Você está na página 1de 3

ENTREVISTA

COM A FARMACÊUTICA MARGARETE AKEMI KISHI

Pelo jornalista Aloísio Brandão,


Editor-redator desta revista.

Tudo é cercado de uma espan- de livros de Homeopatia, a exemplo eficácia, mas


tosa (e aparente) simplicidade: gotas de “Farmácia Homeopática”, pela Edi- criticados por
de orvalho atingidas pelo Sol são co- tora Manole; Conselheira Regional de outros, os florais,
lhidas das flores, às 8 horas, para que Farmácia de São Paulo e proprietária cada vez mais, não
lhe extraiam as propriedades curativas de farmácia homeopática. só alarga o número
que adquirem das plantas sobre as Margarete Akemi lembra que a de usuários, como vai
quais estão. Nada mais singelo, não? OMS (Organização Mundial da Saúde) ocupando o centro de
Pois esta simplicidade esconde o prin- reconhece a terapia floral como com- discussões. Mas, também,
cípio dos instigantes florais cuja tera- plementar, desde 1976, e continua a parece provocar descon-
pia vem arrastando adeptos, no mun- observá-la. A farmacêutica fala sobre forto entre muitos, quando
do inteiro. as questões do controle de qualidade eles são o assunto. Afinal,
E suscita o interesse de tantos dos florais, de sua dispensação, do quem tem medo de florais?
por um motivo tão simples quanto o seu uso em humanos e animais (e até A PHARMACIA BRASILEIRA apro-
método que o médico inglês Edward na agricultura). Atendendo a um pedi- veitou a entrevista para questionar
Bach adotou, na segunda metade da do desta revista, ela ensina como pre- Margarete Akemi sobre o tratamento
década de 30 do século passado, para parar um floral. que vem sendo feito, com sucesso,
produzir a terapia que leva o seu nome: Controversos, aceitos por muitos contra a dengue, no interior de São
os florais curam, equilibrando as emo- profissionais de saúde e por pacientes Paulo, à base de um composto home-
ções. E o fazem, a partir de um modelo como uma terapia de inquestionável opático. Veja a entrevista.
de tratamento a que os especialistas
denominam de “sutil”, desenvolvido à
base da energia vibracional.
Algo tão delicado, que escapa à PHARMACIA BRASILEIRA – O que são e como agem os florais?
percepção dos equipamentos científi- Margarete Akemi Kishi - Os Florais de Bach têm sido usados, mun-
cos, segundo atestam as excelências dialmente, nos últimos 70 anos, como terapia complementar. Seu papel é
nesta terapia. Mas como o orvalho equilibrar nossas emoções, a partir da parte sutil das flores silvestres, não
sobre flores pode curar? Crendice? A influenciando na química de nossos corpos. O resultado deste tratamento é
ciência não comprova a terapia por o reequilíbrio energético e emocional, para termos melhores condições para
florais, mas a sensibilidade e a intui- uma vida mais feliz.
ção de Dr. Bach captaram o invisível Vou citar uma explicação para os florais do próprio Dr.Edward Bach, o
das coisas muito mais longe. criador da terapia. Dizia ele o seguinte: “A ação desses remédios consiste em
Diz ele sobre as gotas de orvalho elevar nossas vibrações e abrir nossos canais para a recepção do Eu Espiritual:
sobre as flores: “Elas não curam, ata- em inundar nossa natureza com a virtude particular de que precisamos, e em
cando a moléstia, mas inundando-nos expurgar de nós o erro que causa o mal. Elas não curam, atacando a moléstia,
o corpo com as formosas vibrações da mas inundando-nos o corpo com as formosas vibrações da nossa Natureza
nossa Natureza Superior, na presença Superior, na presença das quais a moléstia se derrete, qual neve ao calor do
das quais a moléstia se derrete, qual sol. Não haverá cura verdadeira, se não houver mudança na aparência, paz de
neve ao calor do sol”. espírito e felicidade interior. Quando alma, mente e corpo estão em harmonia,
A PHARMACIA BRASILEIRA en- a doença é coisa do passado”.
trevistou uma autoridade brasileira PHARMACIA BRASILEIRA - De que ponto o Dr. Edward Bach partiu para
sobre o assunto: a Dra. Margarete Ake- entender que a umidade deixada pelo sereno sobre as pétalas das flores arma-
mi Kishi, farmacêutica pela Faculdade zena uma energia capaz de curar doenças?
de Ciências Farmacêuticas pela Unesp Margarete Akemi Kishi - Dr. Bach nasceu, em 1886, e, com 20 anos, en-
(Universidade Estadual Paulista) de trou para a Universidade Birmingham, recebeu os títulos de bacteriologista e
Araraquara, especialista em Homeo- patologista, em 1913, e o diploma em Saúde Pública, em 1914. Aos 31 anos,
patia pela USP (Universidade de São debilitou-se e, após sofrer uma cirurgia, recebeu um diagnóstico segundo o
Paulo) e membro da Farmacopéia Ho- qual teria três meses de vida.
meopática Brasileira. É, ainda, profes- No entanto, sentindo uma melhora, reuniu suas forças e foi para o labo-
sora de Homeopatia da Faculdade de ratório trabalhar. Passou a dedicar-se à pesquisa, dia e noite. Trabalhou como
Farmácia do Instituto Presbiteriano bacteriologista no London Homeopathic Hospital e tomou conhecimento da
Mackenzie, em São Paulo; co-autora obra de Samuel Halnemann, o fundador da Homeopatia.

Pharmacia Brasileira - Janeiro/Fevereiro 2007 27


ENTREVISTA
COM A FARMACÊUTICA MARGARETE AKEMI KISHI
Ficou surpreso com o fato de que desde 1976. Embora não haja legis-
este havia reconhecido a importância lação especifica sobre o assunto, não
da personalidade na doença, há 100 acredito que esta terapia vá ser arras-
anos. Descobriu a genialidade de Hah- tada para o campo do misticismo.
nemann, que curava mais guiado pelos “Há um público que consome
sintomas mentais, do que pelos físicos. esse produto. As pessoas gastam com
Combinando este princípio com isso. Então, por que não investir em
seus conhecimentos ortodoxos, ele de- estudos clínicos e controlados, feitos
senvolveu os “Sete Nosódios de Bach”, nas universidades?” (Dr. Flavio Dantas,
vacinas orais, baseadas em bactérias médico e professor da disciplina de
intestinais que purificam o trato intes- Homeopatia na Universidade Federal
tinal com efeitos extraordinários para o de Uberlândia, em Minas Gerais).
estado geral do paciente. PHARMACIA BRASILEIRA – Os
As observações continuaram e, florais interagem com medicamentos e
em 1930, com 43 anos, Dr. Bach fechou alimentos? Podem apresentar reações
o laboratório e seu lucrativo consultó- adversas, indesejáveis?
rio e foi para o País de Gales em busca Margarete Akemi Kishi - Não há
de florais da natureza. Numa manhã, nenhuma interação medicamentosa ou Farmacêutica Margarete Akemi: “A pesquisa tradicional
caminhando num campo orvalhado, alimentar com os florais. Acredito que não é um método que suporte o modelo novo de
ele pensou que cada gota de orvalho, o maior problema surge da automedi- tratamento, muito mais sutil”
atingida pelo sol, adquirisse as proprie- cação.
dades curativas da planta sobre a qual PHARMACIA BRASILEIRA – Qual- PHARMACIA BRASILEIRA - Qual é
estavam. Isto o inspirou a desenvolver quer pessoa pode fazer uso dos flo- o processo de preparação de um floral?
um método de preparação dos Florais rais? Margarete Akemi Kishi - Toda a
de Bach, utilizando água pura e sol. Margarete Akemi Kishi – Sim, essência floral é preparada, a partir de
PHARMACIA BRASILEIRA – A ci- qualquer pessoa, inclusive bebês e flores, arbustos ou árvores silvestres,
ência médica tem como comprovar a gestantes. Os florais são utilizados, e é composto de água mineral, brandy
ação terapêutica que utiliza meios su- também, na veterinária. (conhaque) de uvas e essências Florais
tis, como os florais? Como a ciência vê PHARMACIA BRASILEIRA – O de Bach. O brandy, envasado em tonéis
os florais? fato de serem usados na Veterinária de carvalho, serve de conservante para
Margarete Akemi Kishi - A pes- desmonta a argumentação daqueles a solução. Isto significa, aproximada-
quisa tradicional não é um método que que entendem que os florais agem por mente, menos de meia gota de álcool
suporte o modelo novo sugestão, por crença dos para cada dose tomada.
de tratamento, muito seus usuários? A preparação da tintura é feita da
mais sutil, pois é desen- Numa manhã, Margarete Ake- seguinte maneira:
volvido à base da energia mi Kishi – Claro que faz Colheita das flores: são utilizadas
vibracional, não percep- caminhando num cair essa tese. Ninguém as mesmas plantas que o Dr. Bach des-
tível aos equipamentos campo orvalhado, consegue obter êxito no cobriu, na Inglaterra. As flores são co-
tradicionais. tratamento veterinário, lhidas, por volta das 8 horas da manhã.
Este é, inclusive, o
Dr. Edward sob a alegação de que São flores de várias árvores do mesmo
maior desafio da ciência: Bach imaginou os animais foram su- tipo. Usa-se uma folha para colher a
o de construir um mé- que cada gota gestionados, ou porque flor, para evitar o seu contato com as
todo que não considere eles têm crença no po- mãos. Após a colheita, usa-se o méto-
apenas a ação bioquími- de orvalho, der terapêutico de um do solar ou de fervura para a extração
ca dos seus constituin- atingida pelo determinado floral. Vale da tintura mãe.
tes, mas a propriedade salientar, ainda, que há Para preparar o produto, utiliza-
vibracional, ou seja, a sol, adquirisse muitos registros do uso se vários métodos.
energia sutil. Embora, no as propriedades bem-sucedido de flo- Método Solar: as flores que flo-
Brasil, não exista pesqui- rais em plantas. E estas, rescem na primavera e verão são pre-
sa científica, nesta área, curativas da também, não têm crença paradas por método solar: Agrimony,
o País é um dos maiores planta sobre a em nada, nem são su- Centaury, Cerato, Chicory, Clematis,
importadores de essên- gestionadas. Gentian, Gorse, Heather, Impatiens,
cias florais da Inglaterra.
qual estavam PHARMACIA BRA- Mimulus, Oak, Olive, Rock Rose, Scle-
PHARMACIA BRA- SILEIRA – Em que casos ranthus, Wild Oat, Vervain, Vine, Water
SILEIRA – A física quântica e a meta- os florais são mais eficazes? Violet, White Chestnut e Rock Water
física vêm se debruçando em estudar Margarete Akemi Kishi – Os flo- (água pura de nascente). As flores são
a ação das terapias chamadas alterna- rais são uma ótima terapia de apoio colocadas numa cuba de cristal. Adi-
tivas, a exemplo dos florais. A senho- em qualquer circunstância, desde que ciona-se água da fonte, até cobri-las.
ra acha que o fato de os florais serem não seja negligenciado o tratamento A cuba deve permanecer próxima à
objeto do interesse da metafísica e da convencional. planta e o sol deve incidir direto sobre
física quântica, e não da ciência médi- PHARMACIA BRASILEIRA – A as mesmas, durante aproximadamente
ca, desloca o conhecimento sobre essa produção e dispensação de florais são três horas.
terapia para o campo do místico? Que atos exclusivos do farmacêutico? Método de Fervura: são prepara-
conseqüências advirão disso? Margarete Akemi Kishi - Não, em- dos, através deste método, os brotos de
Margarete Akemi Kishi - A OMS bora o local apropriado de manipula- árvores, arbustos, plantas e flores que
reconhece a terapia floral como com- ção e dispensação deste produto seja a florecem, no outono e inverno: Cherry
plementar, e continua em observação, farmácia com manipulação. Plum, Elm, Aspen, Beech, Chestnut

28 Pharmacia Brasileira - Janeiro/Fevereiro 2007


ENTREVISTA
COM A FARMACÊUTICA MARGARETE AKEMI KISHI
Bud, Hornbeam, Larch, Walnut, Star of terapeutas e outros. Trata-se, portanto, niana do emprego de medicamentos
Bethlehem, Holly, Crab Apple, Willow, de um tratamento individualizado, per- homeopáticos como profilático (1801
Pine, Mustard, Red Chestnut, Honey- sonalizado, por meio do qual justapõe - cura e prevenção da escarlatina; 1814
suckle, Sweet Chestnut, Wild Rose. As à personalidade em questão uma flor - prevenção do tifo), Dr. Renan Marino
flores são colocadas numa panela de ou uma composição floral mínima, su- corrobora com a idéia do uso dos me-
inox, vidro ou de ágata e, depois, são ficiente para proporcionar à pessoa um dicamentos homeopáticos em prol da
cobertas com água da fonte e fervidas estado de saúde mental, orgânica e, coletividade. Parabéns à Homeopatia
por 30 minutos. quem sabe, espiritual”. Clínica!
Obs.: Em ambos os PHARMACIA BRA- Quanto à ação dos componentes,
casos, a solução obtida é Os florais são SILEIRA – A aceitação dos é a seguinte: Crotalus: indicada para os
filtrada, acrescentando- florais está crescendo, no sintomas hemorrágicos; Phosphorus:
se ao líquido filtrado uma uma ótima Brasil, assim como a Ho- atua como coadjuvante nos sintomas
solução de brandy na se- terapia de meopatia. Isso tem a ver hemorrágicos e para a inflamação das
guinte proporção: 50% de com a busca do homem vias áreas superiores; Eupatorium:
brandy de uvas e 50% do apoio em ocidental – e dos profis- possui ação sobre os sintomas agudos
filtrado. qualquer sionais da saúde - pelo da dengue.
Preparação do Fras- conhecimento holístico PHARMACIA BRASILEIRA – A se-
co de Estoque: a prepa-
circunstância, de si próprio e dos pa- nhora acha que esses medicamentos
ração consiste na adição desde que cientes? devem ser distribuídos no SUS?
de brandy de uvas (equi- não seja Margarete Akemi Margarete Akemi Kishi - Com
valente a duzentas e qua- Kishi – Sim. A nova era certeza, o Sistema Único de Saúde de-
renta partes iguais à da negligenciado traz um homem muito vol- veria participar deste trabalho, para,
tintura), dando origem o tratamento tado para o autoconheci- assim, tentar melhorar a saúde públi-
aos chamados frascos de mento e, assim, à procura ca, no que diz respeito ao tratamento
estoque. convencional do tratamento mais sutil. da dengue.
Preparação do Fras- PHARMACIA BRA- PHARMACIA BRASILEIRA – Mui-
co Diluído: o frasco dilu- SILEIRA – A senhora pode tos profissionais de saúde evitam falar
ído deve conter 70% de falar sobre o controle sa- de florais; e muitos pacientes não o
água purificada, 30% de brandy de uvas nitário dos produtos florais? usam, por uma desconfiança decorren-
(conhaque envasado em tonéis de car- Margarete Akemi Kishi – Apesar te da desinformação sobre os mesmos.
valho) e duas gotas do frasco de esto- de as essências florais não constituí- Quem tem medo de florais, Dra. Mar-
que de cada essência floral (no caso do rem produtos submetidos ao regime garete?
Rescue Remedy, são necessárias qua- da Vigilância Sanitária, a responsabili- Margarete Akemi Kishi – Acho
