Drenos e Cateteres Assistência de Enfermagem em Drenos e Cateteres Drenos: são tubos ou materiais colocados no interior de uma ferida ou cavidade

, visando permitir a saída de fluído ou ar; Cateteres: são tubos de diversos materiais e calibres inseridos no organismo, tendo como função a infusão de líquidos ou a sua retirada; Classificação quanto ao material e a estrutura:
y y

[10/07 22:54]

BORRACHA (tubular rígido ou laminar); POLIETILENO/ PLÁSTICO (tubular, rígido); SILICONE.

y

Classificação quanto ao uso:
y

Intravenosos (cateteres centrais e periféricos); Sistema Digestório (esôfago, estômago, intestino delgado, vias biliares, reto e sigmóide); Cavidades; Urinários.

y

y y

Indicações
y

Evitar acúmulo de líquidos em espaços potenciais e removercoleções diversas de cavidades naturais, vísceras e locais de cirurgia.

y

Quando?

Cuidados de enfermagem: y y y Anotar volume e aspecto da drenagem. É leve. Dreno de sucção y y y Mais utilizado em afecções biliares. Tipos de Drenos Dreno Laminar Penrose Dreno simples de cavidade. Tem a forma de uma granada. infecçãoativa. Manter curativo sempre limpo e seco. . Dreno Penrose y Utilizado em cavidades para drenagem de fluídos por capilaridade. Permite o escoamento de líquidos por capilaridade nas suas superfícies. alto risco de deiscência. Ocluir o orifício de saída do dreno com gaze estéril ou colocar bolsa plástica estéril coletora. Manter gaze estéril sob o dreno.y y y cirurgias. y Obs: fixação com ponto ou alfinete pode ser utilizada pelo médico. Material: y látex.

TIPOS DE DRENOS Cirurgia Ortopédica y y y y Dreno Porto-vack. Retirando o ar cria-se um vácuo com aspiração ativa do conteúdo.Jackson-Pratt Utilizado para drenagem de resíduos da cirurgia como sangue ou outros fluídos. Para esvaziar o reservatório: y feche o clamp do sistema. Zammi-vack ou Drenofast Hemovace Jackson-Pratt Cuidados de enfermagem: y y Anotar volume e aspecto da drenagem. Hemovac Dreno que atua por sucção e são utilizados quando se prevê o acúmulo de líquidos em grande quantidade. Atenção: não esquecer de abrir o clamp do sistema. após esvaziar e fechar o reservatório. Se houver interrupção da drenagem verifique na extensão do .comprima o recipiente e recoloque a tampa. Manter com pressão negativa conforme orientação. Material: polietileno com múltiplas fenestrações na extremidade.

Complicações: Infecção no local de saída do cateter.grande risco de aspiração. y y y Aspiração brônquica.trauma da face ou da cavidade oral. Indicação: y Quando o doente necessita de nutrição por + de 6 semanas ou quando o CNE não pode ser utilizado devido:à obstrução do esôfago. y y . Cabeceira elevada. y Dreno de Kehr ± afecções biliares Cateteres: y gastrostomias e jejunostomias Gastrostomia: Procedimento cirúrgico realizar sobre o estômago com o objetivo de administrar líquidos e alimentos. Obstrução. Cuidados de enfermagem: y Administração da dieta o mais precocemente possível (RHA+). Extravasamento de suco gástrico.dreno se não há presença de coágulos ou fibrina Adaptaçao de dreno de Cirurgia Plástica Adaptação de um dreno utilizando uma sonda levine e uma seringa de 60 ml como reservatório. Refluxo gastroesofágico. Administrar gradativamente o volume indicado.

y y Cuidados de enfermagem y y São os mesmos da gastrostomia. Lavar o tubo antes da infusão de cada dieta. com água e sabão. residual< 50% do vol.y y y Administrar lentamente a dieta. a ser adm infundir o suficiente para completar o vol. Jejunostomias Indicação: drenagem de secreção gástrica para descompressão e para adm. trauma. y . total indicado). quando impedida por problemas gástricos (fístulas. Lavar circuito após dieta. após 24 a 48 h o curativo deverá ser retirado e a área deverá ser limpa. Não há necessidade de verificação de volume gástrico. de alimentos. tumores. refluxo gastroesofágico. Administrar lentamente para evitar diarréia. Teste de refluxo: (vol. diariamente.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful