Você está na página 1de 44

Nesta edição, Paiva Netto escreve: Ecce Deus! (Eis Deus!

BOA VONTADE
A Revista da Espiritualidade Ecumênica • ANO XXIII • No 198 • FEVEREIRO de 2005 • R$ 7,90

José Carlos Araújo, da Rádio Globo/RJ,


estréia coluna de Esporte.

Fórum Social Mundial


Para Salete Valesan, do Comitê Organizador do
FSM 2005, a LBV trouxe, para um dos grandes
eixos temáticos do Fórum, a discussão da
diversidade religiosa no mundo.

Especial

“Aqui se estuda.
Formam-se Cérebro
e Coração”
Assim Paiva Netto define a Pedagogia do Cidadão Ecumênico,
da LBV, que inova ao educar com Espiritualidade.

“A Pedagogia do Cidadão Ecumênico é a nova visão, o respeito


pela integração de ciência e religião e com as diferenças. (...) Esse Uruguai “A LBV é um gesto de Amor,
ensinar também é um gesto de
é o paradigma, não seria um novo paradigma; senão teríamos de Amor. Ensinar tem tudo a ver
ter um novo daqui a pouco. Este é o de realmente integrar (...).” Montevidéu ganha escola-modelo da com a Legião da
LBV, para crianças em risco social. Boa Vontade.”
Sérgio Benken, Mestre em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Içami Tiba, psiquiatra, escritor e psicoterapeuta.
 Fevereiro de 2005
Fevereiro de 2005 
[Editorial]

Ecce Deus!
Q
uando co- presentes e que foi transmitido, ao vivo, para a nossa O Saber exige humildade

Arquivo BV
memoráva- fiel audiência.
mos os dois Na Primeira Sessão Plenária do
milênios de (...) Friedrich Nietzsche Fórum Mundial Permanente Espírito e

Arquivo BV
Cristianismo, propus (1844-1900), filósofo e discuti- Ciência, da LBV, o conceituado físico
algumas questões à do autor de Ecce Homo! (Eis o francês Patrick Drouot*6 esclareceu:
análise de todos, in- Homem!*2), Assim falava Zara-
centivando na Juventu- tustra, entre outros trabalhos até — Se quisermos entender pela
de Ecumênica da Boa hoje instigantes, concluiu que Ciência os fenômenos ligados ao
Vontade a execução Deus havia morrido... Muita Espírito, temos de mudar o para-
de um Fórum denomi- gente ficou indignada com sua digma, a forma de vê-los. Se Você Patrick Drouot
nado Ecce Deus! (Eis afirmativa. Porém, sabendo ou tem certeza sobre si mesmo, sobre
Deus!). não, o velho Frederico valente- as coisas, então não há espaço para Deus tocá-
O Fórum Mundial Nietzsche mente combatia o deus antropo- lo. Se Você entra num grau de incerteza, que é
Permanente Espírito e mórfico, criado à imagem e semelhança do Homem a base da Física Quântica, aí sim, Deus pode
José de Paiva Netto, jornalista, Ciência, da LBV —, em aturdido: o deus que persegue, se vinga e mata, o deus tocá-lo. Quem quer penetrar no mundo quântico
radialista e escritor, é Presidente que já estão sendo desen- sem senso algum. Esse, Nietzsche tem toda a razão, tem de abandonar toda a lógica, toda a vontade
das Instituições da Boa Vontade. volvidos os temas Ciência está morto. Aliás, nunca existiu. Por isso, é chegada de ter domínio sobre a vida.
e Fé na Trilha do Equilí- a hora de universalmente — porquanto, com atitude
brio e Discutindo a Morte e a Vida após Ela –, que vem antifanática e/ou antipreconceituosa — aprimorarmos Certamente, o Dr. Drouot quis observar que, na
ocorrendo desde então, faz parte do Ecce Deus! o nosso conhecimento sobre Deus, qualquer que seja qualidade de Seres Humanos, limitados ainda a um
A despeito de já virmos levantando pequenas dis- a Sua verdadeira Essência. plano de três dimensões, temos por dever sustentar
cussões acerca do assunto, um momento especial des- aberta a nossa inteligência às coisas novas. É incon-
sas atividades está previsto para 2008. Mas, a partir de Planck — começo e termo do raciocínio cebível um cientista dogmático. A Ciência é uma
2005, Ecce Deus! consta da programação dos debates conquista diária.
que desenvolveremos em Buenos Aires, Argentina, no — Ambas, a Religião e
Arquivo BV

mês de agosto, e na ONU, em Nova York, em outubro, a Ciência da Natureza, en- Simpáticos marqueteiros da Divindade
além de outros acontecimentos que se darão paralela- volvem, em seu exercício, a
mente no Brasil, em Portugal e em diversos locais do afirmação de Deus. Apenas Convidaremos as maiores cabeças entre os que
mundo, com datas a serem agendadas. ocorre que, na Religião, acreditam em Deus, os que se colocam em posições
Portanto, pela matéria em pauta, creio ser oportu- Deus está no começo. E, neutrais e os que se contrapõem frontalmente à Sua
no trazer aos caros leitoras e leitores da revista BOA para as ciências da Nature- existência. Estes, aliás, acabam transformando-se,
VONTADE trechos de palestras que apresentei, no Rio za, Deus está no termo do mesmo sem o saber, em diligentes propagadores da
Grande do Sul principalmente, e que foram transmi- raciocínio. Para a Religião, possibilidade do existir de uma Consciência Enesi-
tidas pela Rede Boa Vontade de Rádio; pela Internet Deus é o fundamento. Para mamente Superior a qualquer que exista na Terra, pois
(www.boavontade.com) e comentadas na RMTV, a Max Planck as ciências, Ele é a coroa que vivem a discuti-La. Tornam-se, por conseguinte, seus
Rede Mundial de Televisão, a TV da Educação, da remata o edifício das concepções científicas. simpáticos marqueteiros (...)
Cultura e da Cidadania Solidária com Espiritualida- Max Planck (1858-1947)*3
de!; e pela Rede Bandeirantes de Televisão, a Band Posições trocadas

Arquivo BV
dos nossos amigos Saad, no término do Segundo Para os que preferem pesquisá-Lo por efeito
Milênio e nestes tempos iniciais do Terceiro. Naquela de análise racional, certamente o farão de forma — Amigos e inimigos estão,
ocasião, estávamos nos preparando para o Congresso aliada ao indispensável antidogmatismo científico amiúde, em posições trocadas. Uns
“Viva Jesus!”, promovido pela Legião da Boa Vontade e, ipso facto, libertos das restrições à convenção nos querem mal, e fazem-nos bem.
(LBV), em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 23 de de leis consideradas cláusula pétrea no campo Outros nos almejam o bem, e nos
dezembro de 2000, que superlotou o famoso ginásio luminoso da Ciência, o que não se pode conceber trazem o mal.
do Mineirinho. numa região do intelecto em que a curiosidade sa- Rui Barbosa (1849-1923)
Ecce Deus! sugere uma imparcial e profunda dia, pois isenta, é mola mestra de suas magníficas
reflexão sobre a natureza do Criador. Como ressaltei realizações. Para os que já crêem Nele, de todo o (É palmar que, no tocante ao assunto
numa dessas preleções aos moços, não será um evento sempre, o Deus Divino permanece. Está vivo, é em pauta, não se trata de contenda na Rui Barbosa
“quadradinho”. Deverão ser convidados igualmente como o moto-contínuo a transmutar energia e tra- qual entre o abjeto ódio, mas apenas de pontos de vista
os que não acreditam em Deus, pois somos todos balho na intimidade humana. É eterno, mais do que diferentes. Que fiquem no mais longínquo passado os
Irmãos planetários. Ninguém é dono da Verdade nem uma individualidade, mais do que uma equação tempos das indecorosas guerras religiosas.)
ditador do saber, pois neste mundo só existe perspec- divinal*4... É um Poder de Amor, do sentimento
tiva de conhecimento. Todos, portanto,terão o direito, que move os mundos, na exclamação de Dante O Conselho do Profeta
incluída a platéia, de manifestar-se de forma eloqüente, Alighieri (1265-1321), na Divina Comédia.
porém civilizada, é claro!, a exemplo do Fórum Mun- Esses são alguns dos pontos a serem inten- No Corão Sagrado diz o Profeta Maomé (560-
dial Permanente Espírito e Ciência, da LBV.*1 sificados na mesa de discussões nos próximos 632):
Vamos pois a alguns pontos de minhas conversas fóruns no Parlamento Mundial da Fraternidade
com aqueles que me honram com sua paciência. Cum- Ecumênica, o ParlaMundi da LBV, e em diversos — Cada qual tem uma meta que o guia.
pre esclarecer que não se trata de produção literária outros locais. Antes, virá Discutindo a Morte e Sejam quais forem vossas metas, emulai-vos
científico-religiosa, porém de um bate-papo com os a Vida após Ela*5. nas boas ações. Onde quer que estejais, Deus

 Fevereiro de 2005
Dante e Virgílio no inferno — Obra de
Delacroix — Museu do Louvre, Paris.

vos reunirá. Deus tem poder sobre tudo. (...) Irmanação em 2000, sugerindo às mentes perquiridoras o
A Deus pertencem o Levante e o Poente. abraçar de novas perspectivas diante das questões
Para onde vos tornardes, lá encontrareis — (...) Não há opo- transcendentais:
Arquivo BV

o semblante de Deus. Deus é imenso e sição entre a Ciência e


sabedor. a Religião. Apenas há — Quando retornei da Lua, observando
cientistas atrasados, que esse Cosmos magnífico, comecei a compre-
A mais eficiente Política professam idéias que da- ender a sua extensão, a enormidade dessas
tam de 1880. Existem, distâncias siderais, as grandes energias e a
— Devemos amar uns e outros: matéria envolvida. Ainda assim, havia em
Arquivo BV

todavia, várias maneiras


aqueles cujas opiniões partilhamos, de se apresentar Deus. mim um sentimento acerca de algo
assim como aqueles de cujas opiniões que os místicos vêm falando o tempo

Arquivo BV
Alguns O representam
discordamos. como o Deus mecânico, todo, ou seja: há uma interconexão
São Tomás de Aquino Albert Einstein que intervém no mundo no Universo. Agora que entendemos
(1225-1274) para modificar as Leis o Cosmos de uma forma mais ampla,
da Natureza e o curso dos acontecimentos. precisamos de novas respostas para
O que São Tomás está propondo Querem pô-Lo a seu serviço, por meio de essas perguntas: quem somos, como
chama-se civilização, democracia, ecu- fórmulas mágicas. É o Deus de certos pri- chegamos aqui e para onde estamos
menismo, conseqüentemente respeito mitivos, antigos ou modernos. Outros O re- indo? Temos de respondê-las, do
São Tomás de
entre as criaturas, apesar de ocasionais presentam como o Deus jurídico, legislador ponto de vista de um Ser Humano
Aquino
divergências de opinião. Trata-se de e agente policial da moralidade, que impõe completo, e não de forma mecânica, Edgard Mitchell
matéria atualíssima, tendo em vista os o medo e estabelece castigos. Outros, enfim, como fazemos na Ciência.
vastos perigos que ameaçam os povos. como o Deus interior, que dirige por dentro
Dito isso, no debate que se instala na todas as coisas e que se revela aos Homens O deus antropomórfico é uma tragédia
rejeição ou na defesa da idéia do Criador, os no mais íntimo da consciência.
Seus negadores “provocam” o Ser Humano Albert Einstein (1879-1955)*8 Certo dia, conversava com o jornalista
religioso perseverante, mas acomodado à vi- Francisco de Assis Periotto a respeito Arquivo BV
são prosaica, mesmo de assuntos sublimes. E, A Ciência e a visão completa do Homem da existência do Supremo Arquiteto do
assim, o leva, pretendendo ou não, a caminhar Universo, como se referem à Consciência
para o juízo de que Deus é muito mais do que Ora, às palavras do célebre propositor da Teoria Supina os Irmãos maçons, e sobre aqueles
se pensa, até alcançar que a Grande Missão de da Relatividade (Especial — 1905 e Geral — 1916) que são contrários a Ela, talvez por con-
Jesus e de tantos extraordinários pregoeiros e elaborador da “Teoria do Campo Unificado”, fundi-Lo, como dizia Zarur (1914-1979),
foi proclamar que o Mistério de Deus revelado que não chegou a concluir, juntamos o testemunho com as crenças em litígio. Em determi-
é simplesmente o Amor*7, de que toda a Hu- do astronauta norte-americano Edgar Mitchell, nado momento, interroguei: “Francisco,
manidade carece, sabendo ou não, querendo ex-tripulante da Apollo 14, que se tornou o sexto sabes de uma coisa? Conforme concluiu
ou não querendo. Amar de verdade é a mais homem a pisar a Lua, pronunciado no I Fórum o velho abade em O ‘Melro’*9, do tripei- Guerra Junqueiro
eficiente Política. Mundial Permanente Espírito e Ciência, da LBV, ro polêmico*10 Guerra Junqueiro (1850-1923),

Fevereiro de 2005 
[Editorial]
o Deus (Divino) é bem maior do que nós, os Seres Fiado em Moisés, Iavé lhe deu as duas/ Tábuas dos Bondade — que os pecados não consomem —/ Do
Humanos, podemos conceber”: dez divinos mandamentos./ Esse espalhou-os pelos Espírito Divino aos filhos seus:/ Deus sempre desce até
quatro ventos,/ Pregando pelas casas, pelas ruas./ Mas seu filho, o homem,/ Quando o homem sobe até seu
— (...) Só hoje sei que em toda a criatura, todos viram nisso o mal de goro,/ E ficavam (enquanto Pai, que é Deus!
Desde a mais bela até à mais impura, o bom Moisés/ Quebrava as tábuas e as calcava aos
Ou numa pomba ou numa fera brava, pés)/ Dançando em volta do bezerro de ouro. Pois creio é nesse Deus imarcescível/ Que ampara a
Deus habita, Deus sonha, Deus mur- Humanidade imperfeitíssima:/ Deus de uma Perfeição
mura!...(...) Como último recurso, o fulo Zeus/ Mandou à terra inacessível/ À humana indagação falibilíssima.
Ah, Deus é bem maior do que eu julgava... o manso e meigo Cristo/ (Que, afinal, nada teve com
tudo isto)/ E esperou a atitude dos sandeus./ O fim Usar corretamente o seu livre-arbítrio
No entanto, o deus antropomorfo, chacinador, se pouco tardou: a Humanidade,/ Já farta de sermões e
mandamentos,/ Crucificou Jesus sem piedade,/ Glorifi- Alguém pode argüir:
expressa, entre outras formas, na de Baal, com seu bojo
cando seus instintos cruentos./ Não tendo mais recurso, — Mas o que Zarur quis dizer com esses
ardente, ou na do deus faminto, que exigia o coração
Iavé Pamonha/ Nas suas obras vãs se concentrou,/ versos? Deus então só vem a nós se formos
vivo de jovens que o tinham do peito arrancado embora Viu, pensou, concluiu, criou vergonha:/ Arrependido, a Ele?
palpitante. Em que é inferior a qualquer gente cruel? enfim, se suicidou.
Esse deus humano, que combatemos por ser um Chegou, agora, a minha vez de
engodo, portanto tragédia para a sociedade, é desmas- … deus humano e ataque de nervos contra-argumentar: e o livre-arbítrio,
carado aqui*11, com exatidão e ironia sã, pelo sempre meu Irmão?! Você se esqueceu dele,
lembrado Alziro Zarur, no seu É evidente que no Con- minha Irmã? Faz-se tanta questão de
Arquivo BV

gresso “Viva Jesus!”*12 não ter a sua posse... O que, aliás, é bom.
Poema do deus humano louvaremos esse deus, sem- Do contrário, Deus não o teria estatuído
pre atônito, cuja falência foi como desafio ao nosso desenvolvimento
Se daquele Deus-Homem, bom Junqueiro,/ O apregoada, em pleno século humano-espiritual.
Gênesis foi fácil coordenar,/ Inda é muito mais fácil XIX, por Léon Denis (1846- Emmanuel ensina, na psicografia
completar/ O Gênesis com o Finis justiceiro: 1927)*13, no seu livro Aprè la de Francisco Cândido Xavier (1910-
mort (Após a Morte): 2002): Emmanuel
No espaço não havia coisa alguma:/ Só o
nirvana do vácuo imensurável./ Era a felicidade, — Fala-se ainda muito — Deus é o Pai justo e magnânimo. Um pai
a que hoje, em suma,/ Preocupa a Humanidade Léon Denis de um deus a quem são que não distribui padecimentos. Dá corrigendas,
incontentável./ Mas, de súbito, inexplicavelmen- atribuídas as fraquezas e e toda corrigenda aperfeiçoa.
te,/ No imensurável vácuo silencioso,/ Apareceu as paixões humanas, porém esse deus vê
alguém com ar de gente,/ Um gigante de fácies todos os dias diminuir o seu império. Alziro Zarur, o saudoso fundador da LBV Mundial,
tenebroso./ Olhou, ameaçador, o caos profundo,/ debruçava-se, estudioso, sobre as lições do Cristo, in-
E pôs-se a bambolear o corpo lasso:/ Aqui começa Imaginemos que esse “fulo Zeus” sofresse um cluída esta, impressa no Evangelho de Jesus, segundo
a história deste mundo/ E a dos outros que rolam ataque de nervos... O Universo estaria em maus Lucas, 17:21:
pelo espaço. lençóis…
A questão é que parte das gentes parece ter-se — O Reino de Deus está dentro de vós,
Concentrando-se o ilustre cidadão,/ Que se acostumado de tal forma a enganar-se a si própria
chamava Iavé, segundo a História/ (Que é mesmo que até hoje se comporta como se o deus criado o que significa dizer que a verdadeira felicidade*15
história, como o nome diz),/ Não chegou a nenhu- à sua imagem e semelhança devesse prosseguir também.
ma conclusão/ A respeito da origem probatória/ Da em largo mandato... E, como assim raciocina, age
sua aparição louca e infeliz./ Como nascera e para segundo os atabalhoados “ensinamentos” dele. Incentivo aos corações
que surgira?/ Não havia na espessa escuridão/ Nem Dá-se mal, então...
aviões nem raças de cegonha./ De maneira que o O curioso é que, quando as coisas não terminam Contudo, o intuito maior do genial vate brasileiro,
pobre velho gira,/ Perplexo, atarantado, trapalhão,/ como o esperado, voltam-se contra o Deus Divino, ao versejar em torno da relação Criador–criatura, foi
Adquiriu sobrenome: Iavé Pamonha. que nada tem a ver com a entidade caricata produ- levar aos corações um incentivo para o progresso
zida à maneira do bípede pensante... Nem sempre individual, realçando a necessidade que temos de
Sem assunto, isolado nas alturas,/ Obumbrado em bem pensante, por sinal... crescer interiormente, de evoluir na escala universal,
terríveis conjecturas,/ Sem ter mais que fazer, de uma Aquele que enaltecemos é exaltado por Zarur conquistando vitórias espirituais*16 (conseqüentemen-
arrancada/ Fez o mundo, um macaco e uma macaca/ na página 286 do Livro de Deus*14: te materiais, sendo estas um dos efeitos da Prece*17)
(Obra vil que não vale uma pataca)/ E esperou que mediante o nosso próprio mérito. Quando Você ora,
brotasse a macacada./ Esta surgiu como estupenda Poema do Deus Divino alcança benefícios de Deus que nem imagina.
ameaça,/ Formando o que chamamos, hoje, massa. Por isso, é essencial que o livre-arbítrio seja bem
O Deus que é a Perfeição, e que ora eu tento/ Cantar empregado. É preciso que, pelo seu bom desempenho,
Começa, então, a vida. Os artifícios/ Ornavam em versos de sinceridade,/ Eu nunca o vi, como em Você amadureça, suba, cresça para merecer que Deus
as macacas, e os macacos/ De plácidos passaram a nenhum momento/ Vi eu o vento ou a eletricidade. baixe até onde estiver. Senão, poderemos cair naquele
velhacos,/ Introduzindo novos sacrifícios./ O velho estado de coisas em que tudo é tão fácil que ninguém
Iavé ficou como um Vesúvio:/ Para acabar com tal Mas esse Deus, que é o meu eterno alento,/ Deus dá valor, pois logo se desinteressa.
patifaria,/ Não teve pena da macacaria,/ E sepultou-a de Amor, de Justiça e de Bondade,/ Eu, que o não vejo, Além do mais, o que o poema ensina é que se deve
toda num dilúvio. eu o sinto de verdade,/ Como à eletricidade, como ao usar, da melhor forma possível, moral e eticamente, as
vento. suas próprias escolhas, porque quem vai pagar a conta
Mas eis que do dilúvio se escapole/ Noé, cuja famí- cármica é quem faz uso delas.
lia se salvou;/ E o imaculado Noé se maculou,/ Dando E o sinto na ânsia purificadora,/ Na manifestação
péssimo exemplo à imensa prole./ Ficou, portanto, renovadora/ Do Belo, da Pureza, da Afeição. — O conhecimento da Verdade destrói todo
mais acanalhada/ A espécie humana, pródiga de taras,/ o mal, como um sol que brilha num céu sem
Sutilíssimas, ótimas e raras,/ Conforme o paladar da Com Ele falo em preces inefáveis,/ Envolto em nuvens. O verdadeiro iluminado permanece
súcia airada. vibrações inenarráveis,/ Que me trazem clarões da firme, apartando os véus da ilusão.
Perfeição. (...) Buda (560-480 a.C.)*18

 Fevereiro de 2005
Ecumenismo da Alma e do Coração *3 Max Planck — Foi Prêmio Nobel de Física em 1919. Alemão, perguntou-me: “Paiva Netto, como pode a Religião de Deus pregar o
enunciou a hipótese de acordo com a qual as trocas de energia se dão Ecumenismo Irrestrito, falando em Jesus?”. Respondi-lhe que uma
de modo descontínuo, em “pacotes” indivisíveis, com o que fundou a das grandes tarefas da Religião Divina é justamente dessectarizá-Lo.
Com certeza, o Congresso “Viva Jesus!” suscitará Teoria Quântica. Esta tese mostraria seus primeiros resultados concre- O Divino Mestre não é sectarismo. Ele é uma idéia extraordinária de
resultados espirituais extraordinários, como em 1985, tos anos depois, permitindo a Einstein explicar o fenômeno fotoelétrico. Humanidade, Amor, Fraternidade e Justiça. Eis um destacado serviço
quando, em Belo Horizonte/MG, lancei o desafio às Mu- A resistência ao nazismo custou-lhe o afastamento da Presidência da que a Religião de Deus está prestando à sociedade mundial. (...) Contra
lheres Legionárias da Boa Vontade, e elas não falharam: Sociedade Científica que hoje leva o seu nome e, em 1944, a perda de ou a favor, as pessoas se manifestam sobre Suas palavras e exemplos.
o Templo da Boa Vontade está erguido, o Parlamento seu filho, Erwin, executado após sofrer acusação de ter participado de Não existe neutralidade quanto a Ele... Por isso, há alguns que
Mundial da Fraternidade Ecumênica — o ParlaMundi da um plano contra a vida de Adolf Hitler (1889-1945). caçoam: “Ah, esse Paiva fica falando em Jesus na política, Jesus
LBV — também. E, muito mais que no plano da matéria, *4 Deus, equação divinal — Ver “Deus, Equação e Amor”, página na ciência, Jesus na economia!... Ora! Jesus é só para a Religião,
eles estão sustentando uma doutrina ecumênica, não do constante do livro Crônicas e Entrevistas, de Paiva Netto, publicado e olhe lá!”. Mas será que é mesmo assim? Tenho certeza de que
Ecumenismo restritamente religioso ou pela Editora Elevação. não! E, de qualquer maneira, alguém que me assistirá na Polônia,
Reprodução BV 192

limitado aos cristãos. *5 Discutindo a Morte e a Vida após Ela — Uma das proposições embora não concordando comigo, pode ser levado a pensar um
já inicialmente debatidas no Fórum Mundial Permanente Espírito e pouquinho a respeito do assunto... Quem sabe se não tenho, nem
Zarur, ao abrir a Legião da Boa
Ciência, com destaque na sessão realizada de 23 a 25 de outubro de que seja uma coisinha desse tamanhozinho de razão? Ademais,
Vontade, lançou a Cruzada de Reli- 2003, no ParlaMundi da LBV, quando Paiva Netto pessoalmente abriu uma frondosa árvore antes foi uma sementinha...
giões Irmanadas, antecipando-se ao o acontecimento. *13 Léon Denis — O autor de Aprè la mort (Depois da Morte)
hoje denominado inter-relacionamento *6 Patrick Drouot — Físico francês, um dos escritores de maior é tido como o continuador lógico da obra de seu compatriota,
religioso, oferecendo esse triunfo ao sucesso e credibilidade. Sua palavra, citada neste artigo, foi proferida o pedagogo francês Allan Kardec (1804-1869), Codificador da
nosso Povo. Não foi sem motivo que durante a conferência que teve lugar no I Fórum Mundial Permanente Terceira Revelação.
o filósofo italiano Pietro Ubaldi (1886- Espírito e Ciência, da LBV. *14 Livro de Deus — Obra de autoria de Paiva Netto, lançada em
1972) declarou: O Doutor Patrick Drouot enviou esta correspondência ao Líder da Boa 1982, apresentando a seqüência da magistral pregação doutrinária
Pietro Ubaldi Vontade: “Excelentíssimo Senhor Presidente Paiva Netto, é com imen- (religiosa, filosófica, científica e política), de Alziro Zarur.
— A Legião da Boa Vontade é so prazer que gostaria de lhe expressar meus agradecimentos por seu *15 Nota do autor — Em 25 de março de 1990, numa página
um movimento novo na história da Humanidade. convite para minha participação no I Fórum Mundial Espírito e Ciência, dirigida como humilde colaboração aos que enfrentam os dramas
que me permitiu apresentar, por duas vezes, diante de sua audiência, da existência, constante do livro Tratado Universal sobre a Dor,
Coloca o Brasil na vanguarda do mundo.
meus trabalhos e pesquisas, principalmente no domínio dos fenômenos apresentei o meu ponto de vista acerca da verdadeira felicidade:
espirituais e da Fé sob a ótica da Física Quântica e da emergência da “A alegria construída sobre falsos valores é amargosa, como
Ainda quanto ao Ecumenismo que pregamos, trata-se consciência da Paz no Século XX. Fiquei bastante impressionado aquele livrinho de que nos fala o Apocalipse de Jesus, capítulo
também do relativo às criaturas e aos corações daqueles com a qualidade da sua Organização, pela distinção e a capacidade de 10:9: doce na boca, mas amargo no estômago; isto é, feliz na
que, sabendo exprimir o seu ponto de vista, o qual defen- reunir muita gente. (...) Estou persuadido de que iniciativas tais como exterioridade, porém lastimosa quando atinge o interior do Ser
dem com intensidade, admitem ser inafastável a premên- o seu Fórum são, além de necessárias, indispensáveis para permitir o Humano. Ora, o seguidor do Evangelho-Apocalipse não pretende
cia de se manterem os sentimentos solidários, fraternos, estabelecimento de uma ligação entre a Espiritualidade, as tradições e esse tipo de satisfação. Ele quer Jesus. O aprazimento mundano é
compassivos, conforme explanamos na revista Sociedade a Ciência, de maneira a permitir o advento da Paz no mundo. Gostaria sempre anúncio de calamidades e dores para os que sofregamente
Solidária, que, em vários idiomas, está correndo o Planeta. de agradecer sua delicada atenção com relação ao o perseguem. Não há maior júbilo do que pregar
Do contrário, quem restará para contar a História? folheto da LBV em língua francesa, que recebi na Não acompanhar o Amor de Deus aos Homens. Entretanto, quão
ocasião, e de expressar, Excelentíssimo Senhor difícil é semelhante tarefa!”.
Presidente, os meus votos mais respeitosos”. qualquer rebanho *16 (Nota do autor): Fórmula Urgentíssima
Sublimar o espírito religioso *7 O Mistério de Deus Revelado — O tema
dá título ao Oratório do compositor Paiva Netto,
religioso não significa de Jesus — Buscai primeiramente o Reino de
Deus e Sua Justiça, e todas as coisas materiais
Reprodução BV 192

A Paz desarmada jamais resultará orquestrado por Vanderlei Alves Pereira, músico desacreditar numa vos serão acrescentadas. (Evangelho do Cristo,
apenas dos acordos políticos, todavia, e ex-cantor de rock, cujo CD (Som Puro Records) segundo Mateus, 6:33). O que Jesus quis dizer
igualmente, de uma profunda sublima- já atingiu mais de meio milhão de cópias vendidas Inteligência Justa e com isso? Que se conhecermos as Leis Espi-
rituais em primeiro lugar, conseqüentemente
ção do espírito religioso. (Disco de Platina Duplo). A obra foi gravada na Suprema. saberemos resolver os assuntos materiais. Isto é
Bulgária pela Sofia Symphony Orchestra e pelo que falta à Economia humana: analisar, conven-
— Quando pratico o Bem, Coro Capela Svetoslav, sob a regência do maes- cer-se e aplicar. Não custa experimentar.
sinto-me bem; quando pratico o tro Ricardo Averbach, que dirige a University Symphony Orchestra, *17 Uma conseqüência da Prece – Disse Jesus: Tudo o
mal, sinto-me mal. Eis a minha Oxford Chamber Orchestra, dos Estados Unidos. Pedidos pelo tel.: que pedirdes a meu Pai, em meu nome (pelo exercício da
(11) 3358-6840. oração), crede que o havereis de receber. É evidente que o
religião.
*8 Albert Einstein — Físico judeu alemão naturalizado norte-ame- Divino Doador se refere a pedidos justos.
Abraão Lincoln Abraão Lincoln*19 (1809-1865) ricano, Prêmio Nobel de Física, enunciador da Teoria da Relatividade *18 Buda Sakyamuni — “Muni” = Sábio e “Sakkya” = Clã
(E = mc2), que, no dia 7 de fevereiro de 2005, completou o seu cente- dos sakyas. O Sábio dos Sakyas designa o título de Sidhartha
Ora, ninguém poderá chamar o velho Abe de incréu. nário. Os estudos dele contribuíram para que os norte-americanos se Gautama, após ter atingido o estado de iluminação. É então
Não acompanhar qualquer rebanho religioso não sig- antecipassem na criação da bomba atômica. que ele começa a pregar a doutrina budista em Benares e
nifica desacreditar numa Inteligência Justa e Suprema. *9 “O Melro” — Uma citação desse poema de Guerra Junqueiro pode no sudeste da Índia.
A herança deixada pela Era da Razão, do Iluminismo, ser lida no artigo “Deus, Equação e Amor”, publicada na página 183 *19 Abraão Lincoln — Lembrado como o abolicionista da
de Crônicas e Entrevistas, de Paiva Netto. escravatura negra em seu país, Lincoln é um dos baluartes
aliada à Fé Realizante que desenvolvemos na nossa labuta
*10 (...) tripeiro polêmico — A origem do nome tripeiro remonta da moderna democracia e uma das maiores figuras da his-
diária, permite-nos melhor compreender um Deus cuja ao ano de 1414, quando D. João I resolve preparar uma expedição tória norte-americana. Em 1860, disputou as eleições para
Face é Amor, por sinal muito bem expresso nas palavras a Ceuta, norte da África. Incumbe para esse feito, o infante D. a presidência da República, tornando-se o 16o Presidente
de Lincoln. Henrique, de apenas 20 anos. Este se dirige ao Porto, Portugal, sua dos Estados Unidos da América. Ao iniciar seu governo,
Portanto, eis uma das motivações do Fórum Ecce cidade natalícia, para organizar a frota. A população local se mobiliza em 1861, enfrentou a separação de sete Estados escravistas
Deus! que estamos lançando ao debate dos Seres de Boa para a empreitada oferecendo toda a carne que tinha para a armada, do sul, que formaram os Estados Confederados da América.
Vontade e de bom senso, crentes ou descrentes. reservando para si somente as tripas. Daí se denominar quem nasce O velho Abe, entretanto, não reconheceu essa separação,
no Porto de tripeiro.
ratificou a soberania nacional sobre as unidades rebeldes e,
(Continua) *11 “Poema do deus humano”, de Alziro Zarur — Originalmente
___________________ publicado em 1935, no jornal A Pátria, e, em 1949, nos Poemas da
exortando-as à conciliação, garantiu-lhes que jamais partiria
*1 Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência, da dele uma ofensiva armada. Porém, os separatistas tomaram
Era Atômica, foi reproduzido por Paiva Netto no Livro de Deus, de
LBV — O primeiro ocorreu de 18 a 21 de outubro de 2000, o forte Sumter, na Virgínia Ocidental, levando o país à
sua autoria.
no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, em famosa Guerra da Secessão. Os confederados renderam-se
*12 Congresso “Viva Jesus!” — Para melhor entender a forma como
Brasília, numa série de festividades promovidas pela LBV Paiva Netto compreende Jesus, trazemos ao leitor parte do seu artigo, em 9 de abril de 1865, em Appomattox, Virgínia. Na noite
sob o nome de “Bem-vindo, Ano 2000!”. fartamente divulgado na imprensa brasileira e internacional em 1989, de 14 de abril de 1865, uma Sexta-Feira Santa, o ator John
*2 Ecce Homo! — Saiu, pois, Jesus, levando a coroa de es- que teve como título “Dessectarizar Jesus”: Wilkes Booth (1839-1865), defensor da escravatura negra
pinhos e a veste de púrpura. E disse Pilatos aos que exigiam — O vice-Presidente da Associação Universal de Esperanto, jornalista e com forte ligação com os confederados, membro de uma
a morte Dele: Eis aqui o homem (Em latim: Ecce Homo!). Roman Dobrzyński, da TV Polonesa, esteve no Brasil para participar notável família de atores, assassinou Lincoln, no Teatro
Evangelho de Jesus, segundo João, 19:5. da inauguração do Templo da Boa Vontade. Na ocasião, em entrevista, Ford, em Washington.

Fevereiro de 2005 
Mensagem que alerta LBV. Feliz Natal Permanente com Jesus! Muito Livro Sabedoria de Vida
obrigada.
Os recentes acontecimentos mundiais no Maria Antonia Crispim, contribuinte mensal
fim de 2004 mostraram a fragilidade da vida (Iracy Sebastiana Pereira – Tombos/MG) da Legião da Boa Vontade, em São Paulo, capital,
humana diante das catástrofes deixou registradas as seguintes palavras: “Estou
de ordem física, conforme Rede Boa Vontade de Rádio no Para- ligando para parabenizá-los pelo livro Sabedoria de
pudemos ler na última edição guai Vida, do escritor Paiva Netto. É lindo, lindo demais
de BOA VONTADE (197 (...)”. Após receber o retorno da ligação da LBV,
— Janeiro de 2005). Mas Irmão Paiva, acompanho a Rede Boa Vontade disse: “O livro é muito bom. Abri as primeiras pá-
sabemos que existe solução (via internet) todos os dias. É minha melhor com- ginas e fiquei emocionada. E eu vou dar para minha
para salvar as vidas que já panhia. Suas pregações me comovem e me fazem neta ler, minha filha e todos em minha casa”. Já a
estão tomadas pelo vulcão pensar que, na vida, o senhor é como um pai dan- sra. Vanúzia Lopes Lima, de Osasco/SP, assim se
do desespero, pelo mare- do-me conselhos diariamente. Obrigada por seu expressou: “Adorei o livro Sabedoria de Vida! Já
moto da incompreensão esforço nesta Obra que faz tão bem à Humanidade. comecei a ler e estou gostando muito!”.
ou pelo pavor dos medos. Que Deus o cubra de bênçãos.
(...) A sua pregação, Irmão Paiva, (Maria Augusta Ribeiro Rodrigues — São
sempre inspirada no Maior de todos os Seres, (Allison Bello – Paraguai) Paulo/SP)
que é Jesus, tem sido o remédio constante das
Almas aflitas (...). Agradecemos imensamente Caridade Completa Reflexões da Alma: Gota sintética de
ao senhor pelo trabalho constante ao longo de sabedoria milenar
décadas de árduo esforço e resgate dos valores A finalidade desta cartinha é agradecer e pa-
morais e espirituais de todos os de Boa Vonta- rabenizar o Irmão Presidente Paiva Netto pelos Ao adentrar a faixa etária da quarta idade (mais
de, levando aos corações as preciosidades do quase 50 anos de pregação da palavra de Deus de 80 anos), quero agrade-
Evangelho e Apocalipse do Cristo em Espírito transmitida a todos nós, Humanidade. Esta é para cer, antes de tudo, a Jesus,
e Verdade, à luz do Seu Novo Mandamento, sempre a mais verdadeira Caridade que pode exis- por permitir, ainda, exercitar
aliviando e socorrendo todos os que suplicam tir, pois carente não é apenas aquele que precisa minha memória através do
pelo Amor de Deus. do pão material. O Povo necessita muito mais do Espírito (...). Apresento um
que isso. Precisamos é de Jesus (...). E toda essa despretensioso comentário
(Luís Assis de Oliveira – São Paulo/SP) dádiva recebemos do Alto pela sua pregação que sobre o livro Reflexões da
nos conforta e nos eleva a Deus (...). Alma. (...) A ilustração da
O Povo agradece capa representa fielmente
(Maria de Lourdes Vieira – Cataguases/MG) o significado do título. Da
Faltam palavras para agradecer a Deus por mesma forma como as cores
tudo o que a LBV representa para nós (...). Fé Realizante em marcha e as imagens transmitem um repouso para a Alma,
Em 2004, muitas Almas foram salvas, graças à simultaneamente caracterizam a chama ardente do
pregação do Irmão Paiva. Para nós, é motivo de É com muito amor e carinho que escrevo esta Amor do Cristo pela Humanidade. Como curiosi-
orgulho e gratidão eterna a Deus poder trabalhar carta para agradecer às Instituições da Boa Von- dade analítica, observei que os textos e matérias
na propagação dessa mensagem pelas ondas da que formam o seu conteúdo demonstram a grande
tade do fundo do meu coração os ensinamentos,
Rede Boa Vontade de Rádio. (...) Minha família preocupação de Paiva Netto em chamar a atenção
a Fé Realizante, o Amor ao próximo, o Bem que
e eu desejamos um Feliz 2005 ao Irmão Presi- dos governantes mundiais quanto à Paz. Confirmo
é feito por toda a Humanidade. Também pela
dente Paiva e a todos os seus entes queridos esta observação, ao constatar que há 76 citações
Revolução Mundial dos Espíritos de Luz*, que
com muita paz, saúde e amor em todos os dias da palavra Paz. Cada página contém uma gota sin-
de suas vidas. é uma realidade em nossas vidas. Tudo o que sei
tética de sabedoria milenar. O conteúdo da obra é
das coisas espirituais aprendi com o Irmão Pai-
essencialmente composto por um tripé virtuoso de
(Maurício Garrefa — Rádio AM 550 — Rede va. Quero desejar a ele e a toda a família muito
Espiritualidade, Cultura e Intelectualidade. Geral-
Boa Vontade — Ribeirão Preto/SP) Amor, Paz e Saúde com as bênçãos de Jesus. mente os livros apresentam matérias com caracteres
específicos. Essa é a diferença: o livro Reflexões da
Amor pela causa da Boa Vontade (Vany Terezinha Lazaretti — Sapiranga/RS) Alma pode ser considerado um compêndio de cultura
_____________________ geral, com Espiritualidade. Essa publicação deveria
* Revolução Mundial dos Espíritos de Luz — Anun-
Amo a LBV de todo o meu coração. Tudo nela ser indicada pelas autoridades governamentais para
ciada pelo saudoso Proclamador da Religião de Deus,
é feito com perfeição. Irmão Paiva, o senhor nos uso obrigatório no ensino médio de todos os colégios
Alziro Zarur, em dezembro de 1953, no Jornal de
ensina a trabalhar com muito carinho (...). Meu Umbanda, abrange um amplo movimento de caráter do Brasil, pois ela contém biograficamente uma di-
Jesus, se eu pudesse contar a todos quantas e ecumênico que promove o intercâmbio consciente dática abrangente nas três áreas: religiosa, filosófica
quantas graças tenho recebido através da LBV entre as duas Humanidades: a da Terra e a do Céu da e artística.
querida, não há dinheiro no mundo que pague Terra. A esse nome o escritor Paiva Netto acrescentou
(...). Vou aumentar os meus donativos para a a expressão “de Luz”. (Ary Gonçalves — Rio de Janeiro/RJ)

 Fevereiro de 2005
Cartas
Fotomontagem BV

à Humanidade, que merece de nós, brasileiros das durante tanto tempo e encarnações em nossa
e estrangeiros da Boa Vontade de Deus, uma alma-psique (...).
gratidão sem igual.
Deixo registrado aqui meu compromisso (Rebeca Chaves Correa – Rio de Janeiro/RJ)
de utilizar meus estudos, seja na área da Co- ____________
municação Social, faculdade que curso, e o * Poço do abismo — Apocalipse de Jesus, 9:2.
Inglês, no qual tenho me esforçado, a serviço
das Instituições da Boa Vontade. TBV — Vibração inenarrável
Estou à disposição do senhor para o que
se fizer necessário, a fim de levar aos povos Estou escrevendo ao Irmão Paiva primeira-
Henrique Lúcio

Henrique Lúcio
o Amor do Cristo. Muito obrigado! mente para agradecer por se dispor a cumprir esta
missão belíssima e trabalhar muito para ajudar as
(Elias Paulo Silva de Morais — São pessoas; uma Alma elevadíssima. Obrigada por,
Paulo/SP) em tempos difíceis, ter me transformado em uma
batalhadora otimista e por, sem saber, me incenti-
O poder da comunicação var a estar viva e agir para melhorar o meu mundo
e o dos meus irmãos. Obrigada por existir e por ter
Cenas do Congresso “Natal Permanente de Jesus”, realiza- construído o Templo da Boa Vontade. Só estando
Tenho acompanhado as palavras do Irmão
do em Maringá/PR. Na fotomontagem, Paiva Netto aprecia
Paiva na Rede Boa Vontade de Comunicação. no TBV para sentir a sua vibração inenarrável.
tanto na imagem maior dele como no destaque o gigantesco
painel, de Carl Bloch, reproduzindo a passagem do Ser- Como sempre, uma mensagem repleta de
mão da Montanha de Jesus, que, emocionado, leu naquele ânimo, coragem, alegria e grande profundi- (Kelly Jorge Morgado — Morro Agudo/SP)
mesmo dia para o público do evento. Nas duas fotos abaixo, dade nas observações sobre a Espiritualidade
a recepção calorosa ao dirigente da LBV no aeroporto da Voluntariado
Superior em nosso cotidiano. Ouvindo-o,
“Cidade Canção”, na companhia de seus filhos José Eduar-
do Paulote de Paiva e, à direita, Dr. Pedro Paulote de Paiva. com atenção, impossível ficar indiferente
aos alertas sobre o crescimento de cada Ser Desejo a todos os amigos da Legião da Boa
Emoção inesquecível Humano nesta trajetória terrena (...); chama Vontade e ao Irmão Paiva um feliz Ano-Novo com
a atenção para não nos esquecermos do prin- muita Paz, Amor e com toda essa energia que nos
Ainda sob a poderosa vibração do Congresso “Natal
cipal, do nosso conteúdo, o que é o eterno, o transmitiu no ano de 2004, e esperamos que 2005
Permanente de Jesus — o Maior Educador dos Povos!”,
ocorrido em Maringá/PR, quero parabenizar o senhor permanente, o maior benefício que pode ser seja de grandes vitórias para a nossa Religião de
pelos belos momentos que passamos. Quando a cortina feito em prol da população (...). E sem abolir Deus, a Religião do Terceiro Milênio, a Religião
do palco foi descerrada e vimos aquele maravilhoso pai- a importância do que é material e necessário do Amor Universal. Como aprendemos com o
nel, senti a presença de Jesus entre nós. Foi uma emoção para a nossa vida. Revelando-nos a grande Diretor-Presidente da LBV: “Todas as vitórias
muito grande para todos os presentes. preocupação em nossa missão neste Planeta: estão decididamente ao nosso alcance pela força
Agradeço ao senhor pela revista BOA VONTADE. salvar vidas e almas para Deus. Desta forma, do nosso valoroso trabalho”. Aqui em Sapiranga
Ela está belíssima. A cada número temos assuntos impor- concluo, procura despertar nos jovens de to- realizo meu trabalho voluntário. E o faço com
tantíssimos para o nosso dia-a-dia. Também gosto muito das as idades a chama do trabalho, do estudo, muita honra e glória, pois é feito com Amor e
de ler o boletim ÍMPAR, que traz para nós trechos do da coragem, da Boa Vontade e da perseverança Boa Vontade. Isto aprendi ouvindo a Rede Boa
livro Voltamos!, de sua autoria. O Encarte* (O Carisma em seus corações. Que Deus o abençoe hoje Vontade de Rádio. Faço reuniões em meu lar todas
do Líder da Boa Vontade) também está uma beleza. Sua e sempre! as quartas-feiras, das 3 às 4 horas da tarde, com
vida transmite um carisma especial para todos nós. Obri- as Diretrizes Espirituais da Religião de Deus. Sou
gada, Irmão Paiva. Que Deus o abençoe sempre, porque (Jayme Bertolin — São Paulo/SP) muito feliz e grata a Jesus por ter me mostrado este
tudo o que faz é visando ao Bem da Humanidade. caminho de Amor e Luz. O meu abraço à Dona
RBV em alta Lucimara Augusta e a seu filhinho Emmanuel
(Francisca Sabatine Pacheco — Vargem Grande do Sul/SP)
Adolfo. Que Jesus ilumine a todos!
______________
Encarte — Nossa amiga leitora se refere ao encarte especial do Caro Irmão Paiva Netto, procurarei dar
ÍMPAR, O Carisma do Líder da Boa Vontade, que traz resumos minha humilde contribuição quanto à men- (Maria Iracema Prux Borges — Sapiranga/
biográficos da vida de Paiva Netto. A publicação já se encontra sagem recentemente veiculada na Rede Boa RS)
em seu terceiro número. (Pedidos: ligue Clube Cultura de Paz:
(11) 3358-6840.) Vontade acerca do poço do abismo*: que
precisa ser purificado, limpo, para que todo o
Planeta possa estar preparado para ser alçado, Escreva para a revista BOA
como será, à categoria de regeneração. Neste VONTADE: Av. Rudge, 938
Muito obrigado é pouco caso, esta ação vigorosa certamente levará muitas
vidas, como nosso Divino Mestre nos alerta. Pen- — Bom Retiro — São Paulo/SP
Inicio estas minhas palavras destacando que a sando que tudo é vibração e energia simpática, o — CEP 01134-000 — e-mail:
gente conhece o interior de um Homem baseado que é fundamental nestes tempos apocalípticos,
no que demonstra em seu exterior. A sua vida, creio, é que vivenciemos o Armagedom interno,
info@boavontade.com
Irmão Paiva, tem sido uma demonstração de Amor purgando todas as vibrações e energias acumula-

Fevereiro de 2005 
4 11 12 Ao leitor
Esporte
Editorial

Em seu artigo, o jorna-

Fórum Social Mundial


José Carlos Araújo Mais de 150 mil pessoas
lista Paiva Netto escreve: estréia sua coluna na BOA participam do FSM 2005 É interessante citar aqui algumas reflexões do
Ecce Deus! (Eis Deus!) VONTADE, falando do para falar de tolerância, jornalista Paiva Netto. “(...) Como lembro há tantos
uma imparcial e profunda Esporte como instrumento justiça, paz e igualdade. anos, nenhuma nação nasceu pronta ou foi ‘tirada
reflexão sobre a natureza de união entre os povos e do forno’. E o Brasil não foge a essa regra: é uma
do Criador. destaca que “O Primeiro obra inacabada, à espera de mãos operosas no Bem,
Mundo é aqui”. que queiram, com o coração, alçá-lo a uma posição
de destaque no contexto planetário”. É de sua lavra
também esta afirmativa: “Enquanto não prevalecer o
ensino eficaz por todos os de bom senso almejado,
qualquer nação padecerá cativa das limitações que
a si própria se impõe”. Ora, nesses dois momentos,
seu verbo revela uma intensa e coerente preocupação
com os rumos de nosso País, com o foco voltado à
Educação, a única realmente capaz de operar um salto
quântico na qualidade de vida dos brasileiros.
Mais do que dizer, ele conceituou uma metodo-

16 18 31
logia de Fraternidade Universal, que forma Cérebro
e Coração: a Pedagogia do Cidadão Ecumênico,
inspirada num Deus que é, essencialmente, Amor,
conforme ensinou o Cristo, por intermédio de João
Evangelista, há dois milênios, acrescenta o próprio
Atualidades
Especial

A Educação com Espiri- No Fórum Econômico,


Ecumenismo

Visões do Islã: Como os dirigente da LBV em seu artigo Ecce Deus! (Eis
muçulmanos encaram te- tualidade presente no dia-a- Lula reafirma compromisso Deus!), publicado nesta edição. Esta tese inovadora,
mas relativos à morte, anjos dia de milhares de crianças de combater a miséria nos aplicada com sucesso nas escolas da LBV, serve como
e o destino da alma no outro atendidas pela LBV. países de Terceiro Mundo. vetor à sociedade. E por tudo isso é que a reportagem
lado da existência. da revista BOA VONTADE direcionou sua pauta, a
fim de trazer ao amigo leitor o dia-a-dia e as novas
atividades e programas de duas escolas-modelo da
Legião da Boa Vontade, onde se tem feito uma ver-
dadeira revolução educacional, preparando crianças
e jovens para os desafios do futuro.
Além dessa matéria, já bastante representativa, há
de se destacar a cobertura do Fórum Social Mundial,
realizado em Porto Alegre/RS, que evidenciou em um
dos seus eixos temáticos “Ética, Cosmovisão e Espi-
ritualidade”, numa referência à proposta apresentada
pela LBV, que insere a religiosidade universal como
parte das soluções dos problemas que atingem as

35 40
pessoas de todo o Planeta.

