textos
22 6 Criando textos
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 1)
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 1)
6 Gramática – Interjeição
6 Gramática – Interjeição
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 2)
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 2)
23 6 Gramática – Numerais
6 Gramática – Numerais
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 3)
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 3)
6 Hora do texto – Ali Babá e os quarenta ladrões, Ruth Rocha (parte 3)
6 Ortografia – Construindo regras
6 Ortografia – Construindo regras
24 6 Ortografia – Construindo regras
6 Hora do jogo
6 Hora do jogo
6 Caderno pautado

4 7 Capítulo 7 – Mãe África


7 Apresentação
7 Hora do texto – Abertura, Cesar Obeid
25 7 Hora do texto – Abertura, Cesar Obeid
7 Criando textos
7 Criando textos
7 Hora do texto – Ananse vira o dono das histórias, Adwoa Badoe e Baba Wagué Diakité
7 Hora do texto – Ananse vira o dono das histórias, Adwoa Badoe e Baba Wagué Diakité
7 Hora do texto – Ananse vira o dono das histórias, Adwoa Badoe e Baba Wagué Diakité
26
7 Hora da história
7 Criando textos

40 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 7 Criando textos
26 7 Criando textos
7 Gramática – Verbos: tempo, número e pessoa
7 Gramática – Verbos: tempo, número e pessoa
7 Hora do texto – Como o gato e o rato se tornaram inimigos, Rogério Andrade Barbosa
7 Hora do texto – Como o gato e o rato se tornaram inimigos, Rogério Andrade Barbosa
27 7 Criando textos
7 Criando textos
7 Ortografia – Eu, revisor!
7 Ortografia – Eu, revisor!
7 Criando textos
7 Criando textos
7 Montagem do lapbook
28
7 Montagem do lapbook
7 Caderno pautado: ver proposta no manual
8 Capítulo 8 (o aluno vai nomear o capítulo)
8 Hora do texto – Eu cresci, Mauricio de Sousa
8 Hora do texto – Eu cresci, Mauricio de Sousa
8 Criando textos
29
8 Criando textos
8 Hora do texto – Grande ou pequeno?, Pedro Bandeira
8 Trocando ideias
8 Hora do texto – Hora de dormir, Fernando Sabino
8 Hora do texto – Hora de dormir, Fernando Sabino
8 Criando textos
30 8 Criando textos
8 Teste: Que estilo tenho eu?
8 Teste: Que estilo tenho eu?
8 Caderno pautado: ver proposta no manual

– 41
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 – Hora do jogo: Pega-varetas (parte 1)

Período de
adaptação
– Hora do jogo: Pega-varetas (parte 2)
– Hora do jogo: OX
1
– Hora do jogo: Quantos?
1 Capítulo 1 – Laboratório / Hora do jogo: Decodifique já
1 Situação-problema do jogo Decodifique já
1 Mensagens e mensagens
1 Desafio final – Um desafio para encerrar...
2 Capítulo 2 – Laboratório: leitura de imagem / Situação-problema inicial
2
2 Hora do jogo: Números e casas
2 Situação-problema do jogo Números e casas
2 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 1
2 Hora de resolver problemas (3 e 4)
2 Atividade permanente – Medidas de comprimento
2 Leitura e escrita de números – Lição de casa 2
2 Desafio final
3
2 Projeto: “Nos espaços da Matemática e da Arte”
3 Capítulo 3 – Laboratório: roda de leitura / Situação-problema inicial
3 Hora do jogo: Fila de cães
3 Situação-problema do jogo Fila de cães
3 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 3
3 Hora de resolver problemas (3 e 4)
3 Projeto “Nos espaços da Matemática e da Arte”
4
3 Leitura e escrita de números – Lição de casa 4
3 Roda de contagem – Lição de casa 5
3 Atividade permanente – Medidas de comprimento
3 Estimativa e cálculo mental – Lição de casa 6
3 Desafio final
4 Capítulo 4 – Contextualização e construção de réguas
4 Situação-problema inicial 1 (parte 1)
5
4 Situação-problema inicial 1 (parte 2) – Lição de casa 7
4 Construção de réguas e situação-problema inicial 2
4 Hora do jogo: A ptero-pesca – Lição de casa 8
4 Situação-problema do jogo A ptero-pesca

42 –
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 4 Hora de resolver problemas (1 e 2)


4 Construção de réguas / Hora de resolver problemas (3)
4 Hora de resolver problemas (4)

6 4 Projeto “Nos espaços da Matemática e da Arte”


4 Leitura e escrita de números – Lição de casa 9
4 Roda de contagem e estimativa
4 Atividade permanente – Medidas de comprimento
4 Medição e produção de um dinossauro – Lição de casa 10
4 Medição e produção de um dinossauro
4 Desafio final
7
5 Capítulo 5 – Laboratório: roda de leitura / Situação-problema inicial
5 Hora do jogo: A trilha maluca
5 Situação-problema do jogo A trilha maluca
5 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 11
5 Hora de resolver problemas (3 e 4)
5 Projeto “Nos espaços da Matemática e da Arte”
5 Leitura e escrita de números – Lição de casa 12
8 5 Cálculo mental e roda de contagem
5 Estimativa – Lição de casa 13
5 Desafio final – Lição de casa 14
5 Atividade permanente: Medidas de comprimento

2 6 Capítulo 6 – Laboratório / Situação-problema inicial


6 Laboratório / Situação-problema inicial
6 Hora do jogo: Onde estão os leões? – Lição de casa 1
9 6 Hora do jogo: Onde estão os leões?
6 Hora do jogo: Onde estão os leões?
6 Situação-problema do jogo Onde estão os leões? – Lição de casa 2
6 Projeto
6 Hora de resolver problemas (1 e 2)
6 Hora de resolver problemas (3 e 4) – Lição de casa 3
6 Desafio final

10 6 Desafio final – Lição de casa 4


6 Atividade permanente
7 Capítulo 7 – Laboratório / Situação-problema inicial
7 Laboratório / Situação-problema inicial

– 43
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 7 Hora do jogo: Artesanato de colares


7 Hora do jogo: Artesanato de colares – Lição de casa 5
7 Situação-problema do jogo Artesanato de colares

11 7 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 6


7 Hora de resolver problemas (3 e 4)
7 Desafio final
7 Desafio final – Lição de casa 7
7 Projeto
7 Atividade permanente
8 Capítulo 8 – Laboratório / Situação-problema inicial
12
8 Laboratório / Situação-problema inicial – Lição de casa 8
8 Hora da brincadeira 1: Feira do troca-tudo
8 Hora da brincadeira 1: Feira do troca-tudo
8 Hora da brincadeira 1: Feira do troca-tudo – Lição de casa 9
8 Registro – Feira do troca-tudo
8 Projeto
8 Hora da brincadeira 2: Loja de brinquedos
13 8 Hora da brincadeira 2: Loja de brinquedos
8 Hora da brincadeira 2: Loja de brinquedos
8 Situação-problema: Loja de brinquedos
8 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 10
8 Hora de resolver problemas (3 e 4)
8 Atividade permanente
8 Cálculo mental – Lição de casa 11
14 8 Estimativa
8 Desafio final – Lição de casa 12
9 Capítulo 9 – Laboratório / Situação-problema inicial
9 Laboratório / Situação-problema inicial
9 Laboratório / Situação-problema inicial – Lição de casa 13
9 Projeto
9 Hora do jogo: Tabuleiro da centena

15 9 Hora do jogo: Tabuleiro da centena – Lição de casa 14


9 Hora do jogo: Tabuleiro da centena
9 Situação-problema do jogo Tabuleiro da centena
9 Momento da história: Os sinais convencionais

44 –
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 9 Hora de resolver problemas (1 e 2)


9 Hora de resolver problemas (3 e 4) – Lição de casa 15
9 Atividade permanente

16 9 Roda de contagem e estimativa – Lição de casa 16


9 Desafio final
9 Desafio final
9 Projeto

3 10 Capítulo 10 – Laboratório / Situação-problema inicial


10 Laboratório / Situação-problema inicial
10 Hora do jogo: Vinte e um
17
10 Hora do jogo: Vinte e um
10 Hora do jogo: Vinte e um
10 Situação-problema do jogo Vinte e um
10 Projeto
10 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 1

10 Hora de resolver problemas (3 e 4)

10 Hora de resolver problemas (5) – Lição de casa 2


18
10 Atividade permanente
10 Desafio final – Lição de casa 3
10 Desafio final – Lição de casa 4
11 Capítulo 11 – Laboratório / Situação-problema inicial
11 Laboratório / Situação-problema inicial
11 Hora do jogo: Tem cobra na linha
11 Hora do jogo: Tem cobra na linha
19 11 Hora do jogo: Tem cobra na linha
11 Situação-problema do jogo Tem cobra na linha
11 Projeto
11 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 5
11 Hora de resolver problemas (3 e 4) – Lição de casa 6
11 Leitura e escrita de números
11 Cálculo mental – Lição de casa 7
20 11 Cálculo mental
11 Atividade permanente
11 Desafio final
11 Desafio final

– 45
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 11 Desafio final
11 Desafio final – Lição de casa 8
12 Capítulo 12 – Laboratório / Situação-problema inicial

21 12 Laboratório / Situação-problema inicial – Experimento 1


12 Experimento 2
12 Experimento 3
12 Experimento 4 – A construção da balança
12 Experimento 4 – Desafios 1 e 2
12 Hora de resolver problemas – Lição de casa 9
12 Desafio final
22
12 Desafio final – Lição de casa 10
12 Projeto
12 Atividade permanente
13 Capítulo 13 – Laboratório / Situação-problema inicial
13 Laboratório / Situação-problema inicial
13 Hora do jogo: Organizando poltronas
13 Hora do jogo: Organizando poltronas
23 13 Hora do jogo: Organizando poltronas
13 Situação-problema do jogo Organizando poltronas
13 Projeto
13 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 11
13 Momento da história
13 Cálculo mental – Lição de casa 12
13 Cálculo mental – Lição de casa 13
24 13 Hora de resolver problemas (1 e 2)
13 Estimativa – Lição de casa 14
13 Atividade permanente
13 Desafio final – Lição de casa 15

4 14 Capítulo 14 – Laboratório / Situação-problema inicial


14 Laboratório / Situação-problema inicial
14 Hora do jogo: Vamos combinar novos acessórios

25 14 Hora do jogo: Vamos combinar novos acessórios


14 Hora do jogo: Vamos combinar novos acessórios
14 Situação-problema do jogo Vamos combinar novos acessórios
14 Projeto

46 –
MATEMÁTICA – 2.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 14 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 1


14 Hora de resolver problemas (3 e 4)
14 Hora de resolver problemas (5)

26 14 Cálculo mental – Lição de casa 2


14 Estimativa
14 Desafio final – Lição de casa 3
14 Desafio final – Lição de casa 4
15 Capítulo 15 – Laboratório / Situação-problema inicial
15 Laboratório / Situação-problema inicial
15 Laboratório / Situação-problema inicial
27
15 Hora do jogo: Faça cem
15 Hora do jogo: Faça cem
15 Situação-problema do jogo Faça cem
15 Projeto
15 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 5
15 Hora de resolver problemas (3) – Lição de casa 6
15 Roda de contagem
28 15 Estimativa
15 Cálculo mental – Lição de casa 7
15 Cálculo mental
15 Desafio final
15 Desafio final
15 Desafio final – Lição de casa 8
16 Capítulo 16 – Laboratório / Situação-problema inicial
29 16 Laboratório / Situação-problema inicial
16 Experimento 1
16 Experimento 1
16 Experimento 1 – Lição de casa 9
16 Experimento 1
16 Experimento 2
16 Experimento 2

30 16 Hora de resolver problemas (1 e 2) – Lição de casa 10


16 Desafio final
16 Desafio final
16 Desafio final

– 47
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 – Circuito de jogos
– Circuito de jogos
– Circuito de jogos
1 – Circuito de jogos
– Circuito de jogos
1 Contextualização – Capítulo 1: “Escola de animais”
1 Situação-problema inicial
1 Situação-problema inicial
– Atividade permanente
1 Hora da oficina – Contextualização
2 1 Hora da oficina – Confecção de material
1 Hora da oficina – Proposta 1
1 Hora da oficina – Proposta 1
1 Hora da oficina – Propostas 2 e 3
1 Hora da oficina – Proposta 4
1 Problemas (1 e 2) – Lição de casa 1
1 Problemas (3 e 4)
3 1 Cálculo mental – Lição de casa 2
1 Desafio final
1 Desafio final
1 Correção de lição de casa
2 Contextualização – Capítulo 2: “Memórias de Leonardo: o leitor de Alice”
2 Situação-problema inicial
2 Situação-problema inicial
4 – Atividade permanente
2 Hora da oficina
2 Hora da oficina
2 Hora da oficina
2 Hora da oficina – Situação-problema
2 Hora da oficina – Situação-problema
2 Problemas – Lição de casa 3
5 2 Problemas
2 Cálculo mental
2 Estimativa – Lição de casa 4
2 Desafio final

48 –
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 2 Desafio final – Lição de casa 6


2 Correção de lição de casa
3 Contextualização – Capítulo 3: “Banca de jornais”
6
3 Situação-problema inicial
3 Situação-problema inicial – Lição de casa 5
– Atividade permanente
3 Hora da brincadeira
3 Hora da brincadeira
3 Hora da brincadeira
3 Hora da brincadeira – Lição de casa 7

7 3 Problemas (situação-problema do jogo)


3 Problemas (situação-problema do jogo)
3 Leitura e escrita de números
3 Leitura e escrita de números
3 Cálculo mental
3 Cálculo mental
3 Hora de calcular

8 3 Desafio final
3 Desafio final
3 Correção de lição de casa
– Atividade permanente

2 4 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 4: “Fábrica de brinquedos”


4 Laboratório / Situação-problema inicial
4 Hora do jogo: Vamos reciclar
9 4 Hora do jogo: Vamos reciclar
4 Hora do jogo: Vamos reciclar
4 Situação-problema do jogo Vamos reciclar
4 Atividade permanente
4 Hora de resolver problemas (1)
4 Hora de resolver problemas (2) – Lição de casa 1
4 Hora de resolver problemas (3)
10 4 Hora de calcular
4 Hora de calcular
4 Hora de calcular – Lição de casa 2
4 Desafio final

– 49
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 4 Desafio final
4 Correção de lição de casa
4 Projeto
11 5 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 5: “A arte da Geometria em um mundo de formas”
5 Laboratório / Situação-problema inicial
5 Hora da brincadeira: Quanto mais classificações matemáticas, melhor!
5 Hora da brincadeira: Quanto mais classificações matemáticas, melhor!
5 Hora da brincadeira: Quanto mais classificações matemáticas, melhor!
5 Hora da brincadeira: Quanto mais classificações matemáticas, melhor!
5 Atividade permanente
12 5 Hora de resolver problemas (1)
5 Hora de resolver problemas (2) – Lição de casa 3
5 Hora da oficina – Atividade 1
5 Hora da oficina – Atividade 1
5 Hora da oficina – Atividade 2
5 Hora da oficina – Atividade 2 – Lição de casa 4
5 Hora da oficina – Atividade 3
13 5 Hora da oficina – Atividade 3
5 Momento de registro da Hora da oficina – Lição de casa 5
5 Desafio final
5 Desafio final
5 Correção de lição de casa
5 Projeto
6 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 6: “A festa de Renata”
14 6 Laboratório / Situação-problema inicial
6 Laboratório / Situação-problema inicial
6 Hora do jogo: Trilha da divisão
6 Hora do jogo: Trilha da divisão
6 Situação-problema do jogo: Trilha da divisão
6 Atividade permanente
6 Hora de resolver problemas (1) – Lição de casa 6
15 6 Hora de resolver problemas (2)
6 Momento da história
6 Projeto
6 Estimativa

50 –
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 6 Cálculo mental
6 Desafio final
6 Desafio final – Lição de casa 7
16 6 Desafio final
6 Correção de lição de casa
6 Atividade permanente
6 Projeto

3 – Hora do jogo 1
– Hora do jogo 2
– Hora do jogo 2
17 – Hora do jogo 3
– Hora do jogo 4
– Hora do jogo (circuito)
– Hora do jogo (circuito)
7 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 7: “Matemática e folclore, como assim?”
7 Laboratório / Situação-problema inicial
7 Hora do jogo: A caixa de pedras do Saci
18 7 Hora do jogo
7 Hora do jogo – Registro
7 Hora do jogo – Situação-problema – Lição de casa 1
7 Hora de resolver problemas (1 e 2)
7 Hora de resolver problemas (3 e 4)
7 Hora de resolver problemas (5) e cálculo mental
7 Hora de calcular – Lição de casa 2
19 7 Descobrindo como descobrir
7 Descobrindo como descobrir
7 Descobrindo como descobrir
7 Desafio final – Lição de casa 3
7 Desafio final
– Projeto
8 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 8: “Robôs em alerta: os programas sumiram”
20 8 Laboratório / Situação-problema inicial
8 Hora da brincadeira
8 Hora da brincadeira
8 Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: reprogramando robôs!

– 51
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 8 Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: reprogramando robôs!


8 Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: reprogramando robôs!
Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: reprogramando robôs! / Situação-problema – Lição
8
de casa 4
21 8 Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: reprogramando robôs! / Situação-problema
8 Hora de resolver problemas (1 e 2)
8 Hora de resolver problemas (3 e 4)
8 Desafio final – Lição de casa 5
8 Desafio final
8 Desafio final
– Projeto
22 9 Contextualização – Capítulo 9: “Quanto tempo o tempo tem?” / Hora de resolver problemas – Atividade 1
9 Hora de resolver problemas – Atividade 2 – Lição de casa 6
9 Hora de resolver problemas – Atividade 3
9 Desafio final – Lição de casa 7
– Projeto
10 Laboratório / Situação-problema inicial – Capítulo 10: “Matematicando: com charadas, problemas e operações”
10 Laboratório / Situação-problema inicial
23 10 Hora do jogo: Zigue-zague
10 Hora do jogo: Zigue-zague
10 Hora do jogo – Situação-problema – Lição de casa 8
10 Hora de calcular
10 Hora de calcular
10 Hora de resolver problemas (1) – Lição de casa 9
10 Hora de resolver problemas (2 e 3)
24 10 Desafio final
10 Desafio final
– Projeto
– Projeto

4 – Projeto
11 Contextualização – Capítulo 11: “O circo”
11 Laboratório / Situação-problema inicial
25 11 Laboratório / Situação-problema inicial
11 Hora de resolver problemas (1)
11 Hora da oficina
11 Hora da oficina

52 –
MATEMÁTICA – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 11 Hora da oficina – Lição de casa 1


11 Hora da oficina
11 Hora da oficina

26 11 Cálculo mental
11 Hora de calcular – Lição de casa 2
11 Desafio final
11 Desafio final – Lição de casa 3
– Projeto – Lição de casa 4
12 Contextualização – Capítulo 12: “Dividir e multiplicar”
12 Laboratório / Situação-problema inicial

27 12 Laboratório / Situação-problema inicial


12 Hora da oficina – Engenharia de ideias matemáticas: “Distribuir em partes iguais”
12 Hora da oficina
12 Hora da oficina
12 Hora de calcular – Lição de casa 5
12 Hora de calcular
12 Hora de calcular

28 12 Hora de resolver problemas – Lição de casa 6


12 Hora de resolver problemas
12 Cálculo mental – Lição de casa 7
12 Desafio final
12 Desafio final
– Projeto
– Finalização do projeto com exposição dos trabalhos

29 13 Contextualização – Capítulo 13: “Restaurante do Chef Gourmet”


13 Laboratório / Situação-problema – parte 1
13 Laboratório / Situação-problema – parte 2
13 Laboratório / Situação-problema – parte 3 – Lição de casa 8
13 Hora da oficina – Comparando a massa dos produtos
13 Hora da oficina – Comparando a massa dos produtos – Lição de casa 9
13 Hora da oficina – Comparando a massa dos produtos

30 13 Hora da oficina – Comparando a capacidade das vasilhas


13 Hora da oficina – Comparando a capacidade das vasilhas – Lição de casa 10
13 Desafio final
13 Desafio final

– 53
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

1 1 “Circuito de jogos” – Com que cor eu vou?


1 Com que cor eu vou?
1 Com que cor eu vou?

1 1 Gincana no pátio – Lição de casa 1


1 Gincana no pátio
1 Gincana no pátio
1 Descobrir ou não descobrir, eis a questão!
1 Descobrir ou não descobrir, eis a questão! – Lição de casa 2
1 Descobrir ou não descobrir, eis a questão!
1 Descobrir ou não descobrir, eis a questão! – Lição de casa 3
2
2 “Um desafio real” – Contexto inicial e situação-problema
2 Contexto inicial e situação-problema
2 Contexto inicial e situação-problema
2 Hora da brincadeira
2 Hora da brincadeira
2 Hora da brincadeira
2 Leitura e escrita de números – Lição de casa 4
3
2 Leitura e escrita de números
2 Desafio final – Lição de casa 5
2 Desafio final
2 Desafio final
3 “Nomear para comunicar” – Contexto inicial e situação-problema
3 Contexto inicial e situação-problema
3 Contexto inicial e situação-problema
4
3 Hora de resolver problemas – Lição de casa 6
3 Hora de resolver problemas
3 Desafio final
3 Desafio final
4 “Multiplicar por divisão e outras propostas” – Contexto inicial e situação-problema
4 Contexto inicial e situação-problema
4 Contexto inicial e situação-problema
5
4 Jogo
4 Jogo
4 Jogo
4 Descobrindo como descobrir

54 –
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

1 4 Descobrindo como descobrir – Lição de casa 7


4 Hora de resolver problemas
4 Hora de resolver problemas
6
4 Hora da oficina
4 Hora da oficina
4 Hora da oficina
4 Hora da oficina
4 Desafio final
4 Desafio final
4 Desafio final – Lição de casa 8
7
5 “A História e a Matemática” – Contexto inicial e situação-problema
5 Contexto inicial e situação-problema
5 Contexto inicial e situação-problema
5 Contexto inicial e situação-problema
5 Hora de resolver problemas – Lição de casa 9
5 Hora de resolver problemas
5 Hora de resolver problemas
8
5 Desafio final
5 Desafio final
5 Projeto
5 Projeto

2 6 “Distribuidora de brindes” – Contexto inicial e situação-problema


6 Contexto inicial e situação-problema
6 Contexto inicial e situação-problema
9
6 Contexto inicial e situação-problema – Lição de casa 1
6 Contexto inicial e situação-problema
6 Contexto inicial e situação-problema
6 Hora do jogo: Quanto mais dividir, melhor será!
6 Hora do jogo: Quanto mais dividir, melhor será!
6 Hora do jogo: Quanto mais dividir, melhor será!
6 Descobrindo como descobrir
10
6 Descobrindo como descobrir – Lição de casa 2
6 Hora de resolver problemas
6 Hora de resolver problemas
6 Hora de resolver problemas

– 55
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

2 6 Cálculo mental
6 Desafio final – Trilha do resto
6 Desafio final – Trilha do resto – Lição de casa 3

11 6 Desafio final – Trilha do resto


7 “Arte & Matemática – uma combinação interessante” – Contexto inicial e situação-problema
7 Contexto inicial e situação-problema
7 Hora da oficina – Lição de casa 4
7 Hora da oficina
7 Hora da oficina
7 Hora de resolver problemas
12
7 Desafio final – Pentaminós – Lição de casa 5
7 Desafio final – Pentaminós
8 “A água no planeta Terra” – Contexto inicial e situação-problema
8 Contexto inicial e situação-problema
8 Contexto inicial e situação-problema
8 Contexto inicial e situação-problema
8 Contexto inicial e situação-problema
13
8 Contexto inicial e situação-problema
8 Hora do jogo: Baralho das frações
8 Hora do jogo: Baralho das frações
8 Hora de resolver problemas
8 Hora de resolver problemas
8 Leitura e escrita de números – Lição de casa 6
8 Leitura e escrita de números
14
8 Desafio final
8 Desafio final – Lição de casa 7
9 “Produtos orgânicos da marca Verde que te quero verde!” – Contexto inicial e situação-problema
9 Contexto inicial e situação-problema
9 Hora da oficina – Sacolão sustentável
9 Hora da oficina – Sacolão sustentável
9 Hora da oficina – Sacolão sustentável – Lição de casa 8
15
9 Hora da oficina – Sacolão sustentável
9 Hora de resolver problemas
9 Hora de resolver problemas – Lição de casa 9
9 Hora de calcular

56 –
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

2 9 Hora de calcular
9 Desafio final – Lição de casa 10
9 Desafio final

16 9 Projeto
9 Projeto
9 Projeto
9 Projeto

3 10 Capítulo 10: “Matemática no dia a dia” – Contextualização e situação-problema inicial


10 Contextualização e situação-problema inicial
10 Contextualização e situação-problema inicial
17
10 Contextualização e situação-problema inicial – Lição de casa 1
10 Hora da oficina
10 Hora da oficina
10 Hora da oficina
10 Hora da oficina – Lição de casa 2
10 Hora de resolver problemas
10 Hora de resolver problemas
18 10 Hora de resolver problemas – Lição de casa 3
10 Desafio final
10 Desafio final
11 Capítulo 11: “Tangram: da China para o mundo” – Contextualização e situação-problema inicial
11 Contextualização e situação-problema inicial
11 Hora da oficina – Lição de casa 4
11 Hora da oficina
19 11 Hora de resolver problemas
11 Hora de resolver problemas
11 Desafio final
11 Desafio final – Lição de casa 5
11 Desafio final
Capítulo 12: “Esportes olímpicos, motricidade humana e matemática” – Contextualização e situação-
12
problema inicial
12 Contextualização e situação-problema inicial
20
12 Contextualização e situação-problema inicial
12 Contextualização e situação-problema inicial
12 Jogo – Lição de casa 6
12 Jogo

– 57
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

3 12 Jogo
12 Hora de resolver problemas – Lição de casa 7
12 Hora de resolver problemas

21 12 Leitura e escrita de números


12 Leitura e escrita de números – Lição de casa 8
12 Cálculo mental
12 Hora de calcular – Lição de casa 9
12 Hora de calcular
12 Desafio final – Lição de casa 10
12 Desafio final
Capítulo 13 – “Desafios matemáticos com máquinas, múltiplos e frações” – Contextualização e situação-
22 13
problema inicial
13 Contextualização e situação-problema inicial
13 Contextualização e situação-problema inicial
13 Contextualização e situação-problema inicial
13 Fracionando
13 Fracionando – Lição de casa 11
13 Fracionando
23 13 Operando
13 Operando – Lição de casa 12
13 Operando
13 Resolvendo problemas
13 Resolvendo problemas – Lição de casa 13
13 Resolvendo problemas
13 Usando a lógica
24 13 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
13 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
13 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
13 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?

