Você está na página 1de 4

Estágio Docência – Geofísica Marinha

Bruna Teixeira Pandolpho da Costa e Silva

EXERCÍCIO – Prática SeisPrho

Importância: Métodos geofísicos são amplamente utilizados como uma forma indireta
de conhecer o fundo marinho, assim, softwares são ferramentas indispensáveis para o
tratamento e interpretação dos dados e com isso gerar resultados confiáveis.

Objetivo: Ao final da prática espera-se que o aluno esteja apto a fornecer as informações
básicas para o programa funcionar, aplicar filtro e ganho, traçar o fundo marinho bem
como outras feições encontradas.

Pontos Principais:
• Abertura do programa com as configurações básicas;
• Processamento do dado;
• Indicar e traçar o fundo marinho;
• Indicar e traçar feições sedimentares/rochas;

Programa:
SeisPrho é um software livre desenvolvido pelo Istituto de Scienze Marine. Para baixar
é só acessar o site abaixo:
(http://software.bo.ismar.cnr.it/downloads/seisprho).
Obs: Para que o software seja instalado corretamente, é necessária a cópia da
pasta Seisprho no disco C:, ou seja, abrindo uma pasta exclusiva para esse
arquivo.

1. Abertura do arquivo:

Abra o software, após isso clicar no local que está indicando “FILE”, e clicar novamente
no primeiro item, “OPEN”. Buscar a pasta que está o perfil sísmico recebido. Após a
escolha do Arquivo clique em ABRIR e certifique-se que os itens abaixo estejam
selecionados e clique em OK.
A próxima janela que irá aparecer é a janela que indica: FROM SHOT e TO SHOT, deixe
assinalados os números que já estão indicados e clique em OK.
Indica o número total de traços sísmicos da sua aquisição. É possível analisar somente
parte do dado, alterando os valores iniciais e finais dos tiros.

Na janela principal irá aparecer Start Sweep e End Sweep, indicando o tempo duplo total
de aquisição. End Sweep indica o tempo que a onda levou até o fundo e retornou para
o equipamento. Altere os valores iniciais e finais para que sua janela fique restrita ao
tempo de resposta de interesse, ou seja, onde se tem rexflexão.

Vá em (canto esquerdo embaixo de EDIT), irá aparecer uma janela, coloque o valor
de 500* para Vsize (irá aumentar o tamanho do perfil para melhor visualização) e
coloque 1500 em “Snd Spd”, que indica a velocidade do som em m/s. Agora vá a GO
para que todas as ações anteriores sejam realizadas.
• * altere o valor de Vsize e veja qual valor permite uma melhor visualização do
dado para sua interpretação.

Olhando para o perfil, algumas conclusões podem ser tiradas, o eixo vertical direito
indica a profundidade que a onda penetrou em metros, o eixo vertical esquerdo indica
o tempo em ms (milissegundos) que a onda levou para atingir o fundo e retornar ao
equipamento (End Sweep). O eixo horizontal indica o número de shots do perfil. Ao se
mover a seta dentro do perfil sísmico o programa te fornece qual a profundidade que a
seta se encontra. Visto no final da janela em Depth.
2. Processamento

Clique na aba “Process” e então “Edit processing sequence”, nessa janela é possível
aplicar ganhos e filtros diferentes para se obter uma melhor razão sinal/ruído do seu
dado. Faça teste de filtros e ganhos diferente, variando também os valores aplicados
e encontre o que melhor se aplica ao seu dado.

• Para a descrição de cada filtro e ganho é possível clicar em cada um e obter sua
breve descrição ou consultar o manual do SeisPrho desenvolvido pelo
Laboratório de Oceanografia Costeira/LOC.

Exemplo:
FLTM – BandPass – Hamming – 120 e 1200 Hz.
LGAIN – ganho linear – 1,3 ganho

3. Bottom Track

Você indicará para o programa o que é o fundo.

I. Clique no botão notebook , uma janela irá aparecer, no campo escrito “Nome
do objeto” escreva “btk.mut”, É ESSENCIAL QUE VOCÊ ESCREVA “.mut” para a
correta execução do exercício. Vá em “Abrir”, irá aparecer um bloco de notas.

Em você pode alterar a cor do tracejado, para o fundo escolha a cor azul.

II. Voltando para o perfil, deixe a tecla SHIFT pressionada e clique com o botão
esquerdo do MOUSE no local do perfil que você identificou como fundo, após
isso, deverá aparecer no notebook o número do shot indicado e a profundidade
respectiva deste shot.

III. Quando finalizar a marcação vá em Pen → Style → Dashed, então vá em File →


Save, para salvar suas modificações.

IV. Feche o notebook e clique em GO.

V. Abra novamente o notebook, seleciona o arquivo “btk” que foi criado e editado
por você.

VI. Deverá aparecer no perfil uma linha tracejada sobre os pontos que você
selecionou.

• Repita os procedimentos da criação do bottom track, mas desta vez a cor


selecionada deve ser a amarela.

QUESTÕES
1. Quais são as informações de aquisição do dado (número de traços, tempo de
aquisição, etc)?
2. Qual é a profundidade do fundo marinho?
3. Quais processamentos e valores foram utilizados para melhorar a razão
sinal/ruído do seu dado?
4. Quantas feições sedimentares/rochas são possíveis identificar?
5. Qual é a profundidade de cada feição identificada?
6. Ilustre a sua seção sísmica com as feições, profundidades e interpretação
preliminar com base no seu entendimento da área de estudo.