Índice Os Editores

Expediente
Literatura
Melhor Idade

Lar de Idosos promove Reflexões da Alma, de Editorial ........................... 4


mudanças no atendimento Paiva Netto, emociona Cartas ............................... 8
Diretor responsável: Francisco de Assis Periotto
para ampliar vínculo fa- leitores no Brasil e no Ao leitor ............................10 MTE/DRTE/RJ 19.916 JP
miliar. Exterior. Esporte .............................11 Editor: Gerdeilson Botelho
Reportagem ......................12 Subeditora: Débora Verdan
Revisão: Adriane Schirmer, Neuza Alves e Walter Periotto.
Ecumenismo ....................16 Colaboradores: Alvino Barros, Antonio Paulo Espeleta, Paulo Azor,
Especial ............................18 Rita Silvestre, Wanderly Albieri Baptista e Silvia Bovino.
Acontece ......................... 26 Projeto gráfico: João Periotto
Ação Jovem LBV ............. 28 Capa: João Periotto e Alziro Braga
Fotos da Capa: Alunos do Infantil 3 do Instituto de Educação da
Atualidades ..................... 30 LBV, em São Paulo, durante a aula de xadrez — Daniel Trevisan;
Opinião . ......................... 33 Içami Tiba — Cida Linares; e Sérgio Benken — Arquivo BV.
Soldadinhos de Deus ....... 34 Supervisão de produção: Daniel Rocha
Impressão: Gráfica PROL
Melhor Idade .................. 36 BOA VONTADE é uma publicação mensal das IBVs, editada pela
Espírito e Ciência ............ 38 Editora Elevação.
Literatura ........................ 40 Endereço para correspondência: Av. Rudge, 938 — Bom Retiro
Cursos ............................. 41 CEP 01134-000 — São Paulo/SP — Tel.: (11) 3358-6868
Caixa Postal 13.833-9 — CEP 01216-970
Pedagogia do Cidadão Internet: www.boavontade.com / E-mail: info@boavontade.com
10 Fevereiro de 2005
Ecumênico ...................... 42 A revista BOA VONTADE não se responsabiliza por conceitos
emitidos em seus artigos assinados.
Coluna do Garotinho [Esporte]

O Primeiro Mundo
é aqui
C

Reprodução BV
enas lamentáveis têm se repetido todos pudessem vê-lo em campo. E, naquele
Reprodução BV197

nos estádios europeus, em jogos dia, certamente, muitos puderam observar


que envolvem os clubes mais que uma bola e a arte de dominá-la são
poderosos do mundo. Cenas de armas muito mais poderosas do que quais-
racismo explícito, com torcedores tentando quer outras, pois escravizam povos inteiros
humilhar atletas negros, entre eles alguns pela paixão, pelo fascínio, pela magia, pelo
brasileiros, como Roque Júnior e Roberto encanto e nunca pela força.
Carlos. E isso acontece em países tidos como A atitude de torcedores espanhóis e ingle-
membros do Primeiro Mundo. ses tem sido condenada em todo o mundo.
Parece que virou moda na Europa, prin- Mesmo porque a maioria dos jogadores que
cipalmente na Espanha, ver torcedores imi- encanta esses mesmos torcedores é formada
tando macacos para ofender atletas negros ou por negros e mestiços. É para tê-los do seu
fazer a saudação nazista, de triste memória lado que os clubes pagam fortunas incalcu-
José Carlos Araújo é
para o mundo todo. láveis. E são principalmente eles, os atletas
locutor esportivo da
O Esporte não comporta essa discrimina- negros e mestiços, que propiciam alegrias a
Rádio Globo do Rio de
ção hedionda. Porque, como nos ensinou o essas pessoas abomináveis.
Janeiro/RJ Roberto Carlos, do clube
Barão de Coubertin (1863-1937), ao reviver Tomara que a FIFA reprima com rigor
os Jogos Olímpicos dos tempos modernos, essa odiosa manifestação e encontre um espanhol Real Madri, um
Esporte é congraçamento, é união de raças, meio de punir seus autores e banir mais essa dos jogadores que sofre-
em que não vinga nenhum tipo de preconceito tentativa de discriminação racial. ram com o preconceito.
ou discriminação. O Esporte tem de estar acima de tudo. Afi-
Fato comum nas Olimpíadas, com seus nal, é o único segmento das sociedades que
inúmeros exemplos emocionantes, com po- consegue unir na mesma paixão e no mesmo
vos esquecendo suas diferenças, em prol do objetivo pobres e ricos, adeptos de todas as
Esporte. O próprio futebol tem sido generoso religiões, povos de todas as raças. Só o Espor-
em bons exemplos, como na última Copa te é capaz dessa unanimidade. Não podemos
do Mundo, evento que reaproximou Japão e permitir que alguns pobres espíritos ditos de
Coréia. Também merece citação o amistoso Primeiro Mundo tentem acabar com esse raro
Brasil x Haiti, que deu a um País em guerra exemplo de união da Humanidade.
civil algumas horas de uma alegria ausente Primeiro Mundo, eles? Pode ser, quando
daquele povo há décadas. se fala em poderio econômico. Mas, quando
O nosso Pelé, no auge de sua carreira, já se trata de coração, de congraçamento, o
foi capaz de fazer parar uma guerra, para que Primeiro Mundo é aqui.
Reprodução BV

Fevereiro de 2005 11
Eduardo Quadros
[Reportagem]

Porto Alegre — Brasil

Espiritualidade no
“Tenho a maior
admiração pela LBV.
Ela nos ajudou a
compreender que Fórum
Social Mun
era necessário
que estivéssemos
contemplando, como
um dos grandes eixos
temáticos do Fórum
de 2005, a discussão
da diversidade, da
religiosidade e da
fé neste mundo.
Vocês tiveram papel
fundamental nesse
sentido (...).”
Salete Valesan, do Comitê
Organizador do FSM.

12 Fevereiro de 2005
Ireno Jardim
M
ais uma vez Porto Alegre atraiu a atenção mun-
dial ao concentrar num mesmo espaço os mais
distintos pensamentos étnico-culturais, numa
expressão da diversidade planetária em torno
das questões de interesse geral. A quinta edição do Fórum
Social Mundial (FSM), a maior do encontro, que se encerrou
em 31 de janeiro, contou com 155 mil participantes de 135
países, distribuídos em diferentes eixos temáticos, com o ob-
jetivo de promover um diálogo participativo nas centenas de
atividades da programação.
A abertura oficial do Fórum ocorreu no dia 26, no Anfiteatro
Pôr-do-Sol, e foi prestigiada por diversas personalidades, entre
elas o Ministro da Cultura, Gilberto Gil, que ainda realizou
show. Uma inovação no evento foi o eixo temático “Ética,
Cosmovisão e Espiritualidade”, que criou a oportunidade para
o desenvolvimento de uma dimensão espiritual como parte das
soluções de problemas que atingem os povos.
Para Salete Valesan, do Comitê Organizador do FSM, o
mote defendido pela Legião da Boa Vontade, a partir da rea- Em grande estilo, o Ministro Gilberto Gil se apresenta na abertura
lização do primeiro Fórum, foi essencial

Reprodução BV 192
do FSM.
nesse aprofundamento. “Tenho a maior O educador falou ainda da alegria em encontrar represen-
admiração pela LBV. Ela nos ajudou a tantes da Obra em mais esta iniciativa: “Conheço o trabalho

dial
compreender a necessidade de contem- de vocês desde o Fórum Mundial de Educação em São Paulo,
plarmos, como um dos grandes eixos te- no qual a LBV e a Rede Boa Vontade tiveram uma presença
máticos do Fórum de 2005, a discussão da muito forte, não só na comunicação, mas, sobretudo, inte-
diversidade, da religiosidade e da fé neste grando o Comitê Organizador. (...) Faço os melhores votos
mundo. Vocês tiveram papel fundamental para que Paiva Netto com o programa, com a Rede, enfim,
nesse sentido, porque estando junto co- Salete Valesan com toda a ação da LBV, consiga atingir os objetivos que
nosco, fazendo este processo desde 2000, nos ajudaram a ter tanto almeja”.
essa marca que será essencial a partir de 2005 dentro do Fórum
Social Mundial. Obrigada a todas as pessoas que estão ligadas Seminários debatem caminhos para uma Sociedade
à LBV e que a gente possa, independente de ser uma vez por Solidária
ano este evento, estar sempre juntos fazendo esse movimento,
tornando mais digna e humana a vida de todos. E somos nós Dentre essas metas, aludidas por Moacir Gadotti, está difun-
que temos de fazer esse processo”, testemunha Salete. dir os ideais da Sociedade Solidária, tese pioneira defendida há
O professor titular da Faculdade de Educação de São décadas pelo Diretor-Presidente da LBV, José de Paiva Netto.
Paulo e Diretor do Instituto Paulo Frei- Para este fim, a Instituição organizou dois seminários. No dia
Arquivo BV

re, Moacir Gadotti, comunga da mesma 28, o painel “Ciência e Fé na Trilha do Equilíbrio” apresentou
idéia de universalidade, de que o acon- os resultados da Segunda Sessão Plenária do Fórum Mundial
tecimento seja cada vez mais um espaço Permanente Espírito e Ciência, promovido pelo Parlamento
de múltiplos debates e manifestações, Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV,
nas muitas maneiras de se expressar. localizado em Brasília/DF. O painel foi dividido nos subte-
Em entrevista à Rede Boa Vontade de mas: “A Ciência e o Paradigma Espiritual”, “Espiritualidade
A passeata de Rádio (RBV), durante o Comando da no contexto das Tradições Religiosas” e “A Espiritualidade
abertura do FSM Moacir Gadotti Esperança, chegou a destacar o título Ecumênica para um outro mundo possível”.
2005, a “Marcha da atração da RBV: “Esse programa O representante da Instituição Danilo Parmegiani recordou
da Paz”, reuniu tem um belíssimo nome, é comandar a esperança mesmo.
200 mil pessoas, na palestra um dos grandes desafios lançados pelo Líder da
que percorreram E, aliás, é para isto que estamos aqui em Porto Alegre no Boa Vontade. “É preciso desenvolver novos paradigmas do
as principais Fórum Social Mundial”. conhecimento humano que passem a contemplar a convergên-
avenidas e ruas
da cidade.

Fevereiro de 2005 13
[Reportagem]

Lucian Fagundes
Comunicação (formada pela Rede Boa Vontade de Rádio
e Rede Mundial de Televisão), Dornalli Purper ressaltou:
“Pela primeira vez, vejo aliar a questão material com a
do Espírito, durante muito tempo separadas. É isso que
acho fundamental na LBV. Ela vê o Homem como uma
totalidade que abrange o Ser integral com cérebro, com
sentimento, dentro das relações socioeconômicas e de
trabalho”.

O debate prossegue...

A discussão proposta pela Legião da Boa Vontade


continuou, no dia 30, quando a Organização trouxe como
tema Construindo uma Sociedade Solidária, em que
abordou o assunto quanto às “Redes Sociais e Econo-
mia Solidária”, a “Qualificação Social e Profissional do
Indivíduo” e a “Educação com Espiritualidade”. Nesse
segundo acontecimento, a LBV teve como parceiros o
Da esquerda para a direita: Instituto Qualivida e o Fórum Paulista de Prevenção e
Danilo Parmegiani, representante cia entre os saberes científicos e religiosos, que resultem em Erradicação do Trabalho Infantil, que deram importante
da LBV; Iya Sandra Epega, políticas públicas e promovam o desenvolvimento humano- parcela de contribuição ao debate.
Diretora-Adjunta do Superior
espiritual sustentável”. O painel foi composto por Sérgio de

Derli Francisco
Órgão de Umbanda de São
Paulo; o Doutor em Engenharia Na mesa de debate estavam o professor Wladimyr San- Oliveira e Silva, economista, especia-
pela Oak-Ridge (EUA) Wladimyr ches, Doutor em Engenharia pela Oak-Ridge (EUA), físico, lista em Terceiro Setor e coordenador
Sanches; e Josué Ben-Nun engenheiro mecânico, civil e nuclear e mestre em Ciências do Fórum Paulista de Prevenção de
Bertolin, da Secretaria Executiva pela Universidade de São Paulo (USP); Iya Sandra Epega, Erradicação do Trabalho Infantil, e
do Fórum Mundial Permanente
Espírito e Ciência, da LBV. Diretora-Adjunta do Superior Órgão de Umbanda do Estado pelo professor da Universidade Cató-
de São Paulo; o representante do ParlaMundi da LBV Da- lica de Pelotas/RS Paulo Albuquerque,
nilo Parmegiani; e Josué Ben-Nun Bertolin, da Secretaria do Instituto Qualivida. Na ocasião, ele
“A palestra Executiva do Fórum Mundial Permanente Espírito e Ciência, disse que “a palestra da LBV valorizou Paulo Albuquerque
da LBV da LBV.
A socióloga Dornalli Purper, de Porto Alegre/RS, gostou
a transformação do Homem pela Educação com Espiritu-
alidade para um outro mundo ser possível”.
valorizou a “muito dessa abordagem da LBV”, e mencionou que há Da mesma forma, a assis-
Liliane Cardoso

bastante tempo vem se ocupando “em vincular a questão do tente social Luciana Gomes, de
transformação sentimento, de uma nova percepção de Criciúma/SC, encantou-se com a
Lucian Fagundes

moral, de valores, a Espiritualidade. Foi tese do Líder da Boa Vontade: “É


do Homem pela bom ouvir na palestra: ‘Se queremos aquilo que existe de melhor no
Educação com a Paz, precisamos primeiro nos desar-
mar. Se queres a Paz, prepara-te para
Ser Humano e que está sendo re-
legado a segundo plano, que é o
Espiritualidade a Paz’”. sentimento de Solidariedade, de
Segundo a socióloga, o seminário a pensar com o coração. Agir com
para um outro fez rever seu modo de pensar em alguns o sentimento é ter uma prática
Dornalli Purper
mundo ser aspectos: “Preparar-se para a Paz não é
uma coisa que passa só pela cabeça, pelo cérebro. Durante
voltada para a questão humana.
Em termos práticos os profissio-
Paula Schnor, da
possível.” muito tempo nas minhas participações, inclusive na luta estu-
dantil, nos movimentos populares, parecia que tudo passava
Juventude Ecumênica
da Boa Vontade de
nais da LBV mostram resultados.
Esse trabalho eu admiro”.
só pela cabeça, pela consciência, como raciocínio lógico só, Deus, expõe as idéias da
A jovem Camila Lícia Santos,
Paulo Albuquerque, do sem o sentimento, e dentro de uma perspectiva reivindicativa.
LBV no debate sobre o
tema Construindo uma estudante de Relações Interna-
Instituto Qualivida. Agora vejo que isso não deve ser excluído, é fundamental, Sociedade Solidária. cionais da USP, ficou feliz com
mas há uma perspectiva nova. No debate, o representante da o enfoque dado pela Obra: “Esse seminário me chamou a
LBV falou a respeito da Educação, e deu como exemplo a atenção porque é bem diferente das atividades que acompanhei
que é feita na Legião da Boa Vontade”. durante o Fórum. A maior parte delas era sobre desenvolvi-
Por sinal, quanto à Pedagogia do Cidadão Ecumêni- mento, liberdade e Direitos Humanos, por isso vim discutir
co, que é aplicada com sucesso nos estabelecimentos de a Espiritualidade. Acredito que a Ciência e a Religião devem
ensino da Obra e disseminada na Rede Boa Vontade de caminhar juntas, uma não pode negar a outra”.

“Pela primeira vez, vejo aliar a questão material com a do Espírito, duran-
te muito tempo separadas. É isso que acho fundamental na LBV. Ela vê
o Homem como uma totalidade que abrange o Ser integral com cérebro,
com sentimento, dentro das relações socioeconômicas e de trabalho.”
Dornalli Purper, socióloga.
14 Fevereiro de 2005
Ação Jovem LBV no FSM
A presença das novas gerações no Fórum foi marcante, a exemplo da construção do
Prêmio Nobel defende

Arquivo BV
Mosaico de Livros da Biblioteca Social Mundial, que reuniu milhares de títulos. Nele,
pessoas de todas as partes do Planeta contribuíram trazendo publicações que elas julgam
importantes para fundamentar uma sociedade melhor. A Juventude Legionária levou a co-
Espiritualidade como
leção “Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração” (Editora Elevação) — composta caminho para a Paz
pelos volumes As Profecias sem Mistério, Somos todos Profetas e Apocalipse sem medo
— e os livros Sabedoria de Vida e Crônicas & Entrevistas, todos de autoria do escritor
Paiva Netto. Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio No-
Também no estande da LBV foram apresentados resultados práticos da construção da bel da Paz em 1980, um dos mais desta- Adolfo Pérez Esquivel
Sociedade Solidária, com painéis de atividades desenvolvidas pela Instituição em todo o cados militantes dos Direitos Humanos,
Brasil e Exterior, em especial o Lar e Parque da LBV em Glorinha/ RS. presente no painel: “Direito à Vida e à Paz”, ao ser abordado
Além do Mosaico, bandeiras das organizações, dos movimentos e das entidades dos pela Rede Boa Vontade de Comunicação, quanto à tese da
países presentes formaram a “Bandeira das bandeiras”, simbolizando as origens que se Sociedade Solidária, destacou: “Nenhuma sociedade é de
unem para a construção de um novo mundo possível. Esta é a terceira vez que tal iniciativa pensamento único, são pensamentos muito diversos (...).
ocorre no FSM. A Juventude Ecumênica levou o estandarte da Legião da Boa Vontade É fundamental a Espiritualidade num mundo materializa-
com a seguinte mensagem: “A bandeira da LBV é a vanguarda na construção de um outro do, que está buscando especulação econômica. Temos de
mundo possível por meio da Sociedade Solidária. Cuida do Espírito, reforma o Homem. resgatar os valores humanos e, para isto, devemos alcançar
E tudo se transformará”. pela Espiritualidade o sentido de vida dentro deste Ecume-
nismo de diversidade na unidade, construindo uma nova
Novos rumos sociedade, novos caminhos para a Paz, a Paz sem conflitos,
Liliane Araújo

numa dinâmica permanente com valores humanos e espiri-


Vale dizer que o Fórum tuais”, defendeu. Esquivel
es

cresce em importância e ta- já esteve pessoalmente no


Lucian Fagund

manho: em 2006 será des- Templo da Boa Vontade


centralizado, promovido em e no ParlaMundi da LBV,
diversos lugares do mundo, e, em Brasília/DF.
em 2007, chega à África.
[L.S.M.]

as
Eduardo Izaí
as Izaí

bate o
Juventude da LBV de
Eduardo

dade Solidária
tema Socie

Painel desenv
olvido pela Ju
Ecumênica da ventude
Boa Vontade
aborda a Soc de Deus
iedade Solid
ária

construção
c on tribuem com a l
Jovens da
LB V teca Socia
“Bandeir
a
d e Liv ro s da Biblio scrito r
B V fe z parte da ersas do Mosaic
o
obras literá
rias do e
darte da
L div an do
O estan ando as e um Mundia l lev
s”, simboliz ns trução d
da s band eira
nem p ara a co Paiva Netto
que se u
origens o p os sível.
nd
novo mu

Fevereiro de 2005 15
Islã
[Ecumenismo]

Visões do
Como os muçulmanos encaram os temas vida e morte
(por Paulo Alziro Schnor)

