Você está na página 1de 32

888888888888Série pequenos consertos – Como consertar a torneira

Muitas vezes há alguns imprevistos em casa e ficamos em apuros com algum


objeto ou utensílio que começou a dar problemas, mas não sabemos como
consertá-lo. Com a falta de tempo acabamos adiando a visita de um técnico para
fazer o reparo, porém, por serem coisas simples, praticamente qualquer um pode
fazer o conserto.

A Ademilar preparou uma série de dicas sobre pequenos consertos e, a partir de


hoje, você poderá conferir semanalmente dicas com instruções que podem fazer
muita diferença em seu dia a dia. Veja hoje dicas de como consertar a torneira que
não para de pingar.

Para iniciar, feche o registro da casa para bloquear totalmente a passagem de


água. Depois disso, abra a torneira e deixe sair toda a água que ainda estiver no
encanamento. Em seguida, retire o volante, que é a parte que gira, responsável por
abri-la.

Nas torneiras tradicionais, o próximo passo é retirar o conjunto interno, chamado


de castelo, e soltar o vedante que fica na ponta. Leve a peça até uma loja
especializada e compre uma de modelo idêntico. Para continuar o reparo, instale o
sistema de vedação que você comprou, recoloque o conjunto interno (castelo) e
recoloque o volante, usando uma fita de resina na rosca, para garantir que não
haverá vazamento. Feche a torneira, reabra o registro geral e faça um teste. Se
houver vazamento, retire o volante novamente e coloque um pouco mais de fita de
resina na rosca da torneira.

 Atenção! Existem três sistemas de volante: um de encaixe, outro fixado com


parafuso e um, mais antigo, em que a peça é montada em um único bloco. Para
retirar o primeiro, basta girar a torneira até o fim no sentido anti-horário. No
segundo, o parafuso fica encoberto por um botão de acabamento, nesse caso, com
auxílio de uma chave de fendas, retire-o. No terceiro, use um grifo ou uma chave-
inglesa.

COMO CONSERTAR UMA TORNEIRA QUE GIRA EM FALSO?

provavelmente você terá que trocá-la porém faça o seguinte:1- feche o registro geral 2-com chave
apropriada desenrosque o compartimento aonde fica a carrapeta ou bucha,substitua e abra o registro
geral a fim de fazer o teste.

Como consertar uma torneira com vazamento de àgua

Conserto de uma torneira com vazamento de água


Por serem elementos com algum peso na estrutura de uma casa, as torneiras devem ter
alguma manutenção para que o consumo de água seja o mínimo possível.
A reparação de uma torneira com vazamento é o problema mais comum e também o mais
fácil de resolver. Um gotejamento contínuo pode ser o seu problema para economizar água
doméstica, basta multiplicar o numero de torneiras a pingar e poderá calcular quanta água
está a ser desperdiçada .
A primeira coisa a fazer quando consertar o gotejamento de uma torneira é interromper o
fornecimento de água.
Torneiras tipo compressão com manípulos independentes para água fria e quente ou
para ambas

1
Passo 1: Interrompa o fornecimento de água e retire o manípulo da torneira, soltando o
pequeno parafuso na parte superior ou na parte de trás do manípulo. Assim que remover a
tampa, verá o parafuso instalado na parte superior do manípulo. Se necessário, use óleo
penetrante, para ajudar a desmonta-lo;
Passo 2: Com cuidado retire a porca da gaxeta com um alicate ou chave ajustável de bom
tamanho, para não deixar marcas no metal. Torça a haste ou fuso girando-o na mesma direção
que faria para abrir a torneira;
passo 3: Remova o parafuso que prende a vedação. Se necessário, use óleo penetrante para
soltar o parafuso. Examine o parafuso e a haste, e substitua-os se estiverem danificados.
Passo 4: Substitua a vedação antiga por uma nova. Algumas vedações funcionarão para
ambas, mas você deve se assegurar de comprar as peças de reposição exatas;
Passo 5: Encaixe a nova arruela de vedação na haste e reinstale o conjunto na torneira. Gire
a haste no sentido horário.
Passo 6: Coloque de novo o manípulo e a tampa do parafuso. Liberte o fornecimento de água
e verifique se os vazamentos continuam.

Torneira de haste tipo compressão é fechada por uma arruela de vedação quando o
manípulo é girado
A maior parte de água desperdiçada é consumida nas nossas actividades do dia-a-dia, como
por exemplo:
1-Deixar a torneira aberta enquanto escovamos os dentes;
2- Por a máquina de lavar a funcionar sem estar totalmente carregada;
3-Fazer a descarga da sanita sem verificar se a válvula da mesma está regulada;
4-preferir sempre um duche do que um banho de imersão, entre outros.
Os vazamentos de água podem custar uma fortuna, sem necessidade, o gotejamento de
apenas uma gota por segundo desperdiça cerca de dez mil litros de água por ano.
A maior parte dos vazamentos é fácil de ser consertada pelo que é um desperdício as
torneiras ficarem a pingar por causa de uma peça que custa muito pouco para ser substituída,
e refazer toda a economia de água.

Como consertar torneiras

Autor:

2
Fix-It Club

As torneiras são parte essencial de uma casa. Assim, manter suas torneiras em boas
condições de funcionamento é de grande importância. Algumas vezes você vai precisar trocar
a torneira para resolver o problema. Neste artigo, mostraremos como fazer consertos básicos
do sistema de torneiras de sua casa, incluindo os chuveirinhos de mão. Vamos começar pelas
torneiras com vazamento.

Conserto de uma torneira com vazamento

Uma torneira pingando é o problema mais comum e também o mais fácil de resolver, ainda que
muitas pessoas o ignorem e deixem a torneira pingando por muito tempo. Um gotejamento
contínuo pode desperdiçar R$ 50 em água em curto prazo. Multiplique esse valor pelo número
de torneiras pingando em sua casa e poderá calcular quanto está indo literalmente pelo ralo. O
desperdício de uma torneira de água quente pingando é ainda maior porque você está
pagando pelo aquecimento da água antes de ela ir pelo ralo.

