Você está na página 1de 6

METODOLOGIA DE ENSINO DOS JOGOS ESPORTIVOS COLETIVOS NA FORMAÇÃO

INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA.

Douglas dos Santos Taborda (UNIOESTE), José Carlos Mendes (UNIOESTE), Felipe
Canan (UNIOESTE), Robson Ruiz Olivoto (UNIOESTE).

RESUMO
O ensino dos Jogos Esportivos Coletivos (JEC) na Educação Superior vem se consolidando como
um desafio constante na prática pedagógica docente. O processo de mediação pedagógica realizado pelo
professor entre as diferentes manifestações do “Esporte” neste contexto suscita a necessidade de um
debate crítico. Pedagogicamente, transformar o chamado “Esporte Espetáculo” em um conteúdo, entende-lo
na sua expressão máxima, discuti-lo, refletir sobre seu impacto social, e ainda, elaborar propostas didático-
pedagógicas para o seu ensino em diferentes espaços de aprendizagem configura-se em um cenário
complexo. Frente a isso, as propostas alternativas de ensino dos JEC tornam-se uma possibilidade
pedagógica emergente para se discutir e compreender o “fenômeno esportivo”. Portanto, organizar um
material pedagógico no formato de livro didático, apresentar as propostas alternativas de ensino dos JEC
através de exemplos didático-metodológicos comentados, e ainda, fortalecer esta discussão durante o
processo de formação inicial em Educação Física são os mecanismos que impulsionam esta pesquisa. Por
fim, consideramos que elaborar um livro didático nessa perspectiva permite ao professor que ensina os JEC
na formação inicial aprimorar/desenvolver tarefas de ensino com viés crítico e pedagógico.
Palavras-chave: pedagogia do esporte; metodologia de ensino; jogos esportivos coletivos.

INTRODUÇÃO
A compreensão dos Jogos Esportivos Coletivos (JEC) enquanto fenômeno da cultura e da
cultura corporal de movimento ascende para a necessidade de se promover um debate crítico
sobre as diferentes formas e manifestações de como este conteúdo pode e deve ser tratado no
seio da formação inicial em Educação Física. O entendimento de sua dimensão polissêmica, e
ainda, contextualizar o processo de ensino dessas modalidades em diferentes cenários de
intervenção didático-pedagógica (escola, clubes, escolinhas esportivas, entre outros), perpassa por
um desafio constante. Frente a isso, esta pesquisa iniciou sua trajetória de estudos a partir da
seguinte pergunta-problema: “O que se entende por uma abordagem didático-pedagógica de/para
o ensino dos JEC que possa contemplar o contexto da formação inicial em Educação Física”?

A partir das contribuições de González (1999; 2004; 2007), Saad, Rezer e Rezer (2010), e
Rezer (2010), é possível considerar que este processo está balizado por duas características
fundamentais: a) que o trato pedagógico dos JEC na formação inicial seja pensado pelo professor
como um campo de estudo/pesquisa e intervenção, permitindo aos acadêmicos e futuros
professores, abstrair os conhecimentos universais1 que podem ser identificados, caracterizados e
transferidos entre inúmeras modalidades esportivas considerando as aproximações entre suas

1
Baseado nos estudos de Pierre Parlebas sobre os Universais Ludo-motores dos Jogos e Esportes (1977; 1996).
estruturas funcionais; b) Que o agir metodológico2 do professor seja orientado pelo processo de
mediação pedagógica3, no qual o docente seja capaz de propiciar condições necessárias para
que os seus alunos possam se introduzir e interagir no Universo do Fenômeno Esportivo4,
compreendendo seus aspectos tanto da “lógica interna”, quanto da “lógica externa” (PARLEBAS,
1988; 2001), e, distinguir as diferentes manifestações do esporte em cada um destes contextos,
seja para sua vida pessoal, e, principalmente, para sua práxis educativa.
De acordo com Saad, Rezer, Rezer (2010), no decorrer dos últimos anos, já foram
produzidas diferentes abordagens sobre o ensino dos JEC que, de certa forma, provocaram
contribuições importantes para a Educação Física Brasileira. Alguns autores desse movimento
teórico são: Dietrich, Dürrwächer e Schaller (1984), Teodorescu (1984), Hildebrandt e Laging
(1986), Bayer (1994), Freire (1989), Soares et al (1992), Kunz (1994), Greco (1995), Greco e
Benda (1998a e b), entre outros. Porém é importante salientar que embora sejam contribuições
muito pertinentes sobre o Ensino dos JEC, nenhum destes autores teve uma preocupação sobre o
trato pedagógico do esporte na formação inicial.
Discutindo possibilidades neste âmbito são importantes as contribuições de Oliveira
(1989), Molina Neto (1995), Daólio (1998), Ferreira (1998), González (1999; 2004; 2007), Assis
(2001), Melo at al (2002), Pires e Neves (2002), Nascimento (2004), entre outros. Mais
recentemente tivemos as contribuições de Saad, Rezer, Rezer (2010), Rezer (2010), e, González
e Bracht (2012). A partir da leitura destes autores fica claro que o “cenário de discussão” sobre a
necessidade de se repensar sobre as abordagens de ensino dos JEC na formação inicial ainda
carece de boa produção acadêmica.
Além disso, é possível compreender que ainda sofremos com a influência da “Matriz
Tecnicista” e os denominados “Métodos Tradicionais ou Analíticos” que desde meados da década
de 70 se instauraram como “Modelo de Ensino”, e, que ainda hoje, se sustentam no seio do
debate acadêmico. Outra característica importante apontada é que os professores que tiveram
sua formação acadêmica inicial balizada por uma dimensão extremamente “tecnicista” ainda são
relutantes em discutir e pensar sobre outras alternativas didático-pedagógicas para o ensino dos
JEC. De toda forma, entendemos que ainda necessitamos avançar nesse debate, bem como, na
construção de um pensamento renovador para o trato pedagógico deste conteúdo, que atenda às
necessidades/demandas oriundas da formação inicial.
Nessa mesma direção nos propomos a elaborar um material didático-pedagógico com a
finalidade de fortalecer o núcleo de disciplinas, bem como, o debate sobre o processo de ensino
dos JEC no Curso de Educação Física da Unioeste/PR. Esta iniciativa foi possível por conta das
discussões realizadas no grupo de pesquisa em Pedagogia do Esporte, vinculado ao CNPq, e,
que há pelo menos seis (6) anos vem desenvolvendo pesquisas nessa perspectiva. No seio das

2
Baseado nas considerações de Kunz (1991).
3 Baseado no estudo de González (2004) e pelas Orientações de Kunz (1994).
4 Baseado na obra organizada por Rezer (2006).
disciplinas curriculares do Curso, optamos por realizar um recorte, aproveitando as modalidades
esportivas que possuam em essência, a mesma estrutura e dinâmica funcional, ou seja, os Jogos
Esportivos Coletivos de Invasão (JECI). Dentre estes, e, fazendo um link com a grade curricular
do Curso, serão abordados, respectivamente, os conhecimentos referentes as disciplinas de
Handebol, Basquetebol, Futebol e Futsal.
Na expectativa de atender o exposto, traçamos o seguinte objetivo geral: elaborar um livro
didático sobre o ensino dos JECI que sirva como alicerce/recurso teórico para a utilização
pedagógica dos professores que ministram as disciplinas de Handebol, Futebol, Futsal e
Basquetebol do Curso de Graduação em Educação Física da Unioeste/PR. Acreditamos que uma
obra produzida coletivamente pelo corpo docente especialista na área da Pedagogia do Esporte,
e, com viés pedagógico, se apresenta como uma possibilidade de fortalecer este núcleo de
disciplinas que tangem o contexto da formação inicial em Educação Física, bem como, de
aproximar os conhecimentos estruturantes destas modalidades ao longo da grade curricular de
curso. Nessa mesma direção, elencamos como objetivos específicos desta pesquisa: a) destacar
as propostas alternativas de ensino dos JECI; b) descrever as tarefas de ensino, bem como, quais
comportamentos táticos gerais podem ser transferíveis entre estas modalidades; c) propor uma
organização didática e sistematizar conteúdos de ensino para cada disciplina dos JECI; e d)
articular os princípios pedagógicos das propostas alternativas de ensino com o desenvolvimento
dos conteúdos nas disciplinas de JECI do Curso de Educação Física da Unioeste/PR.