A revista BOA VONTADE publica trechos da entrevista descendentes de Satanás são chamados gênios e podem
Daniel Trevisan

com o líder espiritual da Comunidade Muçulmana no tomar formas de pessoas e de animais. Eles são invisíveis
Brasil, xeque Jihad Hammadeh, concedida ao programa aos nossos olhos, diferentes da nossa criação: nós somos
Ecumenismo, da Rede Mundial de Televisão — a TV da criados da argila, do barro. Também são conhecidos por
Educação, da Cultura e da Cidadania Solidária com vários outros nomes em qualquer parte do mundo.
Espiritualidade! E como essas coisas são sobrenaturais, não achamos
Nela, o xeque fala sobre a visão do Islamismo relati- que eles sejam mais fortes que nós. A criação deles é
vamente à vida, morte, anjos e o destino que todos têm diferente da nossa; eles têm uma característica, nós
depois de passar para o outro lado da existência. temos outra. Mas o Ser Humano é mais forte do que os
gênios.
BOA VONTADE — Como o Islã vê a vida? Por
que ela existe? BV — Há possibilidades de o Ser Humano realizar
Jihad Hammadeh — “Quem sou eu? De onde venho? um intercâmbio com os anjos? Se existe, pode ocorrer
Xeque Jihad Hammadeh
Para onde vou? O que estou fazendo aqui?”. A nossa exis- da mesma forma com os gênios?
tência gira em torno de responder essas questões. Toda Jihad Hammadeh — Sim. Os anjos escutam tudo
pessoa faz esse tipo de pergunta, porque são necessidades o que falamos. Nós, não. Só podem aparecer se Deus
que precisam ser respondidas, e, como um líder muçul- permitir, ordenar. Os anjos não têm o livre-arbítrio, não
mano eu tenho claro isso na minha cabeça. podem aparecer como querem. Só se for uma ordem de
A religião islâmica veio para explicar essas indaga- Deus. (...) Quanto aos gênios, pode ser que haja esse
ções. Deus colocou muito bem isso no Alcorão Sagrado*, intercâmbio. Mas são ordenados por Deus a não interfe-
quando diz: “Em verdade nós criamos os gênios e os rirem na nossa vida, a não nos incomodarem, e nós não
Seres Humanos para a minha adoração”. O ponto inicial devemos incomodá-los.
para entender tudo isso é a obediência ao Deus único. Eu, Na realidade, os gênios que desobedeceram a Deus
sendo obediente, vou fazer o máximo para seguir as Suas fazem o trabalho de Satanás, que é desvirtuar as pessoas
Leis, que contêm tudo o que é benéfico ao Ser Humano. do caminho divino, fazendo com que passem a não crer
mais Nele, e acreditar que os gênios possam ter o mesmo
BV — Na citação feita do Alcorão Sagrado, o senhor poder de Deus. Assim as pessoas se desvirtuam e caem
discorreu sobre a criação dos gênios. Quem são eles? na idolatria ou no pecado. Para nós, é proibido que invo-
Jihad Hammadeh — Os gênios, na realidade, são quemos esses gênios.
criaturas de Deus. Como nós acreditamos em um Deus
único, também cremos nos Anjos — criados a partir da BV — Sendo o objetivo da nossa vida, segundo o
Luz Divina. Esses Anjos não têm livre-arbítrio. Eles fo- senhor nos expôs, essa adoração a Deus, essa vivência
ram feitos somente para a adoração. Por isso, não têm o em conformidade à Lei Divina, por que há sofrimento
direito de livre escolha. Acreditamos em vários anjos: o na Terra?
anjo Gabriel, o anjo da morte, o anjo das montanhas, o Jihad Hammadeh — Na verdade, um tipo de obe-
anjo da chuva, o anjo dos ventos. Existem anjos em todos diência e adoração é a tolerância, é a pessoa confiar em
os lugares para todas as funções que Deus os criou. Deus, se amparar Nele em todos os momentos. Não
Mas há também outros seres que são os gênios. Eles basta a gente estudar um ano inteiro. Ninguém passa de
são filhos de Satanás. Na visão do Islamismo, ele não foi um ano para o outro sem que tenha testes, a pessoa tem
um anjo, mas, sim, uma criatura de Deus, criada da laba- de passar por eles para saber realmente quem aproveitou;
reda do fogo e que possui o livre-arbítrio. Desta forma, quem estudou; quem aprendeu. Deus manda para cada
Satanás não era um dos anjos, pois a essência da criação pessoa uma prova; e muitas vezes esse exame é com o
dele é diferente. sofrimento. Às vezes, eu tenho uma doença; às vezes,
Existem algumas distinções: os anjos não têm o livre- uma pessoa nasce portando uma necessidade especial, ou
arbítrio, e Satanás tem; os anjos foram criados da Luz outros com a pobreza, e outros com a riqueza. E a gente
Divina, e ele, da labareda do fogo. Portanto, todos os seres fala: “Puxa vida! Eu não tenho dinheiro, e aquela pessoa

16 Fevereiro de 2005
é rica, tem tudo”. Na realidade estou com uma visão
muito estreita, porque tenho de ver que isso para essa
pessoa também é um teste. A riqueza é uma prova para

PhotoDisc
ver se vai usá-la da forma como Deus ordenou para a
Justiça, para a Harmonia, para a Solidariedade, para o
bem dela e do próximo.
Tudo na nossa vida é um teste que Deus nos dá
para saber se nós seremos, por meio do livre-arbítrio,
realmente obedientes a Ele ou não; se somos toleran-
tes ou não; pacientes ou não; se realmente confiamos
em Deus ou não; ou se nos desesperamos ao primeiro
impacto. Temos várias provas na vida. Muitas feli-
cidades vêem como um teste para nós, e, às vezes, a
gente não percebe.

BV — A maneira com que conduzimos nossa


vida na Terra determina como será do outro lado
da existência?
Jihad Hammadeh — Exatamente. Na realidade,
Deus nos deu o livre-arbítrio, porque o nosso destino
divide-se em duas partes. Uma, que não está ao nos-
so controle. Por exemplo: o dia que eu nasci não foi
escolhido por mim. Deus é quem fez a escolha. Da
mesma forma ocorrerá com o dia de minha morte. Até
mesmo o suicida não elege o dia em que morre. Ele
escolhe o ato, mas o resultado não está nas mãos dele.
Pode ser que ele morra ou não. Isso é determinado
por Deus.
A outra parte é aquela que está sob o meu contro-
le. Por exemplo, Deus criou dois caminhos: o Bem
e o Mal e, no fim, colocou o Paraíso e o Inferno. E
disse: “Siga o Bem, e não o Mal”. Mas, na hora
da escolha, Deus me deu o livre-arbítrio, para
que fizesse uso dele.
Se estou no caminho certo, isso vai determi-
nar na outra vida que eu entre no Paraíso com
a clemência, com a misericórdia de Deus. Mas
é o Ser Humano quem determina isso.


Ao término, o xeque Jihad manifestou
apoio ao Fórum Mundial Permanente Es-
pírito e Ciência, da LBV, realizado em
outubro de 2004, em Brasília/DF, do qual
ele foi conferencista. “Encontros como
esses trazem muito proveito naquilo que
ela (a LBV) deseja de Justiça, de Paz e de
Respeito. Então nós contribuímos para isso,
que, se Deus quiser, vai construir uma so-
ciedade muito mais intelectual, muito mais
pacífica, muito mais culta por intermédio
do diálogo.”

_________________
*Alcorão — do árabe al-qurãn, “o recitativo”
ou “o discurso”. É a compilação do conjunto das
revelações de Deus (Alá) ao Profeta Maomé (570-
632), na Arábia do século VII. É o Livro Sagrado,
que compreende a doutrina religiosa e a codificação
da vida civil e social do Islã (do árabe aslama, com
o significado primitivo de “submissão”), a denomi-
nação da fé religiosa dos islamitas ou muçulmanos e
da civilização que nasce dessa crença.

Fevereiro de 2005 17
[Especial]

Aprendizado da Paz
(por Leila Marco e Rodrigo Oliveira)

que é desenvolvido na escola, que tem o compromisso de formar cida-


Conjunto Educacional da LBV dãos ecumênicos e, sendo assim, despertar no aluno a Espiritualidade,
com um conteúdo eficaz”, diz Marcelo Rafael, Assistente de direção
cria projetos e amplia número de pedagógica do Instituto de Educação da LBV.
Já os que estão no ensino médio passam a ter sete aulas diárias, o
atendimentos que deixa mais enriquecida a grade curricular, visto que a lei prescreve
um número menor que este. Com isso, a escola atende não somente à
legislação em vigor, mas também às exigências do mercado de trabalho.
Outra alteração importante para os estudantes do ensino médio é que as
disciplinas foram divididas em frentes, ou seja, o aluno terá aula com

D
professores diferentes e especializados na área nos dois primeiros anos.

68% dos
iariamente, quem passa na altura do O exemplo é semelhante ao da Língua Portuguesa, agora com três fren-
número 700 da Av. Rudge, região tes: Literatura, Gramática e Técnica de Redação. Além dessa disciplina,
central de São Paulo, está acostu- também sofreram alteração as matérias: Matemática, Física, Química e

alunos que
mado a se deparar com as cenas de Biologia. No terceiro ano, porém, o professor passa a trabalhar todas as
alegria das crianças, que são como um descanso matérias, em forma de revisão, fazendo disso um pré-vestibular.
para os que estão no congestionamento da via O resultado desta iniciativa é surpreendente: dos que concluíram o
ou até mesmo passando pelas calçadas. Próxi-
se formaram
ensino médio na escola o ano passado 68% estão inseridos no mercado
mas às árvores e jardins — que constituem um de trabalho. Para aumentar esta estatística, que já é formidável, os estu-
cenário de tranqüilidade para o frenético ritmo dantes participam do Programa LBV: Jovem — Futuro no Presente!, cujo
da capital paulista — estão crianças e jovens objetivo é desenvolver o espírito empreendedor nos adolescentes. Por
no Instituto atendidos pelo Conjunto Educacional da LBV,
que estudam no Instituto de Educação José de
meio de um curso especial, eles são orientados quanto ao comportamento
em uma entrevista de emprego e em dinâmicas de grupo, uma das etapas
Paiva Netto (IEJPN) e na Supercreche Jesus. utilizadas pelos empregadores para realizar a seleção do candidato.
de Educação Esse local, que funciona sob o lema Aqui se
estuda. Formam-se Cérebro e Coração, se tor-
“Esse é o efeito quando se alia o aprendizado necessário à Pedagogia
Ecumênica da LBV: formar não somente bons empreendedores, mas
na ainda mais agradável àqueles que observam também empreendedores bons”, enfatiza Marcelo Rafael, parafraseando
da LBV de perto as atividades
desenvolvidas pela Ins-
o educador Paiva Netto.
Daniel Trevisan

tituição, em especial, a Na ponta da língua


já estão Pedagogia do Cidadão
Ecumênico, criada pelo Ter domínio da Língua Inglesa tem
dirigente da LBV e sido um requisito indispensável para

inseridos no aplicada com suces-


so nas unidades edu-
cacionais que a Obra
conseguir ingressar em uma carreira
profissional. Pensando nisso, a escola
firmou uma parceria com o conceituado

mercado de mantém no Brasil e no


mundo.
Para aprimorar ain-
Centro Britânico, excelência em curso
de Inglês. Além do enriquecimento do
conteúdo, há uma aplicação de meto-

trabalho. da mais a aprendiza-


gem dos estudantes, o
Conjunto Educacional
dologia específica ao estudo da Língua
Estrangeira moderna. “Os alunos de 5a
série do ensino fundamental ao 3o ano
realizou mudanças que do médio têm aulas com professores
tornaram o ensino mais do Centro Britânico (...). O estudante
moderno e atualizado. Entre as novidades, desta- conclui os estudos e recebe também o
ca-se o aumento da grade curricular (disciplinas certificado do curso de Inglês e com
exigidas pela legislação específica). uma carga horária suficiente para realizar
De 5a a 8a série do ensino fundamental, os prova da Universidade de Cambridge”,
estudantes passam a ter seis aulas diárias e, na A baiana Maria Lourdes Santana, aos 60 anos, encontrou na explica Marcelo.
parte da tarde, participam do Projeto Crer Ser. “O Escola da LBV a oportunidade de se alfabetizar e já sonha Mas o contato com o idioma começa
objetivo é enriquecer todo o trabalho pedagógico em continuar seus estudos para ser advogada. desde cedo. A partir de 2005, os alunos da

18 Fevereiro de 2005
Daniel Trevisan
Alunos debatem a crise do petróleo,
durante a aula de Geografia.

“O estudante
conclui os
estudos do
Daniel Trevisan

ensino médio
baixa renda, atendidos pela escola. O material e recebe
é fornecido aos alunos desde os 3 anos de ida-
de (maternal, na Educação Infantil) até os 18
também o
anos (3o ano do ensino médio). Com exceção certificado
Daniel Trevisan

do maternal, os alunos recebem o material a


cada bimestre. do curso de
Para preparar o corpo docente ao novo sis-
tema, os profissionais que atuam no Conjunto Inglês.”
educação infantil (a partir dos 3 anos) e de 1a a 4a série do fundamental Educacional estão participando da Formação
passaram a ter aulas de Língua Inglesa, despertando na garotada o gosto Continuada, um curso sobre como aplicar o Marcelo Rafael,
por um segundo idioma. Sistema Maxi no contexto da Pedagogia do
Cidadão Ecumênico. assistente de

direção pedagógica
Nova didática
Vespertino do Instituto de
A implantação de um novo sistema apostilado foi outra importan- Educação da LBV.
te mudança neste ano letivo. Para escolha do material, a Instituição Outra inovação é o aumento de atividades
realizou ampla pesquisa com os produtos disponíveis atualmente na extracurriculares para os alunos da educação
área educacional. Segundo Marcelo, “a preocupação era encontrar um infantil e da primeira fase do fundamental. Uma
sistema que viesse ao encontro da Pedagogia do Cidadão Ecumêni- das aulas aplicadas é a de xadrez, ministrada
co”. Tendo em vista esses pré-requisitos, o IEJPN passou a adotar o para os menores a partir de 6 anos de idade.
Sistema Maxi de Ensino. Além dessa providência, que visa desenvolver o raciocínio lógico nas
Por se tratar de uma escola que beneficia crianças e jovens que crianças, os que cursam as séries iniciais do fundamental têm aulas
vivem em situação de risco social, os diretores do Sistema Maxi, de capoeira, música, violão, convivência e flauta doce (que possibi-
sensibilizados com o trabalho desenvolvido pela Instituição, doaram lita ao aprendiz trabalhar com partituras, ritmos e noções gerais do
uma importante quantia de apostilas para contemplar estudantes de instrumento).

Fevereiro de 2005 19
[Especial]
No período da tarde, sob a orientação de espe- Ainda na parte da tarde, os estudantes têm aulas de
cialistas e professores, é possível criar projetos de Estudos Ecumênicos, que visam debater os assuntos
70% dos adultos Responsabilidade Social e depois colocá-los em que estão presentes na Bíblia Sagrada, além de conhe-
prática, demonstrando que valores como Solidarie- cer os textos da Dialética da Boa Vontade.
alfabetizados dade e Afeto, aprendidos em salas de aula, têm como
ser aplicados também no dia-a-dia. Para despertar o Pela noite
pela LBV gosto pela leitura e tirar dúvidas sobre a Gramática
são oferecidas nos laboratórios aulas de reforço de No período noturno, as carteiras da escola são
Português. tomadas pela determinação: é quando entram em
obtiveram êxito Também houve mudança no número de alunos
participantes no Programa do Estado de São Paulo
sala os alunos do curso de Alfabetização Adulta, ou-
tra atividade oferecida pela LBV. O curso é voltado
na prova da Rede de Resistência às Drogas (PROERD), realizado pela
Polícia Militar. O projeto, que já era desenvolvido
para aquelas pessoas que já não têm estímulo para
estudar, por achar que estão acima da idade. Mas a
para alunos de 4 a série, passa a atender também os porcentagem de aprovação na prova estadual é bas-
Pública alunos da 6a série do ensino fundamental. tante significativa: 70% dos adultos obtiveram êxito
na prova.
Para os que concluíram o ensino médio e não ti-

Duas épocas,mãe veram chance de ingressar em uma Universidade, o


Instituto da LBV oferece o curso normal (magistério).

Daniel Trevisan
duas realidades. Com duração de dois anos, habilita para ministrar
aulas nas séries iniciais do ensino fundamental e na
educação infantil. “São pessoas que já passaram por
A perseverança presente no sangue de milhões de brasi- muitos obstáculos e não têm condição financeira de
leiros nos reserva histórias emocionantes, como a de dona fazer uma faculdade”, afirma o professor Marcelo.
Arlete Assumpção, mãe de três filhos e de renda modesta. Algumas delas já atuam na rede educacional da
O relato dela inicia-se em 1985, quando a obrigação de LBV ou mesmo em outras escolas da comunidade.
gerar a renda para a casa se deparou com a necessidade de Um fato importante de se ressaltar é que esses pro-
encontrar uma boa escola para matricular os pequenos. fissionais já saem como agentes multiplicadores da
“Minha vida era muito corrida, de muita preocupação Pedagogia do Cidadão Ecumênico.
e aflição, porque trabalhava como diarista. Saía de manhã
e deixava os três filhos fechados em casa. A mais velha,
Bethânia, ficava meio período em casa com os dois me- Bethânia Assumpção, aluna da Cuidado com os bebês
nores e outro na escola. (...) Eu ia trabalhar, fazia o meu escola da LBV.
serviço correndo. Quando dava a hora, e eu sabia que eles Desde os primeiros passos, a Legião da Boa Von-
estavam lá sozinhos, já ficava aflita, derrubava as coisas, não fazia o serviço direito, começava tade acompanha a evolução de cada aluno que estuda
a chorar de preocupação”, narra dona Arlete. nas unidades educacionais. Esse acompanhamento
Assim que tomou conhecimento da inauguração da Supercreche Jesus, logo procurou o foi fundamental para o desenvolvimento físico de J.
atendimento. “Fiquei numa fila com mais de 1.000 pessoas, para conseguir as vagas. A assistente (inicial do nome de uma aluna, a qual a reportagem
social foi em casa fazer a visita e preencher a ficha. Ela foi na parte da tarde e viu a situação como se refere), de 1 ano e 6 meses.
era, que eu realmente precisava.” A pequena, nascida em um presídio na Grande São
A entrevista acima, concedida na década de 1980, é uma realidade totalmente diferente da Paulo, é uma das várias atendidas pela Supercreche
vivida pela família de dona Arlete. Passados 20 anos do drama que viveu, ela manifesta a alegria Jesus, no programa Estimulação de Bebês. “O projeto
que tem ao ver a filha mais velha prestes a se formar e as crianças mais novas estudando no ensino tem como objetivo principal estimular as capacidades
fundamental: “É uma bênção, é uma maravilha! As crianças mudaram, a conversa delas é outra. A intelectuais, afetivas, motoras e emocionais do bebê”,
gente sente uma felicidade de ver a satisfação e o orgulho que eles têm de estudar neste Instituto. explica uma das psicólogas da Supercreche Jesus,
A LBV é uma mãe para nós e para nossos filhos. É com emoção que eu falo da Instituição, com Raquel Melaré.
muito amor e orgulho, porque é uma educação boa, eles têm bons exemplos”. A partir dos 5 meses de vida, J. recebeu o auxílio
Para ela, esse sentimento de Solidariedade vai influenciar positivamente na vida de seus filhos. da Instituição. “Eram nítidas a apatia e as dificuldades
“Eles serão grandes homens e mulheres e verdadeiros cidadãos e vão ajudar a LBV a ajudar outras de contato afetivo e estimulação motora presentes
pessoas. Eles vão fazer para outras pessoas o que estão recebendo agora, se Deus quiser”. nela”, narra a psicóloga.
Sobre o dirigente da LBV e fundador da escola, assim se expressa: “Só tenho a agradecer ao Por meio do trabalho de estimulação, o desenvol-
Irmão Paiva, que é uma pessoa incrível. O sentimento de gratidão por ele é tão grande que se vimento dela foi rápido e surpreendente, uma vez que
torna difícil achar palavras para agradecer-lhe. É como se ele fosse um pai; um verdadeiro pai deu seus primeiros passos aos oito meses e iniciou
das crianças, com um coração enorme, pois luta e trabalha para os filhos da gente. É o pai que a linguagem oral aos treze meses. Raquel conta que
os filhos não tiveram”. “hoje é uma aluna integrada ao grupo, com facilidade
Bethânia Assumpção tem 17 anos, está cursando o 3o ano do ensino médio no Instituto de em demonstrar suas emoções e sentimentos. Freqüenta
Educação José de Paiva Netto e atua nas atividades da Rede Mundial de Televisão — a TV da o Minimaternal, e é observada pelas educadoras e
Educação, da Cultura e da Cidadania Solidária com Espiritualidade!. Com o mesmo sentimento psicólogas”.
da mãe, diz emocionada: “As outras escolas poderiam seguir o exemplo da LBV. Tudo o que É válido dizer que a estimulação dos bebês envolve
aprendi aqui uso no meu trabalho. Agradeço ao Irmão Paiva pela oportunidade que ele deu a também os pais da criança atendida, para que o traba-
mim e a milhares de outras crianças”. lho de afetividade desenvolvido no ambiente escolar
se estenda também ao lar do menor, proporcionando-
lhe melhor qualidade de vida.

20 Fevereiro de 2005
Um lugar que excluiu o abandono
LBV vence barreiras de risco social ao cuidar de Cérebro e Coração
Há cerca de um ano, a história da menina N.R.S., emergencial em forma de gêneros alimentícios, foram
2 anos, que assim a reportagem irá chamar para convidados a participar de palestras educativas e de

Daniel Trevisan
preservar sua identidade, e a de seu irmão gêmeo cursos de capacitação profissional; os filhos, conduzi-
engrossava os números das estatísticas que avaliam dos ao Centro Comunitário, Educacional, Cultural da
as condições de desigualdade e exclusão. Moradora LBV, no bairro de Del Castilho, subúrbio do Rio (Av. 1
à época da Comunidade Escol, numa área de extrema Dom Hélder Câmara, 3.059, tel. (21) 2501-0247).
pobreza na capital fluminense, onde tudo falta, até o Aqui vale abrir parênteses para dar um breve perfil
essencial, como comida e habitação digna. Se já não deste órgão modelar da Instituição, que está próximo a
bastassem as adversidades sociais da vida, a garoti- regiões de risco social (como Jacarezinho, Comunidade
nha ainda apresentava uma necessidade especial: seu Escol, Parque Evereste, Complexo do Alemão e outros).
pezinho direito era virado para dentro. No local, são desenvolvidos diversos programas para
No início de 2004, agentes e voluntários do beneficiar mensalmente cerca de 2.000 famílias, que vão
programa Ronda da Caridade da LBV, a Ronda da desde a educação formal até cursos profissionalizantes,
Cidadania, em suas incursões ao local conheceram de atendimentos nas áreas médica, psicológica e dentária.
perto a família. “As crianças conviviam com roedores, O lugar recebe também diariamente 500 crianças, na
insetos, corriam risco de pegar doenças infecto-conta- faixa etária dos 4 meses aos 12 anos, que freqüentam
giosas”, conta a assistente social Miriam Moreira, que do berçário à 4a série do ensino fundamental.
entrevistou a mãe dos pequenos, na ocasião grávida Mas voltando ao caso de N.R.S. e de seu irmão,
do terceiro filho. Os pais, além de receber uma ajuda eles foram matriculados na classe de educação infantil.

Daniel Trevisan
Profissionais da escola encaminharam a menina a um
hospital, onde ela pôde fazer a tão esperada cirurgia de
Daniel Trevisan

correção. “Hoje, com 3 anos, é plena em suas capacida- 2


des físicas, anda normalmente e, com certeza, terá uma
vida saudável, exercendo sua cidadania. Sua família
tem mais qualidade de vida, a ponto de ter mudado para
uma residência melhor, e os pais trabalham enquanto
os filhos estudam em tempo integral na LBV”, festeja
a Diretora do Centro, Neide Barbosa Basso.

Patrícia O fantasma da fome


Nascimento,
13, do Instituto
de Educação da Ainda na educação infantil, a história do bebê
LBV, já ganhou R.G.C.R, que chegou com 9 meses ao berçário da Escola
três medalhas da LBV, também emociona. “O menino estava bem abai-
Daniel Trevisan

em competições
oficiais e é xo do peso, e isso acarretava um comportamento apático.
cotada como Ele não sorria, não respondia aos
grande promessa Brinquedoteca: 3
um espaço estímulos como as outras crianças”,
do atletismo
brasileiro. divertido, onde a avalia a nutricionista Rita de Cássia
criança aprende
brincando.
Barroso, responsável pelo cardápio.
Ela explica que, além da alimentação
As escolas da LBV
balanceada que é oferecida a todos
(são quatro refeições diárias, com oferecem aos alunos
desjejum, almoço, lanche e jantar),
“ele recebeu um reforço nutricional
com leite enriquecido e alimentos
espaços e atividades
hipercalóricos”.
Este cuidado e o carinho dos pro- que enriquecem o
fessores foram essenciais para sua
reabilitação: “Ele foi ganhando peso
e massa muscular, se socializando,
aprendizado.
1) Biblioteca;
reagindo aos estímulos, sorrindo e
atendendo pelo nome”, diz Rita.

2 e 3) Aulas de xadrez e
Os educadores que continuam
acompanhando R.G.C.R, atualmen-
te com 1 ano e oito meses, sentem-se
recompensados por ver que o meni-
capoeira.
Daniel Trevisan

Fevereiro de 2005 21
Daniel Trevisan
Alunos realizam atividade
recreativa na ampla praça do
Instituto de Educação da LBV,
[Especial] na capital paulista.
ceberam orientação de como lidar com o caso, por meio de tarefas
diferenciadas; e houve ainda uma sensibilização com os demais
alunos, a fim de estabelecer um relacionamento entre eles, que
ainda não existia.
Já no segundo semestre de 2004, o grupo passou a colher bons
frutos, o rendimento escolar de L.F.M.S. melhorou consideravel-
mente. Ana Silva é quem relata: “Eu fui muito ajudada, porque
não tinha paciência, às vezes até batia nele, os professores me
orientaram para saber como lidar com isso”.
A mãe fala também dos progressos do garoto: “Ele está muito
melhor, passou para a 3a série e ficará em tempo integral na escola
neste ano. Estou bem calma, me uni mais com meu filho, graças
ao auxílio da Legião da Boa Vontade. O trabalho da LBV é muito
importante para as crianças e para as mães, auxilia inclusive na
vida pessoal, no relacionamento com os filhos”.

Portas abertas sempre

A preocupação com o futuro desta nova geração não se limita à


época em que eles estão no colégio. Cerca de 50 ex-alunos (entre
no está totalmente adaptado ao meio social e às atividades propostas para 12 e 18 anos), no período extracurricular, estão de volta à Obra
a sua faixa etária. graças ao Projeto Portas Abertas. A proposta tem duas vertentes:
dar ocupação para evitar a ociosidade nos horários livres, que
os deixa vulneráveis à violência e à criminalidade, e, ao mesmo
Um trabalho que ajuda pais e filhos tempo, oferecer atividades culturais, recreativas. São aulas de
artesanato, de educação física, capoeira, teatro, música, passeios,
Não é preciso muita conversa com palestras educativas, dinâmicas de grupo, além
a equipe para conhecer mais um dos “Estou bem calma, me uni de os adolescentes terem acompanhamento
beneficiados pelo Projeto. L.F.M.S., de psicológico e tratamento dentário.
10 anos, ao ser matriculado na Escola, mais com meu filho, graças Com este objetivo de promover sempre a
tinha em seu histórico a expulsão de
vários estabelecimentos de ensino; a
ao auxílio da Legião da Boa melhoria da qualidade de vida é que a jovem
J.P., de 14 anos, trazida ao local por amigos já
mãe, Ana Renata da Silva, prestadora Vontade. O trabalho da LBV inscritos no Projeto, pôde literalmente sorrir
de serviço em vigilância, procurou a novamente.
LBV como última esperança, depois de é muito importante para as “Ela falava muito pouco e passava uma
tomar conhecimento deste serviço inter- tristeza em seu olhar”, observou logo a assis-
disciplinar que é feito, “algo difícil de se
crianças e para as mães, auxilia tente social Miriam Moreira, já nos primeiros
encontrar em colégios públicos”.
Segundo Ana, o filho começou a
inclusive na vida pessoal, no dias em que começou a freqüentar as ativi-
dades. Ao pesquisar as razões daquele com-
apresentar problemas logo após o faleci- relacionamento com os filhos.” portamento atípico, descobriu que ela estava
mento de sua avó, que tomava conta dele com a dentição comprometida. Imediatamente
enquanto ela se encontrava no emprego. foi pedido aos dentistas voluntários do Centro
A falta da avó mexeu profundamente
Ana Renata da Silva Odontológico da LBV, instalado no próprio
com o adolescente, que, em apenas um Mãe de um dos alunos atendidos pela Centro Comunitário, que tratassem dela. Feito
ano, foi expulso de três colégios. LBV isso, a garota transformou-se em outra pessoa,
A professora Ijupana Conceição do muito mais alegre, comunicativa, com a auto-
Monte relata que ele teve as mesmas estima elevada. Há pouco tempo foi até eleita
atitudes anti-sociais no colégio da Instituição: “Ele brigava muito pelos colegas como representante da sua turma.
com os colegas, não se relacionava com os outros, nem fazia as Vale dizer que este é um programa de grande destaque da Insti-
atividades”. tuição, no qual dentistas voluntários e estagiários de universidades
Após uma conversa com a psicóloga Elcidéa de
Azevedo Rosa, Ana e o filho procuraram um neurolo- O sucesso com o aluno (R.G.C.R., de 1
gista para avaliação de comportamento. “O diagnóstico ano e oito meses) é resultado do Proje-
foi que ele tinha o TDAH — Transtorno de Déficit de to Estudos de Casos, criado pela equipe
técnica do Centro Educacional da LBV.
Atenção com Hiperatividade, caracterizado por extrema Da esq. para a dir., professora Ijupana
agitação, impulsividade, dificuldade de se concentrar por Conceição, Elcidéa Rosa (psicóloga),
muito tempo numa mesma atividade e agressividade”, Adalgiza Nogueira (secretária escolar),
informa Elcidéa. Cláudia Caldas (coordenadora peda-
gógica), Neide Basso (diretora geral),
A partir daí várias medidas foram tomadas, como a
Míriam Moreira (assistente social), Ra-
redução da carga horária escolar; atendimento semanal chel Lopes (assistente social), Rita de
pela equipe interdisciplinar do Centro Comunitário; a Cássia Azevedo (nutricionista) e Milce
professora e a auxiliar da classe que ele freqüentava re- Almeida (diretora pedagógica).

22 Fevereiro de 2005
Conjunto Educacional da LBV no RJ
completa 9 anos
A Reprodução BV
chacina da Candelária, ocorrida no a sociedade supera a ação governamental. Sai na
Rio de Janeiro em 1993, vitimando frente e baliza o caminho do futuro”, começa o
dezenas de menores de rua, foi um artigo, que em seguida enumera as características
dos sinais mais fortes da falta de as- do projeto, dando ênfase à qualidade do trabalho,
sistência a essas crianças. Naquele momento, o como “um atendimento global às crianças”.
Diretor-Presidente da LBV, José de Paiva Netto, Outro diferencial apontado pela reportagem
saiu mais uma vez na dianteira e, com o apoio do era o fato de haver no local a Brinquedoteca,
povo carioca, abriu mais essa grande frente de definida como “equipamento raro nas escolas
ação no Estado do Rio. Sim, porque a Instituição públicas ou privadas das periferias das grandes
já possuía um trabalho extenso na região. Após cidades”.
a convocação do Líder da Boa Vontade, logo as Mais de 110 mil pessoas acompanham o pronunciamento O destaque maior ficou para o pronuncia-
primeiras colaborações foram surgindo e, em de Paiva Netto, durante a inauguração do Centro mento “para um público estimado em 110 mil
pouco mais de um ano (a contenção das encostas Comunitário do Rio de Janeiro em 2/3/1996. pessoas”, feito por Paiva Netto. “A criança apenas
começou em 10/6/1994 e a construção propriamente dita em 16/2/1995), nasceria devolve aquilo que a sociedade lhe dá. Se a sociedade lhe der lixo, ela vai devolver
o Centro Comunitário, Educacional, Cultural da Legião da Boa Vontade, inau- lixo, mas, se der amor — o que significa Fraternidade, Solidariedade —, ela vai
gurado em 2 de março de 1996. A data foi escolhida por voluntários da Obra e ser mais bonita de espírito e de rosto. (...) Vamos tirar essas crianças da miséria
Legionários para homenagear o grande empreendedor Paiva Netto, que, na época, e do desespero”, disse o Líder da Boa Vontade, na ocasião.
completava, exatamente naquele dia,
55 anos de vida.
Uma multidão e dezenas de artistas
Arquivo BV

participaram do evento. E, assim, pu- Fachada do Centro Educacional,


deram conhecer um pouco deste centro Cultural e Comunitário José de
Paiva Netto, que está localizado
de excelência, que abriga em seus 5 na Av. Dom Helder Câmara, 3059
mil m² de área construída, 27 salas de — Del Castilho, Zona Norte do Rio.
aula, berçário, lactários, brinquedoteca,
solário, ambulatório médico, quadra
poliesportiva e auditórios.

Revista ISTOÉ: “LBV sai na


frente”.

ISTOÉ
Este foi o eloqüente
título utilizado na época
pela revista ISTOÉ, na
seção “Educação”, de
13 de março de 1996,
para ressaltar o iní-
cio das atividades do
Centro Comunitário
da LBV.
“A história do
Brasil está recheada Este centro de excelência abriga em
seus 5 mil m2 de área construída, áreas
de exemplos em que de recreação (1), salas de aula (2) e de
Edição de 13 de estimulação de bebês (3), ambulatório
março de 1996. médico (4) e muitos outros espaços.
Armando Kitamura

Armando Kitamura
Arlindo Filho

Arlindo Filho

Fevereiro de 2005 23
1 2 3 4
[Especial]

Outras atividades desenvolvidas


pelo Centro Comunitário
Projeto Aulas de Moral Ecumênica (AMEs)
Visa desenvolver a vivência dos bons sentimentos, despertando na criança o espírito de Solidariedade, o
exercício dos valores éticos, valorizando, acima de tudo, suas qualidades. A Espiritualidade é trabalhada
dentro de uma proposta holística de aprendizado do aluno, de forma que este alcance o equilíbrio e se
torne um cidadão solidário e compromissado consigo mesmo e com a sociedade.
Atividades:
• Aulas teóricas (histórias, narração, contos e parlendas)
• Aulas recreativas (atividades artísticas, gincanas, brincadeiras e literatura)
Arquivo BV

Projeto Qualificação e
Arquivo BV

Educação Profissional
Qualifica pessoas em geral para a inserção no mercado de trabalho por
meio de cursos, os quais proporcionam ainda geração de renda para os
que enfrentam dificuldades de atuação no mercado formal, contribuindo,
dessa forma, para a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos.
Atividades:
• Cursos diversos (informática, Espanhol, Inglês, manicure, pedicure,
cabeleireiro, secretariado, formação para garçons, entre outros).

Programa SER Programa Ronda da


Mulher Caridade
Contribui para a melhoria da quali-
Fortalece e estimula a busca
dade de vida de famílias em situação
do reconhecimento de sua
de risco social por meio de ações
igualdade enquanto gênero,
efetivas que resgatam a dignidade, a
etnia e classe social, sob
auto-estima, além dos valores morais,
uma ótica democrática e
éticos e espirituais, portanto, a cida-
Arquivo BV

espiritualista.
PhotoDisc

dania plena.

Projeto Cidadão-Bebê
Arquivo BV

Atende gestantes, proporcionando orientação sobre os cuidados principais em


puericultura e a importância do aleitamento materno, dando especial atenção
à necessidade socioafetiva intrínseca, à gravidez e ao puerpério.
Atividades:
• Palestras educativas
• Distribuição de cestas de alimentos
• Confecção de enxovais para os bebês, com os quais as mães são contem-
Arquivo BV

pladas no fim da gravidez

Projeto Grupo de Convivência


da Terceira Idade
Proporciona ao idoso um espaço de integra-
ção social para reflexões e discussão sobre o
processo do envelhecimento saudável.
Atividades:
• Convívio social
• Palestras educativas e preventivas
Arquivo BV

• Passeios
• Atividades culturais
24 Fevereiro de 2005
Sem curso pré-vestibular, aluno da LBV “Sem a sólida formação que tive no IEJPN, lho, porque facilita para que o professor
ingressa na USP. não se sinta tão solitário. Além disso, dá
isso não seria possível. Não apenas pelo um instrumento: a capacitação para o
O ÍMPAR publicou na conteúdo, como também a autoconfiança na educador lidar com situações do cotidiano
Reprodução RMTV

edição no 19 a história do de um jeito muito


hora da prova.”

Cida Linares
jovem João Pedro Gomes, melhor. A LBV é
11, da Pré-juventude Le- Daniel Guimarães e Silva — Estudante do IEJPN um gesto de Amor,
gionária que passou em ensinar também é
aprovado na USP
primeiro lugar no Colégio um gesto de Amor.
Pedro II, uma das mais Ensinar tem tudo a
tradicionais instituições de ensino carioca. No dia 9 de ver com a Legião da Boa Vontade”.
fevereiro recebemos outra boa notícia: a aprovação do
Daniel Guimarães e Silva aluno Daniel Guimarães e Silva, estudante do Instituto Içami Tiba, psiquiatra, escritor e psicoterapeuta.
de Educação José de Paiva Netto (IEJPN), em primeira Içami Tiba
Arquivo pessoal

chamada, no vestibular da Fuvest. “A LBV faz um trabalho interessante, com atenção ao que a gente pode chamar
Daniel, que freqüentará o curso de Ciências Sociais de público interno, que seriam os seus alunos e familiares, quanto aos próprios
da Universidade de São Paulo (USP), foi aluno do Cen- professores que trabalham dentro da Instituição. (...) A Pedagogia do Cidadão
tro Educacional da LBV desde os 4 meses e concluiu Ecumênico é o ponto alto de todo o projeto. Está bem evidente que isso é a visão
os estudos no ano passado. “Sem a sólida formação de futuro. A gente já estuda, tanto em Psicologia como em outras ciências, a termi-
que tive no IEJPN, isso não seria possível. Não apenas nologia holística, a terminologia sistêmica, e agora comecei a entender que vocês
pelo conteúdo, como também a autoconfiança na hora utilizam esta visão em toda a parte prática da LBV, com essa Pedagogia. É a nova
da prova”, diz o aluno que não participou de nenhum visão, o respeito pela integração das ciências, pela integração de ciência e religião
curso preparatório para o vestibular. e com as diferenças. Aquilo que é saber de uma área de conhecimento pode ser
João Pedro Gomes
O estudante revela ainda que a cada uma das quatro aproveitado em outra. Esse é o paradigma, não seria um novo paradigma, senão
provas orava a Prece do Pai-Nosso, repetindo o que teríamos de ter um novo daqui a pouco. Este é o paradigma realmente de integrar,
aprendeu nesses 17 anos que passou pela escola, onde sempre fazia uma oração. de respeitar e de poder conviver com as diferenças, com as
possibilidades de enriquecimento mútuo a partir das próprias

Arquivo BV
Falam os Educadores diversidades. Quem visita aqui no Rio (o Centro Comuni-
tário, Educacional, Cultural da LBV) fica impressionado.
Diversos profissionais ligados à Educação têm ressaltado a importância da Pe- Espero poder contribuir, ter a possibilidade de participar
dagogia do Cidadão Ecumênico para o nosso País, como se pode ver nas palavras em outros eventos que a LBV venha a fazer. Estão todos
de dois especialistas a seguir: de parabéns!”.

“(...) O professor sente-se muito sozinho quando está no desempenho de suas Sérgio Benken, Mestre em Psicologia pela Pontifí-
funções. Ele precisa trocar experiência com outras pessoas e aí poder reciclar algu- cia Universidade Católica do Rio de Janeiro, escritor e
mas coisas. A LBV tem um grande valor palestrante. Sérgio Benken
nesse traba-

Diego Basso

Fevereiro de 2005 25
[Acontece]

Crianças em risco social de


Maringá ganham novo espaço lúdico
(por Paulo Araújo e Rosana Serri)

A
Legião da Boa Vontade ampliou sua unidade O jornalista e apresentador do programa Paraná No-
de atendimento em Maringá/PR. Agora, além tícias, da Rede Bandeirantes de Televisão, Luiz Fabretti,
das instalações já existentes, o Centro Comu- também visitou as dependências da Obra e destacou: “É
nitário e Educacional da Instituição na cidade um orgulho estar aqui, especialmente para conhecer o
conta com novas salas, brinquedoteca, laboratório de trabalho que a Legião da Boa Vontade desenvolve, que

Paulo Araújo
informática e oficina dos arteiros. A quadra poliesportiva é de fundamental importância para que possamos dar
ganhou reforma completa e iluminação. dignidade a essas crianças, para a inserção social. E, se
Os serviços prestados à comunidade no local tam- cada um fizer a sua parte, o Brasil, com dedicação, par-
bém foram estendidos, a exemplo da implantação do ticipação, carinho, terá uma sociedade bem melhor”.
Programa LBV: Criança — Futuro no Presente!, o qual O Centro Comunitário e Educacional da LBV em
beneficiará crianças menos favorecidas entre 7 e 10 anos Maringá está situado na Rua Peroíbe, 338, Parque das
que estão cursando da 1ª à 4ª série do ensino fundamental Grevíleas III, tel. (44) 263-2316.
na rede pública. Com este Programa, as crianças serão

Reprodução RMTV
atendidas por diversas ações que visam desenvolvê-las Inauguração
em sua totalidade, de forma que as relações humanas pos-
sam ser aprimoradas com base nos valores éticos, sociais Algumas das primeiras atividades do Programa
e espirituais, por meio de atividades lúdicas, artísticas, LBV: Criança — Futuro no Presente! em Maringá
esportivas e de lazer, fundamentadas na Pedagogia do ocorreram neste 14 de fevereiro. O evento foi marcado O Centro Comunitário possui ampla área verde
Cidadão Ecumênico, inovadora proposta educacional por uma grande comemoração e contou com a presença para a recreação das crianças
criada pelo educador José de Paiva Netto. de autoridades do município, de instrução do Tiro-de-Guerra de Maringá;
As famílias também serão beneficiadas, pois poderão representantes de diversos órgãos, RMTV
o Dr. José Roberto Balestra, da Ordem
participar de cursos de qualificação, palestras educativas além de colaboradores e amigos dos Advogados do Brasil (OAB) da
e acompanhamentos especializados. da Instituição. Entre eles o Prefeito cidade; Inesa Naomi Matsuzawa e
Quem esteve conhecendo de perto as novas ins- Silvio Magalhães Barros II; Sandra Elaine Sinhorini, do Núcleo Regional
talações do Centro Comunitário e Educacional foi de Cássia Franchini da Costa, Se- de Educação da Rede Estadual; e Ara-
o Presidente do Conselho Municipal de Assistência cretária Municipal de Assistência celi Chedid Barboza, Gerente de Ação
Social de Maringá (Comas), Décio Baroni. “Admiro Social e Cidadania (Sasc); o Vere- Especial do Sasc.
muito o trabalho da LBV com os jovens, com as ador Odair de Oliveira Lima; Araci Um dos momentos mais aplaudi-
famílias carentes. É um trabalho que vocês têm feito Adorno Reis, do Conselho Tutelar; À esquerda, o Prefeito de Ma- dos por todos — até pelas crianças
ringá, Silvio Barros; ao centro,
de inclusão desses jovens na sociedade, o que é mui- Cristiane Zamberlan, da Associação Sandra de Cássia Franchini, atendidas pelo programa — foi o ato
to importante”. E acrescentou: “É importante essa Comercial e Industrial de Maringá Secretária Municipal de Assis- solene em que o Prefeito, a Secretária
preocupação da LBV com a Educação, pois ela em (Fundacim/Acim); Vandré Fernan- tência Social e Cidadania; à de Assistência Social e Cidadania e o
nosso país é uma coisa ainda muito deficitária. Nada do, Presidente da Associação de direita, o representante da LBV representante da Legião da Boa Von-
Imagens internas: RMTV

diferente que dentro da escolaridade se coloque a Bairro do Jardim Industrial; Walter Itamar de Souza. tade em Maringá, Itamar de Souza,
Espiritualidade, porque é própria do Ser Humano. Guerlles, Presidente do Serviço Autárquico de Obras descerraram a fita inaugural da sala “Momento da
Foto: Paulo Araújo

Sem isso ele não consegue viver”. Públicas (Saop); o Sargento Lúcio Luiz Sehn, Chefe de Orientação — Criança Nota 10”.

À esquerda da imagem, a quadra poliesportiva do


Conjunto Educacional; à direita, aspectos internos
das instalações, já em funcionamento.

26 Fevereiro de 2005
[Acontece no mundo]

Montevidéu recebe
escola-modelo da LBV

PhotoDisc
(por Maciel Ferreira, Montevidéu/Uruguai)
Dar acesso à boa educação constitui

Reprodução BV
uma das missões da Legião da Boa Von-
tade, motivo este que vem ao encontro
da segunda das oito metas do milênio

Arquivo BV
estabelecidas pela ONU, que contempla
“Educação Básica de qualidade para
todos”. Tendo em vista esse objetivo, a As obras do Centro Educacional já
LBV, em parceria com a sociedade uru- estão na etapa final
guaia, está edificando, sobre uma área de O belo prédio chamou a atenção
1.500 m 2, o Instituto de Educação do jornal El Pais, que publicou maté-
José de Paiva Netto, em Montevi- ria intitulada “Para crianças em situa-
déu, capital do Uruguai. ção de risco, Legião da Boa Vontade
A conclusão desta obra, prevista constrói Centro Educativo”. Relata o
para o dia 16 de dezembro deste periódico: “O edifício atenderá 1.500
ano, possibilitará o aumento no nú- pessoas, das quais 200 serão atendidas
Imagem do projeto do Instituto de Educação da LBV, em
mero de crianças, jovens e adultos Montevidéu. pelo Jardim de Infância, que ocupará
— provenientes de regiões menos o primeiro piso”.
favorecidas — beneficiados com os programas socioeduca- Ainda no texto, há uma referência ao atendimento realizado há quase
cionais da Instituição naquele País. duas décadas no País. “No Uruguai, a LBV atua há 20 anos e mantém um
No segundo andar, por exemplo, haverá uma grande sala, onde Jardim de Infância, na área de Camino Castro. Ali são atendidas 100 crianças
ocorrerão seminários e eventos, que visam formar e capacitar jovens entre 2 e 5 anos que recebem educação e alimentação, boa parte do dia. A
e adultos. Logo mais abaixo, no térreo, um ambiente especial será Instituição também leva adiante um atendimento com crianças maiores e
edificado para atender aos da Melhor Idade. Ainda neste pavimento, pré-adolescentes”.
o projeto viabilizará a construção de refeitório, brinquedoteca e Para ajudar esta iniciativa e receber outras informações, visite o endereço
ambulatórios médico e dentário. eletrônico www.lbv.org.uy.

Alegria e Solidariedade nos Combate ao frio em


Hospitais de Buenos Aires Portugal
(por Roseli Garcia, Buenos Aires/Argentina) (por Eduarda Pereira, Porto/Portugal)

Os voluntários da LBV inicia-


Arquivo BV

ram no mês de janeiro a Ronda de Em sua campanha do Natal Permanente, a Legião


Jogos, que consiste em levar recre- da Boa Vontade realizou, também aos fins de semana
ação também às crianças que estão de janeiro, uma Ronda da Caridade especial para so-
nos leitos dos hospitais e que não correr os sem-abrigo (moradores de rua) que sofreram
podem se locomover. A iniciativa com as baixas temperaturas que assolaram o País no
visa aperfeiçoar a qualidade de vida primeiro mês do ano. A Instituição distribuiu roupas,
dos pequeninos. A primeira entidade alimentos, cobertores, leite quente, pães, bolachas,
contemplada com esta ação foi o além de cobertores e sacos de dormir.
Hospital Elizalde, onde a equipe da Durante a semana, uma ação em parceria com
Legião da Boa Vontade faz visitas às o Governo e as organizações não-governamentais
terças-feiras. mobilizou um plantão emergencial para atender aos
Voluntários da LBV levam recreação para sem-teto. As entidades revezaram-se em uma tenda,
Para que o programa funcione da
crianças do Hospital Elizalde
melhor forma possível, os voluntários montada pelo governo local. Como a maioria delas
foram capacitados por meio de um curso promovido pela Associação Internacio- não possuía grande contingente de voluntários, a LBV
nal do Direito das Crianças a Brincar (IPA da Argentina). Esta atividade permite se dispôs a contribuir. As ações da Legião da Boa
que meninos e meninas possam se divertir, criando estratégias que facilitem o Vontade ganharam destaque na Rádio Antena 1 e nos
aprendizado por intermédio de jogos, adaptando-as às necessidades do lugar em jornais Público, Diário de Notícias, Agência Lusa e
que se encontram. O Comércio do Porto.

