Você está na página 1de 18

Informações Importantes

Os Estados Unidos são o país das oportunidades. O país ideal para os alunos viverem a cultura e os
costumes da maior economia do mundo, o que pode ser muito importante para a carreira do futuro
profissional. O sistema educacional americano privilegia o convívio no ambiente escolar, onde o contato
multicultural pode ser experimentado em toda a sua riqueza.

Pré-Requisitos
São oferecidos programas com duração de um semestre ou de um ano letivo, em escolas públicas, e estas
possibilitam aos intercambistas uma visão completa da cultura, história e dos costumes americanos, mas em
contrapartida, exigem um bom histórico escolar e um conhecimento considerável do idioma inglês.
Para se candidatar, é necessário:
• Ter idade entre 15 e 18 anos (ter no máximo 18 anos e meio no início do programa);
• Estar cursando o ensino médio (estudantes que já estiverem cursando o 2º semestre do 3º ano podem
se inscrever para início em janeiro seguinte por um semestre letivo);
• Ter notas acima da média adotada pela sua escola e não ter repetido nos três anos que antecedem a
participação no programa;
• Ter nível intermediário de inglês (50 pontos ou mais no Slep test);
• Pode ser solicitada uma entrevista por telefone;
• Ter maturidade, flexibilidade, capacidade de adaptação, tolerância em relação às diferenças culturais, e
real interesse em participar de um programa de intercâmbio.

Agende para fazer o Slep test gratuitamente em uma loja do STB!

Devo ter boas notas para participar do programa?


Sim. Para participar do programa, a organização americana exige que o estudante tenha média C+ no
sistema americano, o equivalente à nota 7.0 no Brasil. Segue abaixo uma tabela comparativa:

Brazilian Grade American System


9.5 – 10.0 A
9.0 – 9.4 A-
8.5 – 8.9 B+
8.0 – 8.4 B
7.5 – 7.9 B-
7.0 – 7.4 C+
6.5 – 6.9 C
6.0 – 6.4 C-
5.5 – 5.9 D+
5.0 – 5.4 D
4.5 – 4.9 D-
4.0 – 4.4 F
0.0 – 3.9 F

HIGH SCHOOL EUA 2


Escola Americana

Como funciona o ano acadêmico nos Estados Unidos?


Nos EUA, o ano acadêmico começa em agosto/setembro e termina em maio/junho.

O que é um semestre letivo?


Um semestre letivo é o período de tempo necessário para que uma escola cumpra o seu calendário escolar.
Na maioria das escolas americanas, o semestre letivo tem duração de 3 a 5 meses e o ano letivo tem duração
de 8 a 10 meses, dependendo da data de embarque e do término das aulas, conforme o calendário específico
de cada escola.

Qual o ano escolar que cursarei nos Estados Unidos?


Você será matriculado em uma escola pública e o ano escolar que você vai cursar nos Estados Unidos é de
inteira responsabilidade e prerrogativa da escola americana. A escola leva vários fatores em consideração
para decidir em que ano escolar o aluno será matriculado e um dos mais importantes é a idade do estudante
e as matérias a serem cursadas. Entretanto, apenas para você ter uma idéia da série em que será
matriculado, segue abaixo um quadro comparativo:

BRASIL EUA
9ª série 9th grade
1º ano do ensino médio 10th grade
2º ano do ensino médio 11th grade
3º ano do ensino médio 12th grade

Para o Brasil, o mais importante é que você monte o seu currículo com o maior número possível de disciplinas
similares às estudadas em nosso país. Algumas escolas oferecem suporte de um conselheiro no primeiro dia
de aula, para ajudar você a escolher as disciplinas mais adequadas. As escolas brasileiras, normalmente,
exigem que o estudante curse matemática; história americana; inglês; física, química ou biologia; e educação
física. Mas a responsabilidade de buscar a informação e escolher as matérias é exclusiva do estudante.

Posso prorrogar meu programa se eu estiver inscrito para apenas um


semestre letivo?
Não é permitido prorrogar a participação no programa para mais um semestre se você estiver inscrito para o
programa de início no começo do ano. Se, entretanto, você estiver matriculado para o programa de início no
meio do ano, haverá a possibilidade de prorrogar por mais um semestre desde que a sua família hospedeira,
a escola americana, o coordenador local e a organização estejam dispostos a aceitá-lo por mais este período.
Neste caso, seus pais deverão pagar a diferença do valor entre o programa de um semestre letivo e o de

HIGH SCHOOL EUA 3


dois, mais a taxa de prorrogação e um novo seguro. O valor dessa taxa de prorrogação do programa será sob
consulta.

O ano escolar americano será reconhecido no Brasil?


Não é possível garantir totalmente, mas se você seguir as orientações da sua escola brasileira, não deverá ter
problemas. Você deve tentar se matricular no maior número possível de disciplinas similares às que você
estaria cursando se estivesse no Brasil. Normalmente, para que você não perca o semestre ou o ano letivo ao
retornar para o Brasil, as escolas e a Secretaria de Educação/ MEC determinam que você curse uma opção
de cada disciplina entre as cinco obrigatórias: língua estrangeira, matemática, estudos sociais, ciências e
educação física. Ao chegar na escola americana, é de responsabilidade do estudante se inscrever nas
matérias determinadas pela escola brasileira e pela Secretaria de Educação/ MEC.
As escolas americanas oferecem uma variedade enorme de disciplinas, dependendo do seu tamanho,
situação financeira e necessidades da região e os alunos americanos cursam, em média, seis matérias por
semestre.

