Você está na página 1de 3

Formação espacial do Brasil – PGT-012

Responsável: Prof. Arilson Favareto – arilson.favareto@ufabc.edu.br

Programa da disciplina – Versão 2014

Objetivos

O objetivo geral da disciplina é tornar os alunos aptos a compreender quais são as principais
explicações concorrentes sobre os determinantes da formação sócio-espacial brasileira e, a
partir disso, refletir sobre os traços mais marcantes da história de apropriação e organização
do espaço nacional, sobretudo no que isso implica para a herança histórica que se manifesta
na diversidade e na desigualdade intra-regional e inter-regional do país e em como ela se
traduz em questões contemporâneas colocadas ao esforços de planejamento e gestão do
território.

Programa

I – Qual base teórica para compreender configurações sociais?

II – Os clássicos da formação social brasileira

III – A questão regional no Brasil hoje

IV – Temas e problemas relativos à formação socioespacial do Brasil na agenda política e


científica
Referências bibliográficas
ABRAMOVAY, Ricardo. Desenvolvimento sustentável – qual a estratégia para o Brasil? Revista
Novos Estudos-Cebrap. N. 87. Julho de 2010. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-33002010000200006&script=sci_arttext

BCG. From wealth to well being. Disponível em:


http://www.bcgtelaviv.com/documents/file122227.pdf

BRESSER PEREIRA, L.C. & THEUER, D. Um Estado novo-desenvolvimentista na América Latina?


In: Economia e Sociedade n. 21. Número especial. Pág. 811-829. Campinas. Disponível em:
http://www.bresserpereira.org.br/papers/2012/373-E-Desenvolvimentista-ALat-Daniela-Econ-
Sociedade.pdf

BUARQUE DE HOLANDA, S. Raízes do Brasil. São Paulo. Cia. Das Letras. 1995. 26ª. Ed.

CAMPOLINA DINIZ, C. Sistemas urbanos e regionais sustentáveis. São Paulo/Brasília: Parcerias


Estratégicas, Vol. 15., n. 31. Pp. 377-382. 2010. Disponível em:
file:///C:/Users/Arilson/Downloads/34.Cl%C3%A9lio%20Campolina%20Diniz.pdf

CARDOSO, F.H. Pensadores que inventaram o Brasil. São Paulo: Cia. Das Letras. 2013.

CARDOSO, F.H. & FALETTO, E. Dependência e desenvolvimento na América Latina – ensaio de


interpretação sociológica. Rio de Janeiro: LTC. 1970. 7ª. Ed.

ELIAS, N. O processo civilizador. Vols. 1 e 2. Rio de Janeiro: Zahar Ed. 201, 2ª. Ed.

ELIAS, N. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar Ed. 1994.

FAORO, R. Os donos do poder – formação do patronato político brasileiro. São Paulo: Ed.
Globo/Publifolha, 2000. 10ª. Ed.

FAVARETO, A. et al. (2014). A dimensão territorial do desenvolvimento brasileiro recente


(2000-2010). Relatório de Pesquisa. UFABC/Cebrap/Rimisp. São Paulo/Santiago do Chile.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil – ensaio de interpretação sociológica. Rio de


Janeiro: Zahar Ed. 1975.

FRANCO, G. A inserção externa e o desenvolvimento. Disponível em: http://www.econ.puc-


rio.br/gfranco/insercao.pdf

FREYRE, G. Casa grande & senzala – formação da família brasileira sob o regime de economia
patriarcal. Rio de Janeiro: José Olympio Editora. 1950. 6ª. Edição.

FREYRE, G. Sobrados e mocambos – decadência do patriarcado rural e desenvolvimento do


urbano. São Paulo: Global. 2006. 16ª. Edição.

FURTADO, C. Formação Econômica do Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1991.
GUDIN, E.; SIMONSEN, R. A controvérsia do planejamento na economia brasileira. Brasília:
IPEA. 2000. 3ª. Ed.

NORTH, D.; WALLIS, J.J.; WEINGAST, B.R. Violence and social orders – a conceptual framework
for interpreting recorded Human History. 2009. Cambridge University Press.

OCDE. Territorial Review – Brazil. Disponíel em: www.oecd.org

PEREIRA, J. M. D. Uma breve história do Desenvolvimentismo no Brasil. Cadernos do


Desenvolvimento, Rio de Janeiro, v6, n.9, p. 121-141, jul.-dez. 2011.
http://cadernosdodesenvolvimento.org.br

PRADO JR., Caio. Formação do Brasil contemporâneo. São Paulo: Cia. Das Letras. 2011. [Edição
original de 1942].

RIBEIRO, D. O povo brasileiro – a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Cia. Das Letras.
1995.

SCHETTINI, D.; AZZONI, C. Recent productivity growth and regional inequality in Brazil. São
Paulo: Nereus/USP. Disponível em: http://www.usp.br/nereus/wp-
content/uploads/TD_Nereus_10_2013.pdf

SEN, Amartya; STIGLITZ, J.; FITOUSSI, J-P. Report from the Comission on the Measurement of
the Measurement of Economic Performance and Social Progress. Disponível em:
http://www.stiglitz-sen-fitoussi.fr/documents/rapport_anglais.pdf

TAVARES, M. da C.; FIORI, J. L. (Des)Ajuste global e modernização conservadora. Rio de Janeiro:


Paz e Terra, 1993.

VEIGA, José Eli. Neodesenvolvimentismo – quinze anos de gestação. In: São Paulo em
Perspectiva, v. 20, n. 3, p. 83-94, jul./set. 2006. Disponível em:
https://www.seade.gov.br/produtos/spp/v20n03/v20n03_07.pdf