Você está na página 1de 58

física

eletricidade e física moderna


QUESTÕES DE VESTIBULARES
2010.1 (1o semestre)
2010.2 (2o semestre)

sumário
ELETROSTÁTICA
VESTIBULARES 2010.1 ............................................. ..................................................... ................................................................ 2
VESTIBULARES 2010.2 ............................................. ..................................................... .............................................................. 13

ELETRODINÂMICA
2010.1 ............................................. ..................................................... .............................................................. 29
VESTIBULARES 2010.2 16

ELTROMAGNETISMO
VESTIBULARES 2010.1 ............................................. ..................................................... .............................................................. 34
VESTIBULARES 2010.2 ............................................. ..................................................... .............................................................. 47

FÍSICA MODERNA
VESTIBULARES 2010.1 ............................................. ..................................................... .............................................................. 53
VESTIBULARES 2010.2 ............................................. ..................................................... .............................................................. 56

japizzirani@gmail.com
ELETRICIDADE: (PUC/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: D
O que acontece com a força entre duas cargas elétricas (+Q) e
ELETROSTÁTICA (–q) colocadas a uma distância (d) se mudarmos a carga (+Q)
por (+4Q), a carga (–q) por (+3q) e a distância (d) por (2d)?
VESTIBULARES 2010.1 a) Mantém seu módulo e passa a ser atrativa.
b) Mantém seu módulo e passa a ser repulsiva.
(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 05 (01+04) c) Tem seu módulo dobrado e passa a ser repulsiva.
Uma carga elétrica em repouso cria, no espaço a sua volta, um *d) Tem seu módulo triplicado e passa a ser repulsiva.
campo elétrico E. Se uma carga de prova qo (positiva) é abando- e) Tem seu módulo triplicado e passa a ser atrativa.
nada nesse espaço, sobre ela atuará uma força elétrica devida
ao campo elétrico. Suponha que a carga de prova q o se desloca (UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 06 (02+04)
de um ponto A para um ponto B. Sobre este fenômeno físico, Duas cargas puntuais, q1 = 2 × 10 –9 C e q2 = 1 × 10 –9 C, são
assinale o que for correto. colocadas no vácuo a uma distância de 3 × 10–3 m uma da outra.
01) O trabalho realizado pelo campo elétrico, sobre a carga de Dado: k = 9 × 109 N.m2/C2. Considere essas informações e assi-
prova, é em módulo igual à variação da sua energia potencial nale o que for correto.
elétrica. 01) A intensidade das forças elétricas de interação entre as car-
02) O campo elétrico não realiza trabalho sobre a carga de prova gas é inversamente proporcional à distância entre elas.
enquanto esta se desloca do ponto A para o ponto B. 02) A intensidade das forças elétricas de interação entre as car-
04) A carga de prova tende a se deslocar do ponto de maior po-
tencial elétrico para o ponto de menor potencial elétrico. gas é diretamente proporcional ao produto q 1 × q 2.
08) A intensidade do trabalho realizado pelo campo elétrico so- 04) A intensidade das forças elétricas de interação entre as car-
bre a carga de prova, ao se deslocar entre os pontos A e B, de- gas é 2 × 10 –3 N.
pende do caminho seguido ao ir de um ponto ao outro. 08) Se dobrarmos a distância de separação entre as cargas, a
16) Se a carga de prova se desloca sobre uma superfície intensidade das forças elétricas de interação entre elas cai à
equipotencial, o trabalho realizado pelo campo elétrico sobre ela metade.
é, em módulo, maior que o trabalho realizado para provocar o 16) As forças elétricas de interação, que agem em cada carga,
mesmo deslocamento entre duas superfícies sujeitas a diferen- possuem o mesmo módulo, a mesma direção e o mesmo senti-
tes potenciais. do.

(PUC/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: A (RESOLUÇÃO NO FINAL


DA QUESTÃO) (UNESP-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Três cargas elétricas estão em equilíbrio ao longo de uma linha Um dispositivo simples capaz de detectar se um corpo está ou
reta de modo que uma carga positiva (+Q) está no centro e duas não eletrizado,
uma é o pêndulo
pequena esfera eletrostático,
condutora suspensaque porpode serfino
um fio feitoe com
iso-
cargas negativas (–q) e (–q) estão colocadas em lados opostos
e à mesma distância (d) da carga Q. Se aproximamos as duas lante. Um aluno, ao aproximar um bastão eletrizado do pêndulo,
cargas negativas para d/2 de distância da carga positiva, para observou que ele foi repelido (etapa I). O aluno segurou a esfera
quanto temos que aumentar o valor de Q (o valor final será Q’), do pêndulo com suas mãos, descarregando-a e, então, ao apro-
de modo que o equilíbrio de forças se mantenha? ximar novamente o bastão, eletrizado com a mesma carga inici-
*a) Q’ = 1 Q al, percebeu que o pêndulo foi atraído (etapa II). Após tocar o
b) Q’ = 2 Q bastão, o pêndulo voltou a sofrer repulsão (etapa III). A partir
c) Q’ = 4 Q dessas informações, considere as seguintes possibilidades para
d) Q’ = Q / 2 a carga elétrica presente na esfera do pêndulo:
e) Q’ = Q / 4
RESOLUÇÃO PUC/RJ-2010.1:
Ao aproximarmos as cargas negativas de d+d = 2d para d/2 +d/2
= d, a força repulsiva entre elas quadruplica dado que F é propor-
cional a 1/d 2. Como a força atrativa também quadruplica pela
mesma razão, o equilíbrio se mantém sem que seja necessário
alterar a carga positiva Q’ = Q.

(VUNESP/UNISA-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Na figura dada a seguir, tem-se um campo elétrico uniforme E
entre as placas A e B.
Somente pode ser considerado verdadeiro o descrito nas possi-
bilidades
a) 1 e 3.
b) 1 e 2.
c) 2 e 4.
d) 4 e 5.
*e) 2 e 5.

(FEI/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Duas cargas q1 = 5 C e q 2 = –7 C estão a uma distância de
Abandonando-se entre elas uma carga Q, positiva, de massa 35cm. Sabendo-se que K = 9 × 10 9 N.m2/C2, a força que atua
desprezível, ela desenvolverá um movimento entre as cargas é aproximadamente:
*a) acelerado, de A para B, paralelo ao plano da folha. a) de atração e possui módulo 0,90 N.
b) uniforme, de A para B, paralelo ao plano da folha. b) de repulsão e possui módulo 0,90 N.
c) perpendicular ao plano da folha, saindo dela. c) de atração e possui módulo 29×10 –3 N.
d) perpendicular ao plano da folha, entrando nela. d) de repulsão e possui módulo 2,6 N.
e) circular, paralelo ao plano da folha. *e) de atração e possui módulo 2,6 N.

japizzirani@gmail.com 2
(PUC/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B (CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Em dias secos e com o ar com pouca umidade, é comum ocorrer Dois objetos puntiformes idênticos, com massas 0,10 g e cargas
o choque elétrico ao se tocar em um carro ou na maçaneta de elétricas 1,0 ·C cada estão no interior de um tubo cilíndrico oco,
uma porta em locais onde o piso é recoberto por carpete. Peque- onde se fez vácuo. O objeto localizado na parte inferior do tubo
nas centelhas elétricas saltam entre as mãos das pessoas e es- está fixo e o outro está livre para mover-se sem atrito. Esse últi-
ses objetos. As faíscas elétricas ocorrem no ar quando a diferen- mo encontra-se em equilíbrio a uma distância Y0 do objeto inferi-
ça de potencial elétrico atinge o valor de 10.000V numa distância or, devido à ação das forças eletrostática e gravitacional.
de aproximadamente 1 cm. A esse respeito, marque a opção Dados:
CORRETA. • Aceleração da gravidade: g = 10 m/s²
a) A pessoa toma esse choque porque o corpo humano é um • Constante da lei de Coulomb: K 0 = 9,0 × 109 N.m²/C²
bom condutor de eletricidade.
*b) Esse fenômeno é um exemplo de eletricidade estática acu- A distância Y0 entre eles, em m, é igual a

mulada nos objetos.


c) Esse fenômeno só ocorre em ambientes onde existem fiações a)
b) 1,0.
2,0.
elétricas como é o caso dos veículos e de ambientes residenciais *c) 3,0.
e comerciais. d) 4,0.
d) Se a pessoa estiver calçada com sapatos secos de borracha, e) 5,0.
o fenômeno não acontece, porque a borracha é um excelente
isolante elétrico.

(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
(UFT/TO-2010.1) - ALTERNATIVA: E Um elétron desloca-se entre os pontos A e B, segundo as trajetó-
Duas esferas idênticas de massa m e raio r possuem cargas rias 1, 2 e 3, representadas na figura abaixo, ao ser colocado em
positivas iguais. Obtenha a expressão da densidade superficial uma região onde existe um campo elétrico uniforme, dirigido da
de carga de cada esfera, sabendo que a força de repulsão entre esquerda para direita.
estas esferas é igual à força gravitacional entre elas. Considere Os trabalhos W1, W 2 e W 3, realizados pela força elétrica ao lon-
que a distância entre as esferas é muito maior que o raio destas, go dos percursos 1, 2 e 3, estão relacionados por
que estas esferas estão no vácuo, e que a distribuição superficial
de carga de cada esfera é uniforme. *a) W1 = W 2 = W 3.
Dados: b) W 1 = W 2 < W 3.
Permissividade elétrica do vácuo = 0 [C2 /(N· m2)] c) W 1 > W 2 = W 3.
Constante gravitacional Universal = G [N m2/Kg2] d) W 1 < W 2 < W 3.
e) W 1 > W 2 > W 3.
*a) d)
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Cargas elétricas positivas +q, +2q, +3q, . . . , +12q são colocadas
b) e) sobre um relógio de ponteiros nas posições 1, 2, 3 , . . . , 12
horas, respectivamente.
O vetor resultante do campo elétrico, no centro do relógio, mar-
c) cará, aproximadamente,
a) 2 horas e trinta minutos.
*b) 3 horas e trinta minutos.
c) 4 horas e trinta minutos.
(UFF/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: C d) 5 horas e trinta minutos.
A figura representa quatro esferas metálicas idênticas pendura- e) 6 horas e trinta minutos.
das por fios isolantes elétricos.

(UNIOESTE/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Quando se fricciona uma régua de plástico em um casaco de lã
ou um pente de plástico nos cabelos secos, consegue-se atrair
para a régua ou para o pente pedacinhos de papel, palha, fiapos
O arranjo está num ambiente seco e as esferas estão inicialmen- de tecidos etc.
te em contato umas com as outras. Este fenômeno é denominado eletrização por atrito ou
A esfera 1 é carregada com uma carga elétrica +Q. triboeletrização. Em relação à triboeletrização considere as afir-
Escolha a opção que representa a configuração do sistema de- mações abaixo:
pois de atingido o equilíbrio. I - O casaco de lã e a régua de plástico ficam eletrizados com
cargas elétricas de mesmo sinal.
a) d) II - Para que os pedacinhos de papel sejam atraídos para a régua
de plástico eles devem estar eletrizados também.
III - Os pedacinhos de papel são atraídos somente quando a
régua ou pente de plástico forem carregados com cargas positi-
vas.
b) e) IV - Os pedacinhos de papel exercem uma força elétrica de me-
nor intensidade sobre a régua de plástico. É por isso que a régua
não é atraída pelos pedacinhos de papel.
Em relação às afirmações, assinale a alternativa correta.
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
*c) b) Apenas a afirmativa III está correta.
c) Todas as afirmativas estão corretas.
d) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
*e) Todas as afirmativas são incorretas.

japizzirani@gmail.com 3
(UFG/GO-2010.1) - ALTERNATIVA: E (UFMG-2010.1) - RESPOSTA: 1. indução elestrotática 2. não
Conecta-se à placa positiva de um capacitor de placas paralelas 3. não
um fio isolante inextensível, de comprimento L e massa despre- 1. Para testar as novidades que lhe foram ensinadas em uma
zível, que tem preso à sua extremidade uma bolinha de massa m aula de Ciências, Rafael faz algumas experiências, a seguir des-
e carga +q, conforme ilustra a figura. critas.

Inicialmente, ele esfrega um pente de


plástico em um pedaço de flanela e pen-
dura-o em um fio isolante. Observa, en-
tão, que uma bolinha de isopor pendura-
da próxima ao pente é atraída por ele,
como mostrado na Figura I, ao lado.
Sendo
zando aEresistência
o módulo dodo ar,
campo elétricopequenas
o períodode entre as placas e despre-
oscilaçõesdesse EXPLIQUE
pelo pente. por que, nesse caso, a bolinha de isopor é atraída
pêndulo é:

a) 2. Em seguida, enquanto o pente ainda


está eletricamente carregado, Rafael en-
volve a bolinha de isopor com uma gaiola
b) metálica, como mostrado na Figura II, ao
lado, e observa o que acontece.
RESPONDA:
c) A bolinha de isopor continua sendo atraída pelo pente?
JUSTIFIQUE sua resposta.
d)
3. Para concluir, Rafael envolve o pente,
que continua eletricamente carregado,
*e)
com a gaiola metálica, como mostrado
na Figura III, ao lado, e, novamente, ob-
serva o que acontece.
(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A RESPONDA:
Um capacitor plano e de placas paralelas possui diferença de
potencial (ddp) entre as placas igual a V e armazena uma quan- Nessa situação,
JUSTIFIQUE suaaresposta.
bolinha de isopor é atraída pelo pente?
tidade de carga Q0. Se dobrarmos a área das placas e reduzir-
mos pela metade a distância entre elas, mantendo constante a
ddp, é CORRETO afirmar que a carga Q armazenada será (FGV/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Posicionadas rigidamente sobre os vértices de um cubo de ares-
*a) 4 Q 0. b)2Q 0. c)3Q 0. d)Q 0. ta 1 m, encontram-se oito cargas elétricas positivas de mesmo
módulo. Sendo k, o valor da constante eletrostática do meio que
(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C envolve as cargas, a força resultante sobre uma nona carga elé-
Uma carga Q = 2C está num ponto A do espaço onde existe um trica também positiva e de módulo igual ao das oito primeiras,
campo elétrico. O trabalho realizado pela força elétrica, para des- abandonada em repouso no centro do cubo, terá intensidade
locar essa carga do infinito até o ponto A, é igual a W. Se o poten- *a) zero.
cial elétrico no ponto A é 30 V, o módulo do trabalho W vale b) k × Q 2.
a)40J. *c)60J. c) k × Q 2.
b)30J. d)50J. d) 4k × Q 4.
e) 8k × Q 2.
(UFRN-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Uma nuvem eletricamente carregada induz cargas na região ime-
diatamente abaixo dela, e essa região, por sua vez, também se (UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: A
eletriza. A figura mostra uma casca esférica carregada uniformemente,
A figura que melhor representa a distribuição de cargas no interi- com vácuo no seu interior e no seu exterior. Considere as duas
or da nuvem e na região imediatamente abaixo desta é: seguintes situações: (i) casca feita de material condutor e (ii)casca
feita de material isolante. O campo elétrico no ponto P nestas
a) *c) situações será, respectivamente,

b) d)

*a) nulo e nulo.


b) nulo e diferente de zero.
c) diferente de zero e nulo.
d) diferente de zero e diferente de zero.
e) infinito e infinito.

japizzirani@gmail.com 4
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: D (UFAL-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Uma partícula de massa 0,1 kg e carga 10 –6 C cai verticalmente Um canhão de elétrons lança um elétron em direção a outros
numa região de campo elétrico uniforme e vertical, de módulo dois elétrons fixos no vácuo, como mostra a figura. Considere
105 N/C. Desprezando a resistência do ar e considerando a ace- que o elétron lançado se encontra apenas sob a ação das forças
elétricas dos elétrons fixos. Sabendo que o elétron lançado atin-
leração da gravidade igual a 10 m/s2, os valores mínimo e máxi- ge velocidade nula exatamente no ponto médio entre os elétrons
mo da aceleração dessa partícula valem: fixos, qual a velocidade do elétron quando ele se encontra a 2
a) 8 m/s2 e 10 m/s 2 cm deste ponto (ver figura)? Considere: constante eletrostática
b) 9 m/s2 e 10 m/s 2 no vácuo = 9 × 10 9 Nm2/C2; massa do elétron = 9 × 10 –31 kg;
c) 8 m/s2 e 12 m/s2 carga do elétron = –1,6 × 10 –19 C.
*d) 9 m/s2 e 11 m/s2
2 2
e) 8 m/s e 9 m/s
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: D
O desfibrilador é um aparelho capaz de liberar rapidamente ener-
gia armazenada para combater a fibrilação nas vítimas de ata-
ques cardíacos. Considere um desfibrilador portátil contendo um
capacitor de capacitância 80 F, onde 1 F = 10 –6 F. Se esse
capacitor for carregado a uma diferença de potencial de 4000 V, *a) 160 m/s d) 640 m/s
que quantidade de energia potencial elétrica o desfibrilador terá b) 250 m/s e) 810 m/s
armazenado? c) 360 m/s
a)80J b)160J c)320J
*d)640J e)800J
(VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: C
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: A Duas esferas pequenas, carregadas com cargas elétricas positi-
Uma partícula carregada de massa M passa sem sofrer deflexão vas q1 e q2, são mantidas em posições fixas, separadas por uma
por uma região no vácuo com campo elétrico uniforme de módulo distância L, ao longo de uma reta no eixo x. Uma terceira esfera,
E, direção vertical e sentido para baixo, gerado por duas exten- de carga Q positiva, é colocada à distância L/3 de q 1.
sas placas condutoras paralelas (ver figura). Denotando por g o Se a força elétrica resultante exercida sobre a partícula de carga
módulo da aceleração da gravidade, pode-se afirmar que a car- Q for igual a zero, a razão entre as cargas q 2 q1 é
ga da partícula é:
a) 2.
b) 3.
*c) 4.
d) 5.
e) 6.

*a) negativa, de módulo Mg/E. (UEL/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: D


b) negativa, de módulo 2Mg/E. Analise as figuras a seguir:
c) positiva, de módulo Mg/E.
d) positiva, de módulo 2Mg/E.
e) positiva, de módulo Mg/(2E).
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Três cargas puntiformes idênticas, Q, estão fixas no vácuo de
acordo com o arranjo da figura. Denotando por k a constante
elétrica no vácuo, a energia potencial eletrostática do sistema de
cargas é igual a:
Três cargas puntiformes idênticas encontram-se nos vértices de
um triângulo de lado a conforme representado na figura A. O
ponto P situa-se sobre a reta que passa pelo centro c do triângu-
a) kQ2/L lo em uma direção perpendicular ao plano do mesmo e a uma
distância cP = h. O segmento de reta que une P a qualquer vér-
b) 2 kQ 2/L
tice do triân gulo forma com cP o ângulo . Na figura B estã o
*c) 2,5 kQ2/L representadas as componentes dos vetores campo elétrico pa-
d) 3,5 kQ2/L ralelas ao plano do triângulo, geradas por cada uma das três
e) 5 kQ 2/L cargas. Cada uma dessas componentes tem módulo E II.
Com base nessas informações, na expressão para o vetor cam-
(UFAL-2010.1) - ALTERNATIVA: A po elétrico gerado por uma carga puntiforme e nas regras para
Um estudante dispõe de um kit com quatro placas metálicas car- adição de vetores, é correto afirmar:
regadas eletricamente. Ele observa que, quando aproximadas a) O vetor campo elétrico em P devido às três cargas é nulo.
sem entrar em contato, as placas A e C se atraem, as placas A e b) O vetor campo elétrico em P devido às três cargas é perpendi-
B se repelem, e as placas C e D se repelem. Se a placa D possui cular ao plano do triângulo e tem módulo 3E II.sen( ).
carga elétrica negativa, ele conclui que as placas A e B são, res-
c) O vetor campo elétrico em P devido às três cargas é perpendi-
pectivamente,
*a) positiva e positiva. cular ao plano do triângulo e tem módulo 3E II.Icos( ).
b) positiva e negativa. *d) O vetor campo elétrico em P devido às três cargas é perpen-
c) negativa e positiva. dicular ao plano do triângulo e tem módulo 3E II.ctg( ).
d) negativa e negativa. e) O sinal das três cargas não pode ser determinado a partir da
e) neutra e neutra. representação dada de suas componentes paralelas na figura B.

japizzirani@gmail.com 5
(VUNESP/FAMECA-2010.1) - ALTERNATIVA: C (SENAC/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Duas cargas puntiformes, iguais e positivas Q, estão fixas num O esporte praticado com automóveis é o automobilismo.
local em que a constante dielétrica é K. Considere o eixo orienta- Uma bateria de automóvel tem as seguintes características:
do x, de srcem O, mediatriz do segmento que liga as cargas Q. 12 V e 60 A.h.
A srcem O dista d de cada carga Q. Uma partícula de prova, de Essa bateria fornece, até se descarregar totalmente, uma ener-
carga negativa q, é abandonada do repouso sobre o eixo x, num gia, em joules, de, aproximadamente,
ponto infinitamente distante de O, ficando sujeita apenas à ação a) 2,6 . 104 d) 1,8 . 106
da força elétrica. b) 1,8 . 105 *e) 2,6 . 106
c) 7,2 . 10 5

(UFPR-2010.1) - RESPOSTA: a) potencial elétrica, cinética e po-

tencial elástica b) Q = 4d
Um professor de Física idealizou uma experiência para apresen-
tar a lei de conservação de energia e discutir as transformações
de um tipo de energia em outro. A figura a seguir mostra o siste-
ma visto de cima, nas situações inicial e final. O movimento ocor-
re no plano horizontal e sem atrito. O professor considerou duas
pequenas esferas com massas m 1 e m2 e cargas Q 1 e Q2 de
Adotando o referencial nulo de potencial no infinito, a energia
cinética que essa partícula terá adquirido, o ao passar por O, terá mesmo sinal, inicialmente fixas, separadas por uma distância d1.
um valor absoluto dado por
a) kQq/d2.
b) 2kQq/d2.
*c) 2kQq/d.
d) kQq/d.
e) kQq/2d.

(VUNESP/FAMECA-2010.1) - RESPOSTA: a) positivas b) será


diferente de zero e orientada para baixo
Duas cargas Q 1 e Q2 estão fixas, separadas de uma distância
horizontal d uma da outra. Observa-se que uma terceira carga de
prova q, de massa m, fica em equilíbrio num ponto da mediatriz
de d, abaixo de d, num mesmo plano vertical. No local do experi-
mento, há um campo gravitacional g.

A esfera 1 permanece fixa durante o experimento. Como as esfe-


ras têm cargas de mesmo sinal, há uma força elétrica repulsiva
entre elas. Assim, quando a esfera 2 é solta, ela se afasta da
esfera 1, movendo-se horizontalmente até colidir com um objeto
em forma de U, que tem massa desprezível e está situado inici-
almente a uma distância d1 + d2 da esfera 1. O objeto possui um
encaixe, de modo que a esfera 2 permanece em contato com ele
durante o movimento subsequente. A mola, de constante elásti-
a) Se q < 0, quais são os sinais das cargas Q 1 e Q 2? ca K e massa desprezível, é comprimida até que o objeto em
b) Se a carga q < 0 for deslocada ligeiramente para cima, até o forma de U e a esfera 2 parem.
ponto R, e abandonada, que alteração sofrerá a força resultante Nesse instante, a mola está comprimida de uma distância d 3. A
sobre ela? Justifique. aceleração da gravidade no local do experimento tem módulo g.
a) Discorra sobre as formas de energia envolvidas nesse siste-
ma e as transformações que ocorrem entre elas.
(MACKENZIE/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: A b) Considerando Q1 = Q2 = Q, d1 = d3 = d, d2 = 2d e m1 = m2 = m,
Uma partícula de massa 1 g, eletrizada com carga elétrica posi- obtenha uma expressão algébrica para o módulo da carga Q que
tiva de 40 C, é abandonada do repouso no ponto A de um cam-
po elétrico uniforme, no qual o potencial elétrico é 300 V. Essa deve ser colocada em cada esfera, em termos de K, d e 0.
partícula adquire movimento e se choca em B, com um anteparo
rígido. Sabendo-se que o potencial (UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: D
elétrico do ponto B é de 100 V, a velo- Uma esfera não condutora, de raio R, possui uma carga elétrica
cidade dessa partícula ao se chocar q uniformemente distribuida pelo seu volume. O valor do potenci-
com o obstáculo é de al elétrico, num ponto situado no interior da esfera a uma distân-
*a) 4 m/s cia r < R do seu centro, é igual a (Dado: K é a constante
b) 5 m/s eletrostática)
c) 6 m/s
d) 7 m/s a) Kq / r Kq
b) /R
e) 8 m/s c) Kqr / R2 *d) Kqr2/ R3

japizzirani@gmail.com 6
(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA OFICIAL: SOMA = 18 (02+16) (CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
A energia elétrica pode ser armazenada em um dispositivo co- Três esferas idênticas, A, B e C, encontram-se separadas e
mum chamado de capacitor, muito encontrado em circuitos ele- suspensas por fios isolantes conforme ilustração.
trônicos. Sobre capacitores, assinale o que for correto.
01) Quando a distância entre as armaduras de um capacitor pla-
no aumenta, o campo elétrico entre as placas do capacitor tam-
bém aumenta.
02) Aumentando, excessivamente, a carga de um capacitor, au-
menta-se, também, o campo elétrico entre as armaduras e o
dielétrico pode perder a sua propriedade isolante.
04) Quando a distância entre as armaduras de um capacitor pla- As seguintes ações e observações são, então, realizadas:
no é aumentada, a energia elétrica potencial armazenada no
capacitor tambémligados
08) Capacitores é aumentada.
em série ficam todos submetidos ao
mesmo potencial.
16) Capacitância C de um capacitor é a razão entre a carga elé-
trica de uma das armaduras e a diferença de potencial entre elas.

(UCS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Em uma sala de espera na qual as pessoas ali estão há um bom
tempo, um senhor, não aguentando os sapatos apertados, tira-
os, ficando só de meias, que, além de furadas, não eram lavadas
há mais de uma semana. Logo tomou conta de todo o ambiente
uma espécie de “campo de mau-cheiro”, que permaneceu inalte-
rável devido às más condições das meias. Um físico que estava
ao lado do senhor se afasta desesperadamente. Percebe, no en- Das possibilidades apresentadas na tabela seguinte,
tanto, pelo odor, que a intensidade do mau-cheiro com relação à
sua fonte (as meias fedorentas) apresenta um comportamento
semelhante à intensidade do campo elétrico de uma carga
puntiforme. Isso significa que, à medida que se afasta da fonte, a
intensidade do campo de mau-cheiro
a) diminui linearmente com a distância.
*b)diminui
c) diminuicom
comoocubo
quadrado da distância.
da distância.
d) aumenta linearmente com a distância.
e) aumenta com o quadrado da distância.
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Quatro cargas puntiformes de mesmo valor +q são colocadas aquelas que estão em conformidade com as observações são
nos vértices de um quadrado de lado L. a)1ªe2ª. *b)1ªe3ª.
c)2ªe4ª. d)3ªe4ª.

(VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: D
Uma esfera condutora, de raio R, e isolada, tem carga positiva
distribuída uniformemente em sua superfície. É correto afirmar
que o
a) campo elétrico é constante e diferente de zero no interior da
O vetor campo elétrico resultante no centro do lado assinalado esfera.
com é b) vetor campo elétrico é nulo no interior da esfera e aponta para
o centro da esfera a distâncias maiores do que R.
a) *b) c) vetor campo elétrico está na direção radial e aponta para o
centro da esfera.
*d) campo elétrico é nulo no interior da esfera, e aponta na dire-
ção radial para fora da esfera a distâncias maiores do que R.
c) d) e) campo elétrico é nulo em qualquer ponto nas vizinhanças da
esfera.

(IF/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: C (IF/CE-2010.1) - RESPOSTA: a) U( ) = C = 7,2 × 10–18 J


Uma esfera A, de raio 2 cm está uniformemente eletrizada com b) v = 8,0 × 10 6 m/s
carga de 2 C. Num ponto P, situado a 1 cm da superfície dessa Uma pequena esfera metálica, fixa no espaço, tem carga líquida
esfera é colocada uma partícula B, eletricamente carregada, com +5,0 nC. Um elétron (carga = –1,6 × 10 –19C), inicialmente em
carga de 5nC. O campo elétrico da carga A, no ponto P, a força repouso, encontra-se a uma distância r = 1,0 m do centro da
exercida por B em A, e o potencial elétrico no ponto P, são, res- esfera. Considere-se que a energia total do elétron é nula nesse
pectivamente instante. O elétron passa a mover-se sob a ação única da força
( usar k0 = 9 × 10 9 N.m2/C2 ) elétrica da esfera.
a) E = 2 × 10 8 N/C, F = 10 –2 N, V = 6 × 10 5 V. a) A energia potencial do elétron no S.I. é dada por
b) E = 2 × 10 8 N/C, F = 10 –1 N, V = 6 × 10 6 V. , onde C é uma constante. Calcule U(r) quando
*c) E = 2 × 10 7 N/C, F = 10 –1 N, V = 6 × 10 5 V. r .
d) E = 2 × 10 7 N/C, F = 10 –2 N, V = 6 × 10 4 V. b) Calcule a velocidade do elétron, quando r = 0,2 m.
e) E = 2 × 10 7 N/C, F = 10 –2 N, V = 6 × 10 6 V. Dados: massa do elétron = 9,0 × 10–31 kg; k = 9,0 × 10 9 N.m2/C2.

japizzirani@gmail.com 7
(UFCG/PB-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 29 (01+04+08+16)
Uma esfera de cobre de raio R está eletricamente carregada com Considere dois capacitores de placas paralelas geometricamen-
carga Q. O potencial V, em função do raio r onde r = 0 no centro te idênticos, um preenchido com vácuo e outro com um dielétrico
da esfera, está mostrado na figura. Considerando essa configu- ideal de constante dielétrica K, associados em série e submeti-
ração, pode-se afirmar que dos a uma diferençade potencial V0. Analise as alternativas abaixo
e assinale o que for correto.
01) Nessa configuração, o módulo da carga em todas as placas
dos capacitores é o mesmo.
02) As diferenças de potencial entre as placas dos capacitores
individuais são as mesmas.
04) A capacitância do capacitor preenchido com o dielétrico é
maior que a capacitância do capacitor preenchido com vácuo.
08) K indica quantas vezes a capacitância do capacitor preenchi-
a) o trabalho realizado para transportar uma carga de prova +q0, do com o dielétrico é maior que a capacitância do capacitor pre-
de r = 0 até r = R/2 vale 2kQq 0/R. enchido com vácuo.
16) O campo elétrico e a densidade de energia potencial elétrica
*b) o trabalho realizado para transportar uma carga –q0 ,sendo no interior do capacitor preenchido com o dielétrico diminuem de
|q0| << |Q|, de r >> R até r = R, depende do raio da esfera . um fator de 1/K, quando comparados com o capacitor preenchi-
c) enquanto a esfera estiver sendo carregada, seu potencial elé- do com vácuo.
trico em função de r tem o mesmo comportamento mostrado na
figura. (UFSC-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 24 (08+16)
d) com as informações disponíveis não se pode calcular a densi- Em rela ção a fenôm enos eletr ostá ticos , ass inale a(s)
dade superficial de cargas da esfera. proposição(ões) CORRETA(S).
e) segundo a representação de Faraday, como V é constante no 01. Se uma barra de vidro positivamente carregada atrair um
interior da esfera, as linhas de força do campo elétrico são para- objeto suspenso, este objeto estará carregado negativamente e
lelas nessa região. se a mesma barra repelir um objeto suspenso, este segundo
objeto estará positivamente carregado.
02. A carga elétrica é conservada, mas não quantizada.
(UFC/CE-2010.1) - RESPOSTA: a) 8H /g b) 18H /g 04. A força elétrica que um pequeno corpo eletricamente carre-
c) 2H /g d)qEH /(mg) gado exerce sobre outro se altera ao aproximarmos dele outros
Uma partícula de massa m e carga elétrica q é largada do repou- corpos também carregados.
so de uma altura 9H, acima do solo. Do solo até uma altura h' = 08. O potencial elétrico no centro de uma pequena esfera carre-
5H, existe um campo elétrico horizontal de módulo constante E. gada tem o mesmo valor do potencial elétrico na sua superfície.
Considere a gravidade local de módulo constante g, a superfície 16. Se uma barra de vidro for eletricamente carregada por atrito,
do solo horizontal e despreze quaisquer efeitos de dissipação de fica com excesso de carga no local onde foi atritada.
energia. Determine:
a) o tempo gasto pela partícula para atingir a altura h'. (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 09 (01+08)
b) o tempo gasto pela partícula para atingir o solo. Considere duas placas paralelas separadas por uma pequena
c) o tempo gasto pela partícula sob ação do campo elétrico. distância, uniformemente eletrizadas com cargas de mesmo
d) o módulo do deslocamento horizontal da partícula, desde o módulo e sinais contrários, como ilustrado abaixo. Sobre o even-
instante em que a partícula é largada até o instante em que a to apresentado, assinale o que for correto.
partícula atinge o solo.