Posso conseguir o diploma na minha high school se eu for colocado


no último ano americano?
A decisão em relação à sua formatura ou emissão de diploma é única e exclusivamente da escola e nesse
caso, não podemos interferir. É importante você entender e aceitar que cada estado americano tem regras
bem claras e definidas no que diz respeito à concessão de diploma para estudantes estrangeiros e a
autoridade do estado, neste caso, é inquestionável. Além disso, na maioria dos casos você não poderá obter
o diploma por não haver possibilidade de cumprir todos os créditos exigidos, cursando apenas um semestre
ou um ano letivo nos EUA.
Para conseguir a convalidação do período de estudo no exterior no Brasil, não é necessário ter diploma, o
importante é cumprir as matérias exigidas pela sua escola brasileira e pela Secretaria de Educação/ MEC,
independente do ano cursado, e por isso, o estudante deve se concentrar em cumprir com sucesso essas
matérias. É importante destacar também, que caso você se forme nos Estados Unidos, ou receba o
diploma, quem determina se o seu ensino médio foi concluído ou não é a Secretaria de Educação/ MEC, após
o processo de convalidação. Portanto, se você for no meio do seu segundo ano aqui no Brasil, ficar um ano, e
se formar na escola americana, você precisará retornar para a escola no Brasil para concluir o terceiro ano, a
menos que o a Secretaria de Educação/ MEC determine que você já está com o seu ensino médio concluído.

Terei de fazer algum procedimento legal com as minhas notas, após o


término do ano escolar americano?
Sim, se você quiser ter o ano reconhecido no Brasil. É imprescindível que, no final de seus estudos, você
solicite seu histórico escolar, que em inglês chama-se transcript of grades. Assim que obtiver este documento,
você deverá enviá-lo ao Consulado brasileiro, responsável pelo estado em que você estiver morando. O
Consulado irá legalizar o seu histórico com o carimbo o selo consular. No Brasil, este documento deverá ser
traduzido para o português e convalidado. É de inteira responsabilidade do estudante providenciar e
encaminhar a documentação.

HIGH SCHOOL EUA 4


Alguém me ajuda a fazer o procedimento no Consulado brasileiro?
Não. É de sua inteira responsabilidade. Entretanto, durante as reuniões de orientação no Brasil, explicaremos
detalhadamente, e por escrito, tudo o que deve ser feito.

E se, por qualquer motivo, eu não fizer esse procedimento?


O STB poderá apenas auxiliá-lo, quando de seu retorno, mas esse processo torna-se muito mais longo
quando é feito do Brasil. Neste caso, a demora em receber o seu histórico escolar legalizado pelo Consulado
brasileiro pode prejudicar a continuação de sua vida acadêmica no Brasil. Há também um custo administrativo
cobrado pela organização de intercâmbio nos Estados Unidos.

A minha escola é paga?


No programa High School Public USA, o estudante recebe uma bolsa de estudos do governo americano para
estudar numa escola pública americana. Logo, quem está pagando pelos seus estudos é o próprio governo e,
por isso, espera-se que você seja um ótimo representante de seu país, com comportamento e rendimento
escolar exemplares.

Existe alguma possibilidade de eu estudar em uma escola particular


nos EUA?
Sim. É possível que uma família queira hospedá-lo, mas na região em que ela mora não haja mais vagas para
estudantes estrangeiros na escola pública local. Outras vezes, a família quer hospedar o estudante, mas com
a condição de que ele estude na mesma escola particular que seus filhos. Neste caso, o programa contata a
escola particular local e algumas vezes consegue matricular o estudante com a obtenção de uma bolsa de
estudos integral. Outras vezes, as escolas particulares oferecem apenas bolsa parcial de estudos. Se isto
acontecer com você, entraremos em contato para discutirmos com seus pais a possibilidade de eles pagarem
o valor restante. Geralmente, um semestre letivo em uma escola particular americana varia entre US$
1.500,00 e US$ 6.000,00 (dólares americanos). Naturalmente, você não é obrigado a aceitar a colocação em
uma escola particular que está oferecendo apenas bolsa parcial de estudos. Se você e seus pais não concor-
darem com o pagamento adicional, o programa irá procurar uma escola pública que o aceite. Entretanto, se a
opção for pela escola particular é preciso lembrar que, caso você tenha se inscrito para apenas um semestre
letivo e queira prorrogar o programa, terá de pagar, além da diferença do valor do programa e da taxa de
prorrogação, mais um semestre letivo na escola particular.

Posso escolher onde vou morar?


No programa público você que é o escolhido. Não existe a possibilidade de escolher a cidade, o estado ou a
região onde vai morar.

HIGH SCHOOL EUA 5


Qual o tamanho da minha escola?
Normalmente, as escolas são pequenas e todos se conhecem, do diretor aos professores e alunos, e a
delinqüência é reduzida e controlada. Entretanto, você pode ser colocado em uma escola grande, com mais
de 1.200 alunos. Neste caso, pode ser que seu colégio adote medidas de segurança que pareçam
“assustadoras” para você. Por exemplo, o uso de detector de metais na entrada, para revistar os estudantes e
proibir a entrada de armas brancas ou de fogo, drogas, etc. Encare tudo isso como medidas preventivas que
visam à proteção dos alunos e não como se você estivesse estudando em um local perigoso. Outra coisa que
se deve esperar é a mistura de raças nas escolas. Em todo o país a mistura de raças nas escolas americanas
é incomparável. Americanos, índios, europeus, africanos, mexicanos, filipinos, cubanos, porto-riquenhos, etc.
Lembre-se de que preconceito racial nos Estados Unidos é crime.

