Você está na página 1de 14

Interpretações do Byosen nas Sessões de Reiki

Todo reikiano já sentiu durante uma aplicação de reiki sensações das quais não
soube explicar. A estas sensações sentidas durante as sessões de aplicação de reiki se dá
o nome de byosen. Mas o que é byosen e o que significa? O termo byosen significa
“acúmulo de doença”, o byosen é dessa forma a percepção da emanação dos
desequilíbrios energéticos do campo áurico do receptor da energia reiki. A leitura e a
interpretação do byosen é fundamental para o entendimento da energia do outro e
principalmente da nossa própria energia, sendo assim uma das ferramentas mais
importantes no trabalho com o reiki. O próprio Mikao Usui considerava a habilidade de
detectar o byosen como ferramenta fundamental nos atendimentos com reiki, uma vez
que com a detecção do byosen o terapeuta reikiano saberia em que locais haveria maior
desiquilíbrio energético, podendo assim focar nessas regiões, melhorando dessa forma
os resultados da sessão de reiki. Sentir a desarmonia do corpo do receptor é algo que
todos os praticantes de reiki conseguem e à medida em que vamos praticando reiki cada
vez mais vamos nos tornando mais sensíveis a energia e passamos a perceber as várias
formas de como ela se apresenta em cada receptor.

Como já foi dito a percepção do byosen no receptor é uma das ferramentas mais
importantes no reiki, servindo como direcionador no tratamento, mostrando quais áreas
é necessário receber mais atenção para o tratamento mais adequado. Para melhor
percepção do byosen é necessário mente vazia e percepção interior. Mikao Usui
elaborou uma técnica de “bio-scan” para facilitar a leitura das desarmonias energéticas
no corpo do receptor. Essa técnica é chamada de byosen reikan ho, sendo uma técnica
que desenvolve a intuição e a percepção dos chakras das mãos do reikiano a fim de
detectar as áreas que mais necessitam da energia reiki.

A técnica requer que depois de fazer a auto aplicação e de se ligar a energia


reiki, com a mão não dominante o terapeuta ponha a mão sob o chakra da coroa do
receptor numa distância de mais ou menos 15 cm e com a mão dominante o terapeuta
mova bem lentamente indo do chakra coronário até o chakra raiz e do chakra raiz até o
coronário, ficando receptivo para qualquer alteração sentida nos chakras das mãos por
mais sutis que possam parecer. No começo, as sensações serão difíceis de sentir, mas
com a prática o terapeuta irá identificar cada vez melhor as alterações energéticas. A
seguir, algumas das sensações as quais o terapeuta pode se deparar ao longo das sessões
de reiki.

Sensação de repulsão nas mãos: Indica a presença de um bloqueio, impedindo a


entrada de energia vital que o corpo necessita, inviabilizando sua vitalização. Quando os
chakras funcionam de forma harmônica, o chakra se apresenta como “aberto”, girando
no sentido horário, absorvendo a energia para o chakra com a finalidade de metabolizar
as energias necessárias do campo energético que nos circunda e vitalizar o chakra e o
corpo energético como um todo. Doutra forma, quando o chakra se encontra girando no
sentido anti-horário, o chakra se apresenta como “bloqueado” ou “fechado” às energias
do campo energético que nos rodeia, obstruindo e interferindo na assimilação e
metabolização dessa energia pelo chakra, afetando o funcionamento do chakra em
questão, reverberando no corpo energético do indivíduo, uma vez que os outros chakras
irão tentar compensar o déficit energético causado pelo chakra bloqueado. É
recomendado aplicar reiki na região mentalizando o chakra girando no sentido horário e
ao mesmo tempo visualizando a limpeza e a energização do chakra em questão,
juntamente com a movimentação circular das mãos no sentido horário sob o chakra
bloqueado.

Sensação de atração magnética nas mãos: Sensação que indica urgência de


recebimento de energia reiki. O chakra demasiadamente desvitalizado, puxa para si a
energia reiki conforme sua necessidade energética, gerando assim a sensação de repuxe.
Essa sensação também pode decorrer de um bloqueio energético de algum outro chakra,
fazendo outro chakra ou outros chakras compensarem o déficit energético, puxando
mais energia do que habitualmente puxaria

Arrepios: Pode ser causado por pequenas descargas energéticas no duplo etérico. Em
algumas ocasiões, resulta da interação entre dois campos energéticos, sendo um mais
denso energeticamente, causando essa apercepção no outro campo energético. Também
pode ser resultado de uma interação energética com uma entidade desencarnada de
baixa vibração.

Sensação de pulso ou eco nas mãos: Indica que a energia está estimulando os vasos
sanguíneos, causando contração e expansão, gerando uma melhor circulação sanguínea
no corpo do receptor. Pode também ser causado cansaço profundo, irritabilidade ou
início de algum distúrbio energético na pessoa e que poderá originar desequilíbrio
físico.

Sensação de ardência nas mãos: A ardência nas mãos é um indicativo de que há um


grande esforço nos chakras das mãos do terapeuta reiki durante a aplicação. Essa
sensação de ardência ocorre quando os chakras das mãos entram em contato com
energias mais estagnadas ou bloqueios mais profundos, gerando um esforço maior para
os chakras das mãos do reikiano ao tentar pôr em movimento as energias dos canais
energéticos do receptor.

Bocejos: Considerando que o nosso campo energético é fluído, este por sua vez poderá
oscilar sua forma dependendo da situação e do ambiente. Em virtude dessa plasticidade,
surge a possibilidade de contato com energias diversas, ocorrendo assim um
ajustamento do campo energético. O bocejo surge então como uma forma de contração
e descontração do campo energético, promovendo assim um efeito descarga. Dessa
forma revelam movimentação energética, interação energética ou mesmo ajuste do seu
campo energético em relação à outra pessoa e ou ambiente.

Espasmos: No receptor da energia reiki indica movimentação energética nos chakras ou


no duplo etérico daquele que recebe a energia reiki.

Formigamento: O reikiano ao sentir formigamento durante a aplicação, seja presencial


ou à distância se deve à um indicativo de alguma inflamação no organismo daquele que
recebe a energia reiki, variando de acordo com a intensidade da sensação de
formigamento. Já no receptor da energia reiki, sentir formigamento indica
movimentação da energia na região ou no corpo.
Lacrimejamento: Na aplicação em uma pessoa indica forte atividade no chakra frontal
às energias do ambiente. A mesma sensação de lacrimejamento ocorrida em uma auto
aplicação, seguida de choro em geral indica uma limpeza profunda no organismo.

Coceira: A coceira sentida por parte do receptor da energia reiki indica acumulo
excessivo de energia.

Dormência: Órgão ou chakra com energia dormente, revelando desiquilíbrio


energético.

Enjoo: Sintoma de limpeza no corpo (Koten Hanno), um estado em que o corpo tenta
encontrar o equilíbrio. Quando o excesso de energia desarmônica se acumula nos
chakras em conjunto com o reiki, esse último, força a energia para fora e podem ocorrer
efeitos colaterais tais como, enjoos, dores de cabeça, tonturas e vômitos. É recomendado
aplicar reiki nos calcanhares se a sensação persistir pós aplicação, uma vez que são nos
calcanhares onde se percebe por vezes acúmulos energéticos, além da aplicação nesse
local ajudar a aterrar a energia e dissipar os possíveis desconfortos.

Sensação de calor nas mãos: Sinaliza o fluxo energético do reiki sendo ativado em
decorrência da ausência de vitalidade naquele ponto do corpo e portanto indicativo de
absorção da energia reiki . A sensação térmica varia de acordo com a necessidade
energética da região. Em algumas ocasiões, na rua ou em determinados locais a mão do
reikiano poderá esquentar. O que ocorre é que o fluxo de reiki é ativado
automaticamente em decorrência da necessidade energética de alguém presente no
ambiente ou mesmo do próprio ambiente.

Sensação de frio nas mãos: Ausência de energia e ou acumulo de energias densas,


estagnando o fluxo energético gerando a sensação de frio nas mãos.

