Você está na página 1de 3

CIDADANIA POR CASAMENTO [NATURALIZAÇÃO](Lei nº 91 de 1992 e Lei nº 94 de 2009)

PREMISSA IMPORTANTE

Diferentemente do reconhecimento da cidadania por descendência o pedido de cidadania em função do


casamento representa uma Naturalização voluntária; portanto , antes de fazê-lo, aconselha-se consultar o
Art. 12, II, da Constituição Federal de 1988, bem como o site www.mj.gov.br/estrangeiros, seção
Nacionalidade e Naturalização, Perda da nacionalidade brasileira.

QUEM PODE FAZER O PEDIDO


O pedido de cidadania italiana pode ser feito pelo cônjuge de cidadão(ã) italiano(a), residente nesta
circunscrição consular, após 3 anos de casamento (contraído em Cartório); nos termos da Lei n. 94 de 2009,
este prazo é reduzido pela metade caso o casal tenha filhos. Ressalta-se que o vinculo conjugal, até a fase de
juramento, não poderá ser interrompido por morte do conjuge ou separação e/ou divórcio.

COMO FAZER O PEDIDO


A nova normativa, recentemente adotada, prevê que numa primeira fase os interessados preencham o
pedido de cidadania autonômamente, utilizando o site internet colocado à disposição pelo Ministério do
Interior italiano.
O conjuge estrangeiro de cidadã(ão) italiana(o) deverá conectar-se ao portal
https://cittadinanza.dlci.interno.it e efetivar seu cadastro seguindo as instruções fornecidas. Uma vez
recebidas as credenciais, deverá accessar o portal e abrir a seção “Cittadinanza” em cujo interior encontrará
um menu con 4 itens: para presentar o pedido de cidadania deverá escolher a seção “1 – Gestione
Domanda”. Em seguida deverá selecionar o módulo “Modello AE – Cittadini Stranieri residenti all’Estero –
Art. 5 – richiesta per matrimonio con cittadino italiano”; uma vez aberto o módulo do pedido anexo,
preencher todos os campos, anexar os arquivos digitalizados dos quatro documentos obrigatórios (Certidão
de nascimento do país de origem, Certificado penal do país de origem e de outros países eventualmente
necessários, Recibo de depósito [VER NOTA 2], Passaporte ou documento de reconhecimento) e transmitir o
pedido conforme as instruções.
Concluída esta fase o sistema on-line enviará uma comunicação tanto para o interessado, quanto para a
sede diplomatica territorialmente competente. O consulado providenciará a análise do pedido, que poderá
ser aceito, acetito com ressalva ou recusado. O interessado deverá seguir todas as fases do percurso
conectando-se autonômamente ao portal com as credenciais pessoais recebidas (o sistema publica uma
mensagem confirmando cada evento na seção “Comunicazioni” do portal). A sede comunicará aos
interessados a eventual confirmação da aceitação do pedido e estes deverão efetuar um agendamento para
o serviço Registro Civil do Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro, utilizando o aplicativo on-line
acessível desde nossa página
(http://www.consriodejaneiro.esteri.it/Consolato_RioDeJaneiro/Menu/In_linea_con_utente/Prenota_appu
ntamento/)
em seguida, na data escolhida, poderá entregar os originais dos documentos e subscrever o pedido.
N.B. A eventual concessão da cidadania por naturalização pelo do Ministério do Interior, não é prevista
antes de 730 dias (art.3 DPR 362/1994).