Qual é o papel que minha escola americana terá em meu programa?


Com certeza, exercerá um papel fundamental no seu processo de integração, por meio da participação em
eventos esportivos, festas, atividades extracurriculares, etc. Você poderá fazer amigos e conquistar o seu
espaço dentro do grupo. E mais, sua rotina durante os meses de intercâmbio será muito mais agradável.

Posso faltar às aulas?


Não. A freqüência às aulas é obrigatória. Todas as faltas são apuradas com rigor e devem ser devidamente
justificadas. Caso contrário, serão consideradas faltas graves e o aluno pode até mesmo ser desligado do
programa.

O material didático está incluído?


As escolas públicas têm características próprias, isto é, são elas que decidem se os livros ou materiais
escolares são vendidos, alugados ou emprestados aos alunos estrangeiros. Normalmente, os livros são
fornecidos pela escola sem nenhum custo, mas, se no final do ano os livros estiverem rasurados, você terá de
pagar pelos danos causados. Algumas escolas preferem pedir um depósito entre US$100,00 e US$200,00
(dólares americanos) e se os livros forem devolvidos em perfeito estado, o valor pago será reembolsado. Há,
ainda, escolas que preferem vender os livros. Neste caso, você pode trazê-los para o Brasil. De qualquer
forma, você só saberá qual o sistema que a sua escola adota no primeiro dia de aula.

Como saberei se fui aceito pelo programa?


Cerca de 30 dias após o recebimento de toda a sua documentação pela organização americana, você
receberá uma carta de confirmação, comunicando a sua participação no programa. O fato de sua
documentação ter sido aceita pelo STB não implica aceitação automática pela organização americana.
Entretanto, se você tiver boas notas, boas condições de saúde e um bom conhecimento de inglês,
provavelmente, não terá maiores dificuldades para ser aceito pelo programa.

HIGH SCHOOL EUA 6


Visto Americano de Estudante de Intercâmbio (J-1)

Além da documentação normalmente solicitada pelo Consulado dos Estados Unidos, você irá precisar de um
documento específico, chamado DS-2019, que será fornecido pela organização americana. Com esse
documento, você poderá solicitar o visto de estudante J-1 (obrigatório para todo estudante de intercâmbio
cultural) ao Consulado americano de sua cidade. Se a sua cidade não tiver um Consulado americano, o STB
lhe dará total assistência, indicando um despachante para auxiliar na obtenção de seu visto junto ao
Consulado mais próximo de onde você mora.

Sevis Fee

Desde 1º de setembro de 2004, os solicitantes de vistos J-1, usando o documento DS-2019 devem, por
ordem do governo americano, efetuar o pagamento de uma taxa adicional de US$200,00 (dólares
americanos), por conta dos serviços de inscrição no SEVIS, antes da solicitação de visto. O pagamento desta
taxa é obrigatório para todos os participantes, sem exceção e só é possível apresentar-se para a entrevista no
Consulado após o pagamento da mesma e levando consigo o comprovante de pagamento. A taxa, uma vez
paga não é reembolsável, mesmo que o visto não seja concedido. A maioria das organizações americanas
autoriza o pagamento através do STB, mas aquelas que não permitirem o pagamento através do STB
deverão ser feitas através do site www.FMJfee.com. Informe-se com seu orientador para saber o
procedimento em detalhes.

Quando será meu embarque e quanto vai custar a passagem aérea?


Só poderemos saber a data de sua partida e o valor de sua passagem aérea quando recebermos da
organização, o endereço da sua família anfitriã. Cada estudante viaja para um lugar diferente nos Estados
Unidos, por isso o preço da passagem aérea também pode variar muito.
Apesar da passagem de um ano custar mais caro que as tarifas de curta permanência, o STB todos os anos,
negocia tarifas especiais junto às companhias aéreas, visando oferecer uma tarifa adequada e mais acessível
para o estudante de High School. A maior parte dos estudantes embarca em grupos, no mesmo dia, uma vez
que a maioria das escolas americanas começa o ano escolar na mesma época. Por esse motivo,
costumamos manter alguns bloqueios em janeiro e agosto, e os grupos que atingirem no mínimo 20
estudantes, terão acompanhamento de uma guia STB, até o aeroporto de entrada nos Estados Unidos.
Existem, no entanto, algumas situações em que alguns estudantes precisam embarcar antes ou depois das
datas dos embarques de grupo. Algumas vezes, o estudante precisa embarcar antes porque as suas aulas
começam mais cedo, pois algumas escolas começam o semestre no final de julho. Outras vezes, não pode
embarcar em um dos grupos, simplesmente porque a sua colocação ainda não foi feita ou porque suas aulas
só irão começar em setembro. Nos casos em que o estudante tenha que embarcar separadamente do grupo,
ou em grupo com menos de 20, não haverá acompanhamento de guias do STB, mas daremos toda a
orientação e assistência para que o estudante possa embarcar tranqüilamente e chegar com segurança em
seu destino final.