(UFJF/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) 2,5 m/s2 b) 25 N/C


Um pêndulo simples é construído com uma esfera metálica de
massa m = 1,0 × 10–4 kg, carregada positivamente com carga q =
3,0 × 10–5 C e um fio isolante de comprimento l de massa despre-
zível. Quando um campo elétrico uniforme e constante E é apli-
cado verticalmente para cima em toda a região do pêndulo, o seu 01) Se uma carga de prova q positiva for abandonada num ponto
período T = 2 l/ g dobra de valor. Considere g = 10m/s 2. qualquer entre elas, esta ficará sujeita à ação de uma força F
perpendicular
tiva. às placas e orientada da placa positiva para nega-
02) Para uma mesma carga q quanto maior for a força F atuante
sobre ela menor será seu campo elétrico.
04) O trabalho realizado sobre a carga pela força F em qualquer
ponto é nulo.
08) Se em qualquer ponto entre as placas a carga q positiva
estiver sobre efeito da mesma força F de mesmo módulo, dire-
ção e sentido, o campo elétrico existente é chamado uniforme.

(VUNESP/FMJ-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Duas esferas puntiformes estão carregadas com cargas elétri-
cas idênticas e, quando estão separadas por uma distância d,
repelem-se, no vácuo, com uma força de intensidade F.
Faz-se 50 % da carga de uma das esferas passar para a outra.
Se as esferas permanecerem no vácuo, para que a intensidade
a) Calcule a aceleração resultante na presença dos campos elé- da força de repulsão continue a mesma, será necessário alterar
trico e gravitacional. a distância entre elas para
b) Calcule a intensidade do campo elétrico. a) 2d. b) d 3. *c) d 3 /2. d)d 3 /3. e)d /2.

japizzirani@gmail.com 8
(UFPE-2010.1) - RESPOSTA: E = 5,0 × 10 9 V/m (UFPB-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Nos vértices de um triângulo isósceles são fixadas três cargas Em um laboratório de eletrônica, um estudante de Física cons-
puntiformes iguais a Q 1 = +1,0 × 10–6 C; Q2 = –2,0 × 10 –6 C; e Q 3 trói dois capacitores de placas paralelas com as seguintes
especificações:
= +4,0 × 10–6 C. O triângulo tem altura h = 3,0 mm e base D = 6,0 2
mm. * as placas do capacitor 1 têm 60 cm de área e a separação
entre elas é de 0,12 cm;
2
* as placas do capacitor 2 têm 30 cm de área e a separação
entre elas é de 0,30 cm.
Para carregar esses capacitores, o estudante usa duas baterias
com a mesma tensão, uma para cada capacitor.
Nesse contexto, denominando por Q 1 e Q 2 os módulos das car-

gas acumuladas
to afirmar que: nos capacitores 1 e 2 respectivamente, é corre-
a) Q 1 = 3 Q2 *c) Q1 = 5 Q2 e) Q 1 = 7 Q2
b) Q 1 = 4 Q2 d) Q 1 = 6 Q2

Determine o módulo do campo elétrico no ponto médio M, da (UFPB-2010.1) - ALTERNATIVA: D


base. Dado: k0 = 9,0 × 10 9 Nm2/C2 O planeta Terra pode ser considerado um grande condutor elétri-
co, com um número imenso de elétr ons distribu ídos
homogeneamente na sua superfície. Portanto, o planeta Terra
(UFJF/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A gera um campo elétrico. O campo elétrico terrestre nas proximi-
Junto ao solo, a céu aberto, o campo elétrico da Terra é E =150 dades da sua superfície é da ordem de 100 N/C. Admita que:
N/C e está dirigido para baixo como mostra a figura. Adotando a • a Terra é uma esfera de raio 6 × 106 m;
aceleração da gravidade como sendo g =10 m/s2 e desprezando • a área da superfície terrestre seja de 4 × 10 14 m2; e
a resistência do ar, a massa m, em gramas, de uma esfera de
carga q = – 4 C , para que ela fique em equi líbrio no camp o • a carga de 1C equivale a, aproximadamente, 6 × 1018 cargas
gravitacional da Terra, é: elementares.
Nesse contexto, é correto afirmar que o número de elétrons por
metro quadrado, distribuídos homogeneamente na superfície do
planeta Terra, é de:
a) Um bilhão
b) Dois bilhões
c) Três bilhões
*d) Seis bilhões
e) Doze bilhões

(UFRJ-2010.1) - RESPOSTA: a) 9,0 × 10 5 N/C para a esquerda


b) 9,0 × 10 5 N/C para a direita (OBS.: O campo resultante em
qualquer ponto dentro da esfera é nulo)
Uma partícula com carga positiva q = 4,0 × 10 –6 C é mantida em
repouso diante de uma esfera maciça condutora isolada de raio
*a) 0, 06. 0,10 m e carga total nula. A partícula encontra-se a uma distân-
b) 0, 5. cia de 0,20 m do centro da esfera, conforme ilustra a figura a
c) 0,03. seguir. A esfera e as cargas que foram induzidas em sua superfí-
d) 0,02. cie também se encontram em repouso, isto é, há equilíbrio
e) 0, 4. eletrostático.

(UFPB-2010.1) - RESPOSTA: I, II, IV e V


Em uma aula experimental de Eletrostática, o professor pretende
pôr em
dos prática osem
previamente conceitos de eletrização
sala de aula. por contato,
O experimento discuti-
demonstrativo
realizado pelo professor consiste em fazer vários contatos su-
cessivos entre pares de três esferas condutoras idênticas, A, B e
C, de cargas QA = –10C, QB = +10C e QC = 0 respectivamente. O
objetivo do experimento é eletrizar de várias maneiras possíveis
a esfera C.
Com base no que foi exposto, identifique as afirmativas corretas:
I. Colocando-se em contato a esfera A com a C, obtém-se, como
resultado, QC < 0.
II. Colocando-se em contato a esfera B com a C, obtém-se, como
resultado, QC > 0.
Sabendo que a constante de proporcionalidade na lei de Coulomb
III. Colocando-se em contato a esfera A com a B, em seguida a
é k = 9,0 × 10 9 Nm2/C2, determine o módulo e indique a direção
esfera A com a C, obtém-se, como resultado, Q C > 0.
e o sentido:
IV. Colocando-se em contato a esfera C com a B, em seguida a
a) do campo elétrico no centro da esfera condutora devido à par-
esfera C com a A, obtém-se, como resultado, Q C < 0. tícula de carga q;
V. Colocando-se em contato a esfera C com a A, em seguida a b) do campo elétrico no centro da esfera condutora devido às
esfera C com a B, obtém-se, como resultado, Q C > 0. cargas induzidas em sua superfície.

japizzirani@gmail.com 9
(VUNESP/UNICISAL-2010.1) - ALTERNATIVA: C (VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Ao tocar na carroceria de seu automóvel após certo trajeto, num Duas partículas, de massa 1g cada, eletrizadas com cargas po-
dia ensolarado e sem nuvens em Campinas (SP), uma garota sitivas iguais (q) são suspensas por fios ideais de comprimentos
teve a sensação de levar um choque elétrico. A mesma garota, iguais a 10 cm, formando entre si um ângulo de 60°, como mos-
passeando em Maceió, em plena orla marítima, não teve a mes- tra a figura. Nessas condições, a carga elétrica q vale, aproxima-
ma sensação ao repetir esse procedimento. Refletindo sobre os damente,
fatos, ela concluiu, corretamente, que Dados: K = 9.10 9 Nm2/C2; tg30° 0,576 e g = 10 m/s 2
a) na orla marítima de Maceió, a carroceria do veículo deixa de *a) 8 × 10 –8 C
se comportar como condutor elétrico.
b) na orla marítima de Maceió, superfícies metálicas não condu- b) 9 × 10 –7C
zem cargas elétricas. c) 4 × 10 –8 C
*c) na orla marítima de Maceió, a umidade do ar não deixa a d) 8 × 10 –7C
carroceria do veículo
d) em Campinas, eletrizadado
a carroceria aoveículo
ser atritada
passacom
a seo ar.
comportar e) 9 × 10 –10C
como isolante elétrico. (VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: B
e) em Campinas, o ar úmido não interfere nos processos de ele-
Na figura, V1, V2 e V3 são superfícies equipotenciais de um cam-
trização dos corpos, qualquer que seja o processo.
po elétrico uniforme, com potenciais 10 V, 50 V e 100 V, respec-
tivamente. Uma carga de prova (1) positiva é deslocada seguin-
(VUNESP/UNICISAL-2010.1) - ALTERNATIVA: 11.B e 12.E do o caminho ABCDEF. Outra carga idêntica (2) segue o cami-
O enunciado e a figura a seguir referem-se às questões de nú- nho AF.
meros 11 e 12.
Num meio homogêneo, em que a constante dielétrica é k, há um
quadrado de lados L. Nos vértices A e C do quadrado, são afixa-
das partículas eletrizadas com carga positiva Q. No vértice B, é
afixada uma partícula eletrizada com carga negativa –2Q.

Pode-se afirmar que o trabalho realizado para levar a carga (1) é


a) maior do que o trabalho realizado para levar a carga 2 e, em
11. A orientação do campo elétrico resultante no vértice D está ambos os casos, o trabalho é positivo.
corretamente representada na alternativa *b) igual ao trabalho para levar a carga (2) e ambos são negati-
a) vos.
c) menor do que o trabalho realizado para levar a carga 2 e, em
*b) ambos os casos, o trabalho é positivo.
d) igual ao trabalho para levar a carga (2) e ambos são positivos.
e) maior do que o trabalho realizado para levar a carga 2 e, em
c) ambos os casos, o trabalho é negativo.

d) (UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Analise as afirmativas abaixo e assinale a correta.
e) a) Carga elétrica é uma modalidade de energia.
*b) Atrita-se com lã um bastão metálico isolado e aproximasse-o
de um eletroscópio de folhas de ouro, isolado e inicialmente neu-
12. Considere um potencial elétrico de valor V = kQ/L, com tro. Como consequência as folhas do eletroscópio se abrem.
referencial no infinito. O potencial elétrico do ponto D do quadra- c) A força que um campo elétrico exerce em uma partícula eletri-
do é dado por zada tem sempre a mesma direção e o mesmo sentido do vetor
a) campo elétrico no ponto em que se situa a partícula.
b) 2.V d) Diz-se que um campo elétrico é uniforme quando o vetor cam-
c) 3.V po elétrico varia uniformemente de ponto a ponto.
d) e) Potencial de um campo elétrico em um ponto é a energia po-
tencial de uma carga unitária situada no ponto, e, por isso mede-
*e) se com unidades de energia.

(VUNESP/UFSCar-2010.1) - ALTERNATIVA: D (UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: B


Um canudinho de plástico usado para tomar refresco fica eletri- Considera-se que a constante eletrostática no vácuo igual a
zado negativamente ao ser esfregado com papel toalha. 9,0×109 N.m2/C2, que a carga de um elétron é 1,6x10 –19 C e que
Imediatamente após, ao ser aproximado a pedacinhos de papel, o potencial elétrico, no infinito, é igual a zero. O número de elé-
inicialmente neutros, é capaz de atraí-los. Os pedacinhos de pa- trons que devem ser retirados de uma esfera de cobre neutra, no
pel grudam no canudinho porque o canudo eletrizado vácuo, eletricamente isolada, de 1,0 cm de raio para gerar um
a) é capaz de atrair qualquer corpo. potencial elétrico de 1,0 V, na sua superfície, é aproximadamen-
b) ao encostar no papel, arranca as suas cargas elétricas. te
c) ao encostar no papel, arranca as cargas positivas do papel. a) 14 × 10 10.
*d) ao se aproximar do papel, provoca a separação das cargas *b) 7 × 106.
elétricas atraindo as cargas positivas.
e) ao se aproximar do papel, provoca a separação das cargas c) 2 × 10 19.
elétricas atraindo as cargas negativas. d) 9 × 10 9.

japizzirani@gmail.com 10
(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Considere duas esferas maciças, condutoras, descarregadas, iso- Um aluno recebe um bastão de vidro e um pedaço de seda para
ladas e distantes uma da outra. Uma tem o dobro do raio da realizar uma demonstração de eletrização por atrito. Após esfre-
outra. Colocamos uma carga “Q” em cada uma das esferas e gar a seda no bastão, o aluno constata que a parte atritada do
depois ligamos as mesmas com um fio condutor, por um instante bastão ficou corregada positivamente.
de tempo até o equilíbrio eletrostático. Nesse caso, durante o processo de atrito, cargas elétricas
Após este equilíbrio o módulo da diferença entre as novas car- a) positivas foram transferidas da seda para o bastão.
gas das esferas é *b) negativas foram transferidas do bastão para a seda.
a) Q/2. c) negativas foram repelidas para a outra extremidade do bastão.
*b) 2Q/3. d) negativas foram destruidas no bastão pelo calor gerado pelo
c) Q. atrito.
d) 3Q/5. e) positivas foram criadas no bastão pelo calor gerado pelo atri-
to.
(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: D (UEPB-2010.1) - ALTERNATIVA: D
Quatro cargas elétricas, iguais a +q, estão posicionadas no es- Um capacitor consiste de dois condutores separados por um iso-
paço, de uma forma fixa nos vértices de um quadrado, como lante, por exemplo, duas placas de metal com ar entre elas. Ele
mostra a figura. O posicionamento de uma quinta carga livre, +q, é carregado removendo-se cargas de uma placa e colocando-se
de tal forma que ela fique em equilíbrio estável, será no ponto na outra. E a maneira mais fácil de fazer isso é conectando por
um tempo o capacitor a uma bateria (com uso da chave
interruptora). Consideremos um capacitor qualquer, com as ar-
maduras planas, por exemplo, e liguemos estas armaduras aos
polos de uma bateria como mostra a figura abaixo.

a) I.
b) II.
c) III.
*d) nenhum ponto satisfaz o equilíbrio estável.

(UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do
texto abaixo, na ordem em que aparecem.
Na figura que segue, um próton (carga +e) encontra-se inicial-
mente fixo na posição A em uma região onde existe um campo
elétrico uniforme. As superfícies equipotenciais associadas a esse Se as armaduras possuírem cargas + Q = 1,2 × 10–3 C e – Q =
campo estão representadas pelas linhas tracejadas.
1,2 × 10 –3 C e voltagem V AB for de 400 V, a capacitância do
aparelho será
a) 6,0 × 10 –2 F *d)3,0×10 –6 F
b) 3,0 × 10–2 F e)nula
c) 6,0 × 10–6 F
(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Na figura, temos representadas três cargas elétricas, q1 = 1 ×
10–6 C, q2 =1×10 –6 C e q3 =–2×10 –6 C, colocadas nos vértices
de um triângulo equilátero. Marque a alternativa que melhor re-
presenta os vetores força elétrica resultante sobre a carga q3, FR,
e o campo elétrico resultante no ponto onde se encontra a carga
q3, ER.

a)

*b)

Na situação representada na figura, o campo elétrico tem módulo


.......... e aponta para a .........., e o mínimo trabalho a ser realiza-
do por um agente externo para levar o próton até a posição B é
de .......... . c)
*a) 1000 V/m – direita – –300 eV
b) 100 V/m – direita – –300 eV
c) 1000 V/m – direita – +300 eV
d) 100 V/m – esquerda – –300 eV d)
e) 1000 V/m – esquerda – +300 eV

japizzirani@gmail.com 11
(UFJF/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A (UFJF/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C
O eletroscópio da figura foi carregado positivamente. Aproxima- A figura mostra duas cargas elétricas q 1 e q2 , cujos campos
se, então, um corpo A, carregado negativamente, e liga-se a es- elétricos no ponto P são E1 e E 2 , respectivamente.
fera do eletroscópio à Terra, fechando-se a chave S, por alguns
instantes, mantendo-se o corpo A nas proximidades.

De acordo com a figura, é CORRETO afirma que:


a) q 1 > 0 e q 2 < 0 .
b) q 1 = q 2 .
*c) q1 < 0 e q 2 > 0 .
Desfaz-se a ligação com a Terra, abrindo-se a chave S, e, a se- d) falta na figura uma carga no ponto P, para que exista campo
guir, afasta-se o corpo A. No final, é CORRETO afirmar que a elétrico.
carga no eletroscópio: e) o campo elétrico resultante no ponto P é nulo.
*a) permanece positiva.
b) fica nula, devido à ligação com a Terra.
c) torna-se negativa. (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C
d) terá sinal que depende da maior ou menor aproximação do A figura abaixo mostra uma visão lateral de duas placas finas
corpo A. não condutoras, paralelas e infinitas, separadas por uma distân-
e) terá sinal que depende da quantidade da carga do corpo A. cia d.

(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A As duas placas possuem densidades uniformes de cargas, iguais


Quando um dielétrico de constante dielétrica K é inserido entre em módulo e de sinais contrários. Sendo E o módulo do campo
as placas de um capacitor plano, de placas paralelas, carregado elétrico devido a somente uma das placas, então os módulos do
com carga de módulo Q e desconectado da bateria, é CORRE-
TO afirmar que campo elétrico acima, entre e abaixo das duas placas, são, res-
pectivamente:
*a) a carga Q armazenada não se altera. a) E, 2E, E
b) o campo elétrico entre as placas não se altera. b) 2E, 0, 2E
c) a diferença de potencial entre as placas não se altera. *c) 0, 2E, 0
d) a carga Q, o campo elétrico e a diferença de potencial entre as d) 2E, 2E, 2E
placas se alteram.

(UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Um feixe contendo radiações alfa ( ), beta ( ) e gama ( ) entra
em uma região que possui um campo elétrico uniforme E (como
mostra a figura abaixo).

Considerando apenas a interação das radiações com o campo


elétrico, a alternativa que representa CORRETAMENTE a traje-
tória seguida por cada tipo de radiação dentro da região com
campo elétrico é:

*a) b)

c) d)

japizzirani@gmail.com 12
VESTIBULARES 2010.2 (FEI/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Podemos afirmar que a força elétrica entre duas cargas
(UNIFOR/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: D puntiformes:
No modelo clássico nuclear, o átomo de hidrogênio é constituído a) é de atração quando as cargas possuírem o mesmo sinal.
de um núcleo contendo um próton e um nêutron, e um elétron b) é diretamente proporcional à distância entre as cargas.
orbitando este núcleo com uma velocidade escalar v. Considere c) é inversamente proporcional à distância entre as cargas.
que as cargas do próton e do elétron têm módulo q e que o elé- *d) é diretamente proporcional ao produto das cargas.
tron tem massa m. Baseados nestas informações, podemos con- e) é inversamente proporcional ao produto das cargas.
cluir que o movimento do elétron é circular uniforme com um raio
igua a:
(PUC/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: D
a) r = k oq/mv GENEBRA – O Grande Colisor de Hádrons (LHC) bateu um novo
2
b) o 2
c) rr == kk oqq/mv
/mv recorde nestaproduzir
las coneguiu terça-feira (30/03/2010).
a colisão O acelerador
de dois feixes de apartícu-
de prótons 7 tera-
*d) r = k oq2/mv2 elétron-volts, criando uma explosão que os cientistas estão cha-
mando de um “Big Bang em miniatura”.
e) r = k oq/m2v A unidade elétron-volt, citada na matéria de O Globo, refere-se à
unidade de medida na grandeza física:
(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: A a) corrente
Em uma região do espaço onde existe uma campo elétrico de b) tensão
5000N/C para direita, é colocada uma carga elétrica puntiforme q c) potência
= –50 C. A força que atuará sobre essa carga devido ao campo *d) energia
elétrico será: e) carga elétrica
*a) 0,25N para esquerda.
b) 2,5N para esquerda.
c) 100N para esquerda. (UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B
d) 100N para direita. Em um dado flash de relâmpago, a diferença de potencial entre a
e) 10N para direita. nuvem e o solo é 1,0 × 10 9 V, e a quantidade de carga transferida
é de 31,25 C. Se toda a variação de energia potencial elétrica da
carga transferida fosse usada para acelerar uma caminhonete
(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: E de 1600 kg, a partir do repouso, a velocidade final do veículo, em
Entre dois pontos do espaço A e B medimos uma diferença de m/s, seria igual a
potencial elétrico Va – V b = 2000V. a) 2500.
Para levar uma carga puntiforme q = 50 C de B até A, o trabalho *b) 6250.
da força elétrica é de: c) 7000.
a)100J. d)1J. d) 1200.
b)–50J. *e)–0,1J.
c) 0,5J.
(UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: 34.B e 35.D
O texto e as informações abaixo se referem às questões 34 e 35.
(PUC/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: E Uma pequena esfera de massa m, eletrizada com carga positiva
Cosidere quatro esferas metálicas idênticas, separadas e apoia- q, está apoiada num plano AB, isolante, inclinado com um ângulo
das em suportes isolantes. Inicialmente as esferas apresentam de 30° com a horizontal. A esfera é mantida em equilíbrio por um
campo elétrico uniforme, na direção horizontal (veja figura abai-
as seguintes cargas: Q A = Q, QB = Q/2, Q C = 0 (neutra) e Q D =
xo). Despreze qualquer força de atrito.
–Q.

AB = L

Faz-se, então, a seguinte sequência de contatos entre as esfe- QUESTÃO 34


ras: A intensidade do campo elétrico (em termos de m, g e q) que
I - contato entre as esferas A e B e esferas C e B. Após os res- mantém a esfera em equilíbrio, na posição acima, é
pectivos contatos, as esferas são novamente separadas;
II - a seguir, faz-se o contato apenas entre as esferas C e B. Após a) mg/q .
o contato, as esferas são novamente separadas; *b) mg/(q. ) .
III - finalmente, faz-se o contato apenas entre as esferas A e C. c) mg /(2.q) .
Após o contato, as esferas são separadas.
Pede-se a carga final na esfera C, após as sequências de conta- d) 2mg/(q. ) .
tos descritas.
QUESTÃO 35
a) d) A diferença de potencial elétrico entre os pontos A e B, em ter-
mos de m, g, L e q, é igual a
a) mgL/( .q) .
Q
b) *e)
b) mgL . /q .
c) 2mgL/( .q) .
c) *d) mgL/(2.q) .

japizzirani@gmail.com 13
(UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C (UFG/GO-2010.2) - RESPOSTA: d = 4/3 m 1,33 m
Duas cargas negativas q estão localizadas nos vértices inferio- Uma carga puntiforme Q gera uma superfície equipotencial de
res de um triângulo equilátero de lado a (veja a figura), e uma 2,0 V a uma distância de 1,0 m de sua posição. Tendo em vista o
terceira carga Q está localizada no vértice superior. O campo exposto, calcule a distância entre as superfícies equipotenciais
elétrico é nulo no centro C do triângulo. que diferem dessa por 1,0 V.

(VUNESP/UFTM-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Na época das navegações, o fenômeno conhecido como “fogo
de santelmo” assombrou aqueles que atravessavam os mares,
com suas espetaculares manifestações nas extremidades dos
mastros dasemba rcações. Hoje, sabe-se queo fogo de santelmo
é uma consequência da eletrização e do fenômeno conhecido na
O
a) valor b)– Q,qem
2 q. da carga . termos*c)de qq,. é d)–2 q. Física como o “poder das pontas”. Sobre os fenômenos
eletrostáticos, considerando-se dois corpos, é verdade que
a) são obtidas cargas de igual sinal nos processos de eletrização
(MACKENZIE/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: C por contato e por indução.
Duas cargas elétricas puntiformes, q 1 = 3,00 C e q 2 = 4,00 C, b) toda eletrização envolve contato físico entre os corpos a se-
encontram-se num local onde k = 9 × 109 N·m2/C2. Suas respec- rem eletrizados.
tivas posições são os vértices dos ângulos agudos de um triân- c) para que ocorra eletrização por atrito, um dos corpos necessi-
gulo retângulo isósceles, cujos catetos medem 3,00 mm cada ta estar previamente eletrizado.
*d) a eletrização por indução somente pode ser realizada com o
um. Ao colocar-se outra carga puntiforme, q3 = 1,00 C, no vérti- envolvimento de um terceiro corpo.
ce do ângulo reto, esta adquire uma energia potencial elétrica, e) um corpo não eletrizado é também chamado de corpo neutro,
devido à presença de q 1 e q 2, igual a por não possuir carga elétrica.
a) 9,0 J
b) 12,0 J (UNIFAL/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B
*c) 21,0 J É comum ocorrer o choque elétrico ao se tocar em um carro ou
d) 25,0 J na maçaneta de uma porta em locais onde o piso é recoberto por
e) 50,0 J carpete em dias secos e com o ar com pouca umidade. A esse
respeito, marque a opção CORRETA.
(UFU/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B a) A pessoa toma esse choque porque o corpo humano é um
Duas cargas +q estão fixas sobre uma barra isolante e distam bom condutor de eletricidade.
entre si uma distância 2d. Uma outra barra isolante é fixada per- *b) Esse fenômeno é um exemplo de eletricidade estática acu-
pendicularmente à primeira no ponto médio entre essas duas mulada nos objetos.
cargas. O sistema é colocado de modo que esta última haste fica c) Esse fenômeno só ocorre em ambientes onde existem fiações
apontada para cima. Uma terceira pequena esfera de massa m e elétricas como é o caso dos veículos e de ambientes residenciais
carga +3q furada é atravessada pela haste vertical de maneira a e comerciais.
poder deslizar sem atrito ao longo desta, como mostra a figura d) Se a pessoa estiver calçada com sapatos secos de borracha,
abaixo. A distância de equilíbrio da massa m ao longo do eixo o fenômeno não acontece, porque a borracha é um excelente
vertical é z. isolante elétrico.

(UECE-2010.2) - ALTERNATIVA: C
Qual é o efeito na força elétrica entre duas cargas q1 e q2 quando
se coloca um meio isolante, isotrópico e homogêneo entre elas?
a) Nenhum, porque o meio adicionado é isolante.
b) A força aumenta, devido a cargas induzidas no material isolan-
te.
*c) A força diminui, devido a cargas induzidas no material isolan-
te.
d) Nenhum, porque as cargas q 1 e q 2 não se alteram.

(IF/CE-2010.2) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO


Com base nessas informações, o valor da massa m em questão
Dois capacitores de capacitâncias C 1 = 4,0 F e C 2 = 2,0 F
pode ser escrito em função de d, z, g e k, onde g é a aceleração
gravitacional e k a constante eletrostática. estão inicialmente carregados com cargas q 1 = 1,0 C e q 2 = 2,0
A expressão para a massa m será dada por: C. Os capacitores são, então, ligados um ao outro, placa posi-
tiva complac a positivae placa negativa com placa negativa. Lem-
a) brando que a carga total é conservada, calcule a carga final de
cada capacitor, quando for atingido o equilíbrio.

RESOLUÇÃO OFICIAL IF/CE-2010.2:


*b)
Sejam q1’ e q 2’ as cargas finais dos capacitores. Como a carga é
conservada, q1’ + q2’ = 3 C. No equilíbrio, a d.d.p. entre os ter-
c) minais dos capacitores é a mesma: V1’ = V2’ = V.
Assim:
C1V1 + C 2V2 =3 C (C 1 + C 2)V = 3 C V = 0,5V.
d) q1’ = C1V = 2,0 C
q2’ = C2V = 1,0 C

japizzirani@gmail.com 14
(UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 12 (04+08)
Três cargas elétricas idênticas e positivas q estão arranjadas no
vácuo, formando um triângulo equilátero de lado L. Analise as
afirmações abaixo e assinale o que for correto.
01) O campo elétrico gerado por essas cargas é máximo no cen-
tro geométrico do arranjo espacial de cargas.
02) O potencial elétrico é nulo no centro geométrico do arranjo
espacial de cargas.
04) As linhas de força do campo elétrico gerado pelo arranjo es-
pacial de cargas emanam desse arranjo.
08) Uma carga elétrica negativa –q colocada sobre o ponto mé-
dio de um dos lados do triângulo sofre a ação de uma força elé-
9
trica de módulo , onde K = 9 × 10 Nm2 /C2 .
16) Uma carga negativa –q colocada sobre o centro geométrico
do arranjo de cargas sofrea ação de uma força elétrica de módulo
Kq2, onde K = 9 × 10 9 Nm2 /C2 .

(UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C
Um bloco de massa m = 1 kg e eletricamente carregado com
carga positiva q = 10–5 C desliza numa superfície sem atrito com
velocidade de módulo v = 10 m/s. O bloco entra numa região
onde há um campo elétrico de módulo E = 10 4 N/C, paralelo à
velocidade do bloco, e cujo sentido é contrário ao do seu movi-
mento. É CORRETO afirmar que, após entrar na região onde
existe o campo elétrico, o bloco
a) seguirá com velocidade constante, num MRU.
b) terá sua velocidade aumentando constantemente, numa taxa
de 0,1 m/s2.
*c) terá velocidade nula após percorrer 500 m.
d) irá parar imediatamente.

japizzirani@gmail.com 15
ELETRICIDADE: (UERJ-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Três lâmpadas, L1 , L2 e L3 , com as mesmas características, são
ELETRODINÂMICA ligadas a uma fonte ideal de tensão, dispostas emtrês diferentes
arranjos:
VESTIBULARES 2010.1

(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 12 (04+08)


A respeito da resistência elétrica apresentada pelos condutores
e de resistores elétricos, assinale o que for correto.
01) Resistor é um dispositivo elétrico especialmente construído
para impedir a passagem da corrente elétrica.
02) Dobrando o comprimento de um condutor e mantendo a sua A alternativa que indica a ordenação adequada das potências
área de secção transversal, sua resistência dobra, porém sua consumidas pelos arranjos é:
resistividade se reduz à metade. *a) PI > PIII > PII
04) Lâmpadas ligadas em série tem suas intensidades lumino- b) PI > PII > PIII
sas reduzidas à medida que no circuito se acrescentam novas
c) PIII > PII > PI
lâmpadas.
08) A resistência elétrica de um condutor depende de suas di- d) PIII > PI > PII
mensões, da sua condutividade e da sua temperatura.

(UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: A
(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 30 (02+04+08+16) Um gerador de corrente contínua tem força eletro-motriz cons-
Considere um fio metálico no qual foi estabelecido um campo tante E = 13 V e resistência interna R = 2 . Aos seus pólos
elétrico E, conectando suas extremidades aos polos de uma ba- ligam-se (em paralelo) um motor elétrico de força contra-eletro-
teria. Os elétrons livres do fio metálico estarão sujeitos à ação da motriz e = 9 V e resistência interna r = 1 , e um resistor com
força elétrica devida ao campo e assim serão postos em movi- resistência Rc = 20 , imerso em água num calorímetro. A capa-
mento, dando srcem a uma corrente elétrica através do fio con- cidade térmica do calorímetro vale C = 100 cal/°C. Desprezando-
dutor. Sobre este fenômeno, assinale o que for correto. se a resistência dos fios de ligação pode-se afirmar que a eleva-
01) Ao longo do fio metálico a intensidade da corrente elétrica ção de temperatura no calorímetro, desprezando-se as perdas
pode variar. de calor, em 5 minutos vale
02)sentido
no O sentido
do convencional
ponto de maiordapotencial
corrente para
elétrica através
o ponto dedo fio é
menor *a)12,4
b) 3,6 °C.
°C.
potencial. c) 24,8 °C.
04) Ao passar através do fio, parte da energia da corrente elétrica d) 36 °C.
é dissipada em outras formas de energia. e) 52 °C.
08) O movimento dos elétrons livres através do fio será no senti-
do contrário ao do campo elétrico.
16) Se o sentido do campo elétrico estabelecido no fio metálico (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 20 (04+16)
for invertido periodicamente, a corrente elétrica também sofrerá Seis fios condutores iguais, de resistência R cada um, são liga-
inversões periódicas. dos como mostra a figura abaixo. O conjunto é intercalado num
circuito por meio dos pontos P e Q, sendo a corrente que entra
em P igual a i. Sobre este circuito, assinale o que for correto.
01) Os fios condutores estão
(ENEM-2009 [prova anulada]) - ALTERNATIVA: C associados em série.
Os motores elétricos são dispositivos com diversas aplicações, 02) A resistência equivalente
dentre elas, destacam-se aquelas que proporcionam conforto e vale 6R .
praticidade para as pessoas. É inegável a preferência pelo uso 04) A ddp entre os pontos P e
de elevadores quando o objetivos é o transporte de pessoas pe-
los and are s de prédi os ele vad os. Nes se caso, um Q é (6R 11).i .
dimensionamento preciso da potência dos motores utilizados nos 08) A energia dissipada no
elevadores é muito importante e deve levar em consideração fa- circuito é (VP – V Q).i .
tores como economia de energia e segurança. 16) As correntes nos ramos
Considere que um elevador de 800 kg, quando lotado com oito 1, 2 e 3 são, respectivamen-
pessoas ou 600 kg, precisa ser projetado. Para tanto, alguns te, 6i 11, 3i 11, 2i 11 .
parâmetros deverão ser dimensionados. O motor será ligado à
rede elétrica que fornece 220 volts de tensão. O elevador deve
subir 10 andares, em torno de 30 metros, a uma velocidade cons-
(UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: D
tante de 4 metros por segundo. Para fazer uma estimativa sim-
ples da potência necessária e da corrente que deve ser fornecida Um amperímetro, cuja resistência é RA = 0,05 , permite medir
ao motor do elevador para ele operar com lotação máxima, con- correntes de 0 a 5,0 ampéres. Deseja-se dotar o instrumento de
sidere que a tensão seja contínua, que a aceleração da gravida- um “shunt”, de modo que o sistema permita medir correntes de 0
de vale 10 m/s2 e que o atrito pode ser desprezado. Nesse caso, a 30 ampéres. O shunt é construído em cobre, cuja resistividade
para um elevador lotado, a potência média de saída do motor do é = 2,0.10 –6 .cm. A razão entre o comprimento e a área do
elevador e a corrente elétrica máxima que passa no motor serão shunt nestas condições vale
respectivamente de a) 5 cm –1.
a) 24 kW e 109 A. b) 50 cm–1.
b) 32 kW e 145 A. c) 500 cm–1.
*c) 56 kW e 255 A.
d) 180 kW e 818 A. *d) 5000 cm–1.
e) 240 kW e 1090 A. e) 50000 cm–1.

japizzirani@gmail.com 16
(UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: B (PASUSP-2009) - ALTERNATIVA: E
Em uma linha de transmissão de energia elétrica deseja-se subs- Um refrigerador doméstico tem potência de 180 W.
tituir os condutores de cobre por outros de alumínio, sob condi- Em um período de 24 horas, o compressor funciona cerca de 10
ção que a resistência da linha não seja modificada. Para o cobre horas e, com isso, mantém a temperatura adequada no interior
e o alumínio as resistividades medem, respectivamente: c = 1,6 do aparelho. Sabendo-se que o funcionamento desse refrigera-
. cm e a = 3,0 . cm, e as massas específicas são d c = dor representa, em média, 25% do consumo mensal de energia,
pode-se estimar o consumo mensal, em kWh, dessa residência,
9,0 g.cm–3 e d a = 2,7 g.cm–3. A razão entre as massas de alumí- em:
nio (ma) e de cobre (mc) vale a) 54
a) 5/12. d) 13/16. b) 96
*b) 9/16. e) 19/12. c) 128
c) 11/8. d) 180
*e) 216
(PUC/RJ-2010.1) - RESPOSTA: a) 0,09 mA e 0,81 mW b) nula (VUNESP/EMBRAER-2010.1) - ALTERNATIVA: D
c) 0,1 mA e 0,9 mW A energia solar é usada também na geração de outras formas de
Em um laboratório de eletromagnetismo, uma aluna se prepara energia. Painéis contendo células fotovoltaicas absorvem a ener-
para realizar um experimento com resistores. Ela observa um gia do sol e a transformam em energia elétrica (A).
arranjo montado em sua bancada como na figura abaixo. Os
resistores têm resistências R = 10 k ; 2R = 20 k ; e 3R = 30
k .
Ela tem que colocar um quarto resistor de resistência 4 R = 40
k , encaixando-o em dois dos três terminais (A, B ou C).
a) Calcule a corrente e a potência dis- A B
sipada no circuito quando 2R
ela escolhe A e B.
R
b) Indique o valor da corrente se ela
escolher B e C. V = 9V
c) Calcule a corrente e a potência dis- C
sipada no caso de escolher 3R
A e C.

(PUC/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Três resistores idênticos são colocados de tal modo que dois
estão em série entre si e ao mesmo tempo em paralelo com o
terceiro resistor. Dado que a resistência efetiva é de 2 , quanto Ao passar por 1, 2, 3 e 4, essa energia, para que os aparelhos
vale a resistência de cada um destes resistores em Ohms ( )? realizem seu trabalho específico, deve transformar-se em ener-
a)100 d)10 gia
b)30 *e)3 a) potencial em 1.
b) sonora em 2.
c) 1 c) química em 3.
*d) mecânica em 4.
(PUC/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: C (VUNESP/UNISA-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Os chuveiros elétricos de três temperaturas são muito utilizados Um fio de resistividade , comprimento L e área de secção
no Brasil. Para instalarmos um chuveiro é necessário escolher a transversal A é usado para construir um resistor a ser utilizado
potência do chuveiro e a tensão que iremos utilizar na nossa em determinada função.
instalação elétrica. Desta forma, se instalarmos um chuveiro de Considere as seguintes afirmações:
4.500 W utilizando a tensão de 220 V, nós podemos utilizar um I. O resistor construído terá resistência dada por: R = A/L.
disjuntor que aguente a passagem de 21 A. Se quisermos ligar II. Para diminuir a corrente que passa por esse resistor, manten-
outro chuveiro de potência de 4.500 W em uma rede de tensão do-se a sua tensão constante, deve-se diminuir o comprimento
de 110 V, qual deverá ser o disjuntor escolhido? do fio condutor.
a) 25
b) 21 A
A III. A resistência elétrica do resistor independe de seu compri-
mento, bem como do material empregado.
*c) 45 A É correto afirmar que
d) 35 A a) apenas I é correta.
e) 40 A b) apenas II é correta.
c) apenas III é correta.
d) todas são corretas.
(FGV/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: B *e) nenhuma é correta.
No ano de 2008, a usina hidrelétrica de Itaipu produziu 94.684.781
MWh (megawatts-hora) de energia. Se o poder calorífico do pe-
tróleo é igual a 0,45 × 10 8 J/kg, a massa de petróleo necessária (PUC/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: B
para fornecer uma quantidade de energia igual à produzida por Calcule a resistência do circuito formado por 10 resistores de 10
Itaipu em 2008 é, aproximadamente, igual a k , coloc ados todos em par alelo entre si , e em série com 2
a) 95 milhões de toneladas. resistores de 2 k , colocados em paralelo.
*b) 7,5 milhões de toneladas. a) 1 k
c) 450 mil toneladas. *b) 2 k
d) 45 mil toneladas. c) 5 k
e) 2 mil toneladas. d) 7 k
Dados: 1 W = 1J/s; 1 MW = 10 6 W; 1 tonelada = 103 kg e) 9 k

japizzirani@gmail.com 17
(UDESC-2010.1) - ALTERNATIVA OFICIAL: B (FUVEST/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Na Figura há uma representação esquemática de um circuito Medidas elétricas indicam que a superfície terrestre tem carga
composto por uma bateria de 12 Volts, fios e uma lâmpada elétrica total negativa de, aproximadamente, 600.000 coulombs.
incandescente. Em tempestades, raios de cargas positivas, embora raros, po-
Analise o circuito e assinale a alternativa que contém, respecti- dem atingir a superfície terrestre. A corrente elétrica desses raios
vamente, um reservatório de energia, um transformador de ener- pode atingir valores de até 300.000 A. Que fração da carga elétri-
gia e um modo de transferência de energia. ca total da Terra poderia ser compensada por um raio de 300.000
a) bateria, calor, luz A e com duração de 0,5 s?
b) ambiente, lâmpada, trabalho elétrico a) 1/2
c) lâmpada, bateria, calor b) 1/3
d) bateria, trabalho elétrico, lâmpada *c) 1/4
e) bateria, trabalho elétrico, fios d) 1/10
e) 1/20

(I.T.MAUÁ/SP-2010.1) - RESPOSTA: UAB = 16 V (FEI/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: C


Sabendo que o resistor R 1, mostrado no esquema, dissipa 32 W Um resistor de resistência R dissipa uma potência P ao ser per-
corrido por uma corrente I. Se triplicarmos a corrente, a potência
de potência, determine a diferença de potencial entre os pontos
dissipada será:
A e B.
a) três vezes maior.
b) três vezes menor.
*c) nove vezes maior.
d) vezes maior.
e) vezes menor.

Dados: R3 = 4,0 , R 2 = 8,0 e R 1 = 8,0 . (FEI/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: D


Dada a associação abaixo, qual é o valor de R* para que a resis-
tência equivalente da associação seja 2,2 R?
(UNICAMP/SP-2010.1) - RESPOSTA: 6,0 × 10 –4 A a) R* = R
Ruídos sonoros podem ser motivo de conflito entre diferentes b) R* = 3R
gerações no ambiente familiar. c) R* = R/4
A perda da audição decorrente do avanço da idade leva à utiliza- *d) R* = R/3
ção de aparelhos auditivos, cuja finalidade é amplificar sinais so- e) R* = R/5
noros na faixa específica de frequência da deficiência auditiva,
facilitando o convívio do idoso com os demais membros da famí-
lia. Um esquema simplificado de um aparelho amplificador é re-
presentado abaixo. (UNEMAT/MT-2010.1) - ALTERNATIVA: E
A figura abaixo mostra o esquema de circuito em uma ligação em
paralelo. A ddp no resistor R 1 vale 24 V, e o resistor R3, dissipa
potência de 32 W.
Com os dados, pode-se dizer que a resistência de R3 e a resis-
tência equivalente são respectivamente iguais a:
a) 16 e 2
b) 2 e 16
c) 18 e 16
d) 18 e 30
Considere que uma onda sonora provoque uma diferença de po- *e) 18 e 2
tencial no circuito de entrada do aparelho amplificador igual a V e
= 10 mV e que a diferença de potencial de saída V s é igual a 50 (IF/CE-2010.1) - ALTERNATIVA: A
vezes a de entrada Ve . As formas seguintes são usualmente empregadas nos meios de
comunicação, para expressar a potência de uma usina
Sabendo que a potência elétrica no circuito de saída é P s = 0,3 hidroelétrica. A única corretaestá expressa na alternativa
mW calcule a corrente elétrica i S no circuito de saída. *a) 100.000 Quilowatts.
b) 100.000 Quilowatts – dia.
c) 100.000 Quilowatts – hora.
(FEI/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: E d) 100.000 Quilowatts por dia.
Um chuveiro elétrico de resistência R sofreu uma sobrecarga e e) 100.000 Quilowatts por segundo.
queimou. Como o eletricista não possuía outra resistência para
substituir, ele consertou a resistência do chuveiro eliminando 20%
do seu comprimento. Quanto à nova resistência do chuveiro, (IF/CE-2010.1) - ALTERNATIVA: D
podemos afirmar que: A figura mostra uma associa-
a) é maior que R, pois quanto maior o comprimento, menor a ção de três resistores ligada
resistência. a uma fonte de 12 V. Apresen-
b) é igual a R, pois o material é o mesmo. ta a potência dissipada no
c) é menor que R, pois quanto maior o comprimento, menor a resistor de 3 :
resistência. a) 1/3 W.
d) é maior que R, pois quanto maior o comprimento, maior a b) 2/3 W.
resistência. c) 1 W.
*e) é menor que R, pois quanto menor o comprimento, menor é a *d) 4/3 W.
resistência. e) 2W.

japizzirani@gmail.com 18
(ENEM-2009) - ALTERNATIVA: E (PUC/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
A eficiência de um processo de conversão de energia é definida Na leitura da placa de identificação de um chuveiroelétr ico, cons-
como a razão entre a produção de energia ou trabalho útil e o tatam-se os seguintes valores: 127 V – 4800 W. É CORRETO
total de entrada de energia no processo. A figura mostra um pro- afirmar:
cesso com diversas etapas. Nesse caso, a eficiência geral será *a) Esse equipamento consome uma energia de 4800 J a cada
igual ao produto das eficiências das etapas individuais. A entrada segundo de funcionamento.
de energia que não se transforma em trabalho útil é perdida sob b) A corrente elétrica correta para o funcionamento desse chuvei-
formas não utilizáveis (como resíduos de calor). ro é de no máximo 127 V.
c) A tensão adequada para o seu funcionamento não pode ser
superior a 4800 W.
d) Não é possível determinar o valor correto da corrente elétrica
com as informações disponíveis.

(UFT/TO-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Uma pessoa demora 45 minutos em seu banho diário. Sabe-se
que seu chuveiro consome uma potência de 5000 Watts e volta-
gem de 220 Volts, e que o custo da energia é R$ 0,20 por [kW.h].
Quanto esta pessoa gasta mensalmente com seus banhos?
Considere que a pessoa toma um banho por dia, e que o mês
tem 30 dias.
a) R$ 10,00
HINRICHS, R. A. Energia e Meio Ambiente. São Paulo : Pioneira b) R$ 12,50
ThomsonLearning, 2003 (adaptado). *c) R$ 22,50
d) R$ 75,00
e) R$ 75,50
Aumentar a eficiência dos processos de conversão de energia
implica economizar recursos e combustíveis. Das propostas se-
guintes, qual resultará em maior aumento da eficiência geral do (VUNESP/UFSCar-2010.1) - RESPOSTA: a) 100
processo? b) 1,1 × 10 –9 m3 (contração)
a) Aumentar a quantidade de combustível para queima na usina
de força. As lâmpadas incandescentes foram inventadas há cerca de 140
b) Utilizar lâmpadas incandescentes, que geram pouco calor e anos, apresentando hoje em dia praticamente as mesmas carac-
muita luminosidade. terísticas físicas dos protótipos iniciais. Esses importantes dis-
c) Manter o menor número possível de aparelhos elétricos em positivos elétricos da vida moderna constituem-se de um filamento
funcionamento nas moradias. metálico envolto por uma cápsula de vidro. Quando o filamento é
d) Utilizar cabos com menor diâmetro nas linhas de transmissão atravessado por uma corrente elétrica, se aquece e passa a bri-
a fim de economizar o material condutor. lhar. Para evitar o desgaste do filamento condutor, o interior da
*e) Utilizar materiais com melhores propriedades condutoras nas cápsula de vidro é preenchido com um gás inerte, como argônio
linhas de transmissão e lâmpadas fluorescentes nas moradias. ou criptônio.

(UFF/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Duas lâmpadas incandescentes A e B são ligadas em série a
uma pilha, conforme mostra a figura 1.
Nesse arranjo, A brilha mais que B. Um novo arranjo é feito, onde )
a polaridade da pilha é invertida no circuito, conforme mostrado .m
na figura 2. 7

0
Assinale a opção que descreve a relação entre as resistências (1
elétricas das duaslâmpadas e as suasrespectivasluminosidades
na nova situação.

A B A B a) O gráfico apresenta o comportamento da resistividade do


tungstênio em função da temperatura. Considere uma lâmpada
figura1 figura2 incandescente cujo filamento de tungstênio, em funcionamento,
a) As resistências elétricas são iguais e, na nova situação, A bri- possui uma seção transversal de 1,6 × 10–2 mm2 e comprimento
lha menos que B. de 2 m. Calcule qual a resistência elétrica R do filamento de
b) A tem maior resistência elétrica e, na nova situação, brilha tungstênio quando a lâmpada está operando a uma temperatura
menos que B. de 3 000 °C.
c) A tem menor resistência elétrica e, na nova situação, brilha b) Faça uma estimativa da variação volumétrica do filamento de
mais que B. tungstênio quando a lâmpada é desligada e o filamento atinge a
d) A tem menor resistência elétrica e, na nova situação, brilha temperatura ambiente de 20 °C. Explicite se o material sofreu
menos que B. contração ou dilatação.
*e) A tem maior resistência elétrica e, na nova situação, brilha Dado: O coeficiente de dilatação volumétrica do tungstênio é 12
mais que B. × 10 –6 (ºC)–1.

japizzirani@gmail.com 19
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B (ACAFE/SC-2010.1) - ALTERNATIVA: C
A chave S, a bateria e as três lâmpadas idênticas, L 1, L2 e L 3 Na associação de resistores (figura abaixo), R 1 = 8 , R 2 = 12
estão ligadas conforme o circuito elétrico abaixo. e R 3 = 1,2 , onde V = 24 V.

Considerando o enunciado e a figura, assina-le a alternativa cor-


Quando a chave S é fechada, a(s) reta.
a) lâmpadas L1, L 2 e L 3 brilham com a mesma intensidade. a) A intensidade de corrente no resistor R3 e de 6 A.
*b) corrente elétrica que flui em L 1 é o dobro da que flui em L2. b) A voltagem no resistor R 2 e 16 V.
c) correntes elétricas que fluem nas lâmpadas L2 e L3 são dife- *c) A intensidade de corrente no resistor R 1 e 2,4 A.
rentes. d) O resistor equivalente da associação vale 5 (ohms).
d) lâmpadas L1, L2 e L3 estão submetidas ao mesmo potencial,
, da bateria. (UFMG-2010.1) - ALTERNATIVA: C
e) potência elétrica dissipada por L2 é maior do que a potência Um professor pediu a seus alunos que ligassem uma lâmpada a
elétrica dissipada por L1. uma pilha com um pedaço de fio de cobre.
Nestas figuras, estão representadas as montagens feitas por
quatro estudantes:
(IF/SC-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 46 (02+04+08+32)
Muitos incêndios são provocados pela fiação elétrica à medida
que se pode transformar energia elétrica em energia térmica.
Esse processo de transformação denomina-se efeito Joule, em
homenagem a James P. Joule (1818-1889). Um dos principais
cuidados ao se dimensionar “espessura” (área da secção trans-
versal) do fio de uma instalação elétrica é garantir que a circula-
ção de corrente elétrica pelo fio não o aqueça demasiadamente
a tal ponto que este seja tomado pelo fogo.
Considere o quadro, que estabelece a corrente elétrica máxima
para cada “espessura” de fio. Considerando-seessas quatro ligações, é CORRETO afirmar que
a lâmpada vai acender apenas
“Espessura” Corrente máxima a) na montagem de Mateus.
emmm²dofio (A) b) na montagem de Pedro.
1,5 15 *c) nas montagens de João e Pedro.
2,1 20 d) nas montagens de Carlos, João e Pedro.
3,3 25

Baseado no texto e no quadro, assinale a(s) proposição(ões) (UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: C


CORRETA(S). Uma bateria de 12 V de tensão e 60 A.h de carga alimenta um
01. Um chuveiro de 4.000 W de potência cuja resistência elétrica sistema de som, fornecendo a esse sistema uma potência de 60
na posição inverno seja de 6,4 pode ser ligado com um fio de W. Considere que a bateria, no início, está plenamente carrega-
“espessura” de 2,1 mm2. da e alimentará apenas o sistema de som, de maneira que a
tensão da bateria permanecerá 12 V até consumir os 60 A.h de
02. Em uma tomada com fiação elétrica de 1,5 mm 2 de “espes- carga. O tempo máximo de funcionamento ininterrupto do siste-
sura”, sendo a tensão da rede elétrica de 220V, a potência máxi- ma de som em horas é:
ma instalada deverá ser de 3.300 W. a) 08
04. Para um fio elétrico de “espessura” de 3,3 mm 2, quando a b) 10
corrente
quatro elétrica
vezes passa de 2A para 4A, a potência dissipada é
maior. *c)14
d) 12
08. Para uma mesma potência elétrica, ao adotar-se uma tensão
elétrica maior, permite-se quea corrente seja menore assim tem- (UDESC-2010.1) - RESPOSTA: a) 16,0 A b) 80 W e 40 W
se menos energia dissipada por efeito joule numa fiação elétrica. c) 1,18 A e 6,9 W
16. Para uma mesma corrente elétrica, se dobrada a resistência Considere o circuito mostrado na figura abaixo:
elétrica do fio, tem-se uma potência dissipada por efeito joule
quatro vezes maior.
32. A potência dissipada por efeito joule em uma resistência elé-
trica de 10 , com corrente elétrica de 12 A, é 1.440 W.

(UTFPR-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Um banho de 10 minutos num chuveiro de 4000 W de potência
dispende um consumo de energia elétrica de: Em que R1 = 2,0 , R 2 = 5,0 , R 3 = 10,0 e = 20,0 V.
*a) 2,4.106 J. a) Calcule a intensidade da corrente elétrica que passa pela fon-
te.
b) 4,0.104 J.
b) Determine a potência fornecida aos resistores R 2 e R 3.
c) 4,0. 10 kWh.
c) Associando os três resistores em série com a fonte, calcule a
d) 2,4.10 kWh.
e) 4,0 kWh. corrente que passa pelo resistor R2 e a potência fornecida a ele.

japizzirani@gmail.com 20
(UFPR-2010.1) - ALTERNATIVA: E (FUVEST/SP-2010.1) - RESPOSTA:
A figuraao lado mostra o circuitoelétr ico simplificado de um aque- a)
cedor de água caseiro. Nesse circuito há uma fonte com força
eletromotriz e dois resistores R 1 e R 2 que ficam completamen-
te mergulhados na água.
Considere que nessa montagem foram utili-
zados resistores com resistências R 1 = R e
R2 = 3R. Suponha que a quantidade de água
a ser aquecida tenha massa m, calor especí-
fico c e esteja a uma temperatura inicial T 0. b) R 1 = 20 eR 2
= 30 ou R 1 = 30 eR 2
= 20
Deseja-se que a água seja aquecida até uma
temperatura final T.
cia do aquecedor Considere
seja de 40%, que a eficiên-
ou seja, ape- Em uma aula
lacradas, de cada
C e C’, física,uma
os estudantes receberam
delas contendo duasgenérico,
um circuito caixas
nas 40% da potência fornecida a ele transforma-se em fluxo de formado por dois resistores (R1 e R2), ligado a uma bateria de 3V
calor transferido para a água. Assinale a alternativa que apresen- de tensão, conforme o esquema da figura abaixo. Das instruções
ta o intervalo de tempo t em que esse aquecedor deve perma- recebidas, esses estudantes souberam que os dois resistores
necer ligado. eram percorridos por correntes elétricas não nulas e que o valor
de R1 era o mesmo nas duas caixas, bem como o de R2. O obje-
a) tivo do experimento era descobrir como as resistências estavam
associadas e determinar seus valores. Os alunos mediram as
b) correntes elétricas que percorriam os circuitos das duas caixas,
C e C’, e obtiveram os valores I = 0,06 A e I’ = 0,25A, respectiva-
c) mente. Desconsidere a resistência interna do amperímetro.

d)

*e)

(FGV/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Originalmente,
noturna quandopor
era reforçada comprou seu acarrinho
um lampião de churros,
gás. Quando a luz
seu vizinho
de ponto, o dono da banca de jornais, lhe ofereceu a possibilida-
de de utilizar uma tomada de 220 V, tratou logo de providenciar a) Complete as figuras da folha de resposta, desenhando, para
um modo de deixar acesas duas lâmpadas em seu carrinho. En- cada caixa, um esquema com a associação dos resistores R 1 e
tretanto, como não era perito em assuntos de eletricidade, cons-
truiu um circuito para duas lâmpadas, conhecido como circuito R 2.
em série. b) Determine os valores de R 1 e R 2.
Sobre esse circuito, analise:
I. A vantagem desse tipo de circuito elétrico é que se uma das FIGURA DADA NA FOLHA DE RESPOSTAS:
lâmpadas se queima, a outra permanece acesa.
II. Utilizando duas lâmpadas idênticas, de valores nominais 220
V/100 W, deve-se obter, em termos de iluminação, o previsto
pelo fabricante das lâmpadas.
III. Utilizando-se duas lâmpadas idênticas de 110 V, elas se quei-
marão, uma vez que a diferença de potencial para a qual elas
foram fabricadas será superada pela diferença de potencial ofe-
recida pelo circuito.
IV. Ao serem ligadas duas lâmpadas idênticas, sejam elas de
110 V ou de 220 V, devido às características do circuito em série,
a diferença de potencial sobre cada lâmpada será de 110 V.
É correto o contido apenas em (UDESC-2010.1) - RESPOSTA: a) 3A b) 18W e 12W c) 13,1W
a) I. Considere o circuito mostrado na figura abaixo:
*b) IV.
c) I e III.
d) II e III.
e) II e IV.

(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: B
A resistência equivalente entre os terminaisA e B da bateria ideal
no circuito elétrico a seguir é igual a:

Em que R1 = 2,0 , R 2 = 3,0 , R 3 = 6,0 e o valor da tensão da


fonte é igual a 12,0 V.
a) Calcule a intensidade da corrente elétrica que passa pela fon-
te.
b) Determine a potência fornecida aos resistores R 1 e R 2.
c) Associando os três resistores em série com a fonte, calcule a
a)R *b)2R c)3R d)4R e)5R potência fornecida pela fonte ao circuito.

japizzirani@gmail.com 21
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UFAL-2010.1) - ALTERNATIVA: D (Obs.: i 33,3 mA)
Um estudante paga R$ 40,00 (quarenta reais) por mês pelo uso O peixe elétrico possui células denominadas eletroplacas capa-
de um chuveiro elétrico de 5000 W de potência. Sabendo que zes de produzir uma diferença de potencial (d.d.p.) elétrico. Tipi-
esta quantia resulta de uma cobrança a custo fixo por kWh de camente, o conjunto dessas células gera uma d.d.p. de 600 V
energia elétrica consumida mensalmente, ele decide economi- entre as extremidades do peixe. Uma pessoa com mãos molha-
zar trocando este chuveiro por outro de 4000 W. Se o novo chu- das resolve segurar com cada mão uma extremidade de um pei-
veiro for utilizado durante o mesmo tempo que o chuveiro antigo, xe elétrico retirado de um aquário. Considere que as resistências
a economia em um mês será de: equivalentes do peixe e do corpo humano nessas condições se-
a) R$ 5,00 jam, respectivamente, 2 k e 16 k . As alternativas a seguir
*b) R$ 8,00 descrevem aproximadamente as consequências de um choque
c) R$ 15,00 recebido por uma pessoa em cada intervalo de corrente i, onde
d) R$ 20,00 1mA = 10–3 A. Qual das alternativas corresponde à situação ex-
e) R$ 39,00 perimentada pela pessoa ao segurar o peixe elétrico?
(VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: C a) i < 1mA: choque praticamente imperceptível.
No circuito representado na figura, duas lâmpadas idênticas de b) 1mA < i < 10mA: sensação desagradável, contrações muscu-
resistência elétrica R são ligadas em paralelo a uma bateria de lares.
resistência interna desprezível. Suponha que a resistência elétri- c) 10mA < i < 19mA: sensação dolorosa, contrações violentas,
ca dos fios de ligação seja desprezível. Nessa situação, o circui- risco de morte.
to dissipa uma potência elétrica P. Se uma das lâmpadas quei- *d) 19mA < i < 100mA: contrações violentas, asfixia, morte apa-
mar, a potência elétrica dissipada pelo circuito passa a ser rente, com possibilidade de reanimação.
a) zero. e) i > 100mA: asfixia imediata, fibrilação ventricular, morte.
b) um quarto de P.
*c) a metade de P. (UFMS-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 007 (001+002+004)
d) o dobro de P. Duas lâmpadas, A e B, ambas de filamento não ôhmico do mes-
e) o triplo de P. mo material, possuem as seguintes especificações: Lâmpada A
100W/120V, e lâmpada B 40W/120V. Ambas as lâmpadas emi-
(VUNESP/FAMECA-2010.1) - RESPOSTA: a) 20 A tem 30% da potência consumida em potência luminosa. Consi-
b) 2,5 × 10–2 m dere-as como fontes luminosas puntiformes. Com fundamentos
Um tomógrafo opera ligado na rede elétrica de 220 V, consumin- na eletrodinâmica, assinale a(s) proposição(ões) corretas.
do uma potência de cerca de 5 kW e emitindo radiações de (001) Se os dois filamentos possuírem o mesmo diâmetro e fo-
rem do mesmo material, o comprimento do filamento da lâmpa-
frequência da ordem de 10 10 kHz. Presumindo que a tensão seja da A será menor que o comprimento do filamento da lâmpada B.
contínua e o rendimento operacional do aparelho seja de 88%, (002) Quando as duas lâmpadas estiverem ligadas em paralelo,
determine a intensidade luminosa da luz emitida pela lâmpada A, será 2,5
a) a intensidade da corrente elétrica, em ampéres, que percorre vezes maior que a intensidade luminosa da luz emitida pela lâm-
o aparelho. pada B, em um ponto equidistante de ambas.
b) o comprimento de onda, em metros, das radiações emitidas, (004) Quando essas lâmpadas estão desligadas, as resistências
sabendo que sua velocidade de propagação no interior do corpo elétricas dos filamentos são menores do que quando as lâmpa-
humano é de 2,5 × 108 m/s. das estão ligadas.
(008) Se as duas lâmpadas estiverem ligadas em série, a inten-
(UNIOESTE/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: B sidade luminosa da luz emitida pela lâmpada A será maior que a
Todos os dias você faz duas torradas para tomar seu café da intensidade da luz emitida pela lâmpada B na mesma distância,
manhã. O elemento de aquecimento da torradeira é um fio de em um ponto equidistante de ambas.
Níquel-Cromo cuja resistividade elétrica na faixa de temperatu- (016) A resistência elétrica do filamento da lâmpada A é maior
ras da torradeira é 1,2 × 10 –6 .m. O fio tem comprimento de 6,0 que a resistência elétrica do filamento da lâmpada B quando am-
bos estão na mesma temperatura.
m e área da seção transversal igual a 0,36 mm 2. A torradeira é
ligada em um tomada cuja diferença de potencial é 120 V. Ao
final de um mês de 30 dias, qual é o custo aproximado das suas (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 12 (04+08)
torradas se você paga R$ 0,40 por kWh e usa a torradeira por 3 Assinale o que for correto sobre o funcionamento de um chuveiro
minutos? A torradeira permite fazer duas torradas por vez. elétrico que tem estampado na sua placa de especificação:
a) R$ 0,86. 7500 W hora - 220 V. (sic)
*b) R$ 0,43. 01) Ade
rede sua resistência se danifica se o chuveiro for ligado a uma
110V.
c) R$ 0,20.
d) R$ 1,70. 02) Se a temperatura do chuveiro for regulada pela vazão, esta
e) R$ 0,04. será máxima, quando a sua potência e vazão forem máximas.
04) Se o disjuntor principal, na entrada da rede é de 25 A, o
chuveiro não funcionará na sua plenitude e o disjuntor se desli-
(MACKENZIE/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: D gará automaticamente.
As três lâmpadas, L1, L2 e L3, ilustradas na figura abaixo, são 08) A resistência do chuveiro em questão tem valor nominal apro-
idênticas e apresentam as seguintes informações nominais: 0,5 ximado de 6,5 .
W – 6,0 V. Se a diferença de potencial elétrico entre os terminais
A e B for 12 V, para que essas lâmpadas possam ser associadas (UERJ-2010.1) - RESPOSTA: P = 9,6 W
de acordo coma figura e “operando” segundosuas especificações O circuito elétrico de refrigeração de um carro é alimentado por
de fábrica, pode-se associar a elas o resistor de resistência elé- uma bateria ideal cuja força eletromotriz é igual a 12 volts.
trica R igual a Admita que, pela seção reta de um condutor diretamente
a) 6 conectado a essa bateria, passam no mesmo sentido, durante 2
b) 12 segundos, 1,0 × 10 19 elétrons.
c) 18 Determine, em watts, a potência elétrica consumida pelo circuito
*d) 24 durante esse tempo.
e) 30 Dado: carga do elétron = 1,6 × 10 –19 C

japizzirani@gmail.com 22
(VUNESP/FIPA-2010.1) - ALTERNATIVA: B (VUNESP/UFTM-2010.1) - ALTERNATIVA: C
A tabela apresenta a especificação de alguns aparelhos elétricos Um resistor de resistência variável encontra-se submetido a uma
facilmente encontrados em nossas residências. diferença de potencial de intensidade invariável. Faz-se, então,
que o valor de sua resistência sofra uma modificação.
Indicando-se com uma seta apontada para cima a ideia de cres-
cimento da intensidade e, de modo inverso, uma seta apontada
para baixo, a idéia de decréscimo da intensidade, e abreviando
as grandezas resistência elétrica, corrente elétrica e potência,
respectivamente por R, i e P, das implicações apontadas, é cor-
reta a
a) R i P (inalterada)
b)R i P
*c)R i P
Dentre eles, o que possui maior resistência é d) R i P (inalterada)
a) o secador de cabelo. e) R i (inalterada) P
*b) a secadora de roupa.
c) a lâmpada do carro. (VUNESP/UFTM-2010.1) - RESPOSTA: a) i = 0,83A b) C = 15kWh
d) o forno elétrico. Uma dona de casa comprou, para sua sala, um abajur de duas
e) a cafeteira. cúpulase, seguindo as instruções contidas na caixa, instalou duas
lâmpadas incandescentes de 120 V, uma de 60 W e outra de 40
(PUC/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: C W.
Leia as informações a seguir, e analise as afirmativas. a) Calcule a intensidade da corrente elétrica que o abajur, com
Pensando em tomar chimarrão, um gaúcho usa um ebulidor (ou suas duas lâmpadas acesas, requisita da fiação à qual está liga-
resistência elétrica) para aquecer 1,0 kg de água, de 30°C até do.
80°C. O ebulidor foi conectado a uma tensão de 100 V. O proces- b) Determine a energia “consumida”, em kWh, no decorrer de um
so de aquecimento acontece em 10 minutos. Considera-se que o mês de trinta dias, sabendo que diariamente o abajur permanece
calor específico da água é 4,2 × 10 3 J/(kg°C). aceso por 5 horas.
Sobre o processo descrito acima, afirma-se:
I. A energia absorvida pela água no processo é de 2,1 × 105 J. (UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 03 (01+02)
II. Desprezando quaisquer trocas de energia, a não ser as que Um motor elétrico de corrente contínua, com seu rotor e suas
ocorrem entre a água e o ebulidor, a potência elétrica requerida bobinas de campo ligados em série, possui resistência interna
pelo ebulidor é de 2,1 × 104 W. de 5,0
com carga. Quando
total, eleligado a uma
recebe umarede elétrica
corrente de 220
de 4,0 V, e girando
A. Analise as
III. A resistência elétrica do ebulidor é maior do que 2,5 × 10 1 . alternativas abaixo e assinale o que for correto.
A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são 01) A força contraeletromotriz no rotor do motor é 200 V.
a) II, apenas. 02) A potência fornecida ao motor, em plena carga, é 880 W.
b) I e II, apenas. 04) A energia dissipada na resistência interna do motor é 80 W.
*c) I e III, apenas. 08) A potência líquida do motor é 72% da potência de entrada.
d) II e III, apenas. 16) Se o motor, ligado à rede elétrica de 220 V, repentinamente
e) I, II e III. deixar de girar, a potência dissipada na resistência interna do
motor cai a zero.
(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 19 (01+02+16)
Dispositivos que transformam outras formas de energia em ener-
gia elétrica são conhecidos como geradores elétricos. (UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 21 (01+04+16)
Dispositivos capazes de receber energia elétrica e transformá-la Analise o circuito elétrico representado na figura abaixo e assina-
em outras formas de energia que não a térmica são denomina- le o que for correto.
dos receptores elétricos. Sobre geradores elétricos e receptores
elétricos, assinale o que for correto.
01) Quando um gerador encontra-se em circuito aberto, a dife-
rença entre seus terminais é igual a sua força eletromotriz.
02) A potência útil fornecida por um gerador a um circuito onde
só existem resistores será máxima se a resistência equivalente
do circuito for igual à resistência interna do gerador.
04) Geradores elétricos podem ser associados somente em pa-
ralelo.
08) O rendimento elétrico de um receptor corresponde ao produ-
to entre a potência elétrica útil e a potência elétrica fornecida ao
receptor.
16) A força contra-eletromotriz pode, em termos práticos, ser
pensada como uma força eletromotriz que se opõe à passagem
da corrente elétrica.

(FATEC/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: D
Durante uma aula de Física, o professor pede a seus alunos que
calculem o gasto mensal de energia elétrica que a escola gasta 01) A corrente i é 3 A.
com 25 lâmpadasfluor escentes de 40Wcada , instaladas em uma 02) A resistência interna r é 5 .
sala de aula. Para isso, o professor pede para os alunos conside- 04) A força eletromotriz é 16 V.
rarem um uso diário de 5 horas, durante 20 dias no mês. 08) A diferença de potencial entre os pontos a e b é 10 V.
Se o preço do kWh custa R$ 0,40 em média, o valor encontrado, 16) O circuito elétrico englobado pelo retângulo central em des-
em reais, será de taque, na figura acima, pode representar uma bateria sendo car-
a) 100. b) 80. c) 60. *d) 40. e) 20. regada.

japizzirani@gmail.com 23
(UFJF/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) 1,8 kW b) 5,0 A (UFSC-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 10 (02+08)
Os pontos A e B do circuito mostrado na figura são submetidos a Nos circuitos abaixo, A e B são duas lâmpadas cujos filamentos
uma diferença de potencial V =120 V . têm resistências iguais; R é a resistência de outro dispositivo
a) Calcule a potência elétrica total dissipada no circuito. elétrico; é uma bateria de resistência elétrica desprezível; e I é
um interruptor aberto.

b) Calcule a intensidade de corrente elétrica que passa através


da resistência R = 6 .

(UFJF/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) 0,18C b) 2,5 × 10 16 elé-


trons/seg c) 7,2 × 10 –5 V
O gráfico da figura mostra o comportamento da corrente elétrica
i, em miliampére, em função do tempo t, para um condutor de
cobre de comprimentol =1,0 m e seção reta de área A =1,0 mm2.

Sabendo-se que o brilho das lâmpadas cresce quando a intensi-


dade da corrente elétrica aumenta, é CORRETO afirmar que:
01. no circuito 1, a lâmpada A brilha mais do que a B.
02. no circuito 2, as lâmpadas A e B têm o mesmo brilho.
04. no circuito 3, uma das lâmpadas brilha mais do que a outra.
08. no circuito 4, a lâmpada B brilha mais do que a A.
16. no circuito 5, se o interruptor I for fechado, aumenta o brilho
da lâmpada B.

a) Calcule a carga q transportada ao longo do condutor, no inter- (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 15 (01+02+04+08)
valo de tempo entre t1 e t 2 . No estudo de um gerador foram obtidos valores que estão repre-
b) Sabendo que a carga do elétron em módulo é e = 1,6×10–19C, sentados no gráfico abaixo. Com base nesse gráfico, assinale o
calcule o número de elétrons que atravessam, por segundo, uma que for correto.
seção reta do condutor no intervalo de tempo entre t1 e t 2 .
c) Sabendo que a resistividade do cobre é Cu= 0,018mm2× /m,
calcule a diferença de potencial entre as extremidades do condu-
tor para a corrente i = 4,0 mA.

(UFSC-2010.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO


A tabela abaixo mostra diversos valores de diferença de potenci-
al aplicados a um resistor R1 e a corrente que o percorre.

Responda as perguntas abaixo e justifique suas respostas.


a) A relação R = representa o enunciado da lei de Ohm?

b) A relação R = é válida para resistores não ôhmicos? 01) A força eletromotriz do gerador em estudo é de 1,5 V.
c) O resistor R 1 é ôhmico? 02) O coeficiente angular da reta tem valor igual ao da resistên-
cia interna do gerador.
RESPOSTA UFSC-2010.1: 04) A intersecção da reta com o eixo das intensidades de corren-
a) Não. Esta relação é a definição de resistência elétrica. tes é o valor que corresponde ao da intensidade de corrente de
b) Sim. Esta relação permite determinar a resistência elétrica de curto.
qualquer resistor, seja ele ôhmico ou não. 08) A resistência externa do circuito, usada no estudo do gerador
c) Sim, pois a resistência R 1 é constante e igual a 2,2 . em questão, é de valor variável.

japizzirani@gmail.com 24
(UFF/RJ-2010.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO (UFPE-2010.1) - RESPOSTA: U = 10,0 V
Um certo dispositivo, quando submetido a uma diferença de po- O circuito abaixo consiste de uma bateria, três resistores iguais e
tencial variável, apresenta corrente elétrica I em ampères, como o amperímetro A.
função da diferença de potencial V D em volts aplicada aos seus
terminais, conforme mostra o gráfico abaixo.

Cada resistor do ramo acb do circuito dissipa 1,0 W quando a


corrente indicada pelo amperímetro é igual a 0,6 A. Determine a
Esse dispositivo é utilizado, com uma lâmpada de resistência R diferença de potencial entre os pontos a e b, em volts.
= 50 e uma fonte de d.d.p.vari ável , no circuito esquematizado
na figura a seguir.
O dispositivo é simbolizado poruma caixa preta (UFJF/MG-2010.1)- RESPOSTA: a) 60,0A b) 24kWh c) R$360,00
e designado pela letra D. O gráfico mostra a potência elétrica, em kW , consumida na resi-
a) Desenhe o gráfico da diferença de potenci- dência de um morador da cidade de Juiz de Fora, ao longo do
al da fonte em função da corrente elétrica no dia. A residência é alimentada com uma voltagem de 120 V .
circuito. Essa residência tem um disjuntor que desarma, se a corrente
b) Determine a diferença de potencial da fonte para que a potên- elétrica ultrapassar um certo valor, para evitar danos na instala-
cia dissipada na lâmpada seja de 4,5 W. ção elétrica. Por outro lado, esse disjuntor é dimensionado para
RESPOSTA UFF/RJ-2010.1: suportar uma corrente utilizada na operação de todos os apare-
lhos da residência, que somam uma potência total de 7,20 kW .
a) V
55
b)=

(UNESP-2010.1) - RESPOSTA: R = 1,815


Um estudante de física construiu um aquecedor elétrico utilizan- a) Qual é o valor máximo de corrente que o disjuntor pode supor-
do um resistor. Quando ligado a uma tomada cuja tensão era de tar?
110 V, o aquecedor era capaz de fazer com que 1 litro de água, b) Qual é a energia em kWh consumida ao longo de um dia nes-
inicialmente a uma temperatura de 20 °C, atingisse seu ponto de sa residência?
ebulição em 1 minuto. Considere que 80% da energia elétrica c) Qual é o preço a pagar por um mês de consumo, se o 1kWh
era dissipada na forma de calorpelo resistor equivalentedo aque- custa R$ 0,50 ?
cedor, que o calor específico da água é 1 cal/(g·°C), que a densi-
dade da água vale 1 g/cm 3 e que 1 caloria é igual a 4 joules.
Determine o valor da resistência elétrica, em ohms, do resistor (VUNESP/FMJ-2010.1) - ALTERNATIVA: B
utilizado. No circuito mostrado, o gerador e os fios de ligação são ideais, e

(UFPE-2010.1)
O gráfico mostra- RESPOSTA:
a variação daQ corrente
= 10,0C elétrica I, em ampère, elétrica. R1, R 2 e R 3 são ôhmicos e têm a mesma resistên-
os resistores
cia
num fio em função do tempo t, em segundos.

Sabendo que o resistor R1 dissipa 100 W de potência, pode-se


afirmar que o resistor R 2 dissipa, em W, uma potência igual a
a)10. d)75.
Qual a carga elétrica, em coulomb, que passa por uma seção *b)25. e)100.
transversal do condutor nos primeiros 4,0 segundos? c) 50.

japizzirani@gmail.com 25
(UFRJ-2010.1) - RESPOSTA: a) i = 5,0 A b) VA – V B = 11,5 V (UNICAMP/SP-2010.1) - RESPOSTA: i = 2,5 × 10–4 A
Um estudante dispunha de duas baterias comerciais de mesma Para o seu funcionamento, um relógio usa uma pilha que, quan-
resistência interna de 0,10 , mas verificou, por meio de um do nova, tem a capacidade de fornecer uma carga q = 2,4 Ah =
voltímetro ideal, que uma delas tinha força eletromotriz de 12 8,64 × 10 3 C. Observa-se que o relógio funciona durante 400
Volts e a outra, de 11Volts. A fim de avaliar se deveria conectar dias até que a pilha fique completamente descarregada. Qual é a
em paralelo as baterias para montar uma fonte de tensão, ele corrente elétrica média fornecida pela pilha?
desenhou o circuito indicado na figura a seguir e calculou a cor-
rente i que passaria pelas baterias desse circuito. (UNICAMP/SP-2010.1) - RESPOSTA: a) Para F = 0,1 N
P = 4,0 kPa b) U CD = 2,0 V
Telas de visualização sensíveis ao toque são muito práticas e
cada vez mais utilizadas em aparelhos celulares, computadores

edas
caixas
telaseletrônicos. Uma
resistivas, em quetecnologia frequentemente
duas camadas condutorasusada éa
transpa-
rentes são separadas por pontos isolantes que impedem o con-
tato elétrico.
a) O contato elétrico entre as camadas é estabelecido quando o
dedo exerce uma força F sobre a tela, conforme mostra a figura
a) Calcule o valor encontrado pelo estudante para a corrente i. abaixo. A área de contato da ponta de um dedo é igual a A = 0,25
b) Calcule a diferença de potencial V A – VB entre os pontosA e B cm2 .
indicados no circuito.

(VUNESP/UNICISAL-2010.1) - ALTERNATIVA: A
As incubadoras neonatais são dispositivos de muita utilidade no
auxílio do tratamento de bebês nascidos prematuramente. Elas
conseguem manter uma temperatura constante e adequada para
a sobrevivência dos bebês. Isso é possível através do uso de
aquecedores elétricos, resistores metálicos em forma de serpen-
tina. Considere um desses resistores, feito de uma liga metálica
de resistividade 2,0.10–5 .m,ligad o a uma bateria ideal de f.e.m.
12 V e sendo percorrido por uma corrente elétrica de intensidade Baseado na sua experiência cotidiana, estime o módulo da força
exercida por um dedo em uma tela ou teclado convencional, e
30relação
A mA. entre o comprimento desse resistor e a área de sua em seguida calcule a pressão exercida pelo dedo. Caso julgue
secção transversal vale, em unidades do SI, necessário, use o peso de objetos conhecidos como guia para a
sua estimativa.
*a) 2.107. b) 2.10 6. c) 2.10 5. d) 2.10 4. e) 2.10 3. b) O circuito simplificado da figura abaixo ilustra como é feita a
detecção da posição do toque em telas resistivas.
(VUNESP/UNICISAL-2010.1) - ALTERNATIVA: C
No recente blecaute que afetou a vida de milhões de brasileiros,
um vestibulandode SãoPaulo , estado mais afetado pelo apagão,
decidiu usar sua lanterna a pilha. Essa lanterna funciona com 3
pilhas comuns (1,5 V cada) associadas em série, que vão cons-
tituir umafonte de 4,5 V de tensão. Como a luminosidadefornecida
pela lâmpada não lhe fosse suficiente e ele dispusesse de outra
lâmpada idêntica, resolveu usar ambas simultaneamente impro-
visando uma associação. Para conseguir a luminosidade dese-
jada, mais intensa, o vestibulando deve ter associado as lâmpa-
das em
a) série, sabendo que assim as pilhas durariam a metade do
tempo em comparação ao seu uso com uma lâmpada apenas. Uma bateria fornece uma diferença de potencial U = 6 V ao cir-
b) série, sabendo que as pilhas durariam o mesmo tempo que cuito de resistores idênticos de R = 2 k . Se o contato elétrico
duram quando alimentam uma lâmpada apenas. for estabelecido apenas na posição representada pela chave A,
*c) paralelo, sabendo que as pilhas durariam menos tempo que calcule a diferença de potencial entre C e D do circuito.
duram quando alimentam uma lâmpada apenas.
d) paralelo, sabendo que as pilhas durariam o mesmo tempo que
duram quando alimentam uma lâmpada apenas. (VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: A
e) paralelo, sabendo queas pilhasdura riam mais tempo em com- No circuito esquematizado na figura, a potência elétrica dissipa-
paração ao seu uso com uma lâmpada apenas. da no resistor de 5 é de

(FAZU/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Um estudante, querendo ligar mais de um aparelho, em uma to-
mada, utiliza um benjamim (multiplicador de tomadas) em seu
quarto. Não sabendo dos perigos que isso poderia acarretar para
sua residência, ele ligou vários aparelhos de uma só vez. Após
algum tempo, ele notou que a tomadaestav a pegando fogo. Uma
possível causa desse incêndio é:
a) o aumento da resistência equivalente ligada na tomada. *a) 5 W.
b) a diminuição da diferença de potencial da tomada. b) 10 W.
c) o aumento da diferença de potencial da tomada. c) 15 W.
d) a diminuição da corrente elétrica que passa pela tomada. d) 20 W.
*e) o aumento da corrente elétrica que passa pela tomada. e) 30 W.

japizzirani@gmail.com 26
(VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: C (VUNESP/UFTM-2010.1)- RESPOSTA: a) R = 1,8 b) P = 120W
A embalagem de uma lâmpada fluorescente mostra o quadro Imitando uma viatura de polícia, um carrinho de brinquedo, con-
comparativo entre lâmpadas fluorescentes e incandescentes em tando com a energia proveniente de quatro pilhas de 1,5 V, liga-
relação à potência elétrica e à luminosidade obtida. Considere das em série, podia sustentar o motor e seis pequeninas lâmpa-
uma lâmpada incandescente de 60 W que permaneça ligada 5 das idênticas de 0,5 W acesas, durante seu funcionamento.
horas por dia, durante 30 dias.

Substituindo esta lâmpada por outra fluorescente que forneça


uma luminosidade bem parecida, que funcione 5 horas por dia,
durante 30 dias, ter-se-á uma economia, em kWh, igual a
a) 0,75.
b) 2,25.
*c) 6,75. Sabendo que 20% da energia do conjunto de pilhas era destina-
d) 9,00. do ao acendimento das lâmpadas e que essas lâmpadas, duas a
e) 11,25. duas, eram ligadas em série com os terminais do conjunto de
pilhas, na suposição de que a pequena fiação não dissipa ener-
(VUNESP/UFTM-2010.1) - RESPOSTA: a) VAB = V AD e gia elétrica sob a forma de calor, determine:
VBC = V DC b) R x = 6 a) a resistência elétrica de cada uma das lâmpadas;
A ponte de Wheatstone que, diga-se de passagem, não foi in- b) a potência elétrica do motor utilizada pelo motor.
ventada por Wheatstone, é um engenhoso circuito elétrico que
auxilia na determinação do valor da resistência elétrica de um (UNIFEI/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) R a = 48
resistor desconhecido. Nela, com o auxílio de um resistor variá- b) n = 20 resistores
vel, cria-se uma condição de corrente elétrica nula nos terminais Um circuito, mostradona Figura9.1, é formado poroito resistores
do galvanômetro. Quando isso é feito, por meio de um cálculo de resistências Ra e R b e uma bateria que mantém uma diferen-
simples pode-se saber o valor da resistência conectada à ponte, ça de potencial constante V nos seus terminais. Sabe-se que a
R x. relação entre os valores das resistências é R b = Ra /24 e que a
corrente elétrica i em função da diferença de potencial no resistor
Ra é dada pelo gráfico mostrado na Figura 9.2.

a) Escreva as relações matemáticas entre as diferenças de po-


tencial que ocorrem entre os pontos A e B (V AB), B e C (V BC),
C e D (VDC) e os pontos D e A (V AD), que permitem a utilização da Pede-se:
ponte de Wheatstone como um medidor de resistência elétrica, a) A partir das informações da Figura 9.2, determine o valor da
no momento em que a ponte está em equilíbrio, indicando leitura resistência Ra.
nula em seu galvanômetro. b) Para que o valor da corrente elétrica i t no circuito da figura 9.1
b) Sabendo que os valores das resistências R 1, R2 e R3 são,
seja duplicado, quantos resistores Ra devem ser acrescentados
respectivamente, 1 , 2 e 3 , quando a ponte é colocada em
equilíbrio, determine o valor da resistência elétrica desconheci- em paralelo aos quatro resistores R a do circuito srcinal?
da.
(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: C
(UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: C No circuito da figura abaixo, as resistências são todas iguais a
Abaixo são feitas várias afirmativas, assinale a correta. 3 e a força eletromotriz da bateria é igual a 12 V. A corrente
a) A emissão de luz pelas lâmpadas elétricas é sempre devido ao elétrica que per-
efeito calorífico da corrente elétrica. corre o resistor R2
b) O mecanismo da condução elétrica nos gases é semelhante em Ampère é
ao dos metais. a) 0,5.
*c) Galvanômetro é um instrumento que serve tanto para medir b) 2.
correntes como tensões. *c) 1.
d) Quanto maior for a resistência do shunt de um amperímetro, d) 3.
tanto mais elevada é a leitura fundo de escala.
e) Num condutor metálico percorrido por corrente elétrica os elé-
trons se deslocam em um sentido e os prótons se deslocam em
sentido oposto.

japizzirani@gmail.com 27
(UFC/CE-2010.1) - RESPOSTA: PS / PP = 3 / 16 (UEPB-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Considere dois resistores, R 1 = R e R 2 = 3R, e uma bateria de Um motor elétrico tem resistência interna de 2,0 e está ligado
a uma ddp de 100 V. Verifica-se que ele é percorrido por uma
força eletromotriz de resistência interna nula. Quando esses corrente elétrica de intensidade igual a 5,0 A. A força contra-
elementos de circuito são ligados em série, a potência fornecida eletromotriz do motor e a potência total recebida pelo motor, res-
pela bateria à associação de resistores é P S, enquanto, na asso- pectivamente, são
ciação em paralelo a potência fornecida pela bateria aos a) 80 V; 350 W *c) 90 V; 500 W e) 100 V; 400 W
resistores é PP. Determine a razão PS / PP. b) 90 V; 450 W d) 70 V; 300 W

(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B


Ao acionarmos o interruptor de uma lâmpada incandescente em Voltímetros e amperímetros são os instrumentos mais usuais para
um aposento, esta imediatamente acenderá somente quando medições elétricas. Evidentemente, para a obtenção de medidas
a) os elétrons percorrerem o trajeto que separa o interruptor da corretas, esses instrumentos devem ser conectados de maneira
lâmpada, através da fiação condutora. adequada. Além disso, podem ser danificados se forem
*b) o campo elétrico percorrer o trajeto que separa o interruptor conectados de forma incorreta ao circuito.
da lâmpada, através da fiação condutora. Suponha que se deseja medir a diferença de potencial a que
c) uma corrente elétrica for gerada apenas no trajeto que separa está submetido o resistor R 2 do circuito abaixo, bem como a cor-
o interruptor da lâmpada, através de um único trecho da fiação
condutora. rente elétrica que o percorre.
d) existir o mesmo potencial elétrico V 0 nos terminais da lâm-
pada.

(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Uma pilha de força eletromotriz = 1,5 V e resistência interna
Rint = 0,1 alimenta exclusivamente um receptor fornecendo Assinale a figura que representa a correta conexão do voltímetro
uma corrente de 1 A. O receptor tem uma tolerância de forma (V) e do amperímetro (A) ao circuito para a realização das medi-
que ele ainda funciona mesmo se a tensão elétrica que o alimen- das desejadas.
ta diminuir de 10 % do valor inicial. Com o uso, a pilha perde a
eficiência pois sua resistência interna aumenta apesar de sua
força eletromotriz permanecer constante.
Desprezando-se a resistência da fiação do circuito, a resistência a)
interna máxima da pilha, de forma que ela ainda consiga colocar
em funcionamento o referido receptor, em ohms, é aproximada-
mente
Obs: Considere que a resistência interna do receptor é ôhmica e
permanece constante durante o processo.
a) 0,49.
b) 0,18. *b)
*c) 0,27.
d) 0,36.
(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Uma corrente elétrica é estabelecida num tubo de descargas a
gás quando uma diferença de potencial, suficientemente alta, é c)
aplicada entre os eletrodos do tubo. O gás se ioniza gerando
elétrons livres e íons positivos. Os elétrons se movem na direção
do terminal positivo e os íons positivos na direção do terminal
negativo. A corrente elétrica, em Ampère, no tubo, quando 4,5 ×
1018 elétrons e 3,5 × 10 18 íons positivos atravessam a seção
transversal do tubo, por segundo, é aproximadamente. d)
Obs: Considere que o módulo da cargade cada elétron bem como
do íon positivo é 1,6 × 10 –19 C e que o gás no tubo está rarefeito.
a) 3,5 × 1018.
*b) 12,8 × 10 –1.
c) 1,6 × 10–19. e)
d) 5,60 × 10 –1.

(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA OFICIAL: SOMA = 05 (01+04)


As especificações de um eletrodoméstico indicam que o apare- (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
lho deve ser ligado em 220 volts, para obter uma potencia de Duas lâmpadas incandescentes comuns, uma de 60 W e 120 V,
1.100 watts. Nesse contexto, assinale o que for correto. e outra de 100 W e 120 V, são ligadas em série e a associação é
01) Não ocorrerá dano no aparelho se esse for ligado num circui- ligada a uma ddp de 120 V. Com relação a esse circuito, conside-
to onde a tensão é 110 volts, porém sua potência ficará reduzida re as seguintes afirmativas:
pela metade. I. A corrente na lâmpada de 60 W é igual à corrente na lâmpada
02) Para que o aparelho tenha um perfeito funcionamento, esse de 100 W.
deve ser ligado em série na rede elétrica. II. A lâmpada de 60 W brilha mais que a lâmpada de 100 W.
04) A corrente que atravessa o condutor que alimenta o aparelho III. A lâmpada de 100 W brilha mais que a lâmpada de 60 W.
em condições normais de funcionamento é de 5 ampères. Está CORRETO o que se afirma apenas em:
08) Quando ligado, o aparelho fornece uma resistência de 5 ohms *a) I e II. b) I e III.
ao circuito. c)II. d)III.

japizzirani@gmail.com 28
(UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C VESTIBULARES 2010.2
A figura abaixo ilustra um circuito composto por 6 resistores ali-
mentados por uma bateria de 12 V.
(UFG/GO-2010.2) - ALTERNATIVA: E
Dois geradores ideais, de tensões iguais a V, foram ligados a
dois resistores iguais, de resistência R, conforme ilustram os cir-
cuitos a seguir.

A corrente elétrica que passa pelo resistor R 2 é igual a: Considerandoo exposto, a razão da corrente em um dosresistores
a) 1 A do circuito (a) pela de um resistor de (b) é:
b) 3 A a) 1/4
*c) 4 A b) 1/2
d) 2 A c) 1
d) 2
(UFV/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) b) i = 0,4A *e) 4

c) P = 1,6 W (UCB/DF-2010.2) - RESPOSTA OFICIAL: 22


Em um enfeite natalino, três lâmpadas incandescentes iguais de- A lei de Ohm foi obtida pela primeira vez por Georg Ohm (1787-
vem ser ligadas em série, e a associação deve ser ligada a uma 1854) e estabelece que, para um condutor à temperatura cons-
bateria ideal de 12 V. tante, a relação entre a diferença de potencial entre dois pontos
a) Sabendo que cada lâmpada pode ser representada por um do condutor e a corrente elétrica que o atravessa é constante.
resistor
co de resistência
do circuito 10 ,conectado
desse enfeite desenhe abaixo um esquema elétri-
à bateria. Essa constante
entre é designada
aqueles dois pontos. resistência elétrica (R) do condutor
b) Calcule a corrente elétrica, em ampères, que circula na bate- Com auxílio dessa lei, considere R1 = 7 , R 2 = 12 , R 3 = 3 , R 4
ria. = 6 , R 5 = 10 , R 6 = 8 e R 7 = 9 e determine o valor da
c) Calcule a potência elétrica, em watts, que uma lâmpada qual-
corrente elétrica (i), em amperes, que percorre o circuito abaixo,
quer está dissipando.
sabendo que a diferença de potencial (ddp = U) entre os pontos
(UNIFENAS/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: D A e B é de 220 V.
No circuito representado na figura adiante, o capacitor está inici-
almente descarregado.

Quando a chave está fechada, podemos afirmar que:


a) a intensidade de corrente elétrica que percorre o capacitor é Marque no cartão de respostas, desprezando, se houver, a parte
dada por: ; decimal do resultado final.
b) a unidade de capacitância é dada em Faraday;
c) a carga elétrica armazenada é dada por: ;
(UDESC-2010.2) - ALTERNATIVA: E
*d) a ddp no capacitor é dada por: ; Um gerador de eletricidade particular fornece uma tensão contí-
e) a capacitância é expressa por: , onde d é a distância nua de 200 V à única residência a ele ligada. A resistência total
dos cabos de transmissão que ligam o gerador à casa vale r
entre as placas, em metros e A é a área da placa utilizada no ohms. Quando o chuveiro elétrico está em uso na residência, a
capacitor. resistência elétrica total da casa é 5,0 ohms. Sabendo que a po-
tência elétrica fornecida continuamente pelo gerador é 5,0 kW,
(VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: C nesta situação a porcentagem da energia gerada, utilizada so-
Uma bateria de força eletromotriz 6 V e resistência interna 1 é mente na transmissão entre o gerador e a residência, é:
ligada a um fio de resis tência 2 . A potência dissipada pelo fio a) 5,0 %
tem valor b) 99,2 %
a)4W. d)10W. c) 16,6 %
b)6W. e)16W. d) 33,3 %
*c) 8 W. *e) 37,5 %

japizzirani@gmail.com 29
(UFPR-2010.2) - ALTERNATIVA: D (IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: B
O sr. Manoel comprou um chuveiro elétrico novo, cujas Em uma residência, cada lâmpada pode ser colocada em funci-
especificações são 5.500 W e 220 V, e deseja instalá-lo em sua onamento independentemente das outras. Se isso ocorre pode-
residência. Para isso, ele quer montar um circuito independente mos afirmar que a alternativa correta é:
do restante da casa, que funciona em 110 V (padrão COPEL). a) Todas as lâmpadas estão ligadas em série
Além da fiação específica, o disjuntor (proteção contra sobrecar- *b) Todas as lâmpadas estão ligadas em paralelo
ga) a ser comprado deverá ser de no mínimo: c) Somente as lâmpadas dos quartos estão ligadas em série
a) 55 A. d) Somente as lâmpadas das salas estão ligadas em paralelo
b) 40 A. e) Somente as lâmpadas incandescentes estão ligadas em série
c) 30 A.
*d) 25 A.
e) 20 A. (FEI/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: C
Uma lâmpada
e dissipa incandescente
uma potência é ligada
de 60 W. Qual éaauma tomada
corrente quecom 110 V
atravessa
(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: C o filamento nestas condições?
Das alternativas abaixo, a que contém um dispositivo de prote- a) 1,83 A
ção de um circuito elétrico é: b) 1,10 A
a) Luva de borracha *c) 0,55 A
b) Chave de fenda com cabo isolante d) 0,60 A
*c) Fusível e) 0,85 A
d) Fio encapado
e) Lâmpada econômica
(FEI/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: E
Um fio de cobre de comprimento e diâmetro d possui resistên-
cia R. Se quisermos reduzir a resistência a 50% do valor srcinal,
(UFG/GO-2010.2) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO devemos:
Na figura, são apresentadas as resistências elétricas, em ohms, a) dobrar o comprimento do fio.
do tecido conjuntivo em cada região do corpo humano. Uma pes- b) dobrar o diâmetro do fio.
soa descalça apoiada sobre os dois pés na terra toca acidental- c) dividir o diâmetro por 2.
mente, com uma das mãos, um cabo elétrico de tensão 220 V
em relação à terra. d) dividir o diâmetro por .
*e) multiplicar o diâmetro por .

(UEG/GO-2010.2)
Um circuito simples- ALTERNATIVA: A por uma bateria (B) e
é composto apenas
uma lâmpada (L). Com esse circuito elétrico, um estudante mon-
tou quatro conexões diferentes, com um mesmo medidor de in-
tensidade de corrente elétrica, conhecido como amperímetro (A).

GRIMES S.; MARTINSEN O.G. Bioimpe- Após as montagens, conforme a figura acima, o estudante apre-
dance and bioelectricity basics. 2 o edition. sentou versões das conexões realizadas. Em qual dessas ver-
Elsevier, 2008. p. 121 sões o amperímetro irá fornecer a leitura real da intensidade de
Considerando o exposto e que a corrente flui apenas pelo tecido corrente no circuito?
mencionado, calcule: *a) A conexão 1 apresenta uma maneira correta de se ler a cor-
a) a resistência imposta pelo corpo à passagem da corrente elé- rente elétrica em um circuito; nesse caso, optou-se por colocar o
trica; amperímetro do lado esquerdo da bateria.
b) a corrente elétrica total. b) A conexão 2 fornece uma leitura menor que a da conexão 1, já
que parte da corrente elétrica dissipou-se ao percorrer todo o
RESOLUÇÃO UFG/GO-2010.2:
circuito.
a) O circuito equivalente possui um ramo em série e dois ramos
c) A conexão 3 é melhor que as conexões 1 e 2, pois esse proce-
em paralelo, que correspondem ao trajeto pelas pernas. Esses
dimento fez com que somente a leitura da corrente elétrica per-
ramos em paralelo possuem resistência equivalente igual à me-
corrida na lâmpada fosse mensurada.
tade da resistência de uma das pernas, isoladamente. Logo:
d) A conexão 4 é quase idêntica à conexão 3 e, portanto, fornece-
Req = 500 + 270 + 110 + 100 + 13 + (50 + 140 + 320)/2 = 1248 rá a real leitura da corrente elétrica percorrida na lâmpada e tam-
b) V = R eq.i 220 = 1248.i i 0,176 A bém na pilha.

japizzirani@gmail.com 30
(VUNESP/UFTM-2010.2) - ALTERNATIVA: B (FEI/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: B
Com o uso, os filamentos das lâmpadas incandescentes perdem No circuito abaixo, cada resistor tem resistência igual a 10 .
átomos por vaporização, tornando-se mais finos. Admita que, por
conta da diminuição do diâmetro do filamento, a área da secção
transversal do filamento diminua conforme indica o gráfico.

Se a tensão na fonte é 10 V, quanto marca o amperímetro?


a) 1,0 A
*b) 1,5 A
Dos gráficos apresentados, aquele que melhor apontaria os va- c)
d) 2,0
2,5 A
A
lores da resistência elétrica durante a vida útil dessa lâmpada,
supondo que a resistividade e o comprimento do filamento se e) 3,0 A
mantenham constantes durante toda a vida útil da lâmpada, é
esboçado em (ACAFE/SC-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Em conta de luz da CELESC é registrado o consumo em um mês
de 200 kWh (quilowatthora).
Em relação a essa informação, analise as afirmações a seguir.
l - Neste mês o consumo correspondente de energia elétrica é
7,2 × 10 8 joules (W.s).
a) ll - O kWh é uma unidade de potência.
lll - O kWh não é uma unidade de medida do Sistema Internacio-
nal de Unidades (SI).
lV - Em duas horas deste mês o consumo correspondente é 400
kW.
Todas as afirmações corretas estão em:
*a)I-III c)II-IV
b) I - II - III d) II - III - IV

(UFOP/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Um eletricista inexperiente foi incumbido da tarefa de projetar
*b) parte de um circuito elétrico de um carro. Sabe-se que, na maio-
ria dos carros, a alimentação elétrica é realizada por uma bateria
(fonte ideal) cuja voltagem é de 12 V. O circuito hipotético proje-
tado pelo profissional é o mostrado na figura abaixo, onde R1
representa a luz de ré, R2o farol e R3 o arcondicionado do veícu-
lo. O fio escolhido para construir o circuito suporta no máximo 1,4
A de corrente.

c)

Com base no seu conhecimento de eletricidade e nas informa-


ções dadas, assinale a opção CORRETA (dados: R1 = 12 , R2
= 4 e R3 = 120 ).
a) Como a resistência do ar-condicionado (R3) apresenta um va-
lor dez vezes maior do que a da luz de ré (R1), a corrente sobre
R1 será dez vezes menor.
b) Quando a luz de ré (R1) e o ar-condicionado (R3) estiverem
d) ligados, o fio não suportará a corrente elétrica I e se romperá.
c) Como a resistência do ar-condicionado (R3) apresenta um va-
lor dez vezes maior do que a da luz de ré (R1), a diferença de
potencial sobre R1 será dez vezes maior.
*d) Quando a luz de ré (R1) e o farol (R2) estiverem ligados, o fio
não suportará a corrente elétrica I e se romperá.

(UFOP/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Em uma tarde de tempestade, numa região desprovida de para-
raios, a antena de uma casa recebe uma carga que faz fluir uma
corrente de 1,2 × 104 A, em um intervalo de tempo de 25 × 10–6 s.
e) Qual a carga total transferida para a antena?
a) 0,15 C
b) 0,2 C
c) 0,48 C
*d) 0,3 C

japizzirani@gmail.com 31
(IF/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: D (VUNESP/FTT-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Uma TV de 40 polegadas, com potência de 200 W, fica ligada 2 Considere que parte da potência total (2 MW) gerada pela central
horas por dia durante todo o mês. Sabendo-se que o kWh custa experimental de Kaimei seja utilizada para manter acesas 60 lâm-
60 centavos, qual o custo mensal da energia consumida por essa padas incandescentes de 0,2 de resistência, ligadas a uma
TV? diferença de potencial de 120 V num enfeite de Natal.
a) R$ 400,00
b) R$ 24,00
c) R$ 12,00
*d) R$ 7,20

(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Um aquecedor elétrico, cuja resistência vale 100 , foi fabricado
para
110V,funcionar emsua
sem alterar uma rede elétrica
potência, de 220elétrica
a resistência V. Ligando-o em
desse aque-
cedor deverá ser trocada por outra de valor, em , igual a
*a)25. b)50. c)200. d)250.
Em relação à potência total gerada em Kaimei, a potência utiliza-
(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A da para manter as lâmpadas acesas corresponde a
A diferença de potencial elétrico entre os terminais de uma asso- *a) 0,06%.
ciação de resistores em série é igual à soma das diferenças de b) 0,6%.
potencial elétrico em cada resistor. Esta característica está as- c) 1,6%.
sociada ao princípio de conservação da(o) d) 6%.
*a) energia. e) 16%.
b) fluido elétrico.
c) carga elétrica.
d) corrente elétrica. (UCS/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: D
e) potencial elétrico. Na embalagem de um forno elétrico, está a informação de que
ele apresenta uma taxa de consumo de energia elétrica de 1760
W. Se ele for ligado em 220 V, qual a quantidade de carga elétri-
(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C
ca que passará por ele durante 4 segundos?
Um condutor metálico é percorrido por uma corrente elétrica de
a) 2 C
intensidade 2,0 A. Durante o intervalo de tempo de uma hora o
b) 8 C
número de portadores de carga elétrica que atravessa uma se-
ção transversal desse condutor é igual a c) 16
*d) 32CC
a) 2,4 × 1020. e) 48 C
b) 3,6 × 1021.
*c) 4,5 × 1022. (UTFPR-2010.2) - ALTERNATIVA: E
d) 6,4 × 1023. Um automóvel tem entre seus componentes uma bateria e um
alternador. Sobre esses componentes considere as seguintes afir-
e) 7,2 × 1024.
mações:
Dado: carga do elétron = – 1,6 x 10 –19 C I) a bateria é um gerador eletromecânico.
II) o alternador tem a função de recarregar eletricamente a bate-
(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: D ria.
Dois resistores de 8,0 , associados em paralelo, são conectados III) o alternador é um gerador eletromecânico.
em série a um resistor de 4,0 . A resistência equivalente dessa IV) a bateria, entre outras funções, fornece corrente elétrica para
associação, em ohms, é acender os faróis do carro.
a)2,0. *d)8,0. É correto o que se afirma apenas em:
b)4,0. e)16. a) I.
c) 6,0. b) II.
c) II e IV.
(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C d) II e III.
Um resistor de 5,0 , quando ligado em série a uma bateria de *e) II, III e IV.
força eletromotriz igual a 12 V, é percorrido por uma corrente
elétrica de intensidade igual a 2,0 A. Portanto, a potência elétrica (MACKENZIE/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: E
dissipada na bateria, em W, vale Certo resistor quando submetido a uma ddp de 24 V, dissipa a
a)zero. d)6,0. potência de 20 W. A potência que esse resistor dissipará, quando
b)2,0. e)8,0. for submetido a uma ddp de 12 V, será
*c) 4,0. a) 10 W
b) 8 W
(PUC/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: B c) 7 W
Durante um experimento realizado com um condutor que obede- d) 6 W
ce à lei de Ohm, observou-se que o seu comprimento dobrou, *e) 5 W
enquanto a área da sua secção transversal foi reduzida à meta-
de. Neste caso, se as demais condições experimentais perma- (UFU/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
necerem inalteradas, pode-se afirmar que a resistência final do Um fio de comprimento e possui uma dada resistividade elétrica.
condutor, em relação à resistência srcinal, será Quando esse fio é conectado nos terminais de uma bateria, ele é
a) dividida por 4. percorrido por uma correntei. O fio é cortado ao meio e colocado
*b) quadruplicada. em paralelo nos terminais da mesma bateria.
c) duplicada. A corrente que circula por cada metade do fio, nesse caso, será
d) dividida por 2. de:
e) mantida. *a) 2i b) 3 i c) 4 i d) 8 i

japizzirani@gmail.com 32
(IF/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: D (VUNESP/UFTM-2010.2) - RESPOSTA: a) Q = 750 C
Os medidores elétricos, como amperímetro e voltímetro, servem b) E = 75000 J
para medir, respectivamente , a corrente elétrica e a tensão nos Ao fechar o circuito elétrico no qual um resistor está conectado,
terminais de um circuito elétrico. Uma pessoa deve montar um uma corrente elétrica de intensidade 30 A começa a percorrê-lo.
circuito, conforme figura a seguir, composto de três lâmpadas de Conforme a temperatura do resistor se ajusta, a intensidade da
3 de resistência elétrica e uma bateria de 9 volts e colocar o corrente elétrica sofre uma queda, como mostrado no gráfico.
voltímetro e o amperímetro nas posições indicadas. No final da Finalizados 30 s, o circuito abre-se automaticamente.
montagem, essa pessoa se distrai e troca as posições dos me-
didores elétricos: no lugar do amperímetro ele põe o voltímetro e
no lugar do voltímetro ele põe o amperímetro.

a) Determine a quantidade de carga elétrica que percorreu o


resistor durante os 30 s.
b) Sabendo-se que a fonte que alimentou o circuito elétrico tem
O amperímetro e o voltímetro, supostos ideais, acusarão na nova d.d.p. constante de 100 V, determine a quantidade de energia
leitura, respectivamente, elétrica dissipada pelo circuito durante os 30 s.
a)1Ae6V. *d)3Ae9V.
b)1Ae3V. e)3Ae3V. (UECE-2010.2) - ALTERNATIVA: C
c) 2 A e 6 V. Considere a figura a seguir.

(FATEC/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Numa determinada residência a conta de luz indica que o consu-
mo de energia elétrica mensal foi de 400 kWh, com um custo de
R$ 120,00.
Sabe-se
cam quetodos
juntas nessa
osresidência existem
dias, 3 horas duas
diárias, crianças
com quegame
um video brin-
que tem potência média de 20 W.
A porcentagem equivalente ao gasto de energia mensal com o
vídeo game e o custo mensal dessa parcela de energia são, res-
pectivamente, iguais a
*a) 0,45% e R$ 0,54. d) 5,00% e R$ 6,00.
b) 0,50% e R$ 0,60. e) 10,0% e R$ 12,00.
c) 2,67% e R$ 3,20.
Sabendo que na figura anterior a diferença de potencial sobre o
resistor de 8 é de 24 V, as diferenças de potencial, em V, sobre
(UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 13 (01+04+08) os resistores de 14 , 9 e entre os pontos a e b são, respecti-
Considere o circuito elétrico ilustrado a seguir. vamente,
a) 45, 9 e 78. b) 45, 45 e 114.
*c) 35, 45 e 104. d) 35, 70 e 129.

(UNEMAT/MT-2010.2) - ALTERNATIVA: E
Considere o circuito elétrico abaixo, onde Ch é uma chave que,
na posição 1 está aberta, e na posição 2, fechada.

No circuito, R 1 = 10,0 , R 2 = 20 , R 3 = 10 e i 1 = 2,0 A.


Considerando que o arranjo está imerso no vácuo e que os pon-
tos B e D estão sob o mesmo potencial elétrico, assinale o que Assinale a alternativa correta.
for correto. a) Com Ch na posição 1, o valor da d.d.p. em R 3 é igual a E.
01) VA – VB = VA – VD.
b) Com Ch na posição 2, o valor da corrente em R 2 aumenta.
02) VB – V C = V C – V D. c) Com Ch na posição 2, o valor da resistência equivalente do
04) R2R4 = R 1R3. circuito aumenta.
08) i2 = 0,0 A e V = 20 V. d) Com Ch na posição 2, o valor da resistência R 1 aumenta.
16) A potência dissipada em R4 é 40 W. *e) Com Ch na posição 2, o valor da corrente em R 1 aumenta.

japizzirani@gmail.com 33
ELETRICIDADE: (UDESC-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Os fornos de micro-ondas usam um gerador do tipo magnetron
ELTROMAGNETISMO para produzir micro-ondas em uma frequência de aproximada-
mente 2,45 GHz (2,45 × 10 9 Hz). Ondas eletromagnéticas desta
VESTIBULARES 2010.1
frequência são fortemente absorvidas pelas moléculas de água,
(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 10 (02+08) tornando-as particularmente úteis para aquecer e cozinhar ali-
O eletromagnetismo estuda tanto as interações elétricas como mentos. Em um experimento em laboratório, deseja-se mover
as magnéticas. Sobre o eletromagnetismo, assinale o que for elétrons em órbitas circulares com a frequência de 2,45 GHz,
correto. usando um campo magnético.
01) Se um imã for partido em duas partes, o pólo sul se conserva Assinale a alternativa que representa corretamente o valor do
enquanto o pólo norte desaparece. módulo do campo magnético necessário para que isso ocorra.
02) A Terra pode ser considerada como um grande imã, cujos a) 2,70 × 1021 T
pólos norte e sul magnéticos se localizam aproximadamente nos *b) 8,77 × 10–2 T Dados: Me = 9,1 × 10 –31 Kg
pólos sul e norte geográficos, respectivamente.
04) A atração que ocorre quando aproximamos certos minérios c) 2,32 × 10–20 T qe = 1,6 × 10–19 C
de um pedaço de ferro é uma manifestação de natureza elétrica. d) 8,77 × 10–21 T
08) Um fio condutor percorrido por uma corrente elétrica produz e) 2,70 × 102 T
deflexões em uma agulha imantada.
(UNESP-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 10 (02+08)
Uma tecnologia capaz de fornecer altas energias para partículas Em 1820, o físicoHans Christian Oersted demonstrou existir uma
elementares pode ser encontrada nos aceleradores de partícu- íntima relação entre os fenômenos elétricos e os fenômenos
las, como, por exemplo, nos cíclotrons. O princípio básico dessa magnéticos. Nascia assim, a teoria eletromagnética na qual é
tecnologia consiste no movimento de partículas eletricamente preciso substituir as forças elétrica e magnética por uma única
carregadas submetidas a um campo magnético perpendicular à força, a força eletromagnética. Sobre as relações entre efeitos
sua trajetória. Um cíclotron foi construído de maneira a utilizar elétricos e efeitos magnéticos, assinale o que for correto.
um campo magnético uniforme, B, de módulo constante igual a 01) Uma carga elétrica cria no espaço à sua volta um campo
1,6 T, capaz de gerar uma força magnética, F, sempre perpendi- magnético que atuará sobre outra carga elétrica, exercendo so-
cular à velocidade da partícula. Considere que esse campo mag- bre ela uma força magnética.
nético, ao atuar sobre uma partícula positiva de massa igual a 02) Sempre que um condutor retilíneo é percorrido por uma cor-
rente elétrica surge um campo magnético cujaslinha s de indução
1,7 × 10 –27 kg e carga igual a 1,6 × 10 –19 C, faça com que a
são circulares com centro sobre o condutor.
partícula se movimente em uma trajetória que, a cada volta, pode 04) Uma bobina, quando percorrida por uma corrente elétrica
ser4 considerada circular e uniforme, com velocidade igual a 3,0 x alternada, comporta-se como um imã.
10 m/s. Nessas condições, o raio dessa trajetória circular seria 08) Devido ao seu comportamento magnético, a grande maioria
aproximadamente das substâncias existentes na natureza é classificada em dois
a) 1 × 10 –4 m. d)4×10 –4
m. grupos, as substâncias diamagnéticas e as substâncias
*b) 2 × 10–4 m. e)5×10 –4
m. paramagnéticas.
16) Fenômenos eletrostáticos podem ser produzidos por efeitos
c) 3 × 10–4 m. magnéticos.
(PUC/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Biomagnetismo estuda a geração e interação de campos mag-
néticos com a matéria viva. Uma de suas mais recentes aplica- (UFC/CE-2010.1) - ALTERNATIVA: C
ções é o uso de partículas magnéticas – as nanopartículas, em Analise as afirmações abaixo em relação à força magnética so-
especial – na administração de medicamentos. Em vez de deixar bre uma partícula carregada em um campo magnético.
uma medicação circulando livremente pelo corpo humano, com I. Pode desempenhar o papel de força centrípeta.
o risco de efeitos colaterais prejudiciais à saúde, a ideia é “gru- II. É sempre perpendicular à direção de movimento.
dar” a medicação em partículas magnéticas, injetá-las na corren- III. Nunca pode ser nula, desde que a partícula esteja em movi-
te sanguínea e guiálas com um ímã até o local foco da doença. mento.
Organizar esses materiais exige habilidades multidisciplinares IV. Pode acelerar a partícula, aumentando o módulo de sua velo-
para escolher e preparar as partículas magnéticas apropriadas; cidade.
escolher e preparar o invólucro e o modo como os medicamen- Assinale a alternativa correta.
tos serão absorvidos. Geralmente os farmacêuticos é que lidam a) Somente II é verdadeira.
com os materiais do invólucro, enquanto os médicos investigam b) Somente IV é verdadeira.
a reação nos seres vivos. Aos físicos, químicos e engenheiros de *c) Somente I e II são verdadeiras.
materiais, cabe a preparação das partículas magnéticas. d) Somente II e III são verdadeiras.
Sobre os conceitos e aplicações da Eletricidade e do Magnetis- e) Somente I e IV são verdadeiras.
mo, é CORRETO afirmar que:
*a) As linhas de indução do campo magnético geradas pelo ímã (FUVEST/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: E
são linhas contínuas que, fora do ímã, vão do polo norte para o Aproxima-se um ímã de um anel metálico fixo em um suporte
polo sul. isolante, como mostra a figura. O movimento do ímã, em direção
b) O medicamento associado à partícula magnética pode ser gui- ao anel,
ado até o local da doença através de um campo elétrico constan-
te.
c) Se o campo magnético orientador se formasse devido a uma
corrente elétrica contínua, ele teria variação proporcional ao qua- a) não causa efeitos no anel.
drado da distância entre o fio que conduz a corrente e as partícu- b) produz corrente alternada no anel.
las magnéticas. c) faz com que o polo sul do ímã vire polo norte e viceversa.
d) Qualquer substância metálica pode ser utilizada como partícu- d) produz corrente elétrica no anel, causando uma força de atra-
la magnética. ção entre anel e ímã.
e) A única forma de se obter um campo magnético para orientar *e) produz corrente elétrica no anel, causando uma força de
a medicação é através da utilização de ímãs permanentes. repulsão entre anel e ímã.

japizzirani@gmail.com 34
(IF/CE-2010.1) - ALTERNATIVA: E (UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Um elétron, movendo-se com veloci- A intensidade da força de atração, por unidade de comprimento,
dade v, penetra em uma região onde entre dois fios paralelos, separados por R = 1,5 cm, conduzindo
há um campo elétrico E e um campo uma corrente I = 20 A, cada um, é igual a, aproximadamente,
magnético B, constantes e uniformes, a) 1,0 ×10–3 (N/m).
com E = vB. Os vetores v, E e B são *b) 5,3 ×10–3 (N/m). Dado:
perpendiculares entre si, como mos- Permeabilidade magnética no vácuo:
tra a figura. A melhor representação c) 3,2 ×10–3 (N/m).
= 4 × 10 –7 Tm/A
da trajetória seguida pelo elétron é: d) 4,1 ×10 –3 (N/m). 0

a) b)
(UFRN-2010.1) - RESPOSTA: a) de oeste para leste b) fazendo
a soma dos vetores campos magnéticos terrestre de da bobina,
sendo que o vetor resultante forma 60° com a direção norte-sul
c) d)
tg60° = 435/BT BT = 250 mG
O galvanômetro tangente é um instrumento utilizado para medir
*e) a componentehorizontal do campo magnético terrestre local. Esse
instrumento é constituído de uma bobina posicionada vertical-
mente, no centro da qual é colocada uma bússola, orientada,
inicialmente, na direção norte-sul magnético, coincidente com o
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: E plano da bobina, como ilustra a Figura I.
Duas barras idênticas, retilíneas e rígidas, de comprimentos L1 = Com o objetivo de medir esse campo magnético, um estudante
fez passar uma corrente elétrica contínua, i, através da bobina,
L2 = 1,0 m e massas m1 = m2 = 2,0 x 10 –2 g, estão suspensas por
gerando, assim, um campo magnético de 435 mG (miligauss),
fios de seda inextensíveis. Ao serem percorridas por correntes que produziu um desvio angular de 60°, na agulha da bússola,
elétricas de intensidades I1 = I 2 = 1,0 A, de sentidos contrários, como mostrado a Figura II.
elas repelem-se, mantendo uma separação de 1,0 mm entre si.

O ângulo entre os fios de seda que sustentam as barras é igual a


a) 15º.
b) 30º.
c) 45º.
d) 60º.
*e) 90º.

(UFRN-2010.1) - ALTERNATIVA: A
O relé é um dispositivo elétrico constituído de uma bobina dotada
de um núcleo de ferro doce, a qual, ao ser percorrida por uma
corrente elétrica contínua, aciona uma alavanca de ferro, permi-
tindo ligar os contatos elétricos de um circuito externo, represen-
tados por A e B nas Figuras I e II, abaixo.

A Figura III representa uma indicação do mnemônico da “regra


da mão direita”, utilizada para auxiliar na determinação da dire-
ção do campo magnético gerado por uma corrente que percorre
um fio.
Dados:
sen 30° = cos60° = 0,5 e sen60° = cos30° = 0,87
A alavanca de ferro é atraída pelo núcleo, porque, quandoa bobi- a) A partir dessas informações, e utilizando os pontos cardeais
na é percorrida por uma corrente, indicados na bússola, descreva a direção e o sentido do campo
*a) é gerado um campo magnético no núcleo da bobina, o qual magnético gerado pela bobina quando percorrida por uma cor-
atrai a alavanca. rente elétrica, no sentido indicado na figura I.
b) induz uma força eletromotriz, que atrai a alavanca. b) Utilizando o experimento acima descrito, o estudante determi-
c) é gerado um campo elétrico no núcleo da bobina, o qual atrai nou a componente horizontal do campo magnético terrestre e
a alavanca. encontrou o valor de 250 mG. Explique de que modo ele chegou
d) induz cargas elétricas que atraem a alavanca. a tal resultado.

japizzirani@gmail.com 35
(UFMG-2010.1) - ALTERNATIVA: A (FGV/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Reações nucleares que ocorrem no Sol produzem partículas – Grandes relógios, que também indicam a temperatura, compõem
algumas eletricamente carregadas –, que são lançadas no espa- a paisagem metropolitana. Neles, cada dígito apresentado é for-
ço. mado pela combinação de sete plaquetas móveis. Ao observar
Muitas dessaspartículas vêmem direçãoà Terra e podem interagir um desses relógios, uma pessoa constata que cada plaqueta
com o campo magnético desse planeta. está próxima de um eletroímã, mas, nãocons egue descobrir qual
Nesta figura, as linhas indicam, aproximadamente, a direção e o seria o elemento “X” presente em uma plaqueta para que essa
sentido do campo magnético em torno da Terra: pudesse ser armada ou desarmada por ação magnética.
Pensando nas possíveis configurações para que, na inexistência
de molas, uma plaqueta arme ou desarme adequadamente, essa
pessoa imaginou que o elemento “X” pudesse ser:
I. um corpo feito de um material ferromagnético. Quando a cor-
rente elétrica
a corrente flui deflui
elétrica A para
de B B, o mecanismo
para é armado
A, o mecanismo e, quando
é desarmado;
II. um ímã permanente, com seu polo Norte voltado para o
eletroímã, quando a plaqueta está “em pé”, como no momento
em que está armada. Quando a corrente elétrica flui de A para B,
o mecanismo é armado e,
quando a corrente elétrica
Nessa figura, K e L representam duas partículas eletricamente flui de B para A, o meca-
carregadas e as setas indicam suas velocidades em certo ins- nismo é desarmado;
tante. III. um ímã permanente
Com base nessas informações, Alice e Clara chegam a estas com seu polo Norte volta-
conclusões: do para o eletroímã, quan-
• Alice - “Independentemente do sinal da sua carga, a partícula L do a plaqueta está “em pé”,
terá a direção de sua velocidade alterada pelo campo magnético como no momento em que
da Terra.” está armada. Quando a
• Clara - “Se a partícula K tiver carga elétrica negativa, sua velo- corrente elétrica flui de B
cidade será reduzida pelo campo magnético da Terra e poderá para A, o mecanismo é ar-
não atingi-la.” mado e, quando a corren-
Considerando-se a situação descrita, é CORRETO afirmar que te elétrica flui de A para B,
*a) apenas a conclusão de Alice está certa. o mecanismo é desarma-
b) ambas
c) apenasas
a conclusão
conclusõesdeestão
Claracertas.
está certa. do;
IV. outra bobina, idêntica e
d) nenhuma das duas conclusões está certa. montada na mesma posi-
ção em que se encontra a
primeira quando a plaqueta
(UFPR-2010.1) - ALTERNATIVA: D está “em pé”, como no
O desenvolvimento do eletromagnetismo contou com a colabo- momento em que está ar-
ração de vários cientistas, como Faraday, por exemplo, que veri- mada, tendo seu terminal
ficou a existência da indução eletromagnética. Para demonstrar A, unido ao terminal A da
a lei de indução de Faraday, um professor idealizou uma experi- bobina do eletroímã, e seu
ência simples. terminal B, unido ao termi-
Construiu um circuito condutor retangular, formado por um fio nal B da bobi na do
com resistência total R = 5 , e aplicou através dele um fluxo eletroímã. Quando a cor-
magnético cujo comportamento em função do tempo t é des- rente elétrica flui de A para
crito pelo gráfico abaixo. O fluxo magnético cruza perpendicular- B, o mecanismo é armado
mente o plano do circuito. Em relação a esse experimento, con- e, quando a corrente elé-
sidere as seguintes afirmativas: trica flui de B para A, o
mecanismo é desarmado.
Das suposições levantadas por essa pessoa, está correto o indi-
cado por
a) I, apenas.
*b) III, apenas.
c) II e IV, apenas.
d) I, III e IV, apenas.
e) I, II, III e IV.

(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: A
1. A força eletromotriz induzida entre t = 2 s e t = 4 s vale 50 V. A espira abaixo, de resistência elétrica R, é colocada numa re-
2. A corrente que circula no circuito entre t=2 s e t=4s tem o mes- gião de campo magnético constante e uniforme, de módulo B,
mo sentido que a corrente que passa por ele entre t=8s e t=12 s. direção perpendicular ao plano da página e sentido saindo desta.
3. A corrente que circula pelo circuito entre t=4s e t=8s vale 25A. Enquanto a espira é aquecida, sem afetar o campo magnético, a
4. A potência elétrica dissipada no circuito entre t = 8 s e t = 12 s sua áreaaumenta. Como consequência,
vale 125 W. uma corrente elétrica é induzida, de in-
Assinale a alternativa correta. tensidade proporcional a:
a) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. *a) B e sentido horário.
b) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras. b) 1/B e sentido horário.
c) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras. c) B e sentido anti-horário.
*d) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras. d) 1/B e sentido anti-horário.
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras. e) R e sentido anti-horário.

japizzirani@gmail.com 36
(UESPI-2010.1) - ALTERNATIVA: C (UFAL-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Considere um fio delgado infinito, percorrido por uma corrente Numa certa região, o campo magnético gerado pela Terra possui
elétrica constante. As figuras A e B ilustram uma vista de cima da uma componente Bx paralela à superfície terrestre, com intensi-
seção transversal do fio (representada pelo círculo escuro). Seja dade de 2 × 10–5 T, e uma componente Bz perpendicular à super-
R a distância ao fio. Sobre o vetor campo magnético gerado por fície terrestre, com intensidade de 5 × 10–5 T. Nessa região, uma
este fio, é correto afirmar que ele possui:
linha de transmissão paralela à componente Bx é percorrida por
uma corrente elétrica de 5000 A. A força magnética por unidade
de comprimento que o campo magnético terrestre exerce sobre
essa linha de transmissão possui intensidade igual a:
a) 0,10 N/m
*b) 0,25 N/m
c) 1,0 N/m
d) 2,5 N/m
e) 10 N/m
(UEMG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Um astronauta, ao levar uma bússola para a Lua, verifica que a
agulha magnética da bússola não se orienta numa direção prefe-
rencial, como ocorre na Terra. Considere as seguintes afirma-
a) direção ao longo das linhas tracejadas da figura A e módulo ções, a partir dessa observação:
proporcional a 1/R2. 1. A agulha magnética da bússola não cria campo magnético,
quando está na Lua.
b) direção ao longo das linhas tracejadas da figura B e módulo 2. A Lua não apresenta um campo magnético.
proporcional a 1/R2. Sobre tais afirmações, marque a alternativa CORRETA:
*c) direção ao longo das linhas tracejadas da figura A e módulo a) Apenas a afirmação 1 é correta.
proporcional a 1/R. *b) Apenas a afirmação 2 é correta.
d) direção ao longo das linhas tracejadas da figura B e módulo c) As duas afirmações são corretas.
proporcional a 1/R2. d) As duas afirmações são falsas.
e) direção ao longo das linhas tracejadas da figura B e módulo
proporcional a 1 R. (VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Em 1820, o físico dinamarquês Hans Christian Oersted fez uma
descoberta de extrema importância, que marcou o início do de-
(UEMG-2010.1)
Desde - ALTERNATIVA:
Isaac Newton, B
partimos do pressuposto de que as mes- senvolvimento
bússola ao ladodo
deeletromagnetismo. Ele deixou,
um fio condutor ligado por acaso,
a uma bateria. uma
Oersted
mas leis físicas que são válidas para a Terra, são válidas para observou que a agulha sofria um desvio de sua orientação inicial
qualquer outro lugar do espaço, embora os resultados possam quando passava corrente elétrica pelo fio.
apresentar diferenças. Considere um mesmo experimento sen- Com os resultados dessa experiência Oersted concluiu que
do realizado na Terra e, supostamente, em Marte. Nesta hipóte- a) a corrente elétrica produz um campo elétrico perpendicular ao
se, só o planeta muda, permanecendo iguais todas as outras fio.
condições, desprezando, em ambos, todas as formas de atritos. *b) a corrente elétrica produz um campo magnético em torno do
Assinale a opção em que o experimento proposto, embora obe- fio.
deça às mesmas leis, traz um resultado diferente, quando reali- c) o campo elétrico produzido no condutor desvia a agulha da
zado nos dois planetas: bússola.
a) Um ímã é aproximado de uma espira circular metálica. Duran- d) a corrente elétrica anula o campo magnético terrestre.
te a aproximação, surge uma corrente elétrica na espira. e) a intensidade do campo magnético produzido pelo fio aumen-
*b) Mede-se o período de um pêndulo simples de mesmo com- ta com a distância.
primento.
c) Uma massa comprime, horizontalmente, uma mola, deforman-
do-a em 10 cm. O sistema massa-mola armazena uma certa (VUNESP/FAMECA-2010.1) - ALTERNATIVA: E
quantidade de energia potencial elástica. Um gerador de tensão contínua U alimenta um circuito simples
d) Dois fios metálicos paralelos, percorridos por correntes elétri- que consta de um resistor ôhmico de forma cilíndrica de compri-
cas, de sentidos contrários, repelem-se. Neste caso, considere, mentoL, área transversalA e feito de um material de resistividade
apenas, as forças magnéticas entre os fios. , como mostra a figura.
L
(UFAL-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Uma corda metálica de uma guitarra elétrica se comporta como
um pequeno ímã, compola ridades magnéticas norte e sul. Quan- P
do a corda é tocada, ela se aproxima e se afasta periodicamente
de um conjunto de espiras metálicas enroladas numa bobina si-
tuada logo abaixo.A variação do fluxo do campo magnético gera- U
do pela corda através da bobina induz um sinal elétrico (d.d.p. ou
corrente), que muda de sentido de acordo com a vibração da A corrente elétrica terá intensidade dada por ___________e, no
corda e que é enviado para um amplificador. Qual o cientista cujo ponto P haverá um campo magnético com orientação
nome está associado à lei física que explica o fenômeno da gera- ______________________.
ção de sinal elétrico pela variação do fluxo magnético através da A alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacu-
bobina? nas do texto é
a) Charles Augustin de Coulomb a) L/UA ... entrando na folha
b) André Marie Ampère b) L/UA ... saindo da folha
c) Hans Christian Oersted c) UL/A ... entrando na folha
d) Georg Ohm d) UA/ L ... saindo da folha
*e) Michael Faraday *e) UA/ L ... entrando na folha

japizzirani@gmail.com 37
(FUVEST/SP-2010.1) - RESPOSTA: a) E/B1 b) B 1.B2.R/E c) R/2 (UNIOESTE/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: A
A figura abaixo mostra o esquema de um instrumento Um campo elétrico uniforme E é estabelecido entre duas placas
(espectrômetro de massa), constituído de duas partes. Na pri- metálicas carregadas com carga Q, cada uma. Na região interna
meira parte, há um campo elétrico E, paralelo a esta folha de a essas placas existe um campo magnético B, também unifor-
papel, apontando para baixo, e também um campo magnético B1 me, cujas linhasde campo sãoperp endiculares às linhasde cam-
po elétrico, e apontam para dentro da página, conforme a figura
perpendicular a esta folha, entrando nela. Na segunda, há um
abaixo. Considere as afirmações sobre as partículas que entram
campo magnético B2, de mesma direção que B1 mas em sentido na região de campos cruzados pelo lado esquerdo.
oposto. Íons positivos, provenientes de uma fonte, penetram na
primeira parte e, devido ao par de fendas F 1 e F 2 , apenas partí-
culas com velocidade v, na direção perpendicular aos vetores E
e B1, atingem a segunda parte do equipamento, onde os íons de
massa m e carga q têm uma trajetória circular com raio R.

I - Somente cátions cujas velocidades forem iguais a E/B se-


guem uma trajetória paralela às placas e atravessam a região de
campos cruzados.
II - Cada uma da placas que estabelece o campo elétrico é uma
superfície equipotencial.
III - A força elétrica sobre nêutrons que entram na região de cam-
a) Obtenha a expressão do módulo da velocidade v em função pos cruzados se mantém constante.
IV - Cátions atravessam a região de campos cruzados qualquer
de E e de B 1. que seja a velocidade de entrada.
b) Determine a razão m/q dos íons em função dos parâmetros E, V - Qualquer que seja a velocidade dos cátions que entram na
B1, B 2 e R. região de campos cruzados todos irão inexoravelmente colidir
c) Determine, em função de R, o raio R’ da trajetória circular dos com a placa inferior.
íons, quando o campo magnético, na segunda parte do equipa- Em relação às afirmações, assinale a alternativa correta.
mento, dobra de intensidade, mantidas as demais condições. *a) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
b) Apenas as afirmativas I, II e V estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II e V estão corretas
(VUNESP/FAMECA-2010.1)- RESPOSTA:a) b) d) Apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas.
O espectrômetro de massa é um aparelho de grande utilidade e) Todas as afirmativas estão incorretas.
nas análises clínicas, pois consegue separar isótopos de um
mesmo elemento químico. Na medicina, o uso dessa técnica per- (VUNESP/UFTM-2010.1) - ALTERNATIVA: A
mite separar células sadias de células doentes. No interior de um Para testar a viabilidade da construção de casas antiterremotos,
campo magnético uniforme , um íon positivo de carga q e massa engenheiros construíram um protótipo constituído de um único
m descreve um movimento uniforme semicircular de raio R, pe- cômodo, capaz de acomodar uma pessoa de 90 kg. Sob o fundo
netrando na região do campo pelo orifício O,com velocidade v, do piso do cômodo, inúmeros ímãs permanentes foram afixados
perpendicular ao anteparo A, atingindo-o no ponto P, situado a e igual número de ímãs foi afixado ao piso sobre o qual a casa
uma distância 2R de O, conforme mostra a figura. deveria flutuar.

a) Deduza, em função dos dados apresentados, a expressão do


intervalo de tempo ( t) gasto pelo íon para se deslocar de O até
P.
b) Represente, na figura abaixo repetida, algumas linhas de
indução desse campo magnético ou sua direção e seu sentido. O cômodo, muito leve, somava, com seu ocupante, uma massa
de 900 kg e, devidamente ocupada, pairava sobre o solo a 3 cm
de distância. Supondo que, devido à disposição dos ímãs, a in-
tensidade da força magnética dependa inversamente do quadra-
do da distância entre os polos de mesmo nome, no momento em
que a pessoa dentro do cômodo o deixasse, a nova distância
entre a parte inferior da construção e o solo, em cm, tornar-se-ia,
aproximadamente,
*a) 3,2.
b) 4,3.
c) 6,1.
d) 6,2.
e) 9,0.

japizzirani@gmail.com 38
(VUNESP/FIPA-2010.1) - ALTERNATIVA: A (UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA OFICIAL:SOMA= 31 (01+02+04
Em casa, brincar com ímãs faz com que as crianças se distrai- +08+16)
am, sem saber que estão se entretendo com fenômenos presen- Sempre que um fluxo magnético, através de um circuito, for vari-
tes na Física aplicada.A figura mostra a brincadeira realizada por ável, surge neste circuito uma fem e uma corrente induzida.
um garoto, que utiliza dois ímãs em forma de anel e os coloca Esse fenômeno é conhecido como indução eletromagnética.
passando por um lápis preso verticalmente a uma mesa. Sobre esse fenômeno, assinale o que for correto.
01) A voltagem induzida em uma bobina é proporcional ao produ-
to do número de espiras pela taxa com a qual o fluxo magnético
varia no interior das espiras.
02) Quando existe um movimento relativo entre um imã e uma
espira, surge na espira uma corrente induzida.
04) O sentido da corrente induzida, através de uma espira, é tal
que
açãoeladosrcina um fluxo magnético
fluxo magnético indutor. induzido, que se opõe à vari-
08) A variação temporal do fluxo magnético através de um circui-
Ele observa que o ímã A fica suspenso sobre o ímã B porque, to fornece, em cada instante, o valor da fem induzida, com o
neste caso, sinal invertido.
*a) a força gravitacional é atrativa e a força magnética, repulsiva. 16) A fem induzida e a corrente induzida têm o mesmo sentido.
b) a força gravitacional é repulsiva e a força magnética, atrativa.
c) a força gravitacional é nula e a força magnética, repulsiva.
(FATEC/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: C
d) tanto a força gravitacional quanto a força magnética são atra-
Uma criança brincando com um ímã, por descuido, o deixa cair,
tivas.
e ele se rompe em duas partes. Ao tentar consertá-lo, unindo-as
e) tanto a força gravitacional quanto a força magnética são repul-
no local da ruptura, ela percebe que os dois pedaços não se
sivas.
encaixam devido à ação magnética.
Pensando nisso, se o ímã tivesse o formato e as polaridades da
(UFPR-2010.1) - RESPOSTA: a) Rp Re = (m.V)p (m.V)e b) 366 figura a seguir, é válido afirmar que o ímã poderia ter se rompido
Num aparelho de um laboratório de física nuclear, um elétron e
um próton estão confinados numa região em que há um campo
magnético uniforme. Ambos estão em movimento circular unifor-
me e as linhas do campo magnético são perpendiculares ao pla-
no da circunferência descrita pelas duas partículas. Suponha que
as duas partículas estão suficientemente separadas, de modo
que uma
massa donão interfere
próton é 1830novezes
movimento
maior da
queoutra. Considere
a massa que ae
do elétron,
que a velocidade escalar do elétron é 5 vezes maior que a velo-
cidade escalar do próton.
a) Deduza uma expressão algébrica para a razão dos raios das
circunferências descritas pelo próton e pelo elétron.
a) na direção do plano .
b) Calcule o valor numérico dessa razão.
b) na direção do plano .
(PUC/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: A *c) na direção do plano .
O músculo cardíaco sofre contrações periódicas, as quais geram d) na direção de qualquer plano.
pequenas diferenças de potencial, ou tensões elétricas, entre e) apenas na direção do plano .
determinados pontos do corpo. A medida dessas tensões forne-
ce importantes informações sobre o funcionamento do coração. (UFMS-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 021 (001+004+016)
Uma forma de realizar essas medidas é através de um instru- O acelerador LHC colidiu dois prótons, girando em trajetórias cir-
mento denominado eletrocardiógrafo de fio. culares com sentidos opostos, sendo um no sentido horário e o
Esse instrumento é constituído de um ímã que produz um campo outro no sentido anti-horário, veja a figura. Considere que as tra-
magnético intenso por onde passa um fio delgado e flexível. Du- jetórias dos prótons antes da colisão eram mantidas circulares
rante o exame, eletrodos são posicionados em pontos específi- devido unicamente à interação de campos magnéticos perpendi-
cos do corpo e conectados ao fio. Quando o músculo cardíaco culares ao plano das órbitas dos prótons. Com fundamentos no
se contrai, uma tensão surge entre esses eletrodos e uma cor- eletromagnetismo, é correto afirmar:
rente elétrica percorre
posicionamento o fio. Utilizando
do fio retilíneo no campoummagnético
modelo simplificado,
uniforme doo
ímã do eletrocardiógrafo pode ser representado como indica a
figura a seguir, perpendicularmente ao plano da página, e com o
sentido da corrente saindo do plano da página.

(001) A finalidade do campo magnético é apenas mudar a dire-


ção da velocidade dos prótons.
Com base nessas informações, pode-se dizer que, quando o (002) A finalidade do campo magnético é aumentar a energia
músculo cardíaco se contrai, o fio sofre uma deflexão cinética dos prótons.
*a) lateral e diretamente proporcional à corrente que o percorreu. (004) O próton que está girando no sentido anti-horário está sub-
b) lateral e inversamente proporcional à intensidade do campo metido a um campo magnético que possui um sentido que está
magnético em que está colocado. entrando no plano da página.
c) vertical e inversamente proporcional à tensão entre os eletro- (008) A força magnética aplicada em cada próton possui direção
dos. tangente à trajetória.
d) lateral e diretamente proporcional à resistência elétrica do fio. (016) A força magnética aplicada em cada próton não realiza tra-
e) vertical e diretamente proporcional ao comprimento do fio. balho.

japizzirani@gmail.com 39
(VUNESP/UFTM-2010.1) - ALTERNATIVA: A (IF/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Um solenoide feito com 500 voltas de um fio condutor, atraves- Leia com atenção as seguintes afirmativas a seguir.
sado por uma corrente elétrica de intensidade constante, teve I. O campo elétrico no interior de um condutor eletricamente car-
seu comprimento acidentalmente alterado, ficando 10% mais lon- regado é nulo.
go do que era srcinalmente, mantendo, porém, uma disposição II. Um corpo eletricamente carregado pode atrair um corpo neu-
homogênea de suas espiras. Devido a esse acontecimento, a tro.
intensidade do campo magnético criado em seu interior, relativa- III. A resistência elétrica de um condutor é proporcional à sua
mente ao campo que possuía srcinalmente, ficou, aproximada- extensão.
mente, IV. O campo magnético de um fio reto e longo é paralelo ao fio.
*a) 10% menor. V. A variação do fluxo magnético em um condutor produz uma
b) 90% menor. corrente elétrica induzida no mesmo.
c) 10% maior. Das afirmativas anteriores, está(ão) correta(s)
d) 90% maior.
e) 110% maior. *a) apenasI aeI,II.a II, a III, e a V.
b) apenas
c) apenas I e III.
(VUNESP/FTT-2010.1) - ALTERNATIVA: E d) apenas III.
Além de ser uma atividade divertida e saudável, andar de bicicle- e) apenas III e IV.
ta pode nos permitir colocar em prática alguns conceitos de (IF/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: D
eletromagnetismo. Determinadas bicicletas têm um dispositivo Campos magnéticos cercam materiais magnéticos e correntes
capaz de transformar energia mecânica em elétrica, que pode elétricas e são detectados pela força que exercem sobre outros
ser utilizada, por exemplo, para acender o farol da bicicleta. São materiais magnéticos e cargas elétricas em movimento. O cam-
os dínamos. po magnético em qualquer lugar possui tanto uma direção quan-
Um dínamo é constituído por um ímã fixo em um eixo móvel e ao to uma magnitude (ou intensidade), portanto é um campo vetorial.
redor desse eixo existe uma bobina (fio condutor enrolado, cons- Sobre eletromagnetismo são feitas as seguintes afirmativas.
tituindo um conjunto de espiras) sem contato entre eles. I. Um campo magnético variável gera um campo elétrico e um
O movimento de rotação da roda, ou da corrente, é transferido campo elétrico variável resulta em um campo magnético.
para o eixo do dínamo e o movimento relativo entre o ímã e a II. Uma partícula com carga elétrica q, movendo-se em um cam-
bobina geraa corrente elétrica. Esse fenômeno é conhecido como po B com uma velocidade v, experimenta uma força F, chamada
indução eletromagnética e obedece ao princípio da conservação de força de Lorentz.
de energia, ou seja, parte da energia utilizada para girar a roda III. A variação do fluxo magnético produz um campo elétrico (fe-
da bicicleta é transformada em energia elétrica. nômeno conhecido por indução eletromagnética, mecanismo uti-
Sobre o fenômeno da indução eletromagnética, é correto afirmar lizado em geradores elétricos, motores e transformadores de ten-
que ele são).
a) ocorreria entre o ímã e a bobina do dínamo mesmo que o ímã IV. O campo magnético no centro de uma espira circular percor-
estivesse parado em relação a ela, desde que bem perto dela. rida por corrente elétrica de intensidade i, é diretamente propor-
b) não pode ocorrer no vácuo, uma vez que o campo magnético cional ao raio da espira.
não se propaga no vácuo. V. A Corrente Alternada é adotada para transmissão de energia
c) só ocorre se o fluxo magnético através da bobina permanecer elétrica a longas distâncias devido à facilidade relativa que apre-
constante no tempo. senta para ter o valor de sua tensão alterada por intermédio de
d) explicaa repulsão entre duas partículas puntiformeseletrizadas transformadores.
com cargas elétricas de sinais iguais. Das afirmativas anteriores, estão CORRETAS
*e) pode ocorrer mesmo sem a presença de um gerador elétrico, a) apenas a IV.
como uma pilha, por exemplo, acoplado ao dínamo. b) apenas a I.
c) apenas a I e a III.
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B *d) a I, a II, a III e a V.
A bússola é um dispositivo composto por uma agulha imantada e) apenas a II e a IV.
que pode girar livremente em torno de um eixo perpendicular a
ela. Sobre seu funcionamento, afirma-se:
I- O pólo sul magnético aponta para o norte geográfico terrestre. (UNIFEI/MG-2010.1) - RESPOSTA: B = 7 × 10–7 T
II- O pólo norte magnético aponta para o sul de um ímã colocado Na configuração apresentada abaixo, dois fios paralelos e lon-
próximo à bússola. gos, separados entre si por uma distância de 1,0 m, e uma espira
III- A agulha sofre uma deflexão quando está próxima e paralela circular de /2 m de raio, conduzem correntes elétricas constan-
a um fio que conduz corrente elétrica. tesode
do intensidade
ponto 3,0 Aanos
P localizado umasentidos indicados
distancia de 2,5 mnadofigura. Estan-
eixo central
IV- A agulha, na ausência de campos magnéticos externos, ori-
enta-se na direção leste-oeste terrestre. entre os fios, determine o módulo do campo magnético em P.
São corretas apenas as afirmativas
a) I e II. c) II e IV.
*b) II e III. d) III e IV.

(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
O circuito da figura abaixo é composto de uma bateria , um
resistor R e uma chave S. Ao fechar a chave, instantaneamente,
aparecerá uma corrente induzida nas espiras retangulares A e B.

Dados:
o = 4. .10 –7 T.m/A

Os sentidos dessa corrente em A e B, respectivamente, são fio: B =


*a) horário e horário. c) anti-horário e horário.
b) horário e anti-horário. d) anti-horário e anti-horário. espira: B =

japizzirani@gmail.com 40
(UFCG/PB-2010.1) - ALTERNATIVA: C (UFC/CE-2010.1) - RESPOSTA: a) m / (qB) b) zero
Um transformador, de perdas desprezíveis, é ligado a uma toma- Em um dado instante de tempo, uma partícula X (massa m e
da doméstica de 220V e seu secundário a um circuito retificador carga elétrica nula) e uma partícula Y (massa m e carga elétrica
constituindo-se uma fonte com saída de 6,0V. Quatro lâmpadas positiva q) entram com velocidades iguais e de módulo v, em
idênticas de 25W, 6,0V e filamentos com resistência, aproxima- uma região na qual está presente um campo magnético unifor-
damente, constante estão disponíveis para a montagem de um me de intensidade B. As partículas são lançadas em um mesmo
circuito elétrico de corrente contínua. Desprezando-se perdas de plano perpendicular ao campo magnético.
energia, pode-se afirmar, EXCETO, que a) Determine o intervalo de tempo t para o qual as pa rtículas
a) quando todas as lâmpadas forem ligadas em série, a corrente terão suas velocidades em sentidos opostos.
no primário do transformador será menor que 2,0 A. b) Determine a variação da energia cinética total do sistema no
b) quando todas as lâmpadas forem ligadas em paralelo, o trans- intervalo de tempo encontrado no item anterior.
formador deverá desenvolver uma potência igual a 1,0 × 10 2 W. Desconsidere quaisquer efeitos gravitacionais e de dissipação
*c) quando duas das lâmpadas forem ligadas em paralelo e o de energia.
conjunto ligado em série às outras duas, a corrente que circulará
pelo conjunto em paralelo valerá 10 A. (UFES-2010.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO
d) quando todas as lâmpadas forem ligadas em paralelo, a cor- Uma barra condutora de comprimento L e resistência desprezí-
rente em cada uma vale, aproximadamente, 4,2 A. vel desloca-se, sem atrito, com velocidade constante, com suas
e) quando todas as lâmpadas forem ligadas em série apresenta- extremidades apoiadas sobre dois trilhos paralelos perfeitamen-
rão o mesmo brilho. te condutores. Perpendicularmente ao plano dos trilhos, existe
um campo magnético uniforme de intensidade B . Os trilhos são
(FURG/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B ligados em uma de suas extremidades por uma resistência r que
Uma carga elétrica entra numa região onde tem um campo mag- se encontra no interior de um recipiente de paredes adiabáticas
nético perpendicular a sua velocidade. Neste caso, podemos di- rígidas. No interior do recipiente, também se encontram n moles
zer que o movimento da carga nesta região é: de um gás ideal monoatômico. A corrente elétrica induzida que
a) movimento retilíneo uniforme. passa pela resistência é i . A constante universal dos gases ide-
*b) movimento circular uniforme. ais é R .
c) movimento retilíneo uniformemente variado.
d) movimento circular uniformemente variado.
e) movimento helicoidal.
(UFBA-2010.1) - RESPOSTA: m = 9,6 × 10 –31kg
Uma partícula carregada negativamente com carga de módulo
–19
igual7a 1,6 × 10 C, movendo-se com velocidade de módulo 1,0
× 10 m/s, penetra em uma região na qual atua um campo mag- a) Determine a potência dissipada pela resistência.
nético uniforme, de intensidade igual a 1,5 × 10 –3T, conforme a
figura. b) Determine a taxa com que a temperatura do gás varia com
o tempo.
c) Determine o módulo da velocidade da barra.
RESPOSTA UFES-2010.1:

a) P = r i 2 b) c)=
v

(UFSC-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 22 (02+04+16)


Pedrinho, após uma aula de Física, resolveu verificar experimen-
talmente o que tinha estudado até o momento. Para tal experi-
Sabendo-se que a partícula descreve uma trajetória circular de mento, ele usou uma bobina com 50
raio igual a 4,0cm, calcule a sua massa, desprezando a ação espiras, um ímã preso a um suporte não
gravitacional. condutor e uma lâmpada incandescentede
5 W de potência. O experimento consistia
(UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 13 (01+04+08) em mover o ímã para dentro e para fora da
Considere os camposmagnéticosgerados por espirascondutoras bobina, repetidamente.
e solenoides ideais, quando percorridos por correntes elétricas e Ao terminar o experimento, Pedrinho fez
imersos no vácuo, e assinale o que for correto. algumas observações, que estão listadas na forma de proposi-
01) Em um solenoide ideal, as espiras adjacentes conduzem cor- ções.
rentes elétricas constantes com o mesmo sentido, que provo- Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
cam uma atração entre si, que produz uma tensão mecânica de 01. O módulo da força eletromotriz induzida na bobina é direta-
compressão ao longo do eixo principal do solenoide. mente proporcional à variação do fluxo magnético em função da
02) As linhas de campo magnético, no interior de um solenoide distância.
ideal, percorrido por uma corrente elétrica constante, são 02. É difícil mover o ímã dentro da bobina, pois o campo magné-
antiparalelas, resultando em um campo magnético nulo nessa tico de cada espira oferece uma resistência ao movimento do
região. ímã. Isto é explicado pela Lei de Lenz.
04) A intensidade do campo magnético é máxima no centro de 04. Se a corrente na lâmpada for de 2 A, a força eletromotriz
uma espira condutora e aumenta com o aumento da intensidade induzida em cada espira da bobina é 0,05 V.
da corrente elétrica que circula na espira. 08. A frequência do movimento do ímã no interior da bobina não
08) Os campos magnéticos gerados por solenoides ideais, per- interfere na luminosidade da lâmpada.
corridos por correntes elétricas constantes, não dependem de 16. Para haver uma corrente induzida na bobina é necessário
fatores geométricos associados a estes componentes elétricos. que o circuito esteja fechado.
16) Os campos magnéticos gerados no exterior das espiras de 32. O trabalho realizado para mover o ímã para dentro e para
solenoides ideais, percorridos por correntes elétricas constan- fora da bobina é transformado integralmente em energia lumino-
tes, são muito maiores que aqueles gerados em seu interior. sa na lâmpada.

japizzirani@gmail.com 41
(UFJF/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) v = 2qV /m (VUNESP/UNIFESP-2010.1) - RESPOSTA: a) 0,1 N (vertical para
cima) b) i = 0,1 A (horário) e P = 0,5 W
b) m = qB 2R2/(2V) c) m = 8 × 10 –28 kg Em uma balança analítica eletrônica, o prato que recebe a mas-
O espectrômetro de massa, mostrado na figura (a), é um apare- sa M, a ser aferida, fica sobre um suporte acoplado a uma bobina
lho utilizado para medir a quantidade relativa de isótopos dos quadrada de lado 5,0 cm e com 10 voltas, que se ajusta perpen-
elementos químicos. Inicialmente, os íons são acelerados na re- dicularmente às linhas de campo magnético B, uniforme e cons-
gião 1 pela diferença de potencial V . Na região 2, existe um tante, de módulo igual a 2,0 T, orientado para fora do plano da
campo magnético B constante entrando na folha, que força os figura. A corrente elétrica produzida pela célula fotoelétrica C, ao
íons a seguir uma trajetória circular de raio R , para atingir a percorrer a bobina, interage com o campo magnético, resultando
fenda F de um detector de íons. em uma força magnética que sustenta o prato e o suporte na
posição de equilíbrio mecânico. A balança está zerada quando o
nível do braço indicador D coincide com o fundo do prato vazio.
Quando
posiçãodea massa M eé tende
equilíbrio colocada sobre opara
a mover-se prato, o conjunto
baixo, sai da
desalinhando
o braço indicador com o fundo do prato. Nesta situação surge
uma corrente elétrica na bobina fazendo com que o fundo do
prato volte à sua posição srcinal.
Considere que a balança encontra-se inicialmente zerada e o
fluxo do campo magnético sobre a bobina mantenha-se constan-
te. Dado: g = 10,0 m/s 2.

Determine:
a) O módulo,
sobre a direção
a bobina devido àe massa
o sentido
deda
10força magnética
g colocada sobreresultante
o prato.
b) O módulo e o sentido (horário ou anti-horário) da corrente elé-
trica na bobina necessária para equilibrar a massa de 10 g, bem
como a potência elétrica dissipada pela bobina nessa situação.A
resistência ôhmica R equivalente da bobina é 50 .
(ITA/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Um elétron é acelerado do repouso através de uma diferença de
potencial V e entra numa região na qual atua um campo magné-
tico, onde ele inicia um movimento ciclotrônico, movendo-se num
círculo de raio RE com período TE. Se um próton fosse acelerado
do repouso através de uma diferença de potencial de mesma
magnitude e entrasse na mesma região em que atua o campo
magnético, poderíamos afirmar sobre seu raio R P e período T P
que
a) RP = R E e T P = T E. *b)R P > R E e T P > TE.
c) R P > R E e T P = TE. d)R P < R E e TP = T E.
a) Determine a expressão para a velocidade v do íon ao entrar na
região 2, em função da massa m, da carga q e da diferença de e) RP = R E e T P < T E.

potencial
b) V . a expressão da massa m do íon que atinge o
Determine (UFPE-2010.1) - ALTERNATIVA: D
detector, em função da carga q do íon, da diferença de potencial Três condutores A, B, e C, longos e paralelos, são fixados como
V , da intensidade do campo magnético B e do raio R da trajetó- mostra a figura e percorridos pelas correntes I A, IB, IC, que têm
ria circular. os sentidos indicados pelas setas. Assinale a alternativa correta.
c) Para um caso particular, em que V = 10 kV e R =10 cm, uma
amostra de íons com carga q = +1,6 × 10–19 C gerou o espectro
da figura (b). Calcule a massa do íon.

(UEPG/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 07 (01+02+04)


No que respeita ao eletromagnetismo, assinale o que for correto.
01) Toda carga elétrica em movimento gera em torno de si um
campo magnético. A força magnética resultante que atua sobre o condutor B está
02) O campo magnético no interior de um solenoide é uniforme e dirigida
tem a mesma direção do eixo do solenoide. a) da esquerda para a direita, no plano da figura.
04) A força magnética sobre uma carga elétrica em repouso num b) de baixo para cima, no plano da figura.
campo magnético é nula. c) de fora para dentro do plano da figura.
08) Um elétron é desviado quando atravessa uma região nula de *d) da direita para a esquerda, no plano da figura.
um campo magnético. e) de dentro para fora do plano da figura.

japizzirani@gmail.com 42
(UFPB-2010.1) - ALTERNATIVA: B (VUNESP/FMJ-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Um próton, deslocando-se com uma velocidade de v = (2 i + 4j) × Uma partícula de massa m e carga elétrica q1 > 0 penetra pela
106 m/s, penetra em uma região do espaço onde existe um cam- fenda F numa região onde atua um campo de indução magnético
po magnético uniforme dado por B = B 0i. uniforme , perpendicular ao plano da figu ra e orientado para
Nessas circunstâncias, o próton sofre a ação de uma força mag-
fora dela. A partícula tem velocidade , perpendicular às linhas
nética de módulo igual a 25,6 × 10 –13 N. de indução do campo magnético.
Nesse contexto, adotando que o valor da carga elementar é 1,6 ×
Em seguida, outra partícula com carga elétrica q 2 = – q1/4, tam-
10–19 C, é correto afirmar que o valor da constante B 0, em tesla,
bém de massa m, penetra na mesma região, pela mesma fenda,
é de:
a)2 c)6 e)10 com uma velocidade .
*b)4 d)8

(UFPB-2010.1) - RESPOSTA: I, II, III e IV


Em um laboratório de Física, o professor, depois de expor aos
seus alunos a teoria dos efeitos de campos magnéticos sobre
fios condutores, realiza dois experimentos e pede para que os
alunos, embasados na teoria exposta, expliquem os resultados.
Um fio vertical, flexível e com as extremidades fixas, por onde
pode, ou não, estar passando uma corrente elétrica, i, é coloca-
do na presença de um campo magnético B.
No experimento representado na figura 1, o fio não se encurva;
enquanto que, no experimento representado na figura 2, o fio se
encurva para a direita.

A figura mostra cinco trajetórias circulares numeradas de 1 a 5.


Dentre elas, as únicas que podem representar corretamente os
caminhos seguidos pelas cargas q1 e q 2, respectivamente, den-
tro da região onde atua o campo magnético , são as de núme-
ros
Com base no que foi exposto, os estudantes forneceram cinco *a)1e5. d)4e2.
explicações. b)2e4. e)4e3.
Identifique as que são compatíveis com os experimentos: c) 3 e 5.
I. O fio, na figura 1, não se encurva, porque não passa corrente
elétrica por ele. (VUNESP/FMJ-2010.1) - RESPOSTA: a) 100 m/s b) 6,0 × 10–4 J
II. O fio, na figura 1, não se encurva, porque a orientação de B é Duas placas planas e paralelas eletrizadas com cargas elétricas
paralela à orientação da corrente. de sinais opostos estão separadas pela distância de 2 cm. Na
III. O fio, na figura 2, se encurva para a direita, porque a corrente, região entre elas, atuam um campo elétrico e um campo magné-
i, flui para cima e o campo B está orientado para fora do plano da tico, ambos uniformes e perpendiculares entre si, indicados na
página. figura a seguir. Uma partícula eletrizada negativamente com uma
IV. O fio, na figura 2, se encurva para a direita, porque a corrente, carga q = –3 C penetra nessa região pela fenda X, e, num pri-
i, flui para baixo e o campo B está orientado para dentro do plano meiro experimento, deve seguir em linha reta, com velocidade
da página. escalar constante, até sair pela fenda Y.
V. O fio, na figura 2, se encurva para a direita, porque a corrente,
i, flui para baixo e o campo está orientado para a direita.

(CESGRANRIO/RJ-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Um próton penetra perpendicularmente em um campo magnéti-
co uniforme, como ilustra a figura, e descreve, em seu interior,
uma trajetória semicircular.

Considere que a diferença de potencial entre as placas seja de 5


V, que a intensidade do campo magnético entre elas seja de 2,5
A intensidade do campo magnético é 10–2 T e a velocidade do T e que as ações gravitacionais sejam desprezíveis.
a) Determine o módulo da velocidade da partícula, para que ela
próton é constante e igual a 5 × 105m/s. entre na região entre as placas e a atravesse sem desviar.
Sabendo-se que a massa e a carga do próton valem, respectiva- b) Num segundo experimento, o campo magnético é retirado,
mente, 1,6 × 10–27 kg e 1,6 × 10–19 C e considerando-se = 3, o permanecendo apenas o mesmo campo elétrico. A partícula en-
perímetro, em centímetros, desse percurso é tra novamente na região entre as placas pela fenda X e, sob
a)300 d)100 ação do campo elétrico, sai pela fenda Z. Determine o trabalho
b)200 e)50 realizado pela força elétrica que atuou sobre a partícula, no traje-
*c) 150 to de X para Z.

japizzirani@gmail.com 43
(UFU/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) v = 20 m/s b) h máx = 6,0 m (VUNESP/UNICISAL-2010.1) - ALTERNATIVA: D
c) B = 2,0 T Um ímã reto é quebrado em duas metades como mostra a figura
I. As metades são separadas e um feixe de elétrons é lançado
Um objeto de massa m = 64 3 kg carregado com carga total q =
com velocidade v para o interior da região compreendida entre
32 C é abandonado, do repouso, do alto de uma rampa (altura
as metades, segundo uma direção perpendicular a um eixo ima-
h1), como ilustra a figura abaixo. ginário que passa pelo polos do ímã srcinal (figura II).

Considere que não exista dissipação de energia, que exista um A trajetória que o feixe segue, então, é
campo magnético uniforme B muito estreito que atua apenas na a) dada pela linha circular I.
posição em que a partícula atinge a sua altura máxima, após b) dada pela linha reta II.
c) dada pela linha circular III.
deixar a rampa de altura h2. Este campo está orientado perpendi- *d) circular, penetrando na folha de papel.
cularmente ao plano do papel apontando para dentro do plano. e) circular, saindo da folha de papel.
Responda as seguintes questões. Considere g = 10 m/s2.
a) Qual o módulo da velocidade do objeto na iminência do salto (UFU/MG-2010.1) - RESPOSTA: a) i = 2,4 A < imáx b) E = 24 J
na rampa de altura h2? c) horário
b) Qual a altura máxima atingida pelo objeto? Considere o circuito elétrico abaixo, no qual um gerador ideal de
c) Para qual valor da intensidade de B a força resultante no ponto f.e.m = 2,4V alimenta uma pequena lâmpada de resistência
de máxima altura é nula? elétrica R1 = 0,5 e um resistor R 2 = 3 , todos conectados por
meio de fios ideais.
(UNICAMP/SP-2010.1) - RESPOSTA: a) U = 2,0 × 10–6 V
b) v = 5,0 × 10 –4 m/s
O Efeito Hall consiste no acúmulo de cargas dos lados de um fio
condutor de corrente quando esse fio está sujeito a um campo
magnético perpendicular à corrente. Pode-se ver na figura ( i)
abaixo uma fita metálica imersa num campo magnético B , per-
pendicular ao plano da fita, saindo do papel. Uma corrente elétri-
ca atravessa a fita, como resultado do movimento dos elétrons
que têm velocidade v , de baixo para cima até entrar na região de
campo magnético. Na presença do campo magnético, os elé-
trons sofrem a ação da força magnética, FB , deslocando-se para
um dos lados da fita. O acúmulo de cargas com sinais opostos
nos lados da fita dá srcem a um campo elétrico no plano da fita,
perpendicular à corrente. Esse campo produz uma força elétrica Uma barra condutora, de resistividade elétrica = 2 × 10 –7 .m
FE , contrária à força magnética, e os elétrons param de ser des- e área da secção transversal igual a 3 × 10 –8 m2, é colocada
viados quando os módulos dessas forças se igualam, conforme sobre o circuito, dando srcem a um circuito de duas malhas.
ilustra a figura ( ii) abaixo. Considere que o módulo do campo Com base nas informações dadas e sabendo-se que a lâmpada
elétrico nessa situação é E = 1,0 × 10–4 V/m . suporta uma corrente máxima de 2,5 A sem se queimar, faça o
que se pede.
a) Mostre que a lâmpada não irá se queimar.
b) Calcule a quantidade de energia dissipada por efeito Joule na
barra condutora durante 10s.
c) Determine o sentido de percurso da corrente induzida na ma-
lha I se a barra condutora for movimentada para a esquerda na
figura.

(UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRE-
TA.
*a) Ao atravessarem um campo magnético transversal, as radia-
ções alfa, beta e gama são desviadas de suas trajetórias retilíneas
iniciais.
b) O aquecimento de um imã determina seu enfraquecimento.
c) Sob muitos aspectos, há analogia entre o campo magnético
a) A fita tem largura L = 2,0 cm . Qual é a diferença de potencial de imãs e o campo elétrico de cargas.
medida pelo voltímetro V na situação da figura ( ii)? d) A transformação de energia mecânica em energia elétrica é
b) Os módulos da força magnética e da força elétrica da figura ( ii) realizada em dínamos e alternadores.
são dados pelas expressões FB = qvB e FE = qE , respectivamen- e) Dentro dos submarinos não se usam bússolas magnéticas
te, q sendo a carga elementar. Qual é a velocidade dos elétrons? porque o casco forma blindagem contra o campo magnético ter-
O módulo do campo magnético é B = 0,2 T . restre.

japizzirani@gmail.com 44
(IF/CE-2010.1) - RESPOSTA: t = mv0 / (iBd) (VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: E
Um fio de massa m, atravessado por uma corrente i, pode desli- Uma corrente elétrica i percorre uma barra metálica que está
zar sem atrito sobre trilhos paralelos horizontais, separados por inserida no campo magnético uniforme B, como está indicado na
uma distância d, como mostra a figura. figura. Observa-se que a barra sofre a ação de uma força mag-
nética horizontal, com sentido para a direita. Nesse local, as li-
nhas de força do campo magnético B estão corretamente repre-
sentadas na alternativa

Considere:

Campo perpendicular ao plano do papel e


saindo dele.
Campo perpendicular ao plano do papel e
entrando nele.

Na região, há um campo magnético B uniforme e vertical para


cima. Se o fio tem velocidade v 0 para a direita no instante t = 0 s, a) b) c)
encontre o instante de tempo no qual o fio atinge o repouso.

(UECE-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Um elétron (e = 1,6 × 10 –19 C) está se movendo com velocidade d) *e)
de 8,0 × 10 6 m/s em módulo, numa região onde há um campo
magnético uniforme de módulo B = 83,0 mT. Levando em consi-
deração as possíveis direções do vetor campo magnético e do
vetor velocidade do elétron, a menor força magnética (módulo)
em Newton que pode atuar no elétron nesta região é
a) 6,24 × 10 –12.
*b) Zero. (UEPB-2010.1) - ALTERNATIVA: E
c) 1,06 × 10–13. Leia o texto.
–16 Em 1820, o cientista dinamarquês Hans Christian Oersted (1777-
d) 3,67 × 10 . 1851) não imaginava que, com uma singela experiência, desco-
briria um princípio físico fundamental para o funcionamento do
motor elétrico, que possibilitou o surgimento e o desenvolvimen-
(VUNESP/UNICASTELO-2010.1) - ALTERNATIVA: D to de um grande número de aparelhos elétricos, tais como: bate-
Quando um super-ímã de neodímio-ferro-boro é deixado cair no ria, ventila dor, furade ira, liquidi ficado r, aspir ador de pó,
interior de um tubo condutor não-ferromagnético (exemplos: co- enceradeira, espremedor de frutas, lixadeira, além de inúmeros
bre ou alumínio), observa-se que sua queda ocorre com uma brinquedos movidos a pilha e/ou tomada, como robôs, carrinhos,
velocidade terminal pequena e constante, muito menor do que a etc, utilizados em todo o mundo.
velocidade observada quando este mesmo ímã é deixado cair Acerca do assunto tratado no texto, em relação ao motor elétri-
livremente, de uma mesma altura, fora do tubo condutor. co, analise as proposições a seguir, escrevendo V ou F conforme
sejam verdadeiras ou falsas, respectivamente:
( ) O motor elétrico é um elemento de trabalho que converte ener-
gia elétrica em energia mecânica de rotação.
( ) O motor elétrico é uma máquina que converte energia mecâni-
ca de rotação em energia elétrica.
( ) Um motor elétrico é uma aplicação do princípio fundamental
do eletromagnetismo que afirma que uma força magnética vai
atuar sobre um condutor elétrico se esse condutor estiver conve-
nientemente colocado num campo magnético e for percorrido por
uma corrente elétrica.
Após a análise feita, assinale a alternativa que corresponde à
sequência correta:
a)VVV d)FVV
b)FVF *e)VFV
c) V V F

Isso ocorre porque


a) no interior do tubo é criado um campo gravitacional contrário (UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B
ao movimento, desacelerando sua queda. Um campo magnético cuja intensidade varia no tempo atravessa
b) no interior do tubo é criado um campo elétrico que provoca a uma bobina de 100 espiras e de resistência elétrica desprezível.
aplicação de uma força elétrica contrária ao movimento do ímã A esta bobina está conectada em série uma lâmpada cuja resis-
c) o ímã é atraído para as paredes do tubo, criando um atrito tência elétrica é de 10,0 e que está dissipando 10,0 W. A vari-
magnético, desacelerando sua queda. ação temporal do fluxo magnético através de cada espira é, em
*d) uma corrente induzida é criada na parede metálica, fazendo módulo, de
com que o ímã sofra a ação de uma força magnética oposta ao a) 0,01 Wb/s.
seu movimento. *b) 0,10 Wb/s.
e) o ar contido no interior do tudo está submetido a uma pressão c) 1,0 Wb/s.
mais intensa, fazendo com que a força de resistência do ar au- d) 10,0 Wb/s.
mente, desacelerando a queda do ímã. e) 100,0 Wb/s.

japizzirani@gmail.com 45
(UEPB-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: B
Observe a tira abaixo Uma bobina composta de 10 espiras circulares, de área A cada
uma, é colocada entre os polos de um grande eletroímã onde o
campo magnético é uniforme e forma um ângulo de 30º com o
eixo da bobina (como mostra a figura abaixo).

Fonte: (Menezes, L. C. de, Introdução ilustrada à Física, Editora Harbra, São Paulo, 1994, p. 165)

Sobre o fenômeno observado e discutido pelos personagens da Reduzindo-se o campo magnético com uma taxa igual a 0,5 T/s,
tira pode-se afirmar que o módulo da força eletromotriz induzida na bobina, durante a va-
a) se refere à lei de Biot-Savart , que estabelece uma relação riação do campo magnético, é:
entre o campo magnético gerado por uma corrente elétrica numa
espira. a)
*b) faz referência à indução eletromagnética, estabelecendo que
uma força eletromotriz é gerada num fio sempre que ele é corta- *b)
do por linhas de campo magnéticas.
c) ao mover a barra imantada, tanto para frente como para trás, a c)
corrente elétrica gerada terá a mesma intensidade e mesmo sen-
tido. d)
d) ao manter a barra imantada parada, a corrente elétrica gerada
não tem valor nulo, e sim um valor constante e diferente de zero.
e) se refere à força eletromotriz gerada num fio sempre que ele (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: C
for cortado por uma barra metálica qualquer. Uma partícula de carga q > 0 é colocada em repouso próxima de
uma espira circular, a uma distância L do centro da espira, sobre
(UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: E o eixo ortogonal ao plano da espira que passa pelo seu centro. A
Observe a figura abaixo. espira possui raio R e é percorrida por uma corrente I. O módulo
da força magnética na partícula é:

a) b)

*c)nulo d)
Nesta figura, A e B representam imãs permanentes cilíndricos
idênticos, suspensos por cordas. Os imãs estão em equilíbrio
com os seus eixos alinhados. A srcem do sistema de coordena-
das está localizada sobre o eixo dos cilindros, a meia distância (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: D
entre eles. Nessa srcem encontra-se um núcleo -radioativo que, Uma espira de material condutor, na forma de um quadrado de
em certo momento, emite um elétroncuja velocidade inicial aponta lado L, possui resistência elétrica R e está em uma região do
perpendicularmente para dentro dessa página (sentido –z). espaço onde existe um campo magnético uniforme e constante
Desprezando-se o efeito da força gravitacional, a trajetória se- de módulo B, com direção ortogonal ao plano da espira. Essa
guida pelo elétron será espira é puxada com velocidade constante de módulo V, man-
a) defletida no sentido +x. tendo-se sempre no mesmo plano e totalmente imersa no cam-
b) defletida no sentido –x. po B, conforme a figura abaixo.
c) defletida no sentido +y.
d) defletida no sentido –y.
*e) retilínea no sentido –z.

(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA OFICIAL: C


Uma barra de massa m = 0,5 kg e comprimento L = 0,5 m desliza
sem atrito sobre dois trilhos horizontais, num local onde existe
um campo magnético uniforme B = 1,0 Tesla. Um gerador man-
tém uma corrente elétrica constante nos trilhos, i = 0,2 A, que
passa através da barra condutora e volta para o gerador (veja a
figura). A corrente elétrica induzida na espira é:

a)

b)

Considerando que, em t = 0, a barra estava em repouso, a inten-


sidade da velocidade da barra, em função do tempo, é igual a c)
a) 2,0t (m/s 2). b)0,2(m/s).
*c) 0,2t (m/s 2). d)2,0 (m/s). *d) nula

japizzirani@gmail.com 46
(VUNESP/UEA-2010.1) - ALTERNATIVA: D VESTIBULARES 2010.2
Dois fios condutores retilíneos e de comprimento muito longo
estão dispostos paralelamente e separados por uma distância d. (UNIFOR/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: E
Os fios são percorridos por correntes elétricas. A nossa matriz energética é eminentemente de srcem hidráuli-
Assinale a alternativacorreta sobre a força magnética de interação ca. As nossas usinas, como Itaipú, Sobradinho, Paulo Afonso e
entre eles. Tucuruí, estão localizadas a grandes distâncias dos centros con-
a) A força magnética é de atração quando as correntes têm sen- sumidores de energia, fazendo necessáriaa transmissão de ener-
tidos opostos, e seu módulo é inversamente proporcional a d. gia através de extensas linhas. A escolha por esse tipo de trans-
b) A força magnética entre os condutores é sempre repulsiva, missão, em alta tensão e corrente alternada de baixa intensida-
qualquer que seja o sentido das correntes. de, ocorre porque:
c) A força magnética entre os condutores não depende da distân- I. A transmissão de grande potência em baixa tensão e corrente
cia entre os fios. de baixa intensidade é economicamente viável.
*d)
dosAopostos,
força magnética é repulsiva
e sua intensidade quando as correntes
é inversamente têm senti-
proporcional a d. II. A transmissão em corrente de alta intensidade e baixa tensão
demandaria uma grande perda de potência devido ao aqueci-
e) A força magnética é de repulsão quando os fios são percorri- mento das linhas de transmissão.
dos por correntes de mesmo sentido. III. A transmissão em corrente alternada permite o abaixamento
simplificado da tensão através de transformadores nas estações
abaixadoras dos centros consumidores.
a) I, apenas. d) I e III, apenas.
b) II, apenas. *e) II e III, apenas.
c) III, apenas.

(UFG/GO-2010.2) - ALTERNATIVA: C
Uma cavidade em um bloco de chumbo contém uma amostra
radioativa do elemento químico bário. A figura (a) ilustra as traje-
tórias das partículas , e emitidas após o decaimento radio-
ativo.

Aplica-se um campo magnético uniforme entrando no plano da


folha, conforme ilustrado na figura (b). O comportamento repre-
sentado pelas trajetórias ocorre porque
a) a partícula tem carga positiva e quantidade de movimento
maior que a de .
b) as partículas e têm cargas opostas e mesma quantidade
de movimento.
*c) a partícula tem carga positiva e quantidade de movimento
maior que a de .
d) a partícula tem carga maior e quantidade de m ovimento
menor que a de .
e) a partícula tem carga positiva e quantidade de movimento
menor que a de .

(UDESC-2010.2) - ALTERNATIVA: B
Uma partícula de massa m e carga q é acelerada a partir do
repouso, por um campo elétrico uniforme de intensidade E. Após
percorrer uma distância d, a partícula deixa a região de atuação
do campo elétrico com uma velocidade v, e penetra em uma re-
gião de campo magnético uniforme de intensidade B, cuja dire-
ção é perpendicular a sua velocidade. O raio da trajetória circular
que a partícula descreve dentro do campo magnético é igual a:
a) (2mEd/Bq)½ d) mE/Bq
*b) (2mEd/B2q)½ e) (mE/Bq)½
c) mEd/Bq

japizzirani@gmail.com 47
(UDESC-2010.2) - ALTERNATIVA: C (UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Na figura abaixo está representada uma espira quadrada de lado A intensidade do campo magnético a 20 cm de um fio retilíneo e
igual a 10,0 cm, situada no interior de um campo magnético uni- muito longo, conduzindo uma corrente de 20 A, é igual a 2 ×10–5
forme B, perpendicular ao plano do papel e dirigido para dentro T. Se a corrente for duplicada, o valor do campo magnético a 10
do papel, cuja intensidade é 0,50 Weber/m 2. O plano formado cm do fio será
pela espira é paralelo ao papel. Quando o campo magnético tem *a) 8 ×10–5 T.
seu sentido completamente invertido, surge na espira uma força b) 4 ×10–5 T.
eletromotriz induzida de 5,0 V.
c) 6 ×10–5 T.
d) 2 ×10–5 T.

(UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA:
Uma espira retangular condutora, deslocando-seC em movimento
retilíneo uniforme, da esquerda para a direita, encontra uma re-
gião de campo magnético uniforme, perpendicular ao plano do
papel, penetrando-o (veja a figura).

O intervalo de tempo médio utilizado para inverter completamen-


te o sentido do campo magnético, neste caso, é:
a) 1,0 × 10 –4 s
b) 1,0 × 10 –3 s
*c) 2,0 × 10 –3 s
d) 10 s
e) zero

(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Sobre o campo magnético, é correto afirmar:
a) somente é gerado por um imã
b) é maior quando gerado pelo pólo sul do imã
c) é maior quando gerado pelo pólo norte do imã
*d)épode
e) sernas
menor gerado por uma corrente
extremidades elétrica
de um imã Considerando a figura e as tabelas, marque a alternativa que
apresenta uma associação CORRETA entre as informações A, B
(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: C e C, sobre a corrente elétrica induzida na espira, e as situações I,
Um elétron penetra em uma região onde há um campo magnéti- II e III, evidenciadas na figura.
a) IC, IIB, IIIA.
co uniforme, de intensidade igual a 5,0 × 10 –4 T e perpendicular b) IA, IIB, IIIC.
à sua velocidade. O elétron passa, então, a descrever um movi- *c) IC, IIA, IIIB.
mento circular uniforme. O tempo que o elétron leva para passar d) IB, IIA, IIIC.
novamente, e pela primeira vez, pelo seu ponto de entrada na
região do campo magnético é
a) 1,5 × 10 –8 s. (VUNESP/UFTM-2010.2) - ALTERNATIVA: D
b) 4,2 × 10 –8 s. Na figura, apresenta-se um elétron inicialmente em movimento
*c) 7,2 × 10 –8 s. retilíneoe uniforme no vácuo, na direção e sentido indicadospelo
eixo z. Ao passar pela srcem 0 dos eixos cartesianos, uma cor-
d) 8,0 × 10 –8 s. rente elétrica de valor constante i é estabelecida no fio condutor
e) 9,0 × 10 –8 s. que se encontra no plano yz e paralelo ao eixo z.
Use os seguintes valores aproximados:
massa do elétron = 9,0 × 10 –31 kg;
carga do elétron = 1,5 × 10 –19 C; = 3.

(UFG/GO-2010.2) - RESPOSTA: m = 2qV(B/E) 2


Com o objetivo de separar isótopos de um determinado elemen-
to químico, pode-se usar o dispositivo esquematizado abaixo.

Nessas condições de movimento, é previsível que o elétron


a) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo x, no senti-
do de seus valores positivos.
b) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo x, no senti-
do de seus valores negativos.
Os isótopos ionizados com carga q são acelerados por uma dife- c) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo y, no senti-
rença de potencial V. Em seguida, passam por uma região, o do de seus valores positivos.
filtro, onde estão aplicados um campo elétrico E e um campo *d) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo y, no sen-
magnético B, perpendiculares entre si. Considerando o exposto tido de seus valores negativos.
e desprezando os efeitos gravitacionais, calcule a massa do e) não sofra efeitos da corrente i, seguindo na direção do eixo z,
isótopo que chega ao coletor em função de q, V, E e B. sem alteração de sua velocidade.

japizzirani@gmail.com 48
(UNESP-2010.2) - ALTERNATIVA: B (PUC/PR-2010.2) - RESPOSTA: I, II e III corretas.
Uma dasleis do Eletromagnetismo é a Leide Indução de Faraday Considere um campo magnético uniforme de intensidade B e um
que, complementada com a Lei de Lenz , explica muitos fenôme- condutor retilíneo deslocando-se com velocidade constante v,
nos eletromagnéticos. A compreensão dessas leis e como as perpendicular às linhas do campo, conforme figura:
descrevemos têm permitido à humanidade criar aparelhos e dis-
positivos fantásticos, basta mencionar que elas são princípios
fundamentais na geração de eletricidade. A Figura 1 mostra um
desses dispositivos. Um dispositivo de segurança que permite
interromper correntes elétricas em aparelhos de uso doméstico
(um secador de cabelos, por exemplo) caso haja um curto-circui-
to no aparelho ou falha de aterramento. No esquema não está
indicado o aparelho que será ligado aos fios 1 e 2. Estes passam
pelo interior
sensora que,de umsua
por anel deéferro
vez, no qualaéum
conectada enrolada uma de
bloqueador bobina
cor-
rente. Se um curto-circuito ocorrer no aparelho e uma das cor-
rentes for interrompida, haverá uma corrente induzida na bobina
(Lei de Indução de Faraday) que aciona o bloqueador de corren- A respeito da situação anterior, qual(is) a(s) afirmação(ões)
te. está(ão) correta(s):
I. A separação de cargas nas extremidades do condutor gera um
campo elétrico E que exerce uma força elétrica sobre as cargas.
II. O movimento das cargas do condutor no campo magnético
produz uma força magnética perpendicular à velocidade e ao
campo magnético.
III. O módulo da velocidade do condutor no equilíbrio das forças
pode ser calculado através da expressão:

(UFOP/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C
O cíclotron é um acelerador em que partículas carregadas exe-
Figura 1 cutam movimento circular em um plano perpendicular a um cam-
po magnético uniforme de módulo B. Se o campo magnético for
A Figura 2 representa uma seção do anel de ferro (vista frontal) o único campo aplicado, a velocidade angular do movimento cir-
no qual é enrolado um fio (bobina). Um fio condutor, reto e com- cular resultante depende somente da razão carga/massa e de B.
prido, passa pelo centro da argola e é percorrido por uma corren- Em um acelerador típico, o valor de B é de 1 tesla e as partículas
te I (o símbolo designa o sentido da corrente entrando no fio percorrem uma trajetória de raio de 50 cm.
2), que aumenta com o tempo. Qual a ordem de grandeza da velocidade da partícula (dados:
carga igual a 1,6 × 10 –19C e massa igual 1,67 × 10 –27kg) ?
a) 103 m/s
b) 105 m/s
*c) 107 m/s
d) 109 m/s
Figura 2 (PUC/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Uma partícula eletrizada positivamente de massa 4 mg é lançada
Qual das alternativas fornece corretamente linhas de campo do horizontalmente para a direita no plano xy, conforme a figura a
campo magnético B produzido pela corrente I e o sentido da cor-
rente induzida i na bobina? seguir, com velocidade de 100m/s. Deseja-se aplicar à partí-
cula um campo magnético , de tal forma que a força magnética
equilibre a força peso .

a) d)

*b) e)
Considerando q = 2 × 10–7 C e g = 10 m/s 2, o módulo, a direção
e o sentido do vetor campo magnético são, respectivamente,
a) 2 × 10 6 T, perpendicular à e saindo do plano xy.
b) 2 × 10 6 T, paralelo à e entrando no plano xy.
c) 2T, perpendicular à e saindo do plano xy.
c)
*d) 2T, perpendicular à e entrando no plano xy.
e) 2T, paralelo à e saindo do plano xy.

japizzirani@gmail.com 49
(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: C (UCS/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: E
A figura abaixo representa o esquema de um transformador utili- Em uma festa infantil, um mágico apresenta para as crianças
zado para aumentar ou diminuir a tensão elétrica fornecida a um dois ímãs em forma de barra, e mostra que, dependendo do lado
circuito. com que são aproximados os imãs entre si, eles se grudam, ou
se repelem.
Então, o mágico joga uma das barras para longe e a outra per-
manece sobre uma mesa de madeira, na qual nitidamente a bar-
ra não fica grudada. De repente essa barra levita sobre a mesa.
Uma menina mais curiosa olha por debaixo da mesa, esperando
encontrar um terceiro ímã, mas vê apenas um fio enrolado. Ad-
mitindo se tratar de um fio de cobreenca pado com plástico, como
explicar a levitação?
a) O mágico,
que, semninguém
dependendo perceber, aqueceu
da temperatura,pode a madeira
virar um da mesa,
ímã quando pró-
xima do cobre.
b) Ímãs de cobre têm magnetismo variável naturalmente: ora o
campo magnético aparece, ora desaparece.
c) O ímã na forma de fio de cobre estava encapado com plástico,
o que blindava seu magnetismo permanente; o mágico discreta-
mente tirou o plástico.
d) Ímãs na forma de fio de cobre variam proporcionalmente seu
magnetismo com a temperatura; o mágico discretamente aumen-
tou a temperatura, fortalecendo o campo magnético.
*e) Corrente elétrica gera campo magnético; o mágico discreta-
mente ligou uma fonte de energia elétrica ao fio.

(UFOP/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B
Sobre o funcionamento desse transformador, se _________, Para escoar a energia elétrica produzida em suas turbinas, a
então, _______________ . hidrelétrica de Itaipu eleva a tensão de saída para aproximada-
A opção que completa, corretamente, as lacunas acima é: mente 700.000 V. Em sua residência, as tomadas apresentam
a) V 1 = V 2 , i 1 < i 2. uma tensão de 127 V e/ou 220 V. O equipamento que realiza
essa tarefa de elevar e abaixar a tensão é o transformador. É
b) V 1 > V 2 , i 1 > i 2. CORRETO afirmar que
*c) V1 > V 2 , N 1 > N 2. a) o princípio de funcionamento de um transformador exige que a
d) V1 = V 2 , N 1 < N 2. tensão/corrente seja contínua.
*b) o princípio de funcionamento de um transformador exige que
(UDESC-2010.2) - RESPOSTA: a) v (mesma de entrada); E = vB a tensão/corrente seja alternada.
b) a = qE/m para a esquerda c) trajetória circular c) o transformador irá funcionar tanto em uma rede com tensão/
Uma partícula de massa m, carga elétrica positiva q, em movi- corrente alternada quanto em uma com tensão/corrente contí-
mento retilíneo uniforme com velocidade v, atravessa uma re- nua.
gião onde há um campo elétrico uniforme de intensidade E e um d) o transformador irá funcionar quando, no enrolamento primá-
campo magnético uniforme de intensidade B conforme ilustrado rio, houver uma tensão/corrente contínua e, no secundário, uma
na figura abaixo: alternada.

(IF/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: E
Uma bússola é colocada sobre uma mesa plana de laboratório
adquirindo a posição apresentada na figura a seguir. Um aluno
coloca um ímã próximo a essa agulha na posição determinada
pelo retângulo tracejado.

Após estabelecido o equilíbrio da agulha da bússola, a melhor


alternativa que indica a sua posição final é

O campo magnético tem direção perpendicular ao plano do pa-


pel, e sentido entrando no papel. O campo elétrico é perpendicu- a) d)
lar ao campo magnético, tem direção paralela ao papel e sentido
para a esquerda, conforme a figura. Em relação ao contexto:
a) Qual a velocidade da partícula na saída e qual a relação entre
as intensidades dos campos elétrico e magnético? b) *e)
b) Qual seria o vetor aceleração da partícula na região mostrada
na figura, se o campo magnético fosse nulo?
c) Esboce como seriam a trajetória e o vetor aceleração da partí-
cula na região mostrada na figura, se o campo elétrico fosse c)
nulo.

japizzirani@gmail.com 50
(UECE-2010.2) - ALTERNATIVA: D (UFU/MG-2010.2) - RESPOSTA: a) i 1 = 0,2 A (anti-horário) e
Quando comparamos as forças exercidas por campos elétricos i2 = 0,4 A (horário) b) F = 0,32 N c) P 1 = 0,08 W e P 2 = 0,16 W
e magnéticos sobre uma partícula carregada de velocidade , O circuito mostrado na figura abaixo consiste de duas barras
diferente de zero, podemos afirmar corretamente que metálicas colocadas em paralelo entre si e separadas por uma
a) a força elétrica e a força magnética são sempre paralelas à distância L = 10 cm. As barras estão conectadas entre suas ex-
velocidade. tremidades por resistências de R1 e R2. Por toda a região com-
b) a força elétrica e a força magnética são sempre perpendicula- preendida entre as barras existe um campo magnético uniforme,
res à velocidade. de intensidade 2T, apontando na direção perpendicular ao plano
c) para um dado campo elétrico uniforme, existe sempre uma da figura e entrando no papel. Uma outra barra metálica de mas-
direção da velocidade para a qual a força elétrica é nula, o que sa 100 g é colocada sobre as duas barras iniciais e puxada por
não acontece com a força magnética. um indivíduo com velocidade constante de 2m/s. O coeficiente
*d) a força magnética nunca realiza trabalho sobre a carga, en-
quanto a força elétrica sempre realiza trabalho. de atrito entre as barras é 0,2.

(UNESP-2010.2) - RESPOSTA: ; 5,0 × 10 4 m/s


Um espectrômetro de massa é um aparelho que separa íons de
acordo com a razão carga elétrica/massa de cada íon. A figura
mostra uma das versões possíveis de um espectrômetro de mas-
sa. Os íons emergentes do seletor de velocidades entram no
es pec trô metro com um a veloc ida de . No inte rio r do
espectrômetro existe um campo magnético uniforme (na figura é
representado por e aponta paradentroda página ) que deflete Faça o que se pede.
os íons em uma trajetória circular. Íons com diferentes razões a) Calcule as correntes induzidas que circulam nos resistores R 1
carga elétrica/massa descrevem trajetórias com raios R diferen- e R 2 e determine o sentido de circulação.
tes e, consequentemente, atingem pontos diferentes (ponto P)
b) Calcule a força aplicada pelo indivíduo para manter o movi-
no painel detector. Para selecionar uma velocidade desejada mento da barra a uma velocidade constante.
e para que o íon percorra uma trajetória retilínea no seletor de c) Determine a potência dissipada pelos resistores.
velocidades, sem ser desviado pelo campo magnético do seletor
(na figura é representado por e aponta para dentro da página (UECE-2010.2) - ALTERNATIVA: A
), é necessário também um campo elétrico ( ), que não está A declinação do Campo Magnético Terrestre em Fortaleza, CE, é
de aproximadamente 21° para o oeste, e a sua componente ho-
mostrado na figura. O ajuste dos sentidos e módulos dos cam-
rizontal é de aproximadamente 0,25 G. Se um elétron é atirado
pos elétrico e magnético no seletor de velocidades permite não
só manter o íon em trajetória retilínea no seletor, como também com velocidade 106 m/s, verticalmente para cima, a magnitude,
a direção e o sentido da força magnética atuando sobre ele são
escolher o módulo da velocidade . De acordo com a figura e os dados por
dados a seguir, qual o sentido do campo elétrico no seletor e o
módulo da velocidade do íon indicado? DADOS:
Dados: • Es = 2 500 V/m 1 G = 10 –4 T, cos(21°) = 0,93, sen(21°) = 0,36,
• B s = 5,0 × 10–2 T e = 1,6 × 10 –19 C

*a) 4,05 × 10–18 N na direção a 21° para o Norte da direção Les-


te-Oeste, sentido Leste.
b) 3,78 × 10 –18 N na direção a 21° para o Sul da direção Leste-
Oeste, sentido Leste.
c) 1,45 × 10 –18 N na direção a 21° para o Leste da direção Norte-
Sul, sentido Norte.
d) 4,05 ×10–18 N na direção a 21° para o Leste da direção Norte-
Sul, sentido Sul.
(UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 26 (02+08+16)
Analise as afirmações abaixo e assinale o que for correto.
01) Um elétron, movimentando-se em linha reta no vácuo, pro-
duz um campo magnético na direção de propagação do elétron.
02) A força magnética sobre um elétron em repouso no vácuo,
(UNEMAT/MT-2010.2) - ALTERNATIVA: D em uma região do espaço onde o campo magnético seja de 2 T,
Segundo a experiência de Oersted, conclui-se que “toda corren- é nula.
te elétrica gera ao redor de si um campo magnético”, pode-se 04) A quantidade de movimento de um próton que se move no
afirmar que as linhas do campo magnético, srcinadas por um vácuo com uma velocidade escalar de módulo constante v, em
condutor reto percorrido por uma corrente elétrica constante, são: um campo magnético uniforme e perpendicular à direção de pro-
a) linhas retas entrando no condutor. pagação do próton, é constante.
b) linhas paralelas ao condutor. 08) Um próton que se move no vácuo, sob a ação de um campo
c) circunferências concêntricas ao condutor, situadas em planos magnético uniforme e perpendicular à direção de propagação do
paralelos ao condutor. próton, descreve uma trajetória circular.
*d) circunferências concêntricas ao condutor, situadas em pla- 16) Dois condutores metálicos paralelos percorridos por corren-
nos perpendiculares ao condutor. tes elétricas idênticas que fluem no mesmo sentido atraem-se
e) linhas retas saindo do condutor. mutuamente.

japizzirani@gmail.com 51
(UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 21 (01+04+16)
Um transformador tem os seguintes valores nominais de
especificação: 110 V de entrada e 220 V de saída, com potência
de 660 W. Sabendo que o enrolamento primário do transforma-
dor tem 300 espiras e que não há dissipação de energia no inte-
rior do transformador, assinale o que for correto.
01) O enrolamento secundário do transformador possui 600
espiras.
02) A corrente elétrica que flui no enrolamento primário é 1,0 A.
04) A variação do fluxo magnético no enrolamento secundário do
transformador induz o aparecimento de uma diferença de poten-
cial elétrico nos terminais desse enrolamento.
08) Se ligarmosfuncionará
transformador o enrolamento primário
com uma a uma
potência debateria
66 W atédea12 V, o
carga
da bateria se extinguir.
16) A corrente elétrica induzida no enrolamento secundário do
transformador aparece sempre no sentido tal que o campo mag-
nético que ela cria tende a contrariar a variação do fluxo magné-
tico gerado pelo enrolamento primário.

(UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
No arranjo ilustrado na figura abaixo, uma mola fará um ímã os-
cilar, passando-o pelo interior de uma bobina.

Considere as seguintes afirmativas sobre o funcionamento do


sistema oscilante descrito:
I . O ímã oscilará apenas sob as ações da força da mola e do seu
peso.
II . O amperímetro registrará uma corrente contínua durante as
oscilações do ímã.
III . O amperímetro registrará uma corrente alternada durante as
oscilações do ímã.
Está(ão) CORRETA(S) a(s) afirmativa(s)
*a) III, apenas.
b) I, apenas.
c) II, apenas.
d) I e II, apenas.

japizzirani@gmail.com 52
FÍSICA MODERNA (UFC/CE-2010.1) - ALTERNATIVA: D (resolução no final)
Em relação a um sistema de referência em repouso, dois elé-
VESTIBULARES 2010.1 trons movem-se em sentidos opostos, ao longo da mesma reta,
com velocidades de módulos iguais a c/2 . Determine a velocida-
de relativa de aproximação entre os elétrons. Em seguida, assi-
(UDESC-2010.1) - ALTERNATIVA: C nale a alternativa que apresenta corretamente essa velocidade.
Analise as afirmativas abaixo, relativas à explicação do efeito a) c/2
fotoelétrico, tendo como base o modelo corpuscular da luz. b) 3c/4
I – A energia dos fótons da luz incidente é transferida para os c) 3c/5
elétrons no metal de forma quantizada. *d) 4c/5
II – A energia cinética máxima dos elétrons emitidos de uma su- e) c
perfície metálica depende apenas da frequência da luz incidente (RESOLUÇÃO UFC/CE-2010.1:
eIIIda função
– Em umatrabalho do metal.
superfície metálica, elétrons devem ser ejetados Seno u = v = c/2 e usando a equação para a adição de velocida-
des relativísticas,
independentemente da frequência da luz incidente, desde que a
intensidade seja altao suficiente, pois estásendo transferida ener- u’ = 4c/5
gia ao metal.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa II é verdadeira.
b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. (UFPB-2010.1) - ALTERNATIVA: A
*c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. O neutrino é uma partícula elementar eletricamente neutra, pro-
d) Somente a afirmativa III é verdadeira. duzida em grandes quantidades no centro do Sol. Por ser uma
e) Todas as afirmativas são verdadeiras. partícula que interage muito fracamente com qualquer forma de
matéria, toda a quantidade de neutrinos que é produzida dentro
do Sol atravessa, praticamente sem sofrer perturbação alguma,
(CEFET/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
todo o seu interior e escapa para o espaço exterior. Estima-se
Um feixe de laser é emitido com potência 5,0 mW e comprimento
de onda 0,7 m. que um fluxo de 6×10 10 cm–2·s–1 desses neutrinos atinja, de for-
Dados: ma homogênea, a superfície da Terra. Dessa forma, os seres
• Velocidade da luz no vácuo: c = 3,0 × 10 8 m/s humanos estão sendo bombardeados constantemente por uma
quantidade imensa dessas partículas. Admitindo que o feixe de
• Constante de Planck: h = 6,63 × 10 –34 J.s neutrinos atinge perpendicularmente a área frontal de uma pes-
A taxa de emissão de fótons por unidade de tempo desse laser é, soa, cujo valor aproximado é de 0,8 m2, conclui-se que o número
aproximadamente, igual a
*a) 1,76 × 10 16. d)4,23×10 19. de neutrinos que atravessam uma pessoa, a cada segundo, é
de:
b) 2,45 × 10 17. e)5,67×10 20. *a) 48×1013 d) 48×1010
c) 3,84 × 1018. b) 48×1012 e) 48×109
c) 48×1011
(UNIMONTES/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: D
Em 1905, Albert Einstein propôs uma teoria física do espaço e do
tempo denominada Teoria da Relatividade Especial (ou Restrita), (UFRN-2010.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO
que permitiu a conciliação entre a Mecânica de Newton e o Sobre um átomo de hidrogênio no estado fundamental, incidem
Eletromagnetismo de Maxwell. A teoria de Einstein apresenta três fótons, cujas energias, em eletrovolt (eV), são, respectiva-
conceitos de tempo e espaço muito diferentes daqueles da Me- mente, 13,20, 12,09 e 10,20. Uma vez num estado excitado, o
cânica de Newton e prevê efeitos muito interessantes, como a átomo de hidrogênio decairá, emitindo energiana forma de fótons.
contração do espaço e a dilatação do tempo. Quando dois even- Na figura abaixo, estão representadas as energias dos quatro
tos (acontecimentos de curta duração) possuem as mesmas co- primeiros níveis de energia do átomo de hidrogênio.
ordenadas espaciais, a distância espacial entre eles é nula e, A partir dessas informações:
nesse caso, o intervalo de tempo entre eles é denominado inter- a) determine quais desses
valo de tempo próprio, representado por t0. O intervalo de tem- fótons incidentes podem ser ab- -0,85
po, t, em um referencial em que os eventos ocorrem em pontos sorvidos pelo átomo de hidrogê- -1,51
distintos, é maior que o intervalo de tempo próprio. Esse efeito é nio no estado fundamental e -3,40
denominado dilatação do tempo. Para exemplificar, vamos con- explicite qual o estado final do
siderar
ao solo)dois observadores,
e outro numa naveum na Terra
espacial que(em repouso
se move comemvelocida-
relação átomo
b) em cada
represente, nacaso;
figura localiza-
de de módulo u em relação à Terra, ambos observando uma lâm- da no Espaço destinado à Res- -13,60
pada piscar. O observador na Terra mediria o intervalo de tempo posta, as possíveis transições
próprio, t 0, entre duas piscadas, e o da nave, um intervalo t, doselétr onsque se encontramnos níveisexci tados, após a emis-
em princípio, diferente. A relação entre os dois intervalos de tem- são dos respectivos fótons;
po é dada pela expressão c) determine as energias dos fótons emitidos.

RESPOSTA UFRN-2010.1:

a) fótons de 10,20 eV (1 o nível) e de 12,09 eV (2 o nível)


8
em que c é o módulo da velocidade da luz ( c = 3 × 10 m/s). b) c) A (1,90 eV)
Analisando a expressão que relaciona os dois intervalos, se u B (10,20 eV)
aumenta, aproximando-se de c, é CORRETO afirmar que C (12,09 eV)
a) t e t 0 se aproximam de zero.
b) t se aproxima de t 0 .
c) t fica muito pequeno em relação a t 0 .
*d) t aumenta em relação a t 0 .

japizzirani@gmail.com 53
(UFPR-2010.1) - ALTERNATIVA: C (UFMS-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 012 (004+008)
Entre as inovações da Física que surgiram no início do século É difícil imaginarmos, em nosso cotidiano, até que ponto somos
XX, uma foi o estabelecimento da teoria _______, que procurou banhados por radiações eletromagnéticas das variadas
explicar o surpreendente resultado apresentado pela radiação e frequências do espectro. Podemos dizer que o sol é uma das
pela matéria conhecido como dualidade entre _______ e ondas. fontes de radiações predominantes que definem o meio ambien-
Assim, quando se faz um feixe de elétrons passar por uma fenda te no qual nós, como uma espécie, temos evoluído e nos adapta-
de largura micrométrica, o efeito observado é o comportamento do. Somos também banhados por radiações de rádio, televisão,
_______ da matéria, e quando fazemos um feixe de luz incidir microondas de sistema de radar e de sistemas de telefonia, bem
sobre uma placa metálica, o efeito observado pode ser explicado como radiações provenientes de lâmpadas, máquinas de raios
considerando a luz como um feixe de _______. X, relâmpagos, ondas provenientes de motores aquecidos, de
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de pa- estrelas distantes, de materiais radioativos e de outras galáxias.
lavras para o preenchimento das lacunas nas frases acima. Com os fundamentos das teorias sobre ondas eletromagnéticas,
a) Relativística– –radiação
b) Atomística partículas – ondulatório
– rígido – ondas.– partículas. assinale a(s) proposição(ões)
(001) Umaonda correta(s).
eletromagnética pode serdesviada porum campo
*c) Quântica – partículas – ondulatório – partículas. magnético.
d) Relativística – radiação – caótico – ondas. (002) Em um meio não dispersivo, a frequência da luz depende
e) Quântica – partículas – ondulatório – ondas. da velocidade.
(004) No vácuo, a velocidade da luz não depende do comprimen-
to de onda e nem da frequência.
(UNIOESTE/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: D (008) Em meio dispersivo, a velocidade da luz depende da
O termo “luz” normalmente é empregado quando se refere a re- frequência.
gião do espectro eletromagnético que é visível ao olho humano. (016) No vácuo, a velocidade da luz depende da velocidade da
Considere as afirmações abaixo sobre a luz. fonte.
I - O índice de refração é a razão entre a velocidade da luz no
vácuo e aquela no meio de propagação. Este índice varia em (UNICENTRO/PR-2010.1) - ALTERNATIVA: E
relação ao comprimento de onda da luz incidente. Abaixo são feitas várias afirmativas, assinale a INCORRETA.
II -A cor azul do céu é devido ao fenômeno da difração da luz a) 2005 foi o ano escolhido como “Ano Mundial da Física”, para
pelas partículas da atmosfera. comemorar o centenário das primeiras publicações de Albert
III - Enxergamos nossa imagem num espelho devido à reflexão Einstein.
difusa da luz na nossa face até o espelho e à reflexão especular b) Max Planck foi um dos grandes nomes no desenvolvimento da
dessa luz do espelho até nossos olhos. física pela sua teoria sobre a quantização de energia, no ano de
IV - Um fóton de luz cujo comprimento de onda corresponde a 1900.
cor vermelha é mais energético do que um fóton de luz cujo com-
primento de onda corresponde a cor azul. É por isso que conferi- c) Quando
com um fóton
um elétron, esteincide sobre
absorve uma placa
a energia metálica
daquele e interage
e pode ser ar-
mos a cor vermelha aos objetos quentes e a cor azul aos frios. rancado da placa. A esse fenômeno dá-se o nome de “efeito
Qual a alternativa corresponde às afirmativas corretas? fotoelétrico”.
a) I e IV. d) O efeito Compton prova que a radiação possui comportamen-
b) II e IV. to corpuscular.
c) I, II e IV. *e) Considerando a frequência das cores luminosas verifica-se
*d) I e III. que o “fóton vermelho” é mais energético que o “fóton violeta”.
e) Todas.

(PUC/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: A (UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: D


A Física Médica é uma área da Física voltada ao estudo das Em certo experimento, um contador Geiger(instrumento queconta
aplicações da Física na Medicina. Estas aplicações incluem, en- o número de eventos de decaimento radioativo por unidade de
tre outras, a obtenção de imagens do corpo que auxiliam no di- tempo) foi colocado a 0,5 m de uma amostra radioativa pequena,
agnóstico de doenças. Um dos equipamentos utilizados para ob- registrando 1.280 contagens/minuto. Cinco horas mais tarde,
ter essas imagens é o aparelho de raios X. A produção dos raios quando nova medida foi feita com o contador na mesma posição
X ocorre no tubo de raios X, o qual consiste basicamente de uma anterior, foram registradas 80 contagens/minuto.
ampola evacuada que contém dois terminais elétricos, um posi- Com base nessas informações, é correto concluir que a meia-
tivo e um negativo. Os elétrons liberados por um filamento no vida da amostra é de
terminal negativo são acelerados em direção a um alvo metálico a)0,6h. *d)1,25h.
no terminal positivo por uma tensão aplicada entre esses termi- b)0,8h. e)1,5h.
nais. Ao chegarem ao alvo, os elétrons são bruscamente freados c) 1,0 h.
e sua energia cinética é convertida em radiação infravermelha e
raios X. (UFV/MG-2010.1) - ALTERNATIVA: A
Em relação ao descrito acima, afirma-se: A figura abaixo mostra um vagão aberto que se move com velo-
I. A energia cinética adquirida pelos elétrons é diretamente pro- cidade de módulo V em relação a um sistema de referência fixo
porcional à tensão aplicada entre os terminais positivo e negati- no solo. Dentro do vagão existe uma lâmpada que emite luz uni-
vo do tubo de raios X. formemente em todas as direções.
II. O trabalho realizado sobre os elétrons é inversamente propor-
cional ao campo elétrico existente no tubo de raios X.
III. Se toda a energia cinética de um determinado elétron for con-
vertida em um único fóton de raios X, esse fóton terá uma
frequência f igual a E/h, onde E é a energia cinética do elétron e
h é a constante de Planck.
IV. Em relação ao espectro eletromagnético, a radiações produ- Em relação ao vagão, o módulo da velocidade de propagação da
zidas (radiação infravermelha e raios X) têm frequências superi- luz é c. Para uma pessoa parada em relação ao solo, na frente
ores às da luz visível. do vagão, o módulo da velocidade de propagação da luz emitida
Estão corretas apenas as afirmativas pela fonte será:
*a) I e III. c) II e IV. e) II, III e IV. *a)c b)c+V
b) I e IV. d) I, II e III. c)c-V d)(c+V) / (c – V)
japizzirani@gmail.com 54
(IF/SP-2010.1) - ALTERNATIVA: A (FURG/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: C
Física Moderna é a denominação dada ao conjunto de teorias Um dos resultados da teoria da Relatividade é:
surgidas no final do século XIX e no começo do século XX, prin- a) a dilatação do espaço.
cipiando com a Mecânica Quântica e a Teoria da Relatividade. b) a contração do tempo.
Destas duas teorias resultaram drásticas alterações na compre- *c) a dilatação do tempo.
ensão das noções do espaço, tempo, medida, causalidade, si- d) o valor da velocidade da luz depende do observador.
multaneidade, trajetória e localidade. e) dois eventos simultâneos para um observador são simultâne-
Adaptado de: Wikipédia, a enciclopédia livre. os para todos os outros.
Com relação aos conhecimentos da Física Moderna são feitas
as afirmações:
I. O espectro de emissão de um átomo é discreto porque seus (UFBA-2010.1) - RESPOSTA: E = 4,23 × 10 –12J
níveis de energia são quantizados. A produção de energia no Sol, que possibilitou a vida na Terra, é,
II. Dois não
inercial eventos simultâneos em
são simultâneos emoutro
um determinado
referencial quereferencial
esteja em em grande parte, relacionada às reações nucleares que transfor-
mam quatro prótons em um núcleo de hélio, 4 He ++. Nessas rea-
movimento em relação ao primeiro. ções, uma parte da massa é transformada em energia.
III. O efeito fotoelétrico consiste na emissão de elétrons de me- Calcule, usando a equação de Einstein, a quantidade de energia
tais, quando expostos a radiação eletromagnética (como a luz) liberada nessas reações, considerando a velocidade da luz 3,0 ×
de freqüência acima de um limiar característico de cada materi-
108m/s e asmas sas do próton e donúc leo de hélio iguais a 1,673
al.
IV. Quando um átomo emite uma partícula alfa, seu numero atô- × 10 –27kg e 6,645 × 10 –27kg, respectivamente.
mico diminui de duas unidades e sua massa atômica de quatro
unidades.
V. Quando um átomo emite uma partícula beta, seu número atô- (UFES-2010.1) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO
mico aumenta de uma unidade. As radiações gama não alteram Os mésons mu ou múons são partículas instáveis com tempo
o número atômico nem o número de massa do átomo. médio de vida de 2 s. Os múons são produzidos na alta atmos-
Das afirmativas anteriores, estão CORRETAS fera, milhares de km acima do nível do mar. A velocidade típica
*a) a I, a II, a III, a IV e a V. d) apenas II e a III. desses múons é de 0,998c (c = 300.000 km/s é a velocidade da
b) apenas a I e a II. e) apenas III e a V. luz no vácuo).
c) apenas a I e a III. a) Em uma abordagem não relativista, calcule a distância média
percorrida pelos múons.
b) Em uma abordagemrela tivista, sabendo queo fator de Lorentz
(UEM/PR-2010.1) - RESPOSTA: SOMA = 11 (01+02+08)
Assinale o que for correto. é , calcule a distância média percorrida
01) O efeito fotoelétrico, cuja explicação, em 1905, rendeu ao
físico Albert Einstein a condecoração com o prêmio Nobel de pelos múons do ponto de vista de um observador em repouso na
Físicade 1921, consistena emissão de elétrons queocor re quan- Terra.
do a luz incide sobre uma superfície. c) Do ponto de vista do múon, explique, usando novamente uma
02) O laser é uma fonte de luz que produz um feixe altamente abordagem relativista, como muitos múons podem atingir o nível
coerente e quase totalmente monocromático, em virtude da emis- do mar, apesar de isso ser impossível em uma abordagem não
são cooperativa de luz por diversos átomos. relativista.
04) O fenômeno da difração de raios X em sólidos cristalinos
pode somente ser explicado, considerando-se a natureza RESOLUÇÃO OFICIAL UFES-2010.1:
corpuscular da luz. a) y = v.t = 0,998×3×10 8×2×10–6
08) Um dos postulados fundamentais da Teoria da Relatividade y = 598,8 m
Restrita diz que as Leis da Física devem ser as mesmas para
todos os observadores, em quaisquer sistemas de referência b) Para um observador no solo há uma dilatação no tempo médio
inerciais. de vida do múon, portanto,
16) O modelo atômico de Bohr descreve o átomo como sendo y’ = v. t = y = 15×598,8
constituído por uma esfera de carga positiva onde os elétrons y’ = 8982 m
estariam incrustados.
c) Do ponto de vista de um observador no referencial do múon há
(UFRGS/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: C uma contração do espaço,

Na passagem
que eram temas dode
século XIX para
discussão o séculocomeçaram
e pesquisa XX, várias questões
a ser es- y” = y’ / = y ,
tal que uma distância de 8.982 m no referencial de um observa-
clarecidos graças a idéias que, mais tarde, viriam a constituir a dor no solo para o múon é de apenas 598,8 m.
área da física hoje conhecida como Mecânica Quântica.
Na primeira coluna da tabela abaixo, estão listados três desses
temas; na segunda, equações fundamentais relacionadas às (UFPE-2010.1) - RESPOSTA: 5,0 eV (Justificativa no final)
soluções encontradas.
Quando um feixe de luz de comprimento de onda 4,0 × 10 –7 m
(Efóton = 3,0 eV) incide sobre a superfície de um metal, os
fotoelétrons mais energéticos têm energia cinética igual a 2,0 eV.
Suponha que o comprimento de onda dos fótons incidentes seja
reduzido à metade. Qual será a energia cinética máxima dos
fotoelétrons, em eV?
Assinale a alternativa que associa corretamente os temas apon- Justificativa:
tados na primeira coluna às respectivas equações, listadas na Com o comprimento de onda reduzido à metade, os fótons inci-
segunda coluna. dentes têm energia duas vezes maior, pois Efóton = hf = hc/ . Da
a) 1(a) – 2(b) – 3(c) d) 1(b) – 2(a) – 3(c) equação de Einstein para o efeito fotoelétrico, a energia cinética
b) 1(a) – 2(c) – 3(b) e) 1(c) – 2(b) – 3(a) máxima dos fotoelétrons emitidos é igual à energia dos fótons
*c) 1(b) – 2(c) – 3(a) incidentes menos a função trabalho do metal.

japizzirani@gmail.com 55
(UNIFEI/MG-2010.1) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO VESTIBULARES 2010.2
O modelo atômico de Bohr é baseado em quatro postulados que
podem ser resumidos da seguinte maneira: (UCS/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: D
1 - As órbitas dos elétrons são circulares e obedecem às leis da Fazem sucesso atualmente no mercado as TVs de LED. O LED
física clássica. é um dispositivo que gera luz através das transições eletrônicas
2 - Somente são estáveis as órbitas cujo momento angular é entre as bandas de energia dos átomos de um material. Esse
múltiplo inteiro da constante de Planck (h) dividida por 2 , ou fenômeno é descrito pela
seja, , n = 1,2,3,.... a) Teoria da Relatividade Restrita.
b) Mecânica Newtoniana.
3 - Enquanto o elétron estiver numa determinadaórbit a, sua ener- c) Termodinâmica.
gia permanece constante e ele não irradia, embora seu movi- *d) Mecânica Quântica.
mento seja acelerado. e) Cinemática Clássica.
4 - É emitida radiação eletromagnética se o elétron sai de uma
órbita de energia E i e passa a ocupar uma órbita de energia me- (UFU/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
nor Ef . A energia da radiação emitida é E = h.f = E i – E f . Um átomo excitado emite energia, muitas vezes em forma de luz
Pergunta-se: visível, porque
a) A que aceleração o terceiro postulado se refere? *a) um dos elétrons decai para níveis de energia mais baixos,
b) Se nos referimos ao átomo de hidrogênio e se as leis físicas aproximando-se do núcleo.
citadas no primeiro postulado correspondem às interações entre b) um dos elétrons foi arrancado do átomo.
o núcleo e o elétron, que leis físicas seriamestas? Cite pelo menos c) um dos elétrons desloca-se para níveis de energia mais altos,
uma delas, justificando sua resposta. afastando-se do núcleo.
d) os elétrons permanecem estacionários em seusníveis de ener-
RESOLUÇÃO UNIFEI/MG-2010.1: gia.
a) A aceleração mencionada no terceiro postulado é a acelera-
ção centrípeta. (UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 22 (02+04+16)
b) Lei de Coulomb, pois a principal força entre o núcleo e o Sobre as propriedades ondulatórias de radiações e de partícu-
elétron é a força eletrostática; ou las, assinale o que for correto.
Segunda Lei de Newton , pois ela descreve a dinâmica de um 01) Em uma colisão de um fóton com um elétron, a quantidade
movimento em que uma força central atua sobre uma partícula. de movimento total do sistema diminui em função do
espalhamento Compton.
02) A luz visível apresenta comportamento ondulatório quando
(FURG/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B sofre difração ou interferência.
Do experimento
lâmina de bombardeamento
de ouro, Ernest de partículas
Rutherford postulou alfa em uma
a existência 04) Um
como elétron em movimento
comprimento possui características
de ondacaracterístico, ondulatórias,
e corpusculares, como
a) dos elétrons. massa.
*b) do núcleo atômico. 08) Os fótons podem ser consideradospartículas de energia, cujo
c) dos múons. valor independe da frequência do fóton.
d) do neutrino. 16) Por possuir caráter ondulatório, os elétrons, no interior de um
e) do neutron. átomo, descrevem órbitas que podem ser descritas por ondas
estacionárias.
(FURG/RS-2010.1) - ALTERNATIVA: B (UNEMAT/MT-2010.2) - ALTERNATIVA: E
A força que mantém os prótons dentro do núcleo é: Analise as assertivas abaixo.
a) força gravitacional. I. O volume do núcleo de um átomo é aproximadamente igual à
*b) força nuclear forte. metade do volume do átomo todo.
c) força nuclear fraca. II. O núcleo de um átomo qualquer tem sempre carga elétrica
d) força elétrica. positiva.
e) força magnética. III. A massa do núcleo de um átomo é aproximadamente igual à
metade da massa de todo o átomo.
IV. A carga do elétron depende da órbita em que ele se encontra.
Assinale a alternativa correta.
a) Todas estão corretas.
b) Apenas II e III estão corretas.
c) Apenas I e IV estão corretas.
d) Apenas I e III estão corretas.
*e) Apenas II está correta.

(UEM/PR-2010.2) - RESPOSTA: SOMA = 19 (01+02+16)


Analise as alternativas abaixo e assinale o que for correto.
01) Se um campo magnético, em uma dada região do espaço,
sofrer variação no decorrer do tempo, essa variação faz apare-
cer um campo elétrico induzido nessa região do espaço.
02) Se um campo elétrico, em uma dada região do espaço, so-
frer variação no decorrer do tempo, essa variação faz aparecer
um campo magnético induzido nessa região do espaço.
04) A luz visível é uma radiação eletromagnética que se propaga
em qualquer meio, com a mesma velocidade.
08) A luz monocromática proveniente de uma emissão estimula-
da de radiação, em um laser, não é coerente.
16) A radiação é emitida pelos núcleos atômicos dos elemen-
tos químicos radioativos, quando eles decaem ou se desinte-
gram.

japizzirani@gmail.com 56
(UDESC-2010.2) - ALTERNATIVA: A (CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: A
Considere as seguintes proposições sobre a radiação gama. Dois feixes de luz laser, I e II, com fótons de energias E I e E II,
I. A partícula gama tem a mesma carga elétrica do próton. comprimentos de onda I e II e freqüências fI e fII, respectiva-
II. A partícula gama é um fóton de radiação eletromagnética.
mente, incidem sobre uma placa de cobre e são absorvidos.
III. É um dos tipos de radiação emitida pelos núcleos de átomos
radioativos.
IV. É menos penetrante na matéria do que os raios X.
Assinale a alternativa correta.
*a) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. Sabendo-se que fI = 4 fII, os comprimentos de onda e as energias
d) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
dos fótons transferidos à placa estão relacionados por
e) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras. *a) I = II/4 e E I = 4EII.
(IF/CE-2010.2) - ALTERNATIVA: B (RESOLUÇÃO NO FINAL) b) I = II/4 e E I = EII/4.
Uma partícula instável criada em laboratório possui tempo de c) I = 4 II e E I = 4EII.
vida média igual a 6 s (medido no sistema de referência da d) I = II e E I = EII.
partícula). Quando a partícula se desloca com grande velocidade e) I = II e E I = EII/4.
em relação ao laboratório, o seu tempo de vida média medido do
referencial do laboratório é de 10 s. Considerando a velocidade
da luz como c, a velocidade da partícula é de: (UNIMONTES/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B
a) 0,9 m/s. Num experimento, é verificado que a diferença de energia entre
*b) 0,8c. níveis eletrônicos de um íon num cristal, E, e a frequência f da
c) 0,6c. emissão da radiação luminosa característica são diretamente
d) 0,3c. proporcionais, ou seja, E= h·f . A constante de proporcionalidade
e) 0,5c. h, conhecida como constante de Planck , em termos dimensionais,
RESOLUÇÃO IF/CE-2010.2: é equivalente a
To = 6 s e T = 10 s a) força.
*b) momento angular.
c) quantidade de movimento.
v = 0,8c d) potência.

(UEG/GO-2010.2) - ALTERNATIVA: D
(IF/SP-2010.2) - ALTERNATIVA: B Qual das afirmações a seguir é correta para a teoria da relativida-
Em 1913, o físico dinamarquês Niels Böhr estabeleceu uma sé- de de Einstein?
rie de postulados para explicar o modelo atômico aceito hoje em a) No vácuo, a velocidade da luz depende do movimento da fonte
dia. Baseou-se em Max Planck, para quem a energia dos elé- de luz e tem igual valor em todas as direções.
trons em suas órbitas não podem ser emitidas continuamente, b) Elétrons são expulsos de uma superfície quando ocorre a inci-
mas sim em pacotes de energias, chamados de quantum. Em dência de uma radiação eletromagnética (luz).
cada uma dessas órbitas, os elétrons não emitiriam radiação, c) Em determinados fenômenos, a luz apresenta natureza de
chamando assim a esses níveis de energia de estados estacio- partícula e, em outros, natureza ondulatória.
nários. *d) Na natureza, não podem ocorrer interações de velocidades
Num dos seus postulados, Böhr diz que a passagem dos elé- superiores à velocidade da luz c.
trons de um estado de energia para outro só seria possível atra-
vés de uma absorção ou emissão de energia chamada de fóton.
A seguir, estão representados os estados de energia do átomo (PUC/RS-2010.2) - ALTERNATIVA: D
de hidrogênio. Sabendo-se que 1 eV = 1,6 · 10 –19 J e que a ener- INSTRUÇÃO: Para responder à questão abaixo, considere as
gia absorvida ou emitida por um fóton pode ser expressa pela informações e preencha os parênteses com V (verdadeiro) ou F
equação E = h · f, assinale a alternativa que apresentaa frequência (falso).
f do fóton emitido na transição de um elétron do estado 3 para o A fissão e a fusão são processos que ocorrem em núcleos
estado fundamental, em Hz. energeticamente instáveis como forma de reduzir essa instabili-
–34 dade. A fusão é um processo que ocorre no Sol e em outras
Adote: h = 6,6 · 10 J.s (constante de Planck) estrelas, enquanto a fissão é o processo utilizado em reatores
nucleares, como o de Angra I.
( ) Na fissão, um núcleo se divide em núcleos mais leves, emitin-
do energia.
( ) Na fusão, dois núcleos se unem formando um núcleo mais
pesado, absorvendo energia.
( ) Na fusão, a massa do núcleo formado é maior que a soma das
massas dos núcleos que se fundiram.
( ) Na fissão, a soma das massas dos núcleos resultantes com a
dos nêutrons emitidos é menor do que a massa do núcleo que
sofreu a fissão.
( ) Tanto na fissão como na fusão ocorre a conversão de massa
em energia.
a) 2,3 · 10 15 A sequência correta, de cima para baixo, é:
*b) 3,1 · 1015 a) F – V – F – V – V
c) 3,7 · 1015 b) F – F – V – V – F
c) V – F – V – F – V
d) 4,2 · 10 15 *d) V – F – F – V – V
e) 4,8 · 10 15 e) V – V – V – F – F

japizzirani@gmail.com 57
(UFOP/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: B
Os níveis de energia do átomo de hidrogênio em eletron-volts
(eV) são dados por E n = –13,6/n2. A radiação presente em transi-
ções envolvendo o primeiro estado excitado (n = 2) tem compri-
mento de onda na região do visível. Um elétron que está inicial-
mente no primeiro estado excitado absorve um fóton de luz visí-
vel (comprimento de onda igual a 480 × 10 –9 m) e é promovido a
um novo estado excitado. Levando em conta as aproximações
dos valores da constante de Planck (h) e da velocidade da luz no
vácuo (c), marque a alternativa que melhor representa o valor de
n do novo estado excitado (dados: h = 4 × 10–15 eV.s, c = 3 × 108

m/s).
a) 5
*b) 4
c) 3
d) 1

(CEFET/MG-2010.2) - ALTERNATIVA: D
Uma nave move-se com velocidade muito grande em relação à
Terra. Em determinado instante, ela emite um pulso luminoso, de
velocidade vP, na mesma direção e sentido de seu movimento.
Um tripulante dessa nave mede, para esse pulso, uma velocida-
de vN e um observador na Terra mede, para o mesmo pulso, uma
velocidade dada por vT. Nessas condições, vP, vN e vT estão cor-
retamente relacionadas em
a) vP > vN = vT.
b) vP > vN > vT.
c) vP < vN = vT.
*d) vP = vN = vT.
e) v > v < v .
P N T

japizzirani@gmail.com 58