Você está na página 1de 4

Biologia

e Geologia 10
EXERCÍCIOS-TIPO EXAME
a
ERUPÇÃO DA ILHA DO FOGO, CABO VERDE

©AREAL EDITORES
Cabo Verde é um arquipélago de origem vulcânica, do tipo hotspot, situado numa região elevada do atual fundo
oceânico atlântico, que faz parte da “Crista de Cabo Verde” e que corresponde a um domo possivelmente relacio-
nado com descompressão e fusão parcial dos materiais rochosos que originaram estas ilhas e que têm alimentado
o seu vulcanismo.

Do ponto de vista do enquadramento tectónico, Cabo Verde situa-se a cerca de 2000 km a leste do atual rifte da
Crista Médio-Oceânica (CMO).

30º 20º 10º 25º 24º 23º


S.to Antão
40º
Açores 40º 17º 17º
Europa S.ta Luzia
S. Vicente Sal

m S. Nicolau
00
o

40
ic

16º 16º
Madeira Ilhas de Cabo Verde
Boavista
nt

Ilhas + Vulcão ativo Santiago


At

30º Canárias 30º Maio


15º Fogo 15º
no

+
m

0 50 km
Brava
ea

00

25º 24º 23º


40
Oc

África
20º 20º
Ilhas de
Cabo Verde

30º 20º 10º

Figura 1 – A. Localização geográfica do Arquipélago de Cabo Verde (latitude:17º 00’ N; longitude: 24º 00’ W).
B. Mapa das ilhas.
Adaptado de MACHADO, F., Vulcanismo das ilhas de Cabo Verde e das outras ilhas atlântidas.

Figura 2 – Imagens da última erupção do vulcão da ilha do Fogo a 26 de dezembro de 2014.

A ilha do Fogo é a única que tem vindo a manifestar atividade vulcânica primária, no vulcão Pico do Fogo,
sendo constituída fundamentalmente por mantos lávicos de grande espessura e extensão e por material piroclás-
tico, de natureza essencialmente basáltica.

1
Biologia
e Geologia 10
EXERCÍCIOS-TIPO EXAME
a
Na ilha do Fogo registaram-se 25 erupções notáveis entre 1500 e 1995. Recentemente, a partir de 23 de

©AREAL EDITORES
novembro de 2014, o vulcão entrou numa fase ativa que ainda decorre. Alguns meses antes, dados da monitoriza-
ção do vulcão registaram emissões anómalas de dióxido de carbono, CO2, conforme dados do gráfico da figura 3.

500
450

Erupção
Emissão difusa de CO2 (t*d –1)

400
350
300

23-11-2014
250
200
150
117 (t*d –1)
100
50
0
23/01/2009
22/01/2010
23/03/2010
22/05/2010
21/07/2010
18/08/2010
18/11/2010
17/01/2012
18/01/2011
17/08/2011
18/07/2011
14/08/2011
13/11/2011
12/02/2012
12/03/2012
12/06/2012
12/07/2012
08/08/2012
07/11/2012
05/01/2013
07/01/2013
06/05/2013
05/07/2013
01/09/2013
02/11/2013
01/01/2014
02/03/2014
01/05/2014
30/05/2014
25/08/2014
23/10/2014
27/12/2014
25/02/2015
Figura 3 – Emissão de CO2 pelo vulcão Pico do Fogo (toneladas por dia, t*d-1).

A erupção vulcânica da ilha do Fogo de 2014 foi antecedida por abalos sísmicos no dia 22 de novembro, pelas
20 horas locais.
Admite-se que a presente atividade eruptiva esteja relacionada com a reativação de falhas e com a destruição do
“rolhão” de um cone secundário, situado nas proximidades do Pico Novo, formado na sequência da erupção de 1995.
A erupção começou com a libertação de gases e de piroclastos, formando uma coluna eruptiva com cerca de
6 km de altura e desenvolveu-se ao longo de uma fissura localizada no flanco sudeste do centro eruptivo da erup-
ção de 1995. De seguida iniciou-se uma fase marcada por fluxos de lava que se deslocaram em duas direções,
uma na direção SE, tipo aa, e outra na direção SW, do tipo pahoehoe.
De novembro a dezembro de 2014, a erupção do Vulcão do Fogo libertou mais de 220 mil toneladas de dió-
xido de enxofre (SO2) para a atmosfera. Esta quantidade de gás permite, por sua vez, estimar a quantidade de
magma expelido para a superfície, da ordem dos 35 a 40 milhões de m3.
As variações na emissão de SO2 estão diretamente relacionadas com o aumento ou diminuição da taxa de
emissão do sistema magmático sendo, portanto, uma ferramenta útil na monitorização e deteção de alterações
na atividade vulcânica.
Esta erupção já provocou muita destruição, contabilizando-se até ao momento como perdidos a sede do Par-
que Natural do Fogo, a Escola Básica Integrada, o Hotel Pedra Brabo, as habitações das três principais povoações
da ilha, as estradas de acesso a Chã das Caldeiras e mais de 400 hectares de terreno.
Durante o mês de janeiro (2015), o vulcão do Fogo continuou em erupção, emitindo gases e piroclastos, mas
sem emissão visível de lavas no foco eruptivo.

