Você está na página 1de 24

CONCURSO

Residência Jurídica 2010

1
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

EDITAL

O Diretor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, de acordo


com as atribuições que lhes são conferidas pelo disposto na Deliberação n° 24/98, do
Conselho Superior de Ensino e Pesquisa e Extensão, através do Centro de Produção da
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, torna pública a abertura das inscrições e
estabelece normas relativas à seleção de candidatos ao Curso de Especialização com
Treinamento em Serviço - Modalidade Residência Jurídica, em nível de pós-graduação lato
sensu, a iniciar-se no ano de 2010.

1- DA RESIDÊNCIA

1.1. A modalidade Residência Jurídica é um programa de treinamento em serviço, com


duração de 2 (dois) anos, sob supervisão do Núcleo de Prática Jurídica, a ser realizado nas
dependências da Faculdade de Direito (FD/UERJ).

1.2. Atualmente, a bolsa auxílio mensal é de R$ 1.427,63 (hum mil quatrocentos e vinte e
sete reais e sessenta e três centavos), para uma carga horária de 40 horas semanais,
sendo o expediente das 9 às 13 horas e das 17 às 21 horas e atividades complementares:
participação em audiências, acompanhamento de processos no Fórum, na Justiça Federal e
do Trabalho, e aulas complementares.

1.3. O residente que não cumprir com as tarefas e obrigações descritas no item acima será
advertido por escrito, constando a referida advertência em seu histórico escolar.

1.4. Os candidatos selecionados e matriculados serão semestralmente avaliados pelos


professores coordenadores de suas respectivas áreas, com base em seu desempenho
técnico-profissional e em sua integração nas atividades curriculares do programa de
Residência Jurídica.

2 - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

2.1. A seleção obedece às normas descritas por este Edital e é executado pelo Centro de
Produção da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Coordenação de Concursos e
Processos Seletivos.

2.2. Será oferecido um total de 20 (vinte) vagas para o ano de 2010, distribuídas conforme
quadro abaixo:

2
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

3 - DOS REQUISITOS PARA INGRESSO NO CURSO

3.1. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, sendo a última amparada pelo estatuto de
igualdade existente entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos
direitos políticos, na forma do disposto no artigo 13 do Decreto n.º 70.436, de 18/04/72, e
nos termos do art. 12, § 1º, da Constituição Federal.

3.2. Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares para os candidatos do sexo masculino.

3.3. Ser detentor de diploma de graduação plena em Direito.

3.4. Possuir carteira definitiva da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) até a data da
matrícula, com habilitação para atuar no Estado do Rio de Janeiro.

3.5. Ser aprovado em todas as etapas do concurso.

3.6. Ser selecionado no Concurso, de acordo com o número de vagas previstas em cada
área de treinamento.

3.7. Cumprir as determinações deste Edital.

4 - DAS INSCRIÇÕES

4.1. Período/Horário/Local/Taxa

PERÍODO LOCAL/HORÁRIO TAXA DE INSCRIÇÃO

INTERNET – no endereço eletrônico


24/08 a 11/09/2009 http://www.cepuerj.uerj.br, das 10h do dia R$ 100,00
24/08/2009 às 17h do dia 11/09/2009.

4.2. Serão aceitos pedidos de isenção de taxa de inscrição no período de 24/08 à 27/08/2009.
Os pedidos deverão comprovar a hipossuficiência do candidato em efetuar o pagamento da
taxa e ser entregues no Protocolo Geral do CEPUERJ, das 10 às 16 horas, Pav. João Lyra
Filho, 1° andar, bloco A, sala 1002 ou via SEDEX 10 para a Caixa Postal 46520, Agência Vila
Izabel, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20551-970. As respostas dos pedidos serão divulgadas em
04/09/2009, a partir das 14 horas no endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br.

OBSERVAÇÕES:

1) O candidato deverá inscrever-se para concorrer em apenas uma área de treinamento,


mediante pagamento da taxa de inscrição, conforme quadro do subitem 4.1.

2) Será vedada ao candidato, a repetição da mesma área de treinamento já cursada anteriormente.

3
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

4.3. Procedimentos para inscrição

4.3.1. Pela internet. Para se inscrever o candidato deverá:

a) Certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos neste Edital para


participação no Concurso;
b) Acessar o endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br, link Residência Jurídica
2010, onde estarão disponíveis para baixa e impressão, o Edital;
c) Realizar a inscrição através do Formulário de Solicitação de Inscrição e indicar a
área ao qual deseja concorrer, conforme subitem 2.2;
d) Preencher todos os campos do Formulário de Solicitação de Inscrição, disponível no
período citado no subitem 4.1 e, após o referido preenchimento, envia-lo para
cadastramento através do botão específico (ENVIAR);
e) Imprimir em papel A4, o boleto para pagamento da taxa de inscrição e, após a
conclusão da impressão, efetuar o pagamento até a data de vencimento, em
espécie, em qualquer instituição bancária, nos caixas eletrônicos ou nos serviços
bancários na Internet. Não será aceito depósito em conta corrente do CEPUERJ ou
agendamento de pagamento.

4.3.2. No Campus Maracanã da UERJ:

Caso o candidato não possua acesso à internet, poderá se dirigir ao Campus Maracanã
da UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524, 1° andar, B loco A, sala 1006 (Recepção do
CEPUERJ), no horário das 9 às 17 horas e utilizar-se de um dos computadores para
realizar a inscrição, seguindo os procedimentos do item 4.3.1.

OBSERVAÇÕES

1) Por questão de segurança e esclarecimento de dúvidas, o candidato deverá manter em


seu poder a cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

2) O CEPUERJ não se responsabilizará pelas solicitações de inscrição não recebidas por


motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento de
linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a
transmissão dos dados.

3) O simples recolhimento da taxa de inscrição na agência bancária não significa que a


inscrição no Concurso tenha sido efetivada. A efetivação será comprovada através do
recebimento do crédito do pagamento pela instituição bancária.

4) O boleto bancário referente ao pagamento da taxa de inscrição ficará indisponível para


impressão após o seu recebimento. Assim sendo, o candidato poderá confirmar 72 horas
após o pagamento se o mesmo foi creditado corretamente, da seguinte maneira:

a) Acessar novamente o endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br link Residência Jurídica 2010;

b) Digitar seu CPF, selecionar o programa no qual se inscreveu, escolher a opção reimpressão do
boleto e clicar no botão “enviar”, neste momento aparecerá a mensagem: VOCÊ JÁ SE
ENCONTRA EM NOSSO CADASTRO E SEU PAGAMENTO FOI RECEBIDO COM SUCESSO.

4
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

4.4. Informações complementares:

4.4.1. A inscrição vale, para todo e qualquer efeito, como forma expressa de aceitação
de todas as normas constantes no presente Edital, das quais não poderá haver
alegação de desconhecimento.

4.4.2. Em hipótese alguma as taxas de inscrição ou de recurso serão devolvidas ou


haverá parcelamento das mesmas.

4.4.3. Não serão aceitas inscrições condicionais nem tampouco inscrições fora do
período, horário e local estabelecidos, quaisquer que sejam as razões alegadas, salvo
pelo adiamento oficial do período inicialmente divulgado.

4.4.4. Não serão aceitas inscrições através de fax, de correio eletrônico ou de qualquer
outra forma não especificada neste Edital.

4.4.5. A troca de área de treinamento escolhida poderá ser feita somente até o último
dia do período de inscrições, observado o horário de encerramento das inscrições.