Lembre-se de que o fornecimento de água entra em sua casa sob pressão, portanto é
necessário que haja uma vedação à prova de água retendo a água que entra quando o
manípulo da torneira está na posição fechada. Essa vedação geralmente é criada por uma
arruela flexível pressionada firmemente contra a sede da torneira. Obviamente, quando a
vedação ou a sede não funcionam corretamente, um pouco de água pode vazar e pingar pela
torneira. Para deter o gotejamento, tudo que você tem que fazer geralmente é substituir
ou reparar a sede.

A primeira coisa a fazer quando consertar o gotejamento de uma torneira é interromper o


fornecimento de água. Você deve interromper o fornecimento de água em um registro nas
proximidades. Entretanto, se sua casa não estiver equipada com registros para acessórios
fixos individuais, poderá ter que ir até o registro principal e suspender o fornecimento para toda
casa. A seguir você encontra várias maneiras de resolver os problemas de gotejamento em
torneiras.

Torneiras tipo compressão: não importa, se ela possui manípulos independentes para água
quente e fria ou apenas um para ambas, ela funciona de acordo com certos princípios básicos.

Aqui está como desmontar uma torneira do tipo compressão e deter um gotejamento:

3
O que você precisará

Use estas ferramentas em uma torneira do tipo compressão:

 chave de fenda
 óleo penetrante
 alicate tipo bomba d'água ou chave ajustável
 vedações de reposição

etapa 1: imterrompa o fornecimento de água e remova o manípulo da torneira, soltando o


pequeno parafuso na parte superior ou na parte de trás do manípulo. Alguns parafusos estão
ocultos por por uma tampa metálica ou plástica de encaixe ou parafusada. Assim que remover
a tampa, verá o parafuso instalado na parte superior do manípulo. Se necessário, use óleo
penetrante, como WD-40, para ajudar a afrouxá-lo;

etapa 2: remova o manípulo e observe o conjunto da torneira. Remova a porca da gaxeta com
um alicate ou chave ajustável de bom tamanho, com cuidado para não deixar marcas no metal.
Torça a haste ou fuso girando-o na mesma direção que faria para abrir a torneira;

etapa 3: remova o parafuso que prende a vedação. Se necessário, use óleo penetrante para
soltar o parafuso. Examine o parafuso e a haste, e substitua-os se estiverem danificados.

4
2006 Publications International, Ltd.
Torneira de haste tipo compressão é fechada por uma arruela de vedação quando
o manípulo é girado

etapa 4: substitua a vedação antiga por uma nova. As arruelas de vedação poderão deter
quase todo o vazamento. Observe também se o formato da arruela antiga é chanfrado ou plano
e substitua-a por outra. As vedações projetadas somente para água fria se expandem bastante
quando se aquecem, fechando a abertura e diminuindo a vazão de água quente. Algumas
vedações funcionarão para ambas, mas você deve se assegurar de comprar as peças de
reposição exatas;

etapa 5: encaixe a nova arruela de vedação na haste e reinstale o conjunto na torneira. Gire a
haste no sentido horário. Com a haste no local instale novamente a porca da gaxeta. Tome
cuidado para não marcar o metal com a ferramenta;

etapa 6: reinstale o manípulo e coloque novamente a tampa do parafuso. Libere o


fornecimento de água e verifique se os vazamentos continuam.

Sedes de válvula de torneiras: se uma torneira ainda continuar a pingar depois que você tiver
trocado a vedação, pode haver algo errado com a sede da válvula da torneira. Uma arruela de

5
vedação defeituosa pode ter permitido que a haste metálica raspasse na sede da válvula,
deixando-a irregular, ou produtos químicos na água podem ter acumulado resíduos que
impedem a vedação completa.

O que fazer para consertar uma sede de torneira danificada? Obviamente, você pode trocar a
torneira. Outra opção é substituir a sede. A remoção da sede antiga é bastante simples se você
tiver a ferramenta certa, chamada de chave de sede. Introduza essa chave na sede e gire-a no
sentido anti-horário. Assim que remover a antiga sede, assegure-se que a sede de reposição
comprada seja idêntica. Se for impossível remover a sede da válvula, introduza uma luva na
sede que se encaixe no lugar da antiga e proporcione uma vedação apropriada.

2006 Publications International, Ltd.


Dois tipos de fresas de sede, ou retificadores, para recondicionar uma sede de válvula desgastada

Outra opção é usar uma fresa de sede de válvula, ou retificador, que é uma ferramenta barata
que recondicionará a sede desgastada. Tome cuidado para não usar excessivamente essa
ferramenta nem com muita força, porque a sede é feita de metal mole que pode ser removido
com facilidade.

Para usar um retificador, remova a haste da torneira, introduza a fresa até a sede da válvula no
corpo da torneira. Aplicando uma pressão moderada, gire a ferramenta no sentido horário
algumas vezes. Em seguida, limpe a sede da válvula com um pano para remover os cavacos
metálicos.

Gaxeta da torneira: um gotejamento ocorre quando a torneira está fechada e um vazamento


quando a água está correndo. Caso você veja a água saindo ao redor do manípulo, você tem
um vazamento da torneira. A primeira coisa a fazer é se assegurar que a porca da gaxeta da

6
torneira está apertada, mas tome cuidado para não arranhar a porca com o alicate ou chave

O que você precisará

Aqui estão as ferramentas que você precisará para substituir a gaxeta da torneira:

 chaves ajustáveis
 gaxeta de reposição da torneira
 vaselina

ajustável.

