Você está na página 1de 3

ROTEIRO DE ESTUDO SIMPLIFICADO

COMPUTAÇÃO GRÁFICA APLICADA À ENGENHARIA CIVIL

OBJETIVOS

Proporcionar ao aluno as diretrizes necessárias para alinhar o conteúdo da disciplina com

o seu plano de estudo, visando à obtenção de resultados satisfatórios durante o período acadêmico.

Nesse contexto, torna-se importante a verificação das orientações quanto a:

a) Organizar o tempo de estudo;

b) Assistir às aulas teórica e prática;

c) Participar das atividades propostas, assinalar as dúvidas e tirá-las com o professor;

d) Fazer os exercícios e esclarecer as eventuais dúvidas com o professor;

e) Anotar os registros claros e precisos para poder estudar sozinho;

f) Esclarecer todas as dúvidas em sala de aula.

ORIENTAÇÕES GERAIS

É importante destacar que a sua participação, tanto no acompanhamento das atividades

da disciplina em sala de aula quanto no processo do estudo por conta própria a partir das

indicações feitas neste Roteiro de Estudo, é fundamental para atingimer as metas que deverão ser estipuladas.

A disciplina de Computação Gráfica aplicada à Engenharia Civil visa a possibilitar ao aluno

a confecção e representação bidimensional de um projeto, com a utilização dos processos

de representação gráfica e as técnicas de ilustração aplicadas ao desenho gráfico digital.

A sua dedicação é fundamental para o sucesso!

PLANO DE ESTUDO

Para essa disciplina, torna-se importante a leitura de bibliografias do tema, assim como buscar constantemente a atualização em artigos e revistas técnicas no âmbito da indústria da construção civil.

Faz-se necessário o uso do laboratório de informática para as atividades práticas, com recurso de computador tendo a configuração adequada para utilização de softwares gráfico dos seguintes itens: softwares gráficos profissionais de edição e manipulação de imagens bitmap e imagens vetoriais, de diagramação/paginação e de fechamento de arquivo (PDF) (softwares nas versões mais recentes e atualizadas: AutoCAD, Corel Draw, Sketch up, Photoshop e Power Point).

Através deste Roteiro de Estudo, você poderá evidenciar a importância da estática na idealização estrutural do projeto e arquitetônico, assim como conceituar sobre os tipos de estruturas.

INTRODUÇÃO

A representação gráfica é essencial para transformar a ideia de projeto em uma

linguagem acessível para o cliente, o fornecedor e os envolvidos na obra. Entre as várias formas de comunicação visual em projetos, as ferramentas digitais se colocam hoje como necessidade fundamental pelas exigências de mercado, pela tempestividade no atendimento de demandas de desenho e na maior qualidade de representação gráfica.

Uma grande oportunidade que se apresenta para contribuir com a redução do desperdício e aumento da qualidade das edificações é a tecnologia Building Information Modeling, ou BIM, que não é uma tecnologia para o futuro, mas uma realidade traduzida como Modelagem da Informação da Construção.

Unidade 1: Planejamento - Técnicas gerenciais

No desenvolvimento das atividades propostas para esta disciplina, o aluno deverá adquirir as seguintes competências para atingir um nível de compreensão:

Das técnicas de representação e expressão gráfica do desenho de apresentação;

Das técnicas básicas de tratamento de imagens digitais e do desenho vetorial;

Sobre as técnicas básicas de ilustração do espaço interior.

Deverá também desenvolver as seguintes habilidades:

Aplicar conhecimentos de ilustração gráfica em projetos de espaços interiores;

Representar graficamente projetos de ambientação utilizando técnicas de acabamento gráfico digital com vistas à apresentação para o cliente.

Unidade 2: Recursos de computação gráfica aplicada à engenharia civil

A Modelagem da Informação da Construção Building Information Modeling (BIM)

trata-se de uma tecnologia de modelamento associada a um conjunto de processos para produzir, comunicar e analisar modelos de edificações.

Principais áreas da abordagem no uso da tecnologia BIM:

Área educacional;

Elementos finitos;

Projeto assistido por computador: estrutural, instalações prediais, topografia, estradas;

Sistemas georreferenciados;

Modelagem de informações da construção (BIM).

Literatura de apoio nos estudos:

EASTMAN, C.; TEICHOLZ, P; SACKS, R.; LISTON, K. Manual de BIM. São Paulo: Bookmann,

2013.

FITZ, P. R. Geoprocessamento sem complicação. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

Unidade 3: Modelagem de informações da construção

O BIM possibilita que as informações sejam sincronizadas, atualizadas e acessíveis em um ambiente digital integrado. Dessa forma, torna-se possível minimizar as falhas e ineficiências nos processos de projeto, construção e gestão do empreendimento.

Os aspectos importantes para o entendimento da modelagem abordam:

Conceitos;

Vantagens e desvantagens;

Plataformas e integração;

Gestão de projeto;

Arquitetura, materiais e quantitativos;

Estrutura;

Instalações hidráulicas e sanitárias;

Instalações elétricas;

Custos e planejamento.

Bibliografia recomendada para complementar os estudos:

BADRA, P. A. L. Guia prático de orçamento de obras - do escalímetro ao BIM. São Paulo:

PINI, 2012.

CARVALHO JUNIOR, R. Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura. 6. ed. São Paulo:Blucher, 2013.

EASTMAN, C.; TEICHOLZ, P.; SACKS, R.; LISTON, K. Manual de BIM. São Paulo: Bookmann,

2013.

FITZ, P. R. Geoprocessamento sem complicação. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

LIMA, C. C., Autodesk revit architecture 2013: conceitos e aplicações. São Paulo: Érica,

2012.

NOCÊRA, R. de J. Planejamento e controle de obras com o MS Project 2007. São André:

XXX, 2007.

SILVA, M. A. C. Gestão do processo de projeto de edificações. São Paulo: Nome da Rosa,

2003.

VAZ, L. E. Método dos elementos finitos em análise de estruturas. Rio de Janeiro:

Campus, 2013.