E quando chegar aos Estados Unidos?


Todos os estudantes devem chegar em New York, na data estipulada pela organização americana, para
participar da reunião de orientação promovida pela mesma.

HIGH SCHOOL EUA 7


A orientação está inclusa no valor do programa e tem duração de 4 dias/ 3 noites. As datas exatas e os
detalhes serão fornecidos pela organização americana, próximo ao período de embarque e poderão sofrer
alterações sem aviso prévio.
Após o término da orientação, cada estudante irá embarcar para seu destino final.

Família Anfitriã

Como é o processo de colocação em uma casa de família?


O seu processo de colocação em uma casa de família inicia-se assim que a sua participação no programa
tenha sido confirmada. Ao colocá-lo em uma determinada família, a organização americana trabalha de
acordo com as regras estabelecidas pela United States Information Agency (USIA) e pelo Council of
Standards for International Educational Travel (CSIET), órgãos americanos responsáveis pela fiscalização do
trabalho desenvolvido pelas empresas de intercâmbio cultural nos Estados Unidos.
A seleção da região para a qual a documentação do estudante é enviada depende de uma série de fatores:
• proporção de estudantes do sexo masculino e feminino em cada região;
• proporção de nacionalidades em cada região;
• estrutura e a capacidade de cada região para fazer a colocação de estudantes, entre outros.

Quando vou saber onde vou morar?


Todo o seu processo de colocação pode levar de uma semana a seis meses ou mais. A rapidez na colocação
depende de se achar uma família compatível com as características exigidas pelo programa e de uma escola
disposta a aceitar a sua matrícula. As colocações geralmente são feitas com antecedência em relação à data
de chegada aos Estados Unidos. Entretanto, você e seus pais devem entender que, muitas vezes, uma
colocação só é feita algumas semanas ou dias antes do embarque. Isto não significa, de forma alguma, que
você não é um bom candidato. Apenas, que a colocação simultânea em uma família e escola da mesma
região ainda não foi possível.
Você deve saber que mais da metade de todas as colocações é feita entre junho e setembro, para quem
embarca na temporada do meio do ano, e entre janeiro e fevereiro, para quem embarca na temporada do
início do ano.

O que significa “Welcome family”?


“Welcome family” ou “Arrival family” é uma família que receberá o estudante de forma temporária. Algumas
vezes, é necessário que o estudante embarque para ficar com este tipo de família ou até mesmo com o
coordenador local, até que todo o processo de colocação em uma família definitiva tenha sido finalizado. Este
procedimento normalmente tem o objetivo de permitir o embarque do estudante para que ele possa dar início
ao seu semestre escolar e não sair prejudicado academicamente.
Em alguns casos, pode acontecer da “Welcome family” se tornar a família definitiva do estudante e querer
hospedá-lo por todo o período do programa.

HIGH SCHOOL EUA 8


De onde vêm as famílias de intercâmbio?
Mais da metade das famílias que hospedam os participantes do programa é vizinha ou amiga de pessoas que
trabalham para a organização americana. Outras vezes, estas pessoas não hospedam o estudante, mas
prestam uma grande ajuda ao programa recomendando outras famílias. As famílias também são encontradas
através da divulgação do programa na igreja local, serviços comunitários, grupos de jovens, clubes, feiras
locais e estaduais, etc.

As famílias recebem alguma remuneração para me hospedar?


Não. São voluntárias. Aliás, elas têm diversos gastos com você, como alimentação, água, luz, roupas de
cama e banho, etc.

Por que, então, as famílias hospedam estudantes estrangeiros?


Porque realmente se interessam pela troca cultural. Os americanos, de modo geral, têm como fator cultural a
participação em serviços voluntários para os quais dedicam várias horas por semana, sem remuneração
alguma. Portanto, dentro dessa ótica, entende-se que receber um estudante como se fizesse parte da família,
sem contribuição financeira não é tão estranho como parece a nós brasileiros.

O que significa fazer parte da família?


Bem, você foi escolhido pela família e este é o aspecto mais importante. Eles abriram sua casa para recebê-lo
e assim como você está com diversos medos e inseguranças, a família sente o mesmo. Portanto, você tem
que se esforçar para se adaptar à nova vida e não o contrário. Sendo um membro da família, você terá
direitos e deveres como todos da casa.

Qual o perfil das famílias que vão me receber?


As famílias são de classe média americana, vivem em casas confortáveis, porém sem luxo.
O núcleo familiar pode ser constituído por:
• casal sem filhos;
• casal com filhos pequenos ou com filhos adolescentes;
• casal mais velho (média 65 anos) sem filhos ou cujos filhos já cresceram e saíram de casa ou cursam
universidade em outra cidade;
• casal mais novo (média 25 anos);
• mãe sem filhos, com filhos pequenos ou adolescentes, solteira, divorciada ou viúva (single mother);
• pai sem filhos, com filhos pequenos ou adolescentes, solteiro, divorciado ou viúvo (single father).

HIGH SCHOOL EUA 9


Quais são as profissões dos pais que normalmente hospedam os
estudantes?
As mais diversas possíveis. Alguns exemplos: bombeiro, enfermeiro, motorista de caminhão, garçonete,
operário, profissional liberal, autônomo, profissional de escritório, dona de casa, etc. Nos EUA, a mão-de-obra
e a técnica são igualmente prestigiadas.

Qual a nacionalidade das famílias?


Como já deve ser de seu conhecimento, os Estados Unidos são um país formado por várias nacionalidades.
A maioria das famílias americanas descende de anglo-saxões. Entretanto, seus pais americanos poderão ser
descendentes de espanhóis, irlandeses, mexicanos, ingleses, búlgaros, italianos, franceses, alemães, etc. Às
vezes, os pais não nasceram nos Estados Unidos, mas sempre a língua oficial dentro de casa será o inglês e
os hábitos de sua família serão tipicamente americanos.

Qual é a raça e religião das famílias?


O princípio básico da Constituição americana é a liberdade de crença e a sociedade americana é, sem
dúvida, muito religiosa: católicos, batistas, luteranos, episcopais, protestantes, judeus, mórmons, entre outros.
Sugere-se que o estudante freqüente as atividades religiosas ou os cultos, pois diferente do que conhecemos
no Brasil, as comunidades religiosas costumam representar muito mais do que um local de rezas, sendo
comum promoverem atividades que propiciam uma ótima oportunidade de encontrar amigos, conhecer gente
nova e manter contato com a cultura local. Ressaltamos que é proibido por lei qualquer tipo de discriminação
racial, social, religiosa ou qualquer outro tipo de discriminação, tanto por parte das famílias americanas,
quanto por parte do estudante, da organização americana e do STB.

Minha família nos Estados Unidos pode receber dois estudantes ao


mesmo tempo?
Sim. É possível que uma família receba dois estudantes ao mesmo tempo (double placement), desde que os
dois estudantes sejam de nacionalidades e culturas distintas e que aceitem a colocação dupla por escrito.

Posso ser colocado em uma área rural ou cidade muito pequena?


Sim. E este será o seu maior desafio durante o processo de adaptação. É necessário que você e seus pais
entendam que a estrutura social nos Estados Unidos é bastante distinta da nossa e que os americanos
moram de forma diferente. A organização americana possui regras de trabalho muito claras e definidas. Ela
trabalha tanto para você quanto para estudantes que moram em Paris, Munique, Roma, etc., e coloca todos
os estudantes, indistintamente, em qualquer cidade dos Estados Unidos. A maioria será colocada em áreas
rurais ou cidades pequenas. Nesses locais, as famílias americanas estão dispostas a receber os estudantes
porque elas têm tempo, condições financeiras, espaço e, principalmente, desejo de entrar em contato com
uma cultura estrangeira. As comunidades pequenas representam o que muita gente chama de “the real
America”, porque é nelas que, essencialmente, a classe média americana é encontrada. Ao contrário da

HIGH SCHOOL EUA 10


maioria das cidades grandes, as comunidades pequenas são seguras, possuem boas escolas e,
principalmente, vizinhos e famílias carinhosas.

Então, qual é o tamanho das cidades?


A organização americana dificilmente coloca estudantes em cidades grandes. Geralmente, as colocações são
em:
• Vila pequena (small village) - entre 300 e 2 mil habitantes;
• Vila (village) - entre 2 mil e 5 mil habitantes;
• Cidade pequena (small town) - em torno de 10 mil habitantes;
• Cidade média (medium city) - entre 50 mil e 100 mil habitantes;
• Cidade grande (big city) - acima de 500 mil habitantes;
• Área rural ou subúrbio (rural setting ou suburban area): é possível ainda que sua família tenha optado
por não morar em nenhum desses lugares acima mencionados, mas sim em uma propriedade pequena,
tipo sítio, a uma distância de 10 a 15 quilômetros desses locais. Esse estilo de vida é bastante comum nos
Estados Unidos e não significa que esta família viva da produção da terra. Muitas vezes os pais trabalham
na cidade;
• Fazenda (ranch): nos Estados Unidos, este conceito é bastante diferente do nosso. Uma fazenda
americana funciona como uma empresa familiar onde todos estão envolvidos no trabalho de criação de
gado ou no cultivo agrícola. Raramente temos colocações nesses locais, porque existe uma dificuldade
real em transportar o estudante de casa até a escola e vice-versa. Entretanto, quando a família tem
condições da viabilizar este transporte, a colocação é feita e, geralmente, é bem sucedida.

O que acontece se eu não gostar das características da família


quando receber meu endereço?
Ao receber o seu endereço americano, você já terá passado por todo o processo de informação e orientação
sobre as características do programa. Sua família não será, portanto, nenhuma surpresa para você. Se, no
entanto, mesmo sabendo de todos os detalhes do programa você se sentir decepcionado com a sua
colocação, talvez seja a hora de se perguntar se realmente tem o perfil ideal para fazer este programa. Se
após uma nova reflexão, você ainda quiser fazer o programa, mas definitivamente não para morar com a
família designada, se houver algum motivo justificável, como por exemplo: alergia a cigarro, animais, double
placement, entre outros, poderemos pedir o cancelamento desta colocação, desde que você entenda que a
organização americana não garantirá uma nova colocação dentro das expectativas que você idealizou, mas
sim dentro da realidade do programa.

E se eu chegar aos Estados Unidos e não gostar da minha família?


Vou poder trocar?
Passar um ou dois semestres nos Estados Unidos pode ser um grande desafio para você. No início, você
pode se sentir totalmente deslocado entre os americanos ou simplesmente se sentir confuso por não entender
a maioria das palavras e expressões idiomáticas. Todos estes sentimentos são sintomas típicos do “choque
cultural”. Normalmente, todo estudante apresenta estes sintomas em vários graus e ao longo de toda a sua
permanência no exterior. O “choque cultural” consiste no fato de o estudante achar que os valores,
percepções e normas culturais do país hospedeiro “ameaçam”, de alguma forma, a maneira como ele
entende o que é “certo”. É perfeitamente natural que, no princípio você pense que não está gostando da sua

HIGH SCHOOL EUA 11


família. Adaptar-se leva tempo e exige persistência e tolerância. Mas digamos que as primeiras semanas se
passaram, você já seguiu todos os passos indicados pelo STB e pelo seu coordenador local e, após tentar
todas as soluções possíveis, nada mudou. Bem, neste caso, é hora de pensarmos em uma mudança de
família. É preciso que você tenha paciência, pois a organização americana vai analisar o seu caso
rigorosamente antes de se decidir por uma mudança, e, além disso, a nova colocação pode acontecer em um
dia ou em algumas semanas. Na maioria das vezes, os estudantes são trocados de família sem nenhum ônus
ao participante. Entretanto, se o programa considerar que a responsabilidade pelo surgimento dos problemas
que geraram a mudança foi do participante, uma multa poderá ser aplicada, além das despesas relacionadas
ao transporte do estudante até sua nova acomodação.

Posso ajudar a encontrar uma nova família para mim?


Sim. Nesta altura de sua permanência no exterior, você já terá feito amigos e poderá indicar algum colega de
escola ou vizinho que queira hospedá-lo. Todavia, nem pense em fazer as malas e se mudar por conta
própria só porque alguém pode recebê-lo. Toda mudança (seja de casa ou de escola) deve ser autorizada
pela organização americana. E jamais invente um problema de adaptação com a sua família atual só para
poder se mudar para a casa de um amigo ou vizinho que você acha mais legal.

Coordenadores Locais

Quem são os coordenadores locais?


Uma vez selecionada a região, a sua documentação será colocada nas mãos de um coordenador local. O
coordenador é a pessoa-chave no seu processo de colocação. A maioria deles é antigo ou atual membro de
famílias hospedeiras. São pessoas que trabalham voluntariamente para o programa. Isto significa que eles
não têm vínculo empregatício com a organização americana e desempenham este trabalho em seu horário
livre. Basicamente, esses voluntários trabalham com o programa pela troca cultural e por gostar de conviver
com jovens. Normalmente, os coordenadores locais desempenham outras atividades remuneradas e recebem
por este trabalho um reembolso pelos gastos efetuados e viagens numa política de premiação.

Quais são as funções do meu coordenador local?


Selecionar as famílias interessadas em hospedá-lo de acordo com os pré-requisitos exigidos pelo programa;
orientar a sua família para que ela possa ajudá-lo no processo de adaptação; estar disponível, dentro do
possível, para dar assistência a você, sua escola e a família anfitriã; matricular o estudante em uma escola
pública local.

HIGH SCHOOL EUA 12


Seguro Saúde

Como funciona o meu seguro saúde?


Você terá um seguro saúde durante toda a sua permanência nos Estados Unidos, enquanto estiver vinculado
ao programa de intercâmbio, para tratamentos médicos e hospitalares de emergência.

Eu vou receber uma apólice?


Sim, você receberá uma apólice e estará coberto desde a sua chegada aos Estados Unidos.

O que devo fazer se eu ficar doente e precisar usar o seguro?


Você deve telefonar para o número de apoio da seguradora (24 horas) ou acessar o site para saber qual o
médico ou hospital conveniado mais próximo. Sua família poderá ajudá-lo.

O meu seguro saúde cobre qualquer tratamento médico que eu


precisar?
Não. Seu seguro médico não cobre, por exemplo, doenças pré-existentes. Por isso, recomendamos que você
faça um check-up com seu médico, dentista e oftalmologista antes de sair do Brasil.

Quais são as exclusões gerais mais freqüentes?


• Visitas de rotina ao médico (inclusive oftalmologista) e/ou dentista;
• Exame médico para a prática de esportes;
• Exame médico ou check-up eventualmente solicitado pela escola;
• Vacinas solicitadas pela escola e reações que estas possam provocar;
• Lentes para óculos e lentes de contato;
• Próteses de qualquer tipo;
• Dermatologia cosmética;
• Cirurgia plástica e tratamento estético;
• Tratamentos relacionados à gravidez, aborto, parto, e suas conseqüências;
• Tratamentos relacionados à bulimia e anorexia;
• Tratamentos relacionados ao uso de álcool e/ou drogas;
• Tratamentos relacionados às doenças mentais e/ou psicológicas;
• Doenças congênitas, fisioterapia, calos, etc.;
• Participação em competições oficiais;
• Exposição ao perigo desnecessário incluindo esportes como mergulho, equitação, esqui, etc.;
• Cobertura em decorrência de qualquer tipo de dado provocado contra a própria vida.

HIGH SCHOOL EUA 13


O que meu seguro não cobre em caso odontológico?
• Visitas de manutenção ao dentista;
• Condições pré-existentes;
• Restauração de dentes;
• 0rtodontia;
• Aparelho odontológico;
• Coroas dentárias em geral.