Se você acha que uma porca frouxa não é a causa do vazamento, deverá substituir a gaxeta. A
gaxeta da torneira pode ser um pedaço maciço consistindo de um ou mais anéis de vedação
ou pode lembrar corda ou barbante enrolado em volta da haste debaixo da porca da gaxeta.

Para substituir a gaxeta da torneira, faça o seguinte:

etapa 1: interrompa o fornecimento de água e remova o manípulo da torneira;

etapa 2: solte a porca da gaxeta e remova a porca e a gaxeta antiga da haste da torneira;

etapa 3: instale a nova gaxeta. Caso você utilize o material de gaxeta parecido com barbante,
enrole algumas voltas ao redor da haste. A gaxeta que lembra um barbante macio é enrolado
ao redor da haste somente uma vez.

Antes de finalizar a montagem da torneira, espalhe uma fina camada de vaselina na rosca da
porca da gaxeta.

7
O que você precisará

Aqui está o que você precisará para substituir os anéis de vedação:

 chaves ajustáveis
 fita adesiva para encanamentos
 anéis de vedação de reposição

Anéis de vedação: as torneiras de cozinha possuem um ou mais anéis de vedação para


impedir que a água vaze ao redor da bica. Se esse anel se desgastar, você verá água na base
da bica todas as vezes que abrir a torneira. Para substituir um anel de vedação:

etapa 1: feche o fornecimento de água e remova a porca do acoplamento roscado que mantém
a bica no lugar, girando-a no sentido anti-horário. Não deixe de enrolar fita adesiva na porca
para impedir que seja arranhada pelo alicate ou chave ajustável;

Etapa 2: com a porca do acoplamento removida, retire a bica de seu alojamento, onde você
encontrará o(s) anel (anéis);

2006 Publications International, Ltd.


As torneiras de cozinha contêm um ou mais anéis de vedação para evitar que a água vaze
ao redor da bica

etapa 3: substitua todos os anéis defeituosos por novos do mesmo tamanho. Monte
novamente a torneira.

8
Outros tipos de torneiras: algumas torneiras usam diafragmas de borracha em vez de
arruelas de vedação para controlar a vazão da água. Se você tiver esse tipo de
torneira, talvés tenha que remover a haste do interior do corpo da torneira usando um alicate.
Não deixe de proteger a parte superior da haste com fita adesiva para encanamentos a fim
de protegê-la dos dentes do alicate. O diafragma de borracha cobre a parte inferior da haste
e talvés você precise removê-lo usando uma chave de fenda. Assegure-se que o diafragma de
reposição esteja bem encaixado sobre a base da haste antes de montar novamente a torneira.

Outro tipo de torneira usa um anel de assento de borracha que atua como uma arruela de
vedação. Para remover o anel da haste, segure a extremidade da haste com o alicante
enquanto desparafusa a peça central que segura o anel de assento no lugar. Remova a luva
para inserir o novo anel de assento e assegure-se que a face gravada do anel de assento fique
voltado para o lado da haste da torneira .

Torneiras com haste tipo cartucho podem ter uma arruela de vedação de borracha. Para a
substituição, levante o cartucho para fora do corpo da torneira e remova a arruela de vedação e
a mola. Introduza a nova mola e anel de vedação e, cuidadosamente, alinhe o cartucho de
modo que se encaixe corretamente nas ranhuras no corpo da torneira durante a montagem.

Também há torneiras com arruelas de vedação com a sede da torneira embutida na própria
haste. Esse tipo de montagem é retirado da base em uma luva removível que contém a sede
da válvula. Solte a porca da haste da base e remova a arruela metálica e o retentor da arruela,
o qual contém uma arruela de borracha. Introduza a nova arruela (com o lado chanfrado para
cima) no retentor da arruela.

Há um tipo de torneira que não possui nenhum tipo de arruelas. Ela trabalha por meio de dois
discos metálicos. Abrir a torneira alinha os furos nos discos e permite que a água passe
através da torneira. Se algo der errado com esse tipo de torneira, geralmente o conjunto da
válvula terá que ser substituído.

As torneiras de alavanca única também são fáceis de consertar, mas há tantos tipos diferentes
que você precisa comprar um kit de reparo específico para sua torneira. Geralmente, um
fabricante de torneiras fabrica kits de reparo para seus produtos e inclui instruções e esquemas
detalhados com as peças de reposição. A parte mais difícil no conserto de uma torneira de
alavanca única pode ser encontrar o revendedor de ferragens ou loja de materiais para
encanamentos que forneça o kit apropriado. Entretanto, assim que tiver o kit você deverá ter

9
pouca dificuldade para eliminar o vazamento. Assegure-se que o fornecimento de água
esteja seja interrompido de desmontar a torneira e siga cuidadosamente as instruções do kit.

Você pode evitar que os dentes do alicate ou chave ajustável danifiquem o acessório cromado
do encanamento durante a instalação ou reparo protegendo-o com uma camada dupla de fita
isolante.

Se o ruido feito pela torneira pingando estiver incomodando você e o encanador não chegou ou
você ainda não teve tempo de consertá-la, amarre um barbante de 60 cm de comprimento ao
redor da bica e coloque a ponta do barbante no ralo. À medida que a torneira pingar, as gotas
correrão silenciosamente pelo barbante.

Se o seu problema for o ruído dos pingos, passe para a próxima seção.

Os fundamentos do encanamento

Fazer reparos em torneiras pode ser mais fácil se você compreender todo o sistema de
encanamentos de sua casa. O encanamento segue as leis básicas da natureza: gravidade,
pressão, água buscando encontrar o seu nível. Se você aprender sobre esses "mistérios",
poderá poupar tempo, trabalho e dinheiro quando precisar fazer um conserto. Clique aqui (em
inglês) para uma olhada completa nos fundamentos do encanamento.

Feche o registro de água que abastece a torneira a ser trocada.

Use a chave inglesa para desparafusar a torneira. Use um tecido para evitar arranhões na torneira.

