Você está na página 1de 6

MANUAL DE ORQUÍDEAS

APRENDA COMO REGAR, PLANTAR E REPLANTAR


ORQUÍDEAS E TER AS MAIS LINDAS NO SEU
JARDIM.
INTRODUÇÃO

As orquídeas não são mais difíceis de cuidar do que as plantas comuns. Eles
exigem técnicas de rega e fertilização ligeiramente diferentes, mas com este guia
fácil você estará cultivando lindas orquídeas em sua casa em pouco tempo. Bônus:
nomeamos as variedades de orquídeas mais fáceis de cuidar para garantir o
sucesso.

As orquídeas são um grupo grande e diversificado de plantas, e nem todas são


difíceis. Algumas são bem fáceis. Ganhe confiança com essas lindas plantas, com
as que são mais fáceis de cuidar.

COMO REGAR ORQUÍDEAS

O excesso de água é uma causa comum de orquídeas mortas. As pessoas


normalmente perguntam sobre as necessidades de água de uma planta
perguntando com que frequência devem regar, e é essa mentalidade "com que
frequência" que é uma grande parte do problema. Quantas vezes você deve regar
uma planta depende da quantidade de água utilizada, que é uma função da
umidade, da luz, do movimento do ar e de suas raízes. Regar pelo calendário em
vez das necessidades de uma planta é uma receita para o fracasso.

Portanto, a resposta curta para a questão de quando regar a maioria das orquídeas,
incluindo Phalaenopsis e Cattleya, é: Pouco antes de secar. Quantas vezes é isso?
Na prática, pode variar de alguns dias a duas semanas. Depende da orquídea e das
condições da sua casa. Uma dessas condições - uma importante - é o meio em que
a orquídea está crescendo.

A melhor maneira de avaliar a umidade é a maneira antiga - enfie o dedo no meio


de plantio. Puxe-o para fora e esfregue os dedos juntos. Você pode sentir facilmente
se alguma umidade estiver presente. Se você não sente nada, é hora de regar.
Eventualmente, você desenvolverá a sensação de quantas vezes regar e como as
condições (mudanças sazonais, por exemplo) afetarão a freqüência. Você também
desenvolverá uma "sensação" de quão pesado é o vaso quando o meio de plantio
está seco, outra maneira de medir os níveis de umidade.

Descubra Todos os Segredos Das Orquídeas e Faça Suas


Orquídeas florirem Definitivamente
POR QUE A MISTURA DE ENVASAMENTO É IMPORTANTE

É impossível discutir adequadamente a rega sem considerar o enraizamento de


mídia. As orquídeas são comumente envasadas em uma das duas mídias: musgo
ou casca. Ambos são materiais perfeitamente bons, mas requerem cuidados um
pouco diferentes. O musgo age como uma esponja e leva muito mais tempo para
secar. Assim, para orquídeas como Phalaenopsis e Cattleya que precisam secar
completamente antes de regar, o musgo requer uma espera maior antes de regar e
é menos tolerante a rega muito frequente. A casca, que contém pouca água,
apresenta menos risco para essas orquídeas. A regra básica para essas orquídeas
é: regar o dia antes que o meio esteja completamente seco.

REPLANTANDO ORQUÍDEAS

Orquídeas são transplantadas quando superam os vasos. Quando o meio de cultura


se desintegra não recebem mais a circulação de ar adequada para secar as raízes
Sem boa circulação de ar no solo elas correm risco de apodrecer. A melhor época
para transplantar é apenas depois que ela começa a demostrar novo crescimento.
Nunca transplante quando as flores estão em flor.

Tal como acontece com outras plantas de casa, as orquídeas precisam ser movidas
para vasos maiores à medida que crescem. O processo de replantar orquídea é um
pouco mais complicado do que cuidar ou de outras típicas plantas de casa.

A planta precisa de replantio por diversas razões. Primeiro, a orquídea pode


simplesmente ter superado o tamanho do vaso. Também é necessário quando os
corpos reais da planta, e não apenas raízes, crescem sobre a borda da panela.

A outra razão para o transplante está em quebrar o meio de cultura tanto que o ar
não pode mais circular para secar as raízes entre as regas. Uma boa drenagem é
vital para a saúde da orquídea, em meio de cultura encharcada que leva a podridão
da raiz.

Existem alguns segredos das orquídeas que poucas pessoas


conhecem, descubra quais são aqui !!
Espalhe várias folhas de jornal para facilitar a limpeza. Vire a planta de cabeça para
baixo sobre o papel e desaloje a orquídea com cuidado, pressionando ligeiramente
o vaso com toques firmes nos lados. Por vezes, as raízes irão aderir ao recipiente,
tornando difícil de remover. Se isso acontecer, use faca esterilizada para afrouxar a
planta de maneira gentil.

Para evitar a propagação da doença é importante esterilizar as ferramentas


utilizadas para cortar as raízes ou as folhas de orquídea. É possível usar um
isqueiro ou limpar as ferramentas com álcool. Uma vez que a planta está livre da
panela de idade, separe as raízes e sacuda para eliminar a mistura de envasamento
velho. Se não pode obter toda a mistura velha fora das raízes, não se preocupe. É
melhor deixar de correr o risco de danificar a estrutura da raiz.

Antes de replantar, as raízes devem ser aparadas com cuidado. Use a tesoura
esterilizada para remover as raízes mortas ou danificadas. Elas são fáceis de serem
detectadas. Raízes saudáveis são firmes e brancas.

Quem tem um tipo de orquídea possui pseudobulbos. Você pode querer dividir a
planta no momento. Faça isso cortando o rizoma, mas certifique-se de que cada
nova plântula tem pelo menos três pseudobulbos e uma quantidade suficiente de
raiz saudável.

COMO REPLANTAR ORQUÍDEA

Ao transplantar vaso utilizado anteriormente, lave bem e mergulhe em solução fraca


de água sanitária por trinta minutos. Em seguida enxágue bem! Porque orquídeas
necessitam de uma boa drenagem, não se esqueça de colocar pedras limpas, louça
quebrada ou amendoim espuma de plástico no fundo da panela.

Enxaguar o meio de cultura em água para hidratar antes da utilização. Coloque um


pouco da mistura umedecida no topo dos materiais de drenagem. Posicione a
orquídea, e então, cuidadosamente, embale mais da mistura em volta das raízes,
firmando com os polegares. Certifique-se de que, quando terminar, a parte superior
do rizoma esteja nivelada com a parte superior da casca.

Guia Definitivo ORQUÍDEAS para INICIANTES


Orquídeas têm necessidades específicas de umidade, luz, temperatura, movimento
do ar, meio de cultura e água. Não é difícil mantê-las vivas por muito tempo
suficiente para gerar combinação perfeita geradora da exibição deslumbrante floral.

Escolha mistura que se adapte ao seu tipo particular de orquídeas. Se misturar ou


comprar deve ser molhada antes de usada. Caso contrário, ela nunca vai manter a
umidade adequada e sempre irá secar.

Se as raízes são firmes e saudáveis, encha o pote e coloque a orquídea em um


vaso apenas no tamanho maior, colocando o crescimento mais velho para trás de
modo que o chumbo ou crescimento tenha espaço de sobra.

10 DICAS RÁPIDAS PARA REPLANTAR ORQUÍDEAS

1. Mergulhe no pote da orquídea em água por várias horas antes do transplante.


Imersão suaviza o solo e ajuda a soltar as raízes que se uniram no vaso.

2. Retire a orquídea do vaso. Mantenha na base da planta com a palma de uma


mão que cobre a superfície do solo. Faça isso em cima da pia, balde ou jornais para
pegar o solo que vai cair fora do pote. Inverta o vaso com a outra mão.

3. Se as raízes da planta anexarem à forma segura para o pote original, maceração


não pode levar em liberar aderência por completo. Neste caso, será necessário
erguer as raízes do vaso, utilizando os próprios dedos.

4. Sacuda qualquer tipo de solo solto e em seguida mergulhe as raízes em água fria
ou lave com H2O em corrente fria.

5. Inspecione a planta com cuidado. Remova todos os podres, hastes danificadas,


mortas, folhagens ou flores.

6. Divida a orquídea se quiser fazer várias plantas. Cada nova fábrica exige pelo
menos três lâmpadas saudáveis no rebento em crescimento.

7. Esterilize faca afiada por aquecimento com maçarico. É possível desinfetar a faca
usando álcool ou água sanitária. Corte o rizoma nos pontos divididos. Polvilhe
fungicida ou canela em pó sobre as superfícies cortadas. Em seguida, mergulhe
cada planta em composto de enraizamento. Coloque única camada de limpas
pequenas pedras na parte inferior de cada vaso para ajudar na drenagem.

ACABE COM AS DOENÇAS E PRAGAS NAS SUAS ORQUÍDEAS


8. Encha os vasos novos com envasamento projetado especificamente para
orquídeas. Novos vasos devem ser apenas um pouco para manter a vitalidade das
raízes.

9. A água torna o solo úmido antes de colocar a planta. Tente evitar orquídeas.
Regue imediatamente depois de replantar. Rega vai lavar o fungicida e
enraizamento composto.

10. Deixe as orquídeas recém-transplantadas na sombra de sete a dez dias. Regue


as plantas com cuidado e utilize frasco de spray durante o tempo se for necessário.
Mova as plantas de volta para a luz do sol e retome a rega regular.

CONCLUSÃO

Este ebook foi feito com muito carinho e do modo mais simples que eu pude fazer,
afinal de contas o objetivo é facilitar o cultivo e o cuidado das orquídeas, mas, caso
queira algo mais aprofundado e queira acabar com suas outras dúvidas a respeito
das orquídeas, como por exemplo, como acabar com as pragas, se deve comprar
orquídeas com flor ou sem flor, a necessidade de luz, como plantar orquídea em
árvore, como decorar a casa com orquídeas e muito mais, adquira já o guia
definitivo de orquídeas para iniciantes e aprenda de uma vez por todas como ter
orquídeas florescendo todos os anos.

ADQUIRIR O GUIA DEFINITIVO

Interesses relacionados