5 - DA CONFIRMAÇÃO DA INSCRIÇÃO

5.1. O Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI), estará disponível no endereço


http://www.cepuerj.uerj.br, a partir das 14 horas do dia 09/10/2009.

5.2. O candidato deverá imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI) e portá-lo no


dia de realização da prova.

5.3. Se houver algum dado incorreto no Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI), o candidato
deverá enviar uma solicitação de correção para o e-mail coprosel@uerj.br, no período de 09 a
13/10/2009, contendo as seguintes informações: nome do concurso, nome do candidato, CPF, área
ao qual concorre, o dado incorreto e a correção a ser processada. Após 48 horas da solicitação de
correção, a nova via do CCI estará disponível para reimpressão.

5.4. As informações obtidas por meio de contato telefônico junto à Coordenação de


Processos Seletivos não se revestem de caráter oficial, devendo o candidato utilizar-se dos
meios indicados no presente Edital para informar-se sobre todas as datas, os locais e
horários de realização das provas.

6 - DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS

6.1. O Concurso compreenderá duas etapas para todas as áreas de treinamento, de acordo
com o quadro abaixo:

5
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

6.1.1. A Prova Objetiva está prevista para ser realizada no dia 22/10/2009, às 13
horas, no município do Rio de Janeiro, Campus da UERJ, e terá a duração de 4 horas.

6.1.2. A data prevista para a realização da Prova Objetiva poderá ser alterada. No
cartão de confirmação de Inscrição (CCI), serão informados o local, o horário e a data
definitiva da prova.

6.1.3. As questões da prova objetiva obedecerão aos programas e às referências


bibliográficas indicadas no Anexo 1 deste Edital.

6.1.4. É de inteira responsabilidade do candidato a identificação correta do local de


realização das provas e o comparecimento no horário determinado.

6.2. Etapa I

a) Da Prova Objetiva

6.2.1. A Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, constará de 50


(cinquenta) questões do tipo múltipla escolha, valendo peso dois, totalizando 100
(cem) pontos, sendo considerados aprovados nesta Etapa os candidatos que obtiverem
no mínimo 60 (sessenta) pontos. A quantidade de questões por conteúdo de cada área
de treinamento, está distribuída conforme quadro a seguir:

ÁREAS DE NÚMERO DE
TREINAMENTO CONTEÚDO A SER AVALIADO QUESTÕES
Direito Civil 20
Cível
Direito Processual Civil 20
Direito Constitucional 10
Direito Penal 20
Criminal
Direito Processual Penal 20
Direito Constitucional 10
Direito do Trabalho 20
Trabalhista
Direito Processual do Trabalho 20
Direito Constitucional 10

6.2.2. O candidato deverá comparecer ao local destinado à realização da prova com


antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o seu início, portando caneta
esferográfica (tinta azul ou preta), o cartão de confirmação de inscrição e documento de
identidade original. Não serão aceitas fotocópias ou protocolos de documentos sem foto.

6.2.3. O documento deverá estar em boas condições, de forma a permitirem, com


clareza, a identificação do candidato.

6.2.4. Não será admitido o ingresso no local de realização da prova ao candidato que
chegar após o horário fixado para seu início.

6
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

6.2.5. Ao candidato somente será permitida a realização da prova em data, local e


horário constantes no Cartão de Confirmação de Inscrição, não havendo portanto,
segunda chamada da prova.

6.2.6. Não haverá aplicação da prova fora do espaço físico, da data e dos horários pré-
determinados em Edital ou em Retificação Oficial do Edital, a não ser nos casos
previstos no subitem 6.2.20. O não comparecimento do candidato à prova acarretará à
eliminação automática do Concurso.

6.2.7. Não será permitida a consulta a nenhuma espécie de livros, textos jurídicos, notas
de estudos, revistas e folhetos, nem tampouco a utilização de quaisquer aparelhos
eletrônicos, tais como, agendas eletrônicas, relógios com calculadoras ou assemelhados,
walkman, gravador ou receptor, pager ou telefone celular, sob pena de desclassificação.

6.2.8. As instruções contidas na contracapa da prova deverão ser cumpridas,


integralmente, pelo candidato.

6.2.9. O cartão resposta será considerado como único e definitivo documento para
efeito de correção da prova objetiva, devendo ser assinado e preenchido corretamente
pelo candidato, de acordo com as instruções contidas na contracapa da prova, e no
cartão resposta, não sendo este substituído em hipótese alguma, nem por erro do
candidato no preenchimento.

6.2.10. Não será permitida a marcação do cartão resposta por outra pessoa que não seja o
candidato, salvo o caso de o mesmo ter solicitado condições especiais, conforme subitem
6.2.21, mediante autorização da Coordenação de Concursos e Processos Seletivos.

6.2.11. Ao término da prova, o candidato deverá entregar, obrigatoriamente, ao fiscal de


sala o cartão resposta da Prova Objetiva, sendo eliminado do Concurso o candidato
que não cumprir esta determinação.

6.2.12. Por motivo de segurança, os candidatos somente poderão ausentar-se,


definitivamente, do local de realização das provas, após 30 minutos contados a partir do
efetivo início da mesma, podendo levar consigo o caderno de Prova Objetiva.

6.2.13. Não haverá, qualquer que seja o motivo alegado, prorrogação do tempo previsto
para aplicação da prova, em virtude de afastamento do candidato da sala de prova.

6.2.14. Será atribuída nota zero à questão que, no cartão resposta:


- não estiver assinalada;
- contiver mais de uma alternativa assinalada, emenda ou rasura, ainda que legível;
- apresentar campo de marcação não preenchido integralmente.

6.2.15. Será vedado ao candidato retirar-se do recinto das provas sem a devida
autorização e/ou acompanhamento de fiscal.

6.2.16. Os três últimos candidatos deverão permanecer em sala até que o último
candidato termine sua prova, devendo todos assinar a Ata de Prova, atestando a
idoneidade da finalização da prova.

7
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

6.2.17. O candidato que, por algum motivo, desejar não participar do Concurso, após
assinar a Lista de Presença, deverá assinar o Termo de Desistência do Concurso
lavrado pelo Coordenador do local.

6.2.18. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das


provas deverá levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa
finalidade e que será responsável pela guarda da criança.

6.2.19. O candidato que necessitar de condições especiais para a realização da prova


deverá enviar ao CEPUERJ/Coordenação de Processos Seletivos, Caixa Postal 46.520,
Agência Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ, CEP. 20551-970, através de carta registrada,
requerimento com exposição de motivos, acompanhado de atestado médico original (com
assinatura e número do registro profissional), até o dia 05/10/2009 (data de postagem).

6.2.20. O candidato portador de deficiência visual deverá declarar o tipo de prova de


sua opção, ampliada ou com ledor, e enviar ao CEPUERJ/Coordenação de Concursos
e Processos Seletivos, Caixa Postal 46.520, Agência Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ,
CEP: 20551-970, através de carta registrada, requerimento com exposição de motivos,
acompanhado de atestado médico original (com assinatura e número do registro
profissional), até o dia 30/09/2009 (data de postagem).

6.2.21. A solicitação de condições especiais para a realização da prova será atendida


obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.

6.2.22. Não serão concedidas condições especiais para a realização da prova ao


candidato que não as solicitar no prazo determinado no subitem 6.2.19.

6.2.23. No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da
equipe de aplicação e/ou organização do Concurso, informações referentes ao
conteúdo da prova.

6.2.24. O não comparecimento à prova, qualquer que seja o motivo alegado,


caracterizará desistência do candidato.