Com a chave inglesa desenrosque a torneira no sentido anti horario .

Dependendo do tipo de bancada voce tera de segurar com outra chave tambem a parte debaixo.

Uma vez desenroscada, retire a esta parte da torneira, retire a carrapeta usada e coloque uma nova
igual (da mesma medida).

Coloque a fita vedadora na rosca, ponha de novo a torneira , repetindo o processo inverso

Materiais Necessários

10
Todos os métodos

 Chave de fenda Phillips (+) e chave de fenda (-), mesmo se a sua torneira usa parafusos Phillips,
uma chave de fenda pode ser útil na falta de outra
 Graxa de encanador (resistente ao calor e não tóxica, por isso, pode ser usada com água
potável quente)
 Alicate
 Chave inglesa

Torneira de compressão

 Arruelas de assento de substituição


 Vedações de borracha (anilhas) (opcional)

Torneira de esfera

 Kit de reposição

Torneira de cartucho

 Arruelas de reposição

Torneira de disco cerâmico

 Vedação de substituição (opcional)


 Vinagre branco

CARRAPETA: Como trocar a carrapeta da torneira?

TweetSalvar

Escrito por FazFácil

11
Torneiras antigas usam um sistema de vedação que se compõe de um anel de borracha
ao qual se dá comumente o nome de carrapeta.
Quando o anel se desgasta, a torneira mesmo que fechada, continua pingando.

Saiba mais sobre a carrapeta

Carrapeta de couro para torneira.

A carrapeta, também conhecido como anelo,anilha, ou vedante é uma peça que garante a total
vedação da torneira quando esta está fechada.
Os modelos mais antigos eram pequenas peças circulares de couro.
Atualmente as carrapetas mais facilmente encontradas são em plástico com anel de borracha.

Elas funcionam em torneiras de pressão. Ao fechar a torneira, o anel fica comprimido no


espaço, impedindo a passagem da água.
Muitas vezes este componente de vedação estragava também ao se fechar a torneira com
força demais, forçando o material do anel a ponto de rasgar ou quebrar.

Calcula-se que uma torneira pingando pode gastar em um dia até 46 litros de água!

Como trocar a carrapeta da torneira


Materiais Necessários:

Chave Inglesa + carrapeta + fita veda rosca

Modo de fazer:

Feche o registro de água que abastece a torneira a ser trocada.

12
Use a chave inglesa para desparafusar a torneira. Use um tecido para evitar arranhões na
torneira.

Com a chave inglesa desenrosque a torneira no sentido anti horário .

Dependendo do tipo de bancada você terá de segurar com outra chave também a parte
debaixo.

Uma vez desenroscada, retire a esta parte da torneira, retire a carrapeta usada e coloque uma
nova igual (da mesma medida).

Coloque a fita vedadora na rosca, ponha de novo a torneira , repetindo o processo inverso.

5 consertos básicos que você deve aprender


5 consertos básicos que você deve aprender:

Saber realizar alguns reparos é uma maneira de facilitar a resolução de problemas


domésticos, afinal em caso de emergência, você não vai precisar esperar por horas, ou até
dias, pela visita de uma mão de obra especializada.

Basta comprar os materiais necessários aqui na Ferragem Tamandaré e se dispor a colocar a


mão na massa.

1 – Consertar torneira que não pára de pingar

Você vai precisar de: alicate, chave de fenda, chave inglesa ou de rosca, vedante (ou
courinho).

Passo a passo: feche o registro geral do banheiro ou cozinha. Com uma chave inglesa ou
alicate, desaperte o pino superior da torneira e termine de soltá-lo com a mão. Retire com
cuidado. Com a chave de fenda, abra o parafuso interno da peça. A parte de cima deverá ser
solta com a chave inglesa ou de rosca. Remova a peça.

O courinho, como é chamado o anel que veda a torneira, provavelmente estará solto. Retire-
o. Encaixe o novo courinho no pino e acople novamente a parte de cima da torneira. Com a
ajuda do alicate, rosqueie bem, para que não fique solta. Coloque o parafuso na peça e
aperte com a chave de fenda. Encaixe o pino de cima e aperte com o alicate. Reabra o

13
registro e teste o funcionamento. Importante: Se observar que o courinho antigo está bem
ajustado à torneira, você provavelmente terá de trocar a peça toda para acabar com o
problema

2 – Limpar o ralo da pia

Você vai precisar de: bicarbonato de sódio, vinagre branco de álcool.

Passo a passo: Jogue um pouco de bicarbonato de sódio no ralo. Em seguida, despeje uma
xícara de vinagre branco de álcool. Espere por 30 minutos até que a mistura faça efeito.
Durante esse período, o ralo pode exalar um mau cheiro. Então, abra a torneira e veja se
funcionou.

Importante: Nunca jogue óleo ou outros resíduos gordurosos na pia

3 – Trocar a resistência do chuveiro

Você vai precisar de: resistência nova, chave philips, alicate, escada

Passo a passo: desligue a chave geral no quadro de luz. Posicione a escada sob o chuveiro e
inicie a desmontagem da peça. Em alguns chuveiros de plástico, basta desenroscar a parte de
baixo, chamada de espalhador, com as mãos. Em outros, será preciso desparafusar o
espalhador com a chave Philips. Feito isso, com o chuveiro aberto, observe a mola da
resistência, que deverá estar rompida ou escura, por conta da oxidação. Com um alicate,
retire a resistência queimada e encaixe a nova na mesma posição. Monte o chuveiro
novamente e, se necessário, parafuse-o. Antes de ligar a chave geral, abra o chuveiro e deixe
a água escorrer por 30 segundos. Se o chuveiro estiver seco, a resistência queima.

Importante: A resistência nova deve ser da mesma marca e modelo do chuveiro. Também é
essencial observar a voltagem compatível

4 -Desentupir a pia

Você vai precisar de: luvas de borracha, bacia ou balde

Passo a passo: feche o registro da cozinha, para evitar o vazamento da água. Posicione um
balde ou bacia abaixo da pia, logo depois do sifão. Solte o sifão e retire-o. Use as luvas de
borracha, porque vai haver sujeira: é bem provável que dentro da peça você encontre água
suja e resíduos, que devem ser descartados no balde. Em outra pia ou no tanque, lave o sifão
em água corrente e, se necessário, sabão. Coloque-o de volta no lugar, reabra o registro, abra
a torneira e veja se funcionou.

Importante: para evitar novos entupimentos, antes de lavar as panelas com gordura, coloque
água e leve para ferver. Os restos de comida devem ser retirados dos utensílios antes da
lavagem

5 – Trocar uma tomada ou interruptor que parou de funcionar

Você vai precisar de: chave de fenda ou chave philips, tomada ou interruptor, espelho (a
moldura do interruptor, caso queira trocar)

14
Passo a passo: desligue a chave geral no quadro de luz. Com a chave de fenda ou philips,
retire os parafusos do espelho. Feito isso, retire também os parafusos da tomada. Com
cuidado, puxe a tomada para a frente, para poder mexer nos fios. Na parte de trás da
tomada, você precisará soltar um pouco os parafusos, para retirar os fios. Então, pegue a
nova tomada e afrouxe os parafusos da parte de trás, para liberar a passagem dos fios.
Encaixe os fios nos orifícios, respeitando a ordem: fio direito com orifício direito, fio
esquerdo com orifício esquerdo e fio terra (verde) ao centro (caso tenha aterramento em sua
casa). Parafuse para fixá-los e garantir que não se soltarão. Fixe a tomada na parede
parafusando as extremidades. Fixe o espelho da tomada. Ligue a chave geral e veja se
funcionou.

Importante: caso os fios estejam descascados, desencapados ou queimados, chame um


eletricista para fazer os reparos. Jamais faça esse tipo de conserto com pés ou mãos
molhados.

E caso precise de qualquer destes materiais, passe na Tamandaré, estamos prontos para lhe
ajudar.

Como consertar uma torneira espanada

Garantir a manutenção de sua torneira pode economizar água, pois uma torneira espanada é mais
propensa a vazar (Jupiterimages /Polka Dot/Getty Images)
As torneiras comuns são geralmente feitas de partes simples e móveis que podem ser
substituídas com facilidade. A diferença nos estilos costuma ser estética, portanto você pode
consertar uma torneira sozinho rapidamente, contanto que saiba o que procurar. A causa de
uma torneira espanada costuma ser uma haste riscada. Isso ocorrer quando ela é apertada em
excesso.
Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante
Outras pessoas estão lendo

 Como reparar uma rosca espanada

 Como consertar um registro de chuveiro espanado

Instruções

1. 1

Desligue o registro embaixo da pia e abra a torneira com uma chave de fenda. Remova
cada parte e deixe de lado, incluindo a porca central, a haste, os lavadores e o corpo
da torneira.

2. 2

Verifique a haste para ver se os encaixes não estão espanados. Isso costuma ser a
causa de uma torneira espanada. Muitas lojas de ferragens vendem essa peça, e um
vendedor pode ajudar a encontrar o tamanho certo para sua haste.

3. 3

15
Substitua a haste e outras partes gastas da torneira, aplicando lubrificante de modo
que as peças se encaixem com facilidade. Aperte os parafusos no lugar e verifique se
a torneira fecha de maneira normal.

Manutenção de uma torneira monocomando

Para mantê-la sempre como nova, siga as nossas recomendações.

As torneiras são elementos vitais da canalização da nossa habitação. Infelizmente, temos tendência a
esquecê-las até elas começarem a pingar ou a ficarem danificadas.
Seguem então alguns conselhos simples de manutenção que irão ajudá-lo a conservar no tempo as suas
torneiras monocomando e substitui-las quando for necessário.

01. Elementos de uma torneira monocomando


Elementos de uma torneira monocomando

Uma torneira monocomando é uma torneira que dispõe de um só manípulo com forma de alavanca.
Esta alavanca serve para regular a quantidade de água quente e fria necessária para alcançar uma água
à temperatura desejada. Além disso, para aumentar ou diminuir o caudal de água desejado, basta subir
ou descer essa mesma alavanca.

Antes de entrar na descrição das operações de manutenção de uma torneira monocomando, observar
no gráfico seguinte quais são as peças que habitualmente a constituem.

02. Conselhos gerais

- Se limpar a torneira de forma superficial e a secar após cada utilização, evita que as gotas de água ao
secar deixem sedimentos, tornando-a menos estética.

- Para realizar uma limpeza mais profunda (manchas residuais ou de calcário), utilizar um sabão neutro e
uma esponja. Passar com suavidade a esponja sobre a superfície da torneira, em seguida enxaguá-la e
secá-la com um pano para terminar. Isto é o suficiente para que a sua torneira fique a brilhar, embora
existam produtos específicos para que os cromados conservem a sua beleza.

- Não utilizar produtos abrasivos, elaborados normalmente a base de ácidos e amoníaco, para limpar as
torneiras cromadas.

- Se a água fluir mal, proceder a uma limpeza do prelator ou do difusor.

16
- Se a torneira pingar, substituir o cartucho.

Nos parágrafos seguintes descreve-se passo a passo como limpar o prelator e substituir o cartucho.
Pode completar esta informação consultando nesta mesma página outras fichas dedicadas à
substituição e manutenção de torneiras.

03. Limpeza do prelator ou difusor

Limpeza do prelator ou difusor

O prelator de uma torneira tem várias funções:

- Uma função ecológica, uma vez que faz com que a torneira consuma menos 8 litros por minuto (para
pressões de trabalho de 1 a 3 bars de pressão dinâmica do circuito) e menos 9 litros se a pressão estiver
situada entre 3 e 5 bars.