APRESENTAÇÃO DO PEDIDO NA SEDE CONSULAR E DOCUMENTOS A SEREM ENTREGUES


EM ORIGINAL

a) DOCUMENTO EXPEDIDO NA ITÁLIA


TRANSCRIÇÃO DA CERTIDÃO DE MATRIMONIO JUNTO AO COMUNE ITALIANO: Caso não conste nos registros
deste Consulado Geral, será de responsabilidade do interessado requerer, junto ao competente comune
italiano, o número de transcrição do próprio casamento - antes de solicitar os documentos a serem
expedidos pela autoridade brasileira.

b) DOCUMENTOS EXPEDIDOS NO BRASIL

Todos os documentos emitidos no Brasil deverão ser traduzidos por tradutor juramentado e legalizados
junto a:
- ERERIO [VER NOTA 1] se expedidos no estado do Rio de Janeiro
- junto a um “Cartório” da capital Vitória se expedidos no estado do Espírito Santo.

CERTIDÃO DE NASCIMENTO: Segunda via recente (máximo 180 dias) legalizada. A certidão deve mencionar o
sobrenome adotado em decorrência do casamento, ainda que o sobrenome não tenha sido alterado. Não
serão aceitas certidões que não contenham essa observaçãoIn originale recente (massimo 180 gg.)

CERTIDÃO DE ANTECEDENTES CRIMINAIS DA POLÍCIA FEDERAL: Solicitá-la junto a um Posto da Polícia


Federal ou via Internet www.dpf.gov.br e legalizá-la. Caso tenha residido no exterior por um periodo igual
ou superior a 1 ano, é necessário apresentar a certidão de antecedentes penais emitida pelas autoridades
daquele país, cuja validade será de 180 dias da data de emissão, e que deverá ser legalizada junto a uma
representação diplomática italiana do pais de emissão do documento.

- COMPROVANTE DO PAGAMENTO DA TAXA NO VALOR DE € 200,00: Correspondente à contribuição para as


despesas de processamento, conforme determinação da lei n. 94/2009. [VER NOTA 2]

Documentos emitidos via Internet: De acordo com as instruções disponíveis no site do ERERIO, os
documentos emitidos via Internet deverão ter sua validade verificada por um Cartório do Estado de Rio de
Janeiro e do Estado de Espirito Santo, para que possan ser legalizados. A base legal para este procedimento
encontra-se no inciso II, do artigo 6º da lei 8935/94;
N.B. Não se trata de uma "cópia autenticada", mas de uma verificação de validade do documento.

JURAMENTO

O juramento de respeitar e obedecer às leis e ordenamentos da República Italiana, que o requerente deverá
pronunciar e subscrever perante o funcionário consular, será efetuado mediante hora marcada.
Quando o ato formal de concessão da cidadania (“Decreto di concessione”) chegar no Consulado este deve
providenciar a convocação dos interessados por carta registrada A.R., convidando-os a subscrever o
juramento em nosso Registro, no prazo de 6 (seis) meses da data de notificação. Desta forma é
indispensável manter atualizado o próprio cadastro, informando ao Consulado qualquer mudança de
endereço, mesmo se for dentro da mesma cidade. Ressaltamos que junto com o “Decreto” é enviada
também uma folha informativa com todas as instruções sobre o juramento.

NOTA 1: Escritório de Representação do MRE no Rio de Janeiro – ERERIO -Palácio Itamaraty


Av. Marechal Floriano, 196 – Centro - CEP 20080-020, Rio de Janeiro – RJ
Telefones: (21) 2263-7074 e 2253-8324 Fax: (21) 2263-1462
Horário de atentimento: das 10:30 às 12:30, de segunda a sexta
http://www.portalconsular.mre.gov.br/legalizacao-de-documentos/documentos-emitidos-no-brasil

NOTA 2: Per il pagamento della tassa amministrativa, sarà necessario effettuare un bonifico bancario per l’Italia con i dati qui di
seguito / Para o pagamento da taxa administrativa, será necessário providenciar uma transferência bancária para a Itália con os
dados a seguir:
Beneficiario: MINISTERO DELL’INTERNO DLCI
Banca: POSTE ITALIANE
Città/Paese: 386 / ITALIA
Agenzia/ Conto Corrente: IT54D0760103200000000809020
SWIFT / ABA / IBAN: BPPIITRRXXX