Sensação de toque sútil nas mãos: Muitas práticas meditativas e respiratórias são
capazes de vitalizar e expandir o campo energético do indivíduo. A energia reiki
também promove essa expansão. Durante as sessões de canalização de reiki é normal
que o campo energético do receptor da energia se expanda em virtude da vitalização que
a energia reiki provoca. Assim, o reikiano com maior sensibilidade nos chakras das
mãos sente, ainda que com as mãos distantes, como se algo estivesse tocando de
maneira sútil os dedos das mãos. Essa percepção é mais facilmente observada em
pessoas que possuem o hábito de meditar ou de outras práticas que mantém a saúde o
equilíbrio e uma vibração elevada de seu campo energético.

Mãos tremendo durante a sessão: Em geral, indica desiquilíbrio do chakra associado a


condição emocional e ou a agitação da pessoa que recebe reiki. Essa sensação é
comumente sentida principalmente ao aplicar reiki na região da cabeça do indivíduo.
Em casos severos, a sensação de tremor nas mãos poderá ser observada nos demais
chakras.

Dor pontiaguda: Indica o processo de dissolução de energia acumulada na região.

Pontadas (dor): Indica um acumulo de energia na região pronto para ser liberado.

Dor imprecisa: Essa sensação pode indicar um acumulo antigo de energia na região,
mas pronta para ser liberada.

Movimento pendular durante a aplicação: Indica desequilíbrio energético na região


onde o terapeuta reikiano está direcionando a energia reiki. Em virtude da proximidade
dos campos energéticos do terapeuta e receptor, há um contato entre os campos,
causando um choque, gerando ondulações das energias que reverberam e afeta o centro
de equilíbrio do terapeuta.

Sensação de distanciamento: Em algumas ocasiões, o receptor da energia reiki


experimenta uma sensação de afastamento durante as sessões, podendo assim relatar
que durante a sessão de reiki tinha a sensação de que se encontrava em um local distante
do local da sessão. Isso se deve em virtude da energia reiki ser capaz de dilatar o corpo
astral do receptor. Com a dilatação de seu corpo astral o receptor torna-se mais fluído,
podendo ocasionar afastamento momentâneo do corpo físico.
Espasmos: Indica no receptor a movimentação da energia reiki nos chakras.

Pressão ou sensação de expansão na testa ou no topo da cabeça: Quando ocorre de


dentro para fora é um indicativo de intensa atividade nos chakras da cabeça. Quando
ocorre de fora para dentro indica a manipulação de amparadores/mentores, ativando o
chakra da região específica.

Par de mãos a mais: Durante as aplicações de reiki, por vezes o receptor da energia
reiki afirma que mesmo o reikiano mudando de posição, a energia no local
anteriormente aplicado continua a fluir, dando a sensação que as mãos do reikiano ainda
permanecem naquela parte do corpo. Esse fenômeno ocorre em virtude da energia
continuar sendo canalizada na região, gerando uma grande concentração de energia no
local que se encontra em desequilíbrio energético.

Alguns Relatos

Relato número 01: Em uma aplicação de reiki, certa vez ao fazer o preparo que
antecede a aplicação do reiki, logo ao sentar e ficar mais próximo do indivíduo, fora
sentido de imediato a necessidade de bocejar por várias vezes, denotando o ajustamento
energético decorrente da proximidade dos campos energéticos. Pouco tempo depois, no
decorrer da aplicação, senti minhas mãos arderem por um breve momento, além de
sentir meus olhos lacrimejarem. Dando seguimento a aplicação, percebi minhas mãos
formigarem por um momento, sinalizando a possibilidade de uma leve inflamação e
uma pressão constante e intensa no meu chakra frontal. Ao final da aplicação, foi
decidido por intuição aplicar reiki ao mesmo tempo no chakra umbilical e no frontal. No
momento em que fora posto as mãos no chakra frontal, foi sentido as mãos vibrarem,
indicando nesse caso a agitação do indivíduo por conta de um período turbulento nos
estudos e no trabalho que fora relatado ao final da aplicação. A permanência na posição
durou até a vibração se dissipar. Ao final da aplicação o indivíduo relatou que a sessão
fora diferente das habituais e que sentiu uma certa tontura por um breve momento no
decorrer da aplicação na ocasião em que estava aplicando no chakra frontal, mas que
estava sentindo mais leve pós aplicação.

Relato número 02: Durante uma aplicação de reiki o indivíduo relatou uma sensação
de enjoo, que se é observado algumas vezes quando há um grande acumulo de energias
negativas/densas no corpo energético em reação com a energia reiki. Foi solicitado a
interrupção da sessão. Foi pedido para que se sentasse para que pudesse aplicar reiki em
seus calcanhares e assim que fora colocado as mãos em seus calcanhares fora sentido
uma dor pontiaguda nos chakras das mãos, indicando um processo de dissolução
energético na região. Em geral, a região em que mais se acumula energia estagnada são
os pés/calcanhares. Passado a aplicação nos calcanhares, o indivíduo relatou uma
melhora do enjoo, afirmando posteriormente que passara por um episódio traumático e
que alterou seu emocional de maneira drástica poucos dias antes da aplicação.

Relato número 03: Em alguns envios de energia reiki à distância foram percebidos a
presença de um formigamento durante a realização da técnica de redução. Nesses
envios, se percebeu a intensidade e a duração dos formigamentos que variavam de
formigamentos leves e fugazes nas mãos, denotando inflamação do organismo receptor
de energia reiki quase curada até às sensações de formigamento intensos e um pouco
mais duráveis, revelando uma inflamação do organismo do receptor da energia reiki um
pouco mais severa, sejam em pessoas ou em animais.

Relato número 04: Numa aplicação de reiki, ao indivíduo se aproximar do terapeuta


reikiano, foi sentido alguns arrepios durante uma breve conversa antes da aplicação.
Essa sensação de arrepios, como já fora dito acima, denota pequenas descargas
energéticas no duplo etérico. Possivelmente uma interação entre o campo energético do
receptor que se mostrava com uma energia bastante carregada e densa e do campo do
terapeuta. No decorrer da aplicação fora sentido nas mãos do terapeuta dores contínuas,
indicando acúmulos energéticos em processo de dissolução. Posteriormente, ao chegar
no chakra cardíaco, foi sentido uma sensação de repulsão magnética, revelando um
bloqueio energético no chakra. Ao término da sessão, fora relatado por parte do receptor
de energia reiki dores nos locais onde residiam os bloqueios energéticos seguidos de
uma sensação de alívio e leveza.

Os Chakras e Suas Funções e Disfunções

Chakras Funções Disfunções por Disfunções por


Hipofuncionamento Hiperfuncionamento
Básico Sobrevivência e existência Apego, sentimento de Materialismo, vício em
terrena, ligação com o mundo inferioridade, culpa, vergonha, trabalho, competitividade
material, energia física. desânimo excessiva.

Umbigo Reprodução e propagação da Ausência de desejos sexuais, Emoções a flor da pele,


espécie, sexualidade. rejeição, ressentimento, apatia, desiquilíbrio emocional,
ciúme, depressão, inveja. desejo sexual excessivo
Plexo Personalidade, vitalidade, ação e Ansiedade, preocupação Ego inflado, controlador,
Solar vontade, paz e harmonia, excessiva, baixa autoestima, Perfeccionista, sua
autoestima, proteção contra indecisão, falta de força de Vontade acima de todos,
vibrações negativas. vontade, desconfiança, acha que todo mundo é
negligência. Incompetente.
Cardíaco Amor incondicional, união, Desilusão, dificuldades de Dependência emocional.,
sistema imunológico. relacionar-se com o outro, frieza Ciumento, possessivo,
emocional, pânico, depressão, Desesperado por amor,
solidão. Precisa de provas
Constantes de amor
Laríngeo Comunicação, criatividade, Falta de criatividade, magoas, Fala sem parar, fala alto,
iniciativas, independência. dificuldades de se expressar, Fala rápido, não pensa
auto reprovação, submissão. Antes de falar.
Frontal Intuição, paranormalidade, Pensamento acelerado, confusão Vive fora da realidade,
percepção extra-sensorial, mental, problemas de memória, fantasioso, não consegue
raciocínio lógico. sentimentos de perseguição, de Manifestar suas ideias,
superioridade. Pode ter dons psíquicos
descontrolados.
Coronário Ligação com energias Neuroses, desorientação, fobias, Fanatismo religioso,
superiores, plenitude. histeria, obsessão, ceticismo Fanatismo intelectual,
religioso, ataques psíquicos. Estresse excessivo.
Os Chakras e Suas Relações com Glândulas, Órgãos e Disfunções

Chakras Glândulas Órgãos


Básico Supra renais Rins (insuficiência renal), coluna
vertebral, ossos, dentes, intestino
grosso, ânus, reto, próstata,
anemia (deficiência de ferro),
excesso de peso, pressão baixa,
fadiga, pouca tonacidade
muscular, problemas de
circulação, desequilíbrio na
temperatura do corpo, leucemia
e tensão nervosa.
Umbigo Gônadas, glândulas sexuais Sistema reprodutor, bexiga,
masculinas e femininas quadris, pernas, pés, nervo
(testículos ciático, espasmos musculares,
cãibras, cólicas, desordens
menstruais e
e ovários) desequilíbrios hormonais.
Plexo Pancreáticas Baço, estômago, fígado,
Solar vesícula, intestino delgado,
parte inferior das costas,
sistema nervoso vegetativo,
sentimento de inferioridade,
falta de lógica e razão,
insegurança e insônia.
Cardíaco Timo Coração, arritmia cardíaca,
sistema circulatório, brônquios,
e aparelho respiratório, parte
superior das costas, nervo
vago, sangue, pele, rubor,
pressão alta, colesterol alto,
palpitações, acidose, síndrome
de pânico, e incapacidade de
amar.
Laríngeo Tireóide Garganta, amígdalas, laringe,
cordas vocais, esôfago,
susceptibilidade a infecções
virais e bacterianas, resfriados,
amigdalites, faringites, dores
musculares e de cabeça (nuca),
problemas dentários,
endurecimento dos maxilares
(bruxismo), congestão
linfática, herpes e medo de
fracasso na vida social.
Frontal Pituitária Sistema nervoso central, olhos
(cegueira, catarata, glaucoma),
ouvido (surdez), nariz (renite),
falta de raciocínio lógico,
vícios de drogas. álcool e
outras compulsões.
Coronário Pineal Cérebro, insônia, enxaqueca,
disfunções sensoriais, neurose,
histeria, possessão, obsessão e
materialismo.

Técnica de harmonização energética com cromoterapia mental

É largamente divulgado os benefícios da meditação para o corpo e a mente de


seus praticantes. A meditação não só propicia bem estar físico e mental, mas também
energético, uma vez que com a prática da meditação a abertura e harmonização dos
chakras são alcançadas, reverberando em nosso campo energético. O que irei descrever
agora é uma técnica de meditação que não só harmoniza e energiza o próprio individuo,
mas como também o ambiente onde a pessoa se encontra, sendo portanto excelente para
quem faz trabalhos terapêuticos, ou quem trabalha em locais onde há um fluxo de
pessoas muito grande, deixando assim suas energias residuais no recinto.

Primeiro é necessário encontrar um local tranquilo onde não possa ser


interrompido e sentar numa posição confortável. É interessante pôr uma música
tranquila para realizar a meditação. De olhos fechados você irá respirar fundo de 3 a 5
vezes com o intuito de serenar a mente e ajudar na concentração. Você irá visualizar um
tubo de energia roxo sob o topo de sua cabeça. Esse tubo de energia roxa vai iluminar o
chakra coronário e essa energia vai iluminando, limpando e expandindo, descendo pelo
seu corpo até chegar ao chakra frontal. Sempre mentalizando a energia iluminando,
limpando e expandindo. Essa energia roxa vai descendo vagarosamente pela tua espinha
dorsal e conforme ela for descendo, você irá expandindo a energia para o chakra
laríngeo, depois para o chakra cardíaco, para o chakra do plexo solar, para o umbilical e
por fim para o chakra raiz. Importante lembrar que para essa meditação é necessário
mentalizar concomitantemente raízes saindo da planta dos pés penetrando e adentrando
o solo, como fim de aterramento energético e evitar hiper excitação dos chakras.

