Você está na página 1de 4
FundaçãoFundaçãoFundaçãoFundação CentroCentroCentroCentro dededede CiênciasCiênciasCiênciasCiências eeee

FundaçãoFundaçãoFundaçãoFundação CentroCentroCentroCentro dededede CiênciasCiênciasCiênciasCiências eeee EdEducaçãoEdEducaçãoucaçãoucação SuperiorSuperiorSuperiorSuperior aaaa DistânciaDistânciaDistânciaDistância dodododo EstadoEstadoEstadoEstado dodododo RioRioRioRio dededede JaneiroJaneiroJanJaneiroeiro CentroCentroCentroCentro dededede EducaçãoEducaçãoEducaçãoEducação SuperiorSuperiorSuperiorSuperior aaaa DistânciaDistânciaDistânciaDistância dodododo EstadoEstadoEstadoEstado dododdoo RioRioRioRio dededede JaneiroJaneiroJaneiroJaneiro

AP 01

2010/1

Met. Det. II

Gabarito

1.

Considere

graficamente como a seguir. Determine:

f : IR

IR

e

g IR

IR

duas

funções

a.

b.

(

( f o g)(

g o f

2)

)(

log 3

81)

.(Dica: Determine primeiramente o valor de

escreva o número 81 como uma potência de 3.)

representadas

log 3

81 ; para tanto,

y 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2
y
15
14
13
12
11
10
9
8
7
6
5
4
3
2
1
x
11
10
9
8
7
6
5
4
3
2
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
1
1
2
3
y = f (x)
SoluçãoSolução:SoluçãoSolução a.
( f o g)(
2) = f (g( 2))
y 4 3 2 1 x 4 3 2 1 1 2 3 4 5
y
4
3
2
1
x
4
3
2
1
1
2
3
4
5
1
2
3
4

y = g(x)

Observando o gráfico de g , temos g( 2) = 0 .

Assim, ( f o g)(

De acordo com o gráfico de f , f (0) = 8 .

Logo, ( f o g)(

2) =

2) = 8

f (g( 2)) =

f (0) .

b.

Para o

determinar

cálculo de

log 3

81

.

log

3

81

=

log

(

3

g o f

)(

log 3

3

4

=

4

log

3

81)

3

=

, primeiramente devemos

4

1

=

4

Assim, (

Procedendo de maneira análoga, (g o f )(4) = g( f (4)) = g(0) = 4 .

)(

log

3

81)

g o f

=

(

g o f

)(4)

.

2. Dada a função

f

(

x

)

x + 2

= D( f ) = IR { 1}. Determine:

x + 1

,

a. a expressão da inversa

b.

f

1

(

f

(0))

f

1

(

x

)

, explicitando o seu domínio.

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

a.a.a.a.

y =

(

y x

x + 2

x + 1

+

1

)

=

x

+

2

yx + y = x + 2 yx x = 2 y x ( y
yx
+
y
=
x
+ 2
yx
x
=
2
y
x
(
y
1
)
=
2
y
2
y
x
=
y
1
2
x
1
(
)
(
1
)
f
x
=
onde
D f
=
IR
{1 }
x
1
b.b.b.b.
f
1 (
f
(0))
=0
 x
se
x < 0
2
Seja
h x
(
)
=
x
se
0
<
x
2
.
8
x
se
x
>
2
a.
Determine o domínio de
h .
b.
Calcule, se existirem, os limites. Caso eles não existam,
justifique a sua reposta.
i.
lim
h(x)
iv.
lim
h(x)
+
x
0
x
2
ii.
lim
h(x)
v.
lim
h(x)
+
x
0
x
2
iii.
lim
h(x)
vi.
lim
h(x)
x
0
x
2
c.
Esboce o gráfico de h .

3.

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

) * a. D h ( = IR = IR {0} . b. . h
)
*
a.
D h
(
= IR
= IR
{0}
.
b.
.
h (
)
2
2
i. lim
x
= lim
x
=
0
=
0
+
+
x
0
x
0
ii. lim
h x
(
)
= lim
x
= 0
x
0
x
0
iii. Como os limites
laterais são iguais,
lim
h (
x
)
= 0
.
x
0
c.
Gráfico de h .
y
8
7
6
5
4
3
2
1
x
4
3
2
1
1
2
3
4
5
6
7
8
9
1
2
3
4
5
6
4. Dado que
lim
f
(
x
)
=
3
, lim
x
a
x
a

g

(

x

)

=

0

iv.

v.

lim

x

2

lim

x

2

+

(

(

h x

h x

)

)

=

=

lim

x

2

lim

x

2

+

2

x

8

=

x

2

2

=

=

8

4

2

=

6

vi. A função h não admite

limite quando x 2 , pois os

limites laterais são

diferentes.

e

lim

x

a

(

h x

)

=

8

encontre, se

existir, o limite; caso contrário, explique o por quê.

a.

b.

lim

x

a

lim

x

a

c. lim

x

a

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

a.

lim

x

a

[

f

(

x

)

[f (x)

f

(

x

)

g(x)

2 f

+

h(x)]

(

x

)

h(x)

f (x)

+

( )]

h x

=

lim

x

a

f

(

x

)

+

lim

x

a

(

h x

)

=

3

+

8

=

5

b.

c.

lim

x

a

lim

x

a

f

(

x

)

=

f

(

x

)

=

3

g

(

x

)

lim

g

( )

x

0

x

a

. Como não existe divisão por zero, esse

limite não existe.

lim

x

a

lim

x

a

2

f

(

x

)

2 f

(

x

)

=

h

(

x

)

f

(

x

)

lim

(

h x

)

f

(

x

)

x

a

=

2

lim

x

a

f

(

x

)

lim

x

a

(

h x

)

lim

x

a

f

(

x

)

=

2

(

3

)

6

=

8

( )

3

11

5. Seja

a.a.a.a.

f

4 x

2

(

x

)

= x

. Determine:

9

2

o domínio de f .

b.b.b.b. a(s) assíntota(s) vertical(is) ao gráfico de f .

c.c.c.c. a(s) assíntota(s) horizontal(is) ao gráfico de f .

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

a.a.a.a.

2

x

9

π

0

x π 3

x π

3

(

D f

)

=

IR

{

3; 3}

b.b.b.b. a(s) assíntota(s) vertical(is) ao gráfico de f .

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

4 x

2

3

2 x =  9  2 x   2  x  4
2
x
=
9
2
x
2
x
4
e
9
x
3
1
2
x
4
e
9
x
3
1
2
x

4

1

x

4

lim

x

3

2

x

9

=

lim

x

lim

Calculando

limites

laterais,

3 1

9

2

x

.

os

temos:

lim

x

+

lim

x

4

9

= lim

+•

= lim

=

= +•

. Logo, x=3 é uma assíntota vertical.

. Logo, x=-3 é uma assíntota vertical.

3

3

+

1

2

x

4

9

1

2

x

c.c.c.c. a(s) assíntota(s) horizontal(is) ao gráfico de f .

SoluçãoSolução:SoluçãoSolução

lim

x

4

1

9

2

x

=

lim

x

+•

4

1

9

2

x

= 4

. Logo, y=4 é uma assíntota horizontal de f.