4 14 Capítulo 14: “Números e mais números” – Contextualização e situação-problema inicial


14 Hora do jogo: O segredo do número
14 Hora do jogo: O segredo do número
25 14 Hora do jogo: O segredo do número – Lição de casa 1
14 Hora de resolver problemas
14 Hora de resolver problemas
14 Descobrindo como descobrir

58 –
MATEMÁTICA – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP.

4 14 Hora de calcular – Lição de casa 2


14 Leitura e escrita de números
14 Desafio final – Lição de casa 3

26 14 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
15 Capítulo 15: “Explorações com figuras geométricas” – Contextualização e situação-problema inicial
15 Contextualização e situação-problema inicial
15 Contextualização e situação-problema inicial
15 Hora da oficina
15 Hora da oficina
15 Hora da oficina – Lição de casa 4
27
15 Hora de resolver problemas
15 Hora de resolver problemas
15 Desafio final – Lição de casa 5
15 Desafio final
15 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
16 Capítulo 16: “Dinheiro não cai do céu nem dá em árvore!” – Contextualização e situação-problema inicial
16 Contextualização e situação-problema inicial
28
16 Contextualização e situação-problema inicial
16 Hora da oficina – Transformer – Lição de casa 6
16 Hora da oficina – Transformer
16 Hora da oficina – Transformer
16 Hora de resolver problemas
16 Hora de resolver problemas – Lição de casa 7
16 Hora de resolver problemas
29
16 Hora de calcular
16 Hora de resolver problemas – Leitura e escrita de números
16 Desafio final – Lição de casa 8
16 Desafio final
16 Desafio final
16 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?
17 Capítulo 17: “Mente em movimento”
30
17 “Mente em movimento”
17 “Mente em movimento”
17 “Mente em movimento”
17 Projeto: O que a Matemática tem a ver com a preservação cultural e dos recursos da natureza?

– 59
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Capítulo 1: Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Contexto inicial e situação-problema
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Contexto inicial e situação-problema
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Contexto inicial e situação-problema – Lição de casa 1
1
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Jogo Que número é esse?
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Jogo Que número é esse? – Lição de casa 2
1 Atividade permanente
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Jogo Que número é esse? – Lição de casa 3
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Hora de resolver problemas
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Hora de resolver problemas – Lição de casa 4
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Desafio final
1 Números: de um a cem, de cem a googol, e muito mais – Desafio final
2
1 Atividade permanente
Capítulo 2: Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-
2
problema – 1.o momento
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-problema –
2
1.o momento – Lição de casa 5
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-problema –
2
1.o momento
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-problema –
2
1.o momento – Lição de casa 6
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-problema –
2
1.o momento
3
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Contexto inicial e situação-problema –
2
2.o momento
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Hora da oficina Fita misteriosa
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Hora da oficina Fita misteriosa –
2
Lição de casa 7
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Hora de resolver problemas
Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Hora de resolver problemas – Lição
2
de casa 8
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Hora de resolver problemas
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Desafio final
4
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Desafio final – Lição de casa 9
2 Figuras geométricas com lados retos e figuras geométricas curvas – Desafio final
Capítulo 3: Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Contexto inicial e situação-problema – Lição de
3
casa 10
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Contexto inicial e situação-problema
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Contexto inicial e situação-problema
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Contexto inicial e situação-problema – Lição de casa 11
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Hora do jogo Batalha naval
5 3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Hora do jogo Batalha naval – Lição de casa 12
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Hora de resolver problemas
3 Atividade permanente
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Hora de calcular
60 –
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Hora de calcular – Lição de casa 13


3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Cálculo mental
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Desafio final – Lição de casa 14
6
3 Registros, métodos e cálculos – Por quê? – Desafio final
3 Atividade permanente
4 Capítulo 4: Contar e medir para argumentar e comunicar – Contexto inicial e situação-problema
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Contexto inicial e situação-problema – Lição de casa 15
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Contexto inicial e situação-problema
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Jogo – Lição de casa 16
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Jogo
7
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Jogo
4 Atividade permanente
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Hora de resolver problemas – Lição de casa 17
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Hora de resolver problemas
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Hora de calcular – Lição de casa 18
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Desafio final
4 Contar e medir para argumentar e comunicar – Desafio final
8 4 Projeto
4 Projeto
4 Projeto
4 Projeto

2 5 Capítulo 5: Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Contextualização e situação-problema inicial


Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Contextualização e situação-problema inicial – Lição
5
de casa 1
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Contextualização e situação-problema inicial

9 5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Hora de resolver problemas – Lição de casa 2
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Hora de resolver problemas
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Hora da oficina Máquina de contar o tempo
Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Hora da oficina Máquina de contar o tempo – Lição
5
de casa 3
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Hora da oficina Máquina de contar o tempo
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Desafio final (parte 1) – Lição de casa 4
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Desafio final (parte 1)
10 5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Desafio final (parte 2)
5 Contando o tempo desde os tempos da Babilônia – Desafio final (parte 2)
5 Atividade permanente – Mico da hora
6 Capítulo 6: Transformações geométricas – Simetria – Contextualização e situação-problema inicial

– 61
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 6 Simetria – Contextualização e situação-problema inicial


6 Simetria – Contextualização e situação-problema inicial
6 Simetria – Hora da oficina Enfeites de papel (parte 1)
11 6 Simetria – Hora da oficina Enfeites de papel (parte 1)
6 Simetria – Hora da oficina Enfeites de papel (parte 2) – Lição de casa 5
6 Simetria – Hora da oficina Enfeites de papel (parte 2)
6 Simetria – Hora da oficina Enfeites de papel (parte 2)
6 Simetria – Hora de resolver problemas
6 Simetria – Desafio final – Lição de casa 6
6 Simetria – Desafio final

12 6 Atividade permanente – Figuras simétricas com o tangram oval


6 Atividade permanente – Figuras simétricas com o tangram oval
Capítulo 7: Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Contextualização e situação-problema inicial –
7
Lição de casa 7
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Contextualização e situação-problema inicial
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Contextualização e situação-problema inicial
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Contextualização e situação-problema inicial
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora da oficina
13 7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora da oficina – Lição de casa 8
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora da oficinaa
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora da oficina
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora da oficina
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora de resolver problemas – Lição de casa 9
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Hora de resolver problemas
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Leitura e escrita de números
14 7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Desafio final
7 Dividir e fracionar: muitas operações a realizar – Desafio final
8 Capítulo 8: Substâncias e misturas – Contextualização e situação-problema inicial
8 Substâncias e misturas – Contextualização e situação-problema inicial
8 Substâncias e misturas – Contextualização e situação-problema inicial
8 Substâncias e misturas – Hora da oficina
8 Substâncias e misturas – Hora da oficina – Lição de casa 10
15 8 Substâncias e misturas – Hora da oficina
8 Substâncias e misturas – Hora da oficina – Lição de casa 11
8 Substâncias e misturas – Hora da oficina
8 Substâncias e misturas – Hora de resolver problemas – Lição de casa 12

62 –
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 8 Substâncias e misturas – Hora de resolver problemas


8 Substâncias e misturas – Desafio final
8 Substâncias e misturas – Desafio final – Lição de casa 13
16 8 Projeto
8 Projeto
8 Projeto
8 Projeto

3 9 Capítulo 9 – Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Contextualização e situação-problema inicial


Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Contextualização e situação-problema inicial –
9
Lição de casa 1
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Contextualização e situação-problema inicial
17 9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Oficina – Lição de casa 2
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Oficina
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Oficina
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Hora de resolver problemas – Lição de casa 3
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Hora de resolver problemas
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Leitura e escrita de números
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Hora de calcular – Lição de casa 4
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Desafio final
18
9 Atacarejos: oportunidades de multiplicação e divisão – Desafio final – Lição de casa 5
Capítulo 10 – Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial –
10
Na arte e no magistério
Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial – Na arte e
10
no magistério
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial – Na arquitetura
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial – Na arquitetura
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial – Na astronomia

19 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Contextualização e situação-problema inicial – Na astronomia –
10
Lição de casa 6
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Hora da oficina Manipulação de formas – 1.a parte
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Hora da oficina Manipulação de formas – 1.a parte
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Hora da oficina Manipulação de formas – 2.a parte
Em nossa vida diária, onde está a geometria? – Hora da oficina Manipulação de formas – 2.a parte –
10
Lição de casa 7
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? Hora de resolver problemas
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? Hora de resolver problemas
20 10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? Hora de resolver problemas
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? Desafio final
10 Em nossa vida diária, onde está a geometria? Desafio final
Capítulo 11 – Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Contextualização e situação-
11
-problema inicial – Lição de casa 8

– 63
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Contextualização e situação-problema inicial


11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Contextualização e situação-problema inicial
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora da oficina Estações de medir

21 11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora da oficina Estações de medir
Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora da oficina Estações de medir – Lição
11
de casa 9
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora da oficina Estações de medir
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora da oficina Estações de medir
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Sistemas de medir
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora de resolver problemas – Lição de casa 10
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Hora de resolver problemas
22 11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Desafio final
11 Comparar, empregar padrões de medição e realizar cálculos – Desafio final – Lição de casa 11
12 Capítulo 12 – Contexto e situação-problema inicial
12 Contexto e situação-problema inicial
12 Contexto e situação-problema inicial
12 Contexto e situação-problema inicial
12 Hora da oficina Dividindo o resto
23 12 Hora da oficina Dividindo o resto
12 Hora da oficina Dividindo o resto
12 Hora de resolver problemas – Lição de casa 12
12 Hora de resolver problemas
12 Hora de calcular
12 Desafio final
12 Desafio final – Lição de casa 13
24 12 Projeto
12 Projeto
12 Projeto
12 Projeto

4 13
Capítulo 13 – Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextuali-
zação e situação-problema inicial
Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextualização e situação-
13
-problema inicial – 1.a parte
Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextualização e situação-
13
-problema inicial – 1.a parte – Lição de casa 1
25 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextualização e situação-
13
-problema inicial – 1.a parte
Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextualização e situação-
13
-problema inicial – 2.a parte – Lição de casa 2
Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Contextualização e situação-
13
-problema inicial – 2.a parte
13 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Hora do jogo – Lição de casa 3
64 –
MATEMÁTICA – 5.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 13 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Hora do jogo


13 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Hora de resolver problemas
Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Hora de resolver problemas
13
– Lição de casa 4

26 13 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Hora de calcular


13 Preenchendo espaços em formato de robô e resolvendo situações-problema – Desafio final – Lição de casa 5
Capítulo 14 – Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Contextualização e situação-
14
-problema inicial
Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Contextualização e situação-problema inicial –
14
Lição de casa 6
14 Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Hora da oficina
Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Hora de resolver problemas de análise
14
combinatória – Lição de casa 7
14 Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Desafio final
27 14 Quantas são? Quantas há? Como organizar uma contagem? – Desafio final
Capítulo 15 – Frações, decimais e a divisão – inseparáveis – Contextualização e situação-problema inicial –
15
Lição de casa 8
15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Contextualização e situação-problema inicial
15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Hora da oficina Em busca do trio perfeito – Lição de casa 9
15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Hora de resolver problemas
15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Hora de resolver problemas
15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Hora de calcular – Lição de casa 10
28 15 Frações, decimais e a divisão: inseparáveis – Desafio final
16 Capítulo 16 – Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 1.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 1.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 1.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 2.a parte – Lição de casa 11
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 3.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 3.a parte
29 16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 3.a parte – Lição de casa 12
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 4.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 4.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 5.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 5.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 6.a parte
16 Com a matemática, nas descobertas e caminhos do conhecimento – 6.a parte
30 16 Projeto
16 Projeto
16 Projeto
16 Projeto

– 65
CIÊNCIAS – 2.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Suas experiências – Atividade inicial – Minhas primeiras ideias


1 1 Exploração e descoberta – Hora do texto / Diálogo com o texto
1 Exploração e descoberta – Jogos e brincadeiras
1 Exploração e descoberta – Hora do texto
2 1 Diálogo com o texto – Lição de casa 1: O corpo humano e seus cuidados
1 Ampliação dos saberes – Brincadeira das etiquetas – Lição de casa 2: Seu autorretrato
1 Produção de texto
3 1 Suas experiências – Atividade inicial
1 Exploração e descoberta – Hora do texto / Diálogo com texto
1 Oficina de sensações – Lição de casa 4: Os órgãos dos sentidos
4 1 Ampliação dos saberes – O corpo e suas incríveis características
1 Hora do texto – As ciências e as tecnologias
1 Suas experiências – Atividade inicial
5 1 Exploração e descoberta – Hora do texto
1 Exploração e descoberta – Hora do texto
1 Exploração e descoberta – Hora do texto
6 1 Ampliação dos saberes – Diálogo com o presente – Lição de casa 3: O corpo humano e seus cuidados
1 Ampliação dos saberes – Diálogo com o presente
1 Diálogo com o texto
7 1 Diálogo com o texto
1 Produção de texto
1 Produção de texto
8 1 Sua criação
1 Sua criação

2 2 Os seres vivos e o ambiente – Suas experiências – Atividade inicial


9 2 Exploração e descoberta – Hora do texto
2 Exploração e descoberta – Hora do texto
2 Diálogo com o texto
10 2 Diálogo com o texto – Lição de casa 1
2 Ampliação dos saberes
2 Ampliação dos saberes
11 2 Suas experiências – Atividade inicial – Lição de casa 2
2 Exploração e descoberta – Hora do texto
2 Diálogo com o texto
12 2 Exploração e descoberta – Experiência
2 Exploração e descoberta – Experiência
66 –
CIÊNCIAS – 2.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 2 Produção de texto – Lição de casa 3


13 2 Produção de texto
2 Desafio final
2 Hora do texto – Lição de casa 4
14
2 Sua criação – Desafio final
2 Suas experiências – Atividade inicial
15 2 Hora do texto
2 Diálogo com o texto
2 Suas experiências – Atividade inicial – Jogos e brincadeiras
16 2 Sua criação – Produção de texto
2 Sua criação – Desafio final

3 3 A adaptação dos seres vivos no planeta Terra – Suas experiências – Atividade inicial
17 3 Exploração e descoberta – Hora do texto: Hábitos diurnos e noturnos
3 Diálogo com o texto
3 Suas experiências – Troca de ideias – Ampliação dos saberes – Diálogo com o texto
18 3 Diálogo com o texto
3 Sua criação – Desafio final – Lição de casa 1
3 Sua criação – Desafio final
19 3 Exploração e descoberta – Hora do texto: Estrela Sol e o planeta Terra
3 Hora de investigar / Suas conclusões – Lição de casa 2
3 Suas experiências – Atividade inicial
20 3 Exploração e descoberta – Hora do texto: E assim se formou a sombra...
3 Diálogo com o texto
3 Jogos e brincadeiras – Lição de casa 3
21 3 Ampliação dos saberes – Hora do texto: A Lua e a Terra – Diálogo com o texto
3 Diálogo com o texto
3 Sua criação – Desafio final
22 3 Suas experiências – Atividade inicial
3 Exploração e descoberta – Hora do texto: Fenômenos da natureza – Diálogo com texto
3 Diálogo com o texto
23 3 Suas experiências – Troca de ideias – Exploração e descoberta / Hora de investigar – A previsão do tempo
3 Hora da investigação – Como está o tempo?
3 Ampliação dos saberes – O tempo pode ser medido?
24 3 Exploração e descoberta – Hora de investigar
3 Produção de texto / Sua criação

– 67
CIÊNCIAS – 2.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

4 4 Suas experiências – Atividade inicial – Suas primeiras ideias – Situação-problema


25 4 Exploração e descoberta – Hora do texto: Planeta Terra – Recursos naturais – Recursos renováveis
4 Exploração e descoberta – Hora de investigar
4 Diálogo com o texto
26 4 Ampliação de saberes – Hora do texto: Água – recurso indispensável à vida – Lição de casa 1
4 Debate – Suas conclusões
4 Produção de texto
27 4 Sua criação – Desafio final – Hora do texto – Situação-problema
4 Suas experiências – Atividade inicial – Agora é com você
4 Exploração e descoberta – Hora do texto: Matéria-prima – Diálogo com o texto
28 4 Hora do jogo: Como era e como ficou – Lição de casa 2
4 Produção de texto – Sua criação – Desafio final
4 Suas experiências – Atividade inicial
Exploração e descoberta – Hora do texto: O lixo na sala de aula, na escola e em diferentes ambientes –
4
29 Diálogo com o texto
Ampliação de saberes – Leitura de imagens – O lixo em diferentes ambientes – Hora do texto / Troca de
4
ideias – Lição de casa 3
Exploração e descoberta – Hora do texto: O que fazer com os resíduos? – Diálogo com o texto – Lição de
4
30 casa 4
4 Produção de texto

68 –
CIÊNCIAS – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias


1 1 Exploração e descoberta / Hora da oficina / Experiência
1 Exploração e descoberta / Hora do texto / Sua criação
1 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias (1.o momento)
2 1 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias (2.o momento)
1 Exploração e descoberta – Animais diferentes, características iguais
1 Exploração e descoberta / Suas conclusões
3 1 Exploração e descoberta / Hora do texto – Vertebrados e invertebrados / Diálogo com o texto
1 Ampliação dos saberes / Hora de investigar / Lição de casa 1
1 Pesquisa de campo – Animais invertebrados terrestres
4 1 Pesquisa de campo – Animais invertebrados terrestres
1 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias
1 Exploração e descoberta / Hora do texto – Insetos sociais / Diálogo com o texto
5 1 Exploração e descoberta / Hora do texto – Os animais invertebrados e nossa saúde – Lição de casa 2
1 Produção de texto / Hora da escrita
1 Ampliação dos saberes
6 1 Ampliação dos saberes / Saiba mais – Conhecer e prevenir / Lição de casa 3
1 Exploração e descoberta / Hora do texto
1 Exploração e descoberta / Pesquisa / Lição de casa 4
7 1 Exploração e descoberta / Pesquisa
1 Produção de texto / Hora da escrita
1 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias
8 1 Exploração e descoberta – Os movimentos da Terra
1 Produção de texto / Hora da escrita

2 2 Os animais vertebrados e sua classificação – Suas experiências / Atividade inicial


9 2 Exploração e descoberta / Hora do texto – Animais vertebrados – Classificação dos vertebrados
2 Classificação dos vertebrados
2 Troca de ideias / Hora do texto – Peixes
10 2 Hora do texto – Características dos peixes / Diálogo com o texto / Lição de casa 1
2 Ampliação dos saberes / Apresentação da proposta para o 1.o momento
2 Troca de ideias – Anfíbios / Hora do texto
11 2 Diálogo com o texto / Agora é com você – Lição de casa 2
2 Troca de ideias – Répteis / Hora do texto – Características dos répteis

– 69
CIÊNCIAS – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

2 2 Troca de ideias – Répteis / Hora do texto – Características dos répteis


12 2 Diálogo com o texto – Répteis
2 Ampliação dos saberes – Projeto Tamar
2 Ampliação dos saberes – Projeto Tamar
13 2 Exploração e descoberta / Troca de ideias – Aves
2 Momento cidadão
2 Hora do texto – Características das aves
14 2 Ampliação dos saberes / Hora do desafio – Situação-problema
2 Aves que imitam a voz humana – Agora é com você
Ampliação dos saberes – Meu livro / Apresentação da proposta para o 2.o momento / Troca de ideias –
2
Mamíferos
15 2 Hora do texto – Características dos mamíferos / Diálogo com o texto / Lição de casa 3
2 Ampliação dos saberes – A diversidade dos animais
2 Exploração e descoberta / Hora de investigar
16 2 Ampliação dos saberes
2 Produção de texto / Sua criação / Lição de casa 4

3 3 A interdependência dos vegetais e de outros seres vivos – Suas experiências / Atividade inicial
17 3 Exploração e descoberta / Hora do texto – A riqueza vegetal do nosso país – Diálogo com o texto
3 Diálogo com o texto
3 Troca de ideias / Hora do texto – Hora de investigar
18 3 Hora de investigar
3 Sua criação / Desafio final
3 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias
19 3 Exploração e descoberta / Hora do texto – Plantas terrestres, aquáticas ou aéreas
3 Diálogo com o texto / Lição de casa 1
3 Ampliação dos saberes / Hora do texto – Tipos de vegetais
20 3 Diálogo com o texto / Lição de casa 2
3 Exploração e descoberta / Hora de investigar – De olho nos vegetais
3 Hora do texto – Conhecendo as partes das plantas
21 3 Diálogo com o texto
3 Hora do texto – Folhas e mais folhas
3 Hora de investigar – Circuito de experiências
22 3 Registro das experiências – Suas conclusões / Lição de casa 3
3 Exploração e descoberta / Hora de investigar – As partes da flor

70 –
CIÊNCIAS – 3.O ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 3 Hora do desafio / Lição de casa 4


23 3 Hora do texto – Frutos / Diálogo com o texto
3 Produção de texto – Hora da escrita
3 Suas experiências / Atividade inicial – Troca de ideias
24 3 Ampliação dos saberes – Desmatamento e queimadas / Lição de casa 5
3 Produção de texto / Sua criação

4 4 Suas experiências / Atividade inicial – Suas primeiras ideias


25 4 Exploração e descoberta / Hora do texto – Os alimentos nutrem o nosso corpo
4 Hora do desafio
4 Ampliação de saberes – Os alimentos e a saúde / Diálogo com o texto / Lição de casa 1
26 4 Exploração e descoberta – Jogos e brincadeiras
4 Hora de investigar
4 Ampliação de saberes / Hora do texto – Os alimentos na pirâmide alimentar / Diálogo com o texto
27 4 Diálogo com o texto / Lição de casa 2
4 Exploração e descoberta / Hora do texto – A dieta ideal para cada pessoa
4 Diálogo com o texto / Hora do desafio
28 4 Produção de texto / Hora da escrita
4 Desafio final
4 Atividade inicial – Suas primeiras ideias
29 4 Exploração e descoberta / Hora do texto – Tipos de alimentos / Diálogo com o texto / Lição de casa 3
4 Hora de investigar / Ampliação de saberes – A tecnologia na alimentação
4 Diálogo com o texto / Hora de investigar / Lição de casa 4
30 4 Hora do jogo
4 Produção de texto / Hora da escrita

– 71
CIÊNCIAS – 4.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1
1 Suas experiências – Atividade inicial – Suas primeiras ideias

1 Exploração e descoberta – Hora do texto – Biomas brasileiros / Diálogo com o texto

Ampliação de saberes – Meu livro – Biomas brasileiros (1.a parte) / Exploração e descoberta – Hora do texto –
1 Conhecendo a diversidade brasileira – Biodiversidade brasileira – Principais causas da destruição dos biomas /
Desafio – Situação-problema
2
Exploração e descoberta – Os biomas brasileiros: Amazônia – Biodiversidade ameaçada / Diálogo com o
1
presente – Troca de ideias

1 Exploração e descoberta – Pantanal – Biodiversidade ameaçada –/ Diálogo com o presente – Troca de ideias
3
1 Exploração e descoberta – Campos – Biodiversidade ameaçada – Considerações finais / Diálogo com o texto

Ampliação de saberes – Meu livro – Biomas brasileiros (2.a parte) / Exploração e descoberta – Caatinga –
1
4 Biodiversidade ameaçada / Diálogo com o presente – Troca de ideias

1 Exploração e descoberta – Cerrado – Biodiversidade ameaçada / Diálogo com o presente – Troca de ideias

Exploração e descoberta – Mata atlântica – Biodiversidade ameaçada – Considerações finais / Diálogo com
1
o texto
5
Exploração e descoberta – Jogos e brincadeiras – A fauna e a flora dos nossos biomas – Registro do jogo /
1
Produção de texto – Protegendo os biomas brasileiros

1 Sua criação – Desafio final


6
1 Exploração e descoberta – Cadeia alimentar / Desafio – Situação-problema / Agora é com você

1 Ampliação de saberes – Hora do texto – Os elos de uma cadeia alimentar / Diálogo com o texto
7
1 Jogos e brincadeiras – Quem como quem? – Registro da brincadeira / Hora da experiência

Exploração e descoberta – Hora do texto – Cadeias alimentares em desequilíbrio / Diálogo com o texto /
1
Desafio – Situação-problema
8
Hora da oficina – Montando cadeias alimentares / Produção de texto – Hora da escrita / Sua criação –
1
Desafio final

Observação: em virtude da reformulação dos cadernos de Ciências do 4.o ano, a programação do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada posteriormente,
em tempo hábil.

72 –
CIÊNCIAS – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

1 1
1 A eletricidade – um tipo de energia

1 A eletricidade – um tipo de energia

2 Como se obtém eletricidade?


2
2 Como se obtém eletricidade?

2 Como se obtém eletricidade?


3
2 Como se obtém eletricidade?

2 Como se obtém eletricidade?


4
3 A eletricidade a serviço do homem

3 A eletricidade a serviço do homem


5
3 A eletricidade a serviço do homem

3 A eletricidade a serviço do homem


6
4 A eletricidade na natureza

4 A eletricidade na natureza
7
4 A eletricidade na natureza

4 A eletricidade na natureza
8
4 A eletricidade na natureza

2 9
5 O homem e o universo

5 O homem e o universo

5 O homem e o universo
10
5 O homem e o universo

6 A Via Láctea, nossa galáxia


11
6 A Via Láctea, nossa galáxia

6 A Via Láctea, nossa galáxia


12
6 A Via Láctea, nossa galáxia

6 A Via Láctea, nossa galáxia


13
7 Nosso mundo colorido

7 Nosso mundo colorido


14
7 Nosso mundo colorido

7 Nosso mundo colorido


15
8 Conservação do planeta: a união faz a força

8 Conservação do planeta: a união faz a força


16
8 Conservação do planeta: a união faz a força

– 73
CIÊNCIAS – 5.o ANO
CAD. SEM. CAP. PROGRAMA

3 17
9 Somos todos diferentes / A célula

9 Somos todos diferentes / A célula

9 Somos todos diferentes / A célula


18
10 Sistema nervoso / Como tudo começou

10 Sistema nervoso / Como tudo começou


19
10 Sistema nervoso / Como tudo começou

11 O esqueleto humano / O sistema muscular


20
11 O esqueleto humano / O sistema muscular

11 O esqueleto humano / O sistema muscular


21
12 O sistema digestório / O sistema respiratório

12 O sistema digestório / O sistema respiratório


22
12 O sistema digestório / O sistema respiratório

12 O sistema digestório / O sistema respiratório


23
13 O sistema circulatório / O sistema urinário

13 O sistema circulatório / O sistema urinário


24
13 O sistema circulatório / O sistema urinário

4 25
14 O sistema sensorial – visão

14 O sistema sensorial – visão

15 O sistema sensorial – audição


26
15 O sistema sensorial – audição

16 O sistema sensorial – tato


27
16 O sistema sensorial – tato

17 O sistema sensorial – olfato e paladar


28
17 O sistema sensorial – olfato e paladar

17 O sistema sensorial – olfato e paladar


29
18 Os direitos das crianças / Os direitos dos idosos

18 Os direitos das crianças / Os direitos dos idosos


30
18 Hábitos prejudiciais à saúde

74 –
HISTÓRIA/GEOGRAFIA – 2.O ANO
PROGRAMA
CAD. SEM. CAP.
HISTÓRIA GEOGRAFIA

1 1 1 O baú de Clara Meu lugar no mundo

2 1 Nomes e suas histórias Planeta Terra

3 1 Pistas que nos identificam Planeta Terra

4 1 Famílias de todos os jeitos Ver, perceber e compreender o mundo

5 1 Jogo da família Brasil no mundo e regiões

6 1 Famílias indígenas, africanas e antigas Meu corpo ocupa lugar no espaço

7 1 Sua criação Meu corpo ocupa lugar no espaço

8 – Ajuste

2 9 2 Tempo... tempo dos indígenas O que dizem nossas casas

10 2 Quanto tempo? O que dizem nossas casas

11 2 Fontes históricas Moradias indígenas / quilombolas

12 2 Linha do tempo Desabamentos

13 2 Tudo tem seu tempo Jogo – as casas mudam com o tempo

14 2 Tudo tem seu tempo Espaços da casa

15 2 Desafio final Maquete

16 – Ajuste

3 17 3 Tempo – Calendário Lugares diferentes, escolas diferentes

18 3 Tempo – Calendário Lugares diferentes, escolas diferentes

19 3 Tempo – Calendário Escolas indígenas, escolas africanas

20 3 Diferentes tipos de escolas É hora de sua escola

21 3 Escola também tem história Jogo – profissionais da escola

22 3 Escola também tem história Sala de aula – maquete

23 3 Produção de texto Sala de aula – maquete

24 – Ajuste

4 25 4 Criança e brincadeiras Ruas e caminhos

26 4 Jeitos de brincar Ruas de ontem e de hoje

27 4 Jeitos de brincar Rua da sua escola

28 4 Trabalho infantil Rua da sua escola / ruas do mundo

29 4 Trabalho infantil Caminhos

30 – Ajuste

– 75
HISTÓRIA/GEOGRAFIA – 3.O ANO
PROGRAMA
CAD. SEM. CAP.
HISTÓRIA GEOGRAFIA

1 1
1 Crianças do mundo
1 De olho na paisagem
1 Nossas diferenças e semelhanças culturais: Portugal
2
1 Diferentes pontos de vista
1 Brasil indígena
3
1 Visão que confunde
1 Japão e Tanzânia
4
1 Detalhes que marcam (pontos de referência)
1 Itália e China
5
1 Pontos de referência pelo mundo
1 Origem das famílias
6
1 Os arredores da minha escola
1 Origem das famílias
7
1 Quarteirão
– Ajuste
8
– Ajuste

2 9
2 História do bairro
2 A organização do espaço
2 Conhecendo a História para tornar viva a memória
10
2 A organização do espaço
2 A História do meu bairro
11
2 Tipos de bairros
2 Jogo – Na trilha dos bairros
12
2 Tipos de bairros
2 A origem dos bairros
13
2 Como chegar – A tecnologia a serviço da Geografia
2 Em busca de um bairro para morar
14
2 Maquete
2 Seu bairro virou notícia
15
2 Maquete
– Ajuste
16
– Ajuste

76 –
HISTÓRIA/GEOGRAFIA – 3.O ANO
PROGRAMA
CAD. SEM. CAP.
HISTÓRIA GEOGRAFIA

3 17
3 Mudam os tempos, mudam as paisagens
3 Bairros da cidade
3 Os costumes mudam com o passar dos tempos
18
3 Diferentes representações
3 Invenções que mudaram a humanidade
19
3 Planta, legenda e maquete
3 Invenções que mudaram a humanidade
20
3 Mapa mental – Croqui
3 As profissões e a tecnologia
21
3 Mapa
O impacto causado pela evolução tecnológica
3
22 na vida humana
3 Os serviços do bairro
3 Ajuste
23
3 Serviços públicos – Alguns profissionais
– Ajuste
24
– Ajuste

4 25
4 Toda cidade tem uma história para contar
4 Diferentes paisagens: natural e antrópica
4 Cidades de todos os jeitos
26
4 Paisagens e mais paisagens
4 Onde pesquisar histórias de cidades?
27
4 Como ler uma paisagem em diferentes planos?
4 Patrimônio histórico e cultural
28
4 Como ler uma paisagem em diferentes planos?
4 Patrimônio histórico e cultural
29
4 Paisagens... Trabalho... Mudanças
4 Preservação do patrimônio histórico
30
4 Paisagem... mudanças e permanências...

– 77
HISTÓRIA/GEOGRAFIA – 4.o ANO
PROGRAMA
CAD. SEM. CAP.
GEOGRAFIA HISTÓRIA

1 1 Representações cartográficas

1 1 Representações cartográficas

1 Desbravando territórios

1 Desbravando territórios

2 1 Os mapas também têm história

1 Os mapas também têm história

1 Como as terras brasileiras foram ocupadas

3 1 Como as terras brasileiras foram ocupadas

1 Como as terras brasileiras foram ocupadas

1 Como se medem mapas

4 1 Como se medem mapas

1 Monstros dos mares – especiarias

1 Monstros dos mares – especiarias

5 1 Monstros dos mares – especiarias

1 Legenda

1 Legenda

6 1 Grandes navegadores – Cabral e Colombo

1 Grandes navegadores – Cabral e Colombo

1 Grandes navegadores – Cabral e Colombo

7 1 Orientação

1 Orientação

1 Cultura indígena

8 1 Cultura indígena

1 Cultura indígena

Observação: em virtude da reformulação dos cadernos de História / Geografia do 4.o ano, a programação do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada
posteriormente, em tempo hábil.

78 –
INGLÊS – 4.o ANO
CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Lesson one – Let’s make friends

2 Lesson one – Exercises

3 Lesson two – Let’s preserve water

4 Lesson two – Exercises

5 Exercises – Ajuste

6 Lesson three – Let’s plant a tree

7 Lesson three – Exercises

8 Lesson four – Let the sun shine

9 Lesson four – Exercises

10 Lesson five – Let the animals be free

11 Lesson five – Exercises

12 Lesson six – Love to give

13 Lesson six – Exercises

14 Lesson seven – Something to learn

15 Lesson seven – Exercises

16 Ajuste

2 17 Lesson one – Making friends

18 Lesson one – Exercises

19 Lesson two – Someone to care

20 Lesson two – Exercises

21 Lesson three – Working together

22 Lesson three – Exercises

23 Lesson four – What is happening

24 Lesson four – Exercises

25 Lesson five – Go around

26 Lesson five – Exercises

27 Lesson six – Do your best

28 Lesson six – Exercises

29 Lesson seven – Giving thanks

30 Lesson seven – Exercises

84 –
INGLÊS – 5.o ANO
CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 First lesson – Listening / reading

2 First lesson – Speaking and writing

3 Second lesson – Listening / reading

4 Second lesson – Speaking and writing

5 Third lesson – Listening / reading

6 Third lesson – Speaking and writing

7 Fourth lesson – Listening / reading

8 Fourth lesson – Speaking and writing

9 Fifth lesson – Listening / reading

10 Fifth lesson – Speaking and writing

11 Sixth lesson – Listening / reading

12 Sixth lesson – Speaking and writing

13 Seventh lesson – Listening / reading

14 Seventh lesson – Speaking and writing

15 Eighth lesson – Listening / reading

16 Eighth lesson – Speaking and writing

2 17 First lesson – Listening / reading

18 First lesson – Speaking and writing

19 Second lesson – Listening / reading

20 Second lesson – Speaking and writing

21 Third lesson – Listening / reading

22 Third lesson – Speaking and writing

23 Fourth lesson – Listening / reading

24 Fourth lesson – Speaking and writing

25 Fifth lesson – Listening / reading

26 Fifth lesson – Speaking and writing

27 Sixth lesson – Listening / reading

28 Sixth lesson – Speaking and writing

29 Thanksgiving activities

30 Thanksgiving activities

– 85
ARTE – 2.o ANO
PERÍODO
CAD. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
DIDÁTICO
1 Apresentação
2 Pingos e borrifos

3 Agora, é a sua vez! Crie uma obra no estilo de Pollock


1. bimestre
o
4 Continuação do trabalho (Pollock)
1 – Identificando
1 – Os artistas uma obra de arte
e a arte 5 Conhecendo outras assinaturas

6 Conhecendo outras assinaturas

7 Crie sua assinatura

8 Ajuste

9 O circo de todos os tempos

10 Os artistas de circo

11 O Brasil também tem circo


2. bimestre
o
12 Agora, é a sua vez!
2 – Todas as
2 – Diversidade artes – O circo
artística e cultural 13 O circo no olhar do artista – Alexander Calder

14 Agora, é a sua vez!


15 Crie seu circo
Anual
16 Apresentação dos trabalhos

17 Apresentação

18 Explorando texturas – saco surpresa

19 Percebendo o ambiente – utilizando a técnica da frottage


3. bimestre
o
20 Composição com as texturas descobertas
3 – Arte e 3 – Textura tátil
natureza 21 Continuação do trabalho – texturas

22 A textura na representação do artista – Max Ernst

23 Carimbo das mãos e dos dedos

24 Ajuste

25 Ritmo e ponto

26 Tudo começa com um ponto – Wassily Kandinsky


4. bimestre
o
27 Agora, é com você!
4 – Fundamentos 4 – Ponto e linha
da arte 28 Kandinsky e as linhas

29 Ajuste

30 Ajuste

86 –
ARTE – 3.o ANO
PERÍODO
CAD. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
DIDÁTICO
1 Retratos da sociedade – Dinossauros

2 Dinossauros que viveram no Brasil

3 Sua criação

1 – Retratos da sociedade – 4 Arte rupestre


1. bimestre
o
Dinossauros 5 Pré-História – Arte rupestre
1 – Os artistas
e a arte 6 Pré-História no Brasil

7 Grafite

8 Existia música na Pré-História

2 – A arte e as questões 9 A arte e as questões sociais


sociais 10 Sebastião Salgado

11 Criança na arte

12 As meninas – Diego Velásquez


3 – Figura humana
13 Personagens da obra

14 Represente uma criança do seu tempo


2.o bimestre
2 – Diversidade 15 Grafismos indígenas
Anual cultural
16 Grafismo de cada um
4 – Arte brasileira –
17 Artefatos indígenas
Arte indígena
18 Arte indígena – Máscaras

19 Máscaras (continuação)

20 Desenho de memória

21 Tarsila do Amaral e a natureza


5 – As linhas e as formas
22 Tarsila do Amaral (continuação)
na natureza
3. bimestre
o
23 Abaporu
3 – Arte e
natureza 24 Ilustração científica

25 As cores na paisagem
6 – As cores na paisagem
26 Imaginando a paisagem

7 – Imaginando a paisagem 27 Realidade e representação

28 Teatro de bonecos
4.o bimestre
4 – Fundamentos 8 – Artes do corpo 29 Fantoches
da arte
30 Fantoches

– 87
ARTE – 4.o ANO
PERÍODO
CAD. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
DIDÁTICO
1 Retratos de família

2 Retrato – realidade ou imaginação


1 – Retrato
1.o bimestre 3 Sua criação

1 – Os artistas e 4 Sua criação (continuação)


a arte
5 Autorretrato
Figura humana
na arte 6 Desenhe seu autorretrato
2 – Autorretrato
7 Retratando seu colega – oficina

8 Oficina (continuação)

9 Pinturas históricas

10 Aquarelando – oficina
3 – Artistas viajantes
11 Desenho de memória
2. bimestre
o
12 Um novo olhar – oficina
2 – Diversidade 13 Arte africana
artística e cultural
4 – Matrizes da cultura 14 Agora é com você – oficina
africana na arte
brasileira 15 Corpo e movimento
Anual
16 Apresentação dos grupos

17 Paisagem urbana
5 – Arte como
apresentação 18 Paisagem natural
Paisagem
19 Agora é com você – oficina

3.o bimestre 20 Capturando a luz


6 – Luz e sombra
3 – Arte e natureza 21 Agora é com você

22 Telhados, portas e janelas


7 – Telhados, portas
23 Agora é com você
e janelas
24 Oficina (continuação)

25 Teatro – personagem

4.o bimestre 26 Elementos cênicos – figurino, acessórios e maquiagem

4 – Fundamentos 8 – Linguagens da arte 27 Elementos cênicos – cenários


da arte
Teatro 28 Elementos cênicos – sonoplastia e dramaturgia
Arte como
expressão 29 Apresentação dos grupos

30 Apresentação dos grupos

88 –
ARTE – 5.o ANO
CAD. SEM. PROGRAMA

1 Apresentação do material e seu uso (ler orientações no manual do professor)


1
2 O ponto – atividade

3 O ponto – oficina

4 Linha – atividade

5 Linha – oficina

6 Plano – atividade

7 Plano – oficina

8 Plano – oficina (continuação)

9 Cor: luz e sombra – atividades

10 Cor: luz e sombra – oficina

11 Figura humana – atividade

12 Figura humana – oficina

13 Textura – atividade

14 Textura – oficina

15 Textura – oficina (continuação)

16 Avaliação dos trabalhos

17 Folclore – atividade
2
18 Folclore – oficina

19 Folclore – oficina

20 Folclore – oficina

21 Colagem – mosaico, vitral

22 Colagem – oficina

23 Colagem – oficina

24 Arte e sociedade – O que mudou... O antes e o depois da Semana de Arte Moderna

25 Arte e sociedade – oficina – criar um novo ambiente a partir de alguns elementos

26 Arte e sociedade – oficina

27 Avaliação dos alunos

28 Oficina de Natal

29 Oficina de Natal

30 Oficina de Natal

– 89
Do 6. ao 9. ano
o o

Ensino
Fundamental

98 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Suas experiências
1. A apresentação pessoal – Exploração e descoberta
1 1. A apresentação pessoal – Sua criação – Criação de camiseta
1. A apresentação pessoal – Sua criação – Criação de camiseta
2. A mímica – Exploração e descoberta
2. A mímica – Sua criação – Expressão facial
2. A mímica – Sua criação – Jogo de mímica
2 2. A mímica – Sua criação – Jogo de mímica
3. A entonação – Exploração e descoberta
3. A entonação – Exploração e descoberta
3. A entonação – Exploração e descoberta
4. O texto escrito – Exploração e descoberta
3 4. O texto escrito – Exploração e descoberta
4. O texto escrito – Sua criação
1
4. O texto escrito – Sua criação
5. A música – Exploração e descoberta
5. A música – Exploração e descoberta
4 5. A música – Exploração e descoberta
6. As artes visuais – Exploração e descoberta
6. As artes visuais – Sua criação – Obra visual
6. As artes visuais – Sua criação – Obra visual
7. Linguagens especiais – Exploração e descoberta
5 7. Linguagens especiais – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Sua criação – Festa à fantasia
Sua criação – Festa à fantasia
6 Sua criação – Festa à fantasia
Suas experiências
1. A língua – Exploração e descoberta
1. A língua – Sua criação – Palavras cruzadas
2. Palavras – Exploração e descoberta
7 2. Palavras – Exploração e descoberta
2. Palavras – Exploração e descoberta
2
Ampliação dos saberes
Sua criação – Texto coletivo – Brincadeira com palavras
Sua criação – Texto individual – Uma situação imaginada
8 Sua criação – Texto individual – Uma situação imaginada
Ajuste
Ajuste
– 99
LÍNGUA PORTUGUESA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Suas experiências
1. Uma maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
9 1. Uma maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
1. Uma maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
1. Uma maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
1. Uma maneira de explicar um fato – Sua criação – Diálogo
1. Uma maneira de explicar um fato – Sua criação – Diálogo
10 2. Outra maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
2. Outra maneira de explicar um fato – Exploração e descoberta
2. Outra maneira de explicar um fato – Sua criação – Uma história interessante
2. Outra maneira de explicar um fato – Sua criação – Uma história interessante
3
3. Como tudo começou – Exploração e descoberta
11 3. Como tudo começou – Exploração e descoberta
3. Como tudo começou – Sua criação – Uma situação absurda
3. Como tudo começou – Sua criação – Uma situação absurda
4. A origem do português – Exploração e descoberta
4. A origem do português – Exploração e descoberta
12 Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Sua criação – A fundação da cidade
Sua criação – A fundação da cidade
13 Suas experiências
1. Mudanças no estilo de vida – Exploração e descoberta
1. Mudanças no estilo de vida – Exploração e descoberta
1. Mudanças no estilo de vida – Sua criação – Propaganda em dois tempos
1. Mudanças no estilo de vida – Sua criação – Propaganda em dois tempos
14 2. Lembranças – Exploração e descoberta
2. Lembranças – Exploração e descoberta
2. Lembranças – Exploração e descoberta
2. Lembranças – Exploração e descoberta
4
Ampliação dos saberes
15 Ampliação dos saberes
Sua criação – Comparação entre gerações
Sua criação – Comparação entre gerações
Ajuste
Ajuste
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste
100 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Suas experiências
1. A chegada dos portugueses – Exploração e descoberta
17 1. A chegada dos portugueses – Exploração e descoberta
1. A chegada dos portugueses – Exploração e descoberta
1. A chegada dos portugueses – Exploração e descoberta
2. O ponto de vista dos indígenas – Exploração e descoberta
2. O ponto de vista dos indígenas – Exploração e descoberta
18 2. O ponto de vista dos indígenas – Exploração e descoberta
2. O ponto de vista dos indígenas – Exploração e descoberta
2. O ponto de vista dos indígenas – Sua criação – Diário de um(a) nativo(a)
5 2. O ponto de vista dos indígenas – Sua criação – Diário de um(a) nativo(a)
3. Um pouco da cultura indígena – Exploração e descoberta
19 3. Um pouco da cultura indígena – Exploração e descoberta
4. Herança portuguesa – Exploração e descoberta
4. Herança portuguesa – Exploração e descoberta
4. Herança portuguesa – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
20 Ampliação dos saberes
Sua criação – Apresentação sobre influências portuguesas
Sua criação – Apresentação sobre influências portuguesas
Sua criação – Apresentação sobre influências portuguesas
Suas experiências
21 1. A chegada dos africanos – Exploração e descoberta
1. A chegada dos africanos – Exploração e descoberta
2. Um pouco da cultura africana – Exploração e descoberta
2. Um pouco da cultura africana – Exploração e descoberta
2. Um pouco da cultura africana – Sua criação – Entrevista
22 2. Um pouco da cultura africana – Sua criação – Entrevista
6
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Sua criação – Uma amostra da cultura brasileira
Sua criação – Uma amostra da cultura brasileira
23 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 101
LÍNGUA PORTUGUESA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Suas experiências
1. Mensagens do povo – Exploração e descoberta
24 1. Mensagens do povo – Exploração e descoberta
1. Mensagens do povo – Exploração e descoberta
1. Mensagens do povo – Exploração e descoberta
1. Mensagens do povo – Sua criação – Uma mensagem no muro
1. Mensagens do povo – Sua criação – Uma mensagem no muro
7 25 2. Diálogo entre textos – Exploração e descoberta
2. Diálogo entre textos – Exploração e descoberta
2. Diálogo entre textos – Sua criação – Um diálogo entre textos
2. Diálogo entre textos – Sua criação – Um diálogo entre textos
3. Mensagens para o povo – Exploração e descoberta
26 Ampliação dos saberes
Sua criação – Alteração de uma mensagem
Sua criação – Alteração de uma mensagem
Suas experiências
1. Cordel – Exploração e descoberta
27 1. Cordel – Exploração e descoberta
Sua criação – Um poema com rimas
Sua criação – Um poema com rimas
2. Repente – Exploração e descoberta
2. Repente – Exploração e descoberta
8 28 Ampliação dos saberes
Sua criação – Esquete
Sua criação – Esquete
Ajuste
Ajuste
29 Ajuste
Ajuste
Ajuste

102 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Suas experiências
1. A pronúncia e a escrita – Exploração e descoberta
1 1. A pronúncia e a escrita – Sua criação – A alfabetização
1. A pronúncia e a escrita – Sua criação – A alfabetização
1. A pronúncia e a escrita – Sua criação – A alfabetização
2. A construção das frases – Exploração e descoberta
2. A construção das frases – Exploração e descoberta
2 2. A construção das frases – Exploração e descoberta
2. A construção das frases – Sua criação – Ordens, conselhos e pedidos
2. A construção das frases – Sua criação – Ordens, conselhos e pedidos
1
3. As muitas falas – Exploração e descoberta
3. As muitas falas – Exploração e descoberta
3 3. As muitas falas – Exploração e descoberta
3. As muitas falas – Exploração e descoberta
3. As muitas falas – Sua criação – Cartum – Comportamento dos jovens
3. As muitas falas – Sua criação – Cartum – Comportamento dos jovens
Ampliação dos saberes
4 Sua criação – Programa de rádio
Sua criação – Programa de rádio
Sua criação – Programa de rádio
Suas experiências
1. A ortografia – Exploração e descoberta
5 1. A ortografia – Exploração e descoberta
1. A ortografia – Exploração e descoberta
1. A ortografia – Exploração e descoberta
1. A ortografia – Exploração e descoberta
1. A ortografia – Exploração e descoberta
6
1. A ortografia – Exploração e descoberta
1. A ortografia – Sua criação – Notícia
1. A ortografia – Sua criação – Notícia
2
2. A combinação de palavras – Exploração e descoberta
2. A combinação de palavras – Exploração e descoberta
7 2. A combinação de palavras – Exploração e descoberta
2. A combinação de palavras – Sua criação – Direitos da criança e do adolescente
2. A combinação de palavras – Sua criação – Direitos da criança e do adolescente
Ampliação dos saberes
Sua criação – Regras
8 Sua criação – Regras
Ajuste
Ajuste
– 103
LÍNGUA PORTUGUESA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Suas experiências
1. Instruções – Exploração e descoberta
9 1. Instruções – Exploração e descoberta
1. Instruções – Exploração e descoberta
1. Instruções – Exploração e descoberta
1. Instruções – Exploração e descoberta
1. Instruções – Sua criação – Receita
10 1. Instruções – Sua criação – Receita
2. Embalagens – Exploração e descoberta
2. Embalagens – Exploração e descoberta
3
2. Embalagens – Sua criação – Embalagem de produto alimentício
2. Embalagens – Sua criação – Embalagem de produto alimentício
11 3. Mapas – Exploração e descoberta
3. Mapas – Sua criação – Local ideal para moradia
3. Mapas – Sua criação – Local ideal para moradia
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
12 Ampliação dos saberes
Sua criação – Descrição verbal
Sua criação – Descrição verbal
Suas experiências
1. Narrativa visual – Exploração e descoberta
13 1. Narrativa visual – Exploração e descoberta
1. Narrativa visual – Exploração e descoberta
1. Narrativa visual – Exploração e descoberta
1. Narrativa visual – Sua criação – Narrativa em quadrinhos
1. Narrativa visual – Sua criação – Narrativa em quadrinhos
14 2. Interação pessoal – Exploração e descoberta
2. Interação pessoal – Sua criação – Uma interação não satisfatória
2. Interação pessoal – Sua criação – Uma interação não satisfatória
4
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
15 Sua criação – Dramatização
Sua criação – Dramatização
Sua criação – Dramatização
Ajuste
Ajuste
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste
104 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Suas experiências
1. A abordagem objetiva – Exploração e descoberta
17 1. A abordagem objetiva – Exploração e descoberta
1. A abordagem objetiva – Sua criação – Currículo e carta de apresentação
1. A abordagem objetiva – Sua criação – Currículo e carta de apresentação
2. O cotidiano – Exploração e descoberta
2. O cotidiano – Exploração e descoberta
18 2. O cotidiano – Exploração e descoberta
2. O cotidiano – Sua criação – Uma lembrança
2. O cotidiano – Sua criação – Uma lembrança
3. Os acontecimentos compartilhados – Exploração e descoberta
5
3. Os acontecimentos compartilhados – Exploração e descoberta
19 3. Os acontecimentos compartilhados – Exploração e descoberta
3. Os acontecimentos compartilhados – Sua criação – Um fato compartilhado
3. Os acontecimentos compartilhados – Sua criação – Um fato compartilhado
4. O olhar da poesia – Exploração e descoberta
4. O olhar da poesia – Exploração e descoberta
20 4. O olhar da poesia – Exploração e descoberta
4. O olhar da poesia – Sua criação – Poema – Uma emoção vivida
4. O olhar da poesia – Sua criação – Poema – Uma emoção vivida
Ampliação dos saberes
Sua criação – Autobiografia
21 Suas experiências
1. Blog – Exploração e descoberta
1. Blog – Sua criação – Meu blog
1. Blog – Sua criação – Meu blog
2. Documentário – Exploração e descoberta
22 Ampliação dos saberes
6 Sua criação – Nosso documentário
Sua criação – Nosso documentário
Sua criação – Nosso documentário
Sua criação – Nosso documentário
23 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 105
LÍNGUA PORTUGUESA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Suas experiências
1. Valores através de narrativas – Exploração e descoberta
24 1. Valores através de narrativas – Exploração e descoberta
1. Valores através de narrativas – Exploração e descoberta
1. Valores através de narrativas – Exploração e descoberta
1. Valores através de narrativas – Sua criação – Uma história com moral
1. Valores através de narrativas – Sua criação – Uma história com moral
7
25 2. Valores nas narrativas – Exploração e descoberta
2. Valores nas narrativas – Exploração e descoberta
2. Valores nas narrativas – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Uma história real
26 Sua criação – Uma história real
Sua criação – Uma história real
Suas experiências
1. Análise de problemas – Exploração e descoberta
1. Análise de problemas – Exploração e descoberta
27 1. Análise de problemas – Exploração e descoberta
2. Criação de campanha educativa – Exploração e descoberta
2. Criação de campanha educativa – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Campanha da boa convivência
8
28 Sua criação – Campanha da boa convivência
Sua criação – Campanha da boa convivência
Sua criação – Campanha da boa convivência
Ajuste
Ajuste
29 Ajuste
Ajuste
Ajuste

106 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Suas experiências
1. Linguagem comum e linguagem literária – Exploração e descoberta
1 1. Linguagem comum e linguagem literária – Exploração e descoberta
1. Linguagem comum e linguagem literária – Exploração e descoberta
1. Linguagem comum e linguagem literária – Exploração e descoberta
2. O previsível e o surpreendente – Exploração e descoberta
2. O previsível e o surpreendente – Exploração e descoberta
2 2. O previsível e o surpreendente – Exploração e descoberta
2. O previsível e o surpreendente – Exploração e descoberta
2. O previsível e o surpreendente – Sua criação – Um objeto e dois enfoques
2. O previsível e o surpreendente – Sua criação – Um objeto e dois enfoques
2. O previsível e o surpreendente – Sua criação – Um objeto e dois enfoques
1 3 3. A ficção e os narradores – Exploração e descoberta
3. A ficção e os narradores – Exploração e descoberta
3. A ficção e os narradores – Exploração e descoberta
3. A ficção e os narradores – Exploração e descoberta
3. A ficção e os narradores – Sua criação – Conto
4 3. A ficção e os narradores – Sua criação – Conto
3. A ficção e os narradores – Sua criação – Conto
4. Texto dramático – Exploração e descoberta
4. Texto dramático – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
5 Sua criação – Adaptação de conto para teatro
Sua criação – Adaptação de conto para teatro
Sua criação – Adaptação de conto para teatro
Suas experiências
1. Sons e significados – Exploração e descoberta
6
1. Sons e significados – Exploração e descoberta
1. Sons e significados – Exploração e descoberta
1. Sons e significados – Exploração e descoberta
1. Sons e significados – Sua criação – Poema
1. Sons e significados – Sua criação – Poema
2 7 2. Imagens – Exploração e descoberta
2. Imagens – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Sua criação – Poema concreto
8 Sua criação – Poema concreto
Ajuste
Ajuste

– 107
LÍNGUA PORTUGUESA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Suas experiências
1. Cidadania, direitos e deveres – Exploração e descoberta
9 1. Cidadania, direitos e deveres – Exploração e descoberta
1. Cidadania, direitos e deveres – Exploração e descoberta
1. Cidadania, direitos e deveres – Exploração e descoberta
1. Cidadania, direitos e deveres – Sua criação – Participação na vida escolar
1. Cidadania, direitos e deveres – Sua criação – Participação na vida escolar
10 1. Cidadania, direitos e deveres – Sua criação – Participação na vida escolar
2. Direitos do consumidor – Exploração e descoberta
2. Direitos do consumidor – Exploração e descoberta
2. Direitos do consumidor – Exploração e descoberta
3
2. Direitos do consumidor – Exploração e descoberta
11 2. Direitos do consumidor – Sua criação – Normas para o trabalho em grupo
2. Direitos do consumidor – Sua criação – Normas para o trabalho em grupo
2. Direitos do consumidor – Sua criação – Normas para o trabalho em grupo
3. A voz do cidadão – Exploração e descoberta
3. A voz do cidadão – Exploração e descoberta
12 3. A voz do cidadão – Exploração e descoberta
3. A voz do cidadão – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Carta do leitor
Sua criação – Carta do leitor
13 Suas experiências
1. Uso da internet – Exploração e descoberta
1. Uso da internet – Exploração e descoberta
1. Uso da internet – Sua criação – Infográfico
1. Uso da internet – Sua criação – Infográfico
14 2. Componente da cidadania digital – Exploração e descoberta
2. Componente da cidadania digital – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
4
Sua criação – Reportagem
15 Sua criação – Reportagem
Sua criação – Reportagem
Sua criação – Reportagem
Ajuste
Ajuste
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste

108 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Suas experiências
1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Exploração e descoberta
17 1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Exploração e descoberta
1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Exploração e descoberta
1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Exploração e descoberta
1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Sua criação – O domínio da língua-padrão
1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Sua criação – O domínio da língua-padrão
18 1. Entre a língua falada e a norma-padrão – Sua criação – O domínio da língua-padrão
2. A atividade, a situação e a linguagem – Exploração e descoberta
2. A atividade, a situação e a linguagem – Exploração e descoberta
2. A atividade, a situação e a linguagem – Exploração e descoberta
5
2. A atividade, a situação e a linguagem – Exploração e descoberta
19 2. A atividade, a situação e a linguagem – Sua criação – A linguagem como espelho
2. A atividade, a situação e a linguagem – Sua criação – A linguagem como espelho
3. O espaço e a linguagem – Exploração e descoberta
3. O espaço e a linguagem – Exploração e descoberta
3. O espaço e a linguagem – Exploração e descoberta
20 3. O espaço e a linguagem – Exploração e descoberta
3. O espaço e a linguagem – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Nosso modo de falar
Sua criação – Nosso modo de falar
21 Suas experiências
1. O português na Europa – Exploração e descoberta
1. O português na Europa – Exploração e descoberta
1. O português na Europa – Sua criação – Valer a pena
1. O português na Europa – Sua criação – Valer a pena
22 2. O português na África – Exploração e descoberta
6 2. O português na África – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Reportagem – Visão sobre o português
Sua criação – Reportagem – Visão sobre o português
23 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 109
LÍNGUA PORTUGUESA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Suas experiências
1. Subjetividade – Exploração e descoberta
24 1. Subjetividade – Exploração e descoberta
1. Subjetividade – Sua criação – Subjetividades compartilhadas
1. Subjetividade – Sua criação – Subjetividades compartilhadas
1. Subjetividade – Sua criação – Subjetividades compartilhadas
7 1. Subjetividade – Sua criação – Subjetividades compartilhadas
25 2. Objetividade – Exploração e descoberta
2. Objetividade – Exploração e descoberta
2. Objetividade – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Sua criação – Editorial
26 Sua criação – Editorial
Suas experiências
1. Texto informativo – Exploração e descoberta
1. Texto informativo – Exploração e descoberta
1. Texto informativo – Exploração e descoberta
27 1. Texto informativo – Sua criação – Notícia
1. Texto informativo – Sua criação – Notícia
1. Texto informativo – Sua criação – Notícia
2. Texto humorístico – Exploração e descoberta
8 2. Texto humorístico – Exploração e descoberta
28 Ampliação dos saberes
Sua criação – Texto humorístico com opinião implícita
Sua criação – Texto humorístico com opinião implícita
Ajuste
Ajuste
29 Ajuste
Ajuste
Ajuste

110 –
LÍNGUA PORTUGUESA – 9.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Suas experiências
1. A lógica – Exploração e descoberta
1 1. A lógica – Exploração e descoberta
1. A lógica – Exploração e descoberta
1. A lógica – Exploração e descoberta
1. A lógica – Exploração e descoberta
1. A lógica – Sua criação – A carta escondida
2 1. A lógica – Sua criação – A carta escondida
1. A lógica – Sua criação – A carta escondida
1. A lógica – Sua criação – A carta escondida
2. A subversão da lógica – Exploração e descoberta
2. A subversão da lógica – Exploração e descoberta
1 3 2. A subversão da lógica – Exploração e descoberta
2. A subversão da lógica – Exploração e descoberta
2. A subversão da lógica – Exploração e descoberta
2. A subversão da lógica – Sua criação – daqui a cem anos
2. A subversão da lógica – Sua criação – daqui a cem anos
4 2. A subversão da lógica – Sua criação – daqui a cem anos
Ampliação dos saberes
Sua criação – Conto de raciocínio e mistério
Sua criação – Conto de raciocínio e mistério
Suas experiências
5 1. Tese e argumentos – Exploração e descoberta
1. Tese e argumentos – Exploração e descoberta
1. Tese e argumentos – Exploração e descoberta
1. Tese e argumentos – Exploração e descoberta
1. Tese e argumentos – Exploração e descoberta
6
1. Tese e argumentos – Sua criação – Defesa de ideias antagônicas
1. Tese e argumentos – Sua criação – Defesa de ideias antagônicas
2. Tipos de argumentos – Exploração e descoberta
2. Tipos de argumentos – Exploração e descoberta
2. Tipos de argumentos – Exploração e descoberta
2 7 2. Tipos de argumentos – Exploração e descoberta
2. Tipos de argumentos – Exploração e descoberta
Ampliação dos saberes
Ampliação dos saberes
Sua criação – Texto dissertativo-argumentativo
8 Sua criação – Texto dissertativo-argumentativo
Ajuste
Ajuste
Observação: em virtude da reformulação dos Cadernos de Língua Portuguesa do 9.o ano, a programação aula a aula do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será
enviada posteriormente, em tempo hábil.
– 111
MATEMÁTICA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 História da matemática
História da matemática
1 Sistema de numeração
Sistema romano
Sistema indo-arábico
1
Leitura e escrita
Valor absoluto e valor relativo
2 Conjunto dos números naturais
Conjunto dos números naturais
Conjunto dos números naturais
Operações com números naturais – Sistema monetário
Adição e subtração
3 Adição e subtração
Adição e subtração
Adição e subtração
Multiplicação e divisão
Multiplicação e divisão
2 4 Multiplicação e divisão
Jogo dos experts
Potenciação
Potenciação
Propriedades das potências
5 Raiz quadrada exata de um número natural
Operações inversas
Expressões numéricas com números naturais
Expressões numéricas com números naturais
Elementos básicos de Geometria
6 Ponto, reta e plano (noções básicas)
Segmentos de reta
Laboratório – Construção de ângulos
3
Noções de desenho geométrico
Noções de desenho geométrico
7 Construção geométrica
Ângulos
Figuras geométricas planas
Triângulos
Quadriláteros
4 8 Ajuste
Ajuste
Ajuste
112 –
MATEMÁTICA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Divisibilidade
Critérios de divisibilidade
9 Múltiplos de um número natural
Múltiplos de um número natural
Números primos
Números primos
Decomposição de um número natural em fatores primos
10 Decomposição de um número natural em fatores primos
5
Divisores de um número natural
Divisores de um número natural
Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C.)
Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C.)
11 Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C.)
Máximo Divisor Comum (M.D.C.)
Máximo Divisor Comum (M.D.C.)
Máximo Divisor Comum (M.D.C.)
Frações
12 Frações
A ideia de fração
Laboratório – Caracol de frações
Equivalência
Laboratório – Fração irredutível
13 Laboratório – Fração irredutível
6
Simplificação de frações
Simplificação de frações
Laboratório – Tipos de frações
Tipos de frações
14 Trabalhando porcentagem – Educação financeira
Trabalhando porcentagem – Educação financeira
Porcentagem
Figuras geométricas planas – Perímetro
Laboratório – Calculando áreas
15 Áreas de figuras geométricas planas
Áreas de figuras geométricas planas
Tabelas e gráficos
7
Tabelas e gráficos
Situações envolvendo perímetros, áreas e tratamento da informação
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste
– 113
MATEMÁTICA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Operações com frações: adição e subtração de frações


Multiplicação de frações
8 17 Divisão de frações
Potencialização de frações
Raiz quadrada de frações
Laboratório – Números decimais
Números decimais
18 Leitura de um número decimal
Transformação de fração decimal em número decimal
Transformação de número decimal em fração decimal
Código de Viète
Comparação de números decimais
19 Laboratório – Sistema monetário
Adição e subtração de números decimais
Adição e subtração de números decimais
9
Problemas com números decimais
Problemas com números decimais
20 Multiplicação de decimais
Multiplicação com potência de 10
Divisão com números decimais
Divisão com números decimais
Divisão por potência de 10
21 Transformação de frações em números decimais
Potenciação e raiz quadrada de números decimais
Potenciação e raiz quadrada de números decimais
Laboratório – Sistema horário
Conversões de sistema horário
10 22 Operações no sistema horário
Adição de sistema horário
Subtração de sistema horário
Multiplicação de sistema horário
Divisão de sistema horário
11 23 Geometria espacial
Identificação e características dos sólidos
Ajuste

114 –
MATEMÁTICA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Conjuntos
Conjuntos
24 Operações entre conjuntos
Laboratório – Descobrindo diagramas
11
Diagrama de Carroll
Diagrama de Carroll
Diagrama de Venn
25 Diagrama de Venn
Sistema métrico decimal
Unidades de medidas de comprimento
Unidades de medidas de comprimento
Áreas
26 Áreas
12
Volumes
Volumes
Capacidade
Capacidade
27 Massa
Massa
Retas paralelas, perpendiculares e concorrentes
Classificação das retas
Classificação das retas
28 Posição relativa de duas retas em um plano
Construção de retas paralelas e perpendiculares
13
Construção de retas paralelas e perpendiculares
Circunferência e círculo
Ajuste
29 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 115
MATEMÁTICA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Conjunto dos números inteiros (Z)


Conjunto dos números inteiros relativos
1 Conjunto dos números inteiros relativos
Conjunto dos números inteiros relativos
1 Laboratório: Descobrindo a reta numérica
Representação geométrica e comparação dos números inteiros relativos
Representação geométrica e comparação dos números inteiros relativos
2 Laboratório: Simetria
Números opostos ou simétricos
Operações com números inteiros
Adição de números inteiros
Adição de números inteiros
3 Adição de números inteiros
Propriedades da adição
Subtração de números inteiros
Subtração de números inteiros
Jogo: Quanto menos melhor!
2 4 Multiplicação de números inteiros
Multiplicação de números inteiros
Divisão de números inteiros
Propriedades da multiplicação e divisão
Potenciação e radiciação de um número inteiro
5 Propriedades da potenciação
Raiz de um número inteiro
Expressões numéricas
Sistema monetário I
Números racionais (Q)
6 Conjunto dos números racionais
Oposto e inverso dos números racionais
3 Comparação dos números racionais
Arredondamento na forma decimal dos números
Tratamento da informação – Médias e arredondamentos
7 Tratamento da informação – Médias e arredondamentos
Laboratório: Ângulos e coordenadas geográficas
Transformação
Adição e subtração
4 Multiplicação e divisão
8 Tratamento da informação – Gráfico de setores
Tratamento da informação – Gráfico de setores
Ajuste

116 –
MATEMÁTICA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Adição e subtração de números racionais


Adição e subtração de números racionais
9 Adição e subtração de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionais
Potenciação e radiciação de números racionais
5
Potência de expoente negativo
10 Potência de expoente negativo
Propriedades da potenciação
Raiz de números racionais
Raiz de números racionais
Expressões numéricas
11 Expressões numéricas
Sistema monetário II
Equações do 1.o grau
Equações do 1.o grau
Equações do 1.o grau
12 Linguagem simbólica
Linguagem simbólica
Valor numérico de expressões algébricas
Valor numérico de expressões algébricas
6
Elementos de uma equação do 1.o grau
13 Conjunto universo e conjunto solução
Resolução de equações do 1.o grau
Resolução de equações do 1.o grau
Resolução de equações do 1.o grau
Equações equivalentes e demais equações do 1.o grau
14 Ângulos
Ângulos consecutivos e ângulos adjacentes
Ângulos complementares, suplementares e replementares
Ângulos complementares, suplementares e replementares
Transporte de ângulo e segmento
15 Transporte de ângulo e segmento
Ângulos opostos pelo vértice (OPV)
Ângulos opostos pelo vértice (OPV)
7
Plano cartesiano
Plano cartesiano
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 117
MATEMÁTICA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Equações com frações


Equações com frações
17 Problemas envolvendo porcentagem e equações
Problemas envolvendo porcentagem e equações
Razão
Razão
Proporção
8
18 Proporção
Frações algébricas e condição de existência
Equações fracionárias I
Equações fracionárias I
Razões especiais
19 Razões especiais
Razões especiais
Ângulos – bissetriz
Bissetriz
9 Construção de ângulos notáveis 60o, 30o e 45o
20 Construção de ângulos notáveis 60o, 30o e 45o
Divisão de um segmento de reta em partes proporcionais
Terceira e quarta proporcionais e média geométrica
Terceira e quarta proporcionais e média geométrica
Grandezas diretamente proporcionais (GDP)
21 Grandezas diretamente proporcionais (GDP)
Grandezas inversamente proporcionais (GIP)
10 Grandezas inversamente proporcionais (GIP)
Regra de três simples
Regra de três simples
22 Regra de três composta
Regra de três composta
Ajuste

4 Inequações do 1.o grau


Desigualdade
23 Princípios de equivalência
Princípios de equivalência
11
Conjunto universo e conjunto solução
Resolução de inequações do 1.o grau
Resolução de inequações do 1.o grau
24 Sistemas de equações do 1.o grau com duas incógnitas
Sistemas de equações do 1.o grau com duas incógnitas
12
Pensando graficamente

118 –
MATEMÁTICA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Pensando graficamente
Métodos de resolução algébrica
25 Métodos de resolução algébrica
Métodos de resolução algébrica
12 Problemas
Problemas
Problemas
26 Métodos de resolução gráfica
Métodos de resolução gráfica
Iniciação à probabilidade
Iniciação à probabilidade
13
Juros simples e compostos
27 Juros simples e compostos
Ângulos e triângulos
Elementos de um triângulo
Elementos de um triângulo
14 Condição de existência de um triângulo
28 Condição de existência de um triângulo
Ajuste
Ajuste

– 119
MATEMÁTICA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Expressões algébricas
Expressões algébricas
1 Definição de polinômios
Definição de polinômios
Adição e subtração de polinômios
1 Adição e subtração de polinômios
Adição e subtração de polinômios
2 Multiplicação de polinômios
Multiplicação de polinômios
Divisão de polinômios
Divisão de polinômios
Quadrado da soma de dois termos
3 Quadrado da soma de dois termos
Quadrado da soma de dois termos
Quadrado da soma de dois termos
Laboratório: Quadrado da diferença de dois termos
Quadrado da diferença de dois termos
4 Quadrado da diferença de dois termos
Laboratório: Trinômio quadrado perfeito
Trinômio quadrado perfeito
Trinômio quadrado perfeito
Produto da soma pela diferença de dois termos
2
5 Produto da soma pela diferença de dois termos
Laboratório: Diferença de dois quadrados
Diferença de quadrados
Diferença de quadrados
Laboratório: Produto da soma de dois termos distintos
6 Produto da soma de dois termos distintos (x + a) . (x + b)
Trinômio do 2.o grau do tipo x2 + Sx + P
Trinômio do 2.o grau do tipo x2 + Sx + P
Outros casos de fatoração
Outros casos de fatoração
7 Números cruzados
Pontos notáveis de um triângulo
Pontos notáveis de um triângulo
Pontos notáveis de um triângulo
3 Tratamento da informação
8 Tratamento da informação
Ajuste
Ajuste