METODOLOGIA
Esta pesquisa apresenta fundamentação metodológica baseada nos pressupostos de uma
pesquisa teórica. Segundo Demo (2000, p. 20), “trata-se da pesquisa que é dedicada a reconstruir
teorias, conceitos, ideias, ideologias, polêmicas, tendo em vista, em termos imediatos, aprimorar
fundamentos teóricos” Sobre nossa perspectiva neste estudo, a pesquisa teórica torna-se uma
condição de competência na formação básica, visando atualização constante, produção de
conhecimento para compartilhar, nas suas dimensões e paradigmas específicos.
Por conta disso, concordamos com Demo (1994, p. 36), que, “o conhecimento teórico
adequado acarreta rigor conceitual, análise acurada, desempenho lógico, argumentação
diversificada, capacidade explicativa”. Sendo assim, entendemos que seu papel fundamental pode
ser entendido como um processo de construção de condições básicas para a intervenção, tendo
em vista, um investimento no pressuposto do conhecimento como instrumento principal e
balizador de uma intervenção competente e coerente.

RESULTADOS
Esta pesquisa encontra-se em pleno desenvolvimento. Como foi apresentado, o cenário de
intervenção pedagógica na formação inicial em Educação Física ainda carece de material teórico
no que tange a discussão sobre o trato didático-pedagógico dos JECI. Alguns autores já
conseguiram exprimir considerações muito pertinentes sobre esse assunto, porém, ainda
consideramos que esse movimento de discussão no contexto brasileiro encontra-se em estágio
inicial.
Por conta desse fato, entendemos que o processo de ensino-aprendizagem dos JECI
ocupa um espaço relevante dentro dos currículos acadêmicos dos Cursos de Educação Física da
Unioeste/PR. Sendo assim, este estudo poderá auxiliar diretamente os professores e acadêmicos
no sentido de propor alternativas pedagógicas de ensino dos JECI não apenas no seio das
disciplinas curriculares, mas também, ampliando o debate sobre o tema entre grupos de pesquisa
e extensão, viabilizando o aprofundamento teórico sobre os conteúdos essenciais dessas
modalidades considerando os princípios operacionais oriundos da lógica interna.

CONCLUSÕES
Acreditamos que a organização de um livro didático que fomenta a discussão sobre o ensino
dos JECI no contexto da formação inicial em Educação Física permite contribuir significativamente
para a produção de conhecimento na área da Pedagogia do Esporte. Da mesma forma, permite
uma aproximação pedagógica entre professores e acadêmicos no sentido de elaborar uma
identidade própria de curso no que tange o processo de ensino e discussão crítica sobre essa
temática. Por fim, permite também adentrar no cenário acadêmico do debate crítico por via de
uma produção que caracteriza e identifica uma proposta pedagógica de curso que esteja coesa e
coerente com as discussões/reflexões acerca do tema, elaborada com base nas experiências
docentes dos pesquisadores, bem como, no estudo teórico que sustenta tais ações pedagógicas.

