Você está na página 1de 5

COOPERATIVISMO junto às instituições financeiras  Zelar pelo interesse comum e pela

(Floresta Viva, 2010). autonomia da sociedade.


O QUE É COOPERATIVISMO?  Pagar sua parte, caso ocorram prejuízos
OBJETIVOS DE UMA COOPERATIVA financeiros.
 O cooperativismo é um sistema econômico  Estimular a integração da cooperativa com o
e social que tem como base as cooperativas.  Atender às necessidades reais dos movimento cooperativista.
É uma forma de se organizar por meio da cooperados, ou seja, prestar serviço aos seus  Buscar capacitação profissional para o
união de pessoas, com objetivo de unir associados. desempenho das atividades de cooperados.
forças para atingir desenvolvimento  Obter desempenho econômico eficiente, por
financeiro, econômico e social (Instituto meio da produção de bens e serviços com PASSOS PARA CRIAÇÃO DE UMA
Ecológica, 2007). qualidade e da confiabilidade transmitida COOPERATIVA
aos seus próprios associados e clientes.
DEFINIÇÃO DE COOPERATIVA 1. Reunião das pessoas interessadas em
BENEFÍCIOS construir a cooperativa.
 Organização de pelo menos vinte pessoas  Pode ser dirigida e controlada pelos próprios a. Determinação dos objetivos da
físicas, unidas pela cooperação e ajuda cooperados. cooperativa.
mútuas, com gestão democrática e  Menor custo operacional em relação aos b. Escolha da comissão e de um
participativa e objetivos econômicos e bancos. coordenador.
sociais comuns (Instituto Ecológica, 2007).  Crédito imediato e adequado às condições 2. Estudo de viabilidade.
 Gerarem renda e reinvestirem parte dessa dos cooperados. a. Reunião com todos os interessados
renda em benefício do grupo.  Atendimento personalizado. em participar da cooperativa, a fim
o O principal objetivo de uma  Facilidade em abrir contas. de verificar a viabilidade da
cooperativa é o comercializar a  Possibilidade de os associados se cooperativa.
produção de seus membros. beneficiarem da distribuição de sobras ou b. Achar respostas para os seguintes
 Nas cooperativas, os associados são os excedentes. questionamentos:
donos do patrimônio e recebem as sobras - A necessidade é sentida por todos
da venda dos produtos. DEVERES os interessados?
o Essas sobras (se houver) podem, por  Todos devem contribuir igualmente para a - A cooperativa é a solução mais
decisão da assembléia geral, serem formação do capital da cooperativa. Se a adequada?
distribuídas entre os próprios cooperativa for bem administrada e obtiver - Já existe alguma cooperativa na
cooperados. uma receita maior que as despesas, esses região que poderia satisfazer as
 O capital social de uma cooperativa é rendimentos serão divididos entre os sócios. necessidades dos interessados?
formado por quota-partes dos cooperados  Operar com a cooperativa. - Os interessados estão dispostos a
o o valor mínimo que cada cooperado  Observar o estatuto social da cooperativa.
entrar com o capital necessário para
tem de dar para formar o capital viabilizar a cooperativa?
 Cumprir fielmente com os compromissos
social da cooperativa-, podendo - O volume de negócios é suficiente
em relação à cooperativa.
receber doações, empréstimos e para que os cooperados tenham
 Respeitar as decisões da Assembléia Geral e
processos de capitalização. Isso benefícios?
do Conselho Diretor.
facilita, portanto, financiamentos
 Participar das atividades desenvolvidas pela
cooperativa.
- Os interessados estão dispostos a possam impedi-los de exercer atividades - Pagamento da taxa de inspeção;
operar integralmente com a mercantis". - Obtenção do certificado de
cooperativa? - Coleta de assinaturas. inspeção do Corpo de Bombeiros.