6.3. Do Gabarito Preliminar da Prova Objetiva

6.3.1. O gabarito preliminar da prova objetiva será divulgado no dia 23/10/2009, nos quadros de
avisos do CEPUERJ, Rua São Francisco Xavier 524, Pav. João Lyra Filho, 1º andar, bloco A,
Maracanã e no endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br, a partir das 14 horas.

6.4. Dos Recursos

6.4.1. Serão admitidos recursos aos gabaritos das Provas Objetivas no período de 29 a
31/10/2009, e para efetivar a solicitação de recursos o candidato ou seu representante
legal, deverão obedecer aos procedimentos abaixo:

6.4.1.1. Na Internet:

a) acessar o endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br;


b) acessar o link Concursos e Processos Seletivos;
c) acessar o link Concurso Residência Jurídica 2010;

8
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

d) digitar o CPF, selecionar o programa no qual se inscreveu, selecionar a opção


“solicitar recurso” e clicar no botão “enviar”;
e) preencher o recurso e clicar no botão “enviar”;
f) imprimir o boleto de pagamento da taxa de recursos no valor de R$ 20,00 (vinte
reais) e efetuar o pagamento em espécie em qualquer instituição bancária ou
através dos serviços da Internet;
g) o recurso deverá ser devidamente fundamentado tomando por base as referências
bibliográficas constantes do Anexo 1.

6.4.1.2. No campus da UERJ, caso o candidato não tenha acesso à internet:

a) dirigir-se ao campus da UERJ, à rua São Francisco Xavier, 524, Pav. João Lyra
Filho, 1° andar, bloco A, sala 1006 (CEPUERJ), no h orário de 9 às 17 h;

b) Acessar a internet e seguir os passos descritos no item 6.4.1.1 deste Edital.

6.4.2. Não serão aceitos recursos por via postal, telegrama, fax ou qualquer outro meio
que não seja o especificado neste Edital.

6.4.3. Será indeferido, liminarmente, o recurso que não estiver fundamentado de acordo
com a bibliografia indicada, que for apresentado fora do prazo ou que não for
constatado o pagamento da taxa de recursos.

6.4.4. Após o julgamento dos recursos, os pontos correspondentes às questões


porventura anuladas serão atribuídos indistintamente a todos os candidatos, que não os
obtiveram na correção inicial.

6.4.5. A decisão final da Banca Examinadora constitui última instância para recursos e
revisão, sendo ela soberana em suas decisões, razão pela qual serão indeferidos,
liminarmente, recursos ou revisões adicionais.

6.4.6. A taxa de recurso não será devolvida, em qualquer hipótese.

6.4.7. A listagem de pontuação obtida pelos candidatos na Prova Objetiva será


divulgada no dia 13/11/2009, a partir das 14 horas, no quadro de avisos do CEPUERJ e
no endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br.

6.5. Etapa II - Da Prova de Títulos

Esta etapa será de caráter classificatório e valerá 16 (dezesseis) pontos como pontuação máxima.
A sua análise será de responsabilidade da Faculdade de Direito/Núcleo de Prática Jurídica.

6.5.1. Somente participarão desta etapa os candidatos aprovados na Prova Objetiva e


classificados em ordem decrescente de pontos até a décima quinta posição, em cada
área de treinamento.

6.5.2. Em caso de empate na última posição de classificação indicada no subitem 6.5.1,


serão considerados para fins de desempate, os seguintes critérios por área de
treinamento, na ordem descrita a seguir:

9
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

Cível
1°) maior número de pontos no conteúdo de Direito Processual Civil;
2°) maior número de pontos no conteúdo de Direito Civil;
3°) ser mais idoso, considerando mês, dia e hora de nascimento.

Criminal
1°) maior número de pontos no conteúdo de Direito Processual Penal;
2°) maior número de pontos no conteúdo de Direito Penal;
3°) ser mais idoso, considerando mês, dia e hora de nascimento.

Trabalhista
1°) maior número de pontos no conteúdo de Direito Processual do Trabalho;
2°) maior número de pontos no conteúdo de Direito do Trabalho;
3°) ser mais idoso, considerando mês, dia e hora de nascimento.

6.5.3. Os 15 (quinze) primeiros classificados em ordem decrescente de pontos na Prova


Objetiva, deverão entregar seus títulos, no período de 16 a 18/11/2009, no CEPUERJ,
sala 1028 - Coordenação de Processos Seletivos, 1º andar, Bloco A, Pavilhão João
Lyra Filho, Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã, das 10 às 17 horas.

6.5.4. No período acima, o candidato deverá entregar as cópias autenticadas ou cópias


simples acompanhadas dos originais dos documentos solicitados visando a
autenticação. Os documentos anteriormente descritos, deverão estar acompanhados do
formulário próprio, conforme modelo constante do Anexo 2, a ser obtido no endereço
eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br.

6.5.5. Os candidatos que não entregarem a Prova de Títulos, no prazo determinado,


serão considerados eliminados do Concurso. Caso o candidato não seja detentor de
título(s), deverá entregar o formulário no local citado no subitem 6.5.3, com os dados de
identificação devidamente preenchidos, recebendo nota zero na referida prova.

6.5.6. Não será permitido o recebimento dos documentos posteriormente ao período


anteriormente descrito.

6.5.7. As notas obtidas na Prova de Títulos serão divulgadas no dia 27/11/2009, a partir das
14h, no quadro de avisos do CEPUERJ e no endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br.

6.6. Da Recontagem de Pontos

O candidato poderá solicitar recontagem de pontos da nota obtida na Prova de Títulos nos
dias 30/11/09 e 01/12/2009.

6.6.1. Na Internet:

a) acessar o endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br;


b) acessar o link Concursos e Processos Seletivos;
c) acessar o link Concurso Residência Jurídica 2010;
d) digitar o CPF, selecionar o programa no qual se inscreveu, selecionar a opção
“solicitar recontagem de pontos prova de títulos” e clicar no botão “enviar”;
e) preencher a solicitação e clicar no botão “enviar”;

10
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

f) imprimir o boleto de pagamento da taxa no valor de R$ 20,00 (vinte reais) e efetuar


o pagamento em espécie em qualquer instituição bancária ou através dos serviços
da Internet;

6.6.2. No Campus da UERJ, caso o candidato não tenha acesso à internet:

a) dirigir-se ao campus da UERJ, à rua São Francisco Xavier, 524, Pav. João Lyra Filho,
1° andar, bloco A, sala 1006 (Recepção do CEPUERJ), no horário de 9 às 17h;
b) Acessar a internet e seguir os passos descritos no item 6.6.1 deste Edital.

6.6.3. Será indeferido, liminarmente, a solicitação, que for apresentada fora do prazo ou
que não for constatado o pagamento da taxa.

6.6.4. As respostas às solicitações de recontagem de pontos estarão disponíveis no dia


04/12/2009, a partir das 14 horas, no quadro de avisos do CEPUERJ.

7 - DO RESULTADO FINAL

7.1. O resultado final do candidato corresponderá ao somatório das notas obtidas pelo
candidato nas Provas Objetiva e de Títulos.

7.2. Será considerado selecionado o candidato que tiver sua classificação dentro do número
de vagas previstas, conforme o item 2.2.

7.3. Se houver empate no resultado final, serão considerados, para fins de desempate, os
seguintes critérios, na ordem descrita a seguir:

1º - maior número de pontos na Prova Objetiva;


2º - ser mais idoso, considerando dia, mês, e hora de nascimento.

7.4. O resultado final da seleção, contendo a relação em ordem decrescente de pontos dos
candidatos que participaram da Etapa II, será divulgado no dia 04/12/2009, a partir das 14horas,
no quadro de avisos do CEPUERJ e no endereço eletrônico http://www.cepuerj.uerj.br.

