Você está na página 1de 20

Início

INÍCIO

Apresentaç
ão
Inovatio
Assessoramento na Concessão

Lei do Bem de Benefício Fiscal para


Comparativ
o com PDTI
Pesquisa, Desenvolvimento &

Método do
Inovação
Inovatio

Investiment
o
APRESENTAÇÃ
Início O Objetivo

APRESENTA
Prezados Srs.,
ÇÃO É com grande satisfação que apresentamos nossa visão
INOVATIO
da melhor gestão no aproveitamento dos benefícios da
Lei 11.196/2005, conhecida como Lei do Bem, a fim de
Lei do Bem
contribuirmos com a Pesquisa e Desenvolvimento em
Inovação – PD&I praticado pela Empresa.
Comparativ
o com PDTI Diante da pouca especialização do mercado para lidar
com todas as competências envolvidas no
aproveitamento dos benefícios da Lei do Bem, exigências
técnicas e legais, foi formado o Consórcio Inovatio.

Método do Contando com a expertise dos profissionais da


Inovatio Produttare em matéria de consultoria em gestão da
inovação, da Office Consultoria Tributária com
competência na área contábil-fiscal e do Stroeher, Preis e
Camargo Branco - Advocacia Empresarial com
especialização na área jurídico-tributária, o Inovatio
desenvolveu metodologia própria para o
Investiment
o
acompanhamento e orientação de projetos de inovação,
Início Apresentação OBJETIVO

APRESENTA
ÇÃO O objetivo do trabalho que propomos consiste no
INOVATIO acompanhamento e assessoramento da Empresa na
fruição dos benefícios fiscais concedidos pela Lei do Bem,
orientando a melhor forma de aproveitá-los e fornecendo
Lei do Bem
as informações técnicas, contábeis-fiscais e jurídicas
para o cumprimento das exigências impostas pela
Comparativ
o com PDTI legislação pertinente no âmbito do Ministério da Ciência
e Tecnologia e da Receita Federal.

Buscamos estabelecer com os setores da Empresa


Método do
Inovatio envolvidos nos projetos de PD&I a troca de
conhecimento, recebendo informações importantes para
a boa fruição do benefício da Lei do Bem e transmitindo o
know-how sobre as questões vinculadas aos
procedimentos junto ao Ministério da Ciência e
Tecnologia e no atendimento das exigências legais.
Investiment
o
LEI DO Benefício Requisito Legislaçã
Início BEM s s o

Apresentaç Em 2005, o Congresso Nacional aprovou a conhecida Lei


ão
do Bem (Lei 11.196), concedendo benefício fiscal aos
Inovatio
contribuintes que promoverem pesquisa e
desenvolvimento em inovação.
LEI DO BEM
Essa Lei veio para tornar o processo de subvenção fiscal
para inovação mais dinâmico, permitindo a redução da
Comparativ
o com PDTI carga tributária durante o desenvolvimento das
pesquisas e, com isso, conectando a necessidade de
investimento com o tempo das benesses.

Essa Lei é uma ferramenta governamental que atinge


Método do diretamente o seu objetivo, vez que reduz, em especial, o
Inovatio custo do Imposto de Renda e da Contribuição Social
sobre o Lucro Líquido para fomentar os investimentos em
PD&I da própria Empresa.

O processo de utilização da Lei do Bem é composto de


duas partes que devem funcionar simultaneamente, são
Investiment elas:
o
Lei do BENEFÍCI Requisito Legislaçã
Início bem OS s o

Apresentaç
ão
üAlém da dedução regular das despesas, a empresa pode
Inovatio deduzir diretamente da base do IRPJ e CSLL mais de 60%
dos dispêndios classificáveis como operacional em PD&I;

LEI DO BEM ü Em caso de contratação de pesquisadores como


empregados da empresa, o benefício poderá chegar à
Comparativ 80% dos dispêndios e ser acrescido de mais 20% se a
o com PDTI
inovação tecnológica for objeto de patente concedida ou
cultivar registrado;

ü Redução de 50% do IPI incidente na aquisição de


Método do equipamentos, máquinas, aparelhos e instrumentos, bem
Inovatio como os acessórios sobressalentes e ferramentas que
acompanhem esses bens, destinados à PD&I;

ü Depreciação integral de bens adquiridos novos;

ü Amortização acelerada de bens intangíveis para


Investiment determinação do lucro real;
o
Lei do Benefício REQUISIT Legislaçã
Início bem s OS o

Apresentaç
ão
Inovatio üApresentar o projeto de PD&I ao Ministério da Ciência e
Tecnologia até o 6º mês do exercício fiscal subsequente
aquele em que a Empresa se beneficiou da Lei do Bem;
LEI DO BEM

Comparativ
o com PDTI üA Empresa deverá manter a regularidade fiscal através
da emissão das Certidões correspondentes;

Método do
ü Fazer a escrituração contábil dos dispêndios e
Inovatio pagamentos realizados nos projetos de PD&I em contas
específicas;

ü Manter a documentação que comprove o direito à


Investiment fruição do benefício pelo período de 5 anos após a sua
o utilização que implique em redução do tributo afetado.
Lei do Benefício Requisito LEGISLAÇ
Início bem s s ÃO

Apresentaç Constituição Federal/1988 (Arts. 218 e 219) – A


ü

ão capacitação tecnológica; o desenvolvimento do sistema


Inovatio
produtivo nacional e regional; a criação de tecnologia
adequada ao País e a autonomia tecnológica do País.
LEI DO BEM

Comparativ üLei 10.973/2004 – Medidas de incentivo à inovação e à


o com PDTI
pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo,
com vistas à capacitação e ao alcance da autonomia
tecnológica e ao desenvolvimento industrial do País.

Método do
Inovatio
üLei 11.196/2005 (Arts. 17 a 26) – Incentivos à inovação
tecnológica por meio de incentivo fiscal. Regulamentada
pelo Decreto 5.798/2006 e Decreto 6.260/2007, ambos
alterados pelo Decreto 6.909/2009.

Investiment
o
ü Além da legislação acima, existem algumas orientações
REVOGAÇÃO DO Principais Outras
Início PDTI diferenças diferenças

Apresentaç
ão
Inovatio üO Programa de Desenvolvimento Tecnológico Industrial
- PDTI foi revogado pelo artigo 133, inciso I, alínea “a”,
da Lei do Bem, obrigando que novos projetos de PD&I
Lei do Bem somente possam se beneficiar pela metodologia por ela
implementada.
COMPARATI
VO COM
PDTI

Os Programas aprovados pelo MCT até 31 de dezembro


ü

Método do de 2005 poderão continuar no PDTI ou migrarem para a


Inovatio Lei do Bem.

No caso de migração, deverá ser solicitado ao MCT a


ü

migração para o regime da Lei 11.196/2005, sendo


necessário apresentar relatório final de execução do
programa ou projeto, acarretando a cessação da fruição
Investiment
dos incentivos fiscais concedidos com base no PDTI a
o
partir da data de publicação, no Diário Oficial da União,
Revogação do PRINCIPAIS Outras
Início PDTI DIFERENÇAS diferenças

Apresentaç
ão
Inovatio üPela Lei do Bem, os benefícios são aproveitados quando
incorridos e dentro do período de apuração do Imposto
de Renda.
Lei do Bem
üNo PDTI, a fruição do benefício somente poderá ocorrer
COMPARATI
VO COM
após a aprovação do Programa pelo MCT.
PDTI

Método do
ü A Lei do Bem permite a dedução integral do benefício
Inovatio gerado – 60% do dispêndio em PD&I – da base de cálculo
do Imposto de Renda, afetando o adicional se devido, e
da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

üNo PDTI a dedução do benefício restringe-se a 8% do IR


devido, não afetando o adicional do IR e a CSLL.
Investiment
o
Revogação do Principais OUTRAS
Início PDTI diferenças DIFERENÇAS

Apresentaç
ão Lei do Bem PDTI
Inovatio Redução de 50% do IPI incidenteIsenção do IPI incidente sobre
sobre equipamentos, máquinas,equipamentos, máquinas, aparelhos e
aparelhos e instrumentos, bem comoinstrumentos, bem como os
os acessórios sobressalentes eacessórios sobressalentes e
ferramentas que acompanhem essesferramentas que acompanhem esses
Lei do Bem bens, destinados à PD&I. bens, destinados à PD&I.

COMPARATI Depreciação acelerada, calculada pela


VO COM aplicação da taxa de depreciação
Depreciação integral, no próprio ano
PDTI usualmente admitida, multiplicada
da aquisição, de máquinas,
por dois, sem prejuízo da depreciação
equipamentos, aparelhos e
normal das máquinas, equipamentos,
instrumentos, novos, destinados à
aparelhos e instrumentos novos,
utilização nas atividades de PD&I,
destinados à utilização nas atividades
para efeito de apuração do IRPJ e da
de pesquisa e desenvolvimento
CSLL.
tecnológico industrial e agropecuário,
Método do para efeito de apuração do IR.
Inovatio
Amortização acelerada, medianteAmortização acelerada, mediante
dedução como custo ou despesadedução como custo ou despesa
operacional, no período de apuraçãooperacional, no exercício em que
em que forem efetuados, dosforem efetuados, dos dispêndios
dispêndios relativos à aquisição derelativos à aquisição de bens
bens intangíveis, vinculadosintangíveis, vinculados
exclusivamente às atividades deexclusivamente às atividades de
pesquisa tecnológica epesquisa e desenvolvimento
Investiment desenvolvimento de inovaçãotecnológico industrial e agropecuário,
o tecnológica, classificáveis no ativoclassificáveis no ativo diferido do
ASPECTOS Equipe de
Início GERAIS Fases e entregáveis Cronograma projeto

Apresentaç A metodologia desenvolvida pelo Inovatio emprega


ão
conhecimento de todas as áreas envolvidas no
Inovatio
aproveitamento do benefício da Lei do Bem. Projetos
dessa natureza devem ser instruídos e respaldados por
Lei do Bem documentação que comprove as ações realizadas na
tomada do benefício, certificando sua conformidade com
Comparativ as previsões legais.
o com PDTI
A delimitação do projeto técnico de PD&I é fundamental
para a quantificação do benefício a ser utilizado. As
informações contábeis-fiscais deverão respaldar os
valores aproveitados na redução incentivada da carga
MÉTODO
DO tributária, observando-se na tomada de decisões os
INOVATIO aspectos jurídicos envolvidos.

Por essas razões, o método empregado pelo Inovatio é


embasado em um processo de controle da fruição do
benefício da Lei do Bem através da cultura da troca de
informações entre os setores da Empresa envolvidos no
Investiment
o PD&I e na produção dos documentos que embasem o
Aspectos FASES E Equipe de
Início gerais ENTREGÁVEIS Cronograma projeto

Apresentaç
ão
Cada projeto de PD&I é divido por fases compostas de
Inovatio atividades específicas que geram entregáveis e que
comporão o relatório final. Pode-se resumir as principais
fases pelas seguintes disposições:
Lei do Bem FASES ENTREGÁVEIS
Descritivo dos projetos com a
Identificação das atividades de
Comparativ inovação passíveis de incentivo. indicação de quais são interessantes
o com PDTI para o benefício da Lei do Bem.
Tabelas onde conste as simulações de
Mensuração dos gastos com as
cenários de acordo com o
atividades de inovação passíveis de
investimento a ser despendido pela
incentivo.
Empresa em PD&I.
Descritivo das necessidades de
Análise do sistema Contábil/Fiscal
MÉTODO adaptação da contabilidade e
para os projetos de PD&I.
DO procedimentos fiscais.
INOVATIO Detalhamento técnico das atividadesRelatório do MCT para aprovação do
de inovação a serem enviadas à
PD&I.
Subvenção.
Acompanhamento doAssessoramento por meio de consulta
desenvolvimento do PD&I e assessoria e controle dos lançamentos
nas tomadas de decisões. aprovados.
Fechamento do projeto com o términoRelatório com todos os entregáveis
da fase de PD&I. produzidos de forma organizada e
Investiment sistematizada.
o
Aspectos CRONOGRA Equipe de
Início gerais Fases e entregáveis MA projeto

Apresentaç As datas para a realização do projeto de subvenção fiscal


ão
da Lei do Bem serão detalhadas em combinação com a
Inovatio
equipe interna da Empresa envolvida no processo de
PD&I, estipulando-se os marcos de cada etapa e os
Lei do Bem entregáveis a serem produzidos.
Fasesdo Projeto daSubvenção Fiscal Inovação
Quadro Exemplificativo de Cronograma
(estimativasde horas)
Mês1 Mês2 Mês3 Mês4

1 - Enquadramento da Empresa para utilizar o


Comparativ incentivo
FASES 2DO PROJETO
- Identificação DEdeSUBVENÇÃO
das atividades inovação passíveis FISCAL À
o com PDTI MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS 4
de incentivo INOVAÇÃO
3 - Mensuração dos gastos comas atividades de
Identificação dasdeatividades
inovação passíveis incentivo de inovação
4 - Análise do Sistema Contábil/Fiscal das atividades
passíveis de incentivo.
de inovação passíveis de incentivo
5 - Definição das atividades de inovação a serem
Mensuração
enviadas àdos gastos com as atividades de
Subvenção
inovação passíveis
6 - Detalhamento técnicode incentivo
das atividades de inovação a
seremenviadas à Subvenção
MÉTODO
DO Análise 7do sistema
- Preenchimento Contábil/Fiscal
do Formulário do MCT a serem para os
enviadas à Subvenção
projetos de PD&I.
INOVATIO 8 - Envio das informações de atividade de inovação ao
MCT para obtenção da Subvenção
Detalhamento
9 - Recebimento técnico das atividades
e Análise da Subvenção aprovada de
inovaçãopeloa MCTserem enviadas
das atividades de inovação à Subvenção.
Acompanhamento do desenvolvimento do
PD&I e assessoria nas tomadas de decisões.

Fechamento do projeto com o término da fase


de PD&I.
Investiment
o
Aspectos EQUIPE DE
Início gerais Fases e entregáveis Cronograma PROJETO

Apresentaç
ão Para o pleno desenvolvimento do projeto de
Inovatio aproveitamento da Lei do Bem em PD&I, se faz necessária
a criação de um time interno da Empresa, a fim de que se
estabeleça a conexão das questões da Empresa com as
Lei do Bem oportunidades e exigências do benefício.

Comparativ
o com PDTI Esta equipe deverá ser representada por um sponsor do
projeto e que terá a incumbência de convergir as
situações para, conjuntamente com a equipe do Inovatio,
determinar as diretrizes e tomar decisões.

MÉTODO
DO O projeto deve compreender diversas áreas, tais como:
INOVATIO Engenharia de Produto, de Processo, de Qualidade, de
Produção, de Marketing, Pesquisa e Desenvolvimento,
Financeiro, Contabilidade, Jurídico e todos envolvidos no
processo da subvenção fiscal.

