A valorização da radiação solar (…) A quantidade de energia solar que chega à Terra é mais do que suficiente para cobrir as necessidades

energéticas de todos os países da Terra, desde que descubramos meios para tornar eficaz o seu aproveitamento.
Visão, Um Planeta com Vida, 1995, Adapt.

A energia solar é utilizada para: 1. 2. 3. A produção de electricidade fotovoltaica O aquecimento (energia solar térmica) Aproveitamento passivo

1 - A energia fotovoltaica A energia fotovoltaica consiste na produção de energia eléctrica por via fotovoltaica e é produzida recorrendo a células solares, que convertem a radiação solar em electricidade. Utilizações da energia fotovoltaica Utilizações:  em antenas de retransmissores  carregamento de pequenas baterias para rádios e telefones de emergência, sinais de trânsito,…  produção eléctrica fotovoltaica que tem vindo a ser aplicada nos transportes Apesar de estarem vários projectos em estudo, Portugal tem apenas três centrais fotovoltaicas:    a de Setúbal em 1994 – instalação fotovoltaica ligada à rede eléctrica a de Faro – integra um projecto piloto que visa a sua aplicação em edíficios (EX. a EDP de Faro tem instalado 28 painéis fotovoltaicos que servem para consumo do edifício); A de Serpa - São 52 mil painéis fotovoltaicos, com uma potência total de 11 megawatts (MW), que transformarão a radiação solar em electricidade suficiente para suprir o consumo de oito mil pessoas.

2. Energia Solar Térmica A energia solar térmica consiste na captação de energia através de colectores que poderá ter como fim o aquecimento ou a produção de electricidade através de sistemas de conversão térmica. Também a este nível, Portugal tem dado um mau aproveitamento à radiação solar O mercado tem tido pouca expressão, com apenas 5000 m2/ano colectores instalados, comparado com outros países da União Europeia. Portugal tem boas possibilidades de exploração da energia solar, no entanto em Portugal, a tendência de expansão do mercado solar contrasta com a Europa em que:  A Alemanha, Áustria e Grécia lideram;  A Alemanha é líder – com cerca de 4 milhões de m2 de colectores instalados e onde a radiação solar é pouco mais de metade da nossa);  A Grécia tem um consumo solar térmico anual mais de trinta vezes superior ao nosso, registando 3 milhões de m2 de colectores instalados; Em Portugal, o mercado solar tem tido pouca expressão, devido  À má imagem resultante de algumas más experiências na década de 80, associadas à falta de qualidade dos equipamentos e, sobretudo, das instalações;  À falta de formação específica sobre as potencialidades e as vantagens desta tecnologia junto dos seus potenciais utilizadores;  Ao custo elevado do investimento inicial;  À insuficiência e inadequação das medidas de incentivo.

não permite a sua difusão a grande escala e a consequente redução de custos.  a criação de uma nova oportunidade para a exportação a prazo de tecnologia.  É uma energia económica a médio prazo. evitando. o que tem uma grande importância local.  Permite o fornecimento de energia em certas zonas isoladas a um custo inferior ao dos sistemas clássicos. associado a uma fraca credibilidade e pouco conhecimento por parte do grande público.  A instalação de sistemas de aproveitamento de energia solar pode colocar problemas do ponto de vista estético.  Os custos de instalação de sistemas fotovoltaicos autónomos ou ligados à rede eléctrica ainda são elevados. as empresas do sector são pequenas). o sistema fica a fornecer energia gratuita (despesas de manutenção à parte) por muitos anos mais. sendo necessário tomar alguns cuidados para minimizar esse impacte. o que se traduz num custo de kWh mais elevado do que é praticado actualmente para a venda de electricidade em baixa tensão. aprovado em 2001 inclui um “programa solar térmico” que permitirá a Portugal :  a redução da sua dependência energética. aumentando a contribuição das energias renováveis no balanço energético nacional.  Permite a criação de novos postos de trabalho.  O elevado investimento inicial do sistema solar térmico.  Há a produção de energia eléctrica com elevada fiabilidade. há problemas de ordem técnica:  A variação diurna e anual da intensidade da radiação solar e variação em função dos estados de tempo  A captação desta energia durante a noite ou em áreas de intensa nebulosidade  A captação de energia em áreas onde o dia natural é muito curto. equipamentos e serviços.  a melhoria da qualidade de vida. Apesar das vantagens inerentes à sua utilização. comércio e na criação de emprego a nível nacional.Medidas para aumentar a utilização da energia solar a nível térmico: Programa E4. .  A área requerida para sistemas de aproveitamento de energia solar pode ser relativamente grande.  A energia fotovoltaica é uma tecnologia com uma gama de aplicações muito variada que vai desde pequenos equipamentos (calculadoras) a grandes sistemas (centrais eléctricas de grande dimensão). a instalação de redes de transporte de electricidade.  Promoção dos sistemas fotovoltaicos ligados à rede eléctrica e sistemas integrados em edifícios públicos  Promoção de instalações de sistemas fotovoltaicos autónomos (Ex. É um recurso abundante já que a quantidade de energia que atinge a superfície terrestre é estimada como sendo oito vezes superior às reservas de combustíveis fósseis.  Os sistemas de aproveitamento de energia solar não emitem ruído nem poluentes atmosféricos que agravam o efeito de estufa.  O mercado da energia solar está pouco desenvolvido do ponto de vista técnico-económico (falta pessoal especializado. em parques naturais)  Apoio à investigação de novas tecnologias de reconversão  Diminuição do IVA para os componentes dos sistemas fotovoltaicos  (…) Vantagens da utilização da energia solar:  É uma fonte de energia renovável.  a redução das emissões associadas ao uso de combustíveis fósseis  a criação e desenvolvimento de uma nova actividade económica com impacto na indústria. tornando os custos de produção ainda elevados. instaladores. de conforto e de poupança individual de cada cidadão. equipas de manutenção). assim. engenharia. Depois do investimento inicial ser recuperado (3 a 4 anos). sobretudo a uma escala local (electricistas. o que limita a sua utilização.

 Há dificuldade de armazenamento. pois nem a energia solar nem a electricidade que dela provém se podem armazenar em grandes quantidades. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful