Você está na página 1de 2

FORMULÁRIO DE AUDIÊNCIA UNA/ DE INSTRUÇÃO

Vara: _____ do Trabalho de Brasília/DF


Nome do juiz: _____________________________
Observador: ______________________________
Dados da demanda
10. Na tentativa de conciliação:
1. Reclamante e Reclamado estavam presentes?
SIM a. O juiz PONDEROU argumentativamente
NÃO com as partes? SIM NÃO
Ausência do reclamante (confissão ficta)
Ausência do reclamado (confissão ficta)
b. O juiz FORÇOU de alguma forma a
Houve falha na intimação (nova audiência
designada)
conciliação? SIM NÃO
Remarcação da audiência para realização de Sendo muito insistente
perícia Antecipando seu convencimento
Outro motivo: _____________________ De outro modo ___________________

2. O empregado tinha advogado ou defensor


c. O juiz se recusou a homologar o acordo?
público? SIM NÃO Não se aplica
SIM NÃO (jus postulandi)
11. Houve depoimento pessoal do reclamante?
3. O empregador estava representado por SIM NÃO O juiz indeferiu o depoimento
advogado ou defensor público? Fundamentou o indeferimento?
SIM NÃO
SIM NÃO (jus postulandi) O fundamento constou em ata?
SIM NÃO NÃO SE APLICA
4. Houve tentativa de conciliação antes de Protestos do reclamado?
começar o depoimento pessoal/ oitiva de SIM NÃO
testemunhas?
SIM NÃO Prejudicada 12. Houve depoimento pessoal do reclamado?
SIM NÃO O juiz indeferiu o depoimento
5. Houve acordo? Fundamentou o indeferimento?
SIM NÃO
SIM, antes da instrução O fundamento constou em ata?
SIM, antes alegações finais orais SIM NÃO NÃO SE APLICA
NÃO Protestos do reclamante?
SIM NÃO
Sobre a conduta do JUIZ
13. Houve interrogatório do reclamante?
6. O juiz cumprimentou os presentes? SIM NÃO
SIM NÃO
14. Houve interrogatório do reclamado?
7. Perguntou às partes sobre a possibilidade de SIM NÃO
acordo no início da audiência?
SIM NÃO
Testemunhas do reclamante
8. Perguntou às partes sobre a possibilidade de 15. O reclamante tinha testemunhas para ouvir?
acordo antes das alegações finais? SIM NÃO
SIM NÃO Não se aplica Quantas?_____ NÃO FOI POSSÍVEL AFERIR

9. O juiz demonstrou ter conhecimento da 16. O juiz indeferiu a oitiva de testemunha não
demanda? contraditada?
SIM NÃO Não foi possível aferir SIM NÃO NÃO SE APLICA
Fundamentou o indeferimento? 22. Juiz indeferiu a oitiva de testemunha não
SIM NÃO contraditada?
O fundamento constou em ata?
SIM NÃO NÃO SE APLICA SIM NÃO NÃO SE APLICA
Protestos do reclamante? Fundamentou o indeferimento?
SIM NÃO SIM NÃO
O fundamento constou em ata?
SIM NÃO NÃO SE APLICA
17. Houve contradita da testemunha? Protestos do reclamante?
SIM NÃO / Motivo: SIM NÃO

18. A contradita foi acolhida? 23. Houve contradita da testemunha?


SIM NÃO SIM NÃO / Motivo:
O juiz fundamentou a decisão que acolheu a contradita?
SIM NÃO 24. A contradita foi acolhida?
Protestos do reclamante? SIM NÃO
SIM NÃO
O juiz fundamentou a decisão que acolheu a contradita?
19. O juiz foi didático ao tentar explicar as SIM NÃO
perguntas à testemunha? SIM NÃO Protestos do reclamado? SIM NÃO

20. Registrou adequadamente a ata de audiência, 25. O juiz foi didático ao tentar explicar as
fazendo boa correspondência entre o dito e o perguntas à testemunha? SIM NÃO
escrito? SIM NÃO
26. Registrou adequadamente a ata de audiência,
Testemunhas do reclamado fazendo boa correspondência entre o dito com
o escrito? SIM NÃO
21. O reclamado tinha testemunhas para ouvir?
SIM NÃO
Quantas?_____ NÃO FOI POSSÍVEL AFERIR

Nível de participação no momento da tentativa de CONCILIAÇÃO


27. Quanto ao protagonismo das partes, advogados e juiz na audiência, no momento da TENTATIVA
DE CONCILIAÇÃO, considerando que a ausência completa de participação não deve ser pintada,
devendo ser pintadas no medidor a intensidade alta (3), média (2) ou baixa (1), pode-se concluir
graficamente:

Observações gerais:

Interesses relacionados