- Serve como filtro porque impede a passagem dos sedimentos transportados pela água.

- Orienta corretamente o jato de água, proporcionando-lhe ar e evitando os salpicos.

Para efetuar a sua limpeza, seguir estes passos:

1. Desmontar o difusor com a ajuda de uma chave. Apoiar a chave nos entalhes da peça para facilitar a
sua desmontagem. Para não riscá-lo, usar um pano entre a chave e o difusor.

2. Uma vez desmontado, retirar as grelhas do seu interior e limpá-las com água e uma escova pequena.
Para eliminar as partículas mais incrustadas, pode utilizar um alfinete ou uma agulha.

17
3. Se estiverem muito obstruídas e não conseguir limpá-las, pode optar por substituir as grelhas.

4. Para voltar a montar o difusor na torneira, utilizar novamente a chave e o pano. Não apertar
demasiado.

04. Substituição do cartucho

Se a torneira pingar, substituir o cartucho seguindo estas indicações:

1. Começar por desmontar a alavanca. Para esse efeito, levantá-la como indicado na ilustração e soltar
o parafuso de fixação situado por baixo.

Consoante o modelo da torneira, terá que utilizar uma chave de fendas ou uma chave allen.

2. Após ter desapertado o parafuso, puxar a alavanca até retirá-la do seu alojamento.

3. Após ter extraído a alavanca, retirar o índice.

4. Utilizar uma chave inglesa para desapertar a porca de compressão do cartucho.

5. Extrair em seguida o cartucho puxando nele ou, se o modelo da torneira o exigir, procedendo ao seu
desaparafusamento.

6. Para terminar, substituir o velho cartucho por um novo que seja idêntico.

18
Como substituir uma torneira

Como fazer a substituição de uma torneira

Substituir uma torneira requer algum trabalho e paciência. Felizmente, as novas torneiras são
fabricadas de modo a que se possa montar simplesmente com a ajuda de algumas instruções.
Ao aplicar uma nova torneira irá melhorar o aspecto da sua casa de banho ou cozinha, reduz
os desperdícios de água e resolve os eventuais problemas causados pela torneira antiga.
Independentemente do tipo de torneira que tenha comprado, deve ter a certeza que ela irá
cobrir totalmente os furos de fixação da torneira. Se tiver uma pia de cozinha fora do
normal em sua casa, deve procurar um conjunto de torneira ajustável e preparado para se
encaixar em diferentes tipos de pias. Depois de escolher o modelo da torneira, deve seguir
este procedimento para poder aplicá-la correctamente:

Fase 1: Feche a fonte de alimentação de água quente e fria para as torneiras da pia de
cozinha. Desenrosque as porcas com a ajuda da chave ajustável ou chave de lavatório e
desconecte as torneiras dos canos de fornecimento de água debaixo da pia de cozinha;

19
Fase 2: Se o conjunto da torneira antiga tiver uma cabeça pulverizadora e mangueira, remova
a porca de montagem da cabeça pulverizadora debaixo da pia de cozinha. Desconecte
também a mangueira de sua conexão da bica;

Fase 3: Remova o conjunto antigo da torneira da pia de cozinha e limpe ao redor da área de
montagem da torneira.

Fase 4: Antes de instalar uma torneira, aplique massa de calafetar ao redor de sua base.
Se junto com a torneira fornecerem as juntas para essa tarefa, então a massa não será
necessária;

Fase 5: Se a nova torneira possuir um chuveirinho de mão, de de igual forma proceder à sua
instalação. Passe-o através de sua abertura no conjunto da torneira na pia de cozinha e para
cima através da abertura central da pia. Em seguida, fixe a mangueira na conexão da fonte de
alimentação da torneira;

Fase 6: Instale o novo conjunto de torneira nos furos de montagem da pia de cozinha.

Depois de aplicar o novo conjunto da torneira no lugar certo, fixe as arruelas e porcas. Depois
aperte as porcas com a chave de lavatório;

Fase 7: Alinhe e conecte as linhas de fornecimento de água originais com os tubos flexíveis
que vêm da nova torneira. Deve ter a certeza que as linhas da fonte de alimentação da água
quente e fria estão conectadas ao conjunto da torneira com tubos de alimentação apropriados.
Quando conectar as linhas, não deixe de usar duas chaves. Uma prende a conexão enquanto
a outra gira a porca da linha de fornecimento de água;

Fase 8: Abras as torneiras e deixe correr a água, fria e quente, com alguma força para poder
limpar totalmente as linhas de alimentação e verificar se há desperdícios de água. Caso haja
deve fazer todo o procedimento de novo e verificar se há conexões com folgas incorrectas.
Apesar de as torneiras da casa de banho serem iguais às que acabamos de descrever, elas
podem apresentar alguns desafios a enfrentar.

A torneira é fixada na pia por uma porca debaixo do tampo do lavatório e a linha de
fornecimento de água geralmente é conectada à torneira com uma conexão de compressão
com rosca.

Nota:

Existe muito pouco espaço debaixo da pia, desta forma, irá necessitar de uma chave de
lavatório para conseguir apertar as porcas de acoplamento.

20
Nomes das partes de uma torneira

Escrito por angela baird | Traduzido por katia fortuna

 Compartilhar
 Tweetar
 Compartilhar
 Pin
 E-mail

21
Apesar dos estilos variados, as torneiras de água possuem uma construção semelhante (garden faucet
image by João Freitas from Fotolia.com)
Torneiras de água feitas para o exterior da sua casa tem uma construção muito simples, linear,
e isso ajuda a conhecer as diferentes partes da torneira se você desenvolver um vazamento
que precisa de conserto, ou se está pensando em substituí-la completamente. Embora existam
diferentes estilos, todas elas são baseadas nos mesmos conceitos simples.

