Você está na página 1de 1

CIÊNCIA E TECNOLOGIAS: CONTRIBUIÇÕES ACADÊMICAS PARA

COMUNIDADES TRADICIONAIS EM ÁREAS DE MANGUEZAIS,


BRAGANÇA/PA

Gamaliel Tarsos de Sousa.1


Vitória Silva de Sousa2

O trabalho tem como objetivo discutir o papel da ciência e das tecnologias


produzidas pelas Universidades e centros de pesquisas e sua aplicação ao
meio social, daremos foco especial às comunidades tradicionais que se servem
de áreas de manguezais, para seu sustento, dentro da Reserva Extrativista
Caeté-Taperaçú no município de Bragança/PA. Para tanto, utilizaremos como
suporte teórico, as contribuições de Ingold (2012); Latour (2004); Dagnino
(2014) e Feenberg (2003). O trabalho tem como objetivo discutir a resistência
de grupos de intelectuais universitários avessos ao emprego de tecnologia com
fins sociais, principalmente das áreas de conhecimento oriundos das intituladas
“ciências duras” e a pouca aceitação por parte das populações tradicionais em
usufruir dessas tecnologias. A pesquisa utilizou como procedimento
metodológico, a pesquisa de campo com a aplicação de entrevistas por meio
de um questionário. Foram visitadas duas comunidades (Treme e Castelo), no
município de Bragança/PA e ouvidas lideranças comunitárias das mesmas
além da população em geral escolhidas aleatoriamente com o intuito de
verificar como estas populações entendem o papel da universidade e do
emprego ou não de tecnologias no cotidiano dessas comunidades. O processo
de análise ocorreu por meio de tabulação dos dados e análises qualitativa.
Percebe-se que apesar de pouco avanço em expandir, além dos muros das
universidades as tecnologias com fins sociais, um conceito errôneo, por parte
massiva das populações tradicionais, tanto sobre o imediatismo dos resultados
e da aferição de lucros, também imediatos, sobre o uso dessas tecnologias. O
trabalho não é uma discussão fechada em si estando aberta a novas analises e
contribuições sem perder de vista às relações-tensões sobre os diversos
modos de vida e saberes que permeiam o universo Amazônico.

1 Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia, Linha


de Pesquisa Educação, Cultura e Sociedade da Universidade Federal do Pará (UFPA),
Campus de Bragança/PA. E-mail: gamalieltarsos@bol.com.br
2 Graduanda do Curso de Licenciatura em Física, Instituto e Ciência e Tecnologia do Pará

(IFPA), Campus de Bragança/PA. E-mail: svitoriatarsos@gmail.com