Atenção – Informações detalhadas sobre o seguro serão entregues durante nossas reuniões de orientação.

Informações Gerais

Serviço Militar
O alistamento no serviço militar é obrigatório no Brasil para jovens entre 17 e 18 anos. Mesmo que você
esteja no exterior no período de alistamento, não estará isento de suas obrigações junto ao serviço militar
brasileiro. Neste caso, você deverá contatar o Consulado brasileiro mais próximo e obter informações sobre
como ter o seu passaporte carimbado como ausente do país por estudos.
Muitas vezes, isto só é possível na presença do participante. Logo, se você estiver muito longe do Consulado
e tiver de fazer uma viagem para conseguir o carimbo em seu passaporte, o ideal será apresentar-se
imediatamente após seu retorno ao Brasil, na Junta Militar de sua cidade e inscrever-se como retardatário.

Normas e Regulamentos do Programa de Intercâmbio Cultural


A organização americana exige o cumprimento de várias regras de conduta durante o período de sua
permanência nos Estados Unidos. São elas:

Leis americanas
Cumprimento de todas as leis locais, estaduais e federais americanas, assim como o cumprimento das leis de
imigração dos Estados Unidos, e todas as regras estabelecidas pela escola, pela família anfitriã e pela
organização americana responsável pelo programa. A responsabilidade civil e criminal nos Estados Unidos
começa aos 15 anos.

Viagens durante o programa


Você não poderá viajar sozinho ou com grupos de jovens da sua idade, sem a presença de um adulto
responsável maior de 25 anos. Você não pode perder aula para fazer qualquer tipo de viagem. Você não
pode viajar para visitar parentes ou amigos que morem ou estejam temporariamente nos Estados Unidos,
durante toda a duração do programa. Também não é permitido retornar temporariamente ao seu país de
origem durante o período de duração do programa para eventos como: casamento, Natal, Carnaval, etc. A
única exceção a esta regra é o caso de falecimento de algum membro direto da família, ou seja, pais ou
irmãos.

HIGH SCHOOL EUA 14


Conforme as regras do programa, o estudante não pode chegar nos Estados Unidos antes da data de início
do programa para viajar e os pais não podem levar o estudante até o destino final. Se isso acontecer, o
estudante pode ser desligado do programa.

Viagens permitidas
Quando organizadas pela escola ou por seu coordenador local ou, ainda, as organizadas pela sua família.

Uso de álcool e drogas


Você está terminantemente proibido de fazer uso de álcool ou qualquer tipo de droga ilegal, inclusive
medicamento sem receita médica. Na maioria dos estados americanos, a idade mínima para consumir ou
comprar bebida alcoólica é 21 anos. Logo, você não poderá comprar, possuir ou ingerir bebidas alcoólicas de
qualquer tipo enquanto for intercambista.
Embora haja adolescentes que bebam ilegalmente, o estudante brasileiro não poderá fazê-lo, pois além das
implicações penais, terá cancelado seu visto de permanência, devendo retornar ao Brasil imediatamente,
arcando o estudante e a sua família com todos os ônus e despesas decorrentes do desligamento.
Também é proibido fumar durante o programa de intercâmbio, tanto na escola, arredores e casa de família.
Este é um programa não fumante!

Direção de veículo automotor


É proibido dirigir qualquer veículo automotor nos Estados Unidos, com exceção do período em que você
estiver tomando aulas de direção na sua escola americana, se for o caso. Você poderá ter aulas de direção
na escola americana se tiver autorização, por escrito, de seus pais naturais e se houver vaga na disciplina.
Mesmo que você tire a carteira de habilitação americana, é preciso ficar bem claro que você está
terminantemente proibido de dirigir nos Estados Unidos enquanto for estudante de intercâmbio.

Gastos pessoais
Você deve ter, no mínimo, US$300,00 (dólares americanos) mensais para suas despesas pessoais.

Desempenho escolar
Você deve seguir as normas e regulamentos estabelecidos pela sua escola americana e tirar, no mínimo,
média C em todas as disciplinas.

Regras da família
Você deve seguir, rigorosamente, todas as regras de conduta e de comportamento estabelecidas pela sua
família anfitriã. Estas regras são, entre outras:
- Horários da família;
- Atividades que os membros da família desempenham juntos;
- Tarefas domésticas;
- Vida social;
- Vida escolar.

HIGH SCHOOL EUA 15


Uso do telefone e internet
Você deve evitar, ao máximo, que seus gastos telefônicos cheguem na conta telefônica da família. O ideal é
fazer todas as ligações utilizando cartão telefônico. Independentemente de ser você quem está pagando as
suas ligações, você deve evitar ficar horas conversando ao telefone. O uso indiscriminado do telefone,
principalmente se estiver falando em sua própria língua, costuma gerar muitos conflitos entre o estudante e
sua família. A mesma regra vale para o uso do computador e para o recebimento e envio de e-mails.

Visita de pais e amigos


Você deve saber que não é permitido receber visita dos pais, parentes e amigos durante a sua permanência
no exterior a não ser na última semana que antecede o término do programa.