- A cooperativa terá condições de - Recebimento da integralização inicial do d. Registro na prefeitura do município:
controlar pessoal qualificado para capital social. - Requerimento solicitando registro;
administrá-la e fazer a - Cópia da Ata de Constituição e
contabilidade? 5. Após a fim da ação, é preciso registrar a Estatuto Social registrado na Junta
cooperativa nos órgãos competentes. Comercial;
3. Proposta de estatuto. - CNPJ/MF e cópias da publicação
a. Escolha da denominação social e do a. Registro na Junta Comercial do no Diário Oficial;
nome comercial. Estado levando os seguintes - Pedido de autorização de edição da
b. Faz-se a primeira proposta de documentos: Nota Fiscal de Serviço;
estatuto social da cooperativa. – 3 vias originais da Ata de - CPF (cópia) dos sócios diretores;
c. Constatam-se as necessidades dos Assembleia; - Preenchimento da FIC - Ficha de
futuros cooperados suas dúvidas e - Cópia autenticada do RG, CPF e Inscrição Cadastral;
reivindicações. comprovante de residência dos - Pagamento da taxa de inscrição
d. Formulação da chapa dos diretores; municipal;
componentes dos Conselhos de - Relação nominativa dos presentes - Comprovante de uso do solo (na
Administração e Fiscal. - Estatuto Social em 03 vias originais Secretaria do Planejamento);
e. Definir data de realização da e assinadas por todos os fundadores; - Numeração predial (na Secretaria
Assembleia de Constituição da - Certidões civis e criminais dos do Planejamento);
Cooperativa, com a participação de sócios diretores; - Inscrição do contador (CAE -
todos os interessados. - Comprovante de pagamento de Cadastro de Atividade Econômica).
taxa de arquivo; e. Processo de inscrição no Cadastro de
4. Convocação da Assembleia Geral - Cópia do comprovante do local de Contribuinte do Estado
Constituinte. Convocação de todos os funcionamento da cooperativa; (Departamento de Cadastro de
interessados na criação da cooperativa, - Visto do advogado na última Contribuinte do Estado).
sendo necessário, no mínimo, 20 pessoas, página das vias da ata e do estatuto. - Formulário de Atualização
para a Assembleia geral de fim da ação da Cadastral (FAC) preenchido em três
cooperativa. b. Processo de inscrição no CNPJ/MF: (03) vias;
A Assembleia Geral de Constituição - Ata de Constituição; - CNP J (O l cópia autenticada);
deliberará sobre a seguinte ordem do Dia: - Estatuto Social (cópia autenticada - Contrato de locação ou escritura
- Discussão e votação do Estatuto Social. em todas as folhas); (cópia autenticada) em nome da
- Eleição do Conselho de Administração e - Cópia de RG, CPF e comprovante cooperativa, com firma reconhecida
Fiscal. de residência de todos os diretores; do locador e locatário e número
- Lavratura da Ata de Constituição. Deve - Carteira profissional do Contador - oficial retirado na prefeitura;
constar na Ata a seguinte cláusula: "Os CRC (cópia autenticada); - RG e CPF (cópias autenticadas) de
sócios eleitos, sob pena da lei, declaram que - Relação dos associados. todos os associados;
não estão incursos em quaisquer crimes c. Vistoria do Corpo de Bombeiros - Comprovante de endereço da
previstos em lei ou nas restrições legais que (Departamento de Vistoria): cooperativa (cópia);
- Solicitação de vistoria; - Etiqueta do contador;
- Certidão simplificada expedida orientam pelos mesmos princípios e valores da formulação de suas políticas e na tomada de
pela Junta Comercial; unidade nacional. decisões. Esse processo, pelo qual são definidas
- Requerimento padrão retirado na  Elo entre o Sistema OCB e a realidade de linhas estratégicas, é chamado de autogestão.
Secretaria da Fazenda. cada região onde o cooperativismo está  Uma vez por ano é realizada a Assembleia
f. Registro na Organização das presente. Geral Ordinária (AGO). Ao final de cada
Cooperativas Brasileiras - OCB com exercício social, são apresentados o balanço e a
os seguintes documentos: 13 RAMOS DE ATIVIDADES ECONÔMICAS demonstração dos resultados da cooperativa,
- 02 vias do requerimento de que devem conter os valores que serão
registro; 1. Agropecuário destinados às sobras e aos fundos de reserva. As
- 02 vias da ficha cadastral; 2. Consumo sobras são os resultados dos ingressos menos
- 02 vias da lista normativa; 3. Crédito os dispêndios, as quais retornam ao associado
- 02 cópias da ata de fundação; 4. Educacional  Um dos grandes diferenciais do
- 02 cópias do estatuto social; 5. Especial empreendimento cooperativo é a participação
- 02 cópias do CNPJ; 6. Habitacional econômica dos membros, que está diretamente
- 02 cópias das demais atas de 7. Infraestrutura ligada ao que propõe o cooperativismo: pessoas
assembleias ocorridas. 8. Mineral que se unem com o mesmo propósito, de se
9. Produção fortalecer economicamente para ganhar maior
O movimento é representado pelo Sistema OCB, 10. Saúde poder de escala. Assim, adquirem mais espaço
composto pela Organização OCB, CNCoop e 11. Trabalho no mercado, o que resulta em maior renda e
Sescoop. 12. Transporte melhor qualidade de vida para os cooperados,
 A Organização das Cooperativas Brasileiras 13. Turismo e Lazer colaboradores e familiares, beneficiando,
(OCB) nasceu em um período em que o também, a comunidade.
movimento cooperativista buscava O QUE DIFERENCIA AS COOPERATIVAS  Por ser um empreendimento que nasce na base,
fortalecimento a partir da união. Já são a partir da união de pessoas e com foco no
mais de 45 anos de história. O cooperativismo pode ser considerado o modelo de crescimento conjunto, as cooperativas
negócio mais viável para o desenvolvimento contribuem com o desenvolvimento sustentável.
 A OCB foi instituída em 1969 durante o IV sustentável. Baseado na união de pessoas, o
Congresso Brasileiro de Cooperativismo. Em 8 movimento se destaca pela busca dos referenciais de PRINCÍPIOS DO COOPERATIVISMO
de junho de 1970, foi registrada em cartório, ato participação democrática, independência e
que formalizou sua existência como autonomia. Os sete princípios do cooperativismo são as linhas
representante nacional do cooperativismo, orientadoras por meio das quais as cooperativas
reunindo e fortalecendo os interesses do setor.  O objetivo é promover o desenvolvimento levam os seus valores à prática. Esses princípios
Sua atuação foi determinante para a sanção da econômico e o bem-estar social de todos os foram aprovados e utilizados na época em que foi
Lei nº 5.764/1971. seus cooperados, bem como da fundada a primeira cooperativa do mundo, em 1844,
 Serviço Nacional de Aprendizagem do comunidade. na Inglaterra. Reconhecidos até hoje, são adotados
Cooperativismo (Sescoop) foi criado em 1999.  As decisões são tomadas coletivamente e os por 96 países.
 Em 2005, foi criada a Confederação Nacional resultados obtidos são distribuídos de  Adesão voluntária e livre
das Cooperativas (CNCoop). forma justa e igualitária, na proporção da  Gestão democrática
Em cada um dos 27 estados brasileiros, o Sistema participação de cada membro.  Participação econômica dos membros
OCB possui suas unidades estaduais, que se  Organizações democráticas, controladas por  Autonomia e independência
seus membros, que participam ativamente na
 Educação, formação e informação econômico, para a inclusão social, geração de BENEFÍCIOS DOS ASSOCIADOS
 Inter cooperação renda e desenvolvimento regional. Dentre essas
 Interesse pela comunidade matérias, a principal proposta de fomento ao  União dos comunitários que, assim
cooperativismo é o Projeto de Lei Complementar organizados, passam a representar uma força
A INCLUSÃO DO COOPERATIVISMO NA (PLP) 271/2005, que trata sobre o adequado transformadora.
AGENDA DE DECISÕES LEGISLATIVAS tratamento tributário ao ato cooperativo.  A divulgação de informações importantes
Destacamos, também, o Projeto de Lei para a comunidade toma-se mais fácil.
Em um universo de 800 proposições de interesse do Complementar (PLP) 100/2011, que possibilita que  As decisões são aprovadas pe1a
cooperativismo monitoradas na Câmara e no os entes públicos municipais possam depositar coletividade, sem decisões individuais.