Outras pessoas estão lendo

 Como consertar uma torneira espanada

 Como reparar um vazamento na torneira da cozinha

Manusear
O puxador é usado para ligar a torneira para permitir o fluxo de água e fechar. Pode ser em
alguma forma diferente ou parecer um pouco com uma roda de carroça, dependendo do estilo
e idade da torneira.

Porca
A porca parafusa na haste da torneira, dando lugar para prender a alça através de um pequeno
parafuso.

22
Haste e embalagem
A haste é a parte da torneira que controla o fluxo de água, enroscando para baixo a anilha na
base da válvula, quando está na posição de desligado. É cercado por embalagem que mantém
firmemente no lugar.

Anilha
A anilha fica na parte inferior da haste entre ele e a base da válvula, e evita as fugas.

Corpo e lugar de válvula


Este é o lugar onde o fluxo de água é interrompido e iniciado, e está localizado dentro da
torneira.

Torneira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ir para: navegação, pesquisa

Uma torneira da década de 1960.

A torneira é uma válvula simples que se destina a regular ou deter o fluxo de um


fluido numa tubagem.

Nas habitações a torneira libera ou impede a saída da água em banheiros, cozinhas,


área de serviço, etc.

Diferencia-se do registo de água por permitir a saída de água para fora do


dispositivo, e não apenas controlar o fluxo e pressão desta para dentro de um
imóvel.

23
Funcionamento de uma torneira.

Funcionamento[editar | editar código-fonte]

Animação de uma torneira pingando.

A torneira tem um corpo unido à tubagem de água ou do fluido a controlar, por


onde se efectua a alimentação. No interior possui um dispositivo de obturação que
consiste num eixo roscado que, accionado por um manípulo acessível do exterior,
permite abri-la ou fecha-la tendo como conseqüência o afastamento ou
aproximação de um disco de borracha, mais recentemente de cerâmica por sofrer
muito menor desgaste, que obstrui ou permite a passagem do fluido para o tubo de
saída.

Torneira termostática[editar | editar código-fonte]


É uma torneira em que é possível regular a temperatura de saída da água rodando
um manípulo. O tubo de saída é único não havendo separação entre água quente e
fria. É uma torneira usada especialmente nas banheiras e nas cozinhas.

Torneiras automáticas / com sensor / eletrônicas[editar | editar código-fonte]


Torneiras que podem ter apenas o fechamento, ou a abertura e o fechamento
automatizados. No primeiro caso existem dois sistemas que fazem a temporização
da torneira, o sistema mecânico onde o usuário pressiona um botão liberando o
fluxo da água e uma mola retorna este botão à posição inicial interrompendo o
fluxo de água. O sistema eletrônico que reconhece o toque do usuário e aciona uma
eletro-válvula que libera o fluxo de água por tempo pré definido. Já as torneiras
totalmente automatizadas são apenas eletrônicas, através de seu sensor de
presença reconhecem a proximidade das mãos do usuário sem a necessidade de
contato o que é higiênico e assim acionam a eletro-válvula que libera o fluxo de
água. Estas porém não são temporizadas mantendo o fluxo durante a presença do
usuário e interrompendo imediatamente após sua ausência. As torneiras com
sensor já são utilizadas há muitos anos em locais onde é imperativo a higiene,
como Lavatórios Médicos e Barreiras Sanitárias, porém com o imperativo da
economia de água, se tornou item obrigatório sua utilização em instalações
sanitárias de alto tráfego de pessoas.

A primeira torneira eletrônica que se tem conhecimento foi mostrada ao público em


1985, em uma feira de Ciências na cidade de Umuarama-PR. O aluno Anisio
Rodrigues dos Santos juntamente com sua equipe de sala de aula recebeu o troféu
de 1. colocado geral, em um evento onde participavam escolas de 19 municípios da
região.

24
Torneiras elétricas[editar | editar código-fonte]
Existem também as chamadas "torneiras elétricas", que, para além do dispositivo
da torneira propriamente dito, possuem um aquecedor de água ligado à rede
elétrica, proporcionando água quente sendo utilizadas nomeadamente em locais de
muito frio, e onde lavar louça pode se tornar uma atividade penosa. A utilização
destes dispositivos como forma de aquecimento de água tem um elevado custo
pelo que muitas residências estão adotando os painéis movidos a energia solar,
como alternativa.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

 Diversos, Lexicoteca-Moderna Enciclopédia Universal, Círculo de leitores, Tomo XVII, Lisboa:


1985
 Como consertar torneiras (em português)
 HOUAISS, Antônio, Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa Tomo VI, Lisboa:Círculo dos
Leitores, 2003, ISBN 972-42-3022-8

COMO ACABAR COM O “PINGA PINGA” DA TORNEIRA #PRACASA

Uma lição completa do nosso engenheiro para resolver de vez esse problema, e
outras dicas extras!

SOS Solteiros Publicado: 01/02/2013 14:33 | Atualizado: 01/08/2013 14:42

101

Uma das coisas que enche o saco é aquele barulho CHATO de torneira pingando na
madrugada exatamente naquele momento em que você, após insistir pela milésima
vez, finalmente conseguiu pegar no sono. A vontade que dá é de apertar a torneira
até o fim numa tentativa, frustrada, de estancar a gota insistente.

publicidade

Sei bem como é, mas já aviso de antemão: não resolve NADA apertar com toda a
sua força (no melhor estilo pós-treino, rá). Se ela está pingando o que ela pede é
REPARO. Mais especificamente, sua torneira necessita de um CONSERTO SIMPLES
chamado no popular “trocar a borrachinha”.

25
Para te ajudar nessa tarefa, preparamos uma sequência de fotos para você ver que
isso não é coisa apenas de “pereirão” e sim de SOLTEIRO fuçado mesmo!
#éoqueagenteé

CURIOSIDADE: Uma torneira pingando consome 46 LITROS DE ÁGUA por dia e no


mês 1380 litros. É o planeta e o seu rico dinheirinho indo para o ralo. Então chega
aê e mãos a obra!

