Você está na página 1de 16

UNIVERSIDADE CEUMA

FELIPE RICARDO SANTANA ARAGÃO


ELSON LIMA CARVALHO
SALIM JORGE TRABULSI MARTINS
SAUL MONDEGO CARVALHO
CALEB PITANGA FERREIRA SA SILVA

TRABALHO DE ESTABILIDADE DAS CONSTRUÇÕES

São Luis – MA
2018
1

FELIPE RICARDO SANTANA ARAGÃO CPD:17078


ELSON LIMA CARVALHO CPD:19244
SALIM JORGE TRABULSI MARTINS CPD:18020
SAUL MONDEGO CARVALHO CPD:16104
CALEB PITANGA FERREIRA SA SILVA CPD:32611

TRABALHO DE ESTABILIDADE DAS CONSTRUÇÕES

Trabalho apresentado ao Curso de Engenharia


Civil da Universidade Ceuma, como requisito
para a obtenção da primeira nota bimestral

Professor: Rodrigo Nascimento Barros

São Luis – MA
2018
2

LISTA DE SIMBOLOS

 D _________Deslocamento Virtual
 ________somatório

 _________ integral

Tcg ________ Temperatura do centro de gravidade


3

1. Questão:

a) Quando são aplicadas cargas a um corpo elas reformam este, logo podemos dizer que o
trabalho externo realizado pelas cargas será convertido em trabalho interno denominada
energia de deformação, que por sua vez é armazenada no corpo.
Portanto, podemos perceber que a energia provocada pelos esforços externos é igual a
energia de esforços internos.
Com esta afirmação pode-se afirmar que aplicando o princípio da conservação de
energia com a capacidade de um corpo absorver energia e armazenar quando solicitado
por certas ações. Logo [Uext=Uint].

b) O princípio dos trabalhos virtuais pode ser aplicado para determinar deslocamento
lineares e angulares, também pode-se obter linhas de influência em estruturas
isostáticas.
Este também pode ser aplicado as estruturas ou corpo deformáveis, considerando o
trabalho causado pelas forças externas e internas. Este se baseia na lei de conservação
de energia. Logo temos as seguintes condições: as forças externas e internas estão em
equilíbrio, o limite de elasticidade do material não é ultrapassado, não há movimento
nos apoios.

2. Questão:

Considere em todos os pórticos os valores descritos pela tabela abaixo:

Propriedades Pilar esquerda Pilar direita Viga


A (m2) 3,75x10^-3 3,75x10^-3 4,25x10^-3
I (m4) 6,25x10^-6 6,25x10^-6 5,30x10^-6

Fonte: Exercício, 2018


4

RESOLUÇÃO

Forças estáticas:

 Ma  0
Rb.4  (72.3)  0
Rb  54Kn (  )

 Fy  0
Rb 10  Ra  0
Ra  44Kn (  )

 Fx  0
Ha  20  72  0
Ha  92 Kn()

Separando por Seções:

S1Es TrechoAB 0  X  6  x

N= 44Kn
V=72Kn
M= (-20x+92x)
72x (kn.m)

S 2Es Trecho BC 0  X  4  x

N=72Kn
V= (-10-44)
V=-54Kn
M= (-54x + 432) kn.m

S 3 Direita 0  X  6  x

N= -54kn
V= -12x
M= 6x²
5

GRÁFICOS DE ESFORÇOS

DEN:

Fonte: Autores
6

DEC:

Fonte: Autores
7

DMF:

Fonte: Autores

CÁLCULO DO DESLOCAMENTO DO PONTO “D” PARA O SISTEMA


VIRTUAL
8

RESOLUÇÃO:

 Ma  0
Ra  Rb  0

 Fh  0
Ha  1Kn

SEPARANDO POR SEÇÕES:

Seção 1 Trecho AB 0  X  6  +
M(x) = X

Seção 2 Trecho BC 0  X  4  
M(x) = 6

Seção 3 Trecho DC 0  X  6  
M(x) = X

Aplicando o principio dos trabalhos virtuais; considerando apenas os esforços de flexão


temos:

l
L m.m.dx N .N
0   0 E.I

0
EA
.dx

n l
m.m
0   i l 0
E .I
.dx

(54 x  432).6.dx
6 4 6
(72 x).( x).dx x.6 x ².dx 5184 7776 1944
 0  0 E.I  0 E.I

0
Ei
 0 
E .I

E .I

E.I
5184 7776 1944
 0  200.10 6kn / m².6, 25.106 m4  200.106 kn / m².5,3.106 m4  200.106 kn / m².6,35.106 m4

 0  4,14  7,331  1,55  13, 025m


9

Segunda Estrutura

Fonte: Autores

RESOLUÇÃO:

 Ma  0
Rb.7-(84.3,5) =0
Rb=42 Kn 

 Fy  0
Ra-10+42=0
Ra=32 Kn 

 Fh  0
Há=84 kn 

SEPARANDO AS SEÇÕES

Seção 1 Trecho AC 0  X  7
N=32kn
V=12x+84
M= -6x²+84x

Seção 2 Trecho CB 0  X  7
N=0
V=-42kn
M=42kn
10

DIAGRAMAS DE ESFORÇOS:

DEN

Fonte: Autores

DEC

Fonte: Autores
11

DMF:

Fonte: Autores

CÁLCULO DO DESLOCAMENTO DO PONTO “B” PARA O SISTEMA


VIRTUAL

Fonte: Autores
12

 Ma  0
Rb.7-1.7=0
Rb=1 kn 
Ra=1 kn 

 Fh  0
Ha= 1 kn 

SEPARANDO EM SEÇÕES

Seção 1 0  X  7
M(x) = x

Seção 2 0  X  7
M(x) = x

Logo temos:

4
m.m
0   0
E .I
.

x.(62 x ²  84 x)
7 7
x.42 x.dx 2515,333 4802 2515,333kn.m
0  
0
E.I
.dx  
0
E.I
 0 
E.I

E.I
 0 
200.106 kn / m².6, 25.106 m 4

 0  2, 012  4,53  6,54m

3. Questão
13

 0, 000003
Para pilares 45x60 cm
Para viga 45x65 cm

Fonte: Autores

M .  .Tcg.dx
l l

 0   N .Tcg.  .dx  
0 0
h
 .tcg
l l

 0  .Tcg 0 n.dx 
H 0  m.dx

SEPARANDO POR SEÇÕES

Seção 1 Trecho AB 0  X  8m
N=0
M=x

Seção 2 Trecho BC 0  X  6m  
N=L
M=8

Seção 3 Direita 0  X  8m 
N=0
M=X

Logo temos:
14

Tg
6 6 8 8

 0  .Tcg 0 1.dx  
H 0
8.dx   x.dx   x.dx
0 0

 T g
 0  .Tcg.6  H
.(48  32  32)
 T g
 0  .Tcg .6 
H
.(112)

 D  0, 00000585m  0, 014m   D  0, 014m


3.1 ESTRUTURA 02

Fonte: Autores

RESOLUÇÃO:

Lco=9,43m
 =58°

 Ma  0
Ra=Rb=0
15

 Fh  0
Ha=1kn

SEPARANDO POR SEÇÕES

Seção 1 Trecho BC 0  X  6m
N=1
M=8

Seção 2 Trecho DC 0  X  9,43m


M(X)= SenX
N=0

 .T
l l

 0  .Tcg 0 n.dx 
H 0
m.dx

 T
6 8 6 9,43

 0  .Tcg 1.dx 
0
H 0
.( x.dx   8.dx 
0

0
Senx.dx)

 T
 0  .Tcg.6  H .(32  48  0, 77)
 D  0, 00000585  0, 010096   D  0, 010  M