120 –
MATEMÁTICA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 M.M.C. de polinômios
M.M.C. de polinômios
9 M.M.C. de polinômios
Equações fracionárias do 1.o grau com uma incógnita
Equações fracionárias do 1.o grau com uma incógnita
Equações fracionárias do 1.o grau com uma incógnita
4 Equações impossíveis e indeterminadas
10 Sistemas de equações fracionárias
Sistemas de equações fracionárias
Sistemas de equações fracionárias
Problemas envolvendo equações
Problemas envolvendo equações
11 Problemas envolvendo equações
Congruência
Congruência
Congruência
Teorema de Tales
12 Teorema de Tales
5 Teorema de Tales
Teorema de Tales
Semelhança de triângulos
Semelhança de triângulos
13 Semelhança de triângulos
Semelhança de triângulos
Elementos e nomenclatura
Elementos e nomenclatura
Elementos e nomenclatura
14 Diagonais de um polígono
Diagonais de um polígono
Diagonais de um polígono
Ângulos de um polígono convexo
Ângulos de um polígono convexo
6
15 Ângulos de um polígono convexo
Construção geométrica – polígonos estrelados
Construção geométrica – polígonos estrelados
Construção geométrica – polígonos estrelados
Construção geométrica – polígonos estrelados
16 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 121
MATEMÁTICA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Frações algébricas
Frações algébricas
17 Simplificação de frações algébricas
Simplificação de frações algébricas
Adição e subtração de frações algébricas
7 Adição e subtração de frações algébricas
Adição e subtração de frações algébricas
18 Multiplicação e divisão de frações algébricas
Multiplicação e divisão de frações algébricas
Multiplicação e divisão de frações algébricas
Expressões com frações algébricas
Raiz quadrada exata de um número racional
19 Raiz quadrada exata de um número racional
8 Os números irracionais
Os números irracionais
Os números reais e a reta
Comprimento e área
20 Laboratório: Descobrindo o p
Comprimento de uma circunferência
Comprimento de uma circunferência
Laboratório: Descobrindo a área de um círculo
Área do círculo
21 Área do círculo
Problemas envolvendo área e comprimento
Problemas envolvendo área e comprimento
9 Ângulos e arcos de uma circunferência
Ângulos e arcos de uma circunferência
22 Ângulos e arcos de uma circunferência
Ângulos e arcos de uma circunferência
Relações métricas em uma circunferência
Relações métricas em uma circunferência
Relações métricas em uma circunferência
23 Ajuste
Ajuste
Ajuste

122 –
MATEMÁTICA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Intervalos em ℕ, ℤ, ℚ e ℝ
Intervalos em ℕ, ℤ, ℚ e ℝ
24 Intervalos em ℕ, ℤ, ℚ e ℝ
Explorando as inequações
10
Explorando as inequações
Outros tipos de solução
Outros tipos de solução
25 Outros tipos de solução
Representações (organizando dados)
Representações (organizando dados)
Tipos de gráficos
Tipos de gráficos
11
26 Tipos de gráficos
Tipos de gráficos
Tratamentos da informação – Média, moda e mediana
Tratamentos da informação – Média, moda e mediana
Áreas de polígonos
27 Áreas de polígonos
Áreas de polígonos
Áreas de figuras irregulares
Áreas de figuras irregulares
Áreas de setores circulares e coroas circulares
28 Áreas de setores circulares e coroas circulares
12
Áreas de setores circulares e coroas circulares
Volumes (sólidos e poliedros)
Volumes (sólidos e poliedros)
Volumes (sólidos e poliedros)
29 Ajuste
Ajuste
Ajuste

– 123
MATEMÁTICA – 9.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 História dos números reais


História dos números reais
1 1 História dos números reais
Operações entre conjuntos reais
Operações entre conjuntos reais
Raiz de um número real
Raiz de um número real
2 Propriedades dos radicais
Propriedades dos radicais
Simplificando radicais
Simplificando radicais
Operações com radicais
3 Operações com radicais
2
Produtos notáveis com radicais
Produtos notáveis com radicais
Racionalização
Racionalização
4 Simplificando expressões com radicais
Simplificando expressões com radicais
Relação entre potência e raiz
Relação entre potência e raiz
Teorema de Pitágoras
5 Teorema de Pitágoras
Teorema de Pitágoras
Aplicações notáveis do teorema de Pitágoras
3 Aplicações notáveis do teorema de Pitágoras
Aplicações notáveis do teorema de Pitágoras
6 Relações métricas no triângulo retângulo
Relações métricas no triângulo retângulo
Relações métricas no triângulo retângulo
Notação científica
Notação científica
7 Notação científica
Problemas envolvendo notação científica
Problemas envolvendo notação científica
4
Transformando e simplificando expressões
Transformando e simplificando expressões
8 Ajuste
Ajuste
Ajuste
Observação: em virtude da reformulação dos Cadernos de Matemática do 9.o ano, a programação aula a aula do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada
posteriormente, em tempo hábil.
124 –
CIÊNCIAS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1 1
Introdução ao estudo de Ciências – Método científico
Etapas do método científico

Ecologia Geral
1
Conceitos fundamentais de Ecologia

Conceitos fundamentais de Ecologia

Fluxo de energia nos ecossistemas


2
2 Cadeia alimentar

Cadeia alimentar

As teias alimentares

3 As teias alimentares

Laboratório 1 – Cadeia e teia alimentar

3 Ecologia das populações

Regulação populacional x desequilíbrio ecológico

Regulação populacional x desequilíbrio ecológico


4
As subdivisões da biosfera

As subdivisões da biosfera

3 Laboratório 2 – Montagem de biomas

Laboratório 2 – Montagem de biomas


5
A diversidade dos biomas

A diversidade dos biomas

A diversidade dos seres vivos


6
Laboratório 3 – Biociclo de água doce

Solo, o alicerce da vida


6
As camadas (horizontes) do solo

A formação do solo

Tipos de solo
7
Laboratório 4 – Assoreamento e erosão
4
Formas de desgaste do solo

Técnicas agroecológicas

Técnicas agroecológicas
8
Laboratório 5 – Boneco ecológico
Laboratório 5 – Boneco ecológico

– 125
CIÊNCIAS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 O lixo – Os destinos do lixo


O lixo – Os destinos do lixo
9
Tipos de lixo

Tipos de lixo
5
Reutilização ou reúso

Reutilização ou reúso
10
Laboratório 6 – Reúso de materiais

Laboratório 6 – Reúso de materiais

Agentes patogênicos e doenças

A origem das doenças


11
Os vírus

Os vírus

As bactérias

As bactérias
12
6 Os protozoários

Os vermes

Laboratório 7 – Jogos educativos sobre doenças

Laboratório 7 – Jogos educativos sobre doenças


13
Os fungos

Os fungos

14 Laboratório 8 – Criação de fungos

Cuidando da saúde

14 Cuidando da saúde

A nutrição

A nutrição

Higiene pessoal
15
7 Atividade física

Soros e vacinas

Soros e vacinas

Saneamento básico
16
Saneamento básico
Laboratório 9 – Filtro caseiro

126 –
CIÊNCIAS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Átomos e moléculas

Composição da matéria
17
Estrutura da matéria

Elementos químicos

8 Laboratório 10 – Construindo moléculas

Sólido, líquido e gasoso


18
Propriedades da matéria

Propriedades da matéria

19 Laboratório 11 – Propriedades da matéria

O ar que nos rodeia

19 Composição da atmosfera

A história da atmosfera terrestre

Renovação da atmosfera

A importância do oxigênio e do ozônio


20
Camadas da atmosfera

9 Camadas da atmosfera

A descoberta da pressão atmosférica

A descoberta da pressão atmosférica


21
Laboratório 12 – Pressão atmosférica

As correntes de convecção

Laboratório 13 – Correntes de convecção


22
Efeito estufa

Noções de Meteorologia
22
Meteorologia

Tempo e clima
10
Estações e satélites meteorológicos
23
Laboratório 14 – Construção de instrumentos meteorológicos

Ciclone, furacão e tornado

– 127
CIÊNCIAS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 A água no Universo / Hidrosfera


Composição química da água e sua importância
24
Os estados físicos da água
11
Mudanças de estado físico da água na atmosfera

Laboratório 15 – Mudanças de estado físico


25
Ciclo da água na natureza

As propriedades da água / Solvente universal


25
Laboratório 16 – Geodo caseiro

A água congelada flutua na água líquida / A água coexiste nos três estados físicos

Laboratório 17 – A interferência da densidade no movimento da água


26
Propriedades gerais de todos os líquidos / Tensão superficial

Laboratório 18 – Tensão superficial da água


12
Princípio de Arquimedes e Princípio dos vasos comunicantes

Laboratório 19 – Princípio dos vasos comunicantes


27
Princípio de Pascal

Laboratório 20 – Princípio de Pascal

Tipos de água
28
Tratamento de água e de esgotos

A origem da vida
28
Experimentos a favor da biogênese

Célula: unidade fundamental dos seres vivos / Formação das moléculas orgânicas
13
Fixismo e Evolucionismo
29
A geologia e o “Livro das Rochas Sedimentares” / Os fósseis
Laboratório 21 – Criando fósseis

128 –
CIÊNCIAS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Lamarck e Darwin
Teoria de Lamarck
1
Teoria de Darwin
1
Teoria de Darwin

Laboratório 1 – Tentilhões de Darwin

Mutações
2
Classificação geral dos seres vivos

Por que classificamos?

2 Nomenclatura dos seres vivos

Os cinco reinos atuais dos seres vivos


3
Laboratório 2 – Classificação

Os vírus

Reino Monera

As bactérias – Nutrição, respiração e reprodução


4
Bactérias decompositoras, fermentadoras e nitrificantes

Bactérias decompositoras, fermentadoras e nitrificantes

Bactérias patogênicas e relações ecológicas

As bactérias e os antibióticos
5
Laboratório 3 – Cultura de bactérias

A evolução da resistência das bactérias aos antibióticos

As cianobactérias

3 Reino Protista
6
As algas

Os protozoários

Protozoários causadores de doenças

Protozoários causadores de doenças


7
Laboratório 4 – Observação de protozoários

Reino Fungi

Relações ecológicas envolvendo representantes do Reino Fungi

A reprodução dos fungos


8
Os fungos e a produção de alimentos
Laboratório 5 – A ação das leveduras na massa do pão

– 129
CIÊNCIAS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 Importância dos vegetais


A folha
9
Laboratório 6 – Morfologia foliar e observação de estômatos

Laboratório 6 – Morfologia foliar e observação de estômatos


4
Fotossíntese, respiração, transpiração e sudação

Fotossíntese, respiração, transpiração e sudação


10
Análise comparativa entre os grupos do Reino Plantae

Briófitas – Vegetais pioneiros

As pteridófitas

Reprodução das pteridófitas


11
Reprodução das pteridófitas

Raízes

Raízes

5 Caules
12
Laboratório 7 – Condução de substâncias através do caule

Diversidade de caules

Diversidade de caules

Modificações e adaptações dos órgãos vegetativos


13
Laboratório 8 – Fototropismo

As gimnospermas

Reprodução das gimnospermas


6
Sementes
14
Laboratório 9 – Germinação

As angiospermas

As angiospermas

Reprodução das angiospermas


15
Reprodução das angiospermas

7 Laboratório 10 – Observação e comparação anatômica das flores

Formação do fruto

Formação do fruto
16
Laboratório 11 – Observação e identificação dos frutos
Ajuste

130 –
CIÊNCIAS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Animais invertebrados – Introdução

Filo das esponjas ou poríferos


17
8 Filo das esponjas ou poríferos

Filo dos celenterados ou cnidários

Filo dos celenterados ou cnidários

Filo dos platelmintos e nematelmintos


18
Filo dos platelmintos

Filo dos platelmintos

Filo dos platelmintos


9
Filo dos nematelmintos
19
Filo dos nematelmintos

Filo dos nematelmintos

Laboratório 12 – Observação de vermes

Filo dos anelídeos


20
Filo dos anelídeos

Laboratório 13 – Observação de minhocas

10 Filo dos moluscos

Filo dos moluscos


21
Filo dos moluscos

Laboratório 14 – Observação de lulas

Filo dos artrópodes

Filo dos artrópodes


22
Filo dos artrópodes

Filo dos artrópodes


11
Laboratório 15 – Artrópodes

Laboratório 16 – Jogo: Cara a cara com os artrópodes


23
Filo dos equinodermos

Filo dos equinodermos

– 131
CIÊNCIAS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Filo dos cordados


A classe dos peixes
24
12 Características dos peixes – Sistemas digestório, respiratório e circulatório

Características dos peixes – Reprodução e diferenças entre peixes ósseos e cartilaginosos

Laboratório 17 – Peixes: observação de estruturas internas e externas

A classe dos anfíbios


25
13 Características dos anfíbios

Classificação dos anfíbios

A classe dos répteis / Características dos répteis

Classificação dos répteis – Quelônios e crocodilianos


26
14 Classificação dos répteis – Escamados

Répteis: Você sabia?

Laboratório 18 – Classificação de anfíbios e répteis

A classe das aves


27
Características das aves – Voo e sistema digestório

15 Características das aves – Sistemas respiratório, circulatório e reprodutor

Por que nem toda ave voa?

Laboratório 19 – Observação de miúdos de galinha


28
A classe dos mamíferos

Características dos mamíferos – Pele e anexos; sistema digestório

Características dos mamíferos – Respiração, circulação, sistema nervoso e sentidos


16
Características dos mamíferos – Reprodução e desenvolvimento
29
Laboratório 20 – Como os morcegos se orientam
Tempo de vida e de gestação dos mamíferos

132 –
CIÊNCIAS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Anatomia e fisiologia
Níveis de organização
1
1 Texto – Como evoluiu nosso conhecimento sobre o corpo humano?
Laboratório 1 – Seu corpo – Organização espacial
O funcionamento conjunto dos sistemas e processos vitais
Célula, a unidade básica da vida
2
Organelas celulares
Organelas celulares
Laboratório 2 – Construindo células
Mitose e meiose
3
Laboratório 3 – Observação de células da mucosa bucal e células de uma cebola
2
Tecidos / Tecido epitelial
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
4
Tecido muscular / Tecido nervoso
Laboratório 4 – Observação de tecidos
Patologias comuns da pele
Importância dos alimentos e classificação
5
Principais sais minerais / Principais vitaminas
Nossa alimentação
Calorias / Água
3
Laboratório 5 – Você sabe o que está comendo?
6
Texto – Categorias de alimentos
Texto – Distúrbios alimentares
Texto – Distúrbios alimentares
O sistema digestório e sua importância
7
Organização do sistema digestório
Organização do sistema digestório
4 Organização do sistema digestório
Laboratório 6 – A digestão do amido
8
Patologias relacionadas ao sistema digestório
Laboratório 7 – Vilosidades intestinais

– 133
CIÊNCIAS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

2 O sangue
O sangue
9
Funções e componentes do sangue

Funções e componentes do sangue

Funções e componentes do sangue


5
Laboratório 8 – Sangue
10
Sistema ABO e fator Rh

Sistema ABO e fator Rh

Sistema ABO e fator Rh

Texto – Doação de sangue


11
Sistema cardiovascular – O coração

Sistema cardiovascular – O coração

Batimento cardíaco

Laboratório 9 – Frequência cardíaca


12
Vasos sanguíneos
6
Circulação

Circulação

Pressão sanguínea
13
Pressão sanguínea

Sistema linfático

A respiração

A respiração
14
Laboratório 10 – O gás carbônico na respiração

Órgãos que compõem o sistema respiratório

Órgãos que compõem o sistema respiratório

Órgãos que compõem o sistema respiratório


7 15
Laboratório 11 – Mecanismos respiratórios

Principais doenças relacionadas aos pulmões

O caminho do ar na respiração

O caminho do ar na respiração
16
Laboratório 12 – Efeitos do cigarro nos pulmões
Ajuste

134 –
CIÊNCIAS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Funções do sistema urinário

Filtração do sangue e formação da urina


17
8 Você já ouviu falar do hormônio ADH?

Laboratório 13 – Sistema urinário

Transplante de órgãos no Brasil

Introdução ao sistema locomotor


18
Ossos

Laboratório 14 – Análise da composição do tecido ósseo

9 Articulações

Músculos
19
Laboratório 15 – Observação de raios X

Anabolizantes: o que são e o que causam?

Introdução ao sistema nervoso

Neurônios
20
Organização do sistema nervoso – SNC

Organização do sistema nervoso – SNC


10
Laboratório 16 – Sistema nervoso – Observação de encéfalo

Organização do sistema nervoso – SNP


21
Distúrbios relacionados ao sistema nervoso

Drogas

Introdução aos órgãos dos sentidos

Tato e olfato
22
Paladar

Laboratório 17 – Órgãos dos sentidos: paladar


11
Visão

Audição
23
Laboratório 18 – Órgãos dos sentidos: equilíbrio e olfato

Patologias da visão e da audição

– 135
CIÊNCIAS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

4 Introdução ao sistema endócrino


Glândulas endócrinas (pineal e hipófise)
24
Glândulas endócrinas (tireoide e paratireoide)
12
Glândulas endócrinas (adrenais e pâncreas)

Glândulas endócrinas (ovários e testículos)

Laboratório 19 – Mapeamento do sistema endócrino


25
Introdução ao sistema reprodutor

Puberdade e adolescência

Sistema reprodutor masculino

Sistema reprodutor feminino


26
Ciclo reprodutivo
13
Gestação ou gravidez

Formação de gêmeos

Inseminação artificial e fertilização in vitro


27
Métodos contraceptivos

Laboratório 20 – DSTs

O que é hereditariedade?

Mendel, o pai da Genética


28
Laboratório 21 – Cruzamento entre heterozigotos

Análise de genealogias ou heredogramas


14
Herança poligênica, herança do grupo sanguíneo e do fator Rh

Menino ou menina?
29
Laboratório 22 – “Construindo um filho”
Síndromes cromossômicas

136 –
CIÊNCIAS – 9.o ANO
CAD. PROGRAMA
Mecânica, introdução à Química e estrutura atômica
1
FÍSICA
Capítulo 1 Introdução – grandezas e unidades físicas
Capítulo 2 As leis de Newton
Capítulo 3 Pressão e empuxo
QUÍMICA
Capítulo 1 Fenômenos físicos e químicos
Capítulo 2 Átomos
Capítulo 3 Tabela periódica
Dinâmica, Termologia, distribuição eletrônica e ligações químicas
2
FÍSICA
Capítulo 4 Energia, trabalho e potência
Capítulo 5 Temperatura e calor
Capítulo 6 Leis dos gases
QUÍMICA
Capítulo 4 Distribuição eletrônica
Capítulo 5 Ligações químicas: iônica e covalente
Eletromagnetismo, Óptica, substâncias, misturas e métodos de separação
3
FÍSICA
Capítulo 7 Magnetismo
Capítulo 8 Eletricidade
Capítulo 9 Espelhos, reflexão e refração
QUÍMICA
Capítulo 6 Substâncias e sistemas
Capítulo 7 Métodos de separação de misturas
Cinemática, funções e reações químicas
4
FÍSICA
Capítulo 10 Introdução à cinemática
Capítulo 11 M.U. e M.U.V.
Capítulo 12 Gráficos de movimento
QUÍMICA
Capítulo 8 Funções químicas
Capítulo 9 Reações químicas

– 137
HISTÓRIA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
Exploração de seus conhecimentos sobre Memória e História
Investigação e descoberta sobre histórias das origens
Investigação e descoberta sobre histórias das origens
2
Ampliação de seu conhecimento sobre a escrita da História
1
Ampliação de seu conhecimento sobre a escrita da História
3
Ampliação de seu conhecimento sobre a escrita da História
Ampliação de seu conhecimento sobre a escrita da História
4
Ajuste
Exploração de seus conhecimentos sobre a história da Terra e dos primeiros homens
5
Investigação e descoberta: quem foram nossos primeiros ancestrais
Australopithecus: o primeiro andarilho
6
Homo erectus e Homo neanderthalensis: o fogo e o sentido da vida
2
Homo sapiens antigo e Homem de Cro-Magnon: os artistas
7
Ampliação de seus conhecimentos: Pré-História na América e no Brasil
Ampliação de seus conhecimentos: Pré-História na América e no Brasil
8
Ajuste

2 9
Exploração de seus conhecimentos sobre a grande invenção do Período Neolítico: a agricultura

Investigação e descoberta da revolução agrícola


Investigação e descoberta da revolução agrícola
3 10
Investigação e descoberta da revolução agrícola
Ampliação de seus conhecimentos sobre a cultura do Período Neolítico
11
Ampliação de seus conhecimentos sobre a cultura do Período Neolítico
Ajuste
12
Exploração de seus conhecimentos sobre as primeiras cidades
Investigação e descoberta de conhecimentos desenvolvidos nas primeiras cidades e Estados
13
Investigação e descoberta de conhecimentos desenvolvidos nas primeiras cidades e Estados
Investigação e descoberta de conhecimentos desenvolvidos nas primeiras cidades e Estados
4 14
Ampliação de seus conhecimentos sobre a Mesopotâmia
Mesopotâmia
15
Egito Antigo
Egito Antigo
16
Ajuste

138 –
HISTÓRIA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
Exploração de seus conhecimentos sobre a herança que recebemos dos gregos antigos
Investigação e descoberta sobre a formação e a transformação da sociedade grega antiga
Investigação e descoberta sobre a formação e a transformação da sociedade grega antiga
18
Investigação e descoberta sobre a formação e a transformação da sociedade grega antiga
5
Investigação e descoberta sobre a formação e a transformação da sociedade grega antiga
19
Ampliação de seus conhecimentos sobre as cidades da Grécia Antiga
Ampliação de seus conhecimentos sobre as cidades da Grécia Antiga
20
Ampliação de seus conhecimentos sobre as cidades da Grécia Antiga
Exploração de seus conhecimentos sobre as cidades antigas no Oriente Médio e na América e introdução à
21 investigação e descoberta sobre o poder de governantes e os deuses
Investigação e descoberta sobre o poder de governantes e os deuses

6 Investigação e descoberta sobre o poder de governantes e os deuses


22
Ampliação de seus conhecimentos: os olmecas e os maias
Ajuste
23
Ajuste

4 24
Explorando seus conhecimentos sobre os impérios na Antiguidade
Explorando seus conhecimentos sobre os impérios na Antiguidade
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
25
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
26
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
7
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
27
Investigação e descoberta de como o Império Romano se formou
Ampliação de seus conhecimentos sobre a diversidade cultural no mundo antigo
28
Ampliação de seus conhecimentos sobre a diversidade cultural no mundo antigo
Ampliação de seus conhecimentos sobre a diversidade cultural no mundo antigo
29
Ajuste

– 139
HISTÓRIA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
Exploração de seus conhecimentos sobre o Império Romano do Oriente
Investigação e descoberta sobre o Império Bizantino e o Império Árabe
Investigação e descoberta sobre o Império Bizantino e o Império Árabe
2
Investigação e descoberta sobre o Império Bizantino e o Império Árabe
1 Investigação e descoberta sobre o Império Bizantino e o Império Árabe
3
Ampliação de seus conhecimentos sobre a África, a América e a Europa do século V ao X
Ampliação de seus conhecimentos sobre a África, a América e a Europa do século V ao X
4
Ampliação de seus conhecimentos sobre a África, a América e a Europa do século V ao X
Ampliação de seus conhecimentos sobre a África, a América e a Europa do século V ao X
5
Exploração de seus conhecimentos sobre o feudalismo e sua relação com o jogo de xadrez
Investigação e descoberta do feudo e do feudalismo
6
Investigação e descoberta do feudo e do feudalismo
2 Investigação e descoberta do feudo e do feudalismo
7
Ampliação de seus conhecimentos: arte e pensamento e a Igreja Medieval
Ampliação de seus conhecimentos: arte e pensamento e a Igreja Medieval
8
Ampliação de seus conhecimentos: arte e pensamento e a Igreja Medieval

2 Exploração de seus conhecimentos sobre novas formas de produção e crescimento populacional a partir
do século X
9
Investigação e descoberta sobre o crescimento populacional e urbano, a retomada do comércio e as trans-
formações no trabalho
Investigação e descoberta sobre o crescimento populacional e urbano, a retomada do comércio e as trans-
formações no trabalho
3 10
Investigação e descoberta sobre o crescimento populacional e urbano, a retomada do comércio e as trans-
formações no trabalho
Ampliação de seus conhecimentos sobre a soc. europeia em expansão: Cruzadas e Reconquista
11
Ampliação de seus conhecimentos sobre a soc. europeia em expansão: Cruzadas e Reconquista
Ajuste
12
Exploração de seus conhecimentos sobre o Renascimento Cultural
Investigação e descoberta sobre as mudanças culturais e religiosas
13
Investigação e descoberta sobre as mudanças culturais e religiosas
Jogo – O primeiro aprendiz
14
4 Investigação e descoberta sobre as mudanças culturais e religiosas
Investigação e descoberta sobre as mudanças culturais e religiosas
15
Investigação e descoberta sobre as mudanças culturais e religiosas
Ampliação de seus conhecimentos sobre a crise do século XIV e suas consequências políticas e sociais
16
Ajuste
140 –
HISTÓRIA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
Exploração de seus conhecimentos sobre símbolos dos poderes reais
Investigação e descoberta sobre a centralização do poder real e suas consequências
Investigação e descoberta sobre a centralização do poder real e suas consequências
18
Investigação e descoberta sobre a centralização do poder real e suas consequências
5 Investigação e descoberta sobre a centralização do poder real e suas consequências
19
Investigação e descoberta sobre a centralização do poder real e suas consequências
Ampliação de seus conhecimentos sobre o mercantilismo: as Grandes Navegações Ibéricas
20
Ampliação de seus conhecimentos sobre o mercantilismo: as Grandes Navegações Ibéricas
Ampliação de seus conhecimentos sobre o mercantilismo: as Grandes Navegações Ibéricas
21
Exploração de seus conhecimentos sobre o contato dos europeus com outros povos
Investigação e descoberta sobre os povos que entraram em contato com os portugueses
22
6 Investigação e descoberta sobre os povos que entraram em contato com os portugueses
Ampliação de seus conhecimentos sobre os astecas e incas
23
Ampliação de seus conhecimentos sobre os astecas e incas

4 24
Exploração de seus conhecimentos sobre o início da colonização portuguesa no Brasil
Exploração de seus conhecimentos sobre o início da colonização portuguesa no Brasil
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
25
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
26
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
7
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
27
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
Investigação e descoberta sobre o sistema colonial português
28
Ampliação de seus conhecimentos sobre a presença de outras potências europeias no Brasil colonial
Ampliação de seus conhecimentos sobre a presença de outras potências europeias no Brasil colonial
29
Ajuste

– 141
HISTÓRIA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
Revoluções e Iluminismo – A Revolução Inglesa

Revoluções e Iluminismo – A Revolução Inglesa

Restauração e Revolução Gloriosa


2
Iluminismo

1 Iluminismo
3
A Revolução Francesa

A Revolução Francesa
4
A Revolução Francesa

Era Napoleônica
5
Revolução Industrial

Independência dos Estados Unidos da América


6
Independência dos Estados Unidos da América

2 Independência da América Espanhola


7
Movimentos anticoloniais no Brasil

Movimentos anticoloniais no Brasil


8
Ajuste

2 9
A família real portuguesa

A família real portuguesa

A Revolução do Porto e o processo de independência


10
A Revolução do Porto e o processo de independência

3 Brasil Independente: o primeiro reinado


11
Brasil Independente: o primeiro reinado

A Regência e as tensões no território brasileiro


12
A Regência e as tensões no território brasileiro

A vida política do império


13
Economia e modernização no século XIX

Economia e modernização no século XIX


14
A guerra do Paraguai

4 Abolição da escravidão
15
Abolição da escravidão

Ajuste
16
Ajuste

142 –
HISTÓRIA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
As Revoluções de 1830 entre liberais, radicais e socialistas

As Revoluções de 1830 entre liberais, radicais e socialistas

As Revoluções de 1948: a Primavera dos Povos, o surgimento do socialismo científico e a Comuna de Paris
18
As Revoluções de 1948: a Primavera dos Povos, o surgimento do socialismo científico e a Comuna de Paris

5 A Segunda fase da Revolução Industrial: inovações econômicas em meados do século XIX


19
A Segunda fase da Revolução Industrial: inovações econômicas em meados do século XIX

Processos de unificação: Itália, Alemanha e Estados Unidos


20
Processos de unificação: Itália, Alemanha e Estados Unidos

Processos de unificação: Itália, Alemanha e Estados Unidos


21
Ajuste

Imperialismo: formação e resistência


22
6 Imperialismo: formação e resistência

Imperialismo: formação e resistência


23
Ajuste

4 24
Proclamação da República, projetos políticos e Constituição

Proclamação da República, projetos políticos e Constituição

As estruturas políticas da República Oligárquica (1894–1930)


25
As estruturas políticas da República Oligárquica (1894–1930)

Resistências rurais: movimentos sociais no campo


26
Resistências rurais: movimentos sociais no campo
7
A economia na República Oligárquica: agricultura, finanças, indústria e extrativismo
27
A economia na República Oligárquica: agricultura, finanças, indústria e extrativismo

Resistências urbanas: tensões nas cidades


28
Resistências urbanas: tensões nas cidades

Ajuste
29
Ajuste

– 143
HISTÓRIA – 9.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
A Europa às vésperas da “Grande Guerra”

A Europa às vésperas da “Grande Guerra”

Primeira Guerra Mundial – 1914-18: a “Grande Guerra”


2
Primeira Guerra Mundial – 1914-18: a “Grande Guerra”

1 Primeira Guerra Mundial – 1914-18: a “Grande Guerra”


3
Primeira Guerra Mundial – 1914-18: a “Grande Guerra”

A Rússia e suas revoluções


4
A Rússia e suas revoluções

A crise de 1929 e New Deal


5
A crise de 1929 e New Deal

A Europa entreguerras
6
A Europa entreguerras

2 A Guerra Civil Espanhola (1936-1939): um ensaio para a Segunda Guerra Mundial


7
A Guerra Civil Espanhola (1936-1939): um ensaio para a Segunda Guerra Mundial

Ajuste
8
Ajuste

Observação: em virtude da reformulação dos Cadernos de História do 9.o ano, a programação aula a aula do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada
posteriormente, em tempo hábil.

144 –
GEOGRAFIA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
Construindo um lugar

Um passeio pela escola

Um passeio pela escola


2
Um passeio pela escola
1
A transformação da paisagem ao longo do tempo
3
A transformação da paisagem ao longo do tempo

Conhecimento geográfico
4
Conhecimento geográfico
O nosso lugar no Universo
5
A origem do Universo

O Sistema Solar
6
O Sistema Solar
2
Terra, um planeta muito especial!
7
Terra, um planeta muito especial!

A Terra se movimenta!
8
A Lua, satélite natural da Terra

2 9
Orientação e localização

Pontos de referência

Orientação pelos astros


10
Orientação pelos astros
3
As linhas imaginárias
11
As linhas imaginárias

Coordenadas geográficas
12
Coordenadas geográficas

Construindo mapas
13
Fazendo o seu trajeto

A história da Cartografia
14
Mas a Terra, não é redonda?
4
Projeções cartográficas
15
Projeções cartográficas

Qual o tamanho do mapa?


16
Você vai fazer o seu próprio mapa

– 145
GEOGRAFIA – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
Tempo geológico e biodiversidade

A escala do tempo geológico

A litosfera se movimenta
18
A litosfera se movimenta
5
A construção e a modelagem da superfície terrestre
19
A construção e a modelagem da superfície terrestre

Representando o relevo
20
Representando o relevo

A atmosfera terrestre
21
A atmosfera terrestre

Elementos do clima
6 22
Análise do clima

Fatores do clima
23
Estudando o clima

4 24
Água, um bem precioso

As águas oceânicas

7 As águas continentais
25
A água virtual

A falta de água
26
A camada da vida

Ecossistema e bioma
27
Ecossistema e bioma

8 O jogo da biosfera
28
O jogo da biosfera

O jogo da biosfera
29
Ajuste

146 –
GEOGRAFIA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
A formação do Brasil

América pré-colombiana

E chegaram os portugueses...
2
A ocupação portuguesa na América (séculos XVI–XVIII)
1
A ocupação portuguesa na América (séculos XVI–XVIII)
3
Transformação do território no século XIX

Transformação do território no século XIX


4
O território nos séculos XX e XXI

Localizando o Brasil
5
O Brasil na América do Sul

Aspectos naturais
6
Aspectos humanos
2
As regiões do Brasil
7
As regiões do Brasil

Ajuste
8
Ajuste

2 9
A formação do povo brasileiro

Os indígenas

O contato com os portugueses


10
Os indígenas hoje

3 Os indígenas hoje
11
Os afrodescendentes

Os afrodescendentes
12
A abolição da escravatura...

Os afrodescendentes hoje
13
A dinâmica populacional do Brasil

A dinâmica populacional do Brasil


14
A população e os seus números

4 A população e os seus números


15
A estrutura da população

A estrutura da população
16
Índice de desenvolvimento humano

– 147
GEOGRAFIA – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
Os recursos naturais

A formação geológica do Brasil e os recursos naturais

O relevo e o seu aproveitamento econômico


5 18
A hidrografia brasileira

A hidrografia brasileira e o seu uso econômico


19
Transporte hidroviário

Relembrando o clima
20
Os climas brasileiros e suas características

Climogramas
21
A vegetação – suporte da vida
6
A degradação do meio ambiente – a vegetação atual
22
A proteção ao meio ambiente

Ajuste
23
Ajuste

4 24
Setores econômicos

O Brasil rural

7 O Brasil rural
25
Pecuária

Principais produtos da agropecuária brasileira


26
A indústria no Brasil

A indústria no Brasil
27
Os tipos de indústria

8 As cidades
28
A integração entre o espaço rural e o espaço urbano

As metrópoles brasileiras
29
Hierarquia urbana

148 –
GEOGRAFIA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 1
A cartografia como instrumento de representação

Representando a Terra

A cartografia como representação de diferentes visões do mundo


1 2
A cartografia sistemática e a cartografia temática

A representação do mundo tecnológico


3
Sua criação

A cartografia e a representação do mundo físico


4
Os elementos da cartografia

O movimento de rotação e os fusos horários


5
O movimento de translação e as zonas térmicas

As diferentes paisagens terrestres


2 6
A cartografia e a representação do mundo político

A cartografia e a representação do mundo político


7
A cartografia e a representação do mundo político

Sua criação
8
Ajuste

2 9
O que significa “regionalizar”

O que significa “regionalizar”

O conceito de “região” e de “regionalização”


10
O conceito de “região” e de “regionalização”
3
O mundo capitalista e as grandes transformações no espaço mundial
11
O mundo capitalista e as grandes transformações no espaço mundial

Mundo globalizado: a importância das empresas multinacionais


12
A espacialização das multinacionais

Diferentes formas de agrupar os países


13
Diferentes formas de agrupar os países

Os países desenvolvidos e os países subdesenvolvidos


14
Os países do Norte (rico) e do Sul (pobre)
4
A Divisão Internacional do Trabalho
15
A Ordem Mundial

Sua criação
16
Ajuste

– 149
GEOGRAFIA – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 17
Regionalizando o continente americano

Divisão geográfica e natural

América: quadro natural


18
A atividade geológica no continente americano
5
Clima e vegetação
19
Tipos de climáticos do continente americano, características e localização

As paisagens vegetais do continente americano


20
Brasil, alvo de tornados

As atividades econômicas na América


21
Recursos minerais e fontes de energia

Os Estados Unidos e a produção mineral


6 22
A atividade industrial no continente americano e sua organização espacial

A atividade agropecuária e suas diferentes paisagens


23
Sua criação

4 24
A população do continente americano

Os primeiros habitantes da América

Distribuição da população americana


25
A estrutura da população americana
7
O crescimento das cidades
26
As concentrações urbanas

As diferentes cidades do continente americano


27
A hierarquia urbana

A geopolítica do continente americano


28
As relações geopolíticas na América
8
As relações culturais na América
29
Questões territoriais na América

150 –
GEOGRAFIA – 9.o ANO

CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Apresentando o continente europeu


1
O relevo do continente europeu

A hidrografia do continente europeu


2
Clima e vegetação do continente europeu

1 A formação da União Europeia


3
Agricultura no continente europeu

A industrialização europeia
4
A produção energética na Europa

Sua criação
5
A Europa e sua população

O crescimento populacional na Europa


6
A distribuição da PEA na Europa

2 Movimentos migratórios
7
Ampliação dos saberes – refugiados

A geopolítica no continente europeu


8
A influência cultural

Observação: em virtude da reformulação dos Cadernos de Geografia do 9.o ano, a programação aula a aula do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada
posteriormente, em tempo hábil.

– 151
INGLÊS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Where are you from?


1
Personal Pronouns

1 Verb be (affirmative)

2 Who is she?

Valentine's Day

Let's travel! / Professions


3
Verb be (negative and interrogative forms) / Short answers
2
Question Words
4
World Water Day / Holidays in March and April

Who are you?


APÊNDICE

Film: “ParaNorman”

Song: “What a wonderful world”

What is their job?

2 At school! / School supplies


5
There is / There are (affirmative, negative and interrogative)
3
Prepositions of place
6
Talking about school and classmates! / Holidays in May

Happy birthday! / Parts of a house


7
Demonstrative Pronouns
4
Whose / Possessive case
8
Family / Holidays in June and July

Film: “Mary Poppins”


APÊNDICE

Song: “You are the sunshine of my life”



School subjects

House

152 –
INGLÊS – 6.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 A fashion runway / Clothes


9
Present Continuous (affirmative)
5
Question Words
10
The Greek Gods' clothes / Holidays in August

A geo trip! / Feelings


11
Present Continuous (negative and interrogative)
6
Time
12
Planets / Holidays in September

Film: “Monsters Inc.”


APÊNDICE

A song

What are they doing?

Solar System

4 Eat well! / Food


13
Countable and uncountable nouns
7
How much and how many
14
Talking about healthy food / Holidays in October

It’s Christmas Time!


8 15
Christmas around the world

Film: “A Christmas Carol”


APÊNDICE

Song: “Sailing”

Healthy food maze

Christmas

– 153
INGLÊS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Practice makes perfect!


1
Simple Present (affirmative)
1
Simple Present (affirmative) – 3rd person
2
Daily routine of young instrumentalists / Holidays in February

Sports and health: a dynamic duo


3
Adverbs of frequency
2
Adverbs of manner
4
Do you like extreme sports? / Holidays in March

Film: “Night at the museum”


APÊNDICE

Song: “O-bla-di O-bla-da”



Sports matching

Valentine's Day

2 Time for me
5
Simple Present (negative)
3
Simple Present (interrogative) / Short answers
6
Spotlight on leisure / Holidays in April and May

Ordinary people doing extraordinary actions


7
Simple Present / Question Words
4
Imperative
8
Activities without borders / Holidays in June and July

Film: “Up”
APÊNDICE

– Song: “Don’t worry, be happy!”

Earth Day Every Day

154 –
INGLÊS – 7.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Guess who?
9
Simple Past (affirmative / negative / interrogative) / Short answers
5
Question Words with Simple Past
10
Two old geniuses of entertainment / Holidays in August

Old way of life!


11
There was / There where (affirmative)
6
There was / There where (negative / interrogative) / Short answers
12
British castles / Holidays in September

Film: “Seven brides for seven brothers”


APÊNDICE

A song

Body parts

Appearance

4 Birds of a feather flock together


13
Plural (regular form) / Collective nouns
7
Plural (irregular form)
14
An amazing pencil collection / Holidays in November

Be a super speller!
8 15
“Bee” yond a smart speller...

Films: “Tangled” and “Rio”


APÊNDICE

A song

Plural forms

Christmas cryptogram

– 155
INGLÊS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 History is life!
1
Simple Past (affirmative) / Regular verbs
1
Simple Past (affirmative) / Irregular verbs
2
Immigration Museum in São Paulo / Holidays in February

Immigration Nation
3
Simple Past (negative)
2
Simple Past (interrogative) / Short answers
4
English is all around the world / Holidays in March

Film: “Invictus”
APÊNDICE

Song: “Sunday Bloody Sunday”



What did you do yesterday?

Did you wash up?

2 Come together!
5
Question words with the Simple Past
3
Used to
6
The Beatles

Never neglect the beat!


7
Past Continuous (while)
4
Past Continuous X Simple Past (when)
8
Playing for Change

Film: “Street Dance”


APÊNDICE

Song: “The Logical Song”



The Beatles Songs

What did you eat yesterday?

156 –
INGLÊS – 8.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

3 Records are made to be broken!


9
Degrees of Adjectives Comparative (equality and superiority)
5
Degrees of Adjectives Superlative
10
Guinness World Records

That’s right! You should be scared!


11
Degrees of Adjectives Special Cases
6
Adjectives (with suffixes -ful and -less)
12
Some of the most mysterious and fascinating places on Earth

Film: “Alice in Wonderland”


APÊNDICE

A song

Comparatives

Superlative Game

4 Do you believe in zodiac signs?


13
Possessive Adjectives and Pronouns
7
Reflexive Pronouns
14
Chinese zodiac signs x Western zodiac signs

What annoys you most?


8 15
Most annoying things in life

Film: “Poltergeist”
APÊNDICE

A song

Pronouns

This book is yours

– 157
INGLÊS – 9.o ANO
CAD. CAP. SEM. PROGRAMA

1 Italy is always a good idea!


1
Future (going to)

Simple Future (will)


2
European Journey by train
1
Hit the road!
3
Zero Conditional / First Conditional

Second Conditional
4
Lake Louise – If the weather changes, its beauty won’t change

A man without culture is like a zebra without stripes!


5
Rainforest
2
I can´t imagine the future without robots!
6
Robotics

Film: "Marley and Me"


APÊNDICE

A Song

1st Conditional

2nd Conditional

Observação: em virtude da reformulação dos Cadernos de Inglês do 9.o ano, a programação aula a aula do 2.o, 3.o e 4.o bimestres será enviada pos-
teriormente, em tempo hábil.

158 –
ARTE – 6.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

1 1
Aula 1 1. O que é arte?

Projeto artístico 1 Apresentação

Aula 2 1. O que é arte?


2
1 Projeto artístico 2 Orientação e desenvolvimento
A arte Aula 3 2. Arte é isso? Isso é arte?
3
Projeto artístico 3 Orientação e desenvolvimento

Aula 4 2. Arte é isso? Isso é arte?


4
Projeto artístico 4 Orientação e desenvolvimento
1
Aula 5 1. A interpretação
5
Projeto artístico 5 Orientação e desenvolvimento

Aula 6 2. O fazer artístico


6
2 Projeto artístico 6 Orientação e desenvolvimento
Os artistas Aula 7 3. Processos criativos
7
Projeto artístico 7 Orientação e desenvolvimento

Aula 8 4. As ideias e os recursos artísticos


8
Projeto artístico 8 Avaliação

3 Aula 9 1. Língua e linguagem


9
O que é linguagem? Projeto artístico 9 Apresentação

Aula 10 1. O bidimensional
10
4 Projeto artístico 10 Orientação e desenvolvimento
O plano Aula 11 1. O bidimensional
11
Projeto artístico 11 Orientação e desenvolvimento

Aula 12 1. O tridimensional
12
Projeto artístico 12 Orientação e desenvolvimento
2
Aula 13 1. O tridimensional
13
Projeto artístico 13 Orientação e desenvolvimento

5 Aula 14 2. Espaços para a arte


14
O espaço Projeto artístico 14 Orientação e desenvolvimento

Aula 15 2. Espaços para a arte


15
Projeto artístico 15 Orientação e desenvolvimento

Aula 16 2. Espaços para a arte


16
Projeto artístico 16 Avaliação

– 159
ARTE – 6.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

2 17
Aula 17 1. Realismo nas artes visuais

Projeto artístico 17 Apresentação da proposta

Aula 18 1. Realismo nas artes visuais


18
Projeto artístico 18 Orientação e desenvolvimento

Aula 19 2. Arte e observação


19
6 Projeto artístico 19 Orientação e desenvolvimento
A arte e a realidade Aula 20 3. Arte, observação e cópia
3 20
Projeto artístico 20 Orientação e desenvolvimento

Aula 21 3. Arte, observação e cópia


21
Projeto artístico 21 Orientação e desenvolvimento

Aula 22 4. Arte e inspiração


22
Projeto artístico 22 Orientação e desenvolvimento
7 Aula 23 1. O que é poética
Arte, imaginação 23
e criação Projeto artístico 23 Avaliação

Aula 24 1. O belo e o feio


24
Projeto artístico 24 Apresentação da proposta

8 Aula 25 2. A sensibilidade / 3. O acaso


25
A arte e os sentidos Projeto artístico 25 Orientação e desenvolvimento

Aula 26 4. Arte e percepção


26
Projeto artístico 26 Orientação e desenvolvimento
4
Aula 27 1. Arte e significado
27
Projeto artístico 27 Orientação e desenvolvimento
9 Aula 28 1. Arte e significado
Construindo 28
sentidos Projeto artístico 28 Orientação e desenvolvimento

Aula 29 1. Arte e significado


29
Projeto artístico 29 Avaliação

160 –
ARTE – 7.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

1 1
Aula 1 1. É arte? É arte!

Projeto artístico 1 Apresentação

Aula 2 1. É arte? É arte!


