Você está na página 1de 2

DIREITO CIVIL – AULA 02

FONTES DAS OBRIGAÇÕES *************

ORIENTAÇÃO TRADICIONAL TER LIDO “A OBRIGAÇÃO COMO


PROCESSO” PG. 23-61
 O que gera a obrigação do devedor?
- Lei
- Contrato
- Cheque
- Acidentes
- Entre outros

“IMEDIATA|PRIMÁRIA” – ORIENTAÇÃO MEDIATA


TRADICIONAL
Lei Ato jurídico em sentido estrito
Negócio jurídico
Ato ilícito
Derivam da lei
Ex: quando a lei gera uma obrigação como na prisão Ex: pagar uma nota promissória, promessa de
alimentícia (art. 1694 CC) recompensa.
Proíbe abrir janela x centímetros da janela do
vizinho – obrigação negativa, de não fazer (art. 1301
CC)

CONTEMPORÂNEA

FONTES MEDIATAS
ATO JURÍDICO EM SENT. ESTRITO NEGÓCIOS JURÍDICOS ATO ILÍCITO
É o ato humano que gera as Atos jurídicos que têm a intenção Atos que violem o direito ou
consequências jurídicas previstas negocial, atos fundados na causem danos a outrem
na lei; as consequências jurídicas autonomia da vontade e que
não dependem da vontade da regulam interesses entre as
parte; não tem intenção negocial partes.
Ex: art. 1233|CC – a pessoa que CONTRATOS (compra e venda,
achar algo alheio deverá devolver doação)
ao dono ATOS UNILATERAIS DA VONTADE
(promessa de recompensa,
gestão de negócios)

RESPOSTA DO PROFESSOR – EMAIL

Fontes das obrigações são os fatos jurídicos, dos quais atos em sentido estrito, negócios
jurídicos e atos ilícitos são modalidades.

Os atos ilícitos (ou antijurídicos) são fontes das obrigações de uma categoria específica, a
da responsabilidade por danos, que segmenta a nossa disciplina juntamente com as obrigações
negociais e as de restituição por enriquecimento sem causa.
Alguns autores, especialmente em seus manuais, continuam a referir à Lei como fonte das
obrigações em função de seu percurso formativo (aprenderam assim), de homenagem à importância
histórica desta orientação ou de convicção quanto a sua pertinência nos dias atuais - é o caso, como
vimos em sala, da profa. Maria Helena Diniz.

FONTES DAS OBRIGAÇÕES


São os fatos jurídicos que possuem três modalidades:
ATOS EM SENTIDO ESTRITO NEGÓCIOS JURÍDICOS ATOS ILÍCITOS/ANTIJURÍDICOS
É o ato humano que gera as Atos jurídicos que têm a intenção Categoria específica:
consequências jurídicas previstas negocial, atos fundados na responsabilidade por danos
na lei; não tem intenção negocial autonomia da vontade e que
e as consequências jurídicas não regulam interesses entre as
dependem da vontade da parte; partes.
Ex: art. 1233|CC – a pessoa que Ex: CONTRATOS (compra e venda, Atos que violem o direito ou
achar algo alheio deverá doação) causem danos a outrem
devolver ao dono ATOS UNILATERAIS DA VONTADE
(promessa de recompensa,
gestão de negócios)