Adaptado de World Organization of Volcano Observatories (http://www.wovo.org) e Observatório Vulcanológico de Cabo Verde
Universidade de Cabo Verde (http://www.unicv.edu.cv) [páginas consultadas em 20 de janeiro de 2014].

2
Biologia
e Geologia 10
EXERCÍCIOS-TIPO EXAME
a
1. Tectonicamente, o arquipélago de Cabo Verde…

©AREAL EDITORES
(A) localiza-se na placa litosférica africana na proximidade da Crista Atlântica.
(B) localiza-se à latitude de 17º 00’ N e longitude de 24º 00’ W.
(C) localiza-se na proximidade da vertente da plataforma continental da placa africana.
(D) dispersa-se geograficamente por dez ilhas de natureza vulcânica.

2. Ao longo da sua história vulcânica, a ilha do Fogo tem manifestado atividade eruptiva…
(A) central e fissural.
(B) central.
(C) fissural.
(D) termal.

3. A área de inserção tectónica da ilha do Fogo caracteriza-se por um…


(A) gradiente geotérmico constante.
(B) baixo grau geotérmico devido a um aumento do fluxo térmico na zona.
(C) elevado grau geotérmico devido a um incremento do fluxo geotérmico.
(D) fluxo geotérmico constante.

4. Um claro sinal geoquímico precursor da erupção da ilha do Fogo foi…


(A) a emissão de SO2 durante a atividade vulcânica.
(B) o aumento acentuado da emissão de CO2 entre março e agosto de 2014.
(C) a crise de abalos sísmicos que ocorreu no dia 22 de novembro.
(D) a ciclicidade das suas erupções.

5. Na madrugada de 12 de abril de 2012, cerca das 02h43, hora local, a rede sísmica registou um sismo na
ilha do Fogo, de magnitude 2,9 na escala de Richter, com epicentro no perímetro de Chã das Caldeiras, com
um foco bastante superficial.
Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos associados
à ocorrência deste sismo superficial.
A. Interferência das ondas internas na superfície livre da geosfera.
B. Libertação súbita e repentina de energia sísmica.
C. Blocos rochosos sujeitos a estados de tensão.
D. Início da propagação de ondas internas longitudinais e transversais.
E. Ultrapassagem do limite de resistência elástica do material rochoso.

6. A atual atividade eruptiva da ilha do Fogo é…


(A) explosiva, marcada pela libertação de piroclastos e gases.
(B) efusiva, marcada por longas escoadas de lava.
(C) mista com uma fase explosiva dominante e uma fase efusiva pouco expressiva.
(D) mista com libertação de piroclastos e de lavas com diferentes graus de fluidez.

7. As dez ilhas que constituem o arquipélago de Cabo Verde são todas de natureza vulcânica. Contudo, apenas
se têm registado, desde a colonização do arquipélago no século XV, atividade eruptiva na ilha do Fogo.
Explique este facto com base nos dados fornecidos.

3
Biologia
e Geologia 10
PROPOSTA DE SOLUÇÕES
EXERCÍCIOS-TIPO EXAME
a

©AREAL EDITORES
Proposta de Soluções

1. (C).

2. (A).

3. (B).

4. (B).

5. C–E–B–D–A

6. (D).

7. Os investigadores admitem atualmente que o vulcanismo de Cabo Verde é do tipo hotspot. Um hotspot é um
ponto geoestacionário que corresponde ao afloramento crustal de uma pluma térmica. Na atualidade, o afas-
tamento da placa africana a partir da CMO localiza sobre o hotspot a ilha do Fogo.