Você está na página 1de 3

Você sabe fazer uma Resenha? Veja as dicas e o modelo...

Para alguns alunos, resenha e pesadelo são palavras sinônimas!


Lembro que uma vez, uma amiga me ligou apavorada pedindo ajuda para
fazer "essa tal de resenha" que ela "nem sabia para que lado ia"... E foram
essas as palavras dela!
E realmente, isso acontece muito!
Geralmente, apenas recebemos a solicitação de fazer esse tipo de trabalho sem
uma orientação mais precisa, pois, os professores da graduação acreditam -
ou querem acreditar - que a disciplina de Metodologia Científica (aquela que
nos ensina a fazer os trabalhos científicos) realmente esclarece tudo...que
engano!
Então, quando os alunos entregam algo parecido com um resumo, fazendo de
conta ser uma resenha, ouve-se os mais variados comentários nada
construtivos... Vocês já perceberam algo parecido? Mas, deixando a conversa
de lado, vamos entender o que é uma resenha...

Salomon (1991, p. 134), destaca que a resenha é importante porque seu formato
resumido se destaca em meio a grande quantidade de produção bibliográfica,
pois ela auxilia na atualização de informações exatamente por dar uma visão
geral não apenas da obra, mas, também do autor , do contexto da obra etc.(você
vai já entender por que). Produzindo uma resenha, você também será
trabalhado na elaboração de projetos e monografia, por esse tipo de trabalho
impor a necessidade de sintetizar e emitir parecer.

LEMBRE-SE:

 Resenha é uma síntese! É uma análise resumida de uma produção


científica que pode, ou não, ser acompanhada de uma apreciação (na
maioria dos casos é solicitada a apreciação, ou seja, seu parecer ao final
do trabalho).

 Existe a Resenha Informativa (também conhecida como resumo


informativo) e a Resenha Crítica (envolve a exposição de julgamento), e é
essa que veremos aqui.

ENTÃO SAIBA QUE:

Na resenha (crítica) você deve elaborar um julgamento sobre a obra. Para isso,
você deve ter conhecimento de causa! Ou seja, deve conhcer o assunto do texto a
ser resenhado, para emitir um parecer com autonomia e principalmente
criticidade.

COMO FAZER?
DICA: Antes de fazer uma resenha crítica, busque artigos e textos de livros e da
rede, sobre o assunto, e informações do próprio autor. Conheça o autor, entenda
o que ele pensa, o que ele discute, sua experiência no assunto e sobre o que
outros autores pensam a respeito (se concordam ou discordam da idéia
abordada no texto principal), para que assim, você possa construir o seu
julgamento. Tenha embasamento teórico!

Você deve criticar sobre: a importância da obra no contexto histórico, social,


cultural, filosófico e, também, pode fazer uma crítica sobre o conteúdo da obra,
julgando-o.
Gonçalves (2003, p.44) dá uma receita que eu considero bem interessante sobre
a estrutura da resenha:

 Referência Bibliográfica (consta normalmente no início do trabalho);


 Informações sobre o autor (em que circunstâncias ele fez o estudo -
quando, onde, porquê...);
 Conteúdo da obra: Inicie com um rascunho do resumo das principais
idéias: O que diz a obra?(ANOTE). Tem alguma característica especial?
(ANOTE). Quais conhecimentos prévios essa obra exige para que seja
melhor compreendida? (ANOTE). Que teoria serviu de referência?Qual
método utilizado?
 Responda a essas perguntas, faça o "pacotão" e depois transforme em um
texto coerente e CIENTÍFICO (já falei sobre isso em outras dicas de
trabalhos acadêmicos).
 Conclusão do autor: registre, se houver, uma conclusão do autor.
 AGORA VEM A APRECIAÇÃO, OU SEJA O JULGAMENTO. Leia o texto
fazendo estas perguntas: Qual a contribuição da obra?As idéias são
criativas?Desenvolve novos conhecimentos? Propõe algo novo?O estilo é
claro ou não? A linguagem é rebuscada, de fácil compreensão? O texto é
objetivo, coerente, ou não? Sobre a forma (lógica, sistematizada,
original). Contexto da obra (situe a obra no contexto filosófico e científico
onde ela foi escrita). A quem a obra é dirigida (público)? Tem um bom
alcance?

TENHA SEMPRE EM MENTE...

1. Resenha é o comentário de uma obra;


2. O texto de uma resenha é feita de forma contínua, ou seja, sem parágrafos
(com excessão do inicial, é óbvio);
3. Destaque a idéia central do autor e compreenda suas argumentações.

Essas são apenas alguma dicas que eu utilizo e que dão certo na elaboração de
uma resenha.
Espero ter ajudado!