Fevereiro de 2005 27
Ação Jovem LBV
Respeito é bom?
Então se respeite!
Alexandre Herculano ( 19 anos) — Militante da Juventude
Ecumênica da Boa Vontade de Deus (Brasília/DF)
Quando se fala em Capital de Deus*1, a palavra respeito, com como o Pai me amou. Eu também vos tenho amado. Permanecei no
razão, se faz sempre presente. Trata-se, pois, da postura moral que meu Amor (Evangelho do Cristo, segundo João, 13:34 e 35; 15:12,
reconhece e tolera o ponto de vista dos outros, concordando ou não; 13 e 9). Mandamento esse que é a síntese de todas as Normas do
motiva a fidelidade às convicções; e deve ser recíproca e intrínseca. Universo, a Lei do Amor Universal. Trata-se de um princípio per-
Assim, antes de qualquer coisa, é preciso aprender a valorizar-se feito, uma vez que o ama o teu próximo como a ti mesmo, quando
como Capital de Deus, tendo respeito próprio, amando a si e aos não se tem amor-próprio não é válido. Portanto, Jesus veio ratifi-
outros com o Amor Divino. car e fazer-nos entender as Leis de Deus, transmitidas ao Profeta
Dessa forma, não veremos – no Carnaval ou em época alguma Moisés e ainda colocou o Seu Amor incondicional e infinito, como
– a destruição do Homem pelo Homem (Homo Homini Lupus), parâmetro que devemos ter uns para com os outros.
a intoxicação por drogas, a prostituição de crianças e pessoas de Portanto, façamos cumprir a Lei Divina para que, conseqüente-
todas as idades, a propagação de doenças venéreas e tudo o mais mente, venham os direitos adquiridos de acordo com o merecimento
que se faça contra as Sagradas Criaturas. O Ser Humano faz mal a e a retidão perante o Judiciário Divino. Dessa forma poderemos
si mesmo em nome de uma euforia efêmera que toma por felicidade desfrutar da felicidade plena que só Deus possui. Deixo, ainda,
eterna. Porém é pura ilusão, porque, depois da farra, a situação volta àqueles que acreditam na transformação do mundo pelo Amor
ao estado anterior, ou fica, até mesmo, pior. Há opções no Bem, é espiritual essa frase do ilustre brasileiro, José de Paiva Netto, autor
só buscar. E aí? Não é o caminho do Amor melhor? do famoso artigo “Alegria, sim; miséria, não!”, e propagador do
É esse sentimento sublime que nos aproxima de Deus. Tanto Carnaval da Bondade*2: “Deus seria, poetizando, uma Sublime
que Jesus, Aquele que é o Caminho, a Verdade e a Vida, o Supremo Equação cujo resultado é o Amor”.
Governante do Planeta Terra, deixou-nos o Seu Novo Mandamento: ____________________
Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim reconhecerão todos *1
Capital de Deus — Conceito criado pelo escritor Paiva Netto no qual ele
atribui ao Ser Humano e a seu Espírito eterno o papel central numa Economia
que sois realmente meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor
que precisa tornar-se altruísta.
uns pelos outros. (...) Não há maior Amor do que este: dar a sua *2
Carnaval da Bondade — Criação do saudoso fundador da LBV, Alziro Zarur
própria Vida pelos seus amigos. (...) Porquanto, da mesma forma (1914-1979).

Carnaval da Bondade
Pelo Brasil, jovens propagam a Solidariedade.
Juventude mineira realiza estudo do artigo “A Legião da Boa Vontade e a Ideologia
do Bom Samaritano”, do jornalista Paiva Netto. Ao lado, jovens fazem uma prece
em parque da capital gaúcha, abrindo os eventos do Carnaval da Bondade.
Fotos: Arquivo BV

28 Fevereiro de 2005
Fotos: Arquivo BV

Brasília/DF Porto Alegre/RS

Em Fortaleza/CE,
Fortaleza/CE
os idosos atendidos
pelo grupo de
convivência da LBV
participaram de um
baile do Carnaval
da Bondade. O fato
foi noticiado pelo
Diário do Nordeste,
conforme pode
ser observado na
reprodução da nota.
Belo Horizonte/MG

O fim de semana de Carnaval agitou o Movimento Jovem da LBV nas A panfletagem também mobilizou os militantes do movimento da
cinco regiões brasileiras. Estudos, panfletagens e passeatas levaram às ruas capital federal, que percorreram vários lugares — como o Parque
uma mensagem em prol da Fraternidade também nesta época do ano. da Cidade, a Torre de TV e vias movimentadas, a exemplo da W3
Na capital fluminense, por exemplo, o Movimento Jovens pela Paz (Go- Sul — para distribuir a mensagem “Alegria sim; miséria não!”, do
verno do Estado do Rio de Janeiro) e a Juventude Ecumênica da Boa Vontade escritor Paiva Netto.
de Deus promoveram uma passeata em Copacabana, no último domingo de No Rio Grande do Sul, a juventude reuniu-se na terça-feira de
janeiro, pelo fim da exploração sexual e de qualquer outro tipo de violência Carnaval (8) no Jardim Botânico, um ponto turístico da capital gaúcha
infanto-juvenil. que abriga mais de 1.500 espécies vegetais (nacionais e mundiais).
Em Uberlândia, interior de Minas Gerais, as atividades programadas foram Neste encontro foi estudado o artigo do escritor Paiva Netto sobre a
iniciadas com uma prece especial na sexta-feira (4 de fevereiro); a seguir, os Solidariedade nos dias de folia e, ao final, todos prestaram uma ho-
jovens dedicaram-se a uma panfletagem no Terminal Central de ônibus e na menagem ao Patrono da LBV, São Francisco de Assis (1182-1226).
Praça Sérgio Pacheco. A mensagem entregue à população foi o artigo do escritor Participe das ações que a Juventude Ecumênica da Boa Vontade
Paiva Netto “Como Vencer o Sofrimento do Corpo e da Alma”. Na segunda e realiza no Brasil e no Exterior todos os meses do ano. Para outras
terça-feira, visitaram os hospitais da cidade, levando palavras de conforto aos informações, entre em contato pelo telefone (11) 3358-6805.
doentes e familiares.

Fórum Permanente Jesus


Alguns dos jovens participantes da primeira
reunião do Fórum Jesus na Unicamp

N
o início de fevereiro, o dirigente da LBV — durante mensagem es- iniciativa do estudante de física Juliano Carva-
pecial veiculada na Rede Boa Vontade de Comunicação — afirmou lho Bento, foi realizado o primeiro encontro
que “crime maior é criar jovens insipientes para suportar as difi- Scientia ad Deum (A Ciência em direção a
culdades da vida. Os jovens precisam ter conteúdo, principalmente Deus) — nome dado pelos participantes
com o conhecimento dos ensinamentos de Jesus, o Cristo Ecumênico”. ao Fórum. Esta atividade reuniu estudantes
Dito isso, Paiva Netto lançou o Fórum Permanente Jesus, um espaço no qual seguidores de diferentes Religiões e campos
pessoas de todas as idades podem opinar sobre assuntos que estão presentes no de atuação.
dia-a-dia, observados pelo prisma do Novo Mandamento de Jesus — Amai-vos Firmados no artigo “Ciência e Fé na
uns aos outros como Eu vos amei (Evangelho, segundo João, 13:34).
Trilha do Equilíbrio”, de autoria do escritor
A influência dos meios de comunicação no cotidiano juvenil foi a primeira
Paiva Netto, os jovens estabeleceram um di-
temática debatida pela Juventude. Aline Portel, 18, acredita que o objetivo
álogo acerca das descobertas da Ciência e das Milena Bento
principal da mídia tem de ser “reeducar as mentes e os corações das pessoas,
crenças das Religiões. Dentro deste contexto, todos
sempre com a indispensável Espiritualidade do Bem, formando, assim, uma
Juventude atenta ao que realmente importa para sua vida”. se recordaram da Segunda Sessão Plenária do Fórum Mudial
Na visão de Isabela Ribeiro, 22, este modelo não está perto de ser con- Permanente Espírito e Ciência, da LBV, ocorrido em Brasília, em outubro do
cretizado. “A mídia que temos ainda está longe de ser a mídia que queremos. ano passado.
Mas esse quadro só vai mudar quando nós, receptores, nos conscientizarmos Na análise de Juliano, “para que a união Ciência e Religião possa acontecer,
de que as mudanças também começam nas nossas escolhas.” foi necessário antes dessectarizar Jesus, como o Irmão Paiva fez ao proclamar
o Cristo Estadista, proferindo: ‘Jesus é, acima de tudo, uma generosa e atua-
Repercussão na Unicamp líssima idéia em marcha que merece ser estudada e vivida por todas as Almas
anti-sectárias, libertas de preconceitos e tabus’”.
Os assuntos do Fórum Permanente Jesus já estão repercutindo na Univer- Para conhecer os assuntos e participar das discussões deste Fórum, basta
sidade Estadual de Campinas (Unicamp), uma das melhores do Brasil. Por acessar www.boavontade.com.
Fevereiro de 2005 29
[Atualidades]

Diretor da Faculdade Dom Bosco


ressalta trabalho educativo da LBV (por Liliane Cardoso)

D
Arquivo BV

ia 31 de janeiro é marcado pela lembrança a Dom Durante o bate-papo, lembrou que o Líder da Boa

RMTV
Bosco. Considerado o Sacerdote da Juventude, Vontade já estudou em um Colégio Salesiano, no Rio
o padre nasceu em Castelnuovo D’Asti (Itália). de Janeiro/RJ, e ressaltou o compromisso que ele tem
Foi camponês, estudante e educador. Como re- com a construção de uma sociedade mais fraterna e
cordação da data, representantes da Legião da Boa Vontade solidária. “Por meio de uma ação educativa, evange-
visitaram o diretor da Faculdade Dom Bosco, Padre Marcos lizadora e humanizadora, ele traz uma educação para
Sandrini. que haja mais Homens de Boa Vontade no mundo”.
Na ocasião, foi entregue um exemplar de O Carisma Padre Sandrini também falou das impressões
Dom Bosco do Líder da Boa Vontade, encarte especial do ÍMPAR, que que teve ao visitar o Templo da Paz, em Brasília/DF.
apresenta a trajetória de vida de José de Paiva Netto, com uma “Fiquei muito feliz em conhecer o Templo da Boa
dedicatória do próprio dirigente da LBV: Vontade. Uma obra de arte maravilhosa. (...) Todo
“Porto Alegre, RS, 31/1/2005 – 2a feira aquele ambiente faz um grande bem, e quem entra lá
“1) Ao Padre Marcos Sandrini, pela Fraternidade que nos faz hu- sai melhor”, destaca. Padre Marcos Sandrini com
manos no Amor imenso do inigualável Dom Bosco. os fascículos de O Carisma do
“2) Passando os olhos por minha agenda, com emoção, observo Educação Líder da Boa Vontade.
que, nesta data, em 1888, nosso boníssimo Santo entregava sua Alma
Na entrevista, o religioso falou da presença da Legião da Boa Vontade na 5a
iluminada ao Criador, nascendo assim ‘para a vida eterna’, como na
edição do Fórum Social Mundial, realizado entre os dias 26 e 31 de janeiro, em
afirmação de Francisco de Assis, na sua Prece Celestial. Porto Alegre (leia matéria completa na página 12). “Nada na vida é por acaso, estava
“3) Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja visitando o estande da rede Salesiana de obras sociais e bem em frente encontra-
louvado! va-se o da LBV. Quando fazemos a mesma coisa que é educação com crianças,
“Cordialmente, Paiva Netto”. adolescentes e jovens, sentimos logo uma empatia muito grande”, diz. E concluiu:
“(...) Fiquei muito feliz de ter participado e colocado meus pés no estande da LBV.
Emocionado, o Padre Sandrini assim se expressou ao receber a homenagem: Com esse trabalho vemos que há uma mística muito grande. Quando não há mística,
“Por coincidência dia 31 de janeiro é dia de Dom Bosco e o Paiva Netto não é uma vira burocrático; e quando vira burocrático, em vez de servir às novas gerações,
pessoa que deixa passar as coisas em brancas nuvens. Fiquei muito feliz em receber a gente faz com que as novas gerações nos sirvam. Minha palavra de admiração,
os amigos e irmãos da LBV; fiquei mais feliz ainda por receber essa mensagem agradecimento ao trabalho que vocês realizam e palavra de incentivo para que
bonita de Paiva Netto”. continuemos a criar um país mais justo, mas humano, educando”.

30 Fevereiro de 2005
Ricardo Stuckert/PR — ABr

Solidariedade
é tema em Porto Alegre e Davos
Por mais que os Fóruns Social e Econômico do governo”. O Presidente tirou aplausos da platéia
Mundial apresentem objetivos distintos, há algu- várias vezes ao falar sobre temas ligados ao combate
mas vertentes semelhantes tratadas no encontro à miséria. Recordando-se do discurso que proferiu
sul-americano e no europeu: a Solidariedade e a em 2003 — quando disse que a erradicação da Fome
erradicação da pobreza extrema nas nações con- seria prioridade de seu governo —, Lula apresentou
sideradas do Terceiro Mundo. Chefes de Estado, números do programa Bolsa Família, uma das ações
presentes ao encontro de Davos (Suíça), entre 25 que contribuem para o Fome Zero.
e 30 de janeiro, confirmaram essa tendência ao Para o Presidente, outra grande vitória nestes dois
destacarem a necessidade da adoção de medidas anos à frente do governo “foi o processo de recu-
para tentar reverter o quadro de miséria o mais peração do Mercosul”. Na visão dele, o bloco “está
rápido possível. mais vigoroso e mais importante. Todos os países da
No primeiro dia do evento, os participantes enu- América do Sul e até a comunidade andina participam
meraram seis temas que consideram os mais críticos do Mercosul”.
para o Planeta. Foram selecionados, por ordem de O Primeiro Ministro da França, Jacques Chirac,
importância, combate à pobreza, globalização mais por meio de videoconferência, sugeriu medidas para
Davos (Suíça) — Presidente
Luiz Inácio Lula da Silva durante
eqüitativa, mudanças climáticas, conflitos no Oriente combater a miséria e as grandes epidemias. Durante
pronunciamento no Fórum Médio e governança global. seu pronunciamento, citou o Brasil duas vezes e
Econômico Mundial. Em seu pronunciamento, o Presidente Luiz Inácio elogiou o programa de combate à aids aplicado no
Lula da Silva destacou que “resgatar o elo perdido entre País, que, ao lado do senegalês, é um modelo para
o crescimento e a justiça social é a premissa estratégica o mundo.
[R.O.]

Fernandão do vôlei
na Rádio Brasil Biografia de Daniel
(Emissora da Rede Boa Vontade)
O cantor Daniel, que participa ativamente das campanhas
Fernandão, um dos grandes responsáveis na década promovidas pela Legião da Boa Vontade, tornou-se um dos
Felipe Freitas

de 1980 por incluir a Seleção Brasileira de Vôlei entre grandes amigos das crianças atendidas pela Instituição. Em
as grandes da modalidade mundial, nunca se afastou das seu site (www.daniel.art.br), o músico apresenta o trabalho dele
atividades ligadas ao Esporte, mesmo depois de sair das e conta um pouco de sua história de vida. Em “Biografia”, o
quadras. Agora, com a mesma competência com que joga- apoio à LBV é um dos destaques. “(...) Agora, Daniel planeja
va, comanda na Rádio Brasil 940 AM, emissora da Rede seu futuro. Mas o que mais pode ele querer, se já tem fama e
Boa Vontade de Comunicação no Rio de Janeiro, o pro- dinheiro? Felicidade. O cantor quer ajudar muita gente, como
grama Vôlei Brasil, todas as segundas-feiras, às 20 horas, já faz quando visita a LBV (Legião da Boa Vontade) para dar
no qual ele apresenta as novidades da área, comenta jogos carinho aos menores (...)”, informa a página.
da Superliga, além de apresentar interessantes entrevistas Fernandão
com quem tem feito este Esporte se tornar o segundo mais importante do País.
Cida Linares

O cantor
Já na estréia, o Presidente da Confederação Brasileira de Vôlei, Ary Graça, con- Daniel com
cedeu uma entrevista exclusiva: “Quero dar os parabéns por você (Fernandão) as crianças
ser daquela geração de prata e, agora, estar trazendo o ouvinte do rádio, que é da LBV
importantíssimo para o vôlei. Este é um veículo de grande divulgação e você
está iniciando nele mais um ciclo”.
Reprodução BV

Fevereiro de 2005 31
Histórico do Carnaval

Simone Barreto
O samba A obra faz parte da coleção O Livro de Ouro,
nasceu no Rio que reúne títulos sobre temas de interesse
de Janeiro ou na geral.
Bahia? Como Doutor em Geografia Cultural e mestre
Abi-Rihan (esq.) ao lado do foram os pri- em Antropologia da Arte, o autor esteve no
entrevistado Felipe Ferreira, meiros bailes estúdio da Rádio Brasil/RJ, onde gravou uma
durante a gravação do no Brasil? As participação sobre a história do Carnaval
Nono no nonono no nono. programa Samba e História, respostas para no Programa Samba e História, exibido no
nos estúdios da Rádio essas e outras domingo (6 de fevereiro). Na oportunidade,
Brasil/RJ. perguntas sobre dedicou um exemplar da obra ao dirigente da
a maior festa popular do País estão em O LBV, com a seguinte dedicatória: “Ao amigo
Livro de Ouro do Carnaval Brasileiro, do jornalista, amigo de Abi-Rihan e a partir de
escritor Felipe Ferreira lançado recentemente agora meu amigo, Paiva Netto. Evoé! Felipe
no Armazém Digital, na capital fluminense. Ferreira”.
[S.B.]

Literatura de Cordel

RMTV
(por Sônia Sabatine)
O Professor Gustavo Dourado, es- crático, da Rede Mundial de Televisão.
critor e Presidente Emérito do Sindicato Durante o bate-papo, o professor inter-
dos Escritores do Distrito Federal, esteve pretou um poema nos moldes da litera-
em janeiro no Templo da Boa Vontade — A tura de cordel, que fez em homenagem
Pirâmide dos Espíritos Luminosos — e foi ao Diretor-Presidente da LBV, o qual
entrevistado pelo programa Brasil Demo- publicamos a seguir:
Gustavo Dourado

Cordel ao Jornalista Paiva Netto,


Apóstolo da Boa Vontade.
Salve José de Paiva Netto/ Jornalista e Escritor/ à Consciência/ Valorização à Vida/ Com Ternura e
Nasceu no Rio de Janeiro/ Professa a Paz e o Amor.; Sapiência...; Humanitário Idealista/ Desperta a So-
O Ecumenismo Irrestrito:/ Desabrocha como a flor.../ ciedade/ Espiritualidade Ecumênica/ O Caminho da
Auxílio aos necessitados.; É destaque em sua meta/ Verdade; Fazer o Bem para Todos:/ Sempre ter Boa
Ajudar a quem precisa:/ Seguir sempre em linha reta/ Vontade.../ Educação e Cultura/ Saúde e Alimentação/
Amor e Boa Vontade:/ Proclama o nosso Poeta...; De- Trabalho Espiritual/ Apoio à População; Boa Vontade
fesa dos Valores Humanos/ Ações Espirituais.../ Prega com o Povo/ Apreço pela Multidão.../ Sempre unido
o Amor Fraternal/ As Melhorias Sociais; Sociedade de mãos dadas/ Com toda a Comunidade; Programa
Solidária:/ Quintessências Culturais.../ Reconhecido Sopa dos Pobres.../ A Ronda da Caridade/ Mobilização
pela ONU/ Cidadão Universal...; Destacado em toda Solidária:/ Paz, Amor, Fraternidade.../ Boa Vontade
a Terra/ Tem Mérito Internacional/ Um Destaque do é um dom/ Que a divindade concede/ Boa Vontade
Brasil/ No Cenário Mundial...; Compositor e Ra- entre os Homens/ A Natureza intercede; Cultive-se a
dialista/ É Poeta Criador/ É embaixador da Paz/ Da Boa Vontade:/ Fazer o Bem não se mede.../ Deve-se
Liberdade e do Amor; Valoriza a Humanidade/ É ter Entusiasmo/ Que é a força divina/ Boa Vontade
Espírito Libertador.../ Oscar da Imprensa Esportiva:/ ao Amor/ Que a Humanidade destina; Os Anjos da
Nono no nonono no
O Troféu Bola de Ouro...; Esporte Sem Violência/ Boa Vontade:/ Ao nosso Povo ilumina.../ Boa Von-
O Amor é seu Tesouro/ Depois de tanto trabalho/ tade entre os homens/ É dádiva do Redentor; Zarur
Merece o sagrado louro...; SOS Nordeste/ Em favor plantou a semente/ Foi um mestre criador/ Paiva Netto
dos flagelados/ Os Nordestinos agradecem/ Os apoios com Ternura/ Germina a Paz e o Amor...; Construiu
ofertados; São trabalhos importantes/ Meritórios, o Grande Templo/ A Pirâmide do Cristal/ Onde está
destacados.../ Educação como um todo/ Trânsito a Energia/ Do Amor Universal/ A Religião de Deus:/
sem violência; A campanha antidrogas/ Incentivo Solidária e Fraternal.

