Você está na página 1de 5

I DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

LICENCIATURA EM ENGENHARIA CIVIL

T E O R I A D E E ST R U T U R A S

TEOREMA DOS TRABALHOS VIRTUAIS

1,5 mm
A

T = - 20 °C D
B C 25 kN

15 kN

30 kN

AVALIAÇÃO INTERCALAR – 12/MAIO/2014

SISTEMA ARTICULADO PLANO (SAP) ISOSTÁTICO

ISABEL ALVIM TELES


I DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

TEORIA DE ESTRUTURAS ISABEL ALVIM TELES

EXERCÍCIO PROPOSTO – AVALIAÇÃO INTERCALAR (12/MAIO/2014)


Considere a estrutura articulada representada na figura, constituída por perfis metálicos tubulares
cujas características se encontram tabeladas abaixo.
A estrutura está submetida às seguintes acções ilustradas na figura: forças concentradas nos nós,
assentamento horizontal do apoio A e variação de temperatura de -20 oC da barra BC.

1,5 mm
A

1.5 m
T = - 20 °C
B C D 25 kN

15 kN

3.0 m
Secção Área I E α
(cm2) (cm4) (GPa) (oC-1)
10,7 96,3 200 1,5x10-5 E

30 kN
2.0 m 2.0 m 2.0 m

Aplicando o Teorema dos Trabalhos Virtuais e apresentando todos os cálculos intermédios


efectuados:
a) Determine a grandeza e o sentido da componente vertical do deslocamento do nó D.
b) Calcule a extensão da barra DE e compare-a com o valor igual a 14x10-5, obtido
experimentalmente com a instalação de um extensómetro nessa barra.

RESOLUÇÃO
VA
a) DESLOCAMENTO VERTICAL DO NÓ D HA
A

• Reacções nos apoios 1.5 m

HB B C D 25 kN



∑ FX = 0 ⇒ H A + HB = 25
15 kN
 ∑ FY = 0 ⇒ VA = 15 + 30

 ∑ MA = 0 ⇒ − 25 × 1,5 − 30 × 2 + 15 × 2 + HB × 1,5 = 0 3.0 m

 H A = − 20 kN ← E

 VA = 45 kN ↑ 30 kN
 H = 45 kN →
 B 2.0 m 2.0 m 2.0 m

versão 0 1/4 TTV – SAP - isostático


I DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

TEORIA DE ESTRUTURAS ISABEL ALVIM TELES

• Sistema real - esforços instalados nas barras

1,5 3  cos α = 0,8


α = arctg = arctg ⇒ 
2 4  sen α = 0,6

 NED = 30 kN (tracção)
Nó E 
 NCE = 0 (barra descarregada)

NAD

Nó D
α D 

∑ Fx = 0  − NCD − N AD cos α − 25 = 0

 N AD = 50 kN (tracção)

NCD 25 kN 
 ∑ Fy = 0  N AD sen α − 30 = 0  NCD = − 65 kN (comp.)
30kN

NAC
Nó C C α
∑ Fy = 0 ⇒ N AC sen α − 15 = 0 ⇒ N AC = 25 kN (tracção)
45kN 65kN
15 kN

45kN

A 20kN
50
kN kN
25 T
T
45kN B - 45kN C - 65kN D 25 kN
C C

15 kN
30kN
T

30 kN

versão 0 2/4 TTV – SAP - isostático


I DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

TEORIA DE ESTRUTURAS ISABEL ALVIM TELES

• Sistema auxiliar - esforços instalados nas barras (unidade: kN)


1kN
4
H = 4 kN ← 3
 A 3 A
 5
 VA = 1 kN ↑ 3
 4 kN → T 1 kN
 HB = 3
4
B - 43 C - 43
3
D
C C

NAD 1 kN
Nó D α
D
NCD

 N = − 4 kN (compressão)


∑ Fx = 0  − NCD − N AD cos α = 0

 CD

3 E

 ∑ Fy = 0  N AD sen α − 1 = 0 5
 N AD = kN (tracção)
 3

S - Sistema real S - Sistema auxiliar

45kN 1kN
4
20kN 1,5 mm 3
A
A 50 5
kN kN D 3
T = - 20 °C
25 δv 1 kN
4
45kN B - 45kN C - 65kN 3 B - 43 C - 43
D
D 25 kN

15 kN
30 kN

E E

30 kN

1 x δ Dv + Σ R x assent. apoio = Σ N N L + Σ N α ΔT L
EA

L EA N N
BARRAS α.ΔT.L N .α .∆ T. L N NL
(m) (kPa x m2) (kN) (kN) EA
AC 2,5 2,14 x 10 5 45 0 0 0 0
5
AD 2,5 2,14 x 10 5 50 0 0 97,352 x 10 -5
3
BC 2,0 2,14 x 10 5 -45 −4 60 x 10 -5 80 x 10 -5 56,075 x 10 -5
3
CD 4,0 2,14 x 10 5 -65 −4 0 0 161,994 x 10 -5
3
CE 5,0 2,14 x 10 5 0 0 0 0 0
DE 3,0 2,14 x 10 5 30 0 0 0 0
Σ = 80 x 10 -5
Σ = 315,421 x 10 -5

versão 0 3/4 TTV – SAP - isostático


I DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

TEORIA DE ESTRUTURAS ISABEL ALVIM TELES

1 x δ Dv + Σ R x assent. apoio = Σ N N L + Σ N α ΔT L ⇒ δ Dv − 4 × 0,0015 = 315 ,421 × 10 − 5 + 80 × 10 − 5


EA 3

δ Dv = 5,95 x 10 -3 m = 5,95 mm ↓

b) EXTENSÃO DA BARRA DE

Extensão: ε = ∆L = N . L × 1 = N
L E. A L E. A

NDE 30
ε DE = = = 14,0 × 10 -5
E. A 200 × 10 6 × 10,7 × 10 -4

A extensão calculada confirma o valor obtido experimentalmente.

versão 0 4/4 TTV – SAP - isostático