7.5. O candidato não classificado dentro do número de vagas poderá retirar os documentos
da Prova de Títulos, no Núcleo de Prática Jurídica, na Rua São Francisco Xavier, 524,
Pavilhão João Lyra Filho, bloco F, 7° andar, sala 7 111, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ, a
partir do dia 05/04/2010, no horário das 10 às 16 horas.

8 - DA MATRÍCULA

8.1. Os candidatos selecionados dentro do número de vagas deverão apresentar-se na


Faculdade de Direito/Núcleo de Prática Jurídica, nos dias 27 e 28/01/2010, das 10 às 15h,
para efetivação da matrícula e assinatura do Termo de Compromisso, portando o original e
cópia da seguinte documentação:

- carteira da Ordem dos Advogados do Brasil - inscrição definitiva;


- diploma de graduação plena em Direito;
- histórico escolar;
- CPF;
- prova da nacionalidade;
- título de eleitor acompanhado do comprovante de votação nas últimas eleições;
11
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

- certificado de reservista, para candidatos do sexo masculino;


- inscrição como autônomo da Previdência Social;
- comprovante de pagamento da anuidade da Ordem dos Advogados do Brasil;
- autorização da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro para cursar o
Programa de Residência (se candidato oriundo de outros Estados);
- comprovante de residência;
- conta corrente no ITAÚ (a ser fornecida pela UERJ);
- 2 retratos 3x4 coloridos (recentes).

OBSERVAÇÃO:
Não serão aceitos protocolos de inscrição na OAB.

8.2. Os candidatos que no ato da matrícula, não apresentarem a Carteira Definitiva da


Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro serão eliminados do curso.

8.3. Após a matrícula, caso haja desistência no prazo de até 120 (cento e vinte) dias, os
candidatos remanescentes poderão ser convocados para assumir a respectiva vaga,
obedecendo-se, estritamente, à ordem decrescente de pontuação constante do resultado
final da seleção.

8.4. Os candidatos selecionados deverão obedecer ao REGIMENTO INTERNO DO


PROGRAMA DE RESIDÊNCIA JURÍDICA, a ser fornecido por ocasião da matrícula, quando
assinarão o TERMO DE COMPROMISSO.

9 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

9.1. O Concurso terá validade até 120 (cento e vinte) dias após a matrícula, não cabendo
prorrogação do mesmo.

9.2. O preenchimento das vagas obedecerá à ordem decrescente de pontuação obtida na


seleção pelos candidatos.

9.3. A qualquer tempo poderão ser exigidos documentos originais para comprovação dos mesmos.

9.4. O candidato selecionado e/ou aprovado deverá atender aos requisitos dispostos no
item3, como também será responsável por manter seu endereço atualizado junto à
Faculdade de Direito/Núcleo de Prática Jurídica.

9.5. Em hipótese alguma será ampliado o número de vagas previstas neste Edital e o
candidato que não puder cumprir a carga horária descrita no item 1, subitem 1.2 será
considerado desclassificado.

9.6. Não serão fornecidas informações sobre datas, locais, horários de realização de provas,
notas e resultados parciais pelo telefone.

9.7. Para todo e qualquer efeito, a inscrição será válida como forma de expressa aceitação,
por parte do candidato ou de seu representante, de todas as condições, normas e
exigências constantes no presente Edital, do qual não poderá ser alegado
desconhecimento, bem como de todos os atos que forem expedidos e divulgados sobre o
Concurso em epígrafe.

9.8. As declarações comprobatórias de classificação dos candidatos que realizarem todas as etapas
serão fornecidas pela Faculdade de Direito/Núcleo de Prática Jurídica a partir do dia 05/04/2010.
12
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

9.9. Não será permitido o bloqueio de vagas para a prestação do Serviço Militar.

9.10. O candidato que não se apresentar na data da matrícula será considerado desistente,
perdendo o direito à vaga.

9.11. Será eliminado do Concurso, em quaisquer de suas fases, o candidato que:

a) agir com desrespeito a qualquer membro da equipe do Concurso;


b) durante a aplicação das provas, for surpreendido em comunicação, de qualquer
natureza, com outro candidato;
c) ausentar-se do recinto de prova, sem o acompanhamento de um fiscal, antes de tê-la concluído;
d) não devolver o cartão resposta da Prova Objetiva;
e) não atender às determinações regulamentadas neste Edital.

9.12. Decorridos 5 (cinco) anos da realização do Concurso serão incinerados todos os


processos de inscrição e documentos a ele relativos, independente de qualquer formalidade.

9.13. A Faculdade de Direito poderá, a seu critério, adiar o preenchimento das vagas previstas
até 31 de dezembro de 2009, resguardados os direitos dos candidatos classificados.

9.14. Os casos omissos serão resolvidos pela Direção Faculdade da Direito/Núcleo de


Prática Jurídica e pelo CEPUERJ, ouvida a Coordenação do Concurso.

CALENDÁRIO
ATIVIDADES PERÍODO
Inscrição: Internet 24/08/09 a 11/09/09
Solicitação de Isenção de taxa 24/08/09 a 27/08/09
Respostas às isenções Até 04/09/09
Solicitação de Prova Ampliada Até 30/09/09
Solicitação de condições especiais Até 05/10/09
Cartão de confirmação de inscrição 09 a 13/10/09
2ª via e/ou correção do cartão de confirmação de inscrição 11 a 13/10/09
Realização da Prova Objetiva 22/10/09
Divulgação do gabarito 23/10/09
Recurso ao gabarito da Prova Objetiva 29 a 31/10/09
Resposta ao recurso do gabarito da Prova Objetiva 13/11/09
Divulgação da listagem de pontos da Prova Objetiva 13/11/09
Entrega da Prova de Títulos 16 a 18/11/09
Divulgação da listagem de notas da Prova de Títulos 27/11/09
Recontagem de pontos da Prova de Títulos 30/11/09 e 01/12/09
Divulgação da listagem de classificação final e do resultado da recontagem da Prova de Títulos 04/12/09
Matrícula e assinatura do Termo de Compromisso 27 e 28/01/10
Estágio de Adaptação 29/01/10
Início dos Programas de Residência 01/02/10

13
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

ANEXO 1 - PROGRAMAS E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ÁREA CÍVEL