Adaptação rápida
Você deve se empenhar, ao máximo, para se adaptar ao seu novo estilo de vida. Para que você se integre na
comunidade rapidamente, o programa espera que, entre outras coisas, você seja capaz de:
• Fazer amigos americanos. Para que isto aconteça, você deve evitar o convívio somente com outros
brasileiros e estudantes de intercâmbio;
• Praticar esportes e participar de atividades extracurriculares;
• Integrar-se nas atividades comunitárias, como clubes e grupos de jovens;
• Freqüentar a igreja local. É preciso entender que participar do culto religioso local é uma maneira de
integrar-se à comunidade. Nos Estados Unidos, a igreja representa muito mais do que apenas o
local onde se cultua uma crença. Na maioria das vezes, a igreja é ponto de partida para vários outros
eventos sociais e de integração da comunidade.

Procedimentos disciplinares
Durante todo o período de sua permanência no exterior, seu comportamento no que diz respeito ao
cumprimento das normas e regras de conduta acima mencionadas é regularmente observado, seja pela
família, escola ou coordenador local. Caso seu comportamento precise mudar em um ou mais aspectos e isto
não aconteça em um tempo específico (que é determinado pelo programa e se chama “probation”), a
organização americana se reserva no direito de tomar medidas para sanar o problema com até um possível
desligamento do aluno e retorno imediato ao Brasil. Em caso de desligamento por mau comportamento não
há reembolso da quantia paga.

Retorno para o Brasil


Você deve retornar para o Brasil, no máximo, cinco dias após o último dia de aula. Esta data corresponde ao
término oficial do programa e da validade do seguro saúde. Após essa data, o STB e a organização de
intercâmbio americana não serão mais oficialmente responsáveis por você caso ainda permaneça em
território americano por quaisquer motivos.

HIGH SCHOOL EUA 16


Prazo para inscrição
As organizações americanas possuem um número de vagas limitadas para o programa e por isso não existe
um prazo exato para entrega da documentação.
É preciso ficar bem claro que quanto mais cedo sua documentação chegar na organização americana,
maiores as chances de garantir a sua vaga.

O Programa Inclui

O que está incluído no programa?


• Aplicação do Slep Test;
• Processo de colocação e matrícula em uma escola pública americana, escolhida pela organização do
programa de intercâmbio;
• Processo de seleção e colocação em uma casa de família voluntária;
• Reunião de orientação no Brasil, para que pais e estudantes conheçam todos os detalhes do programa;
• Assistência do STB e da organização americana durante o programa;
• Reunião de orientação na chegada de 4 dias / 3 noites em New York, refeições e traslados;
• Assistência de um coordenador local nos EUA, que irá monitorar a adaptação e o desempenho do
estudante estrangeiro;
• Seguro saúde com cobertura médico-hospitalar de emergência.

O que não está incluído no programa?


• Passagem aérea;
• Gastos pessoais;
• Taxas consulares referentes às despesas com a emissão do visto americano de estudante;

Por que eu tenho de pagar pelo programa se a minha família é


voluntária e a minha escola é pública?
Você já sabe tudo o que está incluído no valor do seu programa, mas é verdade, a família e a escola não
recebem nada do que você pagou no Brasil. Com o pagamento efetuado no Brasil, além da assistência do
STB e do seguro saúde, você está cobrindo parte dos gastos operacionais e administrativos da organização
americana que está viabilizando a sua colocação em uma escola e família. O restante das despesas é pago
através do recebimento de fundos e doações de grandes empresas americanas que investem em projetos
educacionais, pois os programas de intercâmbio são fundações educacionais sem fins lucrativos.

HIGH SCHOOL EUA 17


Quanto devo levar para os gastos pessoais?
Você deverá dispor de uma quantia mínima de US$300,00 (dólares americanos) mensais para seus gastos
pessoais como:
• Lanche escolar;
• Pequenas compras pessoais;
• Material escolar (cadernos, canetas, etc);
• Taxas referentes às atividades extracurriculares na escola;
• Transporte de ida e volta à escola;
• Diversões pessoais (cinema, teatro, lanchonete, etc);
• Despesas com higiene pessoal (desodorante, sabonete, shampoo, etc).
Para o primeiro mês pode se considerar um eventual gasto extra de aproximadamente US$ 200,00 (dólares
americanos) para os cadernos, taxa de laboratório, exame médico para atividades esportivas, algum material
didático, etc. Se o estudante for matriculado no último ano pode se considerar um gasto extra de US$300,00
(dólares americanos) para despesas no final do programa como aluguel de beca, chapéu de formatura, etc.
A organização tem o direito de desligar o estudante caso o mesmo não tenha um valor suficiente para suas
despesas diárias.

Passagem aérea
É obrigatória a aquisição no STB das passagens aéreas de ida e volta, com validade para permanência de
um ano, a partir da data de seu embarque. Nenhum participante de intercâmbio cultural pode entrar nos
Estados Unidos com passagem aérea somente de ida e com validade de permanência inferior a um ano.
A data de embarque será definida pela organização americana apenas quando chegar a sua colocação, e
como cada estudante viaja para um lugar diferente nos Estados Unidos, o preço da passagem aérea também
pode variar muito.
O STB procura negociar tarifas especiais junto às companhias aéreas visando oferecer uma tarifa adequada e
mais acessível.
Para grupo de no mínimo 20 estudantes, o embarque é feito junto com um guia STB desde o aeroporto de
Guarulhos até a cidade de conexão nos Estados Unidos. Existem, no entanto, situações em que o estudante
precise embarcar fora do grupo.

HIGH SCHOOL EUA 18