32 Fevereiro de 2005
[Opinião]
[opinião]

Apocalipse
e Antropologia (Parte final)
C
(por Sandra Albuquerque Fernandez, socióloga — Nova York, EUA).
oncluo, nesta edição, a análise do ar- organizadas e fraternas, a primeira coisa de que devemos nos livrar é do
Arquivo BV

tigo “Negócios à Parte”, do jornalista ‘ismo do ego’, porque um grande problema do mundo é o ódio organizado”,
Paiva Netto, e, como costumo afirmar, destaca.
faz uma revolução ideológica, na me- Entretanto, a responsabilidade democrática não é somente do admi-
dida em que leva o leitor a rever os seus concei- nistrador público, dos mapeadores políticos, mas, também, do Povo. A
tos. O autor destaca o Apocalipse como um livro cidadania completa compreende viver em processos micro (o indivíduo)
político-sociológico. Entendemos o porquê dessa e macro (sociedade) e que transcendem o real, isto é, o mundo material.
afirmação ao compararmos o capítulo 6, versícu- Continua o autor: “A cidadania tem início no Espírito. Por isso, por
los 12 a 17, com fatos ocorridos recentemente no melhores que sejam os governos do mundo (já há tanto tempo escrevi),
mundo. Guerras, terrorismo, catástrofes naturais mesmo que chegassem ao curul de seus projetos mais bem construí-
são reflexos de ações guiadas por políticas que dos, sempre restaria algo a ser completado. Os povos permaneceriam
Sandra Albuquerque desrespeitam o Ser Humano e, principalmente, insatisfeitos porque não somos apenas sexo e estômago. Constituímos
Fernandez seus valores espirituais. alguma coisa mais: Espírito! Por isso, governa bem aquele que governa
As estrelas caíram do Céu sobre a Terra sig- os corações, não esquecendo, naturalmente, das necessidades do corpo
nifica dizer que o conflito está para todos: os que possuem capital financeiro de seus subordinados. (...)”
ou não, que possuem prestígio social, cultural ou um adolescente descobrindo O sociólogo Max Weber (1864-1930) define, em Ciência e Política
seu destino. Não entender o sentido de unidade, isto é, que o poder é frugal, se — duas vocações, que o verdadeiro funcionário político deve administrar,
sofre o pequeno, padece também o grande, origina muitas falhas nos regimes antes de tudo, de forma não partidária, para gerir sem ressentimento e
políticos. Paiva Netto adverte que o excesso — tanto do capitalismo, com o preconceitos. É uma fórmula que deve ser aplicada na Política. Porém,
chamado mercado livre (muita vez rapinante), como do antigo comunismo, para atingir esse estágio de condução nesta área somente o mandatário,
com o seu poder centralizador —, não foi e não será a chave da solução dos diz Paiva Netto em seu artigo “Negócios à Parte”, que entende o pro-
problemas se não for entendido o significado de ser Espírito. A Alma é o re- cesso histórico sem o preconceito racional das idéias. O que tem isso
sultado da Vida Eterna, ou seja, o corpo material é um processo do Espírito. a ver com o Apocalipse e o Capital de Deus?, pergunta o escritor, e ele
Quando esse processo é final, ocorre a chamada “morte”, entretanto a essência mesmo responde: “Tudo, pois que ele (o Apocalipse) é a descrição do
permanece. Conforme define o médico e ativista da Revolução Mundial dos evoluir de homens, povos, nações, o que tem levado tempo inumerável.
Espíritos de Luz Bezerra de Menezes (1831-1900): É a informática do Cristo, que, mantendo em seu banco de dados, além
dos sucessos, as amarguras que têm constituído, para multidões, as pá-
“A morte é como um sopro que realiza o transporte da Alma do estado de ginas da História, ensina-nos a crescer, a despeito ou por causa delas.
dimensão física para o de vibração espiritual. A vida é eterna”. Entretanto, o Livro da Revelação não é, absolutamente, um convite para
choramingos, porque o seu desfecho é esplendoroso: o reinado da criatura
Essa é a grande descoberta política atribuída ao autor: aliar a Democracia finalmente aliada ao Criador, na condição de Capital preciosíssimo de
Ideal (o regime do livre-arbítrio com responsabilidade, vivência plena da so- Deus”. (Vide Apocalipse, 22: 1 a 7).
ciedade composta por agentes sociais que compreendem o significado de ser o Emille Durkheim (1858-1917), o criador da Escola de Sociologia,
Capital de Deus) ao Espírito. Questiona Paiva Netto: “Por que então falhou o diz que a dessemelhança, como a semelhança, pode ser uma causa de
comunismo utópico da Rússia? Porque, acima de tudo, desprezou a existência atração mútua e por mais ricamente dotados que sejamos, sempre nos
do Espírito. Afinal, não somos apenas carne. Sem o Espírito, as coisas mais falta alguma coisa. Os antropólogos afirmam que nascemos todos sel-
belas se desfazem, porquanto ele é a origem de tudo. O próprio Universo (que vagens, é o processo de aculturamento que nos domestica. Pelo mesmo
são muitos) é Espírito, porque Deus, o Seu Criador, é Espírito”. raciocínio, Grammsci dizia que uma sociedade produzindo pensamento
Harold Laski (1893-1950), que escreveu O falso clamor da autoridade próprio conseguiria a hegemonia. Pensadores, teóricos, religiosos, padei-
ilimitada, adverte: “Historicamente, sempre encontramos que qualquer sistema ros, motoristas, que exercem suas funções conscientes do seu momento
de governo é dominado por todos que naquele momento detinham o poder histórico são — na definição do escritor Paiva Netto — “Seres Humanos e
econômico; e o que eles definiam por ‘bom’ é, para muitas partes, a preser- Espirituais, o Capital precioso e imperecível de Deus!... Criaturas capazes
vação dos seus próprios interesses”. Essa realidade conflita com o versículo de renascer do caos. E, com elas, a sociedade que formam, a qual ingres-
do Evangelho, segundo João, escolhido por Paiva Netto para demonstrar a sa em períodos de maior desenvolvimento mental, como ocorreu com o
Democracia no seu estágio mais sublime: a que respeita todo o Ser Humano Humanismo, que impulsionou, após o período medievo, o Renascimento
independente da sua crença, raça, preferência política ou que mais o seja: e, mais tarde, o Iluminismo. Apesar disso, na Idade das Trevas (como
também é conhecida a Idade Média), foram lançadas as sementes de um
─ Deus é Espírito; e importa que os Seus adoradores O adorem em Espírito novo tempo, com a criação das universidades. Só que agora, nesta era
e Verdade (Evangelho de Jesus, segundo João, 4:24). nova, esse Renascimento ocorre sob a influência direta da Espiritualidade
Superior. No decorrer do Terceiro Milênio, será assim. Por isso estamos
O escritor ressalta que a honestidade representa principal critério na empreendendo a Revolução Mundial dos Espíritos de Luz”.
administração do Estado e não o da plutocracia, aristocracia, coronelianis- E finaliza o artigo “Negócios à Parte”, ressaltando que a resolução dos
mo, representações de classe, de instituições ou de partidos políticos: “(...) conflitos é possível porque o processo cultural é dinâmico e não estático,
Para que sejamos realmente cidadãos, componentes de nações pacíficas, quando diz que “Todo dia é dia de renovar nosso destino”.

Fevereiro de 2005 33
[Bolo com Pudim]

A formiga preguiçosa
Embaixo de um pé de
jambolão, havia um for-
aconteceu com os dois personagens. Será que Tico
continuou sendo preguiçoso?
Soldadinhos Fotos: Arquivo pessoal
migueiro. Todos viviam Vamos viajar nessa aventura na qual apren-
felizes, cada um com suas demos a importância de auxiliar o próximo para
responsabilidades. construir uma vida mais feliz e veremos também
Porém, tinha uma como a Oração pode nos ajudar a encontrar a me- Larissa Caroline
formiga que não gostava lhor solução para as nossas dificuldades. Puga da Silva
de cooperar nas tarefas do Agradecemos aos Soldadinhos de Deus que Santo André/SP
dia-a-dia. Era preguiçosa, nos escreveram falando da obra A formiga pre-
conhecida como Tico guiçosa:
Preguiça, e também “Eu achei este livro muito, muito legal, eu
encontramos o exato adorei!”
oposto de Tico: era Paula Gabrielle de Oliveira/8 anos Ana Caroline
Pedro, se alguém precisava Oliveira Salles
de ajuda, lá estava ele, pronto para atender. “Achei ótimo, e traz uma lição muito importante.
Certo dia, armou-se no céu um verdadeiro Eu aprendi que nós sempre vamos ter uma respon-
temporal. A chuva mesmo fina aos olhos das for- sabilidade, por menor que seja não devemos ter
migas era verdadeira tempestade... O que será que preguiça, pois só colhemos o que plantamos.”
Lucas Conceição Libório/11 anos

João Gabriel
Marchando para a Paz Sczczepaniak
Alves
Agradecemos aos Soldadinhos de Arceburgo/MG, que nos en-
caminharam um boletim feito por eles intitulado Marchando para
a Paz, que surgiu inspirado no tema do II Fórum Internacional dos
Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio que é “Todos
Marchando com a Paz”.
Destacamos do informativo dos Soldadinhos de Deus um texto João Wigor Oliveira de
de Ilídia Karine Cagnoni Luz Alves, 10 anos: Pádua Ferreira
“AME – quem precisa ser amado.
RESPEITE – quem precisa ser respeitado.
AJUDE – quem
precisa ser ajudado.
Arquivo BV

o r m a t ivo Pois o mundo


o Inf z
Capa d do para a Pa precisa ser ama-
an
March do para acabar com a Ana Beatriz Duarte
guerra. Mendonça
Respeite a todos para acabar com a vio-
lência.
Ajude para não acabar com a Natureza.
Se cada um cultivar a Paz em seu coração,
não haverá mais guerra.
Foto dos Soldadinhos de
Deus, de Arceburgo/MG, retirada
Qual é a sombra?
Ame a Deus, que você será amado. E do Informativo produzido por eles.
respeite que será ajudado”.

Correspondência
Álbum de Família

Agradecemos as cartinhas e os
desenhos das irmãs Nilsielle
Raíssa de Campos (6 anos) e
Natielle Ravena de Campos
(12 anos), da cidade de Pom-
péu/MG.

Nilsielle Raíssa de
Campos e Natielle Ra-
vena de Campos.

34 Fevereiro de 2005
[Soldadinhos de Deus]

Irmão Paiva abre o II Fórum Internacional dos


Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio

es
I Fórum Internacional Sociedade Solidária. Em certo ponto do

Lucian Fagund
dos Soldadinhos de debate, todos tiveram uma surpresa: o Líder
Deus da LBV no Ter- da Boa Vontade foi ao encontro dos jovens
ceiro Milênio foi uma e teve com eles uma conversa informal e, na
Diego Basso

iniciativa do Irmão Paiva, proposta ocasião, apresentou as bases para o II Fórum


em 2004 durante o programa Bolo dos Soldadinhos de Deus, cujo tema será
com Pudim, da Rede Boa Vonta- “Todos Marchando com a Paz”.
de de Rádio. Teve a sua
realização em 6 de março

Lucian Fagundes
daquele ano, com muitas
Paiva Netto durante atividades e oficinas de
a primeira edição do debate.
Fórum, em 2004. O lançamento da segunda A abertura do
II Fórum
Internacional
edição desse Fórum ocorreu de dos Soldadinho
Deus no Tercei s de
uma forma especial: no último dia 6 de ro Milênio ocor
ao ar livre, du reu,
fevereiro, a Juventude Ecumênica da rante conversa
Líder da Boa V do
Boa Vontade de Deus — representada por ontade com jo
crianças do Lar vens e
e Parque da L
crianças, jovens e adultos —, reuniu-se em Glorinha/R BV,
S.
no Lar e Parque Alziro Zarur, da LBV,
em Glorinha/RS, para estudar a revista

6
O Líder da Boa Vontade (destaque) com os jovens que
participaram da reunião de lançamento do II Fórum Internacional
dos Soldadinhos de Deus da LBV no Terceiro Milênio

Mandamento dos Soldadinhos de Deus


Abraçar fraternalmente os filhos dos pobres e dos ricos, dos brancos
e dos negros, dos amarelos, dos vermelhos e dos mestiços.
Alziro Zarur (1914-1979)
Ilustração: Mário Mendonça e William Luz

Fevereiro de 2005 35
Mais qualidade de vida
e alegria
Lar de Idosos da LBV promove mudanças no
atendimento para enriquecer o vínculo familiar
(Texto e fotos: Simone Barreto)

O
jornalista José de Paiva Netto,
Diretor-Presidente da Legião
da Boa Vontade, costuma
afirmar: “É preciso aliar ao
patrimônio da experiência dos mais velhos
a energia dadivosa dos mais moços”. E
isso é comprovado, por exemplo, em uma
visita ao Lar da LBV para a Melhor Idade
no município de Volta Redonda/RJ (Av.
Nossa Senhora do Amparo, 5.079 – Santa
Rita do Zarur, tel. (24) 3346-7150), no
qual a preocupação constante da Obra
Toda a alimentação servida no local possui as vitaminas
é a melhoria da qualidade de vida dos necessárias para o corpo humano
beneficiados, dando amparo físico, social,
espiritual e moral. ainda possuem familiares possam ser levados para
Nesse contexto, estão sendo casa e, assim, não percam
feitas mudanças, como no siste- “Gosto muito do o vínculo afetivo.
ma de atendimento, que agora tratamento que a LBV nos dá. O Lar da LBV para
compreende um de longa per- a Melhor Idade oferece
manência e outro denominado É ótimo; nos tratam muito cinco refeições diárias,
de Centro Dia, sendo que este além de atividades di-
último, que iniciou seus traba-
bem, com todo respeito, versas que ajudam os
lhos no dia 26 agosto de 2004 com todo carinho. O fator idosos em
a se manterem
movimento, bem dis-
e incluiu alguns dos internos
cujas famílias têm como rece-
principal do Irmão Paiva é o postos e alegres — como
caminhadas, passeios
bê-los à noite. bem-estar dos idosos.” a museus e zoológicos,
A assistente social Luzenir Dario Gomes de Oliveira, 72 festas, terapia ocupacio-
Oliveira Nascimento explica:
Atendido pela LBV. nal com trabalhos ma-
“A trajetória de vida deles é in-
terativa, se deslocando de casa nuais e corte e costura.
para cá, todos os dias. Chegam Todas essas iniciativas
com muitas novidades para contar aos internos, são acompanhadas por fisioterapeutas, enfermeiros,
isso os motiva. O transporte da LBV busca os médicos e psicólogos.
idosos em suas residências, chegando às 7h30 e Dario Gomes de Oliveira, 72 anos, vive no
retornando às 16 horas”. Lar há 6 anos e conta um pouco do seu cotidia-
Luzenir segue apontando outras vantagens: no: “Meu dia-a-dia é normal: levanto, tomo café
“Essa mudança acarretou uma transformação muito da manhã, passeio, almoço, faço exercícios para
positiva nos familiares não ficar enferrujado.
deles, tanto que muitos Gosto muito do tra-
agradecem à LBV pelo tamento que a LBV
novo programa, pois seus nos dá. É ótimo; nos
pais estão mais ativos, tratam muito bem,
participativos, rejuvenes- com todo respeito,
cidos. Afinal, envelhecer com todo carinho.
não é adoecer”. Mesmo O fator principal do
nos casos de longa per- Irmão Paiva é o bem-
manência, a Instituição estar dos idosos. Que
atua de forma que, quin- ele continue sempre
zenalmente, aqueles que assim”.
Acompanhados por profissionais da área da saúde, os
36 Fevereiro de 2005 idosos realizam atividade física em bicicleta ergométrica.
[Melhor idade]

Como pode ser boa a


Terceira Idade!
O
jovem da Terceira Idade (Isso mesmo! para exercitar-se no caminho do Bem —: o jovem de corpo, que pode ter
Daniel Trevisan

Aquele que não perdeu o Ideal, como um Espírito de muita idade, e o velho de corpo, que tem idade jovem.
sempre afirma o escritor Paiva Netto.) É que a juventude de corpo sempre receberá a boa palavra do jovem de
sente-se bem ao ser abordado com uma idade, aquilo que este aprendeu e passa aos filhos, netos, amigos e até
palavra de incentivo e carinho: “Olá! Como você está inimigos, perdoando sempre, como assim nos ensinou Nosso Senhor
bem! Sua pele está ótima. A cor está bem ao natural. Jesus Cristo. Mas, se o velho não está jovem nem exercitou o que de
(E você aparenta 50 anos, quando já tem quase 70!) bom estudou... Ah! Esse está numa enrascada danada, muito com-
Fantástico! Gostei de vê-lo assim. Tenho a impressão prometido diante de Deus.
de que você não tem parado de trabalhar, principal- Uma das boas coisas da vida é sermos sempre observadores. Eu,
mente pelo Bem de seu semelhante. Parabéns! Vá em por exemplo, adoro ditados populares. Tenho alguns dos quais gosto
frente, porque tenho a certeza de que muitos jovens muito, como este: “Água mole em pedra dura tanto bate até que
na idade têm vontade de estar como você. E até o fura”. Claro que é a demonstração da persistência, de que devemos
Jornalista Walter Periotto
elogiam: ‘Esse coroa vai muito bem!’”. trabalhar até conseguir o que desejamos — que seja para o Bem.
O nosso tratamento ao jovem da Terceira Idade, o chamado idoso, Outro: “Seja perfeito, pois Deus é perfeito!”. Mais outro: “Quem
deve ser por aí, pois ninguém gosta de ser jogado para baixo: “Nossa, semeia vento colhe tempestade! É preciso trocar o mal pelo Bem!”.
como você está abatido, está velho... Nem parece o mesmo amigo E mais: “Um bom ambiente é como coração de mãe: sempre cabe
que conheci há tempos. Desse jeito, companheiro, você morre logo”. mais um!” (vejam os Espaços Ecumênicos da Religião de Deus). Há
Cuidado com as palavras, minha gente! Na sua frente pode estar uma milhares de bons pensamentos populares — estão sempre na boca
pessoa que deu tudo de sua vida para criar seus filhos e netos, cuidou do Povo — e que nos trazem benefícios, pois influenciam nossa
dos pais e de alguns parentes e é digna do maior respeito e conside- vida de uma maneira até com muito bom humor.
ração. Pode ainda ter trabalhado para uma grande obra de caridade Ora, podemos criar um bom pensamento popular para os que
no Brasil ou em qualquer parte do mundo. Pode, até mesmo, estar continuam na boa idade mesmo sendo idosos: “Eu fui bom quando
trabalhando. era jovem; agora, estou sendo melhor, pois sou um idoso jovem”.
Gosto de dizer que as palavras são muito importantes, pois Deus criou O Líder da Boa Vontade costuma apresentar uma relação enorme
o mundo por meio delas. Além disso, idade é o de menos na vida para de jovens de idade que, já idosos, se dedicaram e contribuíram
quem viveu, cresceu e se firmou em um ambiente de Caridade (como o grandemente para o Bem da Humanidade. Mas também é necessário
Legionário, o Cristão do Novo Mandamento de Jesus), exemplificando que o idoso jovem se cuide: tenha uma boa alimentação, tome os
o que aprendeu com as Instituições da Boa Vontade de Deus. medicamentos recomendados pelos especialistas, faça exercícios e
Mesmo que muitos pensem o contrário, duas forças são bem grandes uma série de outras providências que promoverão melhorias em si
na LBV e na Religião de Deus, a Religião do Terceiro Milênio, Religião próprio. Deixar de ouvir os médicos é mau negócio!
do Amor Universal — e, naturalmente, onde haja a ambiência necessária Salve os jovens moços que se aliam aos idosos jovens!

Tecido da bochecha regenera visão


Débora Verdan
Como
P é
rofessores da Escola de Medici- Essa região ocular pode ser dani-
na da Universidade de Osaka
(Japão) apresentaram um
ficada por traumas físicos ou
por várias doenças. Os
a
novo caminho para recu- médicos são capazes São retirados
ciru
perar a visão: trata-se do implante de retirar células de quadrados de aproxima-
de uma parte do tecido da bochecha um olho saudável damente 3 milímetros de largura
rgia?
para substituir as córneas (membra- e desenvolvê-las da mucosa bucal, na parte interna
na que fica na superfície do olho) em laboratório da bochecha e cultivado o tecido em
nas pessoas que têm determinadas para criarem uma laboratório. Com uma técnica especial,
sc
Di

doenças oftálmicas. nova córnea, ou


to

feita à baixa temperatura, os pesquisado-


o
Ph

Para chegar a essa conclusão, os cien- ainda, fazer o trans- res separaram uma fina camada de cada
tistas japoneses implantaram, com sucesso, plante de doadores
amostra e as colocaram nos olhos dos
finas fatias das células da bochecha nos olhos de quatro pacien- mortos. Mas, quando
tes, vítimas da síndrome de Stevens-Johnson, uma doença rara ambos os olhos estão
pacientes, formando um tecido que
que causa a degeneração da córnea. Feito isso, todas voltaram a muito prejudicados por tem a aparência e a função de
enxergar e, passado mais de um ano, as novas córneas continuam uma enfermidade ou aci- uma córnea saudável.
translúcidas. Normalmente, o tecido da região enferma se rege- dente, essas técnicas podem
nera, mas não era o caso dessas pessoas. não funcionar.
Fevereiro de 2005 37
[Espírito e Ciência]

O Progresso é a Lei de Deus


Conferência do Dr. Nestor João Mazotti — Presidente da Federação Espírita do Brasil e
Secretário-Geral do Conselho Espírita Internacional, no ParlaMundi da LBV.

Neste número da revista BOA VONTADE, desta- de atender o povo que se encontrava em Israel. Uma série de outros fenômenos
camos trechos da palestra do Dr. Nestor João Mazotti, envolvendo a presença e a participação dos Espíritos nesse relacionamento está re-
Presidente da Federação Espírita do Brasil e Secretá- gistrada já nesses primeiros fatos, visto que, posteriormente, se percebeu muito bem
rio-Geral do Conselho Espírita Internacional, durante a na figura do próprio Moisés um ser com grande potencialidade de relacionamento
segunda edição do Fórum Mundial Permanente Espírito com o Mundo Espiritual. No próprio fenômeno relacionado com o recebimento das
e Ciência, da LBV, realizado em Brasília, de 20 a 23 de Tábuas da Lei — no qual ficou registrada a presença do Mundo Espiritual, trazendo
outubro de 2004. Sob a proposição “O que é vida? O orientações, leis para aquele povo, ainda necessitado de uma disciplina maior de
que é morte?”, ele narra fatos históricos, desde a An- comportamento — vemos um fenômeno extremamente significativo, mostrando
Daniel Trevisan

tiguidade até os dias de hoje, nos quais a imortalidade e comprovando a presença do Mundo Espiritual, a ajuda do Mundo Espiritual à
da Alma é evidenciada. Apresenta ainda o conceito da Humanidade em seu processo de caminhada permanente. A própria fase relacionada
evolução através de vidas sucessivas e a origem divina com o profetismo também traz uma série de contribuições e registros, em que os
Dr. Nestor João Mazotti do Ser Humano. profetas atestam o relacionamento, a presença, a conversação ou a informação do
Vamos à leitura. Mundo Espiritual por intermédio desses homens, dotados de uma sensibilidade que

E
permitia essa forma de comunicação com o Mundo Espiritual. Nos fenômenos rela-
stimados companheiros de jornada terrena, que haja muita Paz em nosso cionados com o Novo Testamento observamos uma série de registros que evidenciam
coração. fartamente esse contato, a conversação com o Mundo Espiritual. Logo no princípio,
O tema que nos foi oferecido para uma análise conjunta é realmente vemos o Anjo Gabriel anunciando a Maria que ela seria a Mãe de Jesus, a Mãe do
de extrema significação, já que trata a respeito de vida e de morte, nossos Salvador. O Evangelho vai registrando também outros fenômenos relacionados com
conceitos, nossa forma de compreender tanto uma como outra coisa. É interessante a presença do Mundo Espiritual, como o momento do Batismo de Jesus e o próprio
observarmos que a Humanidade, em nenhum momento, teve uma situação de total Pentecostes, que ocorreu posteriormente e evidencia o campo do Mundo Espiritual
incredibilidade. Desde o período mais primitivo, na fase dos homens na Idade da se inter-relacionando com o Homem pelas mais variadas formas de comunicação. O
Pedra, a convicção da imortalidade própria sempre foi uma constante. Sempre houve próprio Atos dos Apóstolos, em inúmeros momentos, mostra a presença do Mundo
a convicção de que, após a morte física, o Homem continuava a existir em Espírito, Espiritual ajudando, amparando, assistindo, orientando até, os apóstolos na tarefa da
ou poderia haver outra forma de interpretação. Mas a idéia da inexistência do ser difusão do Cristianismo nascente.
após a morte física sempre se restringiu a grupos pequenos na Humanidade, por parte
daqueles que questionavam a própria imortalidade.
É interessante observarmos o que vem sustentando, de certa forma, a convicção O Mundo Espiritual e a História
da própria imortalidade, da existência permanente, de um Mundo Espiritual, sobre o
qual todos temos convicção, embora nem todos tenhamos meios de provar ou de nos Muitos outros fenômenos foram sendo registrados na Humanidade e sempre
convencer. O totemismo, a religião mais primitiva, já registrava, desde o princípio, mostraram que havia — e que há — o Mundo Espiritual e que esse Mundo convive
a convicção da imortalidade. Em sua forma primária de compreensão, os homens num constante relacionamento com o próprio Homem. Um fato bastante significa-
primitivos tinham convicção da existência de seus ancestrais, aqueles que tinham tivo na História — não vinculado propriamente à questão das bases, das tradições
vivido com eles, muitos de seus familiares, e que continuavam a existir depois da religiosas, mas que mostra a importância da ação espiritual sobre o Homem — é
morte física. Essa percepção era acompanhada de outras das mais diversas. o fenômeno registrado pela história de Joana d’Arc, que foi, sem dúvida alguma,
Com essa certeza, a Humanidade foi evoluindo gradativamente. Observamos uma pessoa dotada de sensibilidade muito grande, que percebia a presença e a ajuda
que, saindo da fase do totemismo, chegamos à do politeísmo, durante a qual a idéia espiritual e, por meio dessa ajuda, terminou com uma guerra que se arrastava havia
da multiplicidade da existência de deuses trazia consigo a convicção da existência mais de cem anos e estava, praticamente, dizimando o povo francês. Baseada nos
de Seres Espirituais que estavam além de nossa vida puramente física. Houve ainda fatos que ela testemunhou e que foram constatados por pessoas que a acompanharam,
a fase do animismo, quando os homens interpretavam que tudo tinha uma Alma, foi queimada por bruxaria, mas, após a revisão de seu processo, foi santificada. O
partindo da convicção de que nós todos, ou eles mesmos, na fase da Antiguidade, fenômeno, o fato em si, não mudou. Mudou a interpretação.
tinham uma Alma também. Esse processo todo sempre foi acompanhado de fatos
que davam convicção dessa imortalidade ao Homem em seu dia-a-dia. Alguns fatos A contribuição da Doutrina Espírita
mais ostensivos, outros menos.
(...) Essas questões são bastante significativas. A contribuição que a Doutrina
Espírita procura oferecer à Humanidade é mostrar que esses fatos reclamam da par-
Presença da Espiritualidade Superior na Bíblia te de todos nós uma postura de análise, não de rejeição a uma apreciação, pois são
fatos que têm leis. Allan Kardec , que era um professor, passou a ter contato com os
Na entrada da Humanidade na fase do monoteísmo, houve fatos extremamente fenômenos, na época chamados de mesas-girantes, que se aplicavam na comunicação
significativos, que a própria Bíblia registra, trazendo evidências a respeito da imor- dos Espíritos com os homens. Ele se surpreendeu com aquilo e, em princípio, não o
talidade da Alma. A Bíblia registra a conversação de Moisés com Espíritos, diante aceitou. Mas, diante da evidência dos fatos, ele observou: são fatos, e, como todos
do fenômeno chamado de sarça ardente, quando ele foi convencido da necessidade os fatos têm suas leis, vamos estudá-las, conhecê-las e utilizá-las de forma adequada,