QUAIS TORNEIRAS USAM “BORRACHINHA”?


Uma informação importante: NEM TODAS as torneiras usam “borrachinha”. Como
assim? Existem alguns modelos hoje em dia no mercado que usam outros sistemas.
Elas são chamadas “torneiras ¼ de volta”. Oi?

Explico: Torneira “COMUM” são aquelas torneiras que para você abrir até o final
você precisa dar mais de 1 volta inteira. Algumas chegam a dar 3 voltas e meia. Já
as torneiras ¼ de volta para abrir você precisa de apena UM TOQUE, são munidas
de um reparo interno de “cerâmica” e isentas de “borrachinha”.

Dá uma olhada na ilustração que fizemos para você entender melhor:

Também é válido informar que o nome correto da “borrachinha” é VEDANTE, que


podem ser de borracha ou de silicone. O último confere mais durabilidade e é mais
utilizado atualmente.

Portanto o post de hoje mostrará o conserto de torneiras COMUNS, tipo as da


imagem abaixo:

26
Sua torneira se parece com alguma delas? Se sim, provavelmente sua torneira é
“simples”.

IMPORTANTE: Se após o toque você descobrir que a torneira não dá mais de uma
volta inteira e nem se parece com as torneiras da imagem acima, relaxa, o passo a
passo deste post também serve para você. A única diferença é que você terá que
trocar o reparo interno INTEIRO e não apenas o vedante.

Vem comigo!

DESMONTANDO A TORNEIRA
Pra chegar no reparo primeiro vamos ter que desmontar a torneira:

27
1. Verifique se o seu banheiro tem um registro geral. Se tiver, feche-o para
eliminar vazamentos. Se não tiver dentro do banheiro então feche o registro
geral da casa. Não queremos tomar um banho na pia né?
2. Abaixe para visualizar o engate flexível (a mangueirinha branca).
3. Desenrosque o tal engate.
4. Com a torneira retirada, abra sua caixa de ferramentas e retire a chave de fenda
cruzada e o alicate.

Obs:. Se você não puder retirar a torneira do local não tem tanta necessidade, dá
para trabalhar com ela fixa numa boa também.

DESMONTANDO O REPARO (DE PLÁSTICO)


(e encontrando o danado do vedante).

28
1. Solte com as mãos o pino protetor
2. Com a chave de fenda cruzada desenrosque o parafuso
3. Retire com as mãos o acabamento
4. Solte com as mãos a tampa protetora
5. Com ajuda do alicate desenrosque o reparo (a parte branca) no sentido anti-
horário
6. Após retirar o eixo, que é de plástico, verifique se não ficou nada dentro da
torneira. (caso o seu reparo seja de metal veja o exemplo abaixo).
7. Pegue um vedante de silicone da sua caixa de ferramentas (ou compra na loja
de construção)
8. Retire o vedante velho
9. Troque pelo vedante novo.

29
REMONTANDO A TORNEIRA

1. Rosqueie o reparo na torneira,


2. Coloque a proteção,
3. Com as mãos prenda o acabamento,
4. Parafuse,
5. Com a chave de fenda cruzada,
6. E com as mãos rosqueie o pino.

Se você fez como eu e retirou a torneira do lugar:

7. Passe veda rosca na ponta da torneira,

8. Rosqueie o engate que está na parede.

DESMONTANDO O REPARO (DE METAL)


Cada marca e modelo de torneira que usam vedantes podem utilizar reparos de
diferentes materias. O da foto acima é de plástico, então separei um que a base é
de metal para você ver o passo-a-passo. O processo é o mesmo.

OBSERVAÇÃO: Vale lembrar que nesse caso o reparo na verdade não é a peça
inteira, e sim um pedaço do eixo, que tem 2 peças, a parte de metal – reparo – e a
parte de borracha.

30
1. Solte com as mãos o pino protetor,
2. Com a chave de fenda cruzada desenrosque o parafuso,
3. Retire com as mãos o acabamento,
4. Com ajuda do alicate desenrosque o reparo no sentido anti-horário.
5. Se após retirar o reparo (parte de metal do eixo) e ele não sair inteiro,
6. Você verá a bucha (um pedacinho de plástico “bege” onde o reparo se apoia)
dentro da torneira
7. Coloque o reparo (ítem 5) de volta no buraco (ítem 6), e com a ajuda de um
alicate puxe de forma que consiga tirar a bucha.
8. O eixo deve sair completo com o reparo e a borrachinha, prontinho para
você trocar o vedante chorão.

OUTROS TIPOS DE REPAROS


Dá uma olhada em alguns tipos de reparos de torneira (que usam “borrachinha”,
claro).

31
E SE EU FIZ TUDO ISSO E CONTINUA VAZANDO?
Bom meu amigo, isso pode ocorrer por diversos fatores. Se após você trocar o
vedante e a torneira insistir em pingar a única solução é TROCAR O REPARO TODO.
Vá até uma loja de matérias de construção e procure um EXATAMENTE igual ao
seu. Se ficar na dúvida peça ajuda ao vendedor.

Um reparo de torneira completo custa em média R$ 12,00 e você ficará com uma
torneira NOVINHA. A mesma dica vale para as torneiras ¼ de volte, se estiver
vazando, TROQUE O REPARO INTEIRO.

CONCLUSÃO, FIM, THE END.


Esse trampo todo vale a pena? Se você quer acabar com aquele barulho chato,
colaborar com o planeta e com o seu bolso e assim como eu bota a mão na massa,
SIM. Então já sabe:

 Torneira comum, que pinga = troque a borrachinha.


 Torneira comum, que pinga e que mesmo assim você já trocou a
borrachinha = troque o reparo.
 Torneira ¼” de volta que pinga = troque o reparo.

32