Você está na página 1de 5

1. Defina um Biorreator, faça um desenho resumindo as principais partes.

São reatores químicos nos quais ocorrem uma série de reações catalisadas por
biocatalisadores

2. Um biorreator pode apresentar diferentes tamanhos /volumes. Classifique-os

São classificados em 3 tipos:


 Baixa Escala: 1 à 5m³ (Cultivo de m.o. patogênico ou pesquisa – Seu uso esta Ligado à
Saúde, produtos fármacos – exige assepsia)
 Escala Intermediária: 100 à 200 m³ (Vitaminas, enzimas e alguns alimentos – Derivados
do Leite)
 Grande Escala (fermentação alcoólica e/ou tratamento de resíduos – não exige controle
de assepsia)

3. Um biorreator de baixa capacidade esta relacionada com a assepsia quando comparada


com biorreatores de maior capacidade? Explique.

Sim, já que se trata de um processo de eliminação parcial dos MO’s. Desta forma a
baixa escala facilita esse processo e garante melhor qualidade do produto final, inclusive,
menores perdas em caso de contaminação, além da finalidade de cada tipo de equipamento

4. Qual a principal função do biorreator. Explique

Realizar processos fermentativos de acordo com as características particulares de cada


processo, podendo ou não serem dotados de controles de parâmetros como temperatura, pH e etc.

5. Um dos pontos importantes em uma indústria bioquímica ou biotecnologia, é a agitação


do meio reacional. Quais as diferentes formas de agitação? Explique

A agitação em meio reacional permitirá a obtenção do produto em menor tempo.


Podemos classifica-la em 2 tipo:
STR: agitação mecânica (hélice – líq. Menos viscosos / turbinas – Líq + viscosos);
PNEUMÁTICO: aeração (injeção de componentes gasosos) Blubble Column, PAT 2008

6. Em uma indústria de fármacos ou industria, são aconselhados a utilizarem reatores de


alta, média ou baixa capacidade de volume? Explique.

Baixa capacidade. Como trata-se de fármacos, é necessário realizar assepsia e visar


pequenas perdas em caso de contaminação.
7. Defina o termo batelada, continua, semicontinuo, descontinua-alimentada

BATELADA: colocado de uma só vez, Não deve ser adicionado nenhum m.o. ou alimentos, a
não ser os gases responsáveis por aumentar a taxa reacional. Após a produção descarregas-
se todo o produto reacional. Característica: Volume permanece constante/ Tempo morto/
Menor risco de contaminação
CONTÍNUO: o substrato é adicionado continuadamente de modo que a concentração fique
constante. Ao mesmo tempo, retira-se o fermentado (Fluxo contínuo na entrada e na saída)
deve ser rigorosamente controlado.
SEMI-CONTÍNUO: é utilizado em alguns casos, para controlar problemas da fermentação
contínua. Após o término da fermentação parte do produto é retirado e é adicionado o mesmo
volume de meio de cultura.
DESCONTÍNUO ALIMENTADO: Um ou mais nutrientes são adicionados durante o processo

+ESPUMA = DESCONTÍNUO / + VELOCIDADE = DESCONTÍNUO / - ESPUMA =


CONTÍNUO e DESCONTÍNUO ALIMENTADO

8. Em um biorreator de volume de processos biofermentativos igual a 10m3 operou nas


seguintes condições: Velocidade de crescimento = 4,2x10-2 gerações/min, Tempo do
processo = 6 horas.
Concentração de m.o. final [m.o] = 7,54x104m.o/cm3. Determine a quantidade de m.o adicionado
no biorreator no inicio da operação.

9. Existem variados tipos de agitadores mecânicos, dentre eles podemos citar o agitador
tipo hélice e do tipo turbina. Qual a diferença principal entre eles? Explique.

HÉLICE - usados para meios reacionais menos viscosos (fluxo axial)


TURBINA - usados para meios reacionais mais viscosos (fluxo radial)

10. Geometricamente, qual a diferença entre hélice e turbina?


Quanto maior o ângulo de uma hélice, começa a “virar” uma turbina

11. As medidas dos biorreatores, isto é , a geometria deles, devem estabelecer certos
padrões internacionais. Qual a vantagem quando a indústria adota os biorreatores
padronizados? Explique.
Quando é padronizado, as partes integrantes são de fácil aquisição

12. Para os biorreatores aerados, são necessário a presença de gases no meio reacional.
Qual a sua finalidade? Quais os cuidados em relação a assepsia e como proceder ?
Aerador fornece gases para o microorganismo. Os gases servem para alimentar o M.O. do
meio. Deve-se colocar um filtro (“HEPA”) + Radiação para eliminar possíveis M.O. no gas.
13. Para realizar a aeração, são necessários cuidados para evitar gases contaminados. Qual
a forma e os tipos de eliminação inventados historicamente, desde seus estudos
iniciais?