2
1 Projeto artístico 2 Orientação e desenvolvimento
Definições
de arte Aula 3 2. Arte e artefato
3
Projeto artístico 3 Orientação e desenvolvimento

Aula 4 2. Arte e artefato


4
Projeto artístico 4 Orientação e desenvolvimento
1
Aula 5 1. O que é valor? / 2. Valor histórico e valor de época
2 5
Projeto artístico 5 Orientação e desenvolvimento
Valores
da cultura Aula 6 2. Valor histórico e valor de época / 3. Valor artístico
e da arte 6
Projeto artístico 6 Orientação e desenvolvimento

Aula 7 1. Lugares que abrigam a arte / 2. Valor de exposição


3 7
Projeto artístico 7 Orientação e desenvolvimento
Preservação
e circulação Aula 8 2. Valor de exposição
da arte 8
Projeto artístico 8 Avaliação

Aula 9 1. O corpo / 2. O corpo humano como manifestação artística


9
4 Projeto artístico 9 Apresentação
O corpo Aula 10 3. O corpo humano e seus significados
10
Projeto artístico 10 Orientação e desenvolvimento

Aula 11 1. Movimento: estático e dinâmico / 1.A. Intensidade / 1.B. Velocidade e níveis


11
Projeto artístico 11 Orientação e desenvolvimento
5
Aula 12 1.C. Fluxos
Elementos 12
da linguagem Projeto artístico 12 Orientação e desenvolvimento
2 corporal: dança
Aula 13 2. Proporções e articulações / 2.A. Equilíbrio e peso / 3. Ritmo / 4. Tempo
13
Projeto artístico 13 Orientação e desenvolvimento

Aula 14 1. O espaço cênico / 2. Teatro de bonecos


14
6 Projeto artístico 14 Orientação e desenvolvimento

Elementos Aula 15 2. Teatro de bonecos / 3. Jogos dramáticos / 3.A. Pantomima


da linguagem 15
corporal: Projeto artístico 15 Orientação e desenvolvimento
teatro Aula 16 4. Esquete
16
Projeto artístico 16 Avaliação

– 161
ARTE – 7.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

2 17
Aula 17 1. O que é poética / 2. A expressão

7 Projeto artístico 17 Apresentação da proposta


O ser poético Aula 18 2. A expressão / 3. Recursos expressivos
18
Projeto artístico 18 Orientação e desenvolvimento

Aula 19 4. Linguagem e poética


19
Projeto artístico 19 Orientação e desenvolvimento

Aula 20 4. Linguagem e poética


3 20
Projeto artístico 20 Orientação e desenvolvimento
8 Aula 21 4. Linguagem e poética
21
Os artistas e Projeto artístico 21 Orientação e desenvolvimento
as ideias
Aula 22 5. Suportes
22
Projeto artístico 22 Orientação e desenvolvimento

Aula 23 6. As ideias e as formas


23
Projeto artístico 23 Avaliação

Aula 24 1. O estranhamento
24
Projeto artístico 24 Apresentação da proposta

Aula 25 1. O estranhamento
25
9 Projeto artístico 25 Orientação e desenvolvimento
O desafio do
desconhecido Aula 26 1. O estranhamento
26
Projeto artístico 26 Orientação e desenvolvimento
4
Aula 27 2. O desconhecido
27
Projeto artístico 27 Orientação e desenvolvimento

Aula 28 3. Crítica de arte


28
10 Projeto artístico 28 Orientação e desenvolvimento
Arte e crítica Aula 29 4. Arte como crítica
29
Projeto artístico 29 Avaliação

162 –
ARTE – 8.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

1 1
Aula 1 Sobre índios e arte
Projeto artístico 1 Apresentação
1 Aula 2 1. Arte rupestre
Matrizes 2
indígenas Projeto artístico 2 Orientação e desenvolvimento
Aula 3 2. Esculturas e objetos / 3. Arte plumária e pintura corporal
3
Projeto artístico 3 Orientação e desenvolvimento
Aula 4 1. Sudaneses / 2. Muçulmanos / 3. Bantus
4
2 Projeto artístico 4 Orientação e desenvolvimento
Matrizes Hélio Oiticica / O samba / Os parangolés / A favela / A tropicália /
1 africanas Aula 5
Eros Volusia e Carmen Miranda / Joias de crioula
5
Projeto artístico 5 Orientação e desenvolvimento
Aula 6 1. Arte colonial portuguesa
6
3 Projeto artístico 6 Orientação e desenvolvimento
Matrizes
europeias Aula 7 1. Arte colonial portuguesa
7
Projeto artístico 7 Orientação e desenvolvimento
3e4 2. O Brasil holandês / 3. Missão artística francesa / 1. Folclore ou
Aula 8
Matrizes arte popular?
8
europeias / Arte
popular brasileira Projeto artístico 8 Avaliação

5
Aula 9 1. As artes visuais / 1. Ponto, linha e superfície plana
Artes visuais / 9
Elementos da
Projeto artístico 9 Apresentação
linguagem visual
Aula 10 1. Ponto, linha e superfície plana
10
Projeto artístico 10 Orientação e desenvolvimento
Aula 11 2. Formas
11
Projeto artístico 11 Orientação e desenvolvimento
Aula 12 3. Estrutura
12
2 Projeto artístico 12 Orientação e desenvolvimento
6 Aula 13 4. Cores
Elementos da 13
linguagem visual Projeto artístico 13 Orientação e desenvolvimento
Aula 14 5. Figura e fundo / 6. Movimento
14
Projeto artístico 14 Orientação e desenvolvimento
Aula 15 6. Movimento / 7. Ritmo visual
15
Projeto artístico 15 Orientação e desenvolvimento
Aula 16 8. Semelhanças e contrastes / 9. Texturas
16
Projeto artístico 16 Avaliação

– 163
ARTE – 8.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

2 17
Aula 17 1. Construção
Projeto artístico 17 Apresentação
Aula 18 1. Construção
7 18
Projeto artístico 18 Orientação e desenvolvimento
Construção,
poética e Aula 19 2. Perspectiva
sensibilidade 19
Projeto artístico 19 Orientação e desenvolvimento

Aula 20 3. Construtivismo
20
3 Projeto artístico 20 Orientação e desenvolvimento
8 Aula 21 4. Desconstrução
Arte e 21
desconstrução Projeto artístico 21 Orientação e desenvolvimento

Aula 22 5. Reconstrução
22
9 Projeto artístico 22 Orientação e desenvolvimento
Arte e
reconstrução Aula 23 6. Restauração
23
Projeto artístico 23 Avaliação

Aula 24 1. Símbolo / 2. Percepção objetiva e subjetiva da arte


24
Projeto artístico 24 Apresentação

10 Aula 25 3. Símbolos e interpretação


25
O que é símbolo Projeto artístico 25 Orientação e desenvolvimento

Aula 26 4. Ícone, iconologia e iconografia


26
Projeto artístico 26 Orientação e desenvolvimento
4
Aula 27 5. Simbolismo
27
Projeto artístico 27 Orientação e desenvolvimento

11 Aula 28 5. Simbolismo
28
Símbolo e arte Projeto artístico 28 Orientação e desenvolvimento

Aula 29 6. Alegoria / 7. Mitologia e arte


29
Projeto artístico 29 Avaliação

164 –
ARTE – 9.o ANO
SUGESTÃO DE
CAD. BIM. CAPÍTULO SEM. PROGRAMA
AULA/PROJETO

1 1
1
Aula 1 1. Estéticas urbanas e cultura pop
O que é estética Projeto artístico 1 Apresentação
Aula 2 1. Clássico grego
2
Projeto artístico 2 Orientação e desenvolvimento
Aula 3 2. Estética clássica no Renascimento
3
Projeto artístico 3 Orientação e desenvolvimento
2
Estética clássica Aula 4 2. Estética clássica no Renascimento
4
Projeto artístico 4 Orientação e desenvolvimento
1 Aula 5 3. Neoclássico
5
Projeto artístico 5 Orientação e desenvolvimento
Aula 6 4. Neoclássico versus romântico: do belo ao sublime
6
Projeto artístico 6 Orientação e desenvolvimento
3 Aula 7 1. A arte medieval
Distanciamentos 7
da estética clássica Projeto artístico 7 Orientação e desenvolvimento

4 Aula 8 1. A arte como projeto autônomo


8
Estética moderna Projeto artístico 8 Avaliação

5 Aula 9 1. As artes sonoras


9
As artes sonoras Projeto artístico 9 Apresentação
Aula 10 Elementos da linguagem sonora / 1. Ritmo
10
Projeto artístico 10 Orientação e desenvolvimento
Aula 11 2. Melodia
11
Projeto artístico 11 Orientação e desenvolvimento
Aula 12 3. Harmonia
12
Projeto artístico 12 Orientação e desenvolvimento
2 6
Elementos da Aula 13 4. Timbre / 5. Intensidade
13
linguagem sonora Projeto artístico 13 Orientação e desenvolvimento
e musical
Aula 14 6. Altura / 7. Tempo ou duração
14
Projeto artístico 14 Orientação e desenvolvimento
Aula 15 8. Composição e escrita musical
15
Projeto artístico 15 Orientação e desenvolvimento
Aula 16 8. Composição e escrita musical
16
Projeto artístico 16 Avaliação

2 3 Poética

4 Arte e não arte

– 165
EDUCAÇÃO FÍSICA – DO 6.o AO 9.o ANO
CAD. SEM. AULA PROGRAMA

1 1
1 Apresentação e integração (sugestão de jogo: espião)
2 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada do anjo da guarda)
3 Grande jogo (sugestão de jogo: corredorzinho)
2
4 Esporte adaptado (sugestão de jogo: basquete-estafeta dos condenados)
5 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada da garrafa)
3
6 Grande jogo (sugestão de jogo: futbase retrô)
7 Esporte adaptado (sugestão de jogo: futsal com ataque e defesa)
4
8 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada da batalha naval)
9 Grande jogo (sugestão de jogo: derruba cones / tomba latas)
5
10 Esporte adaptado (sugestão de jogo: handebol derruba cones com uma bola)
11 Jogo multidisciplinar (sugestão de jogo: cadeia alimentar)
6
12 Grande jogo (sugestão de jogo: beisebol)
13 Corrida de resistência (minimaratona)
7
14 Corrida de resistência (minimaratona)
15 Esporte adaptado (sugestão de jogo: voleibol de 9)
8
– Ajuste

2 9
16 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada invertida)
17 Grande jogo (sugestão de jogo: corredorzão)
18 Esporte adaptado (sugestão de jogo: basquete ataque e defesa)
10
19 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada do anjo da guarda)
20 Grande jogo (sugestão de jogo: base 4)
11
21 Esporte adaptado (sugestão de jogo: futebol derruba cones)
22 Jogo multidisciplinar (sugestão de jogo: queimada do sistema solar)
12
23 Grande jogo (sugestão de jogo: derruba cones máster)
24 Esporte adaptado (sugestão de jogo: handebol com gol no meio)
13
25 Corrida de resistência (minimaratona)
26 Corrida de resistência (minimaratona)
14
27 Jogo multidisciplinar (sugestão de jogo: pontos cardeais)
28 Grande jogo (sugestão de jogo: dodgeball)
15
29 Esporte adaptado (sugestão de jogo: voleibol quadribol)
30 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: pique bolinha máster / War)
16
– Ajuste

166 –
EDUCAÇÃO FÍSICA – DO 6.o AO 9.o ANO
CAD. SEM. AULA PROGRAMA

3 17
31 Atletismo (sugestão de jogo: arremesso de peso)
32 Grande jogo (sugestão de jogo: futbase máster 7 pontos)
33 Esporte adaptado (sugestão de jogo: handebol derruba cones com duas bolas)
18
34 Atletismo (sugestão de jogo: corrida velocidade)
35 Grande jogo (sugestão de jogo: corredorzinho)
19
36 Esporte adaptado (sugestão de jogo: futsal ataque e defesa)
37 Atletismo (sugestão de jogo: salto triplo)
20
38 Grande jogo (sugestão de jogo: derruba cones)
39 Esporte adaptado (sugestão de jogo: voleibol de trio)
21
40 Atletismo (sugestão de jogo: revezamento 4 x 50)
41 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada dos migrantes)
22
42 Esporte adaptado (sugestão de jogo: basquete de ataque e defesa com 2 bolas)
43 Grande jogo (sugestão de jogo: beisebol)
23
44 Atletismo (sugestão de jogo: maratona de revezamento)

4 24
45 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada por cima e por baixo)
46 Grande jogo (sugestão de jogo: jogo do gruda)
47 Esporte adaptado (sugestão de jogo: baskhand)
25
48 Jogo multidisciplinar (sugestão de jogo: queimada do castelo)
49 Grande jogo (sugestão de jogo: mata-dodge)
26
50 Esporte adaptado (sugestão de jogo: futsal derruba cones)
51 Jogo de inclusão (sugestão de jogo: queimada Vênus)
27
52 Jogo multidisciplinar (sugestão de jogo: graus)
53 Corrida de resistência (minimaratona)
28
54 Corrida de resistência (minimaratona)
55 Esporte adaptado (sugestão de jogo: Harry Potter)
29
56 Encerramento (sugestão de jogo: queimada do amigo secreto)

– 167
Ensino Médio

168 –
BIOLOGIA – 1.a SÉRIE
Frente 1 – Estruturas e funções celulares

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 1) Biologia, a ciência da vida 2) A célula

2 3) A ultraestrutura celular 4) A composição química da célula

3 5) A membrana plasmática 6) A permeabilidade celular

4 7) O transporte ativo 8) O citoplasma

5 9) Mitocôndrias e lisossomos 10) Peroxissomos, microtúbulos, microfilamentos e centríolos

6 11) O núcleo 12) Os cromossomos

7 13) O ciclo celular 14) A mitose

8 15) A meiose 16) As diferenças entre a mitose e a meiose

2 9 17) A gametogênese 18) Aberrações cromossômicas numéricas: euploidias

10 19) Aberrações cromossômicas numéricas: aneuploidias 20) Aberrações cromossômicas estruturais

11 21) As células procarióticas 22) Os vírus

12 23) O tecido epitelial 24) O tecido conjuntivo

13 25) Tecidos: cartilaginoso, ósseo e hematopoético 26) O sangue

14 27) O tecido muscular 28) O tecido nervoso

15 29) A biodiversidade 30) O reino monera

16 31) O reino protoctista (protista) – I 32) O reino protoctista (protista) – II

3 17 33) O reino fungi 34) Os líquenes (liquens)

18 35) Reino plantae: classificação e noções de evolução 36) Os ciclos reprodutores dos seres vivos

19 37) As briófitas: características e classificação 38) As briófitas: ciclo alternante de musgo

20 39) As pteridófitas: características e classificação 40) As pteridófitas: ciclo alternante de samambaia

21 41) As gimnospermas: caract. e reprodução das coníferas 42) As gimnospermas: caracter. e reprodução das coníferas

22 43) As angiospermas: classificação e características 44) A flor das angiospermas

4 23 45) Androceu e polinização 46) Androceu e polinização

24 47) Gineceu e fecundação 48) Gineceu e fecundação

25 49) Os frutos e suas funções 50) A semente

26 51) A germinação da semente 52) Órgãos vegetativos das angiospermas: a raiz

27 53) Órgãos vegetativos das angiospermas: a raiz 54) Órgãos vegetativos das angiospermas: o caule

28 55) Órgãos vegetativos das angiospermas: a folha 56) Exercícios de revisão

– 169
BIOLOGIA – 1.a SÉRIE
Frente 2 – Os seres vivos e o meio ambiente

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Protozoários e animais

2 A vida animal

3 Protozoários – I

4 Protozoários – II

5 A reprodução

6 Embriologia: tipos de ovos e segmentação

7 Embriologia do anfioxo

8 Evolução dos folhetos embrionários

2 9 Os anexos embrionários

10 Os anexos embrionários dos mamíferos

11 Classificação embriológica dos animais

12 Espongiários ou poríferos

13 Cnidários ou celenterados

14 Platielmintes – I

15 Platielmintes – II

16 Nematelmintes – I

3 17 Nematelmintes – II

18 Anelídeos

19 Artrópodes: classificação, organização e reprodução

20 Artrópodes: crustáceos, aracnídeos e insetos

21 Moluscos

22 Equinodermas

4 23 Os cordados

24 Peixes

25 Anfíbios

26 Répteis

27 Aves

28 Mamíferos

170 –
BIOLOGIA – 2.a SÉRIE
Frente 1 – Biologia Vegetal e estruturas e funções celulares

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 1) Célula vegetal: parede celular 2) Célula vegetal: plastos e vacúolos

2 3) Os tecidos vegetais 4) Os tecidos adultos

3 5) Tecidos de proteção: epiderme e súber 6) Os tecidos condutores (vasculares)

4 7) A folha: órgão de fotossíntese 8) A folha: órgão de fotossíntese

5 9) A química da fotossíntese 10) A química da fotossíntese

6 11) Fotossíntese e quimiossíntese em bactérias 12) Fatores que influenciam na fotossíntese

7 13) Influência da luz na fotossíntese 14) Influência do CO2 e da temperatura na fotossíntese

8 15) Osmose na célula vegetal 16) Osmose na célula vegetal

2 9 17) Sistema de absorção: raiz – I 18) Sistema de absorção: raiz – II

10 19) Gutação ou sudação 20) Transpiração

11 21) Atividades estomáticas 22) Caule e transporte no xilema

12 23) Caule e condução da seiva elaborada 24) Hormônios vegetais (fitormônios)

13 25) Auxinas e tropismos 26) Pigmento fitocromo

14 27) Giberelinas, etileno e citocininas 28) Movimentos dos vegetais

15 29) O tegumento dos animais 30) Funções do tegumento

16 31) O endoesqueleto dos animais 32) O exoesqueleto dos animais

3 17 33) O sistema digestório 34) A digestão humana

18 35) A digestão dos ruminantes 36) O sistema respiratório

19 37) A respiração humana 38) Tipos de circulação

20 39) Os corações dos vertebrados 40) O automatismo cardíaco

21 41) As hemácias e as plaquetas 42) Os leucócitos

22 43) O sistema linfático 44) O sistema excretor

4 23 45) A excreção humana 46) O ciclo da ornitina e a osmorregulação em peixes

24 47) O sistema muscular 48) A fisiologia muscular

25 49) O sistema nervoso 50) A origem e a propagação do impulso nervoso

26 51) O ato reflexo 52) Divisão do sistema nervoso

27 53) O sistema endócrino 54) Os métodos anticoncepcionais

28 55) Glândula tireoidea e glândulas paratireoideas 56) Pâncreas e adrenais

– 171
BIOLOGIA – 2.a SÉRIE
Frente 2 – Os seres vivos e o meio ambiente e Genética

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Introdução ao estudo da genética

2 A natureza química do gene

3 DNA: replicação e transcrição

4 A ação gênica

5 O código genético

6 A síntese de proteínas

7 A mutação gênica

8 A lei da segregação

2 9 Os cruzamentos básicos

10 Genótipo, fenótipo e fenocópia

11 Codominância e letalidade

12 As genealogias

13 Cálculo das probabilidades

14 A segregação independente

15 Alelos múltiplos

16 Noções básicas de imunização

3 17 Sistema ABO: classificação e herança

18 Sistema ABO: as transfusões

19 O sistema Rh

20 O sistema MN

21 A interação gênica

22 A herança quantitativa

4 23 Ligação fatorial (linkage) e permutação (crossing-over)

24 Mapas cromossômicos

25 Determinação do sexo

26 Herança ligada ao sexo

27 Herança holândrica e herança influenciada pelo sexo

28 Genética de populações

172 –
BIOLOGIA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Citologia, Genética e Evolução

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 A organização estrutural dos seres vivos

2 A estrutura da membrana plasmática

3 A permeabilidade celular

4 Mitocôndrias, retículo endoplasmático e complexo de Golgi

5 Lisossomos, peroxissomos, microtúbulos e centríolos

6 O núcleo

7 O ciclo celular

8 A meiose

9 A gametogênese

10 As aberrações cromossômicas

2 11 As células procariotas e os vírus

12 Os ácidos nucleicos

13 DNA: replicação e transcrição

14 O código genético

15 A síntese de proteínas

16 A lei da segregação

17 Codominância e letalidade

18 A lei da segregação independente

3 19 Polialelia e imunologia

20 O sistema ABO

21 O fator Rh

22 A interação gênica

23 Ligação fatorial (linkage) e permutação (crossing-over)

24 Mapas cromossômicos

4 25 A determinação do sexo

26 Herança dos genes dos cromossomos sexuais

27 Lamarckismo e darwinismo

28 Neodarwinismo e especiação

29 Engenharia genética I

30 Engenharia genética II

– 173
BIOLOGIA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Biologia Animal

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Os grupos animais

2 O tegumento dos animais

3 O esqueleto dos animais

4 Sistema digestório

5 A digestão humana

6 O sistema respiratório

7 A respiração humana

8 Tipos de circulação

9 O sangue humano

10 O sistema linfático

2 11 O sistema urinário

12 A excreção humana

13 O sistema muscular

14 O neurônio

15 O ato reflexo

16 O sistema endócrino

17 Os métodos anticoncepcionais

18 Tireoide, paratireoides, pâncreas e adrenais

3 19 Poríferos e celenterados

20 Platelmintos

21 Asquelmintos ou nematelmintos

22 Anelídeos

23 Artrópodes

24 Moluscos e equinodermas

4 25 Cordados

26 AIDS, viroses e bacterioses

27 Tipos de ovos e clivagem

28 Embriologia do anfioxo

29 Os anexos embrionários

30 As vitaminas

174 –
BIOLOGIA – 3.a SÉRIE
Frente 3 – Biologia Vegetal e Ecologia

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Classificação dos vegetais e ciclo de vida

2 Reprodução nas criptógamas: briófitas e pteridófitas

3 Pteridófitas heterosporadas: ciclo da selaginella e evolução vegetal

4 Reprodução nas gimnospermas

5 Reprodução nas angispermas

6 Androceu e polinização

7 Gineceu e fecundação

8 Fruto e semente

9 A célula vegetal

10 A estrutura da folha e a fotossíntese

2 11 A química da fotossíntese

12 Fatores que influenciam na fotossíntese

13 Respiração aeróbia e anaeróbia (fermentação)

14 Osmose na célula vegetal

15 Raiz: absorção de água, nutrientes, minerais e gutação

16 Transpiração nos vegetais

17 Transporte nos vegetais

18 Hormônios vegetais: auxinas

3 19 Pigmento fitocromo

20 Hormônios vegetais: giberelinas, etileno, citocininas e ácido abscísico

21 Movimentos dos vegetais

22 Conceitos ecológicos, cadeias e teias alimentares

23 Fluxo de energia e pirâmides ecológicas

24 Ciclos biogeoquímicos: H2O, CO2 e O2

4 25 Ciclo do nitrogênio

26 Sucessão ecológica

27 Relações harmônicas entre os seres vivos

28 Relações desarmônicas entre os seres vivos

29 A poluição ambiental

30 A poluição ambiental

– 175
FÍSICA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Mecânica

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Fundamentos da cinemática

2 Equação horária dos espaços e velocidade escalar média

3 Velocidade escalar instantânea e aceleração escalar

4 Classificação dos movimentos

5 Movimento uniforme

6 Movimento uniforme

7 Movimento uniformemente variado

8 Movimento uniformemente variado

9 Propriedades gráficas

10 Queda livre e lançamento vertical para cima

2 11 Vetores

12 Movimento circular uniforme

13 Balística

14 1.a e 2.a leis de Newton

15 Peso de um corpo e 3.a lei de Newton

16 Aplicações das leis de Newton

17 Aplicações das leis de Newton

18 Aplicações das leis de Newton

3 19 Atrito

20 Plano inclinado

21 Componentes da resultante

22 Exercícios de força centrípeta

23 Trabalho

24 Teorema da energia cinética e método gráfico

4 25 Potência

26 Energia mecânica

27 Energia mecânica

28 Impulso, quantidade de movimento e teorema do impulso

29 Sistemas isolados

30 Colisões

– 179
FÍSICA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Termologia, Óptica, Ondulatória e Mecânica

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Escalas termométricas

2 Calorimetria

3 Calorimetria

4 Mudanças de estado

5 Mudanças de estado

6 Transmissão de calor

7 Estudos de gases perfeitos

8 Estudos de gases perfeitos

9 Relações entre energia térmica e energia mecânica

10 Relações entre energia térmica e energia mecânica

2 11 Dilatação térmica dos sólidos e dos líquidos

12 Princípios da óptica geométrica

13 Princípios da óptica geométrica

14 Imagem de um objeto, espelho plano e campo visual

15 Translação e rotação de um espelho plano – associação de espelhos planos

16 Raios notáveis e construção de imagens nos espelhos esféricos

17 Estudo analítico dos espelhos esféricos

18 Índice de refração e leis da refração

3 19 Refração (II) – reflexão total

20 Lentes esféricas I – construções gráficas

21 Lentes esféricas II – estudo analítico e vergência de uma lente

22 Óptica da visão

23 Noções gerais de ondas

24 Equação fundamental da ondulatória V = λf

4 25 Fenômenos ondulatórios

26 Cordas sonoras

27 Densidade, pressão e lei de Stevin

28 Aplicações da lei de Stevin e lei de Pascal

29 Princípio de Arquimedes

30 Análise dimensional

180 –
FÍSICA – 3.a SÉRIE
Frente 3 – Eletricidade e Mecânica

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Corrente elétrica

2 Propriedade gráfica e tensão elétrica

3 Resistores e leis de Ohm

4 Resistores e leis de Ohm

5 Resistores e leis de Ohm

6 Geradores elétricos e lei de Pouillet

7 Geradores elétricos e lei de Pouillet

8 Associação de geradores

9 Receptores elétricos

10 Energia elétrica, potência elétrica e potência dissipada pelo resistor

2 11 Energia elétrica, potência elétrica e potência dissipada pelo resistor

12 Energia elétrica, potência elétrica e potência dissipada pelo resistor

13 Ponte de Wheatstone

14 Estática do ponto material

15 Estática do corpo extenso

16 Ímãs, campo magnético e força magnética de Lorentz

17 Movimento de uma partícula eletrizada em um campo magnético uniforme

18 Campo magnético gerado por condutor retilíneo

3 19 Campo magnético do condutor retilíneo e da espira

20 Indução eletromagnética

21 Eletrostática: eletrização por atrito, contato e indução

22 Força eletrostática

23 Campo elétrico

24 Campo elétrico resultante

4 25 Potencial elétrico e energia potencial

26 Potencial elétrico gerado por diversas cargas

27 Campo elétrico uniforme

28 Capacitores

29 Associação de capacitores

30 Leis de Kepler e lei da gravitação universal

– 181
GEOGRAFIA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Geografia do Brasil

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Características gerais da população brasileira

2 Estrutura da população – crescimento vegetativo

3 Estrutura da população – estrutura etária, por sexo e por etnia, PEA e IDH

4 Estrutura da população – estrutura etária, por sexo e por etnia, PEA e IDH

5 Estrutura da população – estrutura etária, por sexo e por etnia, PEA e IDH

6 Geologia e morfologia do relevo brasileiro

7 Relevo brasileiro

8 Recursos minerais

9 Clima I

10 Clima II

2 11 Formações vegetais

12 Formações vegetais

13 Hidrografia I

14 Hidrografia II

15 Características gerais do litoral: salinidade, correntes marítimas e a atividade pesqueira

16 Questão ambiental

17 Turismo

18 Movimentos migratórios

3 19 Urbanização: evolução e conceitos

20 As regiões metropolitanas do Brasil

21 Agricultura

22 Agricultura – pecuária

23 Fontes de energia: modelo energético brasileiro; petróleo

24 Fontes de energia: carvão mineral, gás natural, álcool e eletricidade

4 25 Transportes

26 Indústria de transformação

27 Indústria de transformação

28 Comércio exterior

29 Regionalização brasileira

30 Astronomia e coordenadas geográficas

184 –
GEOGRAFIA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Geografia Geral

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Capitalismo e socialismo

2 Desenvolvimento, subdesenvolvimento e nova ordem internacional

3 Oriente médio – aspectos naturais, humanos e econômicos

4 Oriente médio – aspectos naturais, humanos e econômicos

5 Oriente médio – principais conflitos

6 Quadro natural da Ásia de monções

7 Quadro humano da Ásia de monções

8 Quadro econômico da Ásia de monções

9 China

10 Japão: aspectos naturais e humanos

2 11 Japão: aspectos econômicos

12 Europa: aspectos naturais

13 Europa: aspectos humanos

14 Europa: aspectos econômicos

15 Europa: organizações econômicas

16 Ex-URSS e CEI

17 Rússia

18 Glasnost, perestroika e conflitos étnicos

3 19 Continente americano: aspectos gerais e analogias geográficas

20 Canadá – regionalização

21 Estados Unidos: evolução, configuração histórica, territorial, aspectos naturais e humanos

22 Estados Unidos: aspectos econômicos e regionalização

23 México: aspectos naturais, humanos e econômicos

24 América Central: aspectos naturais, humanos e econômicos

4 25 Países andinos e Guianas

26 América platina e Mercosul

27 África: aspectos naturais

28 África: aspectos humanos e econômicos

29 Austrália e Nova Zelândia

30 Regiões polares

– 185
HISTÓRIA – 1.a SÉRIE
Frente 1 – História Integrada

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 1) Dividindo o tempo 2) Pré-História

2 3) Mesopotâmia 4) Egito

3 5) Fenícia e Israel 6) Pérsia

4 7) Grécia: períodos Pré-Homérico e Homérico 8) Esparta

5 9) Atenas 10) Período Clássico

6 11) Roma: Monarquia 12) Roma: República

7 13) A expansão republicana 14) A crise da República

8 15) Alto Império Romano 16) Baixo Império Romano

2 9 17) Império Bizantino 18) Os reinos bárbaros

10 19) Impérios Francos 20) Formação do Islã

11 21) Expansão do Islã 22) A formação do Feudalismo

12 23) Sociedade e política feudal 24) A Igreja medieval

13 25) Baixa Idade Média e as Cruzadas 26) Renascimento comercial

14 27) Renascimento urbano 28) Formação das monarquias nacionais

15 29) Crises dos séculos XIV e XV 30) Renascimento – Origens

16 31) Renascimento – Difusão e crise 32) Reforma Luterana

3 17 33) Reformas calvinista e anglicana 34) Contrarreforma

18 35) Absolutismo 36) Mercantilismo

19 37) Os tipos de mercantilismo 38) Contexto e fatores da expansão marítima

20 39) Ciclo oriental – Portugal 40) Ciclo ocidental – Espanha

21 41) Absolutismo inglês – Apogeu 42) Revoluções Puritana e Gloriosa

22 43) Expansão e colonização inglesa 44) Absolutismo francês

4 23 45) Expansão e colonização francesa 46) Expansão e colonização holandesa

24 47) Consequências da expansão marítimo-comercial 48) Antigo sistema colonial

25 49) Colonização espanhola 50) A origem do ameríndio

26 51) Os maias 52) Os astecas

27 53) Os incas 54) Os indígenas norte-americanos

28 55) Indígenas brasileiros 56) Política indigenista no Brasil

186 –
HISTÓRIA – 1.a SÉRIE
Frente 2 – Arte

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Arte na Pré-História e arte oriental

2 –

3 Arte grega

4 –

5 Arte romana

6 –

7 Arte bizantina

8 –

2 9 Arte islâmica

10 –

11 Arte medieval

12 –

13 Renascimento

14 –

15 Maneirismo e Barroco

16 –

3 17 Rococó e Neoclassicismo

18 –

19 Romantismo e Realismo

20 –

21 Art Nouveau e Impressionismo

22 –

4 23 O Pós-Impressionismo e o Simbolismo e Expressionismo

24 –

25 Cubismo / Dadaísmo / Surrealismo

26 –

27 Arte no Brasil

28 –

– 187
HISTÓRIA – 2.a SÉRIE
Frente 1 – História Integrada

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Administração colonial

2 Economia colonial – Características gerais e açúcar

3 União Ibérica e invasões francesa e inglesa

4 Invasão holandesa

5 Bandeirismo e interiorização

6 Mineração

7 Independência das treze colônias

8 Movimentos emancipacionistas

2 9 Família real no Brasil

10 Primeiro reinado

11 Período regencial

12 Segundo reinado – Política interna

13 Segundo reinado – Economia

14 Segundo reinado – Política externa

15 Segundo reinado – Crise

16 República da Espada

3 17 Bases do Estado Oligárquico

18 Valorização do café

19 Industrialização no Brasil

20 Crise do Estado Oligárquico

21 Populismo na América Latina

22 Era Vargas (governos provisório e constitucional)

4 23 Era Vargas

24 Governo de Dutra e segundo governo de Vargas

25 Governo de JK

26 Revolução Cubana

27 Ditadura militar I

28 Ditadura militar II

188 –
HISTÓRIA – 2.a SÉRIE
Frente 2 – História Geral

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Revolução Industrial – Pioneirismo

2 Revolução Industrial – Consequências

3 Iluminismo e despotismo esclarecido

4 Revolução Francesa – Das origens à Revolução Burguesa

5 Fase popular e Contrarrevolução Burguesa

6 Era Napoleônica

7 Congresso de Viena

8 Ideias sociais e políticas do século XIX

2 9 Ideias sociais e políticas e revoluções de 1830 e 1848

10 Unificação italiana

11 Unificação alemã

12 Expansão territorial dos EUA

13 Guerra de Secessão

14 Imperialismo norte-americano

15 Segunda Revolução Industrial

16 O novo colonialismo

3 17 Neocolonialismo – Efeitos

18 Primeira Guerra Mundial – Fatores e operações militares

19 Tratados de paz e consequências

20 Revolução Russa – Das origens à Revolução Burguesa

21 Revolução Russa – Fase socialista

22 Crise de 1929

4 23 Fascismo italiano

24 Nazismo e franquismo

25 Segunda Guerra Mundial – Fatores e avanço do eixo

26 Segunda Guerra Mundial – Retomada aliada e fim

27 Guerra Fria e ONU

28 Descolonização afro-asiática

– 189
HISTÓRIA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – História Integrada

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Expansão marítima: fatores e ciclo oriental

2 Ciclo ocidental e consequências da expansão marítima

3 Colonização espanhola na América

4 Primórdios da colonização portuguesa

5 Economia, sociedade açucareira e pecuária

6 Economia mineradora

7 Independência dos Estados Unidos e Guerra de Secessão

8 O processo de independência da América

9 Primeiro Reinado e Período Regencial

10 Política interna do Segundo Reinado

2 11 Expansão cafeeira e imigração europeia

12 A crise do Império e movimento republicano

13 República da Espada

14 Bases sociopolíticas da República Oligárquica

15 Ideias e movimentos urbanos na Primeira República

16 A crise de 1929 e o New Deal

17 Crise do Estado oligárquico e Revolução de 1930

18 Era Vargas

3 19 Governo Dutra e segundo governo Vargas

20 De Café Filho à Juscelino Kubitschek

21 Revolução Cubana

22 Crise do populismo na América Latina

23 Governos de Jânio Quadros e de João Goulart

24 Militarismo na América Latina

4 25 Golpe militar de 64 e governo Castelo Branco

26 Governo Costa e Silva e junta militar

27 Governo Médici

28 Governos Geisel e Figueiredo

29 Os governos da Nova República

30 O sistema político atual

190 –
HISTÓRIA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – História Geral

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Das diásporas gregas à Esparta

2 Atenas e Período Clássico

3 Da monarquia à conquista do mediterrâneo

4 Da crise da República ao Alto Império

5 A crise do Império e o legado romano

6 A arábia e o islamismo

7 O feudalismo e a igreja na Idade Média

8 As cruzadas e o renascimento comercial e urbano

9 Monarquias nacionais e crise do século XIV

10 Renascimento cultural

2 11 Reformas religiosas do século XVI

12 O absolutismo francês

13 Absolutismo inglês e revoluções inglesas do século XVII

14 Revolução Industrial na Inglaterra

15 Revolução Francesa

16 A Era Napoleônica e o Congresso de Viena

17 Ideias sociais e políticas do século XIX

18 A unificação alemã e italiana

3 19 Segunda Revolução Industrial

20 O neocolonialismo e a partilha afro-asiática

21 Fatores e operações militares da Primeira Guerra Mundial

22 Tratados de paz e consequências da Primeira Guerra Mundial

23 A Revolução Russa

24 Fascismo italiano

4 25 Nazismo e Franquismo

26 Segunda Guerra Mundial: fatores

27 Segunda Guerra Mundial: conclusão e ONU

28 Guerra Fria

29 Descolonização afro-asiática

30 Queda do muro de Berlim, fim do socialismo e desintegração da URSS

– 191
INGLÊS – 3.a SÉRIE
Frente: Gramática e Textos

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Vocabulary

2 Vocabulary

3 Text

4 Text

5 Text

6 Grammar – Present Tenses

7 Vocabulary

8 Text

9 Text

10 Grammar – Past Tenses

2 11 Vocabulary

12 Text

13 Text

14 Grammar – Present Tenses

15 Vocabulary

16 Text

17 Text

18 Grammar – Conditional Clauses / If Clauses

3 19 Vocabulary

20 Text

21 Text

22 Technical Vocabulary

23 Grammar: Gerund and Infinitive

24 Text

4 25 Text

26 Text

27 Grammar – Passive Voice

28 Text

29 Technical Vocabulary

30 Grammar – Reported Speech

194 –
MATEMÁTICA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Equações e inequações; funções do 1.o e 2.o graus; função exponencial e logarítmica; função modular; números N, Z, Q,
R e C; polinômios e equações algébricas

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Equações do 1.o grau

2 Equações do 2.o grau

3 Equações do 2.o grau (propriedades)

4 Sistemas de equações

5 Função polinomial do 1.o grau

6 Função polinomial do 2.o grau

7 Sistema de inequações

8 Inequações: produto e quociente

9 Vértice da parábola

10 Função exponencial

2 11 Logaritmos – definição e existência

12 Propriedades dos logaritmos

13 Resolução de equações logarítmicas

14 Função logarítmica

15 Logaritmos decimais

16 Módulo de um número real

17 Função modular

18 Divisão em N , múltiplos e divisores em Z

3 19 Máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum

20 Números decimais e números reais

21 Números complexos I

22 Potências naturais de i

23 Números complexos II

24 Representação geométrica de um número complexo

4 25 Função polinomial

26 Polinômios: divisão

27 Dispositivo de Briot-Ruffini – teorema do resto

28 Equações algébricas I

29 Equações algébricas II

30 Equações algébricas II

– 199
MATEMÁTICA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Conjuntos; funções; progressão aritmética e progressão geométrica; matrizes, determinantes e sistemas lineares;
razões e proporções; regra de três, juros e porcentagem

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Conjuntos

2 Conjuntos

3 Produto cartesiano, relações binárias e funções

4 Domínio, contradomínio e imagem

5 Características e propriedades da função

6 Função composta

7 Função inversa

8 Sequências e progressão aritmética

9 Propriedades da progressão aritmética

10 Soma dos termos de uma progressão aritmética

2 11 Progressão geométrica

12 Propriedades da progressão geométrica e produto dos termos

13 Soma dos termos da progressão geométrica

14 Séries geométricas

15 Matrizes

16 Multiplicação de matrizes

17 Determinantes

18 Propriedades dos determinantes

3 19 Teorema de Laplace, regra de Chió e outras propriedades

20 Inversão de matrizes

21 Sistemas lineares

22 Método de Gauss (escalonamento)

23 Sistema linear homogêneo

24 Noção geral de média

4 25 Razões e proporções

26 Regra de três simples

27 Regra de três composta

28 Porcentagem

29 Juros simples e composto

30 Juros simples e composto

200 –
MATEMÁTICA – 3.a SÉRIE
Frente 3 – Potenciação e radiciação; fatoração; seno, cosseno e tangente; equações e inequações; adição de arcos e arco duplo; lei
dos senos e dos cossenos; coordenadas cartesianas ortogonais; distância; condição de alinhamento; equação da reta
e da circunferência

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Potenciação

2 Potenciação

3 Radiciação

4 Radiciação

5 Fatoração

6 Fatoração

7 Funções trigonométricas de um ângulo agudo

8 Funções trigonométricas de um ângulo agudo (continuação)

9 Arcos da circunferência

10 Arco ou ângulo trigonométrico

2 11 Estudo da função seno

12 Estudo da função cosseno

13 Estudo da função tangente

14 Funções seno, cosseno e tangente

15 Funções seno, cosseno e tangente

16 Inequações trigonométricas

17 Adição e subtração de arcos

18 Arco duplo

3 19 Arco duplo

20 Lei dos senos e dos cossenos

21 Coordenadas cartesianas ortogonais

22 Razão de secção

23 Alinhamento de três pontos e curvas

24 Equação geral da reta

4 25 Coeficiente angular da reta

26 Posição relativa entre duas retas

27 Feixe de retas concorrentes num ponto

28 Distância entre um ponto e uma reta e entre duas retas paralelas

29 Circunferência I

30 Circunferência II

– 201
MATEMÁTICA – 3.a SÉRIE
Frente 4 – Ângulos, triângulos, quadriláteros, polígonos; semelhança de figuras planas; relações métricas num triângulo
retângulo; ângulos na circunferência e potência de ponto; área das figuras planas; análise combinatória, binômio de
Newton e probabilidade; prisma, pirâmide, cilindro e cone; troncos; esfera; poliedros

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Introdução ao estudo da geometria plana

2 Triângulos: definição e propriedades

3 Triângulos: classificação e congruência

4 Polígonos: definição, classificação e propriedades

5 Quadriláteros notáveis e linhas proporcionais

6 Semelhança de triângulos

7 Relações métricas nos triângulos retângulos

8 Lugares geométricos e pontos notáveis do triângulo

9 Ângulos na circunferência e potência de ponto

10 Áreas das figuras planas

2 11 Razão entre as áreas de figuras semelhantes e área dos polígonos regulares

12 Fatorial e número binomial

13 Triângulo de Pascal ou Tartaglia

14 Teorema do binômio e termo geral

15 Arranjos simples e permutações simples

16 Combinações simples

17 Permutações, arranjos e combinações com repetição

18 Probabilidade

3 19 Probabilidade da união e probabilidade condicional

20 Probabilidade da intersecção e lei binomial de probabilidade

21 Prismas

22 Paralelepípedos e cubos

23 Pirâmide

24 Tetraedro regular e tronco de pirâmide

4 25 Cilindros

26 Cones

27 Tronco de cone

28 Esfera e suas partes

29 Inscrição e circunscrição de sólidos

30 Poliedros

202 –
PORTUGUÊS – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Redação e Gramática

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Estrutura da dissertação e critérios de correção

2 Funções da linguagem

3 Classificação das palavras – palavras variáveis e invariáveis

4 Classificação das palavras – palavras variáveis e invariáveis

5 Sujeito e predicado

6 Oração sem sujeito

7 Predicado nominal

8 Predicado verbal

9 Predicado verbo-nominal

10 Adjunto adverbial, aposto e vocativo

2 11 Acentuação gráfica

12 Ortografia – emprego do porquê, mal e outros

13 Vozes verbais (voz ativa e passiva analítica)

14 Voz passiva sintética, índice de indeterminação do sujeito, voz reflexiva e recíproca

15 Figuras de linguagem (I)

16 Figuras de linguagem (II)

17 Verbos (I)

18 Verbos (II)

3 19 Orações coordenadas

20 Orações subordinadas substantivas

21 Orações subordinadas adjetivas e emprego do pronome relativo

22 Orações subordinadas adverbiais

23 Pontuação

24 Concordância nominal

4 25 Concordância verbal (I)

26 Concordância verbal (II)

27 Regência nominal e verbal

28 Regência verbal

29 Crase – regra, ocorrência e não ocorrência

30 Casos especiais de crase

– 207
PORTUGUÊS – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Literatura

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 1) Lírica trovadoresca 2) Poesia palaciana


2 3) Gil Vicente 4) A medida nova – Luís de Camões
3 5) Camões épico – Os Lusíadas (I) 6) Os Lusíadas (II)
4 7) Barroco 8) Barroco conceptista – Antônio Vieira
5 9) Gregório de Matos 10) Arcadismo: Cláudio Manuel da Costa
6 11) Tomás Antônio Gonzaga 12) Autores épicos do Arcadismo
14) Romantismo: breve histórico e Romantismo em
7 13) Bocage
Portugal – introdução
8 15) Almeida Garrett 16) Alexandre Herculano
9 17) Camilo Castelo Branco 18) Romantismo no Brasil: poesia – primeira geração
10 19) Poesia – segunda geração 20) Poesia – terceira geração

2 11
21) Prosa romântica no Brasil (I): introdução aos
romances folhetinesco e regionalista
22) Prosa romântica no Brasil (II): José de Alencar (I) –
introdução e romance indianista
23) Prosa romântica no Brasil (III): José de Alencar (II) –
12 24) Manuel Antônio de Almeida
romances urbano e regionalista
13 25) Introdução ao Realismo – Naturalismo 26) Realismo em Portugal: Antero de Quental
14 27) Eça de Queirós (I) 28) Eça de Queirós (II)
15 29) Realismo no Brasil: Machado de Assis (I) 30) Machado de Assis (II)
16 31) Machado de Assis (III) 32) Naturalismo: Aluísio Azevedo
17 33) Raul Pompeia 34) Parnasianismo
18 35) Simbolismo: características, autores e obras 36) Simbolismo no Brasil

3 19 37) Pré-Modernismo (I): Euclides da Cunha e Lima Barreto 38) Pré-Modernismo (II): Monteiro Lobato e Augusto dos Anjos
39) Modernismo em Portugal e Fernando Pessoa
20 40) Fernando Pessoa: heterônimos
ortônimo
21 41) Fernando Pessoa: heterônimos 42) Semana de Arte Moderna

22 43) Primeira geração modernista: Mário de Andrade (I) 44) Mário de Andrade (II) e Oswald de Andrade (I)

23 45) Oswald de Andrade (II) 46) Manuel Bandeira


47) 2.a geração modernista – Poesia: Carlos Drummond
24 48) Carlos Drummond de Andrade (II)
de Andrade (I)

4 25 49) Jorge de Lima, Murilo Mendes e Cecília Meireles 50) Vinícius de Moraes
26 51) Prosa regionalista 52) José Lins do Rego
27 53) Graciliano Ramos (I) 54) Graciliano Ramos (II)
28 55) Guimarães Rosa (I) 56) Guimarães Rosa (II)
29 57) Guimarães Rosa (III) 58) Clarice Lispector
30 59) João Cabral de Melo Neto 60) Poesia concreta
208 –
PORTUGUÊS – 3.a SÉRIE
Frente 3 – Análise de Textos

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Análise de texto

2 Análise de texto

3 Análise de texto

4 Análise de texto

5 Análise de texto

6 Análise de texto

7 Análise de texto

8 Análise de texto

9 Análise de texto

10 Análise de texto

2 11 Análise de texto

12 Análise de texto

13 Análise de texto

14 Análise de texto

15 Análise de texto

16 Análise de texto

17 Análise de texto

18 Análise de texto

3 19 Análise de texto

20 Análise de texto

21 Análise de texto

22 Análise de texto

23 Análise de texto

24 Análise de texto

4 25 Análise de texto

26 Análise de texto

27 Análise de texto

28 Análise de texto

29 Análise de texto

30 Análise de texto

– 209
QUÍMICA – 3.a SÉRIE
Frente 1 – Estrutura do Átomo, Ligações Químicas, Termoquímica, Soluções, Oxidorredução, Reações de Deslocamento, Eletroquímica,
Propriedades Coligativas

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Estrutura do átomo

2 Isótopos, isóbaros, isótonos e íons

3 Distribuição eletrônica em níveis e subníveis

4 Ligações químicas: teoria do octeto e ligação iônica

5 Ligação covalente

6 Ligação dativa ou coordenada

7 Teoria da repulsão dos pares eletrônicos, geometria molecular

8 Polaridade das ligações e polaridade das moléculas

9 Forças intermoleculares

10 Regra de solubilidade, ligação metálica e ligas metálicas

2 11 Termoquímica – entalpia: reação exotérmica e endotérmica

12 Lei de Hess – cálculo do ∆H

13 Entalpia de formação

14 Energia de ligação

15 Soluções – solubilidade

16 Curvas de solubilidade. Solubilidade dos gases em líquidos

17 Concentração: %, g/L e mol/L

18 Diluição e mistura de soluções

3 19 Oxidorredução – número de oxidação

20 Reação de oxidorredução – oxidante e redutor

21 Acerto dos coeficientes por oxidorredução

22 Reação de deslocamento

23 Eletroquímica I – pilhas eletroquímicas

24 Potencial de redução e voltagem

4 25 Eletroquímica II – eletrólise ígnea

26 Eletrólise em solução aquosa

27 Estequiometria na eletrólise

28 Propriedades coligativas – pressão de vapor

29 Efeitos coligativos – tonoscopia, crioscopia e ebulioscopia

30 Osmose

214 –
QUÍMICA – 3.a SÉRIE
Frente 2 – Substância e Mistura, Classificação Periódica, Química Orgânica (Introdução, Funções Orgânicas, Isomeria, Reações
Orgânicas, Petróleo, Polímeros), Leis das Combinações Químicas, Química Descritiva

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Substância pura e mistura

2 Materiais homogêneos e heterogêneos

3 Separação dos componentes de uma mistura heterogênea

4 Separação dos componentes de uma mistura homogênea (solução)

5 Fenômenos físicos e químicos; equação química

6 Classificação periódica dos elementos – períodos, grupos e localização na tabela periódica

7 Raio atômico, raio iônico e série isoeletrônica

8 Energia de ionização, afinidade eletrônica e eletronegatividade

9 Introdução à Química Orgânica – definição, Kekulé e tipos de carbono

10 Classificação das cadeias carbônicas

2 11 Estrutura e nomes dos compostos orgânicos – nomenclatura dos hidrocarbonetos de cadeia normal

12 Nomenclatura dos hidrocarbonetos de cadeia ramificada

13 Nomenclatura dos hidrocarbonetos cíclicos

14 Álcool, fenol, aldeído e cetona

15 Ácido carboxílico, éster e éter

16 Amina e amida

17 Isomeria plana

18 Isomeria geométrica

3 19 Isomeria óptica

20 Reações orgânicas I – reação de substituição

21 Reação de adição

22 Desidratação de alcoóis – combustão

23 Oxidação de alcoóis – redução de aldeídos e cetonas

24 Esterificação – lipídios

4 25 Caráter ácido e básico – aminoácidos e proteínas

26 Hidratos de carbono

27 Petróleo

28 Polímeros

29 Leis das combinações químicas

30 Química descritiva – atmosfera, hidrosfera e litosfera

– 215
QUÍMICA – 3.a SÉRIE
Frente 3 – Teoria Atômico-Molecular, Cálculo Estequiométrico, Compostos Inorgânicos, Cinética Química, Equilíbrio Químico, pH,
Hidrólise Salina, Produto de Solubilidade, Titulometria, Radioatividade

CAD. SEM. PROGRAMA

1 1 Massa atômica – massa molecular

2 Mol e massa molar

3 Quantidade de matéria ou de substância

4 Equação de estado, volume molar e hipótese de Avogadro

5 Fórmulas percentual, mínima e molecular

6 Cálculo estequiométrico – estequiometria

7 Reagente em excesso – pureza e rendimento

8 Compostos inorgânicos I – ácido de Arrhenius: definição e nomenclatura

9 Base de Arrhenius: definição e nomenclatura

10 Reação de neutralização

2 11 Compostos inorgânicos II – sais: definição e nomenclatura

12 Óxidos – definição, nomenclatura, óxidos básicos e óxidos ácidos

13 Reação de dupla-troca – tabela de solubilidade

14 Reação de dupla-troca – força e volatilidade

15 Cinética química I – velocidade (rapidez) de uma reação química

16 Complexo ativado – energia de ativação

17 Fatores que alteram a velocidade de uma reação: temperatura, superfície de contato e catalisador

18 Equação da velocidade. Concentração e velocidade

3 19 Cinética química II – mecanismo por etapas

20 Equilíbrio químico – conceito de equilíbrio químico

21 Kc e Kp

22 Cálculo das quantidades no equilíbrio

23 Deslocamento de equilíbrio

24 Equilíbrio iônico

4 25 Kw , pH e pOH

26 Hidrólise salina

27 Produto de solubilidade

28 Titulometria – acidimetria, alcalimetria

29 Radioatividade

30 Meia-vida

216 –