tro gotas). O frasco é de 30 ml, de vidro dade da empresa que as pro- que ninguém tem
esterilizado, de cor âmbar com bulbo e duz, manipula ou dispensa é medo de florais. Mes-
cânula de vidro. de extrema importância. Os Acho que mo porque eles não
PHARMACIA BRASILEIRA - Os padrões de qualidade das es- são considerados me-
florais só podem ser tomados com sências florais devem ser ade- ninguém dicamentos. Porém
prescrição médica? quados ao consumo da popu- tem medo muitos têm receio de
Margarete Akemi Kishi - De lação. indicá-los ou usá-los,
acordo com o Oficio do SVS/GABN, nú- PHARMACIA BRASILEI- de florais. porque não são co-
mero 479/98, as essências florais não RA – O Médico homeopata Porém muitos bertos por pesquisas
são medicamentos, drogas ou insumos Renan Marino, pesquisador científicas.
farmacêuticos. Sendo assim, eles não do Instituto de Homeopatia têm receio PHARMACIA BRA-
necessitam de prescrição médica. Lamasson, sediado no Estado de indicá-los SILEIRA – Fale sobre o
PHARMACIA BRASILEIRA – Não de São Paulo, desenvolveu um ou usá-los, mercado de florais, no
há, aí, o perigo de desenvolver a cultu- complexo homeopático que mundo.
ra da automedicação de florais? está provocando a acentuada porque não Margarete Akemi
Margarete Akemi Kishi - Embo- redução dos casos de dengue, são cobertos Kishi – A Inglaterra é
ra o Dr. Edward Bach aconselhe a auto- tanto a do tipo clássica, quan- o grande produtor de
medicação, através da obra “Cura-te a to a hemorrágica, no Bairro por pesquisas essências florais. Foi,
ti mesmo”, e as essências florais serem Cristo Rei, de São José do Rio científicas lá, onde surgiram os
de venda livre, sugiro que sempre as Preto, no interior de São Pau- florais e onde eles se
pessoas procurem um profissional ca- lo. O composto desenvolvido expandiram. Mas toda
pacitado para utilização dos mesmos. pelo médico reúne três me- a Europa faz muito uso
PHARMACIA BRASILEIRA - Há dicamentos: Eupatorium 30 CH, Cro- dessa terapia. Vale salientar que o Bra-
muitos médicos prescrevendo florais? tallus horridus 30 CH e Phosphorus sil é o maior importador de essências
Qual o nível de interesse dos médicos 30 CH. O que a senhora sabe sobre o florais da Inglaterra, o que significa di-
pelos florais? uso desse complexo para o combate da zer que estamos entre os maiores usu-
Margarete Akemi Kishi – Sim, há dengue, doença para a qual, até então, ários de florais.
muitos médicos que recomendam a te- não há tratamento? De que forma es- Esses produtos consolidaram-se,
rapia com florais. Vejam o que escreve ses medicamentos agem? nos consultórios, nos últimos 30 anos.
Dr. Eduardo Lambert: “A terapia floral Margarete Akemi Kishi – A ação No Brasil, eles chegaram, nos anos 80
é um método terapêutico sem precon- destes medicamentos, de forma sim- e se estabeleceram, na década passa-
ceitos, pois vem sendo praticado por ples, coloca a Homeopatia em desta- da. Hoje, os florais são uma realidade
médicos alopatas e homeopatas, psi- que, de maneira séria e competente. entre muitos brasileiros.
quiatras, psicólogos, psicoterapeutas, Continuando a experiência hahneman-

Pharmacia Brasileira - Janeiro/Fevereiro 2007 29