Senado em 2017, elencamos as 40 com o maior suas disponibilidades de caixa nas cooperativas
impacto para o cooperativismo em nível nacional. financeiras. DEVERES DOS ASSOCIADOS
Com ética, transparência, comunicação e, mais
importante, com pleitos legítimos e representativos, ASSOCIATIVISMO  Participar ativamente das atividades
buscaremos alterações legislativas que consolidem, organizadas pela associação.
cada vez mais, o setor como protagonista na O que é Associativismo?  Participar politicamente exercendo cargos
produção agropecuária, expoente no acesso ao  O Associativismo é uma forma de dentro da associação.
crédito e inclusão financeira, alternativa para organização que tem como finalidade  Contribuir financeiramente para a
parcerias público-privadas, modelo viável para a conseguir benefícios comuns para seus manutenção da associação.
prestação de serviços e instrumento para as associados por meio de ações coletivas
políticas de desenvolvimento regional do país. (Instituto Ecológica, 2007). PASSOS PARA CRIAÇÃO DE UMA
Definição de Associação ASSOCIAÇÃO
 Grupo de duas ou mais pessoas que se 1. 1 identificar o interesse de organização do
ATUAÇÃO DA FRENCOOP EM organizam para defender seus interesses local ou da sociedade.
MOMENTOS-CHAVE DO PROCESSO comuns, sem fins lucrativos e com 2. 2 comunicar a todos os moradores a intenção
POLÍTICO personalidade jurídica (Instituto Ecológica, de formar uma associação.
2007). 3. 3 na primeira reunião, apresentar objetivos
A Frencoop é uma das bancadas suprapartidárias Objetivos de uma Associação da associação, problemas enfrentados e
mais atuantes e influentes do Congresso Nacional.  Fortalecer os laços de amizade e possíveis soluções, minuta' de um estatuto
Hoje, a Frente conta com a adesão 47% dos solidariedade. para a associação ou indicação de pessoas
deputados e senadores. Ao todo são 279 membros,  Reunir esforços para reivindicar melhorias que o elaborem e eleição da diretoria e do
sendo 243 deputados e 36 senadores, em sua comunidade. conselho fiscal tendo a seguinte estrutura:
independentemente da sua bandeira partidária ou  Defender os interesses dos associados.
estado de origem.  Desenvolver trabalhos coletivos. Diretoria Executiva
 Seu principal objetivo, junto ao Sistema  Produzir e comercializar de forma coletiva.
OCB, é garantir um ambiente favorável para  Melhorar a qualidade de vida. a) Presidente
que o cooperativismo possa se desenvolver.  Participar do desenvolvimento da região na b) Vice-presidente
Em 2017, o desafio da Frencoop é ampliar o espaço qual a associação está inserida. c) Primeiro Secretário
das cooperativas em políticas públicas, levando em d) Segundo Secretário
conta a importância do empreendedorismo e) Primeiro Tesoureiro
coletivo, em tempos de recondução do crescimento f) Segundo Tesoureiro
Conselho Fiscal em Cartório de Registro Civil de b) Registrar a associação na Receita
Pessoa Jurídica, os seguintes Federal (Cadastro Nacional de
O Conselho Fiscal é formado por seis documentos: livro de ata, aprovação Pessoa Jurídica - CNPJ), levando os
pessoas, sendo três titulares e três suplentes; do estatuto social, eleição de posse seguintes documentos: ata de
da diretoria e do conselho fiscal. No fundação; aprovação do estatuto
4. Concluída a reunião, é lavrada a ata, em cartório, são necessários os seguintes social; eleição da diretoria e do
livro próprio, relatando todos os fatos documentos: requerimento do conselho fiscal; certidão de registro
ocorridos. Em seu final, ela é assinada por presidente da associação - l via; em cartório; CPF, identidade e
todos os presentes. estatuto - 3 vias, sendo 1 original e 2 comprovante de residência de todos
cópias assinadas, ao vivo, por todos os membros da diretoria eleita;
5. Depois de fundada a associação, é preciso os associados e rubricada por formulários fornecidos pela Receita
registrar a associação. Para isso os seguintes advogado com registro na OAB; ata Federal.
passos devem ser seguidos: de constituição - 3 vias; RG do
a) Publicar a ata e o estatuto no Diário presidente.
Oficial do Estado (DOE) e registrar,

DIFERENÇAS ENTRE ASSOCIAÇÕES E


COOPERATIVAS