Depois da energia ter atingido todos os chakras, você irá mentalizar essa
energia transbordando dos chakras e tomando conta aos poucos do seu corpo e logo em
seguida preenchendo todo o cômodo e aos poucos expandindo essa energia para os
demais cômodo se houver ou sentir necessidade. Sempre mentalizando limpeza de
energias densas e estagnadas, assim como a energização do ambiente. Depois de ter
expandido para todos cômodos, você irá retraindo aos poucos essa energia, cômodo por
cômodo, até a energia retornar pra você. É importante dizer que o roxo é uma cor de
transmutação e limpeza de energias densas, estagnadas e de baixa vibração. Há também
outras cores que podem ser usadas durante o processo de meditação. Cada cor possui
uma vibração e uma capacidade terapêutica. A cor verde, por exemplo, promove saúde e
calma, é a cor da cura. A cor dourada que promove a energização e vitalização do corpo
físico e energético. A cor prata, promove a cura profunda e o selamento da energia no
corpo e ou no recinto. O processo descrito com as demais cores pode parecer longo e
demorado, mas a meditação com todas as cores aqui descritas não ultrapassa 20
minutos. Os efeitos são sentidos no ambiente durante vários dias. Quem é radiestesista é
interessante medir a energia no ambiente (sobretudo nos cantos do cômodo) antes e
depois da meditação para observar a flutuação energética da área.
A Energia Telúrica e sua relação com o chakra raiz

O chakra básico, também conhecido como chakra raiz é responsável pela


absorção da energia telúrica. O planeta terra é um organismo vivo e como tal, assim
como nós seres humanos, emite energia. Essa energia que é emanada a partir do centro
do planeta é chamada de energia telúrica e é a energia responsável diretamente por
vitalizar o chakra base. Como sabemos o chakra básico ao encontrar-se desarmonizado
impacta diretamente em nosso estado de ânimo e vitalidade. A figura abaixo destaca
um ponto da acupuntura chamado yongquan que é responsável pela absorção da energia
telúrica em nosso organismo.

Há casos em que o yongquan está bloqueado, provocando assim uma


dificuldade de absorção de energia telúrica e por sua vez impactando negativamente o
chakra básico, bem como o umbilical, uma vez que os dois tem seu funcionamento
ligados.

Em meus atendimentos pude perceber que uma parcela considerável de


pessoas com o chakra básico debilitado, possuíam um bloqueio energético no ponto
yongquan. Me recordo vividamente de um caso onde uma amiga reclamava de dores
insuportáveis nos pés, além do cansaço e falta de ânimo, pude constatar que de tão
desarmonizados, os pontos yongquan dela estavam com um ponto vermelho em cada
pé. Uma aplicação nos pontos revelou um bloqueio que tão logo fora dissolvido, as
dores cessaram. Um outro método para harmonizar o ponto yongquan é fazer a técnica
do enraizamento. Existem dois caminhos para se fazer o enraizamento. Um para aterrar
a energia densa em seu campo energético e o outro tipo de enraizamento para
vitalização dos chakras inferiores através da energia telúrica emitida pela terra. Em caso
de desarmonias ligado ao ponto yongquan e ou chakra básico o mais indicado é utilizar
a última.

Esta técnica pode ser realizada tanto em pé, quanto sentado, mas é imprescindível que
os pés devem estar bem fixados ao chão e as costas eretas.

1- Firmar os pés no chão

2- Sentir o percurso da energia dentro do corpo

3- Concentrar no chakra raiz

4- Imaginar que é uma árvore

5- Levar a atenção até aos pés

6- Imaginar que vão crescendo raízes nos pés para os lados, esticando-se cada vez mais
para baixo, indo cada vez mais fundo

7- Sintam os pés a ficarem solidamente agarrados ao chão

8- Sintam as pernas a ficarem agarradas ao chão, vão descendo mais fundo na Terra
com as raízes até chegarem ao centro da Terra

9- Visualizem uma bola de energia vermelha

10- E ao inspirar, puxem essa energia pelas raízes até aos pés

11- Dos pés, puxem a energia até os joelhos

12- E dos joelhos até ao chakra raiz

Cleilton Moreira

Terapeuta Holístico

Reiki, Leitura de Chakras e Aura

Whatsapp/Telegran: 85999121048

E-mail: cleilton.s.moreira@gmail.com
Fontes Bibliográficas

Mãos de Luz. Barbara Ann Brennan

Reiki: Amor saúde e transformação. Johnny De’ Carli

Reiki Universal. Johnny De’ Carli

Manual de Reiki. Walter Lubeck