Você está na página 1de 2

Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

Centro de Ciências e Tecnologia – CCT


Unidade Acadêmica de Matemática e Estatística - UAME

Disciplina: Cálculo Diferencial e Integral III (2109105) – Turno: Manhã


Professor(a): _________________________________ Período: 2010.1
Aluno(a): ___________________________________________ Nota: ______________

1ª Prova (A) – 08 de abril de 2010


1) (2,0 pts) Considere a função f ( x, y )  16  x 2  y 2 .
a) Identifique o conjunto D  Dom( f )  ( x, y )  IR 2 ; f ( x, y )  IR e represente-o geometricamente;
b) Justifique se D é um subconjunto do IR2, aberto, fechado, limitado e ou compacto;
c) Identifique e represente geometricamente as curvas de níveis e curvas de contorno de f(x,y), para ao menos 3
níveis distintos;
d) Faça um esboço (idéia) do gráfico de f(x,y) e identifique quem é a sua imagem.
2) (1,5 pts) Justifique se os seguintes limites existem e caso positivo determine o seu valor:
x3  y3 x6  y3
a) lim  ; b) lim 
( x , y ) ( 0 , 0 ) x2  y2 ( x , y ) ( 0 , 0 ) x2  y
 x 2  x  xy 
c) Existe algum valor que possamos atribuir a f (1,0) de modo que f ( x , y )  sen   se transforme em
 x 1  y 
 
uma função contínua no domínio estendido? Caso positivo, qual seria esse valor?

 3 f ( x, y )
3) (1,0 pt) Justifique e calcule pelo caminho mais rápido a derivada de 3ª ordem da função:
y 2 x


f ( x, y )  x 2  y sen( x)  x 4 
z z
4) (1,0 pt) Calcular e y , para a função z  f ( x, y ) definida implicitamente pela equação dada, no ponto
x
P.
z 3  xy  yz  y 3  2  0 ; P (1,1,1)
5) (2,0 pt) Encontre as direções nas quais f ( x, y )  x 2  xy  y 2 cresce e decresce mais rapidamente em P0 ( 1,1)
. Depois determine taxa de variação (derivada direcional) de f nessas direções. Determine também se existem
direções em relações as quais a taxa de variação de f sejam 1 ou mesmo -2. Determine essas direções quando
possível.
6) (1,0 pt) Determine equação paramétrica para a reta tangente à curva de interseção das superfícies no ponto dado.
Superfícies: x 3  3x 2 y 2  y 3  4 xy  z 2  0 e x 2  y 2  z 2  11 ; Ponto: P (1,1,3) .
7) (2,0 pt) Justifique qual será o erro de se aproximar o valor f (1,99;1,01) pela melhor aproximação linear da
função dada em P.
f ( x, y )   x  y  2 ; P(2,1)
2

8) (2,0 pt) Classifique todos os máximos locais, mínimos locais e pontos de sela da função dada.
f ( x, y )  x 2  y 2  4 xy  6 y  2

– Boa Prova –

OBS: Na correção serão considerados apenas os primeiros 10,0 pontos trabalhados!


Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
Centro de Ciências e Tecnologia – CCT
Unidade Acadêmica de Matemática e Estatística - UAME

Disciplina: Cálculo Diferencial e Integral III (2109051) – Turno: Manhã


Professor(a): _________________________________ Período: 2010.1
Aluno(a): ___________________________________________ Nota: ______________

1ª Prova (B) – 08 de abril de 2010

1) (2,0 pts) Considere a função f ( x, y )  25  x 2  y 2 .


a) Identifique o conjunto D  Dom( f )  ( x, y )  IR 2 ; f ( x, y )  IR e represente-o geometricamente;
b) Justifique se D é um subconjunto do IR2, aberto, fechado, limitado e ou compacto;
c) Identifique e represente geometricamente as curvas de níveis e curvas de contorno de f(x,y), para ao menos 3
níveis distintos;
d) Faça um esboço (idéia) do gráfico de f(x,y) e identifique quem é a sua imagem.
2) (1,5 pts) Justifique se os seguintes limites existem e caso positivo determine o seu valor:
x4  y4 x4  y2
a) lim  ; b) lim  ;
( x , y ) ( 0 , 0 ) x2  y2 ( x , y ) ( 0 , 0 ) x2  y
 x  y 1 
c) Existe algum valor que possamos atribuir a f(4,3) de modo que f ( x, y )  cos 
x  y  1 
se transforme em

uma função contínua no domínio estendido? Caso positivo, qual seria esse valor?
 3 f ( x, y )
3) (1,0 pt) Justifique e calcule pelo caminho mais rápido a derivada de 3ª ordem da função:
yx 2

f ( x, y )  x 2  5 xy  sen( x)  7e x

z z
4) (1,0 pt) Calcular e y , para a função z  f ( x, y ) definida implicitamente pela equação dada, no ponto
x
P.
sen( x  y )  sen( y  z )  sen( x  z )  0 ; P ( ,  ,  )
5) (2,0 pt) Encontre as direções nas quais f ( x, y )  x 2  xy  y 2 cresce e decresce mais rapidamente em P0 (1,1)
. Depois determine taxa de variação (derivada direcional) de f nessas direções. Determine também se existem
direções em relações as quais a taxa de variação de f sejam -1 ou mesmo 2. Determine essas direções quando
possível.
6) (1,5 pt) Determine equação paramétrica para a reta tangente à curva de interseção das superfícies no ponto dado.
Superfícies: x 3  x 2 y 2  y 3  xy  z 2  0 e x 2  y 2  z 2  6 ; Ponto: P (1,1,2) .
7) (2,0 pt) Justifique qual será o erro de se aproximar o valor f (1,99;1,01) pela melhor aproximação linear da
função dada em P.
f ( x, y )  x 2  y 2  xy  1 ; P(2,1)
8) (2,0 pt) Classifique todos os máximos locais, mínimos locais e pontos de sela da função dada.
f ( x, y )  x 2  3 y 2  3 xy  6 x  3 y  6

– Boa Prova –

OBS: Na correção serão considerados apenas os primeiros 10,0 pontos trabalhados!