Investiment Por essa razão, o time da Empresa deve ser formado por
o
profissionais de todos esses setores em sinergia com o
ASPECTOS De acordo com o Valor
Início GERAIS investimento fechado Adequação

Apresentaç O total do investimento é calculado com base em um


ão percentual que incidirá sobre o benefício fiscal
Inovatio
alcançado, sendo este apurado a partir do que a
legislação relativa ao incentivo fiscal prever e for
aplicável a cada projeto, independentemente de sua
Lei do Bem
efetiva fruição, o que ficará a cargo da Empresa.
Comparativ As formas de pagamento serão ajustadas oportunamente
o com PDTI de acordo com as necessidades da Empresa e Inovatio
para o desenvolvimento dos trabalhos relativos ao PD&I.
As formas de pagamento seguem descritas nas opções de
menu acima, resumindo-se em três modelos de
investimento :
Método do
Inovatio a) De acordo com o investimento;
b) Valor fechado;
c) Adequação – conforme proposta a ser feita pela
Empresa levando em consideração aspectos peculiares.
Os custos de alimentação, deslocamento e estadia dos
consultores envolvidos no projeto serão custeados pelo
NVESTIMENT
O Inovatio, com exceção de atividades que sejam
Aspectos DE ACORDO COM O Valor
Início gerais INVESTIMENTO fechado Adequação

Apresentaç O investimento para cada projeto de PD&I aprovado pela


ão Empresa será determinado a partir da aplicação do
Inovatio
coeficiente de 18% (dezoito por cento) sobre o benefício
alcançado para fruição das benesses da Lei do Bem e
pago no mês subsequente ao recolhimento do Imposto de
Lei do Bem
Renda, se mensal ou trimestral.
Comparativ Neste modelo, o valor despendido com o Inovatio será
o com PDTI diluído pelo prazo em que a Empresa estiver apurando
benefício para PD&I em inovação.

Exemplo:
Método do
Inovatio
Regime anual para o Imposto de Renda.
Apuração para o mês de julho do benefício da Lei do Bem
no total de R$ 50 mil. Investimento com Inovatio de R$ 9
mil.

NVESTIMENT
O
Regime trimestral para o Imposto de Renda.
Aspectos De acordo com o VALOR
Início gerais investimento FECHADO Adequação

Apresentaç O valor do investimento será determinado a partir de um


ão
Inovatio levantamento prévio a ser realizado sobre informações
fornecidas pela Empresa em relação aos projetos de
PD&I, considerando-se os benefícios possíveis a serem
Lei do Bem aproveitáveis para cada um individualmente.

Comparativ
o com PDTI
Sobre este montante é aplicado o coeficiente de 16% de
onde se extrairá o total do valor a ser pago ao Inovatio.
Esta etapa é feita em conjunto com a equipe da Empresa
e Inovatio, procurando identificar o investimento
aplicado no desenvolvido em PD&I.
Método do
Inovatio
Havendo uma margem de erro na apuração que supere
30% do levantamento apurado preliminarmente, sobre
esta diferença será devido o mesmo percentual
pactuado. Este procedimento busca o equilíbrio do
contrato tendo por base a realidade de aplicação do
beneficio da Lei do Bem quando do desenvolvimento do
NVESTIMENT
projeto de PD&I.
O
Aspectos De acordo com o Valor
Início gerais investimento fechado ADEQUAÇÃO

Apresentaç O objetivo do Inovatio é a facilitação dos projetos de


ão
Inovatio PD&I, razão pela qual abre a possibilidade de ajustar, em
comum acordo com a Empresa, outras formas de
remuneração de seu trabalho, desde que preservado o
Lei do Bem equilíbrio com as atividades a serem desenvolvidas e
tendo por base a proporcionalidade com o valor do
Comparativ benefício alcançado.
o com PDTI

Neste caso, deverá a Empresa propor formalmente ao


Inovatio a melhor forma para dispor do investimento nos
projetos de subvenção fiscal em inovação, sendo
Método do verificada as questões de viabilidade tal como o custeio
Inovatio das atividades operacionais e o equilíbrio para com as
atividades a serem desenvolvidas.

Esta previsão vem ao encontro da dinâmica de cada


empresa quando do tratamento dos projetos de PD&I e
que, por alguma peculiaridade, não sejam aplicáveis as
NVESTIMENT
formas mais habituais de investimento para os trabalhos
O