Histórico: 1º Chama na tubulação, 2º Resistência, 3º Radiação e o mais recente, filtro + radiação

14. Qual o método para eliminação dos m.o mais adotado nas indústrias de biofermentação?
Explique.
Na indústria, 90% com vapor de água, ou HCl, Etanol ou Metanol

15. Qual a diferença entre calor úmido e calor seco quando relacionado com os m.o?
Explique.
CALOR ÚMIDO: Temperatura limitada, rapidez, menor custo. Desnaturação
(irreversível)
CALOR SECO: Temperaturas superiores, lento, maior custo. Desidratação (reversível).

16. Defina: chicanas/placas defletoras, e comente sobre a localização deles no biorreator.

17. Fluxo axial e radial? Compare explique.


FLUXO AXIAL: líquido é dirigido para a base do reator. Líquidos menos viscosos
(agitador tipo hélice).
FLUXO RADIAL: líquido é dirigido para as paredes do biorreator. Líquido mais viscoso
(agitador tipo turbina)

18. Qual a vantagem de um biorreator pneumático? E a desvantagem?

Este biorreator é de extrema simplicidade, baixo investimento com menor consumo de


energia, adaptação mais fácil ao cultivo de células sensíveis devido a menor tensão de
cisalhamento. Em contrapartida, não é muito fácil de ser escalonado por ter sua forma vertical, o
que dificulta aumento do seu tamanho.

19. Comente sobre o fenol utilizado com assepsia.


Os fenóis são conhecidos de longa data como venenos protoplasmáticos gerais,
precipitando e desnaturando as proteínas. O fenol, em soluções diluídas, age como
antisséptico e desinfetante, com espectro antibacteriano que varia com a espécie do micróbio,
não sendo esporocida.

20. As conexões devem ser soldadas ou rosqueados? Justifique

O reator deve ter as superfícies internas polidas e todas as suas conexões, na medida
do possível, devem ser soldadas e não rosqueadas para não ocorrer a possibilidade de acúmulo de
nenhum contaminante na ranhura da rosca.

21. O que são zonas de estagnação?


22. Qual a finalidade da quebra-ondas?
Não deixar ocorrer a formação de vórtice durante a agitação e deixar o regime turbulento,
melhorando assim a eficiência da homogeneização. Normalmente instalado em 4 pontos
equidistantes, com uma distância de +/- 1cm das paredes do reator para não matar os M.O.
com o impacto.

23. Como melhorar a solubilidade do gás oxigênio no meio reacional?


A agitação. Ela dificulta a perda de oxigênio para o meio.

24. Cite as vantagem e desvantagem no grau de agitação (RPM) nos biorreatores.


Eliminação de M.O./ Solubilidade de gás/ troca de calor/ velocidade reacional/ formação de
espumas

25. Como podemos aumentar a eficiência da agitação na ausência das chicanas?


Diminuindo a velocidade para não ocorrer a formação de vórtice.

26. As chicanas podem estar posicionadas em duas diferentes configurações. Comente e


explique cada uma delas.
As chincanas são geralmente placas planas na direção longitudinal do tanque,
posicionadas junto á parede deste, ou próximo a ela com fixação por haste, com o objetivo de
evitar a formação de um vórtice central pelo contato com o fluído, redirecionando suas linhas de
fluxo. Existem placas móveis (que podem ser retiradas) e as fixas, que fazem parte integrante do
biorreator

27. Algumas industrias usam o termo vórtex. Explique.


O vortex, também conhecido como Vórtice, é formado pela rotação do fluído como se
fosse um corpo sólido, apresentando um nível de mistura reduzido. Para evitar tal fenômeno,
utilizam-se chincanas a fim de aumentar a transferência de potencia para o fluido, convertendo
o movimento circular em fluxo axial.

28. Em uma fermentação microbiana, podemos citar 3 fases. Quais são essas fases e
descreva cada uma delas.

O processo da fermentação recebe a participação da glicose, sendo semelhante a própria


respiração. Porém, a glicose desmonta de forma parcial, produzindo resíduos de tamanho
molecular maior, se comparados aos produzidos na respiração. A glicose é desdobrada
em duas moléculas de piruvato.
Depois dessa primeira fase, o hidrogênio combina-se com moléculas transportadoras de
hidrogênio (NAD), formando NADH + H+, ou seja NADH2. Nesse ponto o composto se
transforma em ácido láctico, sendo eliminado pela célula.
Em alguns casos, eles podem se transformar em álcool e CO2, dependo do organismo
onde ocorra a reação.
29. Defina : sistema não asséptico e sistema asséptico.

ASSÉPTICO: É a designação dada aos processos destinados a evitar a contaminação de


microorganismos. NÃO ASSÉPTICO: em geral utilizado para designar algo que apresenta
contaminação por microorganismos potencialmente patogênicos.

Bioprocesso: Aplicação Industrial de reações ou vias biológicas mediadas por células vivas (plantas
m.om) para biotransformação em produto