TEACHING METHODOLOGY OF COLLECTIVE SPORTS GAMES IN INITIAL TRAINING IN


PHYSICAL EDUCATION

ABSTRACT
The teaching of Collective Sports Games (CSG) in higher education has been consolidated as a
constant challenge in teaching pedagogical practice. The pedagogical mediation process carried out by the
teacher between the different manifestations of the "Sport" in this context raises the need for a critical
debate. Pedagogically, to transform the "Sports Show" in a content, you see it at its best, discuss it, reflect
on their social impact, and, elaborate didactic pedagogical proposals for its teaching in different spaces of
learning configurations in a complex scenario. Faced with this, the alternatives proposed teaching of CSG
become an emerging pedagogical opportunity to discuss and understand the "sports phenomenon." So
organize a teaching material in the textbook format, presenting alternative proposals of the CSG education
through educational-methodological examples commented, and also strengthen this discussion during the
initial training process in Physical Education are the mechanisms that drive this search. Finally, we consider
that drawing up a textbook in this perspective allows the teacher who teaches the CSG in initial training
improve/develop teaching tasks with critical and pedagogical views.
Keywords: sport pedagogy; teaching methodology; collective sports games.
REFERÊNCIAS
ASSIS, S. O. A reinvenção do esporte: possibilidades da prática pedagógica. Campinas: Autores
Associados, 2001.
BAYER. O ensino dos desportos colectivos. Dinalivro, Lisboa, 1994.
DAÓLIO, J. Fenômeno social esporte na formação profissional em educação física. Revista da
Educação Física/UEM, Maringá, v. 09, n. 1, p. 111-115, 1998.
DEMO, P. Pesquisa e construção do conhecimento: metodologia científica no caminho de
Habermas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1994.
DEMO, P. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, 2000.
DIETRICH, K.; DÜRRWÄCHTER, G.; SCHALLER, H. J. Os grandes jogos: metodologia e
prática. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1984.
FERREIRA, M. G. Metodologia de ensino do basquetebol no curso de formação de professores de
educação física: um relato de experiência. Pensar a Prática, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 107-124,
jan./jul., 1998.
FREIRE, J. B. Educação de corpo inteiro: teoria e prática da Educação Física. São Paulo:
Scipione, 1989.
GONZALEZ, F. J. As disciplinas esportivas na formação superior: o que aprender e ensinar?
Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 585-592, 1999.
GONZALEZ, F. J. O estudo do esporte na formação superior em Educação Física: construindo
novos horizontes. Movimento, Porto Alegre, v.10, n.1, p.213-229, jan./abr. 2004.
GONZALEZ, F. J. Potencialidades e limites de uma proposta alternativa de estudo do esporte na
formação superior em Educação Física: olhares de professores e acadêmicos. In: CONGRESSO
BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 15. CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS
DO ESPORTE, 2., Recife, 2007. Anais Recife, 2007.
GONZÁLEZ, F. J; BRACHT, V. Metodologia do ensino dos esportes coletivos. Vitória: UFES,
2012.
GRECO, P. J. O ensino do comportamento tático nos jogos esportivos coletivos: aplicação
no handebol. 1995. 239f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Unicamp,
Campinas, 1995.
GRECO, P. J; BENDA, R. N. Iniciação esportiva universal 1: da aprendizagem motora ao
aprendizado técnico. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998a.
GRECO, P. J; BENDA, R. N. Iniciação Esportiva Universal 2: metodologia da iniciação esportiva
na escola e no clube. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998b.
HILDEBRANDT, R.; LAGING, R. Concepções abertas no ensino da educação física. Rio de
Janeiro: Ao Livro Técnico, 1986.
KUNZ, E. Educação física: ensino e mudanças. Ijuí: Ed. Unijui, 207 p, 1991.
KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: UNIJUÍ, 1994.
MELO, M. et al. Repensando a formação profissional em educação física: o caso das disciplinas
esportivas. In: Anais do VI Encontro Fluminense de Educação Física Escolar. Niterói:
Universidade Federal Fluminense, Departamento de Educação Física e Desportos, 2002.
MOLINA NETO, V. Uma Experiência de Ensino de Futebol, no Currículo de Licenciatura em
Educação Física. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 29-37, 1995.
NASCIMENTO, J. V. Metodologias de ensino dos esportes: avanços teóricos e implicações
práticas. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto, v.4, n.2, p. 76-81, 2004.
OLIVEIRA, A. A. B de. Análise crítica do currículo das disciplinas práticas do curso de educação
física da Universidade Estadual de Maringá. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, vol. 0,
n. 1, p.17-25, 1989.
PARLEBAS, P. Les universaux du jeu sportif collectif: fonction semiotrice eu jeu sportif. Revue
EP.S, nº 146 julliet-Août 1977, p. 38-40.
PARLEBAS, P. Los universales de los juegos deportivos. Revista de Praxiologia Motriz, Las
Palmas de Gran Canária, v.1, p. 15-30, 1996.
PARLEBAS, P. Elementos de sociología del deporte. Universidad Internacional Deportiva.
Andalucia. Coleción unisport, 1988.
PARLEBAS, P. Juegos, deporte y sociedad: léxico de praxiología motriz. Barcelona:
Paidotribo, 2001.
PIRES, G. L.; NEVES, A. O trato com o conhecimento do esporte na formação em educação
física: possibilidades para sua transformação didática. In: KUNZ, E. (Org.). Didática da educação
física 2. Ijuí: UNIJUI, 2002.
REZER, R. O fenômeno esportivo: ensaios crítico-reflexivos. REZER, R. (Org). Chapecó:
Argos, 181 p, 2006.
REZER, R. Reflexões didático-pedagógicas acerca do ensino do esporte no processo de
formação de professores de educação física. Revista Movimento, v. 16, nº 1, p. 271 – 292,
janeiro/março, 2010.
SAAD, M. A; REZER, R; REZER, C. R. O Ensino do esporte no processo de formação inicial em
Educação Física. Revista Didática Sistêmica, v. 11, p. 162-178, 2010.
SOARES, C. L.; TAFFAREL, C. N. Z.; VARJAL, E.; CASTELLANI FILHO, L.; ESCOBAR, M.;
BRACHT, V. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.
TEODURESCU, L. Problemas de teoria e metodologia nos jogos desportivos. Lisboa: Livros
Horizonte, 1984.