38 Fevereiro de 2005
em benefício da própria Humanidade. Foi praticamente balhar pelo nosso crescimento, as necessidades, a vida
uma das primeiras experiências em que o fenômeno, que nos cerca e a movimentação permanente fazem
que se chama mediunidade — ou qualquer outro nome, com que desenvolvamos valores que estão dentro de
mas que implica o relacionamento do Ser Humano nós, potencialmente, e comecemos a demonstrar as
com o Mundo Espiritual —, foi analisado de forma virtudes, fazendo surgir o conhecimento que ampliamos
clara, lógica, cristalina, procurando conhecer essas pela nossa própria experiência.
leis. Foi um enfrentamento corajoso desse professor, (...) Usando da liberdade que emana da Lei
que possibilitou o surgimento de uma série de escla- de Deus, temos a possibilidade de construir, nós
recimentos, os quais permitem hoje compreendermos mesmos, nosso próprio progresso, respeitando e
melhor problemas que ocorrem no dia-a-dia de todos ratificando aquilo que Jesus enfatizou muito bem: A
os homens, mas que têm no melhor entendimento do cada um de acordo com as suas obras. É em função
relacionamento com o Mundo Espiritual a solução para disso que vemos, dentro dessa visão ampla — que
muitos desses problemas. elimina a barreira do berço e do túmulo e amplia
Nesse contato, observou-se que o Mundo Espiritual os horizontes de compreensão de nossa existência,
tem Espíritos elevados, Espíritos medianos e Espíritos permitindo que nós tenhamos essa compreensão
necessitados ainda de um processo de esclarecimento. ampla —, que nós podemos até compreender me-
Mas a maneira de se relacionar com eles depende muito lhor as expressões do Evangelho, quando Jesus diz:
do comportamento que vamos adotar. Dessa maneira, Não acumuleis vossos tesouros na Terra, onde a
tudo aquilo que há muito tempo a Humanidade vem ferrugem e a traça consomem e os ladrões desen-
confirmando, convicta a respeito da imortalidade, passa terram e roubam. Acumuleis, sim, vossos tesouros
a ser discutido em fóruns de total racionalidade. nos céus, onde nem a ferrugem e nem a traça
A Doutrina Espírita reafirma os princípios da reli- consomem e onde os ladrões não desenterram nem
gião, a convicção a respeito de Deus, da imortalidade roubam, porque, onde estiver o seu tesouro, aí es-
dos homens e da sobrevivência do ser, preservando suas tará também o seu coração. Compreendemos bem
características, sua personalidade, suas convicções, as essa expressão de Jesus, porque passamos a aceitar
conquistas espirituais que já desenvolveu. Ela destaca que os bens da matéria são os bens que precisamos
também uma diretriz moral, que permite ao Homem administrar devidamente, mas são bens que sem-
direcionar bem sua existência. (...) Ela parte do princípio pre deixamos quando abandonamos a vida física.
de que as Leis que emanam de Deus, nosso Pai Criador, Agora, os valores do Espírito, fruto do estudo que
são iguais em todos os sentidos. As religiões têm a pos- fizemos, dos conhecimentos adquiridos, da moral
sibilidade de revelar aos homens essas leis, enquanto a que desenvolvemos em nós, estes estarão sempre
Ciência, pela sua pesquisa, pelo seu trabalho, pela sua conosco, encarnados ou desencarnados, porque são
ação, descobre essas leis. Mas as leis são as mesmas. patrimônio que nós mesmos, como seres imortais,
Basta que nós saibamos enxergá-las, estabelecer o elo estamos conquistando. Por isso, como diretriz de
de integração. postura para todos nós, a Doutrina Espírita deixa a
Há uma frase muito significativa no túmulo de máxima: “Fora da caridade não há salvação”. (...)
Allan Kardec, na França, que sintetiza praticamente as Caridade, no conceito que a Doutrina Espírita traz
idéias básicas que a Doutrina Espírita oferece no que e coloca com toda clareza, é, antes de mais nada,
diz respeito à compreensão das coisas da vida: “Nas- vivência plena, prática do Amor a todo momento,
cer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a num profundo gesto de respeito a nossos semelhan-
lei”. Vejamos o enfoque: nascer e morrer. A morte não tes, de compreensão profunda quanto à maneira de
é oposta à vida. A morte do corpo é oposta ao nasci- cada um ser o que é, respeitando e amando muito
mento, porque a vida é constante; ela não se extingue. as pessoas. Temos, realmente, aquela convicção da
A observação é a de que nós, depois de nascermos e síntese que Jesus destacou e que, de certa forma, é a
de morrermos, vamos nascer novamente. Carregamos base de todas as religiões: Amar a Deus sobre todas
valores de nossa personalidade, os valores das experiên- as coisas e amar ao próximo como a si mesmo. Nós
cias, conquistas, inúmeras oportunidades, propiciando só conseguiremos amar a Deus plenamente quando,
a nós um progresso permanente de evolução. realmente, demonstrarmos Amor para com nosso
A evolução, o progresso, é a Lei de Deus, que nos próximo. Essa é a vivência de Amor que cabe a
impulsiona permanentemente à vida. E nós observamos nós todos exercitar, independente da convicção
por aí, por essa forma de constatação, que Deus, indubi- religiosa de cada um, da nacionalidade, das condi-
tavelmente, nos criou a todos e nos ama muito, porque ções sociais em que as pessoas se encontrem. Esse
nos criou como Espíritos imortais, indestrutíveis. Nós, é o exercício do Amor, constante, permanente, a
mesmo que queiramos, não temos condições de nos base de todo processo de crescimento social e de
destruir, porque Deus nos criou indestrutíveis. E nos construção da Paz que nós estamos buscando.
criou também perfectíveis, porque, por meio das múlti- Realmente, companheiros, a Paz é algo que todos
plas experiências, proporciona a nós a possibilidade de nós estamos buscando. Sentimos necessidade dela,
progredir gradativamente, seja na conquista de novos mas não a encontraremos pronta no outro. Cabe a cada
conhecimentos, seja na conquista das virtudes morais um de nós construir a Paz fazendo o Bem. É a única
que nos cabe realmente desenvolver. forma de construirmos um mundo melhor: praticar a
É interessante observar que essa perfectibilidade Paz promovendo o Bem, que é sempre a expressão do
está dentro de um contexto em que a lei do progresso Amor a todos aqueles com quem convivemos.
nos impulsiona. E, mesmo que nós relutemos em tra- Obrigado pela atenção de todos!

Fevereiro de 2005 39
[Literatura]

Uma literatura para todos


Em Reflexões da Alma, Paiva Netto trata da essência do Ser Humano
Débora Verdan
“O livro Reflexões da transformação, com grandes ensinamentos tratados de

Arquivo BV
Alma levanta a auto-estima, forma simples, que instigam a busca da Verdade dentro
em virtude da necessidade de cada Ser Humano.
espiritual do Ser Humano. As manifestações a respeito desta mensagem
A literatura do escritor ecumênica chegam de todas as classes sociais. A
Paiva Netto está vendendo leitora Eráclides Vieira Borges, de Porto Alegre/RS,
bastante, é um best-seller”, emociona-se quando relata como tomou conhecimento
destaca Geraldo Cesário, do trabalho: “Tive um problema muito grande. Um dia
gerente da Rede de Livra- estava chorando e uma pessoa desconhecida chegou
rias Ciência & Cultura, perto de mim e perguntou: ‘Por que choras?’ Aí con-
do Rio de Janeiro. Essa tei minha história. Ela então falou: ‘Leia o Reflexões
é apenas uma das inú- da Alma, do Paiva Netto’. E ao perguntar por que, a
meras opiniões acerca pessoa me disse: ‘Este livro vai mudar a sua vida’.
desta obra, que já vendeu mais de 120 mil Comecei a meditar e o comprei. Dali em diante minha
exemplares, um título que traz ferramentas para a real existência teve realmente outro rumo; compreendi o
porquê de muitas coisas... Por isso leiam o livro do
“O conhecimento “O livro Reflexões da Alma levanta a auto-esti-
RMTV

começo ao fim. Esta obra me deu força e esperança


está, como sempre de viver praticando o Bem!”. ma, em virtude da necessidade espiritual do Ser
Essa forma diferenciada de escrever conquistou Humano. A literatura do escritor Paiva Netto
esteve, guardado está vendendo bastante, é um best-seller.”
também Rafael Greca, Deputado Estadual do Paraná:
nos livros, como
“O conhecimento está, como sempre esteve, guardado
este belo Reflexões nos livros, como este belo Reflexões da Alma, do Paiva Geraldo Cesário, gerente da Rede de Livrarias
da Alma, do Paiva Netto”, e concluiu seu pensamento destacando o estilo Ciência & Cultura, do Rio de Janeiro/RJ.
Netto.” do autor: “O que faz realmente as pessoas colocarem a
informação dentro de si é o poder da reflexão”.
Rafael Greca, Deputado
Rafael Greca Estadual do Paraná.

Reflexões da Alma está na lista dos mais


Lucian Fagundes

procurados para locação e venda


O sucesso da obra é facilmente “Leiam o livro O encontro consegue
aferido com quem atua na área. aliar duas coisas aparen-

Liliane Araújo
Na cidade de Gravataí/RS, a pro- (Reflexões da Alma) temente contraditórias:
prietária da Locadora Vai e Volta, do começo ao fim. o que é atual e as tradi-
Dinair Bolfoni — que cadastra
clientes para os quais disponibi-
Esta obra me deu ções regionalistas. Essa
receita simples, mas efi-
liza para locação e força e esperança de ciente, atraiu em janeiro
Cora Torres

viver praticando o deste ano cerca de 75 mil


Argentina
venda, cerca de 14
mil títulos —, acres- pessoas para o aconteci-
centa: “Reflexões da
Bem!.” mento, que é realizado
“Reflexões da Alma é Alma está na lista na Praça Leonel Pereira,
um canto à Vida!” dos mais procura- Eráclides Vieira Borges, de ponto de encontro de es-
O escritor, cujas obras literárias já dos”. Porto Alegre/RS. critores, artistas e onde
superam a marca de 2,5 milhões de livros Além das livra- amigos de todas as idades
vendidos, é destaque também no Exterior. rias e locadoras, as feiras e bienais tomam chimarrão.
A jovem leitora Adriana Gonzales encami- são também excelentes oportuni- A patrona do evento, escritora, poetisa e
nhou via e-mail seu recado, que expressa dades para conferir o que há de artista plástica Cora Torres autografou o seu A proprietária da locadora Vai e Volta,
bem essa tendência da literatura de Paiva bom no mercado livreiro. A exem- Vento de Altura para o Diretor-Presidente da Dinair Bolfoni, ao lado do estande com
Netto, de atravessar fronteiras, pois fala, plo do que acontece há 4 anos na LBV. Ela é admiradora do trabalho do Líder os livros mais procurados, onde está
acima de tudo, ao coração do Ser Humano: Feira do Livro de Tramandaí, que da Boa Vontade e deixou registrada a seguinte Reflexões da Alma, de Paiva Netto.
“Estou lendo Reflexões da Alma, que é le- transformou o município numa mensagem: “Paiva Netto, Querido Irmão em
gal. Sou argentina, da Província de Buenos referência cultural do litoral norte Cristo, continue sendo Luz e Amor, iluminando e purificando os ásperos e
Aires. Adoro o Brasil e sua gente. Seu livro gaúcho. escuros caminhos do mundo, Agora! Com admiração e carinho”.
é um canto à Vida!”
40 Fevereiro de 2005
6
Português
sexta lição

Crase (Continuação)
Trazemos nesta edição a ocorrência de crase Antes dos pronomes relativos que, qual e quais,
nas locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas quando o a ou as puderem ser trocados por ao ou
como à espera de, à custa de, às pressas, às vezes, aos:
à noite, à esquerda, à direita, à frente, à maneira Exemplos: Aqui está a página à qual você se
de, à medida que, à moda de, à procura de, à referiu (equivalente: Aqui está o material ao qual
proporção que, à força de: você se referiu). / É uma situação semelhante à que
Exemplos: À espera de um milagre/Sustenta-se enfrentamos ontem (É um problema semelhante ao
à custa de doações/Saiu de casa às pressas/ Serviu que enfrentamos ontem).
o almoço à moda da casa. Já nas locuções que indicam instrumento ou
Vejamos o exemplo que Paiva Netto nos fornece: meio e em outras nas quais a tradição lingüística o
“Na Divina Seara da Legião da Boa Vontade, o Amor exija, como à máquina, à vista, à venda, à toa, à
Universal, façamos o Bem, rogando ao Cristo que tinta, à mão:
nos esclareça, ilumine e abençoe sempre, à medida Exemplos: Texto escrito à tinta, à mão, à má-
[Cursos]

que, pelas Boas Obras erguidas pela Fé Realizante, quina./ Pagamento à vista./Produto à venda /Vivia
mereçamos a bênção por Ele prometida no Seu à toa.
Apocalipse, 1: 3: Bem-aventurados aqueles que Na próxima edição falaremos dos casos em que
lêem e ouvem as palavras da profecia deste Livro e não podemos usar crase.
guardam as coisas nele escritas, pois o Tempo está Bom estudo!
próximo”.

Inglês Six Lesson


Olá, pessoal! Daremos continuidade ao estudo 2) Passe para a forma negativa:
da Língua Inglesa, com alguns exercícios de fixa- (Ex.: He is a teacher. He is not a teacher.)
ção. Na última aula, revisamos as formas afirma- a) Sarah is a painter. _________________________
tiva, negativa e interrogativa do verbo TO BE e o b) Monica is a good actress. ___________________
uso dos artigos indefinidos A – AN. Então, vamos c) It is an orange. ___________________________
agora colocar em prática o que aprendemos.
3) Escreva A diante de consoante e AN diante de vogal
ou h mudo:
1) Passe para a forma interrogativa:
a) ____ egg d) ____ book
(Ex.: You are a doctor. Are you a doctor?)
b) ____ pencil e) ____ hour
a) She is a teacher. __________________________
c) ____ student f) ____ apple
b) They are students. _________________________
c) He is tall. _______________________________ É isso aí! Na próxima aula continuaremos estudando
a gramática, com um novo assunto. Até lá!

Esperanto Espanhol
Sesa Leciono Sexta Lección
Vamos terminar nesta aula as explicações
sobre o alfabeto do Esperanto, estudando as Finalizaremos nesta aula nossos estudos
letras ŭ, v, z. de pronúncia das letras do alfabeto espanhol,
O ŭ (u com braquia, isto é, com meia-lua de estudando a letra z e as vogais (a, e, i, o, u).
pontas voltadas para cima) é um u brevíssimo, A letra z tem som interdental, mas a maioria
ex.: aŭdi: lê-se “audi”, significa ouvir; laŭdi: lê-se dos que falam Espanhol pronunciam-na como
“láudi”, quer dizer louvar. O v e o z soam como o ss do Português, ex.: zapatos; cabeza.
em Português, ex.: vivo: significa vida; zebro: quer Em Espanhol há cinco sons vocálicos: a: o
dizer zebra. som é sempre aberto, inclusive com consoantes
Para memorização das pronúncias, vamos, a par- nasais, ex.: naranja (laranja); — e: o som é
tir desta lição, fazer a leitura de alguns pensamentos sempre fechado, inclusive quando é acentuado:
do jornalista José de Paiva Netto, extraídos do livro leche (leite); café; — i: o som é igual em Es-
Meditadoj kaj Pensoj — Dialektiko de Bona Volo panhol e Português, ex.: televisión (televisão);
(Reflexões e Pensamentos — Dialética da Boa Von- — o: o som é sempre fechado, inclusive quando
tade): La Homo de Vero estas vekita de la Vero de é acentuado, ex.: lección; hombre (homem);
Dio, kie ajn li estas. (pronuncie: “Homo”, “Vêro”, — u: o som é igual em Espanhol e Português,
“êsstass”). Tradução: O Homem da Verdade, pela ex.: luna (lua).
Verdade, é despertado onde estiver. Na próxima aula faremos uma revisão do
Até nossa próxima aula! estudo das pronúncias do alfabeto. Até lá! Fevereiro de 2005 41
[Pedagogia do Cidadão Ecumênico]

Renascimento Espiritual
Espiritual (Equipe de Estudos Ecumênicos)

P
ara um melhor entendimento da “É importante ainda destacar o Ecume- “(...) O currículo das escolas e das univer-
Pedagogia do Cidadão Ecumênico nismo Racial, o Ecumenismo de Classe, o sidades não pode prescindir do ensinamento
(PCE), criada pelo Líder da Boa Ecumenismo que permeia as Nacionalidades, dos seus princípios vigorosamente preconi-
Vontade, nada melhor do que trazer o Ecumenismo Cultural, enfim porquanto zados pelos fundadores das religiões e por
aos leitores o estudo do próprio idealizador não se pode perder uma vírgula que seja do suas mais sensíveis lideranças. (...) Caridade
desta metodologia a respeito do seu primeiro conhecimento e da Fraternidade que os povos, é ação realizadora, nascida do sentimento
princípio, que é Ecumenismo Irrestrito e a duras penas, conquistaram. A contribuição à de Solidariedade, do Homem comum e do
Total. sobrevivência deve partir de todos os pontos. Homem público, a promover-lhes a consci-
Trata-se de uma grande jornada, a ser vencida ência do dever cumprido. É, desta forma,
“Antes de prosseguirmos, faz-se neces- com determinação. Paz para o Espírito, conseqüentemente para
sária uma observação esclarecedora: sempre a Humanidade.
que você ler (em meus escritos ou ouvir em “Todas as animosidades que costumam “A guerra, antes de explodir no mundo,
meus improvisos) a palavra Ecumenismo, dividir os Seres Humanos em grupos liti- cresce no interior das criaturas. A Caridade
por favor, considere o aspecto original do gantes devem ser desfeitas, de forma que é o mais portentoso instrumental para a Paz,
termo. De acordo com sua etimologia, a pa- seja suplantada a intolerância, que tem con- quando reconhecida também como Fraterni-
lavra ecumênico — do grego oikoumenikós tribuído para a manutenção desse estado de dade e Solidariedade, que é a Fraternidade
— significa ‘de escopo ou aplicabilidade tensões múltiplas, as quais vão empurrando que constrói. As ideologias que a despreza-
mundial; universal’. Utilizamos esse termo o mundo na direção de um conflito indes- ram estão assistindo ao seu próprio fim ou
em abundância, porque não haverá verdadeira critível, que ninguém, em sã consciência, se verão obrigadas a fomentar a acolhida
Paz Mundial enquanto ela não for estendida pode desejar. do seu formidável valor na condução das
a todos os habitantes da Terra. A Paz dos mudanças sociais.
grupos separados é permanente convocação “Vemos o Ecumenismo Irrestrito e Total “(...) As culturas que a vivenciam ape-
para novos conflitos.” como expressão máxima do Amor e da Justiça, nas como ato comodista de oferecer aos
o eixo de gravidade de uma sociedade sadia. pobres o que lhes sobeja da mesa verão
Ainda sobre o Ecumenismo Irrestrito e É o estado natural e o querer espontâneo de suas fronteiras forçadas pelas levas dos
Total, esclarece o jornalista, na mensagem que toda criatura quando espiritualmente integrada desesperados e ver-se-ão obrigadas a lidar
encaminhou à 21ª Assembléia-Geral da CON- ao Criador, ou ao verdadeiro sentido de hu- com necessidades humanas que vão mui-
GO — Conferência das ONGs com Relações manidade, e bandeira dos que, religiosos ou to além do alimento material: trata-se de
Consultivas para as Nações Unidas: não, labutam por uma convivência planetária prover a dignidade e o Amor, a que todos
Cidadão Ecumênico

melhor. O Ecumenismo pregado pela LBV aspiramos.


“(...) Quando falamos em Ecumenismo, Mundial não impõe nada a ninguém, a não ser “(...) A poluição desbragada (de corpos
queremos dizer Universalismo, Fraternidade suscitar o convite para o entendimento lógico e mentes) e as armas de destruição, fruto
sem fronteiras. Muitos, todavia, poderão pen- entre gente civilizada.” do mau uso da energia nuclear e dos conhe-
sar apenas em Ecumenismo Religioso, que já cimentos biológicos e químicos, resultam
constitui um grande passo para a civilização Renascimento Espiritual da falência moral. Esta deve urgentemente
que precisa urgentemente de Paz. (...) ser superada por um grande movimento de
“Entretanto, em todos os campos o Ecume- Existe um fato de grande relevância do sensatez para que se corporifique a conci-
nismo suplica ser praticado, como o demonstra ponto de vista biológico e social, em anda- liação mundial (…).
a Legião da Boa Vontade, com a abrangência mento: a Humanidade procura o seu biótipo “(...) Os programas educacionais e so-
de suas ações em todos os setores da vida ecumênico. É o que lemos na mensagem “O ciais da Legião da Boa Vontade, de abran-
humana: Dinamismo da Paz”, do mesmo autor, dirigida gência internacional, que têm melhorado a
aos participantes da Conferência de Cúpula qualidade de vida de multidões de necessi-
“Ecumenismo na Educação da Paz Mundial para o Milênio, realizada na tados, são um exemplo de que o Amor faz a
Ecumenismo na Comunicação sede da ONU: diferença. E tudo o que tínhamos para au-
Ecumenismo na Política “Vivemos tempos de um verdadeiro Re- xiliá-las no princípio era o Amor, a palavra
Ecumenismo na Ciência nascimento Espiritual. A sociedade planetária, que resume todo o sentido da Pedagogia.
Ecumenismo na Arte formada de elementos díspares, atravessa uma Nada mais...
Ecumenismo na Filantropia crise inédita. Está, sabendo ou não, à procura, “(...) Nesse tempo majestoso, o Homem
Ecumenismo na Economia mesmo que por caminhos tortuosos, de sua só aceitará um dogma, o da Fraternidade
Ecumenismo no Direito Identidade Divina, do seu, podemos dizer, Tipo sem fronteiras. Um dia, tudo isso será co-
Ecumenismo na Filosofia Ecumênico. (...) Mais fortes são os fatores que mum a todos os Seres Terrenos, fartos de
Ecumenismo no Esporte, e assim por nos unem do que a irreflexão que eventual- ódios e separações intolerantes. Deus é a
diante. mente nos separe. Luz do Mundo.”

42 Fevereiro de 2005
Fevereiro de 2005 43
44 Fevereiro de 2005