Você está na página 1de 4

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 2º Grau

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 2º Grau

O documento a seguir foi juntado ao autos do processo de número 0012054-83.2016.5.18.0010


em 26/09/2018 17:21:10 e assinado por:
- MAYRA ALCANFOR ROSA E SILVA

Consulte este documento em:


https://pje.trt18.jus.br/segundograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam
usando o código: 18092617203196600000011189167

18092617203196600000011189167
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ PRESIDENTE DA 3
TURMA DO E. TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18
REGIÃO

PROCESSO RTOrd 0012054-83.2016.5.18.0010

WENDEL DOMINGUES TEIXEIRA, já


qualificado nos autos em epígrafe, por sua
advogada que esta subscreve, na Reclamação
Trabalhista proposta em face de JBS S/A., também
qualificados, vem, respeitosamente, , à presença
de Vossa Excelência, por sua advogada signatária,
com fulcro nos artigos 897-A da CLT e 489, 1.022 e
seguintes do CPC, opor EMBARGOS DE DECLARAÇÃO face
do v. Acórdão que negou provimento a o adicional
de insalubridade.

Ressalte-se a tempestividade dos


presentes, porque opostos dentro do quinquídio
legal (prazo iniciado em 20/09/2018, com
vencimento aos 26/09/2018.

Opõe os Embargos pelos motivos que pede


vênia para expor:
O v. Acórdão negou provimento ao
Recurso Ordinário no tópico de matéria em comum do
Reclamante e Reclamada em relação os pedido de
adicional de insalubridade, sendo que embora tenha
negado não indicou se a negativa de provimento de
deu em relação ao recurso obreiro ou patronal.

Na fundamentação dessa decisão ficou


ressaltado que de fato não há provas de que o
reclamante tenha recebido EPIs por todo o pacto
laboral, no entanto deixou o v. Acordão de
concluir acerca do período que de fato o
reclamante laborou junto a Reclamada, ponderando
apenas que o obreiro já esteve afastado por
auxílio doença.

Em que pese o notório saber jurídico


dessa Egrégia Corte, emerge claro o equívoco da
decisão embargada, que não se pronunciou em
relação ao recebimento que o obreiro faz jus do
adicional de insalubridade em relação ao período
que o reclamante laborou de forma efetiva tendo
contato com agente insalubre de 02/05/2011 a
05/05/2012 e 05/05/2012 a 12/12/2012, sendo que no
referido tempo o reclamante não estava em auxílio
doença e v. Acórdão deixou de se pronunciar em
relação a este.

I. Dos Requerimentos Finais


Por todo o exposto, considerando que os
embargos de declaração são destinados a corrigir
vícios de omissão e contradição no julgado, requer
que se conheça dos presentes, intimando-se
previamente a reclamada embargada para manifestar-
se, para, depois, dar-se provimento ao apelo,
admitindo-se efeitos infringentes conforme
autoriza o § 2º do art. 897-A da CLT e a Súmula
278 do C. TST.

Servem os presentes embargos também para


provocar o pronunciamento dessa E. Turma, pré-
questionando os temas suscitados, para fins de
Recurso de Revista, em sendo o caso.

Nestes termos, pede deferimento.

Goiânia, 26 de setembro de 2018.

MAYRA ALCANFOR
OAB/GO 39.942