DIREITO CIVIL

1. Pessoas. 2. capacidade civil e teoria das incapacidades. 3. Direitos da personalidade.


4. Pessoa jurídica. 5. Domicílio civil. 6. Classificação dos bens: 6.1. bem de família. 7. Fatos,
atos e negócios jurídicos: 7.1. teoria dos fatos, atos e negócios jurídicos; 7.2. teoria das
invalidades do negócio jurídico; 7.3. defeitos do negócio jurídico; 7.4. atos ilícitos; 7.5.
representação; 7.5.1 da condição, do termo e do encargo; 7.6. prescrição e decadência. 8.
Direito de Família: 8.1. Espécies de família 8.2. casamento, união estável e seus efeitos
jurídicos; 8.3. concubinato e sociedades de fato 8.4. regime de bens entre cônjuges ou
companheiros, pactos ante-nupciais e “acordo” de união estável; 8.5. dissolução da
sociedade conjugal: desconstituição de união estável, separação e divórcio; 8.6. relações de
parentesco; 8.7. investigação de paternidade; 8.8. alimentos; 8.9. tutela, curatela e ausência;
8.10. adoção no Código Civil e no Estatuto da Criança e do Adolescente. 9. Direito das
Coisas. 9.1. Posse. 9.2. Propriedade.; 9.2.1. A propriedade em geral; 9.2.2. Aquisição e
perda da propriedade móvel e imóvel; 9.2.3. Condomínio geral e edilício; 9.2.4. Direitos de
vizinhança; 9.2.5. Propriedade resolúvel e fiduciária; 9.3. Direitos Reais sobre coisas
alheias; 10. Direito das obrigações: 10.1. Teoria geral das obrigações; 10.2. Modalidades e
efeitos das obrigações; 10.3. Pagamento. 10.4. Modos de extinção das obrigações
diferentes do pagamento; 10.5. Cessão de crédito e assunção de dívida; 10.6. Do
inadimplemento das obrigações; 10.7. Dos contratos em geral; 10.8. Das várias espécies de
contrato; 10.9. Dos atos unilaterais; 10.10. Responsabilidade civil. 11. Sucessão hereditária
e testamentária. 12. Inventário e partilha. 13. Código de Defesa do Consumidor. 14. Estatuto
da Criança e do Adolescente. 15. Direito Intertemporal. 16. Lei de Introdução ao Código Civil
- LICC (Decreto-Lei 4.657/42 e alterações). 17. Teoria do Direito Civil Constitucional.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CARNEIRO, Paulo César Pinheiro. Inventário e partilha. Rio de Janeiro: Forense, 2001.

NEVES, Gustavo Kloh Muller. Prescrição e decadência no direito civil. Rio de Janeiro:
Lumen Iuris, 2006.

VENOSA, Sílvio de Salvo. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2006. (todos os volumes).

RODRIGUES, Sílvio. Direito Civil. São Paulo: Saraiva, 2000. (todos os volumes).

TEIXEIRA; Sálvio de Figueiredo (coordenador) Comentários ao novo Código Civil. Rio de


Janeiro: Forense, 2003.

TEPEDINO, Gustavo. Temas de Direito Civil. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

_______________. (Coordenador) A Parte Geral do Novo Código Civil: Estudos na


perspectiva civil-constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.

14
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

GAMA, Guilherme Calmon Nogueira da. Direito Civil: Família. São Paulo: Atlas, 2008.

GAMA, Guilherme Calmon Nogueira da. Direito Civil: Parte Geral. São Paulo: Atlas, 2008.

BARBOZA, Heloisa; MORAES, Maria Celina Bodin de; TEPEDINO, Gustavo (org.). Código Civil
interpretado à luz da Constituição da República. vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

1. Jurisdição. 2. Competência. 3. Princípios processuais constitucionais. 4. O Juiz e a Lei


Orgânica da Magistratura Nacional. 5. A Organização Judiciária Nacional e Estadual O
CODJERJ e o Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.
6. Assistência jurídica. 7. O Ministério Público no Processo Civil Brasileiro. 8. Pressupostos
processuais e condições da ação. 9. Questões prévias. 10. Partes e litisconsórcio.
11. Intervenção de terceiros. 12. Atos processuais. 13. Nulidades em Processo Civil.
14. Formação, suspensão e extinção do processo. 15. Tutela antecipada, cautelar e
inibitória. Tutela diferenciada. 16. Resposta do réu. 17. Providências preliminares.
18. Julgamento conforme o estado do processo. 19. Instrução probatória. 20. Audiência de
Conciliação e de Instrução e Julgamento. 21. Sentença e coisa julgada. 22. Ação rescisória
e ação anulatória. 23. Teoria Geral dos Recursos: 23.1. recursos em espécie. 24. Teoria
Geral da Execução: 24.1. responsabilidade patrimonial; Liquidação de sentença
24.2. execução para entrega de coisa; 24.3. execução por obrigação de fazer e de não
fazer; 24.4. execução por quantia certa contra devedor solvente; 24.5. execução por quantia
certa contra devedor insolvente; 24.6. embargos do executado e exceção de pré-
executividade. 25. Teoria Geral do Processo Cautelar: 25.1. medidas cautelares típicas;
25.2. outras medidas provisionais. 26. Ações Possessórias: 26.1. ação de usucapião;
26.2. inventário e partilha; 26.3. embargos de terceiro; 26.4. habilitação e restauração de
autos; 26.5. ação monitória; 26.6. procedimentos referentes a testamentos e codicilos;
26.7. ação de interdição; 26.8. ação de alimentos; 26.9. separação e divórcio; 26.10. ação
de investigação de paternidade; 26.11. ações relativas à Lei de Locações. 27. Juizados
Especiais Cíveis. Juizados Especiais Federais 28. Mandado de Segurança individual e
coletivo: 28.1. Habeas Data; 28.2. ação popular. 29. Ações Cíveis previstas no Estatuto da
Criança e do Adolescente. 30. Ações decorrentes das relações de consumo. 31. Ações
coletivas. 31. Ação, classificação das ações, concurso e cumulação de ações, processo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ALVIM, José Eduardo Carreira. Elementos de teoria geral do processo. Rio de Janeiro:
Forense, 11 ed., 2006.

AQUINO, Álvaro Antônio Sagulo Borges de. A Posse e seus Efeitos. Rio de Janeiro: Lumen
Juris, 2 ed, 2008.

ASSIS, Araken de. Cumulação de Ações. São Paulo: Revista dos Tribunais, 3 ed., 1988.

BUENO, Cassio Scarpinella. Curso Sistematizado de Direito Processual Civil. São Paulo:
Saraiva, volumes 1, 2 e 3, 2007.

15
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

CARNEIRO, Athos Gusmão. Intervenção de Terceiros. São Paulo: Saraiva, 13 ed., 2001.

_________. Jurisdição e Competência. São Paulo: Saraiva, 13 ed., 2001.

CARNEIRO, Paulo Cezar Pinheiro. Acesso à Justiça. Rio de Janeiro: Forense, 2 ed., 2003.

_________. Comentários ao Código de Processo Civil. Volume IX, Tomo I, Inventário e


Partilha. Rio de Janeiro: Forense, 3 ed., 2003.

__________. O Ministério Público no Processo Civil e Penal: Promotor Natural:


Atribuição e Conflito. Rio deJaneiro: Forense, 5ª ed., 1995.

CINTRA, Antônio Carlos de Araújo; GRINOVER, Ada Pellegrini & DINAMARCO, Cândido
Rangel. Teoria geral do processo. São Paulo: Malheiros. 22 ed., 2006.

DINAMARCO, Cândido Rangel. Instituições de Direito Processual Civil. São Paulo:


Malheiros, Vol. I, II, III, 5 ed., Vol IV, 2 ed., 2005.

_________. Litisconsórcio. São Paulo: Malheiros, 6 ed., 2001.

FUX, Luiz. Curso de Direito Processual Civil. Rio de Janeiro: Forense, 3 ed., 2005.

_________. Intervenção de Terceiros: aspectos do instituto. São Paulo: Saraiva, 1990.

_________. O Novo Processo de Execução (o cumprimento da sentença e a execução


extrajudicial) Rio de Janeiro: Forense, 2008.

GRECO FILHO, Vicente. Direito processual civil brasileiro. São Paulo: Saraiva, Vol. I,19 ed.,
Vol II, 17ª ed., Vol. III, 18ª ed, 2006.

MARINONI, Luiz Guilherme. Teoria Geral do Processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, Vol 1, 2006.

MARINONI, Luiz Guilherme, ARENHART, Sérgio Cruz. Manual do processo de


conhecimento. SP:RT, 5ª ed., 2006.

_________. Execução. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2 ed, Vol. 3, 2008.

_________. Execução. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2 ed, Vol. 4, 2008.

MENDES, Aluisio Gonçalves de Castro. Ações coletivas no direito brasileiro e no direito


comparado. São Paulo: RT, 2ª ed. 2002.

MOREIRA, José Carlos Barbosa. Comentários ao Código de Processo Civil. RJ: Forense,
13ª ed., Vol. V, 2006.

_________. O Novo Processo Civil Brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 25 ed, 2007.

NERY JUNIOR, Nelson. Princípios Fundamentais - Teoria Geral dos Recursos. São Paulo:
Revista dos Tribunais, 5 ed., 2000.

PINHO, Humberto Dalla Bernardina de. Teoria Geral do Processo Civil Contemporâneo. Rio
de Janeiro: Lumen Juris, 2007.

SILVA, Ovídio A. Batista da. Curso de processo civil. São Paulo: Forense, Vol I, 7 ed., 2005.
16
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

THEODORO JUNIOR, Humberto. Curso de direito processual civil. Rio de Janeiro: Forense,
Vol. 1 a 3, 2006.

WAMBIER, Luiz Rodrigues; WANBIER, Teresa Arruda Alvim; MEDINA, José Miguel Garcia.
Breves Comentários à Nova Sistemática Processual Civil. SP: RT, 3ª ed., 2005.

DIREITO CONSTITUCIONAL

1. Teoria da Constituição. 2. Interpretação e Aplicação da Constituição: 2.1. a Constituição


e os conflitos de normas no espaço e no tempo; 2.2. princípios de interpretação
especificamente constitucionais. 3. O Estado Federal Brasileiro: 3.1. características
fundamentais da União, Estados Membros, Distrito Federal e Municípios. 4. Repartição de
competências. 5. Poder Legislativo: 5.1. composição e competências do Congresso
Nacional, do Senado Federal e da Câmara dos Deputados; 5.2. O Poder Legislativo
Estadual e Municipal; 5.3. processo legislativo: iniciativa, discussão e votação; 5.4. sanção e
veto; 5.5. promulgação e publicação; 5.6. as espécies normativas. 6. O Poder Executivo:
6.1. o Presidente da República e os Ministros de Estado; 6.2. competências. 7. Poder
Regulamentar. 8. O Poder Judiciário: 8.1. princípio de organização e funcionamento; 8.2. as
garantias da Magistratura; 8.3. competências dos Tribunais Superiores e das Justiças
Federal e Estadual, do Trabalho, Eleitoral e Militar. 9. O controle da constitucionalidade das
leis característico do sistema brasileiro: 9.1. controle concreto e abstrato. 10. Efeitos da
declaração de inconstitucionalidade: 10.1. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Ação e
por Omissão; 10.2. Ação Declaratória de Constitucionalidade; 10.3. arguição de
descumprimento de preceito fundamental; 10.4. o controle de constitucionalidade em âmbito
estadual. 11. Direitos Fundamentais: 11.1. individuais, coletivos, sociais e políticos.
12. Ações constitucionais: 12.1. Mandado de Segurança; 12.2. Ação Popular; 12.3. Habeas
Corpus; 12.4. Habeas Data; 12.5. Mandado de Injunção; 12.6. Ação Civil Pública.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARROSO, Luís Roberto. Interpretação e Aplicação da Constituição. São Paulo: Saraiva.

BARROSO, Luís Roberto. Curso de Direito Constitucional Contemporâneo. São Paulo: Saraiva.

BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Malheiros.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (atualizada até a última Emenda Constitucional).

MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. São Paulo: Atlas.

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros.

17
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

ÁREA CRIMINAL

DIREITO PENAL

1. Princípios Constitucionais de Direito Penal. 2. Norma penal em branco. 3. Lei penal no


tempo e no espaço. 4. Conduta típica: conduta, resultado, nexo de causalidade, imputação
objetiva, tipicidade, dolo, culpa, tentativa, desistência voluntária e arrependimento eficaz,
crime impossível, delito putativo. 5. Erro de tipo e de proibição. 6. Antijuridicidade: causas de
exclusão legais e supralegais descriminantes putativas, excesso. 7. Culpabilidade: causas
de exclusão legais e supralegais. 8. Concurso de pessoas. 9. Concurso de crimes.
10. Teoria da pena: aplicação suspensão condicional da pena livramento condicional. 11.
Efeitos da condenação. 12. Causas de extinção da punibilidade. 13. Crimes contra a
pessoa. 14. Crimes contra o patrimônio. 15. Crimes contra os costumes. 16. Crimes contra a
família. 17. Crimes contra a fé pública. 18. Crimes contra a administração pública. 19. Lei
8072/90. 20. Lei 9099/95. 21. Lei 11343/06. 22. Lei 10826/03.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BITENCOURT, Cezar Roberto. Tratado de Direito Penal. São Paulo: Saraiva, 2008, Parte
Geral e Especial.

DELMANTO, Celso. Código Penal Comentando. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

FRAGOSO, Heleno Cláudio. Lições de Direito Penal. Rio de Janeiro: Ed. Forense, 2004
(Parte Geral) e 1988 (Parte Especial).

PRADO, Luiz Régis. Curso de Direito Penal Brasileiro. São Paulo: Ed. RT, 2007, Parte Geral e Especial.

MUNOZ CONDE, Francisco. Teoria Geral do Delito. Porto Alegre: SAFE, 1988.

NUCCI, Guilherme de Souza. Manual de Direito Penal. São Paulo: Ed. RT, 2008.

PIERANGELI, José Henrique. Manual de Direito Penal Brasileiro: Parte Especial. São Paulo:
Ed. RT, 2007.

TOLEDO, Francisco de Assis. Princípios Básicos de Direito Penal. São Paulo: Saraiva, 5ª ed., 2000.

ZAFFARONI, Eugenio Raúl & PIERANGELI, José Henrique. Manual de Direito Penal
Brasileiro: Parte Geral. São Paulo: Editora RT, 3ª ed., 2001.

18
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

DIREITO PROCESSUAL PENAL

1. Princípios constitucionais do processo penal. 2. Fase pré-processual: a Investigação


criminal: inquérito policial, peças de informação e outros procedimentos investigatórios.
Arquivamento. 3. Jurisdição. 4. Ação penal: Teorias da ação, condições da ação, ação penal
pública, ação penal privada, denúncia e queixa. 5. Processo: pressupostos processuais, os
sujeitos processuais. 6. Competência. 7. Prisão e liberdade. 8. Questões e processos
incidentais. 9. Prova. 10. Sentença: efeitos da sentença condenatória e absolutória, ação
civil ex delicto. 11. Nulidades. 12. Atos processuais: recebimento da denúncia, citação,
interrogatório, alegações preliminares, alegações finais. 13. Procedimentos: no CPP, na lei
de tóxicos, na lei de falências, na lei 9099/95 e na lei 10.259/01. 14. Recursos: no CPP e na
Constituição. 15. Habeas corpus. 16. Revisão criminal. 17. Execução penal.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CARVALHO, Luis Gustavo Grandinetti Castanho de e outros. Lei dos Juizados Especiais Cíveis e
Criminais comentada e anotada. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2002. (somente a parte criminal).

FERNANDES, Antonio Scarance. Processo Penal Constitucional. São Paulo: Revista dos
Tribunais, 2000.

GRINOVER, Ada Pellegrini. As nulidades no processo penal. São Paulo: Malheiros, 1997.

JARDIM, Afrânio Silva. Direito processual penal. São Paulo: Saraiva, 2001.

KARAN, Maria Lucia. Competência no processo penal. São Paulo: Editora Revista dos
Tribunais, 2002.

LOPES JR, Aury. Introdução Crítica ao Processo Penal. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 2004.

MIRABETE, Júlio Fabrini. Execução penal. São Paulo: Atlas, 1992.

TOURINHO FILHO, Fernando da Costa. Processo penal. São Paulo: Saraiva, 2001. 4v.

TORNAGHI, Hélio. Instituições de Processo Penal. São Paulo: Saraiva, 1978. 4v.

MARQUES, José Frederico. Elementos de Direito Processual Penal. São Paulo: Bookseller, 2001. 4v.

DIREITO CONSTITUCIONAL

1. Teoria da Constituição. 2. Interpretação e Aplicação da Constituição: 2.1. a Constituição


e os conflitos de normas no espaço e no tempo; 2.2. princípios de interpretação
especificamente constitucionais. 3. O Estado Federal Brasileiro: 3.1. características
fundamentais da União, Estados Membros, Distrito Federal e Municípios. 4. Repartição de
competências. 5. Poder Legislativo: 5.1. composição e competências do Congresso
Nacional, do Senado Federal e da Câmara dos Deputados; 5.2. O Poder Legislativo
Estadual e Municipal; 5.3. processo legislativo: iniciativa, discussão e votação; 5.4. sanção e
veto; 5.5. promulgação e publicação; 5.6. as espécies normativas. 6. O Poder Executivo:
6.1. o Presidente da República e os Ministros de Estado; 6.2. competências. 7. Poder
Regulamentar. 8. O Poder Judiciário: 8.1. princípio de organização e funcionamento; 8.2. as
19
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

garantias da Magistratura; 8.3. competências dos Tribunais Superiores e das Justiças


Federal e Estadual, do Trabalho, Eleitoral e Militar. 9. O controle da constitucionalidade das
leis característico do sistema brasileiro: 9.1. controle concreto e abstrato. 10. Efeitos da
declaração de inconstitucionalidade: 10.1. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Ação e
por Omissão; 10.2. Ação Declaratória de Constitucionalidade; 10.3. arguição de
descumprimento de preceito fundamental; 10.4. o controle de constitucionalidade em âmbito
estadual. 11. Direitos Fundamentais: 11.1. individuais, coletivos, sociais e políticos. 12.
Ações constitucionais: 12.1. Mandado de Segurança; 12.2. Ação Popular; 12.3. Habeas
Corpus; 12.4. Habeas Data; 12.5. Mandado de Injunção; 12.6. Ação Civil Pública.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARROSO, Luís Roberto. Interpretação e Aplicação da Constituição. São Paulo: Saraiva.

BARROSO, Luís Roberto. Curso de Direito Constitucional Contemporâneo. São Paulo: Saraiva.

BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Malheiros.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (atualizada até a última Emenda Constitucional).

MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. São Paulo: Atlas.

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros.

ÁREA TRABALHISTA

DIREITO DO TRABALHO

Direito do Trabalho: 1- Princípios do Direito do Trabalho. 2. Relação de trabalho e relação


de emprego: 2.1. elementos caracterizadores do vínculo empregatício; 2.2. o empregado, o
empregador, a empresa como empregadora. 2.3. Relações de trabalho parassubordinado.
3. Contrato individual de trabalho: 3.1.contrato por prazo indeterminado; 3.2. contrato por
prazo determinado; 3.3. contrato de experiência; 3.4. contrato de aprendiz; 3.5. contratos
atípicos; 3.6. trabalho temporário; 3.7. terceirização; 3.8. trabalho cooperativado;
3.9. alteração do contrato de trabalho; 3.10. direito de resistência. 4. Suspensão e
interrupção do contrato de trabalho: 4.1. extinção do contrato individual de trabalho;
4.2. justa causa; 4.3. falta grave; 4.4. estabilidade e garantia do emprego; 4.5. estabilidade
temporária; 4.6. extinção do estabelecimento; 4.7. força maior e Factum Princeps; 4.8. aviso
prévio; 4.9. Fundo de garantia por tempo de serviço. 5. Salário e remuneração: 5.1. salário
mínimo; 5.2. salário contratual; 5.3. salário profissional; 5.4. salário normativo;
5.5. comissões; 5.6. gratificações; 5.7. abonos; 5.8. diárias; 5.9. ajudas de custo;
5.10. gratificação de natal; 5.11. participação nos lucros; 5.12. vale-transporte;
5.13. proteção do salário; 5.14. equiparação salarial. 6. Duração do trabalho: 6.1. jornada
normal e trabalho extraordinário; 6.2. duração semanal do trabalho; 6.3. trabalho noturno;
6.4. trabalho por turnos; 6.5. repouso semanal remunerado; 6.6. férias anuais; 6.7. adicional
de insalubridade; 6.8. adicional de periculosidade; 6.9. trabalho da mulher; 6.10. trabalho do
menor. 7. Lei n.º 9958/2000 - Das comissões de conciliação prévia. 7.1. A quitação e seus
efeitos na órbita trabalhista. 8. Teoria das nulidades no Direito do Trabalho. 8.1. Lesão civil e
lesão trabalhista. 9. Direito Coletivo do Trabalho.

20
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

9.1. Direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos dos trabalhadores. 9.2.


Organização Sindical. 9.3. Natureza da representação sindical e seus limites na Constituição
de 1988. 9.4. Negociação Coletiva de Trabalho: acordos e convenções coletivos. 9.5. Efeito
normativo dos acordos e convenções coletivos (poder normativo): suas origens; sua
natureza e seus limites. 9.6. Direito de greve.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CARRION, Valentin. Comentários à Consolidação das Leis do Trabalho Legislação


Complementar. 33ª edição, SARAIVA, 2008.

DELGADO, Maurício Godinho. Curso do Direito do Trabalho. 7ª edição, LTR, 2008.

MARTINS, Sérgio Pinto. Direito do Trabalho. 24ª edição, ATLAS, 2008.

SUSSEKIND, Arnaldo. Direito Constitucional do Trabalho. 3ª edição, RENOVAR, 2004.

COSTA, Armando Casimiro; FERRARI, Irany; MARTINS, Melchíades Rodrigues. CLT LTR
2008, 35ª edição, LTR.

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

1. Direito Processual do Trabalho. Princípios. Fontes. Autonomia. Interpretação. Integração.


Eficácia. 2. Acesso à Justiça do Trabalho. Gratuidade. Coletivização do processo na Justiça do
Trabalho. Métodos extra-judicial de composição dos conflitos trabalhistas. 3. Organização da
Justiça do Trabalho. Composição, funcionamento, jurisdição e competência de seus órgãos. Os
juízos de Direito investidos de jurisdição trabalhista. Corregedoria-Geral e Regional do Trabalho.
Atribuições. Lei Orgânica da Magistratura. 4. Competência da Justiça do Trabalho: em razão da
matéria, das pessoas, funcional e do lugar. Conflitos de Competência. 5. Partes, procuradores,
representação, substituição processual e litisconsórcio. Assistência Judiciária. Justiça Gratuita.
Jus Postulandi. Mandato tácito. 6. Atos, termos e prazos processuais. Despesas processuais.
Responsabilidade. Custas e emolumentos. Comunicação dos atos processuais. Notificação. 7.
Vícios do ato processual. Espécies. Nulidades no processo do trabalho: extensão, princípios,
arguição, declaração e efeitos. Preclusão. 8. Dissídio individual e dissídio coletivo. Distinção.
Dissídio individual: procedimentos comum e sumaríssimo. Petição inicial: requisitos, emenda,
aditamento, indeferimento. Pedido. 9. Audiência. "Arquivamento". Conciliação. Resposta do
reclamado. Defesa direta e indireta. Revelia. Exceções. Contestação. Compensação.
Reconvenção. 10. Provas no processo do trabalho: princípios, peculiaridades, oportunidade e
meios. Interrogatórios. Confissão e conseqüências. Documentos. Oportunidade de juntada.
Incidente de falsidade. Perícia. Sistemática de realização das perícias. Testemunhas.
Compromisso, impedimentos e consequências. Ônus da prova no processo do trabalho. 11.
Sentença nos dissídios individuais. Honorários periciais e advocatícios. Termo de conciliação e
seus efeitos: perante as partes e terceiros. INSS. 12. Sistema recursal trabalhista. Princípios,
procedimento e efeitos dos recursos. Recurso ordinário, agravo de petição, agravo de
instrumento e embargos de declaração. Recurso adesivo. Pressupostos extrínsecos de
admissibilidade dos recursos. Juízos de admissibilidade e de mérito do recurso. 13. Recurso de
revista. Pressupostos intrínsecos de admissibilidade. Prequestionamento. Matéria de fato.
Efeitos. Juízo de admissibilidade. Recurso nos dissídios coletivos. Efeito suspensivo. 14.
Execução Trabalhista. Execução provisória e execução definitiva. Carta de sentença. Aplicação
subsidiária da Lei de Execuções Fiscais. Execução de quantia certa contra devedor solvente.
21
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

Execução de títulos extrajudiciais. Execução da massa falida. Liquidação da Sentença.


Mandado de Citação. Penhora. 15. Embargos à Execução. Exceção de pré-executividade.
Impugnação à sentença de liquidação. Embargos de Terceiro. Fraude à execução. 16.
Expropriação dos bens do devedor. Arrematação. Adjudicação. Remição. Execução contra a
Fazenda Pública: precatórios e dívidas de pequeno valor. 17. Execução das contribuições
previdenciárias: competência, alcance e procedimento. 18. Inquérito para apuração de falta
grave. Conceito e denominação. Cabimento. Prazo. Julgamento do inquérito. Natureza e efeitos
da sentença. 19. O Ministério Público do Trabalho. Garantias processuais no processo do
trabalho. Organização. Competência. Atribuições. Lei Complementar nº 75/93. Inquérito civil.
Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta. 20. Ações civis admissíveis no processo
trabalhista: ação de consignação em pagamento, ação de prestação de contas, mandado de
segurança e ação monitória. Ação anulatória: de sentença e de cláusula de acordo ou
convenção coletiva de trabalho. 21. Ação civil pública. Ação civil coletiva. Legitimados,
substituição processual, condenação genérica e liquidação. Coisa julgada e litispendência.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ALMEIDA, Isis de. Manual de Direito Processual do Trabalho. 10a.ed. São Paulo: LTr, 2002. 2 v.

BATALHA, Wilson Souza Campos. Tratado de Direito Judiciário do Trabalho. 3.ed.. São
Paulo: Ltr, 1995.

COSTA, Coqueijo. Direito Processual do Trabalho. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

COUTINHO, Grijalbo Fernandes e FAVA, Marcos Neves. Nova competência da Justiça do


Trabalho. São Paulo: LTr-ANAMATRA, 2005.

DINO, Flávio, MELO FILHO, Hugo, BARBOSA, Leonardo e DINO, Nicolao. Reforma do
Judiciário: comentários à Emenda nº 45/2004. Niterói: Impetus, 2005.

GIGLIO, Wagner D. e CORRÊA, Claudia Giglio Veltri. Direito Processual do Trabalho. 16


ed., São Paulo: Saraiva, 2007.

LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Curso de Direito Processual do Trabalho, 5a ed., São
Paulo: LTr, 2007.

NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Processo do Trabalho. São Paulo: Saraiva, 2005.

_________. Curso de Direito Processual do Trabalho. 22.ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

RIBEIRO JUNIOR, José Hortêncio et alli. Ação coletiva na visão de Juízes e


Procuradores do Trabalho. São Paulo: LTr, ANPT, ANAMATRA, 2006.

SARAIVA, Renato. Curso de Direito Processual do Trabalho. 4a ed. São Paulo: Método, 2007.

TUPINAMBÁ, Carolina O Poder Público na Justiça do Trabalho. 1ª edição. Rio de Janeiro.


Forense, 2007.

22
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

DIREITO CONSTITUCIONAL

1. Teoria da Constituição. 2. Interpretação e Aplicação da Constituição: 2.1. a Constituição


e os conflitos de normas no espaço e no tempo; 2.2. princípios de interpretação
especificamente constitucionais. 3. O Estado Federal Brasileiro: 3.1. características
fundamentais da União, Estados Membros, Distrito Federal e Municípios. 4. Repartição de
competências. 5. Poder Legislativo: 5.1. composição e competências do Congresso
Nacional, do Senado Federal e da Câmara dos Deputados; 5.2. O Poder Legislativo
Estadual e Municipal; 5.3. processo legislativo: iniciativa, discussão e votação; 5.4. sanção e
veto; 5.5. promulgação e publicação; 5.6. as espécies normativas. 6. O Poder Executivo:
6.1. o Presidente da República e os Ministros de Estado; 6.2. competências. 7. Poder
Regulamentar. 8. O Poder Judiciário: 8.1. princípio de organização e funcionamento; 8.2. as
garantias da Magistratura; 8.3. competências dos Tribunais Superiores e das Justiças
Federal e Estadual, do Trabalho, Eleitoral e Militar. 9. O controle da constitucionalidade das
leis característico do sistema brasileiro: 9.1. controle concreto e abstrato. 10. Efeitos da
declaração de inconstitucionalidade: 10.1. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Ação e
por Omissão; 10.2. Ação Declaratória de Constitucionalidade; 10.3. arguição de
descumprimento de preceito fundamental; 10.4. o controle de constitucionalidade em âmbito
estadual. 11. Direitos Fundamentais: 11.1. individuais, coletivos, sociais e políticos.
12. Ações constitucionais: 12.1. Mandado de Segurança; 12.2. Ação Popular; 12.3. Habeas
Corpus; 12.4. Habeas Data; 12.5. Mandado de Injunção; 12.6. Ação Civil Pública.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARROSO, Luís Roberto. Interpretação e Aplicação da Constituição. São Paulo: Saraiva.

BARROSO, Luís Roberto. Curso de Direito Constitucional Contemporâneo. São Paulo: Saraiva.

BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Malheiros.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (atualizada até a última Emenda Constitucional).

MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. São Paulo: Atlas.

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros.

23
CONCURSO
Residência Jurídica 2010

ANEXO 2 - MODELO DE PROVA DE TÍTULOS

MÁXIMO
PONTUAÇÃO TIPO DE DOCUMENTO
ITEM PERMITIDO POR PONTUAÇÃO MÁXIMA A SER A SER CONSIDERDO
ITEM A SER
OBTIDA NO ITEM
CONSIDERADO

1 - Monitoria (com
1,0 ponto Declaração da
mínimo de 6 meses 2 semestre 2 pontos
por semestre Instituição de ensino
em cada documento)
em papel timbrado,
2 – Estágio curricular com as assinaturas e
no Escritório Modelo 4 semestres 2,5 pontos carimbos
(com mínimo 6 meses por semestre 10 pontos correspondentes
em cada documento)
Carteira de trabalho
3 – Estágio em 2 anos 2 pontos 4 pontos e/ou declaração da
Instituições Públicas por ano Instituição em papel
(com no mínimo 1 ano timbrado, com as
em cada documento) assinaturas e carimbos
correspondentes
TOTAL 16

24