Você está na página 1de 3

1) Papel das Instituições de ensino:

- A conscientização social e o envolvimento da escola com a temática EA;

- Utilização da transversalidade no ensino da EA.

O envolvimento das instituições de ensino, em relação à Educação


Ambiental é a construção de uma sociedade justa equilibrada com os ideais de
preservação ambiental. Espera-se que seja uma instituição envolvida com a
responsabilidade coletiva na conscientização de sua clientela e, porque não
dizer, da sociedade em geral. É competência da escola e do educador
contribuir dignamente para que a educação ambiental não seja banalizada,
mas que seja o motor que dita novos rumos, que orienta com seus conteúdos
uma relação respeitosa entre o ser humano e a natureza.

A Educação Ambiental, segundo as normas e diretrizes, deve ser


integrada em todas as disciplinas do currículo escolar, caracterizando-se por
uma abordagem holística, supressora de barreiras e integradora de matérias,
porém, segundo o que temos estudado, parece-me que a Educação Ambiental,
como um tema transversal, ainda é má utilizada e tratada apenas como
atividades ocasionais em determinadas datas comemorativas, o que denota
uma falta de planejamento ou descrédito, evidenciando o despreparo das
instituições e dos professores na viabilização dos projetos.

Fica claro, assim, que por mais importante que seja essa temática, a
falta de preparo das instituições de ensino é evidente e a formação precária de
seus alunos, no domínio desses conhecimentos, impedem-nos de um
crescimento social digno, deixando-os a deriva, inconscientes do meio em que
habitam e do seu papel na preservação do nosso meio.

2) Papel dos Professores:

- O professor como instrumento de conscientização;

- Agente transformador da sociedade;


Precisamos compreender que os professores devem estar empenhados
na melhoria do nosso planeta através da educação ambiental, e através do
ensino mudar comportamentos, hábitos e paradigmas, para que resulte numa
melhor qualidade de vida para as futuras gerações. Essa ideologia só se
concretizará quando cada indivíduo se sentir responsável em preservar o
nosso mundo do avanço da degradação do meio ambiente.

É importante que a educação ambiental valorize ações de cidadania e


desperte o entendimento e a consciência, desde cedo, de que é preciso cuidar
e preservar, porque nosso futuro na terra está no equilíbrio do ser humano com
a natureza e no uso racional dos recursos naturais.

3) Papel do poder público:

- O desinteresse do poder público

- O poder público e a capacitação de profissionais em Educação


Ambiental

Estudamos que todo o processo pertinente a Educação Ambiental exige


a participação de escolas e professores para a sua didática, e que a escola é o
instrumento mais importante para conscientizar a sociedade para com os
problemas ambientais. Sendo a Educação ambiental um direito garantido pela
constituição a todos, é obrigação do poder público promover o treinamento e
facilitar a formação de profissionais para a atuação nessa área.

Apesar do grande número de professores sensibilizados com os ideais


da EA, a maioria possui compreensão limitada sobre essa temática, portanto,
por falta de preparo ou treinamento, o ensino de EA encontra-se fragilizado,
contudo, há uma generalizada falta de esforço, por parte do poder público, para
a melhoria na formação inicial e permanente dos professores, o que os inutiliza
como agentes transformadores ativos e formadores sociais.
Bibliografia:

Texto embasado nos materiais didáticos disponibilizados pelo curso de


Pedagogia